Sofismas Matemáticos artigos e trabalhos de pesquisa

  • Sofismas matemáticos: a exatidão posta em dúvida

    SOFISMAS MATEMÁTICOS: A EXATIDÃO POSTA EM DÚVIDA DIEGO DE SOUSA MARQUES Graduando do 7° período do curso de Licenciatura em Filosofia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras. RESUMO Este trabalho é um misto de desafio e reflexão, de certezas e dúvidas, de matemática e linguagem, de lógica e matemática, de sofismas e verdades absolutas. Põe-se em dúvida a certeza da exatidão matemática, tida como verdade absoluta. Utiliza-se de estruturas lógicas no intuito de se conseguir...

    9171  Palavras | 37  Páginas

  • Sofismas de composição e divisão

    LÍBERO ARTHUR ALBINO GUILHERME ALCATRÃO GOMES FELIPE FERRARI RAFAEL MARQUES FERREIRA VITOR MELO ANÁLISE E DEFINIÇÃO DOS SOFISMAS DE COMPOSIÇÃO OU DIVISÃO POR MEIO DE PEÇAS PUBLICITÁRIAS SÃO PAULO 2013 FACULDADE CÁSPER COMPOSIÇÃO OU DIVISÃO POR MEIO DE PEÇAS PUBLICITÁRIAS Orientador - Profº. Celso Figueiredo Trabalho de História da comunicação...

    912  Palavras | 4  Páginas

  • Definições De Importantes Filósofos e o Sofismo.

    Alexandre assume o trono e Aristóteles volta para Atenas, onde funda o Liceu (lyceum) em 335 a.C.. Platão: Platão (em grego antigo: Πλάτων, transl. Plátōn, "amplo",[1] Atenas,[nota 1] 428/427[nota 2] – Atenas, 348/347 a.C.) foi um filósofo e matemático do período clássico da Grécia Antiga, autor de diversos diálogos filosóficos e fundador da Academia em Atenas, a primeira instituição de educação superior do mundo ocidental. Juntamente com seu mentor, Sócrates, e seu pupilo, Aristóteles, Platão...

    794  Palavras | 4  Páginas

  • Paper

    para o específico. Já as falácias ou sofismas, também são meios de convencimento, porém, incorretos ou ilegítimos, ou seja, visam enganar o interlocutor, transferindo a argumentação do plano lógico para o psicológico ou linguístico. Demonstramos nesse paper as definições e principais diferenças entre essas duas formas de convencimento. Palavras-Chave: Lógica. Falácia. Silogismo. Diferenças 1 INTRODUÇÃO Tanto o silogismo como a falácia ou sofismas são formas de convencimento que tem...

    2256  Palavras | 10  Páginas

  • filosofia

    B Se B = C Logo, A = C É certo que, ao longo da história, diversas críticas foram feitas à forma clássica de se pensar logicamente. Hoje, na era da informação e da tecnologia, há estudos de linguagem de programação e de fundamentos lógicos matemáticos que contrapõem a forma de se pensar do silogismo, inclusive discutindo a validade dos princípios lógicos. Há, portanto, a lógica paraconsistente, a lógica paracompleta e a lógica difusa que irão criticar os princípios da não contradição e o do terceiro...

    1025  Palavras | 5  Páginas

  • Portifolio 1 introducao a economia

    bancárias de todos os cidadãos uma importância equivalente à que foi ganha pelo cidadão K? Em uma manhã qualquer de segunda-feira, se todos a recebesse, não se tornariam também ricos da “noite para o dia”? Explique o que essa proposta tem a ver com o sofisma de composição. Resposta Embasado na teoria de Sofismo, se todos os cidadãos recebessem dinheiro na mesma quantidade, nenhum seria rico, com muita moeda na praça o dinheiro perderia valor no mercado e consequentemente as mercadorias ficariam mais...

    771  Palavras | 4  Páginas

  • A lógica da Argumentação

    desenvolver o pensamento humano tornou-se muito importante para filósofos e cientistas, que utilizaram o raciocínio lógico para defender seus conceitos e teorias. A partir disto, matemáticos aplicaram seus recursos para a interpretação dos silogismos, transformando, assim, o raciocínio lógico baseado em símbolos matemáticos. O presente artigo buscará trabalhar o desenvolvimento histórico da lógica da argumentação, assim como, apresentar alguns dos autores filósofos e cientistas importantes para...

    1565  Palavras | 7  Páginas

  • Introdução a economia

    simultâneas. Proceder a análises fundamentadas em parâmetros quantificados. Desenvolver sistemas quantitativos para diagnósticos e prognósticos. Esta particularidade da economia possibilitou o surgimento de correntes econômicas fundamentadas no método matemático, bem como o desenvolvimento de um importante ramo auxiliar de investigação econômica, a econometria. Texto de JOSÉ ROSSETTI. Construir identidades quantificáveis: Cabe a educação o importante papel de ajudar a perceber a importância da economia...

    1103  Palavras | 5  Páginas

  • lógica clássica

    sistema usado pelos romanos. Na geometria, foram conseguidas as formas corretas para realizar o cálculo da área de triângulos, trapézios, retângulos e do volume de figuras ortoedros, pirâmides e cilindros. Os gregos utilizavam alguns elementos matemáticos dos babilônios e dos egípcios, sendo que a inovação essencial foi à matemática abstrata que teve como base a estrutura lógica de definições, demonstrações e axiomas. Iniciou-se assim um grande avanço no VI A.C através de Tales de Mileto e Pitágoras...

    5802  Palavras | 24  Páginas

  • FALACIAS

    Sofisma De modo aproximado, sofisma é o enunciado falso que parece verdadeiro numa compreensão superficial. Tradicionalmente, nem todo enunciado que parece verdadeiro é considerado sofisma. O tipo de semelhança que determina o sofisma geralmente é a relacionada com a forma lógica do enunciado. Também é comum considerar como sofisma aqueles enunciados aparentemente verdadeiros, em função de induções malfeitas, provavelmente devido à contigüidade que sempre existiu entre lógica e epistemologia na...

    8463  Palavras | 34  Páginas

  • vvcx

    A Introdução dos Números Complexos Período: 1545 A 1572 d.C.Assuntos matemáticos envolvidos: Álgebra: números complexos; equações cúbicas e quadráticasAnálise: números imaginários O fato de que um número negativo não tem raiz quadrada parece ter sido sempre claro para os matemáticos que se depararam com a questão. As equações de segundo grau apareceram na matemática já nas tabuletas de argila da Suméria, aproximadamente 1700 anos antes de Cristo e, ocasionalmente, levaram a radicais de números...

    943  Palavras | 4  Páginas

  • Números Complexos

    problema de um folheto proposto pelo matemático Girolamo Cardano, iremos também definir o que é realmente números complexos, citando exemplos para melhor entender. Citaremos também alguns matemáticos mais conhecidos por essas teorias e por fim onde são aplicados os números complexos. Origem dos Números Complexos: Os Números complexos teve origem em 1545, na Itália, quando pesquisavam-se as soluções algébricas. Um folheto de problemas proposto pelo matemático Girolamo Cardano exibia o seguinte...

    860  Palavras | 4  Páginas

  • PRESSUPOSTOS BASICOS DA ANALISE MICROECONOMICA E METODOS DA ECONOMIA

    marginalista compõe a teoria microeconômica propriamente dita, pelo que é chamada de teoria tradicional, enquan­to as demais abordagens são analisadas nas disciplinas denominadas teoria da organização industrial ou economia industrial. Sofisma de Composição           O sofisma da composição é quando se generaliza (sem demonstração) ao todo o que é verdade para a parte, isto é, uma forma incorreta de raciocínio, bastante comum no campo das ciências sociais e da economia em particular, que pretende imputar...

    789  Palavras | 4  Páginas

  • teste

    pesquisa respondem às perguntas que caracterizam cada um desses momentos. Pensando assim, qual etapa responderia à pergunta: Quando pesquisar? raciocínios experimentais sobre questões de fato e experiência? Não. Então, jogue-o no fogo pois só contém sofismas e ilusões. (D. Hume). De acordo com a história das universidades, a única alternativa incorreta é: B - Os pensadores gregos da Antigüidade Clássica gravitavam harmoniosamente em torno das verdades da fé e da religião professadas pela Igreja na Idade...

    1014  Palavras | 5  Páginas

  • A Introdução dos Números Complexos

    Período: 1545 A 1572 d.C. Assuntos matemáticos envolvidos: • Álgebra: números complexos; equações cúbicas e quadráticas • Análise: números imaginários O fato de que um número negativo não tem raiz quadrada parece ter sido sempre claro para os matemáticos que se depararam com a questão. As equações de segundo grau apareceram na matemática já nas tabuletas de argila da Suméria, aproximadamente 1700 anos antes de Cristo e, ocasionalmente, levaram a radicais de números negativos; porém, não...

    898  Palavras | 4  Páginas

  • VALOR DO SILOGISMO E SOFISMAS

    VALOR DO SILOGISMO E SOFISMAS Função essencial da inteligência – é relacionadora: relacionar ideias, formular juízos. I. SILOGISMO – O silogismo como inferência que é, não tem valor senão em virtude dos juízos que ele compreende. O substancial não está no silogismo, e sim no juízo. 1.1. Críticas ao silogismo: - O silogismo é considerado uma tautologia (redundância, repetição). Descartes considera o silogismo um puro verbalismo, uma pura tautologia, isto é, uma simples repetição da mesma...

    1781  Palavras | 8  Páginas

  • 12

    corporativa; educação a distância. RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Resolução de problemas. 2 Raciocínio lógico-matemático: estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios. 3 Deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. 4 Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de raciocínio matemático, raciocínio sequencial, orientação espacial e temporal, formação de conceitos, discriminação...

    803  Palavras | 4  Páginas

  • Sofismas

    Sofisma ou sofismo em filosofia, é um raciocínio ou falácia se chama a uma refutação aparente, refutação sofística e também a um silogismo aparente , ou silogismo sofístico, mediante os quais se quer defender algo falso e confundir o contraditor . Não devemos confundir os sofismas com os paralogismos: os primeiros procedem da má fé, os segundos, da ignorância . Um conceito intrigante, para não dizer desafiante, presente nas leis econômicas, diz respeito ao sofisma de composição. Trata-se de uma...

    725  Palavras | 3  Páginas

  • Atps matemática - história da matemática

    Alchwarizmi propaga a sua obra, "Aldschebr Walmakabala", que ao pé da letra seria: restauração e conforto. (É dessa obra que se origina o nome Álgebra). A matemática, que se achava em estado latente, começa a se despertar. No ano 1202, o matemático italiano Leonardo de Pisa, cognominado de "Fibonacci" ressuscita a Matemática na sua obra intitulada "Leber abaci" na qual descreve a "arte de calcular" (Aritmética e Álgebra). Nesse livro Leonardo apresenta soluções de equações do 1º, 2º e 3º graus...

    4141  Palavras | 17  Páginas

  • Resumo sobre os Filósofos de Mileto

    metades da linguagem, duas funções igualmente fundamentais da vida do espírito. O logos, sendo uma argumentação, pretende convencer. O logos é verdadeiro, no caso de ser justo e conforme à “lógica”; é falso quando dissimula alguma burla secreta ( sofisma). Mas o mito tem por finalidade apenas a si mesmo. Acredita-se ou não nele, conforme a própria vontade, mediante um ato de fé, caso pareça “belo” ou verossímil, ou simplesmente porque se quer acreditar. O mito, assim, atrai em torno de si toda a parcela...

    892  Palavras | 4  Páginas

  • Sofisma

    FACULDADE CASPER LÍBERO AGATHA MURIEL BEATRIZ GUSMÃO DAISY YUKIE DÉLLIS STABILE RAIKE VON RUTHOFER THAIS MARTUSCELLI SOFISMA TRANSFERÊNCIA DE CREDIBILIDADE SÃO PAULO 2013 AGATHA MURIEL BEATRIZ GUSMÃO DAISY YUKIE DÉLLIS STABILE RAIKE VON RUTHOFER THAIS MARTUSCELLI SOFISMA TRANSFERÊNCIA DE CREDIBILIDADE Trabalho sobre Sofisma apresentada a instituição Casper Líbero como requisito para obtenção da nota bimestral em Publicidade e Propaganda. SÃO PAULO 2013 1- DEFINIÇÃO ...

    1432  Palavras | 6  Páginas

  • Galileu galilei

    Galilei introduziu na ciência o Método Científico, comprovação das verdades da Natureza por meio de experimentos sistemáticos. Galileu predominava a ciência aristotélica, impregnada de misticismo. O empirismo total fazia da ciência um labirinto de sofismas, o que bloqueava seu progresso. Galileu, portador de raciocínio geométrico e de profundo senso experimental, dinamizou a ciência de sua época, descortinando-lhe novos horizontes e diretrizes No ano de 1590, Galileu realizou uma série de experimentos...

    733  Palavras | 3  Páginas

  • anatocismo

    Exemplo 1: O contrato prevê o pagamento de juros de 2% ao mês sempre se o devedor efetuar o pagamento dos mesmos à vista na data estipulada, os juros serão calculados e debitados no percentual de 3%. Resposta: Neste caso, configura-se, sem sofismas, o anatocismo, pois estarão sendo cobrados juros remuneratórios de 2% junto com juros moratórios de 1%, ambos contratuais mas incidindo sobre a mesma base. Exemplo 2: Na medida em que a comissão de permanência seja entendida juridicamente como...

    657  Palavras | 3  Páginas

  • Dialética

    wikipedia.org/wiki/Dial%C3%A9tica Sofisma Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Sofisma ou sofismo (do grego antigo σόϕισμα -ατος, derivado de σοϕίξεσϑαι "fazer raciocínios capciosos") em filosofia, é um raciocínio aparentemente válido, mas inconclusivo, pois é contrário às próprias leis. Também são considerados sofismas os raciocínios que partem de premissas verdadeiras ou verossímeis, mas que são concluídos de uma forma inadmissível ou absurda. Por definição, o sofisma tem o objetivo de dissimular...

    3473  Palavras | 14  Páginas

  • AS ARMAS DA NOSSA GUERRA - DESTRUIR FORTALEZAS, ANULANDO SOFISMAS

    Texto básico "Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo" 2 Coríntios 10:4,5. Introdução Você já se deu conta de que a Palavra de Deus aqui nos revela que estamos em meio a uma guerra? Os cristãos do primeiro século sabiam muito bem o que eram as milícias, por isso Paulo usou este termo para falar...

    2918  Palavras | 12  Páginas

  • teste

    inteligências múltiplas. Nos seus estudos, concluiu que o cérebro do homem possui oito tipos de inteligência. Porém, a maioria das pessoas possui uma ou duas inteligências desenvolvidas. Isto explica porque um indivíduo é muito bom com cálculos matemáticos, porém não tem muita habilidade com expressão artística. Segundo Gardner (apud TRAVASSOS, 2011, p. 4-5), as inteligências são: Lógica – voltada para conclusões baseadas em dados numéricos e na razão. As pessoas com esta inteligência possuem...

    18428  Palavras | 74  Páginas

  • direito

    económica Aspectos históricos Os sistemas económicos são condicionados pela evolução histórica Aspectos estatísticos A análise de indicadores é utilizada em todos os domínios da economia ECONOMIA Objecto de Estudo REALIDADE Aspectos matemáticos Alguns comportamentos humanos podem ser modelizados Aspectos sociais A política económica pode privilegiar indivíduos de determinado grupo social Aspectos demográficos A densidade populacional pode aumentar com a Implantação de uma ...

    955  Palavras | 4  Páginas

  • Falácia, sofisma, silogismo

    orgulho de ser americano. Logo, eu devo ter orgulho de ser americano. SOFISMA: Sofisma ou sofismo(“fazer raciocínios capciosos”)em filosofia, é um raciocínio aparentemente válido, mas inconclusivo, pois é contrário ás próprias leis. Também são consideradas sofismas os raciocínios que partem de premissas verdadeiras ou verossímeis, mas que são concluídas de uma forma anadmissível ou absurda. Por definição, o sofisma tem o objetivo de dissimular uma ilusão de verdade, apresentando-a sob esquemas...

    550  Palavras | 3  Páginas

  • Lógica e os fundamentos da matemática

    | | |REFERÊNCIAS ..................................................................................................... | | 1. Introdução O conhecimento matemático tem, assim, um caráter histórico e contingente, como qualquer outro domínio do conhecimento humano. O seu corpo de práticas e de realizações conceituais está sempre ligado a contextos sociais e históricos concretos, sublinhando a importância da...

    2116  Palavras | 9  Páginas

  • Falácias ou sofismas

    Eberton de Oliveira Mariana Lima da Silva Nayara Emmanuela Batista Feitosa Tailde Correia da Silva Aprendendo Lógica Lógica Formal Meios de Convencimento Por: Vicente Keller Cleverson Leite Bastos Índice  Meios de Convencimento – Sofismas ou falácias   Tipos de Sofismas   Grupo Psicológico — Conclusão Irrelevante  (Ignoratio elenchi) — Petição de princípio (Petitio principií) — Círculo vicioso  — Falsa causa (Non causa pro causa – post hoc ergo propter hoc) — Causa comum  — Generalização apressada ...

    826  Palavras | 4  Páginas

  • Logica e argumentação

    nos apropriamos de ferramentas que contribuem para aprimorar a arte de pensar corretamente. Qualquer profissional que utilize o raciocínio como ferramenta de trabalho para resolver problemas de ordem administrativa ou financeira, problemas matemáticos, de planejamento ou deestratégia, entre outros, utiliza como matéria prima para o seu trabalho a arte de pensar. Utilizar o pensamento exige cada vez mais o estudo de disciplinas voltadas ao aprimoramento, treinamento e aplicabilidade do pensamento...

    17149  Palavras | 69  Páginas

  • Adm eocnomica

    como alguns chamam de materialismo histórico, ou dialético. No seu método, Marx tentou buscar nas raízes do problema, a solução tão almejada pelos teóricos da ciência econômica de seu tempo e de hoje. Contudo, o seu raciocínio lógico não partiu de sofismas apriorísticos que deram base aos filósofos do passado, mas, nas inter-relações do homem com a natureza e do homem com o próprio homem, tentando resolver as suas dificuldades, pois, MARX foi buscar na filosofia e na matemática os meios de se concretizarem...

    1586  Palavras | 7  Páginas

  • Falácias e Sofismas

    Falácias ou Sofismas Tipos de Sofismas ou Falácias. A argumentação é uma forma de convencer da verdade de modo legítimo e correto. No entanto, também existem formas de convencimento a partir de argumentações incorretas ou ilegítimas. Tais formas nos convencem, mas não necessariamente da verdade e recebem o nome de falácias ou sofismas. Em seu livro “Aprendendo Lógica” Cleverson Bastos e Vicente Keller nos ensinam que Sofismas (alusão nem sempre justa à sofística grega) ou falácias “são raciocínios...

    1480  Palavras | 6  Páginas

  • Matemática de computação

    proposições numa sentença o mais simples possível. a) É falso que não está frio ou que está chovendo. b) Se as ações caem aumenta o desemprego. c) d) Ele tem cabelos louros se e somente se tem olhos azuis. d) A condição necessária para ser um bom matemático é saber lógica. e) Jorge estuda física mas não estuda química. ( Expressões da forma "p mas q" devem ser vistas como " p e q") 4) Dada a condicional: “Se p é primo então p = 2 ou p é ímpar”, determine: a) a contrapositiva b) a recíproca 5) ...

    1334  Palavras | 6  Páginas

  • Metodologia

    comprovação b. as relações entre o significado mítico e o religioso c. resultados matemáticos importantes como o teorema de Pitágoras d. resultados que separavam a ciência da religião e. mais dificuldades que resultados 2) Assinale a alternativa INCORRETA. Na Idade Moderna, preparada pelo Renascimento, a. Galileu apresenta as provas que davam razão à teoria heliocêntrica b. passa-se a ignorar os cálculos matemáticos c. passa-se a criticar o saber livresco d. passa-se a valorizar a observação...

    1105  Palavras | 5  Páginas

  • Questões Filosofia

    quando parte do príncipio da contradição ou histórica quando se concerne a existência singular, ou seja, às determinações do conteúdo não necessário a essa existência porém só de chaga à verdade verdadeira ou filosófica quando há uma síntese do matemático com o histórico. 5) O filósofo Pitágoras de Samos teria afirmado que a sabedoria plena e completa pertence aos deuses, mas que os homens podem desejá-la ou amá-la, tornando-se filósofos. Seguindo esse raciocínio ele analisou o público que comparecia...

    2598  Palavras | 11  Páginas

  • Macroeconomia

    interdisciplinaridade, uma vez que, para explicar um fato econômico é razoável supor que o auxílio de outras ciências nobres tenha contribuído para a formação de um núcleo de saber em que outros aspectos como, os legais, sociológicos, geográficos, históricos, matemáticos, psicológicos, éticos, por exemplo, devam ser contemplados de maneira conjunta, ou pelo menos não excludente, devido à contemplação nessas análises da denominada condição humana ou social, além do fator tempo, pois serviriam para explicar melhor...

    7781  Palavras | 32  Páginas

  • Bergson Trabalho Final

    nunca  teria  sido  feita,  sem   dúvida,  se  o  próprio tempo não se tivesse considerado como um meio indiferente áquilo que o enche  > tentamos demonstrar que a duração enquanto duração, o movimento  enquanto movimento, escapam ao  conhecimento  matemático,  a  qual  retém  do  tempo   apenas  a  simultaneidade,  e  do  movimento   a  imobilidade  >  mas,  se  o  tempo,  tal  como  a  consciência   imediata  o  percepciona,  fosse  como  o  espaço  um  meio  homogêneo, a ciência dominá­lo­ia como ao espaço...

    3075  Palavras | 13  Páginas

  • Exxericio Fixação Filosofia Geral

    Nota: 1. Leia o texto abaixo: Todo brasileiro é sul-americano. Todo paulista é brasileiro. Todo paulista é sul-americano O raciocínio apresentado é um exemplo de: a) ( ) Silogismo b) ( ) Falácia c) ( ) Sofisma d) ( ) Analogia 2. Em relação ao conceito de Falácia assinale a alternativa correta. a) ( ) É a representação lógica do juízo. b) ( ) É uma inferência que vai dos princípios para uma consequência logicamente necessária. c) ( ) É uma forma de...

    1086  Palavras | 5  Páginas

  • Matemática

    diante como "Verdades Provisórias". Porém o conceito de Verdade Provisória ser tomado de forma mais abrangente, incluindo as chamadas "verdades estabelecidas" como axiomas, proposições, lemas e teoremas, o de Pitágoras por exemplo. Certamente um matemático do tipo ortodoxo dever considerar herético este ponto de vista. Não é! O procedimento filosófico-pedagógico no qual se baseia este artigo aborda a Educação pela Matemática e não para a Matemática. E tem como objetivos centrais, entre outros: DESMISTIFICAR...

    1532  Palavras | 7  Páginas

  • metodologia

      EXERCÍCIOS METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICOUNIDADE 1 1) As ciências matemáticas começaram a desenvolver-se e apresentaram: a. resultados duvidosos e de difícil comprovaçãob. as relações entre o significado mítico e o religiosoc. resultados matemáticos importantes como o teorema de Pitágorasd. resultados que separavam a ciência da religiãoe. mais dificuldades que resultados 2) Assinale a alternativa INCORRETA.   Na Idade Moderna, preparada pelo Renascimento,a. Galileu apresenta as provas que davam...

    1443  Palavras | 6  Páginas

  • FALÁCIAS OU SOFISMAS

    DELMIRO GOUVEIA – AL, JANEIRO DE 2014 ALLEX BARBOSA SILVA LUIS FELLPE RODRIGUES BEZERRA FALÁCIAS OU SOFISMAS Trabalho solicitado pelo professor Heder Rangel da disciplina de Lógica, Informática e Comunicação para fins avaliativos. TRONCO INICIAL TURMA V DELMIRO GOUVEIA – AL, JANEIRO DE 2014 FALÁCIAS OU SOFISMAS A argumentação é uma forma de convencer da verdade de modo legítimo e correto. No entanto, também existem formas de convencimento...

    1293  Palavras | 6  Páginas

  • met trabalho academico

    EXERCÍCIOS METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICOUNIDADE 1 1) As ciências matemáticas começaram a desenvolver-se e apresentaram: a. resultados duvidosos e de difícil comprovaçãob. as relações entre o significado mítico e o religiosoc. resultados matemáticos importantes como o teorema de Pitágorasd. resultados que separavam a ciência da religiãoe. mais dificuldades que resultados 2) Assinale a alternativa INCORRETA. Na Idade Moderna, preparada pelo Renascimento,a. Galileu apresenta as provas que...

    1276  Palavras | 6  Páginas

  • Surdos, negativos e imaginários na resolução de equações

    desenvolvendo esse raciocínio ele chegou ao conceito de “frações continuas. Durante o século XVI, o estatuto dos números surdos ainda não estava bem definido, ou seja, não se sabia- se eles podiam ser realmente considerados números. Então, em 1544, o matemático alemão Michael Stifel resumiu as ambiguidades que devem ser enfrentadas ao se aceitar esse tipo de número. Stifel via os irracionais como números que escapam constantemente. A “nuvem de infinidade” na qual esta imersa os números irracionais pode...

    2597  Palavras | 11  Páginas

  • Raciocínio Lógico

    argumento se, e somente se, a conclusão for verdadeira, todas as vezes que as premissas forem verdadeiras. Um argumento não válido é chamado de sofisma (ou falácia) 08.4 – Validade de um argumento através das tabelas-verdade: Se a condicional entre as premissas e a conclusão for tautológica então o argumento é válido, caso contrário o argumento é um sofisma ou falácia, isto é, não é válido. D) O argumento é válido com todas as premissas falsas e a conclusão falsa. E) O argumento é inválido...

    6460  Palavras | 26  Páginas

  • Trab

    com ele posso demonstrar qualquer coisa. A possibilidade da economia de quantificar a realidade econômica registrou o surgimento de correntes econômicas fundamentadas no método matemático, a chamada econometria. Em que pese a relevância desta última, por que as grandes generalizações podem nos conduzir à “ sofismas da composição” ou à “ falácias econômicas”? Porque, segundo Lessa podem ser considerados como uma forma incorreta de raciocínio, bastante comum nas ciências sociais e, especialmente...

    1163  Palavras | 5  Páginas

  • Logica nas comunicações interpessoais

    alunos, para a disciplina de Lógica, onde tentamos estabelecer as ligações entre as relações interpessoais – fala e escrita- com a Lógica. Neste processo de estudos descobrimos que é muito comum a associação entre o raciocínio lógico e o pensamento matemático, entretanto, nas suas raízes mais fundas a lógica se alimenta muito mais primeiramente e essencialmente da língua do que da técnica ou da linguagem matemática, que é muito posterior. Colocamos então os elementos que compõe a lógica e a comunicação...

    3575  Palavras | 15  Páginas

  • Online

    istemática da natureza. Exercício 2: As ciências matemáticas começaram a desenvolver­se na Idade Antiga e apresentaram: A ­ resultados duvidosos    e de difícil comprovação  B ­ resultados duvidosos    e de difícil comprovação  C ­ resultados matemáticos importantes como o teorema de Pitágoras  D ­ resultados que separavam a ciência da religião  E ­ mais dificuldades que resultados  O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C) Comentários: C ­ Por desenvolver­se e apresentar desde o início mais resultados do que as ciências da natureza...

    1387  Palavras | 6  Páginas

  • justiça

    quanto os sofismas foram usados como instrumento de injustiça. Justiça, pois, não se liga a conceitos meramente descritivos ou taxativos, posto que o justo para uns pode não ser para outros. Louvável a doutrina aristotélica da mesótes, que consiste em encontrar um ponto eqüidistante entre a escassez e o excesso, a que ele confere o atributo de justiça. Aristóteles [07], um dos maiores pensadores de todos os tempos, traça um conceito lógico-matemático para justiça...

    1211  Palavras | 5  Páginas

  • Retórica

    erros formais com definições, classificações, analogias, induções e argumentos. Sofisma De modo aproximado, sofisma é o enunciado falso que parece verdadeiro numa compreensão superficial, tradicionalmente, nem todo enunciado que parece verdadeiro é considerado sofisma. O tipo de semelhança que determina o sofisma geralmente é aquela relacionada com a forma lógica do enunciado. Também é comum entender como sofisma aqueles enunciados aparentemente verdadeiros em função de induções malfeitas, provavelmente...

    50421  Palavras | 202  Páginas

  • História das ciências

    anos. 3- Princípio do Uno, ou seja, a ciência é única, pois a natureza é uma só. É o caso da psicologia, que nunca foi considerada uma área científica, pois suas idéias não conseguem se unir a Física, Química e Biologia, além de estarem baseados em sofismas, sem a existência de equações matemáticas que provem as idéias. 4- Conceito de prova, ou repetição do fato observado. É outro motivo pelo qual a psicologia e astrologia, não são classificadas como ciência, já que os fatos observados por psicólogos...

    3345  Palavras | 14  Páginas

  • Atividade Estruturada

    das intransferíveis. Nosso ponto é que o antigo e tradicional critério de utilizar as médias não deve ser desprezado quando se tratam dos indicadores, instrumentos importantes para a avaliação de desempenho de pessoas e organizações. Um sofisma matemático é o que diz que “quem está abaixo da média puxa a média pra baixo ”, pois traz consigo um argumento definitivo para incentivar o desempenho, uma vez quem está abaixo dela sabe que melhorar é possível, e quem está acima dela sabe que pode ser...

    1773  Palavras | 8  Páginas

  • Logica basica

    três obras.O número de pessoas que leu duas ou mais obras. Aprofundando o conhecimento: | Toda a matemática atual é formulada na linguagem de conjuntos, assim, a noção de conjuntos é muito relevante pois é a partir dela que todos os conceitos matemáticos podem ser expressos. É também a mais simples das idéias matemáticas.A linguagem dos conjuntos, hoje universalmente adotada na apresentação da matemática, ganhou esta posição porque permite dar aos conceitos e às  proposições desta ciência a precisão...

    2763  Palavras | 12  Páginas

  • questoes de MTA

    explicações de alguns fenômenos naturais Justifique sua resposta: A resposta correta é: C. As ciências matemáticas começaram a desenvolver-se na Idade Antiga e apresentaram: Justifique sua resposta: C resultados matemáticos importantes como o teorema de Pitágoras Justifique sua resposta: Justifique sua resposta: A resposta correta é: C. Durante a Idade média, na Europa, predomina a religião cristã que tendia para encarar o conhecimento, sobretudo o...

    3220  Palavras | 13  Páginas

  • O nascimento da filosofia na grécia antiga

    Idéias comuns aos filósofos socráticos ...................................................................... 43 AULA 7 Platão, seus diálogos e a “palavra viva na alma” ....................................................... 51 AULA 8 Aristóteles e os sofismas .............................................................................................. 57 AULA 9 Diógenes de Sínope e o Cinismo ............................................................................... 65 AULA 10 O Estoicismo ........

    2407  Palavras | 10  Páginas

  • Filosfoia

    IDEALISMO MÓDULO III 14 14 FILOSOFIA DA MORAL 14 FILOSOFIA 14 MÓDULO I 2 O QUE É FILOSOFIA A VERDADE 5 OS DIVERSOS ESTADOS DE ESPÍRITO EM PRESENÇA DO VERDADEIRO 5 6 A DÚVIDA A OPINIÃO 6 A CERTEZA E A EVIDÊNCIA 6 OS SOFISMAS 6 NOÇÕES GERAIS O CRITÉRIO DA CERTEZA 6 6 NATUREZA DO CRITÉRIO NOÇÃO DO MÉTODO MÉTODO DE AUTORIDADE E MÉTODO CIENTÍFICO A DÚVIDA METÓDICA 6 6 7 7 ANÁLISE E INDUÇÃO, SÍNTESE E DEDUÇÃO 7 FENOMENOLOGIA 7 MÓDULO II 8 ...

    22750  Palavras | 91  Páginas

  • Lógica

    Simbólica. A tentativa de Frege de transformar a Matemática em ramo da Lógica levou a paradoxos depois estudados por Russel e Whithead, autores do "Principia Mathematica", uma das obras fundamentais deste século. Como consequência os lógicos e matemáticos entraram em divergência, a partir da segunda metade do século XIX, dando lugar ao surgimento de pelo menos três correntes de pensamento bem distintas: o logicismo (de Russel), o intuicionismo (de Brouwer ) e o formalismo (de Hilbert). A corrente...

    8723  Palavras | 35  Páginas

  • Fundamentos de lógica e matemática discreta

    QUADRO 6 3.4 EXEMPLO DE TABELA 6 4 CONCLUSÃO 7 REFERÊNCIAS 8 APÊNDICES 9 APÊNDICE A – Instrumento de Pesquisa Utilizado na Coleta de Dados 10 ANEXOS 11 ANEXO A – Título do Anexo 12 INTRODUÇÃO A Construção do conhecimento lógico matemático começou quando o homem deu conta das relações quantitativas que podiam ser estabelecidas entre os objetos, levando em consideração um conjunto de suas características, como “forma” e “tamanho”. Daí surgiu a Matemática, elaborada de acordo com o...

    1941  Palavras | 8  Páginas

  • LÓGICA

    de todas as coisas”. Leva à recusa do direito natural. A arte de convencer pelas palavras, independentemente da validade das conclusões e/ou das premissas. • O discurso persuasivo, o convincente, o eficaz e o verdadeiro. • Argumentos viciados: Sofisma e falácia: Raciocínio só aparentemente válido formulado para enganar outros. Pode partir de premissas correctas com conclusões inadmissíveis ou absurdas. (Os lobos estão em vias de extinção. Os lobos são animais. ‘os animais estão em vias de extinção’) ...

    2581  Palavras | 11  Páginas

  • Frei Lucas

    ___________________________________________________ 12 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS _______________________________ 13 INTRODUÇÃO Luca Bartolomeo de Pacioli foi um monge franciscano e célebre matemático italiano. É considerado o pai da contabilidade moderna. Apesar da infância pobre, foi educado pelo matemático Dominico Bragadino e tornou-se professor de matemática de uma escola local. Em 1470, na cidade de Veneza, como tutor dos filhos de um comerciante, escreveu a sua primeira obra de matemática...

    4246  Palavras | 17  Páginas

tracking img