Trabalho Pronto Como Lévi Strauss Distingue A Tarefa Do Antropólogo Da Tarefa Do Historiador artigos e trabalhos de pesquisa

  • Strauss

    APONTAMENTOS E PERSPECTIVAS TEÓRICAS SOBRE O PENSAMENTO DE CLAUDE LÉVI-STRAUSS Marcelo Tadvald1 Resumo. Marco do pensamento científico ocidental, o trabalho do antropólogo Claude LéviStrauss ainda hoje serve de base para muitos paradigmas do campo dos estudos sociais. Este artigo apresenta brevemente parte de suas idéias, tentando articulá-las de maneira a tornar mais lúcido seu próprio entendimento. Em um segundo momento, comparo sua apropriação do conceito de história à maneira desenvolvida...

    7491  Palavras | 30  Páginas

  • Embates pela história: diálogos entre lévi-strauss e braudel

    Introdução Claude Lévi-Strauss, ao lado de Fernand Braudel, são considerados por vários estudiosos das ciências humanas dois dos maiores expoentes dos estudos da sociedade no século XX. Não obstante o mérito ou o valor da produção de cada um deles para a História, Lévis-Strauss foi quem conduziu a prática antropológica numa dimensão que podemos comparar à de Durkheim em relação à sociologia (Busadin: s.d.). Seus trabalhos, lidos tanto por historiadores quanto por antropólogos, além de fazerem parte...

    2093  Palavras | 9  Páginas

  • Resenhas : o impacto do conceito de cultura sobre o conceito de homem, a noção de cultura nas ciências sociais - denys cuche, raça e história: raça e cultura - levi-strauss, cultura um conceito antropolodigo- duque

    O Impacto do Conceito de Cultura sobre o Conceito de Homem CLIFFORD GEERTZ Lévi Strauss afirma que a explicação científica busca substituir complexidades pouco compreensíveis por mais compreensíveis. A partir da explicação de Lévi Strauss de que a ciência em geral deve tornar suas complexidades mais compreensíveis, Clifford Geertz mostra que as ciências sociais também devem buscar a ordem de sua complexidade. A idéia iluminista defendia...

    4210  Palavras | 17  Páginas

  • DISSERTA O DE ANTROPOLOGIA COMPARA O STRAUSS E BOAS

    CLAUDE LÉVI-STRAUSS COM AS LIMITAÇÕES DO MÉTODO COMPARATIVO DA ANTROPOLOGIA, FRANZ BOAS. CRÍTICAS COMPLEMENTARES Franz Boas e Claude Lévi-Strauss, em suas obras de 1896 e 1952, respectivamente, apresentam suas teses quanto às falhas dos métodos e teorias utilizados para as pesquisas antropológicas, referentes à evolução humana e sua respectiva cultura. Ambos concordam que os métodos devem ser revistos ou reinventados. Boas, mais técnico, sugere uma abordagem mais ampla de análise e Strauss, mais...

    947  Palavras | 4  Páginas

  • Claude Strauss Biografia P 24 De Fevereiro

    CLAUDE LÉVI-STRAUSS Foi, sem dúvida, o antropólogo cuja obra terá exercido a maior influência no século XX. Seu nome é indissociável do que foi chamado, depois dele, antropologia estrutural. Entre as múltiplas abordagens que o campo das ciências sociais conheceu no século XX, essa ocupa uma posição particular: nem releitura ousada de um sistema explicativo já reconhecido, nem teoria regional de uma classe de fenômenos circunscritos, a antropologia estrutural é primeiramente um método de conhecimento...

    3232  Palavras | 13  Páginas

  • Reflexões para além do trabalho de campo

    Emerson. “Para além do ‘trabalho de campo’: reflexões supostamente malinowskianas RBCS Vol. 17 n° 48 fevereiro/2002. O propósito deste texto é realizar uma leitura de Malinowski, reconhecendo assim sua centralidade na disciplina, que consiga problematizar a associação privilegiada que costumamos fazer entre trabalho de campo e antropologia. E, embora seja geralmente admitido que desde os tempos de Malinowski até agora muita coisa mudou na antropologia, a opinião de que o trabalho de campo seja o método...

    2945  Palavras | 12  Páginas

  • O TRABALHO DO ANTROP LOGO

     1 O TRABALHO DO ANTROPÓLOGO OLIVEIRA, R. C. O trabalho do antropólogo: olhar, ouvir, escrever. In: O trabalho do antropólogo. 2.ed. SP: UNESP/Paralelo 15, 2000. p.17-36. Pareceu-me que abordar um tema freqüentemente visitado e revisitado por membros de nossa comunidade profissional não seria de todo impertinente, posto que sempre valerá pelo menos como uma espécie de depoimento de alguém que, há várias décadas, vem com ele se preocupando como parte de seu métier de docente e de pesquisador;...

    4810  Palavras | 20  Páginas

  • Trabalho Economia BNT

    humana, dizendo ser possível um estudo preciso em comparação de raças da mesma civilização. A variedade de culturas é explicada por ele como sendo um resultado desigual do processo de evolução. A década de 60 do século XIX foi um período rico em trabalhos e de muitos estudos tentando analisar o desenvolvimento das instituições sociais, buscando explicações para procedimentos do passado para a atualidade, predominando a ideia de que a cultura desenvolve-se de maneira uniforme, de tal forma que era...

    1701  Palavras | 7  Páginas

  • Trabalho de Antropologia

    ORGANIZACIONAL Resumo A cultura organizacional tem sido tema recorrente nos trabalhos acadêmicos nos últimos anos, o que tem favorecido uma maior densidade teórica e metodológica às pesquisas nessa área, além de novas propostas conceituais, técnicas mais apuradas de intervenção organizacional e surgimento de categorias analíticas mais pertinentes ao universo empresarial. Dentro desse foco, o presente trabalho trata da questão da cultura organizacional ao analisar um programa de desenvolvimento...

    6370  Palavras | 26  Páginas

  • Resumo da Primeira Parte do Livro: Cultura, um trabalho antropológico

    principalmente sobre a organização familiar e sobre as tarefas inerentes a cada sexo. Tais diferenças foram explicadas com base no local onde esses povos habitavam ou por suas características biológicas, os chamados determinismo geográfico e biológico, respectivamente. O determinismo biológico é caracterizado pela atribuição de características a um determinado grupo devido a sua etnia. Atualmente, esse conceito caiu em descrédito, já que os antropólogos afirmam que as diferenças genéticas não são decisivas...

    965  Palavras | 4  Páginas

  • Um pouco da vida e obra de levi strauss

    l1-Os Autores: Levi Strauss Claude Levi Strauss, antropólogo francês, considerado um dos maiores intelectuais do século XX, é também fundador da Antropologia Estruturalista. Nascido em Bruxelas, de família com origem Judaica, sua trajetória intelectual se inicia estudando direito na Faculdade de Paris, logo em seguida, filosofia na Sorbonne, onde se doutorou em 1948, com sua tese que em um primeiro momento não obteve repercussão: Estruturas Elementares de Parentesco. Após dois anos da publicação...

    564  Palavras | 3  Páginas

  • Trabalhos

    naturalmente registrado dos indivíduos e das sociedades? Por um lado, para domesticar o tempo natural, as diversas sociedades e culturas inventaram um instrumento fundamental, que é também um dado essencial da história: o calendário; por outro, hoje os historiadores se interessam cada vez mais pelas relações entre história e memória. 3. A dialética da história parece resumir-se numa oposição – ou num diálogo – passado/presente (e/ou presente/passado). [pg. 008] Em geral, esta oposição não é neutra mas...

    190686  Palavras | 763  Páginas

  • RESENHA – Epistemologia do Trabalho Científico RICHARDSON, Roberto Jarry.

    RESENHA – Epistemologia do Trabalho Científico RICHARDSON, Roberto Jarry. Epistemologia do Trabalho Cientifico. In: RICHARDSON, Roberto Jarry, et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. rev. ampl. São Paulo: Atlas S. A., 2008, cap. 3, p. 33-54. Roberto Jarry Richardson. Possui graduação em Sociologia pela Universidad Católica de Chile (1965), mestrado em Educação pela Stanford University (1975), doutorado em International Development Education pela Stanford University...

    1730  Palavras | 7  Páginas

  • levi-strauss antropologia estrutural

     Introdução Antropologia estrutural, é um termo criado por Claude Lévi-Strauss (1908-2009), título de dois de seus livros, na "busca de elementos duradouros e correspondências estruturais entre sociedades de tipos diferentes para descobrir se existem estruturas fundamentais que seriam a base da Antropologia". Segundo ele próprio, a noção de estrutura social em termos de complexidade se associa às noções ou estudo do estilo, das categorias universais...

    1816  Palavras | 8  Páginas

  • O QUE OS HISTORIADORES CULTURAIS FAZEM

    O QUE OS HISTORIADORES CULTURAIS FAZEM? Resenha do Livro O que é História Cultural? Peter Burke é um historiador inglês, pesquisador Doutorado na Universidade de Oxford (1957 a 1962), foi professor de História das Idéias na School of European Studies da Universidade de Essex, por dezesseis anos professor na Universidade de Sussex (1962) e professor da Universidade de Princeton (1967); atualmente é professor emérito da Universidade de Cambridge. Foi professor-visitante do Instituto de Estudos Avançados da...

    3553  Palavras | 15  Páginas

  • Antropologia

    domínio da procriação, mas também no domínio político, partilha de tarefas, etc 3. Idade – Todos os povos distinguem as etapas da evolução, mas fazem-no de forma diferente, atribuindo-lhes valores diferentes A ANTROPOLOGIA SOCIAL E CULTURAL NO CONTEXTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS Antropologia social – Ciência que estuda as formas e modos de organização social imanentes à sua condição humana, apoiada numa metodologia de terreno que a distingue das demais ciências sociais. Contemporaneidade das sociedades actuais:...

    5480  Palavras | 22  Páginas

  • Martinho lutero, um destino

    Abordar aspectos psicológicos em História não é nenhuma novidade. Nós mesmos, no Brasil, temos um conhecido historiador, que é exemplo típico de um estudioso de personagens históricos. Vale a pena citar Pedro Calmon, para ilustrar a maneira pela qual caracterizava psicologicamente um personagem: "Continuava imperturbável, na sua tolerância mansa, de quem se não se espantava da ingratidão ou do esquecimento, indispensável à imperfeição humana."1 O texto de Pedro Calmon e enfático na abordagem...

    6664  Palavras | 27  Páginas

  • levi

    Claude Lévi-Strauss nasce em Bruxelas, na Bélgica. - 1927 – Inscreve-se em direito e faz curso de filosofia na Sorbonne - 1932 – Casa-se com Dina Dreyfus - 1933 – É nomeado para o liceu de Laon - 1935 – Em fevereiro, embarca para o Brasil. Desembarca em Santos e passa a viver em São Paulo. Reside na rua Cincinato Braga, 395, entre a rua Carlos Sampaio e a avenida Brigadeiro Luís Antônio. Assume a cadeira de sociologia na Universidade de São Paulo. Tem como colegas de trabalho o geógrafo...

    1121  Palavras | 5  Páginas

  • Historia

    cujos pressupostos radicalizou. Destarte, o que centralmente me interessa aqui é buscar resgatar o conceito de estrutura, pois seu surgimento e difusão por todas as ciências sociais, desde meados do século XX, continuam pautando, saibam os historiadores ou não, as mais antagônicas percepções hoje correntes do que seja e de como se deva fazer história. Um bom ponto de partida pode ser diferenciar estruturalismo e história estrutural. O segundo, que é filha bastarda do primeiro, surgiu como que...

    14368  Palavras | 58  Páginas

  • ASSIS, Olney Queiroz; KÜMPEL, Vitor Frederico. Manual de Antropologia Jurídica ¬–São Paulo: Saraiva, 2011, 254 pág.

    mais antiga que designa o humanismo. A antropologia é uma ciência bastante diversificada, divide-se em antropologia cultural ou social; antropologia biológica ou física; antropologia pré-histórica e antropologia linguística, que o que basicamente distingue os diversos povos existentes. Não há como negar uma relação existente entre Antropologia e o Direito, ambos estudam o ser humano, visto que o próprio direito é uma característica cultural, tendo por fim como estudo da Antropologia. O direito ao...

    2158  Palavras | 9  Páginas

  • Antropologia - Lévi-Strauss

    Antropologia I V – A Ideia de Progresso 1) Por que a ideia de progresso como algo regular e contínuo é enganosa? Apesar dos progressos atingidos pela humanidade serem incontestáveis, não é tarefa fácil ordená-los em uma forma regular e contínua. Há algum tempo, os cientistas ordenavam a linha do tempo da humanidade de maneira simplória, trazendo o progresso histórico humano em sentido único, de forma a colocar cada fase em um espaço de tempo bem definido. Hoje, vemos que esse esquema, além de...

    1468  Palavras | 6  Páginas

  • Questões de Antropologia Social

    outro lado, os processos simbólicos insistem na coerência lógica entre a variedade e a variabilidade cultural, entre direito à diferença, associada à identidade colectiva, e direito à alteridade, que reenvia à identidade individual. 0 presente trabalho estrutura-se em quatro capítulos. No primeiro capítulo, expõem-se os objectivos fundamentais da antropologia social e cultural, as preocupações que estão no centro da abordagem antropológica e as questões fundamentais que interpelam hoje os especialistas...

    4641  Palavras | 19  Páginas

  • Antonio C Goncalves - Questoes De Antropologia Social E Cultural

    outro lado, os processos simbólicos insistem na coerência lógica entre a variedade e a variabilidade cultural, entre direito à diferença, associada à identidade colectiva, e direito à alteridade, que reenvia à identidade individual. 0 presente trabalho estrutura-se em quatro capítulos. No primeiro capítulo, expõem-se os objectivos fundamentais da antropologia social e cultural, as preocupações que estão no centro da abordagem antropológica e as questões fundamentais que interpelam hoje os especialistas...

    4641  Palavras | 19  Páginas

  • Antropologia cultural

    objetiva e que cada vez mais você possa estar percebendo o quanto o estudo da diversidade cultural é importante para a compreensão da nossa vida em sociedade. Nesta nossa terceira unidade de estudos, discutiremos a transformação que, a partir dos trabalhos desenvolvidos por Franz Boas, efetivou-se na Antropologia, enquanto campo de saber, tomando como referência a emergência de três novas vertentes teóricas: a Escola Funcionalista, a Escola Estruturalista e o Interpretativismo. Em todos os casos...

    29124  Palavras | 117  Páginas

  • Trabalho Sobre Etnocentrismo

    relativismo é verificado quando não transformamos a diferença em hierarquia, quando analisamos as situações em seus contextos próprios, quando compreendemos o “outro” nos seus próprios valores e não nos nossos (ROCHA, 1998, p. 9). Ao longo do tempo os antropólogos criaram diversas teorias a fim de compreender e explicar as diferenças existentes entre os grupos sociais. A partir da análise dessas teorias, perceberemos que a antropologia foi deixando de ser vista etnocentricamente, e passou a ceder espaço...

    2883  Palavras | 12  Páginas

  • Enigmas da cultura

    produto do paradigma cartesiano que comanda o conhecimento contemporâneo. Esse modo de encarar o mundo incumbiu-se de separar a natureza da cultura, o real do imaginário, o sujeito do objeto, a cultura científica da cultura das humanidades. Os antropólogos terão de reconhecer que a ciência do século XXI terá que religar saberes dispersos e caminhar para um tipo transversal e polifônico de cognição, consumado pela implosão da disciplinaridade, da fragmentação e do relativismo. Não se trata de um retorno...

    26753  Palavras | 108  Páginas

  • Trabalho Final 3

    1715100164 Glycério de Oliveira Gomes da Silva 915124843 Resumo e Análise crítica do Livro “Cultura – um conceito antropológico. Trabalho apresentado à disciplina de Antropologia, ministrada pela Professora Simone Barbanti, ao 1º Semestre do Curso de História - EAD, da Universidade Nove de Julho – UNINOVE 2015 LARAIA, Roque de Barros. Cultura – um conceito antropológico. Rio de...

    2732  Palavras | 11  Páginas

  • Escola dos annales

    diversas reformulações desde que foi fundada. Em sua primeira concepção, os trabalhos de seus principais pensadores Marc Bloch e Lucian Febvre, fizeram-na conhecida e reconhecida mundialmente. Com a proposta de renovar-se e manter-se sempre atual, notamos nos anos 60 uma grande repercussão da revista e forte influência de Fernand Braudel. Na terceira “fase” dos Annales , ou na chamada Nova História destacam-se historiadores como LeGoff, Duby. A revista nasce como uma publicação reivindicadora...

    4417  Palavras | 18  Páginas

  • Antropologia cultural

    da vida contemporânea. O ingresso da mulher no mundo do trabalho é exemplo ilustrativo dessa mudança, na medida em que alterou a posição que ela tradicionalmente ocupou no seio de uma sociedade que, durante muito tempo, esteve marcada pelo regime patriarcal como foi o caso da oligarquia rural brasileira. Atualmente, convivendo lado a lado, com a posição de mãe e esposa que tradicionalmente ocupou, a inserção da mulher no mundo do trabalho, ampliou sua esfera de atuação na sociedade, diversificando...

    62140  Palavras | 249  Páginas

  • Trabalhos universitarios

    todos os dados foram comprovados e registrados, ressaltando, que foi um trabalho árduo, mas prazeroso e de tamanha responsabilidade para a formação do professor no processo ensino-aprendizagem. A Disciplina de Estágio desenvolveu-se em três semanas, nas séries (ano), 6º ano A, 7º A e B, 8º A e 9º A, tendo duração de 20 horas de observação, 20 horas de participação e 8 horas de regência. Assim, foi desenvolvido este trabalho, que ficará disponível à comunidade acadêmica, que necessitarem dessas respectivas...

    6108  Palavras | 25  Páginas

  • Goldman

    ETNOGRÁFICA Marcio Goldman Partindo da noção de “experiência”, tal qual proposta por Godfrey Lienhardt no início dos anos 60, este artigo pretende discutir a natureza da perspectiva antropológica a partir da relação entre os saberes que os antropólogos manuseiam e aqueles das pessoas com as quais trabalham. Trata-se, fundamentalmente, de demonstrar que o ponto central do empreendimento antropológico é a construção de “teorias etnográficas”, construções que não se confundem nem com as “teorias...

    6090  Palavras | 25  Páginas

  • antropologia estrutural

    Antropologia estrutural Claude Lévi-Strauss Antropologia estrutural Tradução Beatriz Perrone-Moisés 9 Prefácio introdução 13 i. História e etnologia 43 67 79 93 Linguagem e parentesco ii. A análise estrutural em lingüística e antropologia iii. Linguagem e sociedade iv. Lingüística e antropologia v. Posfácio aos capítulos iii e iv 113 133 147 organização social vi. A noção de arcaísmo em etnologia vii. As estruturas sociais no...

    146369  Palavras | 586  Páginas

  • Revisitando O Metodo Etinografico

    salientadas por Malinowski? Como se constitui a relação entre o trabalho de campo e a etnografia? Como os antropólogos concebem a etnografia e como articulam as tensões entre: a descrição e a análise, a tradução e a interpretação, o particular e o geral? Para pensar sobre tais questões, descrevo as principais questões introduzidas por Malinowski (1976) sobre o objeto e o método de pesquisa antropológico tendo como referência o trabalho etnográfico realizado entre os trobriandeses: “Os Argonautas do...

    2147  Palavras | 9  Páginas

  • Pratica do historiador

    PRATICA DO HISTORIADOR 1. INTRODUÇÃO No presente trabalho será desenvolvido um estudo bibliográfico a respeito da história do historiador, suas características, sua importância, pratica realizada e evoluções sofridas. Naqueles tempos os historiadores passavam por enorme dificuldade, pois eles eram limitados a escrever sobre os acontecimentos, descrever batalhas e traçar genealogias dos nobres, não possuiam liberdade...

    1160  Palavras | 5  Páginas

  • Antropologia Unidade 3

    AULA 3 A Escola Antropológica Estruturalista Autor: Prof. Dr. Marcelo Flório 3A.1 INTRODUÇÃO A unidade 3 tem como objetivo discutir, num primeiro momento, a proposta antropológica do estruturalismo elaborada pelo antropólogo francês Claude Lévi-Strauss. Sua proposta antropológica delineou quatro condições para que o pensamento estruturalista fosse efetivado como modelo analítico: o método como caráter sistêmico; o estruturalismo e o grupo de modelos; o estruturalismo enquanto modelo aberto...

    6609  Palavras | 27  Páginas

  • Homem, cultura e sociedade

    sua rede de saberes, essencial para seu aprendizado. Você também terá um trabalho em grupo a realizar. Para tanto há um prazo necessário para você fazer a inserção do trabalho solicitado. Fazem parte das regras de aprovação da disciplina interativa navegar por todo o conteúdo da web aula, bem como assistir as vídeos aulas, a participação no fórum, a realização  das avaliações virtuais previstas, e a produção textual/trabalho em grupo,  nos prazos determinados. Presencialmente, você deverá realizar...

    8100  Palavras | 33  Páginas

  • A vida e obra de Claude Gustave Lévi-Strauss

    Universidade do Vale do Rio dos Sinos Unisinos Juliana Cavalli Marcelo dos Santos Nathalie Carvalho Rodrigo Silva A vida e obra de Claude Gustave Lévi-Strauss São Leopoldo 2015 Juliana Cavalli, Marcelo dos Santos, Nathalie Carvalho e Rodrigo Silva. A vida e obra de Claude Gustave Lévi-Strauss Trabalho escrito e apresentado durante o curso de Serviço Social, como requisito para a conclusão da atividade acadêmica Matrizes do Conhecimento no Serviço Social. Orientação:...

    1984  Palavras | 8  Páginas

  • Anthropological Blues - Da Matta

    como nos "ritos de passagem", existem três fases (ou pJanos) fundamentais quando se trata de discorrer sobre . Trablllho apresentado na Universidade de Brasfiia, junto ao Departa- mento de Ciências Sociais. no Simpósio sobre Trabalho-de-Oampo, ali realizado. Expresso meus agradecimentos aos Profs. Roberto Cardoso de Oliveira e Kenneth Taylor. que na época eram, rc;spectivamente, Chefe do Departamento de Ciências Sociais"" Coordenadot' do Curso de..Mestrado de Antropologia...

    5497  Palavras | 22  Páginas

  • Claude Lévi-Strauss

    RGUNTA 1 Claude Lévi-Strauss nasceu em1908, na Bélgica, numa família judaica. Faleceu na França, em 2008, com 100 anos de idade, região em que construiu sua carreira como antropólogo e como professor no Collège de France. É considerado um dos maiores expoentes o pensamento estruturalista e da antropologia.Lecionou na Universidade de São Paulo na década de 1930. O trabalho de campo do antropólogo Claude Lévi-Strauss foi desenvolvido com os índios Bororo e Nhambiquara no país: a. Portugal...

    903  Palavras | 4  Páginas

  • Estruturalismo

    SUMÁRIO INTRODUÇÃO Neste trabalho monográfico, iremos abordar e tentar responder a questões como: o que é o Estruturalismo? O que é o homem numa estrutura? Tudo isso, entretanto, numa forma breve, pois o assunto é extenso e complexo para se esgotar em um trabalho monográfico. O estruturalismo não é, como apregoaram tantos de seus mal informados ou mal intencionados divulgadores, uma passageira moda intelectual, criada especialmente para o deleite dos...

    19576  Palavras | 79  Páginas

  • Bases do desenvolvimento motor

    uma importante relevância para historia como sendo um dos principais acontecido do século XX. Com o surgimento da escola dos anais vieram juntas conseqüências e influencias ate os dias de hoje.tais como um novo olhar sobre a forma de estudo dos historiadores tendo em relação a sua are de estudo,preocupando-se em tirar a historia de seu isolamento disciplinar,de forma que as formas de pensar estejam abertas as problemáticas e a metodologia existentes em outras ciências sociais. Sobre os Annales ...

    8808  Palavras | 36  Páginas

  • Levi Strauss

    BIOGRAFIA: Claude Lévi-Strauss Claude Lévi-Strauss nasceu em Bruxelas em 28 de novembro de 1908, de uma família judia de origem alsaciana, das cercanias de  HYPERLINK "http://pt.wikipedia.org/wiki/Estrasburgo" \o "Estrasburgo" Estrasburgo. Mas, à época do seu nascimento, seu pai, Raymond Lévi-Strauss - um pintor retratista, que acabou arruinado pelo advento da fotografia - tinha um contrato a cumprir na cidade e sua mulher, Emma, estava prestes a dar à luz. Assim, o pequeno Claude ali passou...

    1983  Palavras | 8  Páginas

  • Estudo para pfolio Antropologia

    entre o antropólogo e o seu objeto. Etnologia: Ciência que estuda os factos e documentos. Antropologia Social ou/e cultural: Uma especialidade que recorre constantemente à integração de diferentes saberes. A interdisciplinaridade não deve se um remédio para a ausência de especialização (compreensão de fenómenos profundos. Definir Antropologia Social: Ciência que estuda as formas e modos de organização social imanentes à sua condição humana, apoiada numa metodologia de terreno que a distingue das demais...

    2858  Palavras | 12  Páginas

  • Trabalho livros

    escolha é imenso, mas a relação é importante. Porque ela define um estilo, um modo de ser, um “jeito” de existir que, não obstante estar fundado em coisas universais, é exclusivamente brasileiro. Sobretudo quando nos damos conta de que o homem se distingue dos animais por ter a capacidade de se identificar, justificar e singularizar: de saber quem ele é. Como se constrói uma identidade social? Como um povo se transforma em Brasil? A pergunta, na sua discreta singeleza, permite descobrir algo muito...

    18159  Palavras | 73  Páginas

  • Fichamento - nambiquara - lévi-strauss

    Fichamento: “Sétima parte – Nambiquara”, de Tristes Trópicos (C. Lévi-Strauss) Novo Mundo, um mundo perdido Claude Lévi-Strauss se dedica, na sétima parte de Tristes Trópicos, a fazer o relato da viagem e do encontro com bandos Nambiquara, no Centro-Oeste do Brasil. Munido de poucas informações sobre a etnia, o antropólogo procura mercadorias que julga serem atraentes aos índios antes de partir para a sua expedição. O que se conhecia sobre os Nambiquara, até então, vinha da expedição da Comissão...

    1813  Palavras | 8  Páginas

  • Antropologia Social:Universo da actividade social e cultural do ser humano no seio da sociedade.

    fundamentais que regulam a vida social: 1. Parentesco 2. Sexo 3. Idade O Sexo: Divide a sociedade em dois grupos • No domínio da procriação (cuidados com as crianças) • Tarefas domésticas (em relação ao trabalho; Religião; ao poder político…) A divisão das tarefas faz-se geralmente segundo a divisão sexual do trabalho Ex. Homens caçadores/mulheres camponesas) A Idade: Os termos que se aplicam às idades da vida nem sempre indicam unicamente um estado fisiológico ou uma cronologia, mas antes...

    8734  Palavras | 35  Páginas

  • Claude lévi-strauss

    Colégio Absoluto 3° Ensino Médio Línive Marinelli de Oliveira Claude Lévi-Strauss O filósofo Franco da Rocha 2012 Colégio Absoluto 3° Ensino Médio Línive Marinelli de Oliveira Claude Lévi-Strauss O filósofo Trabalho, sobre Claude Lévi-Strauss, apresentado como requisito na disciplina de Filosofia, no curso do 3° E.M.A do Colégio Absoluto. sob a supervisão do Professor: Douglas Lopes Franco da Rocha 2012 AGRADECIMENTOS Primeiramente a Deus, que se fez presente nos momentos...

    2299  Palavras | 10  Páginas

  • Claude Lévi-Strauss

    Claude Lévi-Strauss Antropólogo, professor e filósofo francês. Considerado o fundador da antropologia estruturalista e um dos grandes intelectuais do século XX. • 1908 o Nascimento: Bruxelas, 28 de novembro 1908  Os primeiros anos: • Claude Lévi-Strauss nasceu em Bruxelas, de uma família judia de origem alsaciana, das cercanias de Estrasburgo. Mas, à época do seu nascimento, seu pai, Raymond Lévi-Strauss - um pintor retratista, que acabou arruinado pelo advento da fotografia - tinha um contrato...

    1372  Palavras | 6  Páginas

  • Pesquisa sobre geertz

    Kluckhohn conseguiu definir cultura como: 1. O modo de vida global de um povo; 2. O legado social que o indivíduo adquire do seu grupo; 3. Uma forma de pensar, sentir e acreditar; 4. Uma abstração do comportamento; 5. Uma teoria, elaborada pelo antropólogo, sobre a forma pela qual um grupo de pessoas se comporta realmente; 6. Um celeiro de aprendizagem em comum; 7. Um conjunto de orientações padronizadas para os problemas recorrentes; 8. Comportamento aprendido; 9. Um mecanismo para a regulamentação...

    4191  Palavras | 17  Páginas

  • Nota sobre marcel mauss e o ensaio sobre a dádiva

    Ensaio sobre a dádiva, à luz de desenvolvimentos recentes da Antropologia. Salienta como contribuição de Mauss o entendimento da dimensão política da troca de dádivas, assim como a sugestão de sua universalidade, posteriormente demonstrada por Lévi-Strauss, constituir-se em princípio formal-abstrato, e não num fato empírico-concreto. A partir desse princípio, avalia a tese segundo a qual a dádiva é fundamento de toda sociabilidade e comunicação humanas, assim como sua presença e sua diferente institucionalização...

    15987  Palavras | 64  Páginas

  • O século de Levis Strauss

    O século de Lévi-Strauss Patrick Menget¹ École Pratique de Hautes Étude E-mail: pmenget@gmail.com Tradução: Miriam F. Hartung Patrick Menget Resumo Résumé Este artigo, escrito e proferido na ocasião do centenário de Claude LéviStrauss, retraça, primeiramente, as grandes etapas de sua vida e de sua formação como antropólogo. Antes de seu trabalho como etnógrafo no Brasil, ele se forma como professor em filosofia na França, depois se familiariza com os mestres do culturalismo...

    7644  Palavras | 31  Páginas

  • Vida e obra de claude lévi strauss na antropologia

    VIDA E OBRA DE CLAUDE LÉVI STRAUSS NA ANTROPOLOGIA 1. INTRODUÇÃO No ano de 1908, nas redondezas históricas de Bruxelas, nascia o pai da antropologia estruturalista, Claude Lévi- Strauss. E em Paris falecia o mesmo garoto que viera a ser um grande antropólogo, professor e filósofo francês, de personalidade inerente às diversas contribuições para a história da antropologia. O estruturalismo é uma raiz da ciências humanas e que analisa a língua, cultura, filosofia...

    565  Palavras | 3  Páginas

  • Claude lévi-strauss

    Com este trabalho pretende-se saber qual a corrente teórica desenvolvida por Claude Lèvi-Straus, que teorias fundamentais foram propostas por ele e quais as suas obras mais relevantes e que contributo particular de cada uma delas para a sua análise teórica. Claude Lévi-Strauss nasceu em Bruxelas, a 28 de novembro 1908 e faleceu em Paris a 31 de outubro de 2009, foi antropólogo e considerado um dos grandes intelectuais do século XX e o fundador do Estruturalismo em meados da década de 1950. Grande...

    893  Palavras | 4  Páginas

  • A volta por cima

    anteriores estavam produzindo sua Antropologia. Claude Lévi-Strauss estava nascendo. Com ele iriam nascer, também, algumas das mais importantes obras da literatura antropológica. Cerca de cinqüenta anos depois, ao dar a aula inaugural da cátedra de Antropologia Social no Collège de France, faria uma homenagem a todos os grandes mestres, fundadores e pioneiros da disciplina. Encerrou, porém, sua palestra falando do “outro”. No caso, Lévi-Strauss homenageia os “índios dos trópicos e seus semelhantes ...

    4150  Palavras | 17  Páginas

  • Claude Lévi-Strauss

    Adelaide Lüders Alunas: Joana Pinheiro Fuchs Ramos e Maihara Rafaela da Silva; Turma: 2nc3 – matutino. Claude Lévi-Strauss Índice Capa..... Índice........................... Introdução.............. Desenvolvimento............ Conclusão.............. Bibliografias.............. Introdução Claude Lévi-Strauss (Bruxelas, 28 de novembro de 1908 – Paris, 30 de outubro de 2009) foi um dos últimos grandes sociólogos franceses, tendo como influência Rousseau...

    1054  Palavras | 5  Páginas

  • raizes da psicologia

    Febrero 2014 ANTROPOLÓGICA: INVESTIGAÇÃO ESTRUTURALISTA DE LÉVI-STRAUSS Arley Silva Oliveira Roberto Carlos Amanajas Pena RESUMO O presente artigo tem por objetivo apresentar as categorias antropológicas ligadas ao pensamento estruturalista de Claude Lévi-Strauss para em seguida considerar de que maneira a obra do antropólogo francês exerce influência nas investigações antropológicas, tendo em vista uma série de conceitos oriundos de obras que relatam: a alma, consciência e inconsciência...

    8340  Palavras | 34  Páginas

  • Seminário Carlos Ginzburg

    Seminário Carlo Ginzburg Considerações iniciais sobre a micro-história A micro-história chegou ao Brasil na década de 1980 junto com as traduções de obras da história das mentalidades e de historiadores culturais ingleses, norte-americanos e italianos. Tornou-se vítima de equívocos e ataques principalmente pelos adversários da Nova História, que condenavam seus temas (feitiçaria, sexualidade, história do cotidiano), acusavam-na de modismo, além de fazer crônicas de fontes singulares, renunciando...

    4909  Palavras | 20  Páginas

  • Livro Antropologia Mercio Gomes

    especulação; tanto como explicação quanto como interpretação. Antropólogos, os praticantes da Antropologia, têm se pautado ora pelos cânones da ciência, adaptando-os para a compreensão do ser humano e de suas culturas, ora pelas modalidades da filosofia, tentando retirar desta os conceitos mais gerais da essencialidade humana e, ao mesmo tempo, tentando injetar na filosofia os conceitos obtidos pela observação pela prática nos trabalhos empíricos que dão sustentação ao pensar i Vejamos como essas...

    77153  Palavras | 309  Páginas

  • antropologia

    simples. Nascida na segunda metade do século XVIII interessou-se pelo Homem (άνθρωπος - anthropos) como objecto de estudo (λόγος, logos), no século XIX acompanhou a expansão colonial, industrial, científica e tecnológica europeia. Nessa época os antropólogos debruçaram-se sobre as sociedades ditas “primitivas” ou “longínquas” como numa situação de laboratório, para assim compreenderem a organização “complexa” das suas próprias sociedades. Após a descolonização a Antropologia regressa aos países de...

    11629  Palavras | 47  Páginas

  • O que é mito

    uma mensagem cifrada. Mais diretamente isto quer dizer que o mito atrai a interpretação. E interpretações é o que não falta ao mundo dos mitos. A Antropologia, por exemplo, possui uma vastíssima coleção de interpretações de mitos, Esses trabalhos dos antropólogos, via de regra, têm por finalidade interpretar o mito para descobrir o que este pode revelar sobre as sociedades, de onde o mito provém. É a interpretação do mito como forma de compreender uma determinada estrutura social. Nesta linha, a...

    18558  Palavras | 75  Páginas

tracking img