Teorias Sociológicas Clássicas Sobre O Estado artigos e trabalhos de pesquisa

  • O poder e o estado

    PODER E O ESTADO INTRODUÇÃO • No livro “A sociedade dos individuos”, Norbert Elias diz que há uma tendência nas ciências sociais de não considerar o Estado como objeto da Sociologia; • Estado como algo extrassocial/ oposto à sociedade; ‘ AS TEORIAS SOCIOLÓGICAS CLÁSSICAS SOBRE O ESTADO • Marx, Durkheim e Weber; Karl Marx: • Marx foi um intelectual e revolucionário alemão; • Aproximação da concepção anarquista; • Estado, entidade abstrata; AS TEORIAS SOCIOLÓGICAS CLÁSSICAS SOBRE O ESTADO ...

    983  Palavras | 4  Páginas

  • A teoria clássica e a antítese keynesiana do pleno emprego

    Perspectiva Sociológica ................................................................................ ISSN 1983-0076 A TEORIA CLÁSSICA E A ANTÍTESE KEYNESIANA DO PLENO EMPREGO Valêncio Manoel • Resumo O presente artigo tem como meta analisar os princípios tópicos da teoria clássica que foi utilizada como base teórica na revolução Keynesiana, após as sucessivas crises do capitalismo que culminou na grande depressão dos anos 30. O pensamento dos mercantilistas, os dogmas dos clássicos, assim...

    2586  Palavras | 11  Páginas

  • Teorias Clássicas Sobre o Estado

    Teorias Clássicas sobre o Estado Segundo: Max Weber Émile Durkheim Karl Marx Teorias Clássicas Sobre o Estado Karl Heinrich Marx (1818 — 1883): É de origem alemã e é considerado um dos fundadores da Sociologia. Também podemos encontrar a influência de Marx em outras áreas tais como: filosofia, economia, história já que o conhecimento humano, em sua época, não estava fragmentado em diversas especialidades da forma como se encontra hoje. Teve participação como intelectual...

    528  Palavras | 3  Páginas

  • As teorias sociológicas clássicas sobre o Estado

    As teorias sociológicas clássicas sobre o Estado. Karl Marx Num período em que o capitalismo ainda estava em formação, Marx não formulou uma teoria especifica sobre o estado e o poder. Num primeiro momento, ele se aproximou da concepção anarquista, definindo o estado como uma entidade abstrata, em contradição com a sociedade. Seria uma comunidade ilusória, que procuraria conciliar os interesses de todos, mas principalmente daqueles que dominavam economicamente a sociedade. Marx...

    534  Palavras | 3  Páginas

  • Lopes Paula Educacao Sociologia Da Educacao E Teorias Sociologicas

    Educação, Sociologia da Educação e Teorias Sociológicas Clássicas: Marx, Durkheim e Weber Paula Cristina Lopes∗ Índice 1 A educação em Karl Marx 2 A educação em Émile Durkheim 3 A educação em Max Weber Notas finais Bibliografia 2 4 8 10 11 Resumo Educação, sistemas, políticas e processos educativos têm-se tornado questões centrais nas sociedades contemporâneas. A discussão implica uma reflexão sobre o próprio conceito de educação: na verdade, os debates contemporâneos neste âmbito podem já ser...

    5135  Palavras | 21  Páginas

  • Contribuiçoes sociologicas de max wber

    Elaborado por: Afonso Daniel Eduardo Caluege Curso: Ciência Sociais e Económicas Turma: B, Noite Índice Introdução---------------------------------------------------------------------------------------------------------3 Contribuições sociológicas -----------------------------------------------------------------------------------4 Conclusão---------------------------------------------------------------------------------------------------------8 Bibliografia----------------------------...

    2133  Palavras | 9  Páginas

  • Resenha Sociologia Classica

    comunicação social Resenha Sociologia Clássica: Durkheim, Weber e Marx. SELL, Carlos Eduardo. Itajaí: Vozes, 2001. Um resumo de um resumo sobre a Sociologia Clássica Por: Juliane Silva Doutor em Sociologia Política, com pós-doutorado na Universidade de Heidelberg, Alemanha, pesquisador do CNPQ e professor da Universidade Federal de Santa Catarina, Carlos Eduardo Sell, discorre de maneira muito didática em seu livro “Sociologia Clássica: Durkheim, Weber e Marx” sobre a importância destes sociólogos para...

    3323  Palavras | 14  Páginas

  • Teorias criminológicas sobre o problema do crime

    TEORIAS CRIMINOLÓGICAS SOBRE O PROBLEMA DO CRIME Alcides Oliveira de Caldas* Bartolomeu Santos Neto* Elenilson Kleber Viegas Barros* Gildson Márcio Leite Souza Júnior* Marcelo Barbosa Serpa Nunes* Marcus Danilo dos Santos Lima* Samuel Duarte da Silva Mendes* Weyber Christyan Januário Lima* RESUMO Este trabalho apresenta uma analise e revisão do artigo de mesmo título, publicado pelo Procurador de justiça de Goiás, Edison Miguel da Silva Jr, na Revista do Ministério Público do Estado...

    6309  Palavras | 26  Páginas

  • Resumo sobre a historiografia francesa

    TRABALHO: a categoria-chave da sociologia? Claus Offe As tradições clássicas da Sociologia burguesa e da Sociologia marxista compartilham a visão de que o trabalho constitui o fato sociológico fundamental; constroem a sociedade moderna e sua dinâmica central como uma "sociedade do trabalho" (Dahrendorf, 1980; Guggenberger, 1982). Certamente, todas as sociedades são compelidas a entrar em um "metabolismo com a natureza", através do "trabalho", e a organizar e estabilizar este metabolismo de...

    3391  Palavras | 14  Páginas

  • Sociologia Clássica

    CARLOS EDUARDO SELL SOCIOLOGIA CLÁSSICA: Durkheim, Weber e Marx ITAJAÍ 2001 2 SUMÁRIO Apresentação............................................................................................................. 03 Introdução ................................................................................................................ 04 Capítulo I – Sociologia: origens e abordagens ...................................................... 08 1. Origens da sociologia .................

    47812  Palavras | 192  Páginas

  • Origens teoria sociológica

    TEORIA SOCIOLÓGICA – PRODUÇÃO HISTÓRICA Bibliografia básica: SELL, Carlos Eduardo. Sociologia Clássica- Marx, Durkheim, Weber. Petrópolis, Ed. Vozes, 2009, Cap,1 1. ORIGENS DA SOCIOLOGIA 1750 – Rev. Industrial 1798/1857 Augusto Comte 1789 – Rev. Francesa 1. ORIGENS DA SOCIOLOGIA SOCIOLOGIA Emergência do mundo moderno enquanto processo de mudança histórica Ciência profundamente envolvida com a sociedade moderna. Surgimento da sociologia enquanto reflexão sobre a ...

    785  Palavras | 4  Páginas

  • Teorias do estado

    com as demais dimensões da ciência conjunta do direito penal. História das ideias criminológicas: escolas clássica e positiva, a biologia criminal, a psicologia criminal e as teorias sociológicas sobre o crime e o controle penal. O pensamento criminológico contemporâneo: a criminologia crítica. A influência das teorias criminológicas nos movimentos de política criminal e nas modernas teorias penais. Contribuição para o perfil do egresso O estudo do crime não apenas como fenômeno jurídico, mas...

    920  Palavras | 4  Páginas

  • RESENHA LIVRO: SELL, Carlos Eduardo. Sociologia Clássica: Marx, Durkheim e Weber

    Universidade Federal **** **** Curitiba, 30 de abril de 2015. RESENHA SELL, Carlos Eduardo. Sociologia Clássica: Marx, Durkheim e Weber Por: Raiane Souza Outro não faria melhor. O professor da UFSC usou de sua melhor didática para tornar possível um diálogo entre sua obra e o leitor, e muito bem o fez. De início, Sell dedicou trinta e três páginas de seu livro para explicar, dando uma base pra os próximos capítulos, as origens da sociologia. O primeiro capítulo deixa...

    2220  Palavras | 9  Páginas

  • Correntes sociologicas

    TRABALHO DE SOCIOLOGIA: As correntes do pensamento sociológico Principais Correntes Sociológicas De acordo com as classificações geralmente aceitas, são cinco as correntes principais da sociologia: Organicismo Positivista, Teorias do Conflito, Formalismo, Behaviorismo Social e Funcionalismo. • Organicismo Positivista Primeira construção teórica importante surgida na sociologia, nasceu da hábil síntese que Comte fez do organicismo e do positivismo, duas tradições intelectuais...

    1649  Palavras | 7  Páginas

  • 31232805 Escolas Sociologicas

    TEORIA SOCIOLÓGICA E SUAS ESCOLAS: CONTRIBUIÇÕES DAS PRINCIPAIS ESCOLAS SOCIOLÓGICAS PARA A SOCIEDADE E PARA O DIREITO 1 DIREITO SUMÁRIO 2 INTRODUÇÃO...............................................................................................................04 1. ESCOLAS SOCIOLÓGICAS...................................................................................05 2. ESCOLAS...

    9955  Palavras | 40  Páginas

  • Resenha do Livro “Perspectivas Sociológicas: uma visão humanística”, Peter Berger

    Direito Resenha do Livro “Perspectivas Sociológicas: uma visão humanística”, Peter Berger Resenha do Livro “Perspectivas Sociológicas: uma visão humanística”, Peter Berger Juiz de Fora – 2013 RESENHA Peter Ludwig Berger, “Perspectivas Sociológicas: uma visão humanística”, tradução de Donaldson M. Garschagen, coleção Antropologia,I; 30ª edição, 1 volume brochura, Editora Vozes, Petrópolis, 2010, 204 páginas, R$43,60. O citado...

    871  Palavras | 4  Páginas

  • RESUMO DO CAPÍTULO 2 "ÉMILE DURKHEIM" DE SOCIOLOGIA CLÁSSICA DE CARLOS EDUARDO

    RESUMO Késia Silva da Costa Amaral. SELL. Carlos Eduardo. Émile Durkheim. In: Sociologia Clássica: Marx, Durkheim e Weber, RJ: Vozes p. 77-104, 2009. 1.Vida e obra Émile Durkheim (1858-1917), nasceu em Épinal, região da Alsácia, na França, descendente de uma família de rabinos. Iniciou seus estudos filosóficos na Escola Normal Superior de Paris, indo depois para a Alemanha para estudar ciências sociais. Lecionou sociologia e pedagogia em Bordeaux, primeira curso dessa ciência criado em uma...

    2647  Palavras | 11  Páginas

  • Max weber e a teoria da burocracia

    burocracia, entre outros assuntos. As concepções de Weber são tributarias de sua própria época e de uma série de teorias clássicas, através das quais acabou por compor suas próprias e originais hipóteses. Tendo ocupado o posto de catedrático na Universidade de Heidelberg, entre 1906 e 1910, entrou em contato com importantes estudiosos da religião e do capitalismo. O que levou a pesquisar sobre estes temas, relacionados com a questão cultural da burocracia na Alemanha. As ideias que influenciaram Weber...

    1530  Palavras | 7  Páginas

  • o PROBLEMA DA OBJETIVIDADE E DA SUBJETIVIDADE NAS TEORIAS SOCIAIS

    - o PROBLEMA DA OBJETIVIDADE E DA SUBJETIVIDADE NAS TEORIAS SOCIAIS CLASSICAS E CONTEMPORANEAS: um debate necessário 1 ; ~ "Um dos principais obstáculos para uma sociologia científica é o uso que fazemos de oposições comuns, pares de conceitos, ou o que bachelard chama "pares epistemológicos": construídos pela realidade social, eles são impensadamente usados para construir a realidade social. Uma dessas antinomias fundamentais é a oposição entre objetivismo e subjetivismo...

    4248  Palavras | 17  Páginas

  • Teorias administrativas

    Clássica “No século XX, o panorama industrial tinha características e elementos para inspirar uma Ciência da Administração: uma imensa variedade de empresas, com tamanhos diferenciados, problemas de baixos rendimentos dos recursos utilizados, desperdício, insatisfação generalizada entre os operários, intensa concorrência, alto volume de perdas por decisões mal formuladas, isso tudo levou a divisão do trabalho entre os que pensam e executam , os primeiros fixam os padrões de produção , descrevem...

    929  Palavras | 4  Páginas

  • 2012 03 06 21 51 55 teoria sociologica contemporanea ufpe 05

    Disciplina: Teoria Sociológica Contemporânea Professor: Paulo Henrique Martins Monitora: Marcela Filizola Carga Horária: 60 Horas Primeiro semestre de 2012 Ementa: Principais autores e teses da sociologia contemporânea; eurocentrismo e pos-colonialidade; da agência à estrutura; da estrutura à agência; repensando a sociologia contemporânea desde as margens do sistema mundial Objetivos: Divulgar os principais autores e idéias sociológicas contemporâneas convidando os estudantes a refletirem sobre dois...

    1995  Palavras | 8  Páginas

  • Escolas Sociológicas

    natureza essencialmente científica, e por isso, as escolas sociológicas em sua totalidade buscam explicar os fenômenos sociais a partir de procedimentos de analise do passado, da natureza, da biologia e da movimentação natural social. Este trabalho apresenta um resumo das principais escolas sociológicas, assim como em que se embasavam as constatações de cada uma delas e quais eram os principais pensadores e defensores das teorias por elas desenvolvidas para a investigação dos fenômenos sociais...

    2979  Palavras | 12  Páginas

  • NORBERTO BOBBIO - ESTADO GOVERNO E SOCIEDADE

    1. PARA O ESTUDO DO ESTADO As compreensões do estudo do Estado e quanto as relações de poder, se dividem entre duas disciplinas, na filosofia política e na ciência política, mesmo se tratando de um mesmo assunto, ambas possuem um campo de atuação e de forma diferenciada buscam compreender as complexidades destes temas. A segunda se distingue quanto à “avaloratividade” - desprovido de valores. A investigação utiliza de princípios de verificação ou de falsificação, técnicas racionais são adotadas...

    1572  Palavras | 7  Páginas

  • Teoria geral do estado - o povo e o estado

    SERRA ROTEIRO DO APRESENTAÇÃO DO SEMINÁRIO NA II UNIDADE Roteiro apresentado a Universidade do Estado da Bahia – UNEB, Campus I, Direito, para obtenção de crédito no componente curricular Teoria Geral do Estado sob orientação do Prof. Celso Favero. Roteiro apresentado a Universidade do Estado da Bahia – UNEB, Campus I, Direito, para obtenção de crédito no componente curricular Teoria Geral do Estado sob orientação do Prof. Celso Favero. Salvador, Bahia 2012 AVALIAÇÃO DO TRABALHO EM GRUPO ...

    920  Palavras | 4  Páginas

  • Estado

    O Conceito de Estado O que se entende por Estado e que século XIX um publicista do liberalismo — Bastiat — que se dispôs com a mais sutil ironia a pagar o prêmio de cinqüenta mil francos a quem lhe proporcionasse uma definição satisfatória de Estado. Continuava ele aquela atitude pessimista e amarga de Hegel, quando o filósofo máximo do idealismo alemão confessou que entre a natureza e seus mistérios e a sociedade humana e seus problemas, não havia que hesitar quanto ao conhecimento mais fácil...

    1530  Palavras | 7  Páginas

  • Rsenha - sell, carlos eduardo. sociologia clássica

    RESENHA - ORIGENS DA SOCIOLOGIA SELL, Carlos Eduardo. Sociologia clássica. 2ª ed. Petrópolis: Vozes, 2010. (Capítulo 1 – Origens da sociologia. pp.15-36) A sociologia permite que uma sociedade que está sofrendo drásticas mudanças com a modernidade tome consciência de si mesmo, refletindo suas preocupações e necessidades. Surgiu após as revoluções Industrial, Francesa e Científica, as quais provocaram grandes transformações econômicas, políticas e culturais. |ASPECTO ...

    948  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha do livro de peter berg perspectivas sociológicas

    domingo, 11 de dezembro de 2011Resenha do sexto capítulo do livro “Perspectivas Sociológicas: uma visão humanística”, de Peter Berger: “A Perspectiva Sociológica – A Sociedade como Drama”"[Talvez o termo "maquiavelismo social" seja muito forte para o que eu decidi fazer aqui, mas como ""eu precisava apresentar minha resenha em cinco minutos na aula S""ociologia IV e não daria tempo, decidi usar o blog para que meus colegas pudessem lê-la, apresentando apenas um resumo mais didático em sala. Fica...

    2508  Palavras | 11  Páginas

  • Fichamento - sociologia clássica

    Sociologia clássica [...]p.123 A pretensão de conferir à sociologia uma reputação verdadeiramente cientifica será o principal objetivo da obra do pensador francês Émile Durkheim. Seguidor do positivismo de Augusto Comte, toda obra de Durkheim está voltada para dotar a sociologia do que até então mais lhe faltava: um método de analise. [...] p.123 Durkheim também forneceu para a sociologia estudos pioneiros na área da sociologia da religião e do conhecimento, bem como estudos empíricos sobre fenômeno...

    569  Palavras | 3  Páginas

  • Teorias sociológicas do trabalho

    AS TEORIAS SOCIOLÓGICAS E O TRABALHO Karl Marx (1818 – 1883) Marx, alemão, com formação académica superior em filosofia e direito, era um profundo conhecedor e influenciado pelos ideais da revolução francesa, da filosofia alemã hegeliana e pela economia inglesa, de Adam Smith. Com este “background” analisa a história humana para defender que é o trabalho e as suas relações que melhor explicam a evolução das sociedades, que tipificou em quatro: a primitiva, a feudal, a capitalista e a, futura,...

    6724  Palavras | 27  Páginas

  • Quatro Tradições Sociológicas - Randall Collins

    DURKHEIMIANA EM PIERRE BOURDIEU E RANDALL COLLINS: TEORIAS DO PODER E DOS RITUAIS INTERACIONAIS. Autor: Marcílio Jerônimo Júnior SPG02 – Teoria social no limite:Novas frentes/fronteiras na teoria social contemporânea 1. Apresentação. O objetivo desse trabalho é contrapor duas visões dentro da mesma tradição da teoria social (a tradição Durkheimiana). Essas visões são a teoria do poder simbólico e das práticas sociais em Bourdieu e a teoria dos rituais interacionais. Diversos conceitos podem...

    11515  Palavras | 47  Páginas

  • O Poder do Estado 1

    Texto para análise: O PODER DO ESTADO Poder político e poder jurídico Em seu significado mais geral, a palavra “poder” designa a capacidade ou a possibilidade de agir, de produzir efeitos. Um dos fenômenos mais difundidos na vida social é, exatamente, o do poder. Pode-se afirmar que não existe praticamente relação social na qual não esteja presente, de qualquer forma, a influência voluntária de um indivíduo ou de um grupo sobre o comportamento de outro indivíduo ou de outro grupo. O conceito de...

    1358  Palavras | 6  Páginas

  • Teoria da Constituicao - Questionário Avaliativo

    Programa de Graduação em Direito TEORIA DA CONSTITUIÇÃO: Questionário Avaliativo Thiara Pollyanna Da Silva Belo Horizonte 2014 QUESTIONÁRIO 1) Apresente a distinção da concepção de constitucionalismo no Estado Liberal, Estado Social e Estado Democrático de Direito. Para adentrar nas formas de Estado Liberal, Social e Democrático de Direito, devemos primeiramente entender que os tipos estatais apresentados refletem-se em características de diferentes épocas e locais...

    7508  Palavras | 31  Páginas

  • teoria geral da administração

    desenvolvimento no campo científico foi fundamental para que surgisse a Teoria das Relações Humanas Notadamente destacamos como a principal Ciência responsável para esse surgimento: a) Psicologia do Trabalho b) Sociologia c) Filosofia d) Serviço Social 2.Sinônimo de Psicologia do Trabalho: a) Psicologia Social b) Psicologia c) Psicologia Industrial d) Psicologia Comportamental 3.São temas dominantes para estudo e desenvolvimento da Teoria das Relações Humanas, exceto: a) seleção de pessoal. b)...

    3547  Palavras | 15  Páginas

  • Trabalho sobre vitimologia

    como ser biológico e agente social, influenciado por fatores genéticos e injunções externas, é um agente de comportamento desviante. 5-criminologia moderna Revela que o crime é fenômeno social, tendo o direito penal tem capacidade de influenciar sobre ele e nem de solucionar o problema da criminalidade. 6-fatores que influenciam o aumento da criminalidade São vários,mas o crescimento desnivelado social e o aumento dos miseráveis são as causas mais objetivas do aumento da criminalidade.no passado...

    1176  Palavras | 5  Páginas

  • Sociologia Para Quê? E Para Quem? Ou Ensaios Sobre as Teses Propostas Pela Teoria Da Sociologia Pública

    MARCELO D. BEZERRA DE MENEZES SOCIOLOGIA PARA QUÊ? E PARA QUEM? OU ENSAIOS SOBRE AS TESES PROPOSTAS PELA TEORIA DA SOCIOLOGIA PÚBLICA LONDRINA 2010 PÚBLICA Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) apresentado, este, ao Departamento de Ciências Sociais –no Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH)–, desde a Universidade Estadual de Londrina, (UEL), tal como...

    34063  Palavras | 137  Páginas

  • PERSPECTIVAS SOCIOLÓGICAS - Peter Berguer

    Evandro M. Fortuna (Jun/2011) Trabalho apresentado na Disciplina de Ética do curso de Filosofia da UFJF Berguer Peter, PERSPECTIVAS SOCIOLÓGICAS – Uma visão Humanística, Tradução de Donaldson M. Garsehagen, 24ª edição, 1 volume brochura, 210mm x 135mm, Vozes, Petrópolis, 2002, 202pgs., R$ 36,80 Nascido em Viena em 17/03/1929, emigrou em 1946 para os Estados Unidos e em 1949 recebeu o título de Bachelor of Arts do Wagner College, obteve seu Mestrado em Artes em 1950 e Doutorado em Filosofia...

    2081  Palavras | 9  Páginas

  • Trabalho sobre Paul L.

    socialista. O «austro-marxismo», que então era hegemônico entre os partidos de esquerda, acreditava que a classe operária chegaria ao poder através do voto e não da revolução social. A perspectiva de conquistar o governo pelo voto e gerir o Estado capitalista, pôs fim ao ativismo revolucionário. O antigo militante voltado à «agitação» e «propaganda» foi substituído pelo quadro burocrático preocupado com as técnicas de gestão. A necessidade de informações tornava-se vital para orientar a...

    1993  Palavras | 8  Páginas

  • Fichamento de Teoria das Organizações

    -; mas cujo estudo nos interessa não por sua gramática ou estrutura interna, mas por seu caráter comunicativo de mediador e formador das experiências e das necessidades sociais. Tema: b) Teoria da Dominação TITULO Referência (conforme as normas da ABNT) Resumo: Aqui será incluído um breve relato sobre a obra fichada. Luis César G. de . Organização, sistemas e métodos e as tecnologias de gestão organizacional: . 4 ed. Atlas, 2009. 331 p. 1 v. ___________________________________________________________________ ...

    2866  Palavras | 12  Páginas

  • Teoria da Administração

    evolução humana , estima-se que os primeiros relatos de um “conhecimento administrativo” surgiram há pelo menos cinco mil anos, e esse conhecimento foi evoluindo junto com a sociedad e. No entanto, foi a partir da I e II Revolução Industrial que as teorias da Administração começaram a se formar com estudos desenvolvidos em grandes industrias (MAXMIANO), o que fez alterar a forma de produção (CHIAVENATO), considerando-se assim o marco do surgimento da Administração enquanto ciência, a qual as transformações...

    2264  Palavras | 10  Páginas

  • Analises das principais teorias sociologicas

    ANÁLISE DAS PRINCIPAIS TEORIAS SOCIOLÓGICAS [Autor: Marcelo J. Oliveira][1] Abordar sobre o campo sociológico inevitavelmente nos leva a algo mais amplo, relacionado às Ciências Sociais e às Ciências Humanas. Estas, por sua vez, possuem em comum um foco e objeto de estudos: o ser humano em sociedade. O que faz a especificidade de cada uma das Ciências Sociais, seja, por exemplo, a Sociologia, a Antropologia ou a Ciência Política, é a forma como elaboram...

    8344  Palavras | 34  Páginas

  • Teorias explicativas do crime

    FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA LICENCIATURA EM DIREITO DISCIPLINA ESPECÍFICA: SOCIOLOGIA DO DIREITO ANO LECTIVO DE 2012/2013 TEORIAS EXPLICATIVAS DO CRIME FERNANDA GRISANTE Introdução A abordagem sociológica do crime diverge em termos doutrinários desde que se tornou necessário desenvolver e aprofundar o tema, com o objetivo de prevenir os atos que ele provoca e obter soluções não só para as consequências que gera mas também para a proteção de todos os indivíduos...

    3528  Palavras | 15  Páginas

  • TEORIA GERAL DO ESTADO

    A Teoria Geral do Estado e seu objetivo. A questão do método   1. Introdução   Antes de começarmos nosso estudo sobre Teoria Geral do Estado necessitaremos da distinção entre Direito Constitucional e Ciência Política. Aquele estuda a organização de um Estado determinado, e daí termos Direito Constitucional brasileiro, ou francês, ou italiano, etc. A Ciência Política estuda o Estado em geral, nos seus elementos permanentes, indaga-lhe a origem e a finalidade, descreve a estrutura e o funcionamento...

    934  Palavras | 4  Páginas

  • Bobbio, norberto. estado, governo, sociedade. p. 53-133.

    BOBBIO, Norberto. Estado, governo, sociedade. São Paulo: Paz e Terra, 1999, p. 53-133. Estrutura: III. Estado, poder e governo. 1. Para o estudo do Estado. 2. O nome e a coisa. 3. O Estado e o poder. 4. O fundamento do poder. 5. Estado e direito. 6. As formas de governo. 7. As formas de Estado. 8. O fim do Estado. Resumo: As duas fontes principais para o estudo do Estado, a história das instituições e a das doutrinas políticas, não se confundem. Principalmente pela dificuldade de acesso às fontes...

    1423  Palavras | 6  Páginas

  • Principais correntes sociológicas

    PRINCIPAIS CORRENTES SOCIOLÓGICAS De acordo acordo com as classificações geralmente aceitas, são cinco as correntes principais da sociologia; Organicismo Positivista, Teorias do Conflito, Formalismo, Behaviorismo Social e Funcionalismo. Organicismo Positivista Primeira construção teórica importante surgida na sociologia, nasceu da hábil síntese que Comte fez do organicismo e o positivismo, duas tradições intelectuais contraditórias. O organicismo representa uma tendência do pensamento que constrói...

    2083  Palavras | 9  Páginas

  • teoria da comunicação

    WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. Tradução: Maria Jorge Vilar de Figueiredo. 5. ed. Lisboa: Presença: 1999. 271 p. >> Premissas gerais – Objeto da comunicação muda muito – Comunication research – resultou perspectivas heterogêneas e discordantes, dificultando a síntese – Até 1970 → refere-se ao contexto inicial e a evolução da pesquisa – Pós-1970 → mass media na construção da realidade, mais complexo – Emergiram tendências opostas: por um lado, repensar coordenadas principais para modificar...

    3878  Palavras | 16  Páginas

  • Esquema fichamento teorias da comunicação (mauro wolf)

    Por João Damasio da Silva Neto | Comunicação Social - Jornalismo - Faculdade Araguaia 2012 WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. Tradução: Maria Jorge Vilar de Figueiredo. 5. ed. Lisboa: Presença: 1999. 271 p. >> Premissas gerais – Objeto da comunicação muda muito – Comunication research – resultou perspectivas heterogêneas e discordantes, dificultando a síntese – Até 1970 → refere-se ao contexto inicial e a evolução da pesquisa – Pós-1970 → mass media na construção da realidade...

    3486  Palavras | 14  Páginas

  • Teoria das relações humanas

    TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS    INTRODUÇÃO As funções das Relações Humanas dentro da Administração estudadas a seguir são: as origens e o contexto no qual surgiu a Teoria das Relações Humanas, o deslocamento da ênfase na estrutura e nas tarefas para a ênfase nas pessoas; a experiência de Hawthorne e suas conclusões; a preocupação psicológica e sociológica quanto à influência massificante da civilização industrial sobre o ser humano e o papel da Administração nesse aspecto; a concepção de...

    1836  Palavras | 8  Páginas

  • Teoria Geral do Direito Penal

    difusão da filosofia positivista; novas idéias políticas que pretendia que o Estado fosse positivista. A escola positiva se divide em três fases, sendo elas: a fase antropológica: Cesare Lombroso; a fase sociológica: Enrico Ferri; e a fase jurídica: Rafael Garofalo. 1.1 Cesare Lombroso Lombroso foi influenciado por Comte e Darwin e foi fundador da escola positivista biológica, destacando o conceito sobre o criminoso atávico. Lombroso acreditava que existia um criminoso natural. Ao...

    1583  Palavras | 7  Páginas

  • Trabalho Teoria Estruturalista

    1 ORIGENS DA TEORIA ESTRUTURALISTA A Teoria Estruturalista foi criada por volta de 1950, a partir de um desdobramento da Teoria da Burocracia e como contrapartida da reviravolta na Administração causada pelos princípios sociais e filósofos da Teoria das Relações Humanas, representando uma visão crítica da organização formal. É uma corrente baseada na sociologia organizacional que procura consolidar e expandir os horizontes da Administração. O primeiro teórico foi Max Weber que estudou as organizações...

    1482  Palavras | 6  Páginas

  • Teorias da administração - max weber

    Horizonte 2010 Resumo A Teoria Estruturalista surgiu por volta da década de 50, como um desdobramento de autores como Max Waber voltados para a Teoria da Burocracia que tentaram conciliar as teses propostas pela Teoria Clássica e pela Teoria das Relações Humanas. Palavra - chave: Teoria Estruturalista; Max Waber; Teoria da Burocracia; Teoria classica; Teoria das relações Humanas 1 – Introdução à TEORIA ESTRUTURALISTA A Teoria Estruturalista, assim como a Teoria da Burocracia, faz parte...

    2227  Palavras | 9  Páginas

  • Bobbio: estado, governo, sociedade

    BOBBIO, Norberto. Estado, governo, sociedade. São Paulo: Paz e Terra, 1999, p. 53-133.Estrutura: III. Estado, poder e governo. 1. Para o estudo do Estado. 2. O nome e a coisa. 3. O Estado e o poder. 4. O fundamento do poder. 5. Estado e direito. 6. As formas de governo. 7. As formas de Estado. 8. O fim do Estado. No capítulo III da obra Estado, governo e sociedade, intitulado Estado, poder e governo, Norberto Bobbio esmiuça as definições e classificações dos três conceitos, explorando-as e articulando-as...

    1514  Palavras | 7  Páginas

  • Teorias sociológicas clássicas

    ENSINO MÉDIO JOVEM GONÇAVES VILELA DENNER LEOPOLDINO ESPERANÇA SAMUEL ALVES DA SILVA 1º “A” AS TEORIAS SOCIOLÓGICAS CLASSICAS Teoria Positivista; Escola Francesa Clássica; Teoria Social; Teoria Empirista Ji-Paraná 2011 DENNER LEOPOLDINO ESPERANÇA SAMUEL ALVES DA SILVA 1º “A” AS TEORIAS SOCIOLÓGICAS CLASSICAS Teoria Positivista; Escola Francesa Clássica; Teoria Social; Teoria Empirista Trabalho apresentado à disciplina de sociologia, sob orientação do professor Natanael,...

    1214  Palavras | 5  Páginas

  • O olhar e a imaginação sociológica

    Sociologia O olhar e a imaginação sociológica Resumo: O objetivo do artigo é indicar algumas das potencialidades e limites da sociologia, contextualizando-a no tempo histórico e no espaço social, com base em revisão bibliográfica. Especialmente com base em Wallersteins (2002), abordase a constituição de um cânone ou cultura da sociologia em torno das ideias fundamentais de três autores: Durkheim e a existência de realidades sociais para além dos indivíduos; Marx e a existência de conflitos...

    7350  Palavras | 30  Páginas

  • Teoria tridimensional do direito

    Sociologia Jurídica, modernidade e Ciência do Direito Elaborado em 02.2000. Anderson Freire de Souza acadêmico de Direito na Universidade do Estado da Bahia (UNEB) INTRODUÇÃO Como sabemos a modernidade traz à sociedade um conjunto de inovações que beneficiam e, ao mesmo tempo, provocam conflitos. Esse paradoxo é analisado no decorrer do desenvolvimento por autores de renome como Marshall Bermann, Miguel Reale, Alain Touraine et al. A sociologia jurídica também é discutida sob várias óticas...

    4475  Palavras | 18  Páginas

  • FICHAMENTO TEORIA DA NORMA JURIDICA

    habituais que não no apercebemos mais de sua presença"(pag24) "Podemos comparar nosso proceder na vida com o caminho de um pedestre em uma grande cidade: aqui a direção é proibida, lá a direção é obrigatória; e mesmo ali onde é livre, o lado da rua sobre o qual ele deve manter-se é em geral rigorosamente sinalizado."(pag.24) "Há , indubitavelmente, um ponto de vista normativo no estudo e na compreensão da história humana :é o ponto de vista segundo o qual as civilizações são caracterizadas pelos ordenamentos...

    4025  Palavras | 17  Páginas

  • TEORIA DE RONALD DWORKIN, E JOHN RAWLS: JUSTIÇA E DEMOCRACIA - MOMENTO HISTÓRICO, PESQUISA E DISCUSSÃO

    FACULDADE ERNESTO RISCALI – FAER / UNIESP CURSO DE DIREITO – 2° SEM – TURMA II DAVI DE PAULA TEORIA DE RONALD DWORKIN, E JOHN RAWLS: JUSTIÇA E DEMOCRACIA - MOMENTO HISTÓRICO, PESQUISA E DISCUSSÃO OLIMPIA 2013 FACULDADE ERNESTO RISCALI – FAER/UNIESP DAVI DE PAULA TEORIA DE RONALD DWORKIN, E JOHN RAWLS: JUSTIÇA E DEMOCRACIA MOMENTO HISTÓRICO, PESQUISA E DISCUSSÃO Trabalho apresentado à disciplina de Filosofia do Direito, ministrada pela professora Luciana...

    3279  Palavras | 14  Páginas

  • teoria das relações humanas

    PARAÍBA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO Disciplina: TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO - Professor: Allan Ferreira Capítulo 06 - Teorias das Relações Humanas       Objetivos deste Capítulo Introdução Origens da Teoria das Relações Humanas A Experiência de Hawthorne Conclusões da Experiência de Hawthorne Funções Básicas da Organização Industrial Objetivos deste Capítulo  Identificar as origens e o contexto no qual surgiu a Teoria das Relações Humanas, deslocando a ênfase na estrutura...

    3161  Palavras | 13  Páginas

  • Teoria das Rela es Humanas 2014

    TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS ORIGENS  Surgiu nos EUA devido à onda de desemprego causada pela crise de 1929 e foi impulsionada pelos resultados da pesquisa desenvolvida na Western Eletric no bairro de Hawthorne. A partir destas questões, os estudiosos passaram a se preocupar com o fator humano no trabalho. ORIGENS  Necessidade de se humanizar e democratizar a Administração e o desenvolvimento das ciências humanas;  Demonstrar a ênfase nas pessoas.  Mostrar a preocupação psicológica e sociológica...

    2372  Palavras | 10  Páginas

  • O poder e o estado

    As teorias sociológicas clássicas sobre o Estado Marx, Durkheim e Weber, os três autores clássicos da Sociologia, tiveram, cada um a seu modo, uma vida politica intensa e fizeram reflexões importantes sobre o Estado e a democracia de seu tempo. Vamos ver o que pensavam sobre esses temas. Karl Marx. Tendo escrito sobre as questões que envolvem o Estado num período em que o capitalismo ainda estava em formação, Marx não formulou uma teoria especifica sobre o Estado e o poder...

    1146  Palavras | 5  Páginas

  • FICHAMENTO - A IMAGINAÇÃO SOCIOLÓGICA - MILLS, C. Wright

    FICHAMENTO A IMAGINAÇÃO SOCIOLÓGICA MILLS, C. Wright “[...] os homens sentem, frequentemente, suas vidas privadas como uma série de armadilhas. (…) tudo aquilo de que os homens comuns tem consciência direta e tudo o que tentam fazer está limitado pelas órbitas privadas em que vivem. (…) estão limitadas pelo cenário próximo: o emprego, a família, os vizinhos; (…) quanto mais consciência tem, (…) das ambições e ameaças que transcendem seus cenários...

    3332  Palavras | 14  Páginas

tracking img