Resumo Positivismo Heterodoxo E Ortodoxo artigos e trabalhos de pesquisa

  • Positivismo no brasil

    dois tipos de positivismo: um positivismo ortodoxo, mais conhecido, ligado a Religião da Humanidade e apoiado pelo discípulo de Comte Pierre Laffitte, e um positivismo heterodoxo, que se aproximava mais dos primeiros estudos de Augusto Comte que criaram a disciplina da Sociologia e apoiado pelo discípulo de Comte Emile Littre. Em 1876 e fundada a Sociedade Positivista Brasileira, que mais tarde viria a se transformar na Igreja Positivista Brasileira Interessante que o positivismo para entrar no...

    2187  Palavras | 9  Páginas

  • Positivismo

    Introdução Positivismo é um conceito que possui distintos significados, englobando tanto perspectivas filosóficas e científicas do século XIX quanto outras do século XX. O positivismo foi uma corrente filosófica iniciada por Auguste Comte (1798-1857), onde as idéias de percepção humanas são baseadas na observação, exatidão, deixando de lado teorias e especulações da Teologia e Metafísica .Segundo Comte, as ciências que são positivistas são a Matemática, Física, Astronomia, Química, Biologia e...

    1744  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo de sociologia i

    RESUMO DE SOCIOLOGIA-I São três os principais pensadores clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber. O termo Sociologia foi criado por Auguste Comte (1798-1857), sendo considerado o pai da Sociologia, Comte defendia a ideia de que para uma sociedade funcionar corretamente, precisa estar organizada( da ordem) para conseguir o progresso. Seu pensamento positivista, corrente com grande expressão no século XIX. Sociologia é produto da crise instaurada nas Revoluções Industrial e Francesa...

    1311  Palavras | 6  Páginas

  • RESUMO DE SOCIOLOGIA

    RESUMO DE SOCIOLOGIA Augusto Comte Resumo: Desenvolveu o Positivismo corrente sociológico, é um dos fundadores da sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista adquiriu conhecimento dedicando ao estudo científico das sociedades, deu suporte ao homem a trilhar o caminho para o encontro da organização social e política. Caracterizou as sociedades, como constantes evoluções sociais. Desta ideia deriva a frase em nossa bandeira brasileira “Ordem e Progresso”. Introdução: O Positivismo inicia-se...

    3107  Palavras | 13  Páginas

  • Positivismo-Visao Geral e Critica

    HISTÓRIA I PERÍODO Josenildo Ferreira De Lima Edson Lira Da Silva Alisson Lins Ferreira Ramos O POSITIVISMO PALMARES – PE 2014 Josenildo Ferreira De lima Edson Lira da Silva Filho Alisson Lins Ferreira Ramos O POSITIVISMO Trabalho apresentado como requisito obrigatório para obtenção de nota, na disciplina de Introdução aos estudos históricos, pela...

    3117  Palavras | 13  Páginas

  • Positivismo

    POSITIVISMO NO BRASIL: O positivismo surgiu ligado ás transformações da sociedade europeia ocidental, na implantação de sua industrialização. Embora as origens desse pensamento filosófico datem do século XVIII, somente no século seguinte, com Auguste Comte considerado o “pai” do positivismo, tal movimento ganhou mais expressão. Naquela época, as descobertas científicas e os avanços técnicos faziam crer que o homem podia dominar a natureza. No entanto, o positivismo opôs às abstrações da teologia...

    699  Palavras | 3  Páginas

  • Estudo dirigido sobre o Positivismo no Brasil

    Estudo dirigido sobre o Positivismo no Brasil 1. Faça uma análise e justifique o dístico “Ordem e Progresso” da Bandeira Brasileira. 2. Pesquise sobre o positivismo no Brasil e sua influência na religião, na política e forças armadas. Respostas: 1.O dístico “Ordem e Progresso” impresso na bandeira brasileira, expressa o pensamento positivista que o Brasil passava na época sob a influência do filósofo Auguste Comte. Por ser uma corrente conservadora os positivistas...

    547  Palavras | 3  Páginas

  • Positivismo de auguste comte

    O POSITIVISMO DE AUGUSTE COMTE E A INFLUÊNCIA DO POSITIVISMO NO BRASIL SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 DESENVOLVIMENTO 4 CONCLUSÃO 7 REFERÊNCIAS 8 INTRODUÇÃO Este trabalho tem por objetivo aprender mais sobre o positivismo de Auguste Comte para que possamos assimilar a importância da primeira linha mestra da sociologia, Comte pretendeu realizar por meio da ciência uma reforma social, ele se preocupou em elaborar um sistema de valores que se adaptasse com a realidade vivida...

    1106  Palavras | 5  Páginas

  • Positivismo

    sobre o Positivismo de Augusto Comte, além de estarmos abordando o método positivista de Augusto Comte, A filosofia positivista, o positivismo no Brasil, religião positivista e a lei dos três estados na qual Comte diz que o homem passou e passa por três estágios para conceber suas idéias, que são eles estado teológico ou fictício que se divide em fetichismo, politeísmo e monoteísmo, estado moderno ou abstrato e por ultimo estado positivo ou cientifico. POSITIVISMO A palavra “Positivismo” possui...

    1447  Palavras | 6  Páginas

  • Estudo dirigido sobre o positivismo no brasil

    PERÍODO LETIVO: 2012.1 Trabalho apresentado á disciplina Fundamentos Filosóficos para o Serviço Social, sob a orientação da professora Maria Tereza de Oliveira. NATAL, 05 de Junho de 2012 ANA PAULA CRUZ DOS SANTOS ESTUDO DIRIGIDO SOBRE O POSITIVISMO NO BRASIL Trabalho apresentado á disciplina Fundamentos Filosóficos para o Serviço Social, sob a orientação da professora Maria Tereza de Oliveira. NATAL, 05 de Junho de 2012 1. Faça uma análise e justifique o dístico “Ordem e Progresso”...

    609  Palavras | 3  Páginas

  • Positivismo

    Claudio parreira lilian torezani da silva naiara alvarenga benevenuto viviam gusmao positivismo – august comt Introdução O positivismo é uma linha teórica da sociologia, criada pelo francês Auguste Comte (1798-1857), que começou a atribuir fatores humanos nas explicações dos diversos assuntos, contrariando o primado da razão, da teologia e da metafísica. Segundo Henry Myers (1966), o "Positivismo é a visão de que o inquérito científico sério não deveria procurar causas últimas que derivem...

    2727  Palavras | 11  Páginas

  • Augusto Comte - O Positivismo

    AUGUSTO COMTE - Positivismo; - Lei dos três estados; - A classificação das ciências; - A sociologia; - A moral; - A religião da Humanidade. Positivismo: Palavra que possui um sentido muito amplo, podendo designar seja uma teoria que exclua toda e qualquer negação, toda e qualquer contradição e afirme apenas o positivo, o idêntico, seja uma doutrina que considere como objeto do conhecimento positivo somente os dados dos sentidos (como o antigo ceticismo e algumas tendências...

    574  Palavras | 3  Páginas

  • O Positivismo

     O positivismo foi uma corrente filosófica iniciada por Auguste Comte, onde as idéias de percepção humanas são baseadas na observação, exatidão, deixando de lado teorias e especulações da Teologia e Metafísica. Segundo Comte, as ciências que são positivistas são a Matemática, Física, Astronomia, Química, Biologia e a recém criada Sociologia, que se baseia em dados estatísticos. Os positivistas acreditam que a ciência é cumulativa, transcultural (não interessa em qual cultura surgiu...

    971  Palavras | 4  Páginas

  • positivismo

    DESENVOLVIMENTO Até hoje muitas pessoas acham que foi na Europa que o Positivismo encontrou seu solo fértil, mas sim em um país sul-americano cheio de problemas políticos e sociais: O Brasil. O positivismo chegou ao Brasil durante o Segundo Império, por volta de 1850. Nessa época, a aristocracia brasileira (a elite) ia estudar na Europa, principalmente na França, país em que nasceu o principal positivista Auguste Comte. A situação sócio-política brasileira nessa época era complicada e a monarquia...

    1179  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo do texto A Filosofia no Brasil

     Resumo do texto A Filosofia no Brasil Devido ao alastramento dos ideais iluministas neste período, prórpria inquisição entrou em declínio. A companhia de Jesus não mais possuia estrutura para enfrentar a ascenção da burguesia. Com isso, o fortalecimento da burguesia faz com que ela se torne um grupo dominante e influente. O pombalismo por sua...

    3566  Palavras | 15  Páginas

  • Positivismo

    1 INTRODUÇÃO O trabalho apresentado irá falar de forma sucinta sobre o positivismo de Augusto Comte e a sua influencia no Brasil. O trabalho vem Coloca ainda que a linha de pensamento positivista vem realizar através da ciência uma reforma social. Surgindo como um ato conservador a varias transformações vindas pela Revolução Francesa e pela Revolução Industrial e assim, se fazia necessário estudar através da observação a sociedade como um objeto de estudo. Assim, a sociedade estava ...

    1367  Palavras | 6  Páginas

  • Positivismo juridico - positivsmo no brasil

    O POSITIVISMO JURÍDICO O positivismo jurídico, fiel aos princípios do positivismo filosófico, é uma doutrina do Direito que considera que somente é Direito aquilo que é posto pelo Estado. O positivismo jurídico rejeita todos os elementos abstratos na concepção do Direito, desprezando e omitindo os juízos de valor e utilizando apenas os juízos de constatação ou de realidade, se apegando apenas aos fenômenos observáveis. A mera dedução, a especulação, o raciocínio abstrato, não possuíam...

    805  Palavras | 4  Páginas

  • Positivismo

    sociedades, deu suporte ao homem a trilhar o caminho para o encontro da organização social e política. Caracterizou as sociedades, como constantes evoluções sociais. Desta ideia deriva a frase em nossa bandeira brasileira “Ordem e Progresso”. Positivismo inicia-se com análise na segunda metade do séc.XIX. Comte, seria a perspectiva filosófica baseada em conhecimentos do mundo físico e humano. Procurando também a explicação na filosofia ao método científico, que seria pesquisas realizadas. Augusto...

    999  Palavras | 4  Páginas

  • Positivismo no Brasil

    O Positivismo no Brasil Seria exagero atribuir aos positivistas a Proclamação da República: é no processo de consolidação da mesma que se verifica a influência que exerceram,1 destacando-se o Coronel Benjamim Constant (que, depois, foi homenageado com o epíteto de "Fundador da República Brasileira"). De acordo com VALENTIM (2010): "A partir da segunda metade do século XIX, as ideias de Augusto Comte permearam as mentalidades de muitos mestres e estudantes militares, políticos, escritores, filósofos...

    850  Palavras | 4  Páginas

  • Positivismo no brasil

    POSITIVISMO NO BRASIL Por incrível que pareça, não foi na Europa que o positivismo encontrou o seu solo mais fértil, mas sim em um país sul-americano cheio de problemas políticos e sociais nada a se admirar: o Brasil. O positivismo chegou aqui durante o Segundo Império, por volta de 1850. Nessa época, a aristocracia brasileira ia estudar na Europa, principalmente na França, país em que nasceu o principal positivista Aguste Comte. A situação sócio-política brasileira nessa época era complicada,...

    13436  Palavras | 54  Páginas

  • Positivismo

    GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO “JANE VANINI” DE CÁCERES FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA POSITIVISMO Docente: Leni Hack Discentes: Allam, Daniely Nobre, Diana de Souza, Francielle, Gisele, José, Lucas Garcia, Luiz Otávio Nolasco, Marina, Rodrigo, Sandriely, Viviany e Willian. Turma: Educação Física 2013/1 Cáceres, maio de 2013. APRESENTAÇÃO O Positivismo como teoria filosófica inaugurada e sistematizada por Augusto Comte é um dos elementos mais marcantes da história...

    2012  Palavras | 9  Páginas

  • positivismo

    ................................................................ 10 Positivismo X Filosofia ..................................................................................... 12 A Religião da Humanidade .............................................................................. 13 O Positivismo no Brasil ................................................................................... 14 A influência do Positivismo no Serviço Social ................................................ 16 ...

    3615  Palavras | 15  Páginas

  • Positivismo

    POSITIVISMO INTRODUÇÃO Neste trabalho teremos o panorama geral a cerca do que foi positivismo, sua origem e evolução, tendo como seu principal expoente Augusto Comte, suas principais ideias e postulados. A filosofia de Augusto Comte (1798-1857) desponta no contexto do século XIX. Um século marcado pela sombra das influências da revolução industrial, da revolução francesa e da independência dos Estados Unidos da América. Os ideais de liberdade ecoavam e atravessavam a s fronteiras originais...

    1536  Palavras | 7  Páginas

  • Reforma Vs Revolução e Positivismo

    revolução. Ex: Bolcheviques O positivismo foi uma corrente filosófica da qual Augusto Comte participou, onde eles acreditavam que o conhecimento cientifico era a única forma de conhecimento verdadeiro. De acordo com os positivistas só se pode comprovar se uma teoria é válida se comprovada por métodos científicos. Eles não consideram conhecimentos ligados a crenças, superstições ou qualquer outro que não possa ser comprovado. O positivismo de comte Positivismo Auguste Comte viveu num período...

    1175  Palavras | 5  Páginas

  • O positivismo

    O Positivismo Definição O positivismo, de acordo com Augusto Comte, não é uma corrente filosófica entre outras, mas a que acompanha, promove e estrutura o último estágio que a humanidade teria atingido, fundado e condicionado pela ciência. Comte usa o termo filosofia com o mesmo sentido que lhe atribuía Aristóteles, isto é, como definição do sistema geral do conhecimento humano. E o termo positivo significando o real, por oposição ao quimérico, o útil em oposição ao ocioso, a certeza em oposição...

    4602  Palavras | 19  Páginas

  • Positivismo

    Positivismo O Positivismo é uma corrente sociológica cujo precursor foi o francês Auguste Comte (1789-1857). Surgiu como desenvolvimento sociológico do Iluminismo e das crises social e moral do fim da Idade Média e do nascimento da sociedade industrial. Propõe à existência humana valores completamente humanos, afastando radicalmente teologia ou metafísica. Assim, o Positivismo - na versão comteana, pelo menos - associa uma interpretação das ciências e uma classificação do conhecimento a uma...

    1793  Palavras | 8  Páginas

  • Positivismo

    Positivismo Positivismo é um conceito que possui distintos significados, englobando tanto perspectivas filosóficas e científicas do século XIX quanto outras do século XX. Desde o seu início, com Augusto Comte (1798-1857) na primeira metade do século XIX, até o presente século XXI, o sentido da palavra mudou radicalmente, incorporando diferentes sentidos, muitos deles opostos ou contraditórios entre si. Nesse sentido, há correntes de outras disciplinas que se consideram "positivistas" sem guardar...

    1802  Palavras | 8  Páginas

  • Positivismo

    Positivismo Positivismo é um conceito utópico que possui distintos significados, englobando tanto perspectivas filosóficas e científicas do século XIX quanto outras do século XX. Desde o seu início, com Augusto Comte (1798-1857) na primeira metade do século XIX, até o presente século XXI, o sentido da palavra mudou radicalmente, incorporando diferentes sentidos, muitos deles opostos ou contraditórios entre si. Nesse sentido, há correntes de outras disciplinas que se consideram "positivistas" sem...

    1860  Palavras | 8  Páginas

  • Positivismo

    Positivismo Positivismo é um conceito que possui distintos significados, englobando tanto perspectivas filosóficas e científicas do século XIX quanto outras do século XX. Desde o seu início, com Augusto Comte (1798-1857) na primeira metade do século XIX, até o presente século XXI, o sentido da palavra mudou radicalmente, incorporando diferentes sentidos, muitos deles opostos ou contraditórios entre si. Nesse sentido, há correntes de outras disciplinas que se consideram "positivistas" sem guardar...

    1906  Palavras | 8  Páginas

  • Sites positivismo

    O que foi o positivismo? Positivismo é uma corrente filosófica que surgiu na França no começo do século XIX. Os principais idealizadores do positivismo foram os pensadores Augusto Comte e John Stuart Mill. Esta escola filosófica ganhou força na Europa na segunda metade do século XIX e começo do XX. É um conceito que possui distintos significados, englobando tanto perspectivas filosóficas e científicas do século XIX quanto outras do século XX.Para Comte, o Positivismo é uma doutrina filosófica...

    2151  Palavras | 9  Páginas

  • A visão de sociedade e o positivismo

    A Visão de Sociedade e o Positivismo "Embasado numa concepção biológica, vê a sociedade como um organismo cujas partes constitutivas são heterogêneas, mas solidárias, pois se orientam para a conservação do conjunto. como num organismo, também sociedade é dividida em funções especiais, onde se nota a presença da espontaneidade, da necessidade, da imanência e da subordinação de todas as suas partes a um poder central e superior"(68). A sociedade evolui e esta evolução, é incompatível com a...

    3882  Palavras | 16  Páginas

  • Positivismo

    O positivismo foi uma corrente filosófica iniciada por Auguste Comte, onde as idéias de percepção humanas são baseadas na observação, exatidão, deixando de lado teorias e especulações da Teologia e Metafísica. Segundo Comte, as ciências que são positivistas são a Matemática,Física, Astronomia, Química, Biologia e a recém criada Sociologia, que se baseia em dados estatísticos. Os positivistas acreditam que a ciência é cumulativa, transcultural (não interessa em qual cultura surgiu, serve para toda...

    10034  Palavras | 41  Páginas

  • Empirismo, Positivismo, Racionalismo

    causas necessárias, tudo o que se baseia apenas na simples experiência para a conclusão dessas causas é somente uma dedução humana, que de forma alguma constitui um conhecimento verdadeiro, é apenas um costume. Empirismo lógico é conhecido como positivismo ou neopositivismo lógico, uma tentativa de sintetizar as ideias essenciais do empirismo britânico, com determinadas ideias da lógica matemática, conforme foi desenvolvida por Gottlob Frege e Ludwig Wittgenstein. Para os empiristas lógicos, a filosofia...

    1844  Palavras | 8  Páginas

  • Resumo cap17 economia brasileira

    Aluno: Guilherme Cordeiro Possa da Agua RA: 206246 Turma: ADM – 7º semestre - Noturno Resumo Capitulo 17 A economia brasileira de 1985 a 1944 A politica econômica da nova republica tomou um rumo que acabou elegendo o combate inflacionário como principal meta. Para combater essa inflação foram feitas varias tentativas (planos); os mais famosos foram: Plano Cruzado (1986) Plano Bresser (1987) Plano Verão (1989) Plano Color I (1990) Plano Color II (1991) Plano Real (1994) Todas essas fazes foram...

    1317  Palavras | 6  Páginas

  • Resumo cap 17 Economia Brasileira

    Etapa 7º Economia Brasileira Prof.º Maria de Loudes A. Nascimento MARCELLA CARNEIRO GUALTER RA: 205616 Resumo do Capitulo 17 - A SAGA DOS PLANOS HETERODOXOS: A ECONOMIA BRASILEIRA DE 1985 A 1994 Combate à inflação era meta principal na economia da Nova Republica, gerando diversas formas com uma serie de planos econômicos que visavam a queda da inflação, ou seja, a inflação inercial, que tinha como principal elemento o congelamento de preços. Esse preriodo foi marcado com grandes oscilações...

    1077  Palavras | 5  Páginas

  • Positivismo x darwinismo social

    Augusto Comte e o positivismo Augusto Comte nasceu emMontpellier, no dia 19 de janeiro de1798. Em 1807, aos nove anos de idade é internado no Liceu de Montpellier. Auguste Comte fez seus primeiros estudos em Montpellier, sua cidade natal. Em Paris, ingressou na Escola Politécnica, mas com o fechamento temporário da escola, em 1816, voltou a Montpellier para continuar seus estudos na faculdade de medicina. No ano seguinte, voltou a estudar em Paris, mas foi expulso da Escola Politécnica...

    1984  Palavras | 8  Páginas

  • Positivismo augusto conte

    FACULDADE SÃO TOMÁS DE AQUINO - FSTA CURSO DE DIREITO SHIRLENE CASTRO O POSITIVISMO DE AUGUSTO COMTE E SUA INFLUÊNCIA NO BRASIL Salvador 2009 SHIRLENE CASTRO O POSITIVISMO DE AUGUSTO COMTE E SUA INFLUÊNCIA NO BRASIL Trabalho apresentado ao curso de graduação em Direito, da Faculdade São Tomás de Aquino - FSTA, como requisito parcial da...

    3467  Palavras | 14  Páginas

  • "A formação das Almas" , resumo por capítulo.

    RESUMO POR CAPÍTULOS: Carvalho, José Murilo de, 1939. A formação das almas: O imaginário da República do Brasil / São Paulo: Companhia das Letras, 1990. UTOPIAS REPUBLICANAS Neste capítulo o autor trabalha alguns temas importantes para a formação desse imaginário social: As duas liberdades; A herança imperial; A opção republica; A cidadania e a estadania. Sobre as duas liberdades José Murilo de Carvalho identifica-as como a liberdade dos antigos que era aquela defendida e adotada...

    876  Palavras | 4  Páginas

  • Comte - trabalho

    FACULDADE CAPIXABA DE NOVA VENÉCIA Credenciada pela Portaria nº 1.299 de 26 de agosto de 1999, publicada no D.O.U em 27/08/1999 AUGUSTE COMTE RESUMO Foi um filósofo francês, nascido em Montpellier em 1798. Começou sua carreira ensinando matemática, depois tornou- se secretário de Saint-Simon. Nesta época, começou a escrever o livro Curso de filosofia Positiva, que seria uma filosofia das ciências. De um lado, procede a uma classificação das ciências, por ordem de complexidade, de outro...

    2053  Palavras | 9  Páginas

  • Positivismo de comte

    O positivismo é uma linha teórica da sociologia, criada pelo francês Auguste Comte (1798-1857), que começou a atribuir fatores humanos nas explicações dos diversos assuntos, contrariando o primado da razão, da teologia e da metafísica. Segundo Henry Myers (1966), o "Positivismo é a visão de que o inquérito científico sério não deveria procurar causas últimas que derivem de alguma fonte externa, mas, sim, confinar-se ao estudo de relações existentes entre fatos que são diretamente acessíveis pela...

    3505  Palavras | 15  Páginas

  • O positivismo no Brasil

    O positivismo no Brasil: Uma ideologia de longa duração Alfredo Bosi Há, pelo menos, três gerações o termo positivismo vem conhecendo baixa cotação entre os estudiosos de ciências humanas. Antropólogos, historiadores, críticos literários e pensadores das mais variadas tendências têm visto nos métodos positivistas de fazer ciência uma regressão aos determinismos do século XIX. O alvo comum a ser combatido seria o seu vezo factualista – “contra fatos não há argumentos” [...]; vezo que ignoraria...

    6703  Palavras | 27  Páginas

  • Comte e Positivismo

    PLANO DE ENSINO 2.EMENTA Cultura e processos sociais: senso comum e desnaturalização. As origens da sociologia e o positivismo. Os clássicos da sociologia: Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber. Temas contemporâneos. PLANO DE ENSINO Parte II Marx. Forças produtivas e relações de produção. Marx. Luta de classes. Marx. Trabalho e alienação. Durkheim. Fatos sociais. Divisão do trabalho, e vida social Durkheim e a educação Weber. Ação social. Weber. Poder, política. Divisão de poderes...

    5708  Palavras | 23  Páginas

  • Resumo do Livro Economia Brasileira

    FACULDADE MORUMBI SUL Curso: 5º Semestre de ADM Geral Resumo Geral Economia Brasileira Contemporânea Profº. Lourival Vieira O resumo inicia-se a partir do capítulo 7 do livro Economia Brasileiro conforme publicado pela Editora Saraiva. Para um aprofundamento maior no assunto sugiro a leitura completa do livro: REGO, José Márcio & MARQUES, Rosa Maria (Orgs). Economia Brasileira. 3ª edição. São Paulo: Saraiva 2006. 1 Capítulo 7: Plano de Metas de Juscelino Kubitschek – Planejamento Estatal...

    14393  Palavras | 58  Páginas

  • O positivism

    Ribeiro Rodrigues1 RESUMO Desenvolveu o Positivismo corrente sociológico, é um dos fundadores da sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista adquiriu conhecimento dedicando ao estudo científico das sociedades, deu suporte ao homem a trilhar o caminho para o encontro da organização social e política. Caracterizou as sociedades, como constantes evoluções sociais. Desta idéia deriva a frase em nossa bandeira brasileira “Ordem e Progresso”. Palavras-Chave: Positivismo. Sociologia. Estudo...

    1285  Palavras | 6  Páginas

  • Resumo Wren

    Referência: WREN, Daniel A. 1932. Ideias de administração – o pensamento clássico. São Paulo: Ática, 2007. Resumo: Wren no sétimo capítulo apresenta Taylor no cenário das organizações que atendeu o pedido de Henry Towne, “que conclamou ao engenheiros a olharem para além do lado técnico da produção fabril e se envolverem também na economia de esforços dentro da fábrica”. (p. 125) Em 1878, Taylor começou a trabalhar na Midvale Steel onde pode ter ascensão profissional. Suas experiências identificaram...

    1598  Palavras | 7  Páginas

  • METODOLOGIA CIENTÍFICA

    decompor o objeto em suas partes constituintes para formular problemas mais simples, ou seja, parte do complexo e mais geral para chegar ao simples e particular. O método sintético procede de modo oposto: reúne aspectos particulares dispersos para obter resumos e associações de idéias, procedendo do simples para o complexo. Outros processos que participam da metodologia científica são: a definição rigorosa do objeto de estudo; os sistemas de classificação, com divisões e subdivisões; os instrumentos de medida...

    6253  Palavras | 26  Páginas

  • Resumo uma teoria baseada na história

    DE MESQUITA FILHO” FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DISCENTE: Andrey Ide RA: 4201512 DOCENTE: Prof. Dr. Héctor Luis Saint-Pierre DISCIPLINA: Introdução às Relações Internacionais CURSO: Relações Internacionais – 1º ano (Noturno) Resumo: DUROSELLE, Jean-Baptiste. Introdução: Uma teoria baseada na história IN: Todo império perecerá: teoria das relações internacionais. Brasília: Ed Universidade de Brasília, 2000. Páginas 17 – 40. Diferentemente das ciências naturais o estudo das teorias...

    1040  Palavras | 5  Páginas

  • bgsbasbab

    ualquer possibilidade de verificação prática, deve ser descartado. A evolução posterior do positivismo passou por diversas etapas e reelaborações, entre as quais cabe destacar o positivismo crítico e o neopositivismo ou positivismo lógico, e exerceu influência notável no desenvolvimento da filosofia analítica em meados do século XX. No aspecto crítico, como o positivismo repudia toda especulação em torno da natureza da realidade que afirme uma ordem transcendental não-suscetível de demonstração...

    8242  Palavras | 33  Páginas

  • Maxcismo, historicismo e positivismo

    Historicismo bíblico Nos círculos cristãos, o termo historicismo se refere à interpretação profética dos protestantes. CAPITULO III Positivismo Positivismo é um conceito que possui distintos significados, englobando tanto perspectivas filosóficas e científicas do século XIX quanto outras do século XX. Desde o seu início, com Augusto Comte (1798-1857) na primeira metade do século...

    7029  Palavras | 29  Páginas

  • Resumo Plano Bresser E Ver O

    heterodoxia (a inflação não decorre de excesso de demanda, provocado pela emissão monetária), gerando especulações sobre novo congelamento. - Em 1987 era anunciado um novo plano de estabilização, o plano Bresser. Este continha tanto elementos ortodoxos como heterodoxos. Era considerado um plano de emergência. OBJETIVO = deter a aceleração inflacionária e evitar a hiperinflação. - Os meios utilizados para resolução de crise momentânea era congelamento e desvalorização cambial. Os problemas não se resolviam...

    807  Palavras | 4  Páginas

  • O PENSAMENTO ECONÔMICO ORTODOXO E A CORRENTE ECONÔMICA DA HETERODOXIA

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS – UNIFAL-MG Campus Varginha Ciências Econômicas com ênfase em Controladoria HISTÓRIA DO PENSAMENTO ECONÔMICO CONTEMPORÂNEO O PENSAMENTO ECONÔMICO ORTODOXO E A CORRENTE ECONÔMICA DA HETERODOXIA Alessandra Kely da Silva Daniele Cristiane da Silva Natânia Silva Ferreira 9º período VARGINHA-MG, 09/2013 Sumário 1-Introdução...........................................................................................................................

    3937  Palavras | 16  Páginas

  • O Positivismo de Comte na primeira Republica

    O Positivismo de Comte na Primeira república. Curso de Direito 1° ano Resumo: Comte cria uma nova doutrina o positivismo ao qual só aceita validos para o conhecimento do mundo material dados da experiência sensorial e recusa o pensamento metafísico. Essa nova forma de pensar infiltra-se no Brasil e começa a influenciar os pensadores do século XIX. Depois de vários acontecimentos desfavoráveis a monarquia, como o descontentamento dos militares e os ideais republicanos motivados pelos positivistas...

    3247  Palavras | 13  Páginas

  • Familia comteporanea

    Por que esta ciência é conhecida  como ciência da crise? O SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA  NA EUROPA Processo de constituição: Formação Sistematização Consolidação VÍDEO O que é Sociologia? O MÉTODO POSITIVISTA Curso de Filosofia Positiva O positivismo tende profundamente,  por sua natureza, a consolidar a ordem pública,  pelo desenvolvimento de uma sábia  resignação” Durkheim. LINHA MESTRA EXPLICATIVA A Positivista‐Funcionalista – Tendo como fundador Auguste Comte e seu principal expoente...

    571  Palavras | 3  Páginas

  • sociologia

    se refere ao saber humano pode ser sistematizado segundo os princípios adotados como critério de verdade para as ciências exatas e biológicas. 7º Diferencie Positivismo Heterodoxo e Ortodoxo? O Positivismo Ortodoxo, o mais conhecido, ligado à Religião da Humanidade e apoiado pelo discípulo de Comte Pierre Laffitte, e o Positivismo Heterodoxo, que se aproximava mais dos estudos primeiros de Augusto Comte que criaram a disciplina da Sociologia e apoiado pelo discípulo de Comte Émile Littré. 8º O que...

    597  Palavras | 3  Páginas

  • Augusto conte

    adoração a Deus por uma “religião da humanidade”; um sacerdócio espiritual de sociólogos seculares guiaria a sociedade e controlaria a instrução e a moralidade pública. A Doutrina dos três estágios A contribuição principal de Comte à filosofia do positivismo foi sua adoção do método científico como base para a organização política da sociedade industrial moderna, de modo mais rigoroso que na abordagem de Saint Simon. Em sua Lei dos três estados ou estágios do desenvolvimento intelectual, Comte teoriza...

    2129  Palavras | 9  Páginas

  • a morte na panela resumo

    a uma filosofia e relacioná-la com ensinos pagãos. Os gnósticos pretendiam um conhecimento esotérico ou secreto especial. Vale dizer que o gnosticismo nos primeiros séculos da Igreja tinha uma aura espiritual. O gnosticismo, com o seu misticismo heterodoxo, oferecia outro caminho para o homem chegar à perfeição, à parte do sacrifício expiatório de Cristo. o gnosticismo levou seus adeptos a uma posição moral distorcida. Outra heresia que se infiltrou na Igreja nos primeiros séculos foi o arianismo...

    4771  Palavras | 20  Páginas

  • Planos heterodoxos

    PLANOS HETERODOXOS Quando começamos a estudar os aspectos econômicos em nosso curso, assim como outros acadêmicos do Brasil e mundo a fora, normalmente nos são apresentadas discussões, escolas teóricas e práticas que serão amplamente difundidas e discutidas na academia e no campo de trabalho, nos centros de pesquisa e nas esferas políticas. Na Economia vê-se a discussão quanto às matrizes teóricas que norteiam as análises econômicas. Onde nos deparamos com a Ortodoxia e a Heterodoxia quando...

    4032  Palavras | 17  Páginas

  • Positivismo

    1 O IDEÁRIO POSITIVISTA – Educação Brasileira: Primeira República ( 1989-1930 ) UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ ITAMAR MAZZA DE FARIAS Resumo O estudo procura resgatar o movimento das idéias positivistas no Brasil e as influências dessas idéias para a formação da concepção do “trabalho como princípio educativo na educação escolarizada no período da Primeira República – 1889-1930. Busca, assim, subsídios em alguns clássicos referentes a filosofia positivista, bem como, na análise da caminhada...

    3075  Palavras | 13  Páginas

  • Ordem e progresso

    Este trecho do conhecido samba de Noel Rosa e Orestes Barbosa, Positivismo, de 1933, demonstra a presença da filosofia positivista no meio cultural mais popular do Brasil, a música, ao retratar uma amada que transgrediu o fundamento básico de tal filosofia. Não obstante, essa corrente de pensamento também se faz presente no dístico de nosso maior símbolo pátrio, a bandeira: Ordem e Progresso. É curioso, mas a tentativa mais efetiva de colocar em prática a doutrina positivista, uma ideologia tipicamente...

    2125  Palavras | 9  Páginas

  • RESUMO DA AULA 1 E 2

    RESUMO DA AULA 1 E 2 – PRATICAS EM SERVIÇO SOCIAL III Você sabia que os períodos de maior dificuldade da humanidade, como durante as guerras e o período em que as sociedades que viveram sob regimes e governos totalitários e ditatoriais, foram campos férteis para os profissionais do Serviço Social? Pois saiba que sim. Estes períodos foram momentos em que os profissionais do Serviço Social perceberam a importância de rever e reconceituar suas teorias e práticas sociais diante de sociedades em estado...

    2947  Palavras | 12  Páginas

tracking img