Toyotismo E Sua Influencia Na Gestão Organizacional artigos e trabalhos de pesquisa

  • Novos modelos de gestão

    teorias organizacionais existentes foram surgindo à medida que novos contextos as exigiam, como novas alternativas, seguindo o que poder-se-ia chamar de processo evolutivo, adequado às mudanças do ambiente. Na última década, novos modelos de gestão passaram a ser adotados, formas alternativas, mistos dos conhecimentos existentes com diferentes concepções. Assim, temos as metáforas, comparadas a modelos de gestão, como é o caso do fordismo, comparado à metáfora da máquina, do toyotismo, comparado...

    2902  Palavras | 12  Páginas

  • AUTOGESTÃO E TOYOTISMO

    RS, Brasil, 15 a 18 de outubro de 2012. AUTOGESTÃO E TOYOTISMO: OS MODELOS QUE SE COMPLETAM Maryna Martins Nunes Pereira (CESUPA) marynamnp@hotmail.com O objetivo deste artigo consiste em analisar a relação direta de como o modelo de autogestão está ligado à habilidade de cultivar lideranças, equipes e cultura para criar estratégias, construir relações com os fornecedores e incentivar a maanutenção de aprendizagem do toyotismo. Para alcance do objetivo deste artigo, optou-se pela realização...

    4525  Palavras | 19  Páginas

  • Toyotismo e Qualidade

    LACOMBE, Francisco José Masset; HEILBORN, Gilberto Luiz José. Administração: princípios e tendências. São Paulo: Saraiva, 2003. 542p. Caps. 23. (Questões de 01 até 04). STRAUCH, Carlos Alexandre Arminio. Influências do modelo de gestão japonês no gerenciamento das cadeias de varejo (supermercados). XXIII ENCONTRO DA ANPAD. 2001, Campinas, 2001. Conceitue o termo “Qualidade”. Qualidade é um termo que se associa à concepção e produção de um produto que vá ao encontro das necessidades...

    1716  Palavras | 7  Páginas

  • TOYOTISMO

    de produção e ferramentas para cumprimento de suas metas na linha de montagem procurando a perfeita padronização das operações, mas, agregando novos valores na estrutura de produção. Quanto à teoria clássica de Fayol, onde surgiram estruturas organizacionais para a eficiência na produção, a Toyota utilizou sua experiência em controle de perdas estabelecendo um ritmo de produção lento, mas eficiente onde a total sincronização das áreas de produção torna quase tudo perfeito na montadora. A Toyota aderindo...

    1557  Palavras | 7  Páginas

  • Toyotismo transplantado em terras brasileiras

    TOYOTISMO TRANSPLANTADO EM TERRAS BRASILEIRAS: AS ÉTICAS DO CONFUCIONISMO E DO BUDISMO NO CAPITALISMO JAPONÊS. TOYOTISM TRANSPLANTED IN BRAZIL: THE ETHICS OF THE CONFUCIANISM AND THE BUDDHISM IN THE JAPANESE CAPITALISM. Jorge Antônio Ferreira Correia1 Recebido em: 25 nov. 2008 Aprovado em: 11 dez. 2008 RESUMO No âmbito da Sociologia Econômica, este artigo buscará elucidar o que pode ser classificado como uma expressão capitalista japonesa _ sob a ótica braudeliana, fruto de singularidades...

    3902  Palavras | 16  Páginas

  • Estrutura Organizacional de O Aprendiz

    Secretariado Executivo Bilíngüe/Office Administration 177 REPRESENTAÇÃO DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL NO PROGRAMA ‘O APRENDIZ’: UM ESTUDO ANALÍTICO* SANTOS, S. L.1; BORGES, M.2 1 Graduando em Secretariado Executivo Bilíngüe, Faculdades Associadas de Uberaba - FAZU, e-mail: santos_seba@yahoo.com.br; 2 Profa. MSc. Curso de Secretariado Executivo Bilíngüe, Faculdades Associadas de Uberaba - FAZU, Av. do Tutuna, 720 – CEP: 38061-500, Uberaba – MG, e-mail: marisa@fazu.br. * Projeto financiado...

    6372  Palavras | 26  Páginas

  • Toyotismo

    de produção e ferramentas para cumprimento de suas metas na linha de montagem procurando a perfeita padronização das operações, mas, agregando novos valores na estrutura de produção. Quanto à teoria clássica de Fayol, onde surgiram estruturas organizacionais para a eficiência na produção, a Toyota utilizou sua experiência em controle de perdas estabelecendo um ritmo de produção lento, mas eficiente onde a total sincronização das áreas de produção torna quase tudo perfeito na montadora. ...

    2391  Palavras | 10  Páginas

  • Gestão de pessoas para formação de competências

    Gestão de Pessoas Para Formação de Competências Atualmente, as empresas voltadas para o desenvolvimento de competências assumem formas de organização e práticas para a gestão de pessoas diferentes do modelo taylorista-fordista. Para compreender como essas práticas foram gestadas, apresentamos modelos significativos das formas de se organizar o trabalho e de gestão. Modelos Características Gestão de Pessoas Critérios para a seleção e formação de pessoas Conhecimentos demandados Taylorismo-Fordismo ...

    1321  Palavras | 6  Páginas

  • Toyotismo

    RESUMO O Toyotismo é um modelo japonês de processo de produção que surgiu decorrente a crise econômica enfrentada pelo Japão após a Segunda Guerra Mundial. Esse modelo de produção teve como grande ferramenta auxiliadora, a Qualidade Total, que até hoje é encontrada nos setores administrativos de produção dentro das empresas. Este trabalho resulta de uma investigação que buscou levantar informações e fazer uma análise do modelo japonês de processo de produção, assim como ressaltar as partes componentes...

    3118  Palavras | 13  Páginas

  • TAYLORISMO, FORDISMO E TOYOTISMO

    organizações passou pelo desenvolvimento de várias escolas, iniciando no chão de fábrica e atingindo outras funções administrativas, além do movimento que via o homem como um recurso meramente econômico para as pessoas que formam uma estrutura informal com influência e até algum poder de decisão. A bibliografia aqui apresentada, forma um grupo particular de conceitos e idéias com a concepção comum de uma organização racionalizada, onde cada pessoa é um componente de uma máquina bem construída e azeitada...

    1970  Palavras | 8  Páginas

  • Toyotismo - Ricardo Antunes

    1 O TOYOTISMO, AS NOVAS FORMAS DE ACUMULAÇÃO DE CAPITAL E AS FORMAS CONTEMPORÂNEAS DO ESTRANHAMENTO (ALIENAÇÃO) Ricardo Antunes A crise do padrão de acumulação taylorista/fordista, que aflorou em fins de 60 e início de 70 - que em verdade era expressão de uma crise estrutural do capital que se estende até os dias atuais - fez com que, entre tantas outras conseqüências, o capital implementasse um vastíssimo processo de reestruturação, visando a recuperação do seu ciclo reprodutivo e...

    7341  Palavras | 30  Páginas

  • 1.1 ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS E GESTÃO ESCOLAR: GÊNESE HISTÓRICA E APROXIMAÇÃO

    1.1 ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS E GESTÃO ESCOLAR: GÊNESE HISTÓRICA E APROXIMAÇÃO O termo “gestão” é algo muito recente e surgiu para complementar o sentido de “adiministração²” tornando-a mais dinâmica. Nesse sentido, com o objetivo de entender a essência do termo gestão é imprecindível voltarmos no tempo e espaço para conhecer o processo evolutivo que a desencandeou no final do século XIX nos EUA e França, com o intuito de compreender sua dinãmica dentro do ...

    2140  Palavras | 9  Páginas

  • Cultura Organizacional

    IIES – INSTITUTO ITAPETININGANO DE ENSINO SUPERIOR CULTURA ORGANIZACIONAL ITAPETININGA 2013 IIES – INSTITUTO ITAPETININGANO DE ENSINO SUPERIOR CULTURA ORGANIZACIONAL Pesquisa apresentada pelos alunos do 1° semestre do curso de Administração de Empresas à Faculdade IIES – Instituto Itapetiningano de Ensino Superior, através do componente curricular Comportamento Humano nas Organizações, como requisito para complementação da nota de avaliação...

    3385  Palavras | 14  Páginas

  • Modernização tecnológica e novas formas de gestão da produção

    FERNANDO BRESSAN LUPINO MODERNIZAÇÃO TECNOLÓGICA E NOVAS FORMAS DE GESTÃO DA PRODUÇÃO Projeto apresentado à disciplina de Sociologia do programa de ciências contábeis das Faculdades Integradas de Jaú - FIJ JAÚ 2011 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 HISTÓRIA DA MODERNIZAÇÃO TECNOLOGICA 3 TECNOLOGIA E O TRABALHO 4 NOVAS FORMAS DE GESTÃO DE PRODUÇÃO E MERCADO DE TRABALHO 5 METODOLOGIA REFERÊNCIAS ...

    2326  Palavras | 10  Páginas

  • ORGANIZACIONAL III

    metas e objetivos, por meio da atividade do planejamento, é que se dá início ao processo de estruturação organizacional. O desafio da gestão de pessoas é encontra caminhos e formas consistentes de atuação de recursos humanos, para que organizações produzam mais e melhor. Já que é através delas que será alinhada toda a estrutura para que o planejamento possa atingir o resultado desejado. A gestão da cultura nas organizações passa a ser um diferencial competitivo esse é um elemento básico das organizações...

    1109  Palavras | 5  Páginas

  • Toyotismo

    elementos essenciais ................................................................ 15 Bibliografia Consultada ....................................................................................................... 35 Breve análise sobre o Toyotismo: Modelo Japonês de produção. A crise do final dos anos 1960 e início de 1970, que se estende até os dias atuais, como afirma Antunes (1999) está relacionada, fundamentalmente, à crise da estrutura do capital, que na tentativa de...

    6363  Palavras | 26  Páginas

  • Mudança Organizacional

    Ciências Humanas Mudança Organizacional O artigo “Mudança organizacional: aprofundando temas atuais em administração de empresas”, aborda temas da atualidade, mas com retornos a conceitos antigos das mudanças dentro das organizações. O cap. 1 do livro “Mudanças organizacionais: Métodos e Técnicas Para a Inovação”, cita diversas formas de analise do conhecimento nas relações de produção entre as pessoas e as empresas. Já no artigo “Mudança organizacional: aprofundando temas atuais em administração...

    1249  Palavras | 5  Páginas

  • Comportamento organizacional

    Comportamento Organizacional é um campo de estudos que investiga o impacto que indivíduos, grupos e a estrutura têm sobre o comportamento dentro das organizações com o propósito de utilizar este conhecimento para melhorar a eficácia organizacional. Preocupa-se com o estudo do que as pessoas fazem nas organizações e de como este comportamento afeta o desempenho das empresas. Dentro do estudo de CO sitaremos como exemplo um Iceberg; a parte do iceberg que fica pro lado de fora da água chamará de Aspectos...

    1853  Palavras | 8  Páginas

  • Gestão escolar: da centralização à descentralização

    Gestão escolar: da centralização à descentralização Resumo: Nos últimos anos vivenciamos grandes alterações na forma de organização e administração do trabalho escolar, as quais resultam em um intenso debate sobre o assunto. Frequentemente, as análises sobre as alterações administrativas privilegiam os aspectos políticos, assumindo, ao mesmo tempo, a crítica ao centralismo burocrático, inflexível e ineficaz e a defesa da administração democrática, descentralizada e participativa...

    4963  Palavras | 20  Páginas

  • gestao da qualidade

     UNIVERSIDADE ANHANGUERA/UNIDERP INTERATIVA/PÓLO DE MANAUS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO GESTÃO DA QUALIDADE ALUNOS: ANDREA ALVES DA COSTA RA: 241167 ALESSANDRO SILVA DE SOUZA RA: 270255 LEONIDAS DA SILVA QUEIROZ RA: 200752 RENATA DA SILVA GUIMARAES RA: 224549 PROFESSOR EAD: LUCIANO SOARES PROF. PRESENCIAL: JOSE CARLOS DOS SANTOS MANAUS 2013 ANDREA ALVES DA COSTA RA: 241167 ALESSANDRO SILVA DE SOUZA RA: 270255 ...

    5676  Palavras | 23  Páginas

  • Coportamento organizacional

    | |Aluno: Elenilson Pereira | |Disciplina: Comportamento Organizacional |Turma: 104 | | | | ...

    2892  Palavras | 12  Páginas

  • Desenvolvimento Organizacional

    trabalhador motivado e etc) Iniciativa (é necessário ter iniciativa para ajudar a organização) Espírito de equipe (se sentir parte de uma família, sentir que é uma equipe) 26/08/2014 Adm. Clássica (Fayol)(voltado a empresa inteira) Estrutura Organizacional (departamentalização) O Administrador (funções, qualidades) 14 princípios Principal crítica das abordagens cientifica e clássica Abordagem simplificada da organização Mecanicismo/reducionismo Racionalismo extremo Abordagem de sistema...

    4072  Palavras | 17  Páginas

  • Toyotismo

    TOYOTISMO COMO IDEOLOGIA ORGÂNICA DA PRODUÇÃO CAPITALISTA Giovanni ALVES 1 o objetivo deste ensaio é tentar apresentar uma breve caracterização do toyotismo, que consideramos como sendo a ideologia orgânica da produção capitalista sob a mundialização do capital. Ao dizermos ideologia orgânica, procuramos salientar a amplitude de valores e regras de organização da produção que sustentam uma série de protocolos organizacionais. Tais protocolos organizacionais do toyotismo, que aparecem...

    3903  Palavras | 16  Páginas

  • ADMINISTRAÇÃO JAPONESA, TOYOTISMO E MCGREGOR E SUAS TEORIAS

    ADMINISTRAÇÃO JAPONESA, TOYOTISMO E MCGREGOR E SUAS TEORIAS Jundiaí – SP 2011 CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA BRUNA DERPICH FAGGION CAMILA ALVES DA SILVA LOMBA KLEUBIANE SANTANA MICLOS MARTA DA SILVA PEREIRA ADMINISTRAÇÃO JAPONESA, TOYOTISMO E MCGREGOR E SUAS TEORIAS Jundiaí – SP 2011 SUMÁRIO INTRODUÇÃO A administração japonesa poderia ser classificada como um modelo de gestão fortemente embasado na participação...

    3705  Palavras | 15  Páginas

  • Taylorismo e toyotismo

    administrativo moderno. Seu trabalho foi realizado aproximadamente na mesma época que o de Taylor, pois viveu no período de 1841-1924. Entretanto, ao contrário de Taylor, que começou do nível operacional de uma organização, Fayol trabalhou nos níveis organizacionais da cúpula administrativa. Fayol foi o pioneiro no reconhecimento de que a administração deveria ser vista como uma função separada das demais funções da empresa. Ele ajudou a tornar mais nítido o papel dos executivos, ou seja, os administradores...

    5927  Palavras | 24  Páginas

  • Resenha dos capitulos 1 e 2 do livro “por uma nova gestão pública” de ana paula paes de paula

    Empresas DATA: 15/10/2012 DISCIPLINA: Gestão Pública PERÍODO: 8º PROFº.: Fabiano dos Santos Aragão TURMA: M ALUNO:__________________________________________________ RESENHA DOS CAPITULOS 1 E 2 DO LIVRO “POR UMA NOVA GESTÃO PÚBLICA” DE ANA PAULA PAES DE PAULA O capítulo 1 e o capitulo 2, respectivamente, “A edificação da nova administração pública” e “A contribuição do movimento ‘reinventando o governo’”, fazem parte do livro “Por uma nova gestão pública” em que a autora tem como referência...

    1512  Palavras | 7  Páginas

  • Toyotismo

    -Giovanni Alves A partir da mundialização do capital, o que veio a ser denominado de toyotismo assumiu a posição de objetivação universal da categoria da flexibilidade, tornando-se um valor universal para o capital em processo. O toyotismo tornou-se o "momento predominante" do novo complexo de reestruturação produtiva sob o novo regime de acumulação flexível. É claro que a projeção universal do toyotismo, a partir dos anos 80, vincula-se ao sucesso da indústria manufatureira japonesa na concorrência...

    4521  Palavras | 19  Páginas

  • Mudança Organizacional

    podendo ser observadas diariamente dentro das organizações ou em ambientes onde se discutem novas formas de Administrar. Estas mudanças organizacionais são respostas às necessidades humanas e tecnológicas, que como num passe de mágica surgem em tempo menor que de um piscar de olhos. É importante observar que, o que hoje é considerado certo no ambiente organizacional, amanhã poderá não ser. Quando ocorre este processo de mudança de pensamento, acontece o que nós administradores chamamos de "quebra de...

    2598  Palavras | 11  Páginas

  • 4. Quais são as barreiras à criação do conhecimento (individuais e organizacionais)?

    [pic] FOLHA DE QUESTÕES TRABALHO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO 1. O que é dialética e qual sua influência nas empresas contemporâneas? Cite três exemplos de empresas dialéticas, detalhando três características de cada uma delas dentro deste contexto. (1,5) R: a arte de discutir, argumentação dialogada, segundo a filosofia antiga. “Ou que ela é uma lei” (Bornheim, 1983: 153). Esta definição, que parece elucidativa, apresenta-se, porém, com nuanças que abrem...

    1238  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha do livro: gerência do pensamento – gestão contemporânea e consciência neoliberal.

    Resenha do Livro: Gerência do Pensamento – Gestão Contemporânea e Consciência Neoliberal. • Introdução Este trabalho tem como objetivo fazer uma análise crítica dos capítulos 3, 4 e 5 do livro A Gerencia do Pensamento – Gestão Contemporânea e Consciência Neoliberal, de autoria de Carlos Gurgel. • Resumo Geral O autor da obra defende, nos capítulos estudados, que por trás das Teorias das Organizações existe não apenas uma objetividade técnica e um caráter ideológico com função limitada...

    1238  Palavras | 5  Páginas

  • Toyotismo

    Azevedo SANDRA DOS SANTOS DA SILVA TOYOTISMO SÃO PAULO 2013 SANDRA DOS SANTOS DA SILVA TOYOTISMO Fundamentos da Gestão Organizacional Tema: Toyotismo Professora Orientadora: Regina Rodrigues SÃO PAULO 2013 SUMÁRIO 1. Introdução............................................................................................... 01 2. Como Surgiu a Toyota........................................................................... 02 3. Toyotismo..................................

    1990  Palavras | 8  Páginas

  • toyotismo

    Colégio Canadá Toytismo Nome do professor: Sandra Marques Disciplina: Geografia Ano: 1º e.m A Aluno: Heloisa Rodrigues nº 11 Data de entrega: 31/11/14 Sumario Intodução TOYOTISMO O Toyotismo – também conhecido como acumulação flexível – é um modelo de produção industrial idealizado por Eiji Toyoda (1913-2013) e difundido pelo mundo a partir da década de 1970 após a sua aplicação pela fábrica da Toyota, empresa japonesa que se despontou como uma das maiores...

    2407  Palavras | 10  Páginas

  • O LUGAR DA AFETIVIDADE NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL

    AMBIENTE ORGANIZACIONAL Itaperuna – RJ Novembro / 2014 1 RODRIGO HENRIQUE PINTO MELLO O LUGAR DA AFETIVIDADE NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL Artigo apresentado à Banca Examinadora do Curso de Psicologia do Centro Universitário São José de Itaperuna como requisito final para obtenção do título de Psicólogo. Orientadora: Profª. Esp. Ieda Tinoco Boechat. Itaperuna – RJ Novembro / 2014 2 RODRIGO HENRIQUE PINTO MELLO O LUGAR DA AFETIVIDADE NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL Artigo...

    5873  Palavras | 24  Páginas

  • Toyotismo ED

    FAATESP – Faculdade de Tecnologia Álvares de Azevedo MARCELO FERNANDES PRADO FUNDAMENTOS DE GESTAO ORGANIZACIONAL: ESTUDO DIRIGIDO SÃO PAULO 2014 MARCELO FERNANDES PRADO FUNDAMENTOS DE GESTAO ORGANIZACIONAL: ESTUDO DIRIGIDO Tema: Toyotismo Professor Orientador: Fernando Garson SÃO PAULO 2014 SUMÁRIO O QUE É O TOYOTISMO? ................................................................. 3 ORIGEM E CARACTERÍSTICAS ........................

    1322  Palavras | 6  Páginas

  • Toyotismo

    SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 2 TOYOTISMO, ORIGEM E CARACTERÍSTICAS 3 3 TOYOTISMO, HOJE 5 4 CONCLUSÃO 7 REFERÊNCIAS 8 1 INTRODUÇÃO O toyotismo começou em uma época em que a estrutura e o capital estavam em crise, enquanto o capitalismo procurava mudanças no próprio processo produtivo. Esse novo movimento político, denominado como neoliberalismo, traz postulados como: estado mínimo, livre iniciativa e todas as atividades são...

    943  Palavras | 4  Páginas

  • toyotismo

    5 Ligações externas Ferramentas LEAN[editar | editar código-fonte] Para enxergar os problemas: Mapeamento de Fluxo de Valor, Gestão Visual, Monitoramento Hora a Hora, 5S... Para identificar a raiz/causas dos problemas: 5 porquês com validação, [[diagrama de Ishikawa], A3 Thinking 1 ... Para resolver os problemas: Desdobramento de objetivos estratégicos (hoshin kanri), KAIZEN, trabalho em equipe. Fundado em 1997 por James Womack e por Jonh Shook, com o intuito de disseminar o Sistema Lean, o...

    1900  Palavras | 8  Páginas

  • gestao de qualidade

    GESTÃO DA QUALIDADE Professora: Priscila Sottomaior Resumo da Unidade 01 Questão 01 O objetivo último das organizações humanas é assegurar a sobrevivência da espécie. Por analogia, a finalidade última de qualquer organização, nomeadamente de uma do tipo empresarial é sobreviver. A condição “sine qua non” para que uma empresa possa executar os objetivos pretendidos pelos seus proprietários, administradores ou acionistas é que ela exista e que esteja viva. Caso esta condição não se verifique...

    1718  Palavras | 7  Páginas

  • As influências do Toyotismo na indústria aérea no Brasil

    As influências do Toyotismo na indústria aérea no Brasil UNIP - Instituto de Ciências Sociais e Tecnologia. Campus Swift – Campinas, SP. CST em Gestão da Qualidade, 1º Semestre noturno, sala ETB 18 UNIP – Instituto de Ciências Sociais e Tecnologia. Campus Swift – Campinas, SP. Prof. Paulo Cezar Resumo O objetivo deste trabalho acadêmico foi analisar a relação entre o Toyotismo e a Industria Aérea Brasileira. O surgimento da Administração Científica com ênfase na racionalização do trabalho...

    1978  Palavras | 8  Páginas

  • toyotismo

    INFLUÊNCIAS DO MODELO DE GESTÃO JAPONÊS NO GERENCIAMENTO DAS CADEIAS DE VAREJO (SUPERMERCADOS) Autoria: Carlos Alexandre Arminio Strauch RESUMO O presente trabalho consiste em um resgate do modelo de Gestão Japonês (Modelo Toyota) e como os conceitos desse modelo têm influenciado o front-office das cadeias de varejo. Através de pesquisa bibliográfica em revistas especializadas e acadêmicas foi possível verificar como o Marketing de Relacionamento expressa a nova forma de gestão empresarial ...

    7931  Palavras | 32  Páginas

  • Fordismo Volvismo Toyotismo

    de produção e à forma de organização do trabalho. Tendo Ford com a sua montagem rígida de produção, a Toyota em sua produção enxuta e a Volvo em sua flexível. 1. Introdução Os paradigmas produtivos industriais que influenciaram os sistemas organizacionais podem ser reunidos em uma trilogia que marcou profundamente a produção e a sociedade do século XX. O primeiro foi criado por Henry Ford ao implantar o sistema de linhas móveis fixas e de produção rígida. O segundo foi estabelecido pela Toyota...

    1826  Palavras | 8  Páginas

  • Resumo Gestao

    teoria: Conjuntos coerentes de suposições elaboradas para explicar a relação entre dois ou mais fatos observáveis e proporcionar uma base solida para prever eventos futuros. - teorias organizacionais: Compreender as organizações como um renome social e desenvolver modelos explicativos ou descritivos de praticas organizacionais. - paradigma: conjuntos de pressupostos e de premissas implícitas acerca da natureza, do conhecimento e do ser humano. - teorias complementares: questionam parcialmente conceitos...

    3636  Palavras | 15  Páginas

  • Toyotismo

    Gestão da qualidade e tecnologia Aluno: Andre Gomes Domingues Matricula: 2014111111-9 Toyotismo Origem Toyotismo é o modelo japonês de produção, criado pelo japonês Taiichi Ohno e implantado nas fábricas de automóveis Toyota, após o fim da Segunda Guerra Mundial. Nessa época, o novo modelo era ideal para o cenário japonês, ou seja, um mercado menor, bem diferente dos mercados americano e europeu, que utilizavam os modelos de produção Fordista e Taylorista. Na década de 70, em meio a...

    3075  Palavras | 13  Páginas

  • AD s Sociologia Organizacional

    com as mudanças que o mundo moderno necessita. Por essa flexibilidade e pelo caráter de gestão mais gerencial, que busca resultados de forma mais célere tem melhor desempenho do que as organizações públicas ou as do terceiro setor. Percebendo as organizações quanto as suas formas, caráter e individualidades vimos o quanto se diferenciam umas das outras e, isto é mais claro quando percebemos a forma de gestão aplicada, ou seja, quanto maior a flexibilidade de poder de ação, maior a eficiência e produtividade...

    2903  Palavras | 12  Páginas

  • Fordismo e toyotismo

    Fordismo O que é ? Fordismo é um sistema de produção, criado pelo empresário norte-americano Henry Ford, que se trata de uma forma de racionalização da produção capitalista baseada em inovações técnicas e organizacionais que se articulam tendo em vista, de um lado a produção em massa e, do outro, o consumo em massa. Henry Ford criou este sistema em 1914 para sua indústria de automóveis, projetando um sistema baseado numa linha de montagem. Objetivo do sistema O objetivo principal deste...

    731  Palavras | 3  Páginas

  • Trabalho apresentado às disciplinas de Fundamentos e Teoria Organizacional, Comunicação e Linguagem, Homem, Cultura e Sociedade, Comportamento Organizacional

    Paulo Afonso-BA Paulo Afonso-BA 2013 NOME PRODUÇÃO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR INDIVIDUAL I. Trabalho apresentado às disciplinas de Fundamentos e Teoria Organizacional, Comunicação e Linguagem, Homem, Cultura e Sociedade, Comportamento Organizacional da Universidade Norte do Paraná – UNOPAR. Paulo Afonso-BA 2013 Sumário Introdução 04 1 A abordagem clássica, humanista e comportamental das Teorias da Administração 05 2 Os...

    3292  Palavras | 14  Páginas

  • Fordismo, Toyotismo, Taylorismo e Volvoismo

    Tecnologia Fonte (Livro, revista, jornal) Editor(a) Fordismo e Pós-fordismo, pp133-136; Taylorismo, pp281-283; Toyotismo, UFRGS pp314-319; e Volvoísmo, pp320-322 Local Porto Alegre Qtdade Páginas 16 Objetivos do Texto  Apresentar os conceitos de Fordismo, Pós-fordismo, Taylorismo, Toyotismo e Volvoísmo, bem como a distinção e as características peculiares desses modelos de gestão da força de trabalho que se difundiram em setores específicos de atividades. Idéias Principais  Fordismo...

    974  Palavras | 4  Páginas

  • toyotismo

    TOYOTISMO INTRODUÇÃO VIDEO DO FORDISMO AO TOYOTISMO. FORDISMO/TOYOTISMO O Toyotismo é caracterizado por romper com o padrão fordista de produção em massa, que se destacava pela estocagem máxima de matériasprimas e de produtos maquino faturados.  Com esse novo modo de produção, a fabricação passou a não prezar mais pela quantidade, mas pela eficiência: produz-se dentro dos padrões para atender ao mercado consumidor, ou seja, a produção varia de acordo com a demanda. ...

    2234  Palavras | 9  Páginas

  • Plano de aula pós-fordismo e Toyotismo

    Plano de aula Tema: Pós-fordismo e Toyotismo 1 Pratica Social Inicial 1.1 Objetivos Trabalhar com os alunos as mudanças no processo de produção e consumo após a década de 1970 e o modelo Toyotista de organização da produção. 1.2 Listagem de conteúdos Pós-fordismo; Mudanças no mercado global após a década de 1970; Limitações do modelo Taylorista/Fordista de organização da produção; Mudanças nas formas organizacionais de produção; Toyotismo. 1.3 Vivência Cotidiana do Conteúdo ...

    1618  Palavras | 7  Páginas

  • Toyotismo-volvismo

    A EVOLUÇÃO DA GESTÃO DO PROCESSO PRODUTIVO TOYOTISMO-VOLVISMO BELO HORIZONTE 2012 TOYOTISMO Após a segunda guerra mundial (1960), foi formulado o modo de organização Toyotismo, criado por Tapichi Ohono. Foi colocado em pratica na fábrica da Toyota no Japão trazendo grandes resultados, com isso, Segundo Frances Presse “Em 2007 a Toyota torna-se a maior montadora de veículos do mundo e por um ponto final no Fordismo”. Segundo Chiavenato ( 7º Edição, p. 60-66) o toyotismo só se produz...

    682  Palavras | 3  Páginas

  • O mercado e a gestão de pessoas na atualidade

    Abordagem Organizacional – Teoria burocrática 4 2.1.3 Teoria Clássica 5 2.1.4 Teoria das Relações Humanas 5 2.1.5 Teoria estruturalista 6 2.1.6 Abordagem neoclássica – Teoria dos sistemas 6 2.1.7 Teoria Neoclássica 6 2.1.8 Teoria Comportamental 7 2.1.9 Teoria Toyotismo 7 2.1.10 Teoria contingencial 8 2.2 A importância do aprendizado das Teorias na atualidade. 8 2.3 RELACÕES INTERPESSOAIS 10 2.3.1 Relacionamento Interpessoal como forma de gerir conflitos organizacionais 10 2.4 Gestão da informação...

    2222  Palavras | 9  Páginas

  • tecnologia da gestao

    padrão tecnológico, com atendimento cortês, eficaz e personalizado”. A missão de uma organização significa a razão de sua existência. É a finalidade ou motivo pelo qual a organização foi criada e para o que ela deve servir. A definição da missão organizacional deve responder a três perguntas básicas: quem somos nós? O que fazemos? E porque fazemos o que fazemos? No fundo, a missão envolve os objetivos essenciais do negócio e está geralmente focalizada fora da empresa, ou seja, no atendimento a demanda...

    3230  Palavras | 13  Páginas

  • Resenha toyotismo

    – Fordismo, Toyotismo e Volvimo: Os caminhos da indústria em busca do tempo perdido Brasília – DF 2012 Thomaz Wood, Jr. – Fordismo, Toyotismo e Volvimo: Os caminhos da indústria em busca do tempo perdido, Revista de Administração de Empresas, edição de setembro de 1992, páginas 06 a 18. Thomaz Wood, Jr. Doutor em Administração de Empresas pela EAESP-FGV - Mestre em Administração de Empresas pela EAESP-FGV - Especialista em Teoria Organizacional pela Stern School...

    519  Palavras | 3  Páginas

  • Toyotismo e volvismo

    Mariana de Melo Almeida Horta – 11212433 Thainá Aparecida Gandra Silva Campos – 11212338 Toyotismo e Volvismo No século XX o Taylorismo e o Fordismo surgiram no cenário industrial mundial trazendo mudanças na forma de enxergar a produção, visando à maximização desta e dos lucros. Diferentemente do mercado americano e europeu, o mercado japonês não se encaixava nessas teorias. Assim, surgiu o Toyotismo, uma nova ideia de produção criada por Taiichi Ohno e implantada após a Segunda Guerra Mundial...

    869  Palavras | 4  Páginas

  • Gestão de Qualidade

    CONCEITOS A gestão da qualidade aponta para a preferência do consumidor, aumentando a produtividade, podemos definir qualidade de inúmeras formas. Podemos considerar que é um atributo essencial e diferenciador de alguma coisa ou de alguém, como “conformidade com as situações, nas palvras de P.B.Crosby, ou ainda, usando as palavras de Vicente Falconi, “um produto ou serviço com qualidade é aquele que atende sempre perfeitamente e de forma confiável, de forma acessível, de forma segura e no tempo...

    3221  Palavras | 13  Páginas

  • Fordismo, taylorismo e toyotismo

    como fordismo, taylorismo e toyotismo, ressaltando que tais relações são historicamente determinadas e dialeticamente conjugadas entre si. A mundialização do capital, entendida como expansão da forma de sociabilidade capitalista pelo mundo, acarreta particularidades também históricas e dialéticas no desenvolvimento e conjugação das relações de trabalho, e que, por sua vez, ultrapassam a dinâmica produtiva e assumem caráter social, indicando um modelo híbrido de gestão do trabalho em todas as suas...

    1833  Palavras | 8  Páginas

  • Toyotismo

    TOYOTISMO CONCEITO O Toyotismo é um modo de organização da produção capitalista que se desenvolveu a partir da globalização do capitalismo na década de 1980. Surgiu no Japão após a II Guerra Mundial, mas só a partir da crise capitalista da década de 1970 é que foi caracterizado como filosofia orgânica da produção industrial, (modelo japonês), adquirindo uma projecção global. O Japão foi o berço da automação flexível pois apresentava um cenário diferente dos Estados Unidos e da Europa, um pequeno...

    5859  Palavras | 24  Páginas

  • Resumo do texto o toyotismo e as novas formas de acumulação do capital

    RESUMO DO TEXTO O TOYOTISMO E AS NOVAS FORMAS DE ACUMULAÇÃO DO CAPITAL 2011 RESUMO DO TEXTO O TOYOTISMO E AS NOVAS FORMAS DE ACUMULAÇÃO DO CAPITAL 2011 Neste texto, Ricardo Antunes faz uma análise critica sob algumas perspectivas sobre o modo de produção Toyotista ou era da acumulação flexível, que nasceu na Toyota, no Japão pós-45 e teve impacto no mundo ocidental a partir...

    979  Palavras | 4  Páginas

  • Concurso Prova Título Psicologia Organizacional 2010

    CONCURSO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONCESSÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM PSICOLOGIA E SEU RESPECTIVO REGISTRO Setembro/2010 PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO LEIA AS INSTRUÇÕES ABAIXO 1. Você recebeu o CADERNO DE PROVA composto por 40 questões objetivas e 4 discursivas. 2. O CARTÃO-RESPOSTA, que será entregue pelo fiscal durante a prova, é destinado às respostas das questões objetivas expostas neste caderno. 3. Quando o CARTÃO-RESPOSTA estiver em suas mãos, confira-o...

    7127  Palavras | 29  Páginas

  • Gestao Em Empresas Turisticas

    pessoais e organizacionais aumenta a consciência e o entendimento dos valores da organização, o que, por sua vez, leva a maior influência junto aos superiores, colegas e subordinados. C: (C) em geral, os objetivos de uma organização são vistos como menos importantes por aqueles que sentem que existe um alinhamento entre os seus valores e os da companhia. D: (D) quanto maior a compatibilidade entre valores pessoais e organizacionais, menor a tendência a concordar que os valores organizacionais são guiados...

    13130  Palavras | 53  Páginas

  • Toyotismo, Taylorismo e Fordismo

    adotou em suas fábricas.  Fordismo - termo criado por Antonio Gramsci, em 1921 refere-se aos sistemas de produção em massa e gestão idealizados em 1913 pelo empresário estadunidense Henry Ford (1863-1947), fundador da Ford Motor Company, em Highland Park, Detroit. Trata-se de uma forma de racionalização da produção capitalista baseada em inovações técnicas e organizacionais que se articulam tendo em vista, de um lado a produção em massa e, do outro, o consumo em massa. Ou seja, esse "conjunto de mudanças...

    608  Palavras | 3  Páginas

tracking img