Teor De Umidade De Agregados artigos e trabalhos de pesquisa

  • Teor de umidade do agregado miúdo

    Engenharia Civil Diurno Determinação do Teor de Umidade do Agregado Miúdo Maringá 05/14 INTRDUÇÃO Dá-se o nome de inchamento ao aumento de volume que sofre a areia seca ao absorver água. Este aumento é produzido pela separação entre os grãos de areia devido à película de água que se forma em torno do grão provocando o afastamento da partícula. O volume aparente de um agregado varia em função do seu teor de umidade e a relação entre segundo uma curva de inchamento....

    1035  Palavras | 5  Páginas

  • DETERMINACAO DO TEOR DE INCHAMENTO DO AGREGADO MIUDO

    DETERMINAÇÃO DO INCHAMENTO DO AGREGADO MIÚIDO NBR 6467 RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA ATIVIDADE N° 18 LAB.9 Acadêmico: Sergio de G. V. Filho R.A: 1278355 Wilson S. Silva R.A:1455591 Data de entrega: 18/12/2013 TOLEDO – PR 2013 1- INTRODUÇÃO Devido ao agregado miúdo ter grande capacidade de retenção de água e essa capacidade alterar seu volume aparente em decorrência da presença de água é que se faz necessário o conhecimento do inchamento do agregado quando a dosagem do concreto...

    2032  Palavras | 9  Páginas

  • Relatório Teor de Umidade

    INTRODUÇÃO A umidade do solo (h) ou teor em água (w) é definida como a massa da água (P_a) contida em uma amostra de solo dividido pela massa de solo seco (P_s), sendo expressa em quilogramas de água por quilogramas de solo, ou, multiplicando-se por 100, tem-se em percentagem. Para determinação do peso seco e da massa de água, o método tradicional é a secagem em estufa, na qual a amostra é mantida com temperatura entre 105 °C e 110 °C, até que apresente peso constante, o que significa que...

    1385  Palavras | 6  Páginas

  • Teor De Umidade Do Agregado Miúdo - NBR 9775

    ENG 1071 B04 Teor De Umidade Do Agregado Miúdo - NBR 9775 Goiânia, Setembro de 2014 1 - INTRODUÇÃO Umidade é a água aderente na superfície dos grãos do agregado. Esta água deve ser medida para corrigir a quantidade de areia no traço e descontar da água de amassamento assim confirma a relação água/cimento com exatidão do concreto ou argamassa. 2 – OBJETIVO O objetivo desse experimento, relatado na NBR 9775, é a determinação da umidade superficial em agregados miúdos por...

    539  Palavras | 3  Páginas

  • ENSAIO DE TEOR DE UMIDADE E MASSA ESPECÍFICA

     DETERMINAÇÃO DO TEOR DE UMIDADE- MÉTODO SPEEDY DETERMINAÇÃO DA MASSA ESPECÍFICA DE AGREGADO MIÚDO- MÉTODO DO PICNÔMETRO Palmas – TO 2014 DETERMINAÇÃO DO TEOR DE UMIDADE- MÉTODO SPEEDY DETERMINAÇÃO DA MASSA ESPECÍFICA DE AGREGADO MIÚDO- MÉTODO DO PICNÔMETRO Relatório apresentado ao Curso de Engenharia Civil do CEULP/ULBRA, como requisito parcial da disciplina Introdução à Engenharia Civil...

    1602  Palavras | 7  Páginas

  • teor de umidade do solo

     INTRODUÇÃO A umidade do solo influencia diretamente o volume de água nele armazenado, bem como a sua resistência e a compactação, entre outros fatores. Logo, é de grande importância o conhecimento da umidade do solo para qualquer tipo de construção, afinal, o solo será a base para qualquer obra. Existem vários métodos para determinar o teor de umidade de um determinado solo, os mais usados são o método da estufa, o do álcool e o speedy. O método da estufa (padrão) é o mais utilizado...

    1630  Palavras | 7  Páginas

  • Relatório Umidade

    1. Introdução O PORMIN (2008) define agregados para a construção civil como materiais granulares, sem volume e forma definidos, possuindo dimensões e propriedades que atendem os critérios para compor argamassas e concretos; são utilizados também na base de estradas de rodagem, paisagismo, lastro de vias férreas, elemento filtrante, etc. Fora dada devida importância a partir de pesquisas realizadas sobre os agregados, constatando sua influencia na resistência e durabilidade do concreto, uma...

    659  Palavras | 3  Páginas

  • Agregados - determinação do inchamento do agregado miúdo - nbr6467

    Relatório: Agregados – Determinação do Inchamento do Agregado Miúdo – NBR6467 – Agosto/87 Data: 28.03.2013 Objetivo: Esta norma prescreve o método para o determinação do inchamento do agregado miúdo. Introdução: Dá-se o nome de inchamento, segundo Bauer (2000, p.101), ao aumento de volume que sofre a areia seca ao absorver água. Este aumento é produzido pela separação entre os grãos de areia devido à película de água que se forma em torno do grão provocando o afastamento da partícula. O volume...

    883  Palavras | 4  Páginas

  • TEOR DE UMIDADE DO SOLO

    MECÂNICA DOS SOLOS I Ensaio De Teor de Umidade do Solo Professor: Francisco Heber Lacerda De Oliveira INTRODUÇÃO Este Relatório visa demonstrar o processo utilizado na prática laboratorial para determinação do teor de umidade de solos e agregados miúdos utilizando o “speedy” juntamente com o carbureto de cálcio. OBJETIVOS Demonstrar através de um ensaio de laboratório os resultados obtidos em uma determinação de teor de umidade de solos e agregados miúdos com utilização do “speedy”...

    701  Palavras | 3  Páginas

  • Inchamento agregado miudo

    Determinação do Inchamento de Agregado Miúdo Alunos: 1.0- Introdução Dá se o nome de inchamento ao aumento de volume que sofre a areia seca ao absorver água. Este aumento é produzido pela separação entre os grãos de areia devido à película de água que se forma em torno do grão provocando o afastamento da partícula. O volume aparente de um agregado miúdo varia em função do seu teor de umidade, segundo uma curva de inchamento.A curva...

    707  Palavras | 3  Páginas

  • Relatorio Inchamento Agregado miudo

    Determinação do Inchamento de Agregado Miúdo Alunos: 1.0- Introdução Dá se o nome de inchamento ao aumento de volume que sofre a areia seca ao absorver água. Este aumento é produzido pela separação entre os grãos de areia devido à película de água que se forma em torno do grão provocando o afastamento da partícula. O volume aparente de um agregado miúdo varia em função do seu teor de umidade, segundo uma curva de inchamento.A curva...

    712  Palavras | 3  Páginas

  • agregados

    Teor de Umidade: O teor de umidade nada mais é que a quantidade de água que tem na amostra. Descobrir o teor de umidade da areia (que será utilizada em obra) é muito importante, pois este valor pode interferir na dosagem do concreto. Se estiver parcialmente cheio, o agregado é chamado de úmido e se estiver completamente cheio é chamado de saturado. O ensaio para determinar o teor de umidade consta em síntese, da seguinte forma: 1- pesa-se a areia úmida e depois a areia seca (em estufa) e com...

    536  Palavras | 3  Páginas

  • RELATÓRIO DETERMINAÇÃO DA UMIDADE SUPERFICIAL EM AGREGADOS MIÚDOS PELOS MÉTODOS DO ÁLCOOL E DA ESTUFA.

    EA – 4ºA RELATÓRIO: DETERMINAÇÃO DA UMIDADE SUPERFICIAL EM AGREGADOS MIÚDOS PELOS MÉTODOS DO ÁLCOOL E DA ESTUFA FACULDADE ARAGUAIA GOIÂNIA/2014 LUSIO DIONATAN MACHADO THIAGO OSCAR DE OLIVEIRA VALDEMIR OLIVEIRA DE JESUS VICTOR RODRIGUES SILVA EA – 4ºA RELATÓRIO: DETERMINAÇÃO DA UMIDADE SUPERFICIAL EM AGREGADOS MIÚDOS PELOS MÉTODOS DO ÁLCOOL E DA ESTUFA ...

    1007  Palavras | 5  Páginas

  • Determinação do inchamento do agregado graudo

     Determinação do Inchamento de Agregado Miúdo TAREFA Nº 21 Nome: Bruno???????, Huillian Severo, Jian Alvim e Paulo Rogério Souza Matrícula: ???????????, 2717028, 101152132 e 111150420 Data de entrega: 04/02/2013 UNIPAMPA – UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA MCC II – MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II Determinação do Inchamento de Agregado Miúdo Trabalho realizado objetivando a obtenção de média parcial, na disciplina de Materiais de construção...

    987  Palavras | 4  Páginas

  • Teor de Umidade de Solo

    1. Objetivos: Apresentar o teor de umidade de diferentes amostras de solo pelos métodos de estufa, método de speedy e pelo método expedido do álcool comparando os resultados e mostrando como cada experimento foi realizado possibilitando maior entendimento e aplicação prática. 2. Introdução: O teor de umidade é a relação entre a massa de água presente em certo volume de solo e a massa das partículas sólidas, no mesmo volume, expressa em porcentagens. O teor de umidade do solo pode antecipar questões...

    1092  Palavras | 5  Páginas

  • relatório sobre umidade superficial

    Federal de Sergipe) campus de Estância Sergipe. O ensaio tem por objetivo determinar a umidade superficial, a massa específica, a massa unitária e o inchamento do agregado miúdo. O ensaio foi realizado no laboratório do campus do IFS em Aracaju Sergipe no dia 30 de Agosto de 2014, sobre a orientação do Técnico Bruno e supervisão da Professora Fernanda. No laboratório foi apresentado o agregado miúdo o qual iria ser utilizado nos ensaios, também foi apresentado a balança de precisão...

    5018  Palavras | 21  Páginas

  • Caracterização do agregado miúdo

    CARACTERIZAÇÃO DO AGREGADO MIÚDO Manaus / AM ABRIL / 2014 ELISÂNGELA SILVA DE SOUZA RIDWAN IBRAHIM SAKEB ISMAIL CARACTERIZAÇÃO DO AGREGADO MIÚDO Manaus / AM ABRIL / 2014 RESUMO Este relatório tem por finalidade analisar a qualidade de uma amostra de areia sob forma de ensaios de caracterização do agregado miúdo. Essa caracterização consiste em determinar massa específica, massa unitária, teor de umidade, composição granulométrica...

    3777  Palavras | 16  Páginas

  • Aula 4 Agregados Para Concreto

    Definição  Entende-se por agregado o material granular, sem forma e volume definidos, geralmente inerte, de dimensões e propriedades adequadas para uso em obras de engenharia (PETRUCCI, 2005). 3 Tipos de agregados  Rochas britadas;  Fragmentos rolados no leito dos cursos d’água;  Materiais encontrados em jazidas, provenientes de alterações de rocha. 4 Aplicações de agregados  Lastro de vias férreas;  Bases para calçamentos; 5 Aplicações de agregados  Camadas drenantes;...

    1519  Palavras | 7  Páginas

  • Agregados

     UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL AGREGADOS Emiliy Dockhorn Fátima Brunetto Gisele Pedersini Tairini Dalla Vecchia Santa Cruz do Sul, setembro de 2012. Emily Dockhorn Fátima Brunetto Gisele Pedersini Tairini Dalla Vecchia AGREGADOS Trabalho apresentado ao Professor Marcus Daniel F.Dos Santos da disciplina de Tecnologia Da Construção II – Materiais De Construção,da turma I, turno tarde, curso de Arquitetura e Urbanismo- UNISC. ...

    3022  Palavras | 13  Páginas

  • DETERMINAÇÃO DA MASSA ESPECÍFICA DO AGREGADO MIÚDO

     DETERMINAÇÃO DA MASSA ESPECÍFICA DO AGREGADO MIÚDO NBR NM 248 TAREFA Nº 08 Data de entrega: 22/04/2014 Resumo Este ensaio, descrito pela ABNT NBR 9776/1987, procura determinar a massa específica de agregados miúdos usados na obtenção de concreto através de um método que consiste, basicamente, em misturar água e areia dentro de um frasco de vidro, o frasco de Chapman descrito no item Materiais Utilizados. Os resultados foram satisfatórios se comparados...

    1207  Palavras | 5  Páginas

  • Relatorio MCC Agregado finos

    B86854-6 Sabrina Luiza F. de Lemos B8186D-5 PROFESSOR: Jose Araújo tÉCNICO DE LABORATÓRIO: PAULO SÉRGIO BRASÍLIA, 27 de abril de 2015. ENSAIOS DO DIA 1. Determinação da umidade superficial dos agregados por secagem em estufa e queima com álcool 2. Determinação da umidade superficial do agregado miúdo pelo método do frasco de Chapman. MATERIAIS ENSAIADOS Areia Molhada EQUIPAMENTOS UTILIZADOS Bandeja Espátula Frasco Chapman Balança Pá Estufa Cápsulas de alumínio Funil ...

    603  Palavras | 3  Páginas

  • Agregados do concreto

    ENGENHARIA CIVIL – DEC LABORATÓRIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO - II 1A PARTE - AGREGADOS Professor: Lígia Vieira Maia Siqueira Disciplina: Materiais de Construção II – MCC-II Joinville, 19 de fevereiro de 2008 . exe i 2 ENSAIOS TECNOLÓGICOS DISCIPLINA: Materiais de Construção – II CÓDIGO: MCC-II CAPÍTULOS: Agregado Miúdo Agregado Graúdo 3 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA - AGREGADOS INTRODUÇÃO Agregados são relativamente baratos e não entram em reações químicas complexas com a água;...

    10726  Palavras | 43  Páginas

  • Teor de inchamento

    INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAROLINA DE MELO ECHEVERRIA 086174-X ENGENHARIA CIVIL – HMC14 – Prof. José Gasparin e Palloma RELATÓRIO DE ENSAIOS DE AGREGADOS Relatório apresentado à de ensaio de disciplina Materiais para Construção Civil I, realizado no dia 25/08/2010, ministrada pelo Professor José Gasparin e Palloma, como requisito parcial de avaliação. SÀO PAULO 2010 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO...

    2235  Palavras | 9  Páginas

  • Relatório de ensaios dos agregados

    SENAI - UNIDADE VILA CANAÃ RELATÓRIO DE ENSAIOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS SOBRE OS AGREGADOS: MIÚDOS E GRAÚDOS Goiânia, 2013 Bárbara da Silva Santos Cárita Cristiane Nepomuceno Kayene Cristina Nunes Matheus Mendes Soares Saymon Willian Defante Relatório técnico apresentado como requisito parcial para obtenção de nota na disciplina de Ensaios Tecnológicos no Curso Técnico em Edificações, na Instituição de Ensino SENAI – Unidade Vila Canaã. Prof. Cesar Augusto da Cunha Vilela ...

    7373  Palavras | 30  Páginas

  • PULVERULENTOS DO AGREGADO MIÚDO

    apresentar resultado do inchamento e da umidade da areia que será utilizada no concreto. A areia que estamos utilizando neste relatório é areia lavada de rio, que é considerada um agregado miúdo, por serem grãos que passam pela peneira 4,8 mm e fica retida na 0,15 mm. Pela areia ser um agregado miúdo, ela tem uma grande capacidade para reter água. Saber o inchamento e a umidade da areia é importante na preparação do concreto. É preciso considerar a umidade, porque a quantidade de água que a areia...

    2008  Palavras | 9  Páginas

  • Agregados e adições

    agregados PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DOS COMPONENTES DO CONCRETO AGREGADOS E ADIÇÕES Materiais granulares, geralmente inertes, com dimensões, características e propriedades adequadas ao uso na construção civil. Reação álcali-agregado Prof. MSc. Angela Zamboni Piovesan Utilização dos agregados na engenharia Confecção de argamassas e concretos; Base de pavimentação Em drenos Adição para melhoramento de solos Lastros de ferrovias Em gabiões (muros de contenção) Classificação...

    3378  Palavras | 14  Páginas

  • teor de umidade

    ampolas de carbureto de cálcio e esfera metálica. 3.2 Métodos Antes de iniciar qualquer método de determinação do teor de umidade do solo, o solo do qual se retirou as amostras foi devidamente preparado de acordo com a norma NBR 6457 (preparação de amostras de solo para ensaios de compactação e ensaios de caracterização). 3.2.1 Método da Estufa Para determinar o teor de umidade do solo através do método da estufa, foram recolhidas quatro amostras de solo devidamente destorroadas, sendo duas...

    1663  Palavras | 7  Páginas

  • Relatório Teor de umidade Speedy e estufa

    Relatório 2: Teor de Umidade – Método Speedy / Teor de Umidade – Método Estufa 1. Introdução O teor de umidade é a relação entre a massa de água presente em um certo volume de solo e a massa das partículas sólidas, no mesmo volume, expressa em porcentagens. Mais lembrando que o teor de umidade de um solo, embora expressado como tal, não é uma porcentagem. Imagine uma amostra seca a qual vai se adicionando porções de água, a massa de água aumenta, mais a massa das partículas do solo continua...

    1669  Palavras | 7  Páginas

  • Apostila de agregados

    APOSTILA MACO I AGREGADOS Prof. Dr. Izelman Oliveira MACO I Índice 1. AGREGADOS 5 1.1. Introdução 5 1.2. Classificação dos agregados: 5 1.3. Características das rochas de origem: 6 1.4. Agregados Naturais: 7 1.5. Agregados Artificiais: 8 1.6. Agregados Industrializados: 11 2. NBR NM 26 – Agregados – amostragem 13 3. NBR NM 27 – Agregados – Redução da amostra de campo 15 4. NBR 7251/1982 – Agregado em estado solto – massa...

    10593  Palavras | 43  Páginas

  • Agregados

    BACIN MIOTTO GRANULOMETRIA: AGREGADOS MIÚDOS E GRAUDOS CONCÓRDIA – SC 2013 INTRODUÇÃO Este trabalho tem o objetivo de levar conhecimento referente aos agregados graúdos e miúdos. Com isso podemos considerar a massa específica e obter uma classificação para o agregado e como iremos utiliza-lo. DEFINIÇÃO A definição que podemos dar para os agregados é que são materiais muito pequenos que não...

    1723  Palavras | 7  Páginas

  • Testes de Umidade

    Introdução A partir de experimentos feitos em sala, determinamos o teor de umidade no solo, em várias técnicas diferentes: Método da Estufa, por meio do frasco de Chapman (massa específica “r” e umidade superfícial), determinação da umidade pelo método “Speedy” (umidímetro) e Peso específico Natural (n). Todos esses métodos são bem confiáveis e bem precisos, apesar de que alguns métodos apresentam equipamentos caros, outros são rápidos e de fácil acesso. Método de Estufa ([h% = Mh – Ms *100]/Ms) ...

    685  Palavras | 3  Páginas

  • Relatório Teor de Umidade

    Relatório sobre Teor de Umidade. RELATÓRIO I TEOR DE UMIDADE NOME: DANILO OTÁVIO TAMEIRÃO LACERDA MATÉRIA: MECÂNICA DOS SOLOS PROFESSORA: JAQUELINE SUMÁRIO INTRODUÇÃO -------------------------------------------------------------------------------------------- 3 DESENVOLVIMENTO DA PRÁTICA --------------------------------------------------------------- 3 DETERMINAÇÃO DA UMIDADE DO SOLO -----------------------------------------------------...

    1607  Palavras | 7  Páginas

  • Reação álcali-agregado

    controlar e evitar qualquer tipo de agressão. 3) O que é: A reação álcali-agregado é um fenômeno que ocorre no concreto, dependendo do teor de álcalis solúveis presentes no cimento, da dimensão e do teor do agregado reativo, associado às condições de umidade e às variações da temperatura. 4) Álcalis – hidróxido de sódio (Na) e hidróxido de potássio (K). estão presentes na composição do cimento. Agregados reativos– minerais reagentes presente em certos tipos de rochas (miúdo ou graúdo)...

    2202  Palavras | 9  Páginas

  • Teor de umidade do solo

    TRABALHO DE MECÂNICA DOS SOLOS I LABORATÓRIO 1: RELATÓRIO DE ENSAIO DE TEOR DE UMIDADE DO SOLO: PROCESSO DA ESTUFA COORDENAÇÃO: PROFESSOR: I ALUNO Sidnei Alves2014 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO......................................................................................3 2. OBJETIVO............................................................................................3 3. TEOR DE UMIDADE - PROCESSO DA ESTUFA:..............................3 3.1. EQUIPAMENTOS...

    1319  Palavras | 6  Páginas

  • agregados na obra civil

    que os agregados são de grande importância dentro da construção civil, são necessários vários ensaios para a sua utilização, que tem a finalidade de definir teor de umidade, a composição granulométrica, a absorção de água, a massa unitária e específica, etc. Logo, no dia 11 de março de 2013 foi realizado o primeiro ensaio da disciplina de Tecnologia do Concreto da turma 3317, no laboratório de Materiais e Estruturas do CEULP/ULBRA. Onde determinamos através do ensaio a umidade do agregado miúdo por...

    752  Palavras | 4  Páginas

  • Agregados

    Entende-se por agregado o material granular, sem forma e volume definidos, geralmente em obras de engenharia. São agregados as rochas britadas, os fragmentos rolados no leito dos cursos d’água e os materiais encontrados em jazidas, provenientes de alterações de rocha. Quanto ao seu tamanho (Granulometria) : Agregado Miúdo: é aquele material que passa na peneira nº 4 (EB-22/72) de abertura de malha quadrada de 4,8mm de lado. É o que passa aquele material que contém 15% de grãos mais finos que...

    1137  Palavras | 5  Páginas

  • Agregados

     1. Definição / Importância / Classificação dos Agregados a. Definição de Agregado Sem forma ou volume definido, com características e dimensões favoráveis à preparação do concreto e argamassa. - NBR 12655:2006. b. Importância A formação do concreto é composta de 65% a 75% de agregados, por isso têm uma influência muito significativa nas propriedades da mistura. Alguns dos principais fatores justificam seu uso na mistura: Fator técnico: Trabalhabilidade; Menor retração por...

    1857  Palavras | 8  Páginas

  • Agregados - Ensaios

    MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL RELATÓRIOS DOS ENSAIOS DE AGREGADOS Poços de Caldas – 01/11/2014 RELATÓRIOS DOS ENSAIOS DE AGREGADOS Trabalho apresentado a disciplina de Materiais de Construção Civil II, do curso de Engenharia Civil da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. RESUMO O objetivo, nos ensaios, foi determinar as características físicas dos agregados graúdos e miúdos, através de métodos normalizados pela Associação...

    6367  Palavras | 26  Páginas

  • eflorescência e álcali-agregado no concreto

    UnP - UNIVERSIDADE POTIGUAR CURSO DE ENGENHARIA CIVIL INTRODUÇÃO A ENGENHARIA ALUNA: JÉSSICA SANTOS DE LIMA PROFESSOR: LUIZ CARLOS EFLORESCÊNCIA E ÁLCALI-AGREGADO NO CONCRETO NATAL, 05 DE NOVEMBRO DE 2014 EFLORESCÊNCIA A eflorescência é um tipo de patologia por causa química. Trata-se de depósitos cristalinos geralmente de cor branca que surgem na superfície do revestimento alterando a sua estética. Elas se formam pela...

    1009  Palavras | 5  Páginas

  • Alcali-Agregado

    1 INTRODUÇÃO A reação álcali-agregado (RAA) é um fenômeno que ocorre no concreto endurecido e que se desenvolve devido à combinação de três agentes: álcalis do cimento, agregado reativo ou potencialmente reativo e a presença constante de umidade. Essa combinação causa danos de grandes proporções e às vezes irreversíveis, geralmente, em obras de grande volume de concreto, tais como barragens, blocos de fundação, pavimentação de estradas, aeroportos, cais e pontes 2 A REAÇÃO E OS SEUS TIPOS. ...

    2602  Palavras | 11  Páginas

  • materiais de pedra e agregados naturais

    AGREGADOS DEFINIÇÃO É o material particulado, incoesivo, de atividade química praticamente nula, constituído de misturas de partículas cobrindo extensa gama de tamanhos.São considerado agregados naturais os que já se encontram em forma particulada na natureza – areia e cascalho. Segundo a dimensão das partículas: Miúdo: as areias Graúdo: os cascalhos e as britas. AGREGADOS NATURAIS AREIA CONCEITO: As areias são definidas como materiais granulares miúdos de origem natural, ou seja...

    956  Palavras | 4  Páginas

  • Relatório granulometria, teor de umidade, mecânica dos solos

    retido nessa peneira (material grosso) foi posto em uma cápsula, pesado e levado à estufa por 24h para secagem. A estufa manteve a temperatura interna entre 105°C e 110°C. Daquele material que passou na papeira, 100g foram separados para análise de umidade higroscópica e 120g para o fator Mh (massa do material úmido submetido ao peneiramento fino). O material restante foi passado na peneira #200 (0,075mm) e material retido foi lavado para eliminar grãos finos (silte e argila). O material, retido e lavado...

    2396  Palavras | 10  Páginas

  • Umidade

    Relatório - Aula Prática Nº 1 TEOR DE UMIDADE DOS SOLOS Aluno: Paulo Eduardo Costa E-mail: paulo080880@hotmail.com Professor: Dr. Marcos Porto Técnico em Laboratório: Dênnis Rodrigues Fortaleza – 2012 SUMÁRIO 1.0 INTRODUÇÃO.................................................................................................3 2.0 METODOLOGIA..............................................................................................4 3.0 RESULTADOS....................

    1326  Palavras | 6  Páginas

  • Aula Agregados P1

    AGREGADOS Luciana Nascimento Lins DEFINIÇÃO É um material particulado, de atividade química praticamente nula, constituído de misturas de partículas cobrindo uma extensa gama de tamanhos. O termo agregado é de uso generalizado na tecnologia do concreto e das argamassas Fíler; pedra britada, rachão, etc CLASSIFICAÇÃO Segundo a origem Naturais – Os que já se encontram em forma de partículas na natureza (AREIA E SEIXO ROLADO) Artificiais – Materiais obtidos por processos industriais (AREIA...

    2201  Palavras | 9  Páginas

  • Classifica de agregados miudos para concreto

     CLASSIFICAÇÃO AGREGADO MIÚDO Este laboratório consiste em analisar um lote de agregado miúdo de acordo com as normas técnicas brasileiras visando sua aplicação em concretos. AMOSTRAGEM DO MATERIAL “A amostragem é tão importante quanto o ensaio, por isso devem ser tomadas todas as precauções necessárias para que se obtenha amostras representativas quanto às suas natureza e características.” (NM 26/2000, p. 2). Normalizações: NBR NM 26 – Estabelece os procedimentos...

    2082  Palavras | 9  Páginas

  • Nbr 6467 inchamento do agregado miúdo

    tecnológico. NBR6467. ABNT. Inchamento do agregado miúdo. 1. Introdução Neste relatório abordaremos os seguintes termos: Inchamento de agregado miúdo, o coeficiente de inchamento (Vh/Vo), calculado conforme NBR6467. Iremos abordar também a Umidade crítica, e o coeficiente de inchamento médio. 2. Desenvolvimento A Norma Brasileira NBR 6467 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), apresenta a Determinação do Inchamento de Agregado Miúdo, pois é o aumento de volume que...

    1878  Palavras | 8  Páginas

  • inchamento do agregado

    DIEGO GOMES BITTENCOURT RELATÓRIO SOBRE O ENSAIO DE INCHAMENTO DO AGREGADO ARACAJU 2015 LUIZ RICARDO MENEZES DE SANTANA LEONARDO CRUZ CHAVES WENDEL MORAIS FONSECA BRENO HENRIQUE SIQUEIRA PAULO HENRIQUE DE JESUS SANTOS JÕAO BATISTA DE MENDONÇA NETO DIEGO GOMES BITTENCOURT RELATÓRIO SOBRE O ENSAIO DE INCHAMENTO DO AGREGADO Relatório de ensaios tecnológicos de classificação e caracterização de agregados, apresentado ao módulo de levantamento cadastral do curso técnico em...

    1035  Palavras | 5  Páginas

  • agregado miúdo

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II Prof. Dr. Enio Pazini Figueiredo Eduardo de Almeida Leandro AGREGADO MIÚDO Goiânia Outubro/2014 SUMÁRIO RESUMO..............................................................................................................2 1 INTRODUÇÃO.............................................................................

    2080  Palavras | 9  Páginas

  • ESTUDO EXPERIMENTAL DE UM AGREGADO RECICLADO DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) PARA UTILIZAÇÃO EM PAVIMENTAÇÃO

    UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ESTUDO EXPERIMENTAL DE UM AGREGADO RECICLADO DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) PARA UTILIZAÇÃO EM PAVIMENTAÇÃO ALEJANDRA MARÍA GÓMEZ JIMÉNEZ ORIENTADOR: MÁRCIO MUNIZ DE FARIAS, PhD. 1. INTRODUÇÃO 1.1 MOTIVAÇÃO A proteção do meio ambiente é um fator básico que está ligado à sobrevivência da raça humana. Temas como consciência ambiental, proteção dos recursos humanos e desenvolvimento...

    14123  Palavras | 57  Páginas

  • AGREGADOS

    INTRODUÇÃO Os agregados são produtos minerais de grande participação em volume e peso em obras de edificação e infra-estrutra. Contribuem significativamente para o segmento da construção civil e para a sociedade de forma geral em função de vários fatores: • Apresentam baixo custo na composição dos gastos na construção; • Podem promover em seu entorno a criação de polos de produtos manufaturados para a construção civil; • Uma vez extraídos, as áreas podem ser recuperadas e destinadas a outras...

    3354  Palavras | 14  Páginas

  • Agregados

    Construção ( TC-031) AGREGADOS Prof. José de Almendra Freitas Jr. freitasjose@terra.com.br Agregados José de A. Freitas Jr. |Materiais de Construção AGREGADOS – DEFINIÇÃO: Material granular, de dimensões adequadas para o uso em engenharia. DNIT ABESC USOS NA ENGENHARIA Argamassas e concretos Base p/ pavimentação Drenos Lastros de ferrovias Gabiões Lastro Concreto Maccaferri Maccaferri Concreto asfáltico Gabiões Drenos Agregados José de A. Freitas...

    4019  Palavras | 17  Páginas

  • Agregados e cimento

    Chapman. Agregado miúdo - Determinação da massa específica e massa específica aparente - ABNT NBR NM 52:2009 Massa de areia seca (g) 500 500 Leitura inicial (cm³) 200 200 Leitura final (cm³) Volume dos grãos (cm³) Massa específica real (g/cm³) Massa específica real média (g/cm³) 2) Teor de umidade da areia Teor de umidade do agregado miúdo pelo método de aquecimento ao fogo. Mh Massa da amostra úmida (g) 50 Ms Massa da amostra seca (g) MH2O Massa de água (g) h Teor de umidade (%) Múmida...

    533  Palavras | 3  Páginas

  • Reação Álcali-Agregado

    REAÇÃO ÁLCALI-AGREGADO A reação álcali-agregado (RAA) é um fenômeno que ocorre no concreto e que se desenvolve devido à combinação de três agentes: - Hidróxidos alcalinos (provenientes principalmente do cimento, mas podendo também ter origem na água de amassamento, em aditivos químicos, adições pozolânicas, entre outros); - Agregado reativo (ou potencialmente reativo); - Presença de umidade. Essa reação ocorre geralmente em obras de grande volume de concreto (como barragens, blocos de fundação...

    602  Palavras | 3  Páginas

  • agregados

    Características dos agregados e sua importância O conhecimento de certas características dos agregados (isto é, massa específica, composição granulométrica e teor de umidade) é uma exigência para a dosagem dos concretos. A porosidade ou a massa específica, a composição granulométrica, a forma e textura superficial dos agregados determinam as propriedades dos concretos no estado fresco. Além da porosidade, a composição mineralógica do agregado afeta a sua resistência à compressão, dureza, módulo...

    2411  Palavras | 10  Páginas

  • Relat Rio Materiais Aglomerantes E Agregados

    ARQUITETURA ANDRÉ DUARTE DE OLIVEIRA ABREU RELATÓRIO – MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Aglomerantes e aglomerados SALVADOR 2015 UNIVERSIDADE SALVADOR ARQUITETURA ANDRÉ DUARTE DE OLIVEIRA ABREU RELATÓRIO – MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Agregados e aglomerantes Relatório referente à aula de Laboratório, apresentada à disciplina de Materiais de Construção, ministrada pela professora Denise Botelho, do 2º Semestre do Curso de Arquitetura da Universidade Salvador, para obtenção de nota parcial...

    3158  Palavras | 13  Páginas

  • o conceito e a pratica do teor ótimo de betume - a visao geotecnca

    BRASIL O CONCEITO E A PRATICA DO TEOR OTIMO DE ASFALTO Autor: Cristiano Costa Moreira, Técnico Químico – Eng. Civil – RT da Empresa SolocapTecnologia e Serviços de Engenharia Ltda – Av. dos Açudes, 99 – CEP 30.530-720 – Belo Horizonte – MG Brasil - solocap@solocap.com.br RESUMO O trabalho mostra que a definição do teor ótimo de asfalto em dosagens de misturas densas tipo CBUQ, deve ser função do menor VAM (volume de vazios do agregado mineral). O teor ótimo assim definido pode ou não estar...

    2167  Palavras | 9  Páginas

  • Exercicio de aglomerantes e agregados

    UFS – CCET – DEC Materiais de Construção II Exercícios: Aglomerantes e agregados Profa Angela Teresa Costa Sales 1. Diferencie aglomerantes aéreos de aglomerantes hidráulicos. Dê exemplos de aglomerantes inorgânicos desses dois tipos. 2. Descreva as etapas de fabricação da cal hidratada, desde a matéria prima até a obtenção do produto final. 3. Como se dá o processo químico e físico de endurecimento da cal hidratada, após sua aplicação em pastas ou argamassas? 4. Analise a veracidade...

    1079  Palavras | 5  Páginas

  • Comparação Método Speedy e Método Estufa para determinação da umidade

    Professor(a): Lima Deleon Martins Determinação da umidade - Método “Speedy” 6º B 207609, Cássio Rigo Altoé 205121, Henrique Alves Moreira 208103, Jeferson Candido Bettero 206331, João Guilherme Schwartz 206634, Kevin Ferreira Fornazier Xxxxxx, Renan Zanuncio Cachoeiro de Itapemirim – ES Agosto/2015 1 Cássio Rigo Altoé Henrique Alves Moreira Jeferson Candido Bettero João Guilherme Schwartz Kevin Ferreira Fornazier Renan Zanuncio Determinação da umidade - Método “Speedy” Relatório Descritivo de Procedimentos...

    1444  Palavras | 6  Páginas

  • relatorio umidade do solo

     UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG CENTRO DE TECNOLOGIA E RECURSOS NATURAIS - CTRN UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA CIVIL - UAEC MECÂNICA DOS SOLOS EXPERIMENTAL TEOR DE UMIDADE Professor(a):Veruschka E. D. Monteiro Assistente: Conrado Estagiário(a) de Docência:Rômulo Grupo 01: André Queiroga Neto ...

    2087  Palavras | 9  Páginas

  • Teor de Umidade

    Planalto pelos alunos de engenharia civil do 6o período, tendo por finalidade o estudo e a determinação do teor de umidade de amostras de solos secos e úmidos. 2. OBJETIVO i. Determinação das massas de água e de sólidos existentes em um mesmo volume de solo, necessárias para o cálculo do teor de umidade. 3. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 3.1. Teor de Umidade (símbolo h ou w) Definimos teor de umidade (h) de uma amostra de solo como a razão entre o peso da água (Pa) contida em um certo volume de solo e...

    966  Palavras | 4  Páginas

tracking img