Resumo Fichamento Montesquieu Espírito Das Leis artigos e trabalhos de pesquisa

  • O espirito das leis

    Resumo fichamento O presente trabalho tem como objetivo fazer uma análise crítica do livro “Do Espírito das Leis” de Montesquieu, estabelecendo sua importância nos dias atuais. Visa mostrar uma compreensão da obra como um todo, apresentando seus principais pontos. O livro apresentado compreende, em seu conteúdo, um manual de Política e Direito Constitucional de autoria de Montesquieu. Aspecto importante em sua obra é a distinção dos três tipos de governo apresentados pelo autor: a república, a monarquia...

    1196  Palavras | 5  Páginas

  • Fichamento locke e montesquieu

    Breve diferenciação entre Locke e Montesquieu Apesar de Locke ter tratado sobre a distribuição dos poderes, foi somente com Montesquieu que essa questão obteve um tratamento mais detalhado e específico, e, então, tornou a base para a política moderna conhecida no mundo atual. Locke e Montesquieu apresentam a divisão de poderes, a princípio, de modo semelhante. Sendo assim, há o poder legislativo, o poder executivo (dependente de agentes) e o poder executivo que depende diretamente do direito...

    4159  Palavras | 17  Páginas

  • fichamento

    Disciplina: Fundamentos Filosóficos Aplicados ao Serviço Social Professora: Kelly Aluna: Ivoneide Belo S. Germano RA 1221702-2 FICHAMENTO SOBRE: RELACIONISMO E ILUMINISMO São Paulo 2013 UNIVERSIDADE CAMILO CASTELO BRANCO – CAMPUS ITAQUERA Ivoneide Belo da Silva Germano RA 1221702-2 FICHAMENTO SOBRE: RELACIONISMO E ILUMINISMO O Fichamento sobre o Racionalismo e o Iluminismo consiste no trabalho de pesquisa Solicitado pela professora Kelly, disciplina de: Fundamentos...

    921  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo de Sociologia: MARX, DURKHEIM e WEBER

    instituições. Montesquieu (1689 -1755), foi um filósofo político de grande impacto sobre as ciências sociais, inovou ao propor um ponto de vista comparativo. "Sob esse ponto de vista, a liberdade é entendida como 'o direito de fazer tudo quanto às leis permitem; e se um cidadão pudesse fazer o que elas proíbem, não teria mais liberdade porque os outros teriam idêntico poder. '“. Jean-Jacques Rousseau (1712 -1778) modifica o conteúdo e o sentido do "pacto social". O surgimento da sociedade, das leis e dos...

    1426  Palavras | 6  Páginas

  • 3 BIM FICHAMENTO MONTESQUIEU

     Charles-lois de Secondat, Barão de la Brède ou MONTESQUIEU (1689-1755) Fichamento do curso de Ciência Política de Nelson Nery Costa. Contexto histórico: O barão de la Brède: Teóricos políticos: HOBBES, LOCKE e ROUSSEAU. - Charles-lois de Secondat, barão de la brède e de Montesquieu, nasceu no castelo de la Brède, próximo a bordéus em janeiro de 1689. Apesar do pai ser militar, da guarda do corpo do rei, a magistratura dominava em sua família. - Foi educado em um colégio próximo a paris, voltando...

    1257  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento Dos Delitos E Das Penas

     COLEGIADO DE DIREITO Psicologia jurídica ALUNO: PROFESSORA: TURMA FICHAMENTO DOS DELITOS E DAS PENAS PARIPIRANGA/2015-1 Referência Bibliográfica: Beccaria, Cesare. Dos delitos e das penas. 7ª edição. São Paulo: Martin Claret, 2012. Credenciais do autor: Cesare Bonesana, marquês de Beccaria, nasceu em 15 de março de 1738, em Milão. Estudou no colégio jesuíta de Parma, formou-se em Direito na Universidade de Parma, em 1758. De 1768 a 1771, ocupou a cátedra de Economia nas Escolas...

    1268  Palavras | 6  Páginas

  • FICHAMENTO DO LIVRO PENSANDO A REVOLU O FRANCESA

    FICHAMENTO DO LIVRO"PENSANDO A REVOLUÇÃO FRANCESA" FURET, François. Pensando a Revolução Francesa. Paz e Terra. Edição 2 [p. 15-95] O autor propõe o debate sobre a Revolução Francesa, mas de um ponto de vista menos inocente do que muitos historiadores fazem, mas sim de ter pudor, já que em 1789 é a data ao nascimento, o ano zero do mundo novo, fundado no conceito de igualdade para todos, não podendo assim correr o risco de fazer o anacronismo com o tema. Furet diz em seu documento que a revolução...

    2224  Palavras | 9  Páginas

  • FICHAMENTO

    Direito - Paranavaí FICHAMENTO DO LIVRO Do Espírito das Leis Aluno: Flávio Henrique Furlan da FonsecaRA: 00166914 Professor: Antonio Darienso Martins Curso: Direito Série: 1ª SérieTurma: B Disciplina: Ciência Política 2014 Fichamento do livro: Do Espírito das Leis Aluno: Flávio Henrique Furlan da Fonseca RA: 00166914 Curso: Direito Série: 1ª SérieTurma: B Professor: Antonio Darienso Martins Sobre a obra: A obra de Charles Montesquieu conhecido como Barão de Montesquieu, o filosofo, cientista...

    4602  Palavras | 19  Páginas

  • Fichamento filosofia direito moderno

    Fichamento – filosofia do direito Filosofia – período moderno O renascimento é caracterizado pela rebeldia, insubmissão, pela revolta contra as autoridades. É o processo de renovação literária, artística, científica e filosófica (Europa XV e XVI), teve como causa estimulante a descoberta da imprensa que divulgou grandes obras da antiguidade. O humanismo, tem como base o homem, é a preocupação do homem relativamente ao homem, em sentido estrito se caracteriza pelo esforço em erguir a dignidade...

    635  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo Tocqueville

    Fichamento Dolly A experiência americana Raymond Aron introduz o tema, enumerando as causas que tornam a democracia americana liberal, tendo como influência Montesquieu, na visão de Tocqueville; – a situação acidental e particular em que se encontra a sociedade americana; – as leis; – os hábitos e os costumes. Tocqueville observa a sociedade americana tendo uma situação excepcionalmente favorável, com o mínimo de obrigações diplomáticas e riscos militares. Em outras palavras, as condições...

    651  Palavras | 3  Páginas

  • O Espírito das Leis - Montesquieu

     "Leis inúteis enfraquecem as leis necessárias." (MONTESQUIEU) SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...............................................................................................05 2. BIOGRAFIA...................................................................................................06 3. INTRODUÇÃO.............................................................................

    1399  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento Hegel - Norberto Bobbio

    Fichamento 16 – Hegel Curso: Direito Diurno Disciplina: Teoria Política Professor: Rogério Portanova Bibliografia: BOBBIO, Norberto. Teoria das formas de governo. 10ª ed. Trad. Sérgio Bath. Brasília: UnB, 1997. (lido em PDF) Resumo: Hegel é o filósofo que agrega tanto o histórico quanto o geográfico. Dedica um capítulo de uma das suas últimas obras para descrever a evolução das sociedades através do olhar e da evolução geográfica. Primeiro, as sociedades do Oriente, localizadas no altiplano...

    1570  Palavras | 7  Páginas

  • Resenha - O Espírito Das Leis

    Direito O espírito das leisMontesquieu Thiago JS Oliveira Izilda de Paula Santos Karoliny Paiva Martins de Araújo 2011 Trabalho em grupo - Teoria Geral do Estado O ESPÍRITO DAS LEIS Título original: L´Esprit des lois DO ESPÍRITO DAS LEIS OU DA RELAÇÃO QUE AS LEIS DEVEM TER COM A CONSTITUIÇÃO DE CADA GOVERNO. COM OS COSTUMES, O CLIMA, A RELIGIÃO, O COMÉRCIO, ETC. A QUE O AUTOR ACRESCENTOU PESQUISAS RECENTES SOBRE AS LEIS ROMANAS NO QUE...

    1991  Palavras | 8  Páginas

  • montesquieu

    L.S.D V.P. T.G.E R.M. VIDA E OBRA DE MONTESQUIEU: influências no estado e na politica Rio do Sul 2014 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO..................................................................................................3 2 VIDA DE MONTESQUIEU................................................................................4 3 PRINCIPAIS OBRAS........................................................................................7 3.1 Cartas persas ....

    2327  Palavras | 10  Páginas

  • Montesquieu

    Resumo: Charles-Louis de Secondat, Barão de Montesquieu. Na França, Montesquieu é considerado um precursor da sociologia e a Auguste Comte é dado o mérito de ser o fundador, foi ele quem criou o termo. Montesquieu pode configurar corretamente no programa de graduação em literatura, filosofia, e até mesmo em alguns casos, em história. Ele foi ao mesmo tempo um escritor, um jurista, um filosofo da politica e quase um romancista. Seu objetivo é tornar a história inteligível. O ponto de partida...

    1715  Palavras | 7  Páginas

  • Montesquieu

    REVOLUÇÃO E MONTESQUIEU Niterói, 2012 Bárbarah Meireles, Dayanne Brito, Elisa Duarte, Paula Bueno, Philippo Rodrigues CASANOVA E A REVOLUÇÃO E MONTESQUIEU Este é um trabalho acadêmico apresentado como atividade de avaliação e pré-requisito parcial para a aprovação da disciplina de Teoria Política do curso de graduação em Relações Internacionais. Professor orientador: Wellington Amorim Niterói, 2012 RESUMO Palavras-chaves: Casanova e Revolução, filme, análise, Montesquieu. ...

    2487  Palavras | 10  Páginas

  • Montesquieu

     montesquieu Charles-Louis de Secondat, barão de La Brède e de Montesquieu, conhecido como Montesquieu, foi um político, filósofo e escritor francês. Nascimento: 18 de janeiro de 1689, Brède, França Falecimento: 10 de fevereiro de 1755, Paris, França ...

    871  Palavras | 4  Páginas

  • Charles Montesquieu

     Montesquieu Professor Ademilson da Silva Queiroz Sorocaba 2012 Índice *Introdução (página 3) *Justificativa (página 4) *Objetivo Geral (página 5) *Objetivos Específicos (página 6) *Metodologia (página 7) *Época no qual Montesquieu viveu (página 8) *Principais obras do autor (páginas 9 e 10) *Principais Ideias defendidas (página 11) *Curta biografia do autor (páginas 12,13,14,15) *Críticas à Igreja (página 16) *Absolutismo (página 17) *Liberalismo (página 18) ...

    1897  Palavras | 8  Páginas

  • Análise crítica do livro “do espírito das leis” de montesquieu

    ANÁLISE CRÍTICA DO LIVRO “DO ESPÍRITO DAS LEIS” DE MONTESQUIEU I. INTRODUÇÃO O presente trabalho tem como objetivo fazer uma análise crítica do livro “Do Espírito das Leis” de Montesquieu, estabelecendo sua importância nos dias atuais. Visa mostrar uma compreensão da obra como um todo, apresentando seus principais pontos. O livro apresentado compreende, em seu conteúdo, um manual de Política e Direito Constitucional de autoria de Montesquieu. Aspecto...

    3552  Palavras | 15  Páginas

  • Do Espírito das Leis

    Do Espírito das Leis: a tripartição histórica dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário RESUMO O presente artigo vem nos proporcionar uma visão acerca da obra “DO ESPÍRITO DAS LEIS” escrita por Montesquieu o mesmo procurou focar sobre as questões políticas e sociais. Tendo por finalidade abordar as questões relacionadas à tripartição do poder executivo legislativo e judirciario, desde o seu nascimento ate os dias atuais, ou seja, toda a parte historica ate sua formação. Com o escopo de...

    1380  Palavras | 6  Páginas

  • montesquieu

    Liceu de Humanidades de Campos MontesquieuEspírito das Leis” Isadora dos Santos 13/03/2013 Montesquieu – Do Espírito das Leis Nos capítulos iniciais do Livro XI de O Espírito das Leis, Montesquieu procura encontrar um significado para a palavra liberdade até chegar ao conceito de liberdade no sentido político, que seria o direito de fazer tudo o que as leis permitem (negativa). E argumenta: se um cidadão pudesse fazer tudo o que elas proíbem...

    2063  Palavras | 9  Páginas

  • espirito das leis

    23 Elementos da política e da teoria do Estado em De o espírito das leis de Montesquieu Raquel Kritsch* Resumo: O objetivo deste artigo é introduzir o leitor no pensamento político de Charles-Louis de Secondat, mais conhecido como o barão de Montesquieu, a partir da teoria política e jurídica por ele desenvolvida em De o espírito das leis, obra que marcaria fortemente o pensamento jurídico bem como o desenho institucional do Estado constitucional moderno. Partindo-se das idéias fundantes...

    4014  Palavras | 17  Páginas

  • Montesquieu

    Montesquieu Antes de começar a falar a respeito da vida e pensamento de Montesquieu, se faz necessária a explicação de um movimento muito importante, que influenciou sua maneira de pensar: o Iluminismo. Iluminismo Foi um movimento intelectual do século XVIII, que teve na França sua maior expressão, ficando também conhecido como Século das Luzes. Suas origens ligam-se ao progresso da Ciência e da Filosofia ocorridos no século XVII, em que um grupo de filósofos passou a criticar práticas...

    2267  Palavras | 10  Páginas

  • montesquieu

     Aluna: Adriana Richter Disciplina: Filosofia Brusque, 11 de setembro de 2013 ResumoMontesquieu sociedade e poder O pensamento de Montesquieu teve uma importante contribuição para a construção da história dos regimes políticos. Apesar de ser um membro da nobreza, ele não tem como objeto de reflexão política a restauração de poder de sua classe, mas sim como tirar partido de certas características do poder no regime...

    1154  Palavras | 5  Páginas

  • O espírito das leis - montesquieu

    O Espírito das Leis - Resumo Montesquieu Charles-Louis de Secondat, Barão de La Brède e de Montesquieu, nasceu no castelo de La Brède, mais ou menos a cinco léguas de Bordéus, em 18 de janeiro de 1689, na França. Recebeu educação refinada, sendo orientado nas melhores instituições francesas, inclusive, uma das instituições que estudou foi nos Oratorianos de Juilly, onde adquiriu sobretudo o gosto pelo estudo da História. No decorrer de seu crescimento, foi ocupando alguns cargos na burocracia...

    5351  Palavras | 22  Páginas

  • Resumo dos quatro pensadores

    FACULDADE REGIONAL DA BAHIA MIRIAM MARTINS SANTOS RESUMO SOBRE OS PENSADORES THOMAS HOBBES, JOHN LOCKE, MONTESQUIEU E ROUSSEAU. Salvador 2012 MIRIAM MARTINS SANTOS RESUMO SOBRE OS PENSADORES THOMAS HOBBES, JOHN LOCKE, MONTESQUIEU E ROUSSEAU. Trabalho apresentado à FACULDADE REGIONAL DA BAHIA, como complemento de nota da I unidade da, disciplina TEORIA GERAL DO ESTADO, do curso de Bacharel em Direito. Sobre orientação do Professor Miguel Moacir. Salvador 2012 1 THOMAS HOBBES ...

    1799  Palavras | 8  Páginas

  • resumo o espirito das leis NOVO

     INTRODUÇÃO No trabalho, uma biografia do autor do livro “O espírito das leis”, ao qual quem escreveu foi Montesquieu. Apresentamos também um simples resumo do livro, ao qual a obra é composta por 31 livros e foi publicada em Novembro de 1749, em Genebra, onde foi impresso. Biografia de Montesquieu Montesquieu Charles-Louis de Secondat, Barão de La Brède e de Montesquieu, nasceu no castelo de La Brède, mais ou menos a cinco léguas de Bordéus...

    5573  Palavras | 23  Páginas

  • Montesquieu

    Rousseau, Montesquieu, Immanuel, Kant, John Locke, Adam Smith e David Humme. Eu escolhi o filósofo Montesquieu, com o objetivo de saber mais coisas acerca deste filósofo, e da importância que ele teve na História. Charles-Louis de Secondat, conhecido como Montesquieu devido a ser barão de Montesquieu, nasceu dia 18 de Janeiro de 1689, no Castelo de Lá Brède, que era propriedade da família, em França, mais precisamente em Bordeaux. Montesquieu foi...

    805  Palavras | 4  Páginas

  • Barao de montesquieu

    Barão de Montesquieu Charles-Louis de Secondat, o barão de Montesquieu, nasceu no Palacete de la Brède, em janeiro de 1689. Em 1708, formou-se em direito pela Universidade de Bordeaux e seguiu para Paris, a fim de continuar seus estudos. Voltou para La Brède após a morte do pai, para cuidar de sua herança. Foi em 1716 que herdou o título de Barão de La Brède e de Montesquieu, de um tio. Além disso, também passou a ser presidente da Câmara de Bordeaux, atuando em questões judiciais e administrativas...

    6855  Palavras | 28  Páginas

  • Montesquieu TRAB

    Montesquieu (1689-1755) "A religião cristã, que ordena que os homens se amem, quer sem dúvida que cada povo tenha as melhores leis políticas e as melhores leis civis, porque elas são, depois do cristianismo, o maior bem que os homens podem dar e receber". Montesquieu foi o pensador iluminista que exerceu maior influência no desenvolvimento das teorias jurídicas e políticas da modernidade. Charles Louis de Secondat, Barão de La Brède e Barão de Montesquieu, nasceu em 18 de janeiro de 1689, no...

    7306  Palavras | 30  Páginas

  • Fichamento - Dicionário de Politica

    Fichamento - Regime Politico - Noberto Bobbio Aluno: Jussara Cardoso de Souza Melo Curso: Ciência Política FICHAMENTO Referência bibliográfica do texto: BOBBIO, N., MATEUCCI, N. E PASQUINO, G. Dicionário de Política. 17ª ed. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2004. Pág 1081 à 1084. http://www.artnet.com.br/gramsci/arquiv199.htm, O socialismo liberal de Norberto Bobbio. Ultimo acesso: 20/06/2014. Informações sobre o autor do texto: Norberto Bobbio em meio a crises...

    1405  Palavras | 6  Páginas

  • Montesquieu

    MONTESQUIEU Kamila Demery Kelly Amanda Lidiana Lira Mariana Rocha Milena Anacleto Sandra Albuquerque Sérgio Rodrigues Weydson Eduardo RECIFE MARÇO – 2013 Kamila Demery Kelly Amanda Lidiana Lira Mariana Rocha Milena Anacleto Sandra Albuquerque Sérgio Rodrigues Weydson Eduardo MONTESQUIEU Trabalho apresentado ao Professor Manoel Moraes da disciplina Ciência Política da turma 1º MB, turno Manha do curso de Direito. Trabalho apresentado ao Professor Manoel Moraes...

    4785  Palavras | 20  Páginas

  • Resumo Montesquieu e Locke

    UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO ALUNA: FLÁVIA FARIAS CAMPOS. RESUMO: LOCKE E MONTESQUIEU Locke Locke foi o ideólogo do liberalismo sendo considerado o principal representante do empirismo britânico e um dos principais teóricos do contrato social. É considerado o protagonista do empirismo, isto é, a teoria denominada de Tabula rasa "folha em branco". Esta teoria afirma que todas as pessoas nascem sem saber absolutamente...

    1514  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo Sobre Montesquieu

    Resumo sobre Montesquieu Considerado como pai da sociologia e o precursor da teoria dos três poderes; Trata das questões sobre o funcionamento dos regimes políticos; Montesquieu identifica a noção de moderação, que é a pedra de toque do funcionamento estável dos governos; O conceito de lei Até Montesquieu, a noção de lei compreendia três dimensões ligadas à ideia divina. As leis exprimiam uma ordem natural, resultante da vontade de Deus. Um dever-ser, aonde a ordem das coisas estava direcionada...

    929  Palavras | 4  Páginas

  • Barao De Montesquieu

    Introdução  Charles de Montesquieu foi um importante filósofo, político e escritor francês. Nasceu em 18 de janeiro de 1689, na cidade de Bordeaux (França). É considerado um dos grandes filósofos doiluminismo.   Biografia Montesquieu nasceu numa família nobre francesa. Estudou numa escola religiosa de oratória. Após concluir a educação básica, foi estudar na Universidade de Bordeaux e depois em Paris. Nestas instituições teve contato com vários intelectuais franceses, principalmente, com aqueles...

    5199  Palavras | 21  Páginas

  • Fichamento - Montesquieu Sociedade e Poder

    Fichamento Montesquieu: sociedade e poder J. A. Guilhon Albuquerque A obra de Montesquieu constitui uma conjunção paradoxal entre o novo e o tradicional. O autor mostra que Montesquieu é visto em algumas disciplinas como o pai da sociologia: ora como inspirador do determinismo geográfico, e quase sempre como aquele que desenvolveu na ciência política a teoria dos três poderes, que permanece ainda hoje. Sua preocupação central foi a de compreender as razões da decadência das monarquias...

    12760  Palavras | 52  Páginas

  • Resumo auguste comte

    Resumo Auguste Comte, segundo o texto de Raymond Aron – as etapas do pensamento sociológico. O início do texto “as etapas do pensamento sociológico" de Raymond Aron aborda uma introdução ao pensamento de Comte com referências e comparações bastante frequentes a Tosqueville, Montesquieu e Marx. Auguste Comte é um reformador que propõe uma reforma social e ideias fora dos parâmetros já citados. Segundo o autor, ao contrário de Montesquieu, que acreditava que a ciência tem por objetivo...

    2116  Palavras | 9  Páginas

  • Resumo Do Espírito das Leis e Os Artigos Federalistas

    Resumo Do Espírito das Leis e Os Artigos Federalistas República: A república por natureza, deve ser pequena, pois o bem público está mais próximo da população e possui menores abusos. Uma grande república tende ao autoritarismo, possui muitas possibilidades de corrupção, necessitando de diversos mecanismos de proteção, e controle. As repúblicas gregas se contentavam com seu território e sua liberdade, governando povos livres, o que se perdeu com vinda da monarquia. Uma república não pode existir...

    759  Palavras | 4  Páginas

  • montesquieu e os tres poderes

    DOI:10.4025/5cih.pphuem.1809 Dos Três Poderes de Montesquieu à Atualidade e a Interferência do Poder Executivo no Legislativo no Âmbito Brasileiro Edvânia A. Nogueira Dourado Natália Figueiroa Augusto Crishna Mirella de Andrade Correa Rosa Resumo: Tendo em vista a separação de poderes vigente no Brasil e em demais países constitucionalistas, este projeto abordou a problemática da relação entre os três poderes, com enfoque no legislativo e executivo. Buscamos demonstrar como é possível a...

    7172  Palavras | 29  Páginas

  • A importância da separação dos poderes para a preservação da liberdade em Montesquieu e nos Federalistas

    SEPARAÇÃO DOS PODERES PARA A PRESERVAÇÃO DA LIBERDADE EM MONTESQUIEU E NOS FEDERALISTAS GABRIELA LAUTON FREIRE “Mas afinal, o que é o próprio governo senão o maior de todos os reflexos da natureza humana? Se os homens fossem anjos, não seria necessário haver governos" (...). Os Artigos Federalistas, James Madison Resumo: O artigo tem o interesse em debater a teoria da separação dos poderes na versão de Montesquieu e “O Federalista”, mostrando os pontos em comum com a concepção...

    3481  Palavras | 14  Páginas

  • 62517905 Resumo Sociedade Dalmo Dallari

    Resumo da matéria I – A Sociedade 1. Origem da sociedade • Sociedade natural: Aristóteles. • Sociedade como ato racional – os contratualistas: Hobbes, Locke, Montesquieu e Rousseau 2. Elementos característicos da Sociedade • Finalidade – finalismo x determinismo • Manifestações de conjunto ordenadas (reiteração, ordem e adequação). • Poder. O Anarquismo. A busca de um fundamento para o poder: força, divindade e povo. Poder x Direito. Culturalismo Realista. Legitimidade do Poder: Max Weber...

    2201  Palavras | 9  Páginas

  • Montesquieu

    A DIVISÃO DE PODERES: DE MONTESQUIEU AOS NOSSOS DIAS Lindiane Rozário da Silva1 | Milena Montino dos Santos2 | Shirley Corrêa dos Santos3 História ISSN IMPRESSO 1980-1785 ISSN ELETRÔNICO 2316-3143 RESUMO Este artigo tem como enfoque principal, analisar a teoria da separação dos poderes desenvolvida pelo teórico Montesquieu e suas contribuições para as Constituições, enfatizando o papel das funções Legislativa, Executiva e Judiciária desde o contexto da antiguidade aos dias atuais....

    5525  Palavras | 23  Páginas

  • Hobbes, montesquieu, rosseau

    animal monstruoso e cruel, mas que de certa forma defende os peixes menores de serem engolidos pelos mais fortes. É essa figura que representa o Estado, um gigante cuja carne é a mesma de todos os que a ele delegaram o cuidado de os defender. Em resumo, o homem abdica da liberdade dando plenos poderes ao Estado absoluto a fim de proteger a sua própria vida. Além disso, o Estado deve garantir que o que é meu me pertença exclusivamente, garantindo o sistema da propriedade individual. Aliás, para Hobbes...

    3024  Palavras | 13  Páginas

  • Montesquieu e o equilibrio dos poderes na realidade brasileira

    [pic] MONTESQUIEU E O EQUILIBRIO DOS PODERES NA REALIDADE BRASILEIRA Laura Maria S. de Souza Moreira da Rocha Silvana Mary Lima da Silva William Izac Lima FORTALEZA – CEARÁ 2012 SUMÁRIO |1 INTRODUÇÃO................................................................................................ |2 | | ...

    8372  Palavras | 34  Páginas

  • Fichamento max weber

    Fichamento sobre: Weber, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo, cap 1, 2 e 3, p. 25-83 • Há um caráter predominante protestante dos proprietários de capital e empresários na Alemanha. Não é causa de fenômenos econômicos, mas sim consequência deles; • A maior participação dos protestantes na propriedade do capital e nos postos de direção na economia moderna pode ser em parte compreendida como simples consequência da superioridade do seu patrimônio herdado; • Diferença no ensino...

    1970  Palavras | 8  Páginas

  • Montesquieu

    Em 1748, o pensador francês Charles de Montesquieu (1689 – 1755) publicou o livro O Espírito das Leis, onde se expõe claramente, pela primeira vez na era moderna, a ideia da necessidade da separação dos três poderes – Legislativo, Executivo e Judiciário. Os poderes precisam ser divididos para que o governo democrático não se torne automaticamente uma ditadura. No Brasil vivemos uma situação curiosa: por conta de uma suposta governabilidade, o Governo Federal faz de tudo para ter maioria no Congresso...

    877  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento 3 primeiros livros "A cidade antiga"

    oferendas em datas apropriadas. Quando a refeição fúnebre não era oferecida, os mortos enviavam doenças e amaldiçoavam o solo com esterilidade. Quando lhes era oferecida, os mortos abençoavam com prosperidade e fertilidade. ­­­­­­­­­­­Tipo de Fichamento: de Resumo ou Conteúdo. Biblioteca em que se encontra a obra: Biblioteca Central da UEL (Universidade Estadual de Londrina). Assunto ou Tema: Crenças Antigas. Nº 02/13. A religião dos mortos pode ter sido a mais antiga, antes mesmo de...

    6955  Palavras | 28  Páginas

  • Trabalho de ciência politica. resumo do livro os classicos da politica

    Trabalho de Ciência Política Salvador 2012 Departamento de Direito RESUMO DO LIVRO: OS Clássicos da política Trabalho individual apresentado à disciplina Ciência política e teoria geral do Estado, Ministrada pelo docente: Miguel Moacir Salvador 2012 Thomas Hobbes: O medo e a esperança Thomas Hobbes define o estado como um mal necessário, e este mal tem a função de organizar o caos através do “homem artificial”.Abrimos mão então de nossa liberdade natural,em nome de um contrato...

    4306  Palavras | 18  Páginas

  • Resumo do Livro Os Classicos da Politica Francisco C. Weffort

    Faculdade Cenecista de Campo Largo Nome: Kahuana Schneider Ferreira Curso:Direito Primeiro Período – Ciências Política – Professor Guilherme Correia Fichamento do livro: Os Clássicos da Política Nicolau Maquiavel: Sua principal obra, O Príncipe, um manual de ação política, cujo objetivo maior era a concretização de um poder absoluto, inabalável. Na obra, ele falou sobre como deveria ser exercido o poder político sobre uma população, estabeleceu formas de relacionamento do monarca para...

    2873  Palavras | 12  Páginas

  • Leis

    file:////Lenin/Rede Local/Equipe/Michele/MONTESQUIEU - O Espírito das Leis2.txt MONTESQUIEU O ESPÍRITO DAS LEIS Título original: L´Esprit des lois DO ESPÍRITO DAS LEIS OU DA RELAÇÃO QUE AS LEIS DEVEM TER COM A CONSTITUIÇÃO DE CADA GOVERNO. COM OS COSTUMES, O CLIMA, A RELIGIÃO, O COMÉRCIO, ETC. A QUE O AUTOR ACRESCENTOU PESQUISAS RECENTES SOBRE AS LEIS ROMANAS NO QUE TOCA ÀS SUCESSÕES, SOBRE AS LEIS FRANCESAS E SOBRE AS LEIS FEUDAIS Prolem sine matre creatam. OVÍDIO Advertência...

    219701  Palavras | 879  Páginas

  • Modelo de fichamento/filosofia

    UNINORTE - LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES ESCOLA DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS - CURSO DE DIREITO FICHAMENTO DE CONTEÚDO Disciplina: Filosofia Geral e Jurídica Docente: Deise Souza Discente: Sylvia R. Cordoville Dionísio Turma: DTN01S3 Manaus/AM, 28 de maio de 2014. A Filosofia do Direito na Idade Moderna (p. 171 – 180) capítulo 14 NADER, Paulo. Filosofia do Direito / Paulo Nader 21ª Ed...

    2409  Palavras | 10  Páginas

  • Ler, aprofundar e comentar sobre os principais teóricos que discutem sobre o tema estado, governo e mercado – maximillian carl emil weber, barão de montesquieu, jean-jacques rousseau, adam smith.

    discutem sobre o tema Estado, Governo e Mercado – Maximillian Carl Emil Weber, Barão de Montesquieu, Jean-Jacques Rousseau, Adam Smith. Maxmiliallian Carl Emil Weber De acordo com análise desenvolvida sobre Max Weber entendemos que a teoria desse pensador se realiza através de uma aproximação dos processos sociais. Baseia-se na História econômica da Sociologia da religião (A ética protestante e o espírito do capitalismo). Alegou que havia uma ligação entre a emergência do protestantismo e a...

    797  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento do capitulo " A Evolução do pensamento administrativo"

    “FICHA RESUMO/ANALÍTICA DE OBRA CIENTÍFICA” 01. NOME COMPLETO DO (a) AUTOR (a) DO FICHAMENTO: Jonatas Pollo Strapasson 02. OBRA EM FICHAMENTO: SILVA, Reinaldo Oliveira Da. Teorias da Administração, Pearson: São Paulo, 2011. 03. ESPECIFICAÇÃO DO REFERENTE UTILIZADO: " A Evolução do pensamento administrativo" 04. RESUMO DO ARTIGO 04.01 Embora se possa reconhecer a importância da administração para o bem-estar e desenvolvimento dos povos, é muito difícil reconstruir a sua historia...

    1145  Palavras | 5  Páginas

  • Fichamento Positivismo juridico

    FICHAMENTO: “O POSITIVISMO JURIDICO” Resumo: O presente trabalho objetiva apresentar uma breve análise do histórico do positivismo jurídico, a partir da leitura da obra de Norberto Bobbio “Positivismo Jurídico”, de 1960-1961. Referida obra não sofreu atualizações de conteúdo vez que, como coloca o autor, “apesar de toda água que se passou sob as pontes do positivismo jurídico, os pilares centrais resistiram”[1]. Preferiu-se o enfoque no histórico à doutrina do positivismo jurídico em si em razão...

    5765  Palavras | 24  Páginas

  • RESUMO DE INTRODU O S CIENCIAS SOCIAIS MARQUE A ATERNATIVA CORRETA 1

     RESUMO DE INTRODUÇÃO ÀS CIENCIAS SOCIAIS MARQUE A ATERNATIVA CORRETA 1. Dos diferentes tipos de conhecimento o .................................. e o conhecimento ..............................................., respectivamente exigem uma reflexão racional, um método e uma comprovação universal. a) empírico e científico b) filosófico e mitológico c) mitológico e científico d) filosófico e científico e) religioso e mitológico 2. A ideologia para Marx significa: a) falsa consciência, ilusão, mascaramento/camuflagem...

    4255  Palavras | 18  Páginas

  • Fichamento e citacoes

    Redação Acadêmica  a) b) c) d) 7. Apresentação final do texto Revisão (distanciamento e espírito crítico) Deixar o texto `descansar´- leitura `viciada´ Leitura de colegas Leitura professor(a) Como fazer Fichamento de textos acadêmicos  Mas o que é fichamento?  Vejamos antes o ele que não é : 1. Não é resumo, embora possa conter resumos. 2. Não é paráfrase, embora possa conter paráfrases do autor.  Fichamento é basicamente o arquivo do texto que você lê contendo a referência e o que você entendeu...

    3538  Palavras | 15  Páginas

  • Resumo Beccaria

    e privilégios em detrimento da grande maioria, que ficará lançada  a  miséria  e  a  fraqueza.  Nesse  contexto,  seria  função  das  boas  leis  frear  esse  discrepante desequílibrio na sociedade.   Ocorre  que,  a  partir  de  um  relato  histórico,  o  autor  conclui  que,  ao  analisar  as   leis, pode­se perceber que elas não cumprem o que deveriam ser.   Abramos  a  história,  veremos  que  as  leis,  que  são  ou  deveriam  ser  convenções  feitas  livremente  entre  homens  livres,  não  têm  sido  senão  o  instrumento ...

    1564  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo de os federalistas

    OS ARTIGOS FEDERALISTAS Resumo do texto “Os artigos federalistas” Por prof. Matheus Passos Silva www.facebook.com/profmatheus OS ARTIGOS FEDERALISTAS Thomas Jefferson chamou Os artigos federalistas de “o melhor comentário jamais escrito sobre princípios de governo”. Para o filósofo inglês do século XIX, John Stuart Mill, O federalista (era assim que a coleção dos 85 pequenos artigos era chamada) era “o tratado mais instrutivo que possuímos sobre governo federativo”. Alexis de Tocqueville...

    8562  Palavras | 35  Páginas

  • Fichamento cidade antiga

    Fichamento dos livros primeiro,segundo e terceiro do livro A Cidade Antiga. Conteúdo Autor:Numa-Denys Fustel de Coulanges. Título original da obra:La Cité Antique-Étude sur Le Cute,Le Droit,Les Institutions de la Gréce et de Rome. Publicação:1864. Tradução:Frederico Ozanam Pessoa de Barros. Fonte Digital Digitalização do livro em papel Editora das Américas S.A.-EDAMERIS,São Paulo,1961 Prefácio O objetivo central deste Prefácio é informar ao leitor sobre o tema discorrido...

    6584  Palavras | 27  Páginas

  • Resumo: Iluminismo

    profundamente o pensamento iluminista. O centro das idéias e pensadores Iluministas foi a cidade de Paris. Entre outros estudos destacamos a obra do inglês Isaac Newton. Por meio de seus experimentos e observações, Newton conseguiu elaborar uma série de leis naturais que regiam o mundo material. Tais descobertas acabaram colocando à mostra um tipo de explicação aos fenômenos naturais independente das concepções de fundo religioso. Dessa maneira, a dúvida, o experimento e a observação seriam instrumentos...

    1745  Palavras | 7  Páginas

tracking img