Ética-egarmorin

Páginas: 32 (7808 palavras) Publicado: 18 de abril de 2013
UM ITINERÁRIO DO PENSAMENTO DE EDGAR MORIN* Maria da Conceição de Almeida**

Minhas primeiras palavras são de agradecimento à UNISINOS pelo convite para proferir esta palestra no Ciclo de Estudos sobre 'O Método' de Edgar Morin. Parabenizo os organizadores desse evento - professores José Roque Jungues e Inácio Neutzling - pela iniciativa de oportunizar o debate sobre as idéias de um dosexpoentes mais expressivos do pensamento mundial contemporâneo. Um intelectual que quer, deseja e provoca, sem trégua, o reencontro entre ciência e humanismo, entre a cultura científica e A cultura humanística. Um intelectual cujas idéias representam uma síntese aberta, mas ao mesmo tempo radical, a respeito do papel social e ético do conhecimento diante da "agonia planetária" deste início de século.Como René Descartes, Edgar Morin pode ser considerado um divisor de águas na história do conhecimento. Se o Discurso sobre o Método de Descartes inaugurou, no século XVII, a chamada 'ciência moderna', o Método de Edgar Morin começa a construir uma ciência da complexidade. Portanto, oferecer um espaço de discussão sobre idéias ao mesmo tempo inovadoras e instigantes não se constitui um artifício derequinte intelectual para um punhado de iluminados. Denota, mais propriamente, a sintonia com a incerteza e a perplexidade em que vivemos hoje, não só no domínio do conhecimento científico, mas também no espaço do cotidiano de nossas vidas. Para Edgar Morin, o debate sobre o conhecimento "não poderia constituir um domínio privilegiado para pensadores privilegiados, uma competência de experts, umluxo especulativo para filósofos, mas uma tarefa histórica para cada um e para todos. A epistemologia complexa deveria instalar-se, senão nas ruas, ao menos nas mentes, mas isso exige, sem dúvida, uma revolução mental" . Por pensar como Morin, me solidarizo com os organizadores deste evento que se estende até novembro de 2004.

1

Em segundo lugar, manifesto meu desatino em ter aceito falarsobre o tema de hoje. Mesmo tendo sido informada pelo prof. José Roque sobre o assunto que deveria tratar, somente quando tive em mãos o folder de divulgação do evento pude aquilatar o desatino que cometi e o risco que assumi. Reconstruir o itinerário do pensamento de Morin é uma tarefa quase impossível. Por isso, refiz logo o título da palestra substituindo 'o itinerário' por 'um itinerário'. Mesmoassim, sei que certamente muitos dos palestrantes deste 'Ciclo' poderiam, melhor do que eu, circunscrever a cosmologia das idéias de Morin. Mas já que assumi uma missão maior do que eu, procurarei dar conta do recado da melhor maneira que posso. Essa ressalva não é um artifício de retórica. É uma maneira de afirmar uma das convicções do pensamento complexo: a incompletude, o inacabamento e aparcialidade de todo conhecimento. Isto é, tudo o que é dito, é dito por um sujeito-observador que compreende o mundo a partir do lugar que ele ocupa, da maneira como ele percebe, das informações que ele julga pertinentes. Por isso, mesmo que todos tenhamos acesso às mesmas informações, cada um de nós as organiza conforme alguns modelos de pensar e viver, como ressaltam Humberto Maturana, Boris Cyrulnike Edgar Morin. Para Morin, esse fato decorre justamente da natureza subjetiva do conhecimento. Disso resulta que são muitas as maneiras de traçar um itinerário das idéias de um autor, e nenhuma delas corresponde exatamente ao fluxo e à dinâmica das idéias daquele autor (embora alguns itinerários possam ser mais complexos do que outros). Em síntese estamos, ainda e sempre, no domínio dasinterpretações como assinala Umberto Eco. É por isso que Michel Foucault pergunta sobre como construir a unidade de uma obra, e que Octavio Paz diz que nenhuma obra contém o autor por inteiro. O físico dinamarquês Niels Bohr, um dos criadores da física quântica, apresenta um argumento-síntese importante a respeito da relação entre o sujeito e o fenômeno do qual trata. Diz Bohr que não é possível afirmar...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Da ética a ética
  • etica
  • Etica
  • Ética
  • Etica
  • Ética
  • ética
  • ÉTICA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!