• a ética de aristótoles
    identificar o gênero a que pertence a virtude moral, Aristóteles ainda indica a que espécie de disposição ela pertence. Este deve ser um tipo de disposição que torne o homem bom e o leve a desempenhar bem a sua função. Segundo ele, tratase daquela disposição que visa à mediania. A virtude é um...
    2430 Palavras 10 Páginas
  • Ética a nicomaco
    . 2 DESENVOLVIMENTO Os livros VIII e IX são os mais conhecidos de Aristóteles, pois descrevem o que é a amizade. Segundo Aristóteles amizade é uma virtude fundamental, necessária para a vida. É por meio dela que o homem pode se salvar e buscar a felicidade. Homens bons são...
    1082 Palavras 5 Páginas
  • Pessoa Juridica
    O CONCEITO ARISTOTÉLICO DE JUSTIÇA 2°semestre-matutino 1. INTRODUÇÃO. 2. A TEORIA ARISTOTÉLICA DE JUSTIÇA. 2.1 A Filosofia de Aristóteles e a ideia de Justiça. 2.2 A virtude aristotélica. 2.3 A justiça distributiva. 2.4 Ética Eudemônica. 3. As ciências teóricas de Aristóteles 3.1 Ciência e...
    5221 Palavras 21 Páginas
  • Etica
    de melhor, a parte mais perfeita. A alma racional é, identificada por algumas virtudes, que são: a sabedoria filosófica, a inteligência, a arte, e as ciências. A alma apesar destas subdivisões apresentadas por Aristóteles, e uma, e que junta com a matéria da vida ao corpo. Segundo Aristóteles a...
    3837 Palavras 16 Páginas
  • A ética para Aristóteles
    deficiência) e a temeridade (o excesso). Assim, Aristóteles propôs uma ética do meio-termo, onde a virtude consistiria em procurar o ponto de equilíbrio entre o excesso e a deficiência. Virtude A palavra virtude vem do Latim VIRTUS, que significa “força moral, valor, hombridade”, Há vários tipos de...
    2782 Palavras 12 Páginas
  • Ética à Nicômaco - de Aristóteles
    questão da justiça, estudada nos seus mais diversos tipos e relações. Para Aristóteles, justiça é a disposição de caráter que torna as pessoas propensas a fazer o que é justo, desejando e agindo. Quando se conhece a boa condição, a má também se torna conhecida. Para o sábio, as virtudes são disposições...
    1426 Palavras 6 Páginas
  • Aristóteles justiça
    analisa a relação entre justiça e igualdade? Segundo Aristóteles, a justiça é a virtude integral e perfeita. Ela abrange todas as outras. Quanto à igualdade, distingue dois tipos: a aritmética e a geométrica. Em se tratando da igualdade aritmética, ele explica que quando alguém provoca prejuízo ao...
    3555 Palavras 15 Páginas
  • Amizade em Aristóteles
    felicidade foi o primeiro identificada como virtude por Sócrates. Em segundo lugar Platão troca a vida terrestre pelo mundo transcendente das ideias subsistentes e em terceiro lugar há a volta á vida humana com Aristóteles. O supremo bem aristotélico consiste no exercício perfeito da função própria do...
    17387 Palavras 70 Páginas
  • ética e felicidade
    breve tempo não proporcionam a beatitude ou a felicidade.” A felicidade consiste numa atividade da alma segundo a virtude. Evidentemente, qualquer ulterior aprofundamento no conceito de “virtude” depende de um aprofundamento no conceito de alma. Segundo Aristóteles, a alma se divide em três partes...
    3310 Palavras 14 Páginas
  • Etica a nicomaco
    deliberação. À semelhança das virtudes morais, é uma disposição para fazer boas escolhas podendo ser melhorada e fortalecida pela prática, estando completamente na parte racional da alma. Ainda na Ética a Nicômaco, livro III, Capítulo 02, Aristóteles apresenta uma reflexão sobre a escolha. Segundo o...
    4647 Palavras 19 Páginas
  • gaasghadfhdafhfadhfdhadhf
    sociedade. Subentende-se que a comunidade política se dá naturalmente, segundo a própria tendência que os seres humanos têm de se agruparem. Para o autor, das aldeias formam-se cidades e daí por diante com exclusiva finalidade que é a virtude para o bem comum. Aristóteles aceitava a escravidão...
    1792 Palavras 8 Páginas
  • Ética a nicômaco
    boa atividade na virtude torna-se felicidade.” Porém, para termos a total capacidade de colocarmos em prática atos bons e justos são necessárias outras coisas que visam mais a frente. Por isso, segundo Aristóteles, devemos nos questionar o que é mais benéfico, se é vontade ou a ação. Por isso que...
    1091 Palavras 5 Páginas
  • Etica
    intrínseca à virtude e à felicidade; Sócrates e Platão já haviam analisado filosoficamente tal tema; e o fato da sociedade grega dava à amizade uma importância capital, diferente das sociedades modernas. Três são as coisas que o homem ama, segundo Aristóteles, logo, três são as formas de amizade...
    4521 Palavras 19 Páginas
  • Aristóteles o sentido polissêmico, legalidade e equidade
    ), para o desenvolvimento do bem comum, buscando entendimento sobre o justo e o injusto, do bem e do mal. Em suma, A ciência prática, tem a tarefa de educar e tornar realizável a harmonia do comportamento humano individual e social. Segundo Aristóteles, a lei serve para ordenar a virtude (justiça) e...
    1482 Palavras 6 Páginas
  • Viver la vida
    Esta é uma obra que é o resultado de anotações de seus discípulos, Ética a Nicômaco é a fundamental obra de ética de Aristóteles. Nela se expõe sua concepção teleológica e de racionalidade prática, sua visão da virtude como mediania e suas considerações acerca do papel do hábito e da prudência na...
    4119 Palavras 17 Páginas
  • Ética e política
    corresponde a cada um segundo critérios tais como a riqueza, mérito, responsabilidade. Neste tipo de justiça, distributiva ou atributiva, o que está em jogo é uma “equiparação de pessoas”. Assim, por exemplo, quando aplicada à riqueza já que a finalidade da pólis, segundo Aristóteles é “assegurar a todos...
    10170 Palavras 41 Páginas
  • Monografia
    honra depende mais daquele que dá do que daquele que recebe. Ademais os homens parecem buscar a honra visando o reconhecimento do seu valor. Está claro então, segundo Aristóteles, que para eles, a virtude é mais excelente. Poder-se-ia então presumir que é a virtude e não a honra, a finalidade da...
    6771 Palavras 28 Páginas
  • Aristoteles
    estética e religiosa, segundo os significados modernos dos termos. Se diferentes tipos humanos buscam a felicidade de diversos modos, forçosamente possuem diferentes formas de governo. Cada polis é uma multidão com tipos humanos extremamente diversificados; segundo Aristóteles apenas um pequeno grupo...
    3291 Palavras 14 Páginas
  • Aristóteles
     Aristóteles fala da justiça e injustiça. Para ele, o homem justo é conhecido por praticar atos justos e o injusto, é conhecido por praticar atos injustos. Segundo Aristóteles, a justiça é a virtude completa, ela resume todas as virtudes pois é o exercício delas. Do mesmo modo a injustiça é o víciointeiro...
    2747 Palavras 11 Páginas
  • etica
    , mas sim de vários bens, de tipos diferentes, tais como amizade, saúde e ate uma riqueza. 11. Para Aristóteles quais são os melhores bens para o homem? Ser no viver, no sentir e na razão. 12. Faça uma correlação ente razão e virtudes? A razão, para não deixar ela mesma desordenar, precisa de...
    787 Palavras 4 Páginas