Ágora

Páginas: 25 (6197 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
Ágora: Estudos em Teoria Psicanalítica
Ágora (Rio J.) v.9 n.1 Rio de Janeiro ene./jun. 2006Ágora (Rio J.) v.9 n.1 Rio de Janeiro jan./jun. 2006Ágora (Rio J.) vol.9 no.1 Rio de Janeiro Jan./June 2006
doi: 10.1590/S1516-14982006000100004 
ARTIGOS
 
A transexualidade e a gramática normativa do sistema sexo-gênero
 
Transsexuality andnormative grammar of the sex-gender systems
 
 
Márcia Arán
Psicanalista; professora visitante do Instituto de Medicina Social da Uerj; membro do Espaço Brasileiro de Estudos Psicanalíticos. marciaaran@terra.com.br
 
 
[pic]
RESUMO
Este trabalho tem como objetivo analisar o discurso sobre a transexualidade na psiquiatriae na psicanálise. Em linhas gerais, o transexualismo é considerado uma patologia por ser definido como um "transtorno de identidade", dada a não-conformidade entre sexo e gênero. Por outro lado, ele também pode ser considerado uma psicose graças à suposta recusa da diferença sexual. O que define este diagnóstico é uma concepção normativa dos sistemas de sexo-gênero, a qual se converte em umsistema regulador da sexualidade. Discutem-se as possibilidades de uma reflexão crítica na psicanálise que permita o descolamento da transexualidade deste território normativo da patologização.
Palavras-chave: Transexualidade, subjetividade, sexo, gênero, psicanálise.
[pic]
ABSTRACT
The objective of this paper is to analyze the transsexual in psychiatry and partly inpsychoanalysis. It can be observed that transsexual is referred to as pathology being that it is considered an "identity disorder", given the non-conformity between sex and gender. On the other hand, it can also be considered a psychosis owing to the refusal of sexual difference. What defines the diagnosis of transsexual is a normative conception of the gender-sex systems, which is converted ontoa regulating system of sexuality. In spite of the complexity of this issue, this paper discusses the possibilities of a critical reflection in psychoanalyze that allows for the detachment of transsexuality in this normative territory of pathologization.
Keywords: Transsexuality, subjectivity, sex, gender, psychoanalysis.
[pic]
 
 
A transexualidade éconsiderada um fenômeno complexo. Em linhas gerais, caracteriza-se pelo sentimento intenso de não-pertencimento ao sexo anatômico, sem a manifestação de distúrbios delirantes e sem bases orgânicas (como o hermafroditismo ou qualquer outra anomalia endócrina) (CASTEL, 2001, p.77). Pode-se dizer que a fundamentação deste fenômeno na atualidade está baseada em dois dispositivos distintos. O primeirodiz respeito ao avanço da biomedicina na segunda metade do século passado — principalmente no que se refere ao aprimoramento das técnicas cirúrgicas e ao progresso da terapia hormonal — que faz do desejo de "adequação" sexual uma possibilidade concreta. O segundo concerne à forte influência da sexologia na construção da noção de "identidade de gênero" como sendo uma "construção sociocultural",independente do sexo natural ou biológico.
Nas diversas teorias que abordam esta questão parece haver um aspecto consensual: o de que na transexualidade haveria uma incoerência entre sexo e gênero. O discurso atual sobre o transexualismo na sexologia, na psiquiatria e em parte na psicanálise faz desta experiência uma patologia - um "transtorno de identidade" — dada a não-conformidade entresexo biológico e gênero. Por outro lado, ele também pode ser considerado uma psicose devido à recusa da diferença sexual — leia-se, da castração dita simbólica. Nota-se que nestas teorias, o que define o diagnóstico de transexualismo é uma concepção normativa seja dos sistemas de sexo-gênero, seja do dispositivo "diferença sexual".1 Ambas estão fundadas numa matriz binária heterossexual que se...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • E agora
  • agora
  • Agora
  • O agora
  • agora
  • Ágora
  • Agora!!!
  • Agora

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!