Resumo Do Livro Que É História De E H Carr artigos e trabalhos de pesquisa

  • Resumo do filme o clube do imperador

    PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS RESUMO DE CARR, E. H.; QUE É HISTÓRIA?, PAZ E TERRA: SÃO PAULO, 2006, CAP. 1. O HISTORIADOR E SEUS FATOS WILLIAM VIEIRA ANTONIO PUC-CAMPINAS 2010 WILLIAM VIEIRA ANTONIO RESUMO DE CARR, E. H.; QUE É HISTÓRIA?, PAZ E TERRA: SÃO PAULO, 2006, CAP. 1. O HISTORIADOR E SEUS FATOS Trabalho referente...

    901  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento - O que é história? Edward Hallet Carr

    Universidade do Estado do Rio de Janeiro Curso de Graduação em História Professor: Carlos Maia Disciplina: Introdução aos Estudos Históricos Fichamento do Livro Que é História? Fonte: Edward Hallet Carr - Que é história? - Conferências George Macaulay Trevelyan proferidas por E.H. Carr na Universidade de Cambridge, janeiro-março de 1961. O livro começa com uma pequena introdução em resumo da visão de Carr, para ele História significa “ver o passado através dos olhos do presente...

    2307  Palavras | 10  Páginas

  • Que Historia

     Thiago Santana Ribeiro Fichamento: Que é Historia ? - CARR, Edward Hallet - 1 capitulo O Historiador e seus fatos Conferências George Macaulay Trevelyan proferidas por E, H. Carr na Universidade de Cambridge, janeiro-março de 1961;tradução de Lúcia Mauricio de Alvenga, revisão técnica de Maria Yedda Linhares, Rio de Janeiro, Paz e Terra, 3° ed. 1982. Fichamento apresentado no curso de História da Universidade do Vale do Paraíba como um dos pré-requisitos para a obtenção da nota parcial da...

    882  Palavras | 4  Páginas

  • Análise do livro: o que é a história, e. h. carr

    Crítica da Obra: QUE É HISTÓRIA? de E.H.Carr  Universidade de Brasília, Setembro de 2000, IH - Departamento de História, Disciplina: Introdução ao Estudo da História, Professor: Roberto Baptista Júnior   por Marcus Valerio XR 98/53596     Introdução Sobre o Prefácio à Segunda Edição Sobre as ANOTAÇÕES PARA UMA SEGUNDA EDIÇÃO DE QUE É HISTÓRIA Sobre o capítulo I. O HISTORIADOR E SEUS FATOS Sobre o capítulo II. A SOCIEDADE E O INDIVÍDUO Sobre o capítulo III. HISTÓRIA CIÊNCIA E MORALIDADE ...

    5197  Palavras | 21  Páginas

  • O que é historia?

    http://groups-beta.google.com/group/digitalsource QUE É HISTÓRIA? E. H. Carr QUE É HISTÓRIA? Conferências George Macaulay Trevelyan proferidas por E. H. Carr na Universidade de Cambridge, janeiro -março de 1961. tradução de Lúcia Maurício de Alverga revisão técnica de Maria Yedda Linhares 7ª Reimpressão PAZ E TERRA © Paz e Terra © Copyright by Edward Hallet Carr, 1961 Título do Original em inglês: What is History? Editoração eletrônica: Segmento & Co. Produções...

    63189  Palavras | 253  Páginas

  • E.H Carr

    Resenha - Vinte Anos de Crise - Edward Hallett Carr O período do entre-guerras foi marcado por turbulências e inquietações. A Pri-meira Guerra Mundial, apesar de suas trágicas dimensões, não fora suficiente para dar o golpe de misericórdia na ordem internacional do século XIX, e menos ainda para lançar as bases para uma nova ordem. O livro Vinte Anos de Crise. 1919-1939, de E. H. Carr, publicado no momento em que a Inglaterra declarava guerra à Alemanha em setembro de 1939, apresenta um balanço...

    1976  Palavras | 8  Páginas

  • RESENHA 1 CARR

    E.H. Carr 20 Anos de Crise – Uma introdução ao estudo das Relações Internacionais 1919 – 1939 Resenha – Capítulos 1,3,4,5,6 Uberlândia – Abril de 2015 CARR, Edward Hallett. 20 Anos de Crise 1919 – 1939: uma introdução ao estudo das relações internacionais. Brasília, DF, editora Universidade de Brasília, 2ª edição, setembro, 2001.305p. Edward Hallett “Ted” Carr (28 de junho de 1892 – 3 de novembro de 1982), nasceu em Londres e era filho de Francis Parker e Jesse Hallet Carr. Tinha...

    1936  Palavras | 8  Páginas

  • resumo comparativo sobre is historiadores antigos (gregos, persase hebreus) e as reflexões de Carr

    Resumo comparativo sobre os historiadores antigos (gregos, persas, hebreus) e as reflexões de Carr A historiografia persa era feita de crônicas, relatos em cronológicas, relacionados aos acontecimentos políticos e palacianos e a sucessão dos reinos. A historiografia judaica caracteriza-se pelas longas citações de documentos que os historiadores faziam documentos esses ditos originais que possivelmente provém de arquivos. Esse era um dos traços da historiografia judaica pós-êxodo, que se relacionava...

    735  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha do livro que é historia

    azResenha do Livro Que é Historia Capitulo I: O HISTORIADOR E SEUS FATOS Eduard Hallet Carr inicia o primeiro capitulo logo com a pergunta que dá titulo ao seu livro: “Que é história?” Para tentar responder essa pergunta Carr cita duas ideias antagônicas de sobre uma possível “historia definitiva.” A história, ele diz, é que é um reflexo da mossa própria posição no tempo, isso consciente ou inconscientemente. Analisa o que os fatos históricos, uma questão crucial que deve ser olhada mais...

    2492  Palavras | 10  Páginas

  • Oque é história

    CARR, Edward. O historiador e seus fatos. História, ciência e moralidade.In:____. Que é História? 3. Ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996. p.11-31. p.51-75 Eduard Hallet Carr, nasceu em Londres, no dia 28 de junho de 1892, falecendo em 3 de novembro de 1982. Foi um historiador, jornalista e teórico das relações internacionais britânico de esquerda, e um adversário do empirismo na historiografia. Como intelectual Carr ficou conhecido por seu trabalho sobre a história da União Soviética, em que demonstrou...

    1096  Palavras | 5  Páginas

  • O que é historia ?

    Fichamento 3 CARR, Edward Hallett. O Historiador e seus Fatos. In: Que é História?. 3ª ed. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 1982, pág. 44 a 65. RESUMO O texto de Edward Carr, fala sobre a relação do historiador com os fatos para escrever historia. Ele aponta que cada historiador tem uma visão diferente de ver a historia e que o historiador só pode compreender o presente se entender o passado. O historiador é um homem de seu tempo. Edward Carr começa indagando no desde o principio...

    1275  Palavras | 6  Páginas

  • Edward Carr

    Edward H. Carr 1. Breve biografia: Edward Hallett Carr (nascimento: 28 de Junho de 1892, morte: 3 de Novembro de 1982) foi um historiador nascido numa família de classe média em Londres, Reino Unido, especialista em história da URSS e sobre lideranças revolucionárias da história contemporânea. Estudou na Cambridge University e dedicou-se a carreira diplomática durante vinte anos (1916-1936). Adotou posição política pró-URSS progressivamente durante a Segunda Guerra Mundial, pois devido às suas...

    1097  Palavras | 5  Páginas

  • O que é História?

    Nome: Bruno Miron Aleixo 3º semestre curso História Resumo crítico do livro: O Que é história? Edward Hallet Carr CARR, Edward Hallet. O que é História? São Paulo. Ed. Paz e terra S/A, 2006. 189 paginas. Apresentação da obra: Que é história? Carr expõe em seu texto que historia vai muito além das concepções tradicionais e contemporâneas atuais. Critico por natureza, Carr evidencia as implicações nos conceitos pré-estabelecido entre as diversas teorias históricas. Conceitos como fato histórico...

    3749  Palavras | 15  Páginas

  • Que é história

    REFERÊNCIA CARR, Edward Hallet. Que é História. Tradução de Lúcia Maurício de Alverga. RESUMO Edward Hallet Carr nasceu em 1892 e foi educado na Marchant Taylors School, de Londres, e no Trinity College, de Cambridge. Ingressou no Foreign Office em 1916 e, depois de ocupar diversos cargos nesse Ministério, na Inglaterra e no exterior, resignou a todos eles em 1936. Tornando-se professor de política internacional na universidade de Wales (País de Gales). Foi editor assistente do the times entre...

    1439  Palavras | 6  Páginas

  • Que é história? Carr

    FICHAMENTO DE CARR, E. H.; QUE É HISTÓRIA?, RIO DE JANEIRO, 2012, CAP. 1. O HISTORIADOR E SEUS FATOS Trabalho referente à disciplina de Introdução aos Estudos Históricos do 1° período do Curso de História da Universidade Estadual do Rio de janeiro UERJ Introdução/prefácio à segunda edição – pág.11 à 14 De acordo com a obra do autor no momento em que o livro “que é historia?” estava sendo redigido o mundo passava...

    744  Palavras | 3  Páginas

  • Historia

    Fonte: CARR, Edwart Hallet. Que é história? conferências George Macaulay Trevelyan proferidas por E. H. Carr na Universidade de Cambridge, janeiro-março de 1961; Tradução de Lúcia Maurício de Alverga, revisão técnica de Maria Yedda Linhares, Rio de Janeiro, Paz e Terra, 3a ed. 1982. 1. O Historiador e seus Fatos. As primeiras palavras usadas pelo autor em formato de pergunta, “O que é história?” (Pág 36), trazem uma grande reflexão sobre como definir a história e qual é de fato sua importância...

    5598  Palavras | 23  Páginas

  • Que é história ? carr, edward hallet.

    CARR, Edward Hallett. Que é História? 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982. Fichamento: I. O historiador e seus fatos ▪ E. H. Carr dá início ao seu texto com a indagação que também dá nome ao seu livro: O que é História? E a partir daí começa a esboçar a multiplicidade de respostas que o historiador pode seguramente definir tal pergunta (p. 11). ▪ E. H. Carr afirma que a resposta do ‘que é História’ consciente ou inconscientemente reflete nossa posição no tempo, e por...

    3758  Palavras | 16  Páginas

  • Em que sentido a história pode ser considerado um conhecimento objetivo?

    EM QUE MEDIDA A HISTÓRIA PODE OU NÃO SER CONSIDERADA UM CONHECIMENTO OBJETIVO? Autor: José Divino O conhecimento histórico pode ser considerado algo científico? A História é ou não é uma ciência? Desde o seu surgimento, a História tem provocado grandes discursões a respeito de sua identidade como ciência. Nesse sentido, há uma grande problematização que leva vários pensadores buscarem explicações que justificam a veracidade do conhecimento histórico. É impossível ser historiador sem tomar...

    1611  Palavras | 7  Páginas

  • carr Vinte anos de Crise cap 5

    deveria ter sido feito, cedo defronta sua ruína, em lugar de sua preservação". Os três princípios essenciais, implícitos na doutrina de Maquiavel, são as pedras fundamentais da filosofia realista. Em primeiro lugar, a história é uma seqüência de causa e efeito, cujo POR RAZÕES 86 E. H. CARR curso se pode analisar e entender através do esforço intelectual, porém não (como os utópicos acreditam) dirigida pela "imagi­ nação". Em segundo lugar, a teoria não cria (como presumem os utópicos) a prática, mas...

    10168  Palavras | 41  Páginas

  • Resumo prova de Teoria das Relações Internacionais

    interesses pessoais Anárquico constituído de Estados soberanos; possibilidade de guerra iminente Apenas os Estados são reconhecidos Equilíbrio de poder (ordem westfaliana) Anarquia, interesses e poder dos Estados CLÁSSICO principais: Tucídides (História da Guerra do Peloponeso), Maquiavel (O Príncipe) e Hobbes (O Leviatã). Teóricos TUCÍDIDES Um país deve ter segurança, honra e interesses próprios: ∙ SEGURANÇA: se proteger de ameaças externas; direito legítimo de autodefesa; exército. ∙...

    4317  Palavras | 18  Páginas

  • Projeto: História da Unigranrio

    CURSO DE LICENCIATURA EM HISTÓRIA Unigranrio: Análise de sua Inserção no Contexto Educacional de Duque de Caxias. DUQUE DE CAXIAS, JUNHO DE 2013 Unigranrio: Análise de sua Inserção no Contexto Educacional de Duque de Caxias. Projeto de Trabalho Final de Curso apresentado à Coordenação de História da Escola de Educação, Ciências, Letras, Artes...

    2053  Palavras | 9  Páginas

  • História do Esporte

    HISTÓRIA DO ESPORTE: PANORAMA E PERSPECTIVAS1 Victor Andrade de Melo2 Rafael Fortes3 RESUMO: Esse artigo objetiva apresentar um panorama internacional e nacional da História do Esporte, aqui entendida como um campo profissional de investigação histórica que vem se delineando nas últimas décadas, não somente conduzido por “historiadores de formação”, mas certamente por pesquisadores que, independentemente de sua filiação acadêmica original, procuram se aproximar dos debates teóricos e metodológicos...

    9993  Palavras | 40  Páginas

  • Funcionalismo na História da Psicologia

    ............26 9. Robert Sessions WoodWorth (1869-1962) ...............................................28 9.1 Vida e Obra .........................................................................................................28 10. Harvey Carr (1873-1954) .........................................................................30 10.1 Vida e Obra .....................................................................................................30 10.2 Definição de Psicologia ..........

    10602  Palavras | 43  Páginas

  • Origens da Arquitetura Moderna e do Design - Resumo da Obra

    construiu o primeiro subúrbio-jardim, em Belford Park, próximo à Londres, a partir de uma idéia de Jonathan Carr, proprietário do local. Nem Webb, Shaw ou mesmo Carr, por não fugirem inteiramente do historicismo, sentiram a necessidade urgente de um estilo original para o século XIX. Assim, esse pioneirismo brotou também na Inglaterra, mas principalmente nos Estados Unidos, com Stanford White e H. H. Richardson. De um momento para o outro, os Estados Unidos deixaram o mundo para trás com seu pioneirismo...

    3168  Palavras | 13  Páginas

  • Historia Da Medicina

    1 HISTÓRIA DA MEDICINA: evolução e importância HISTORY OF MEDICINE: evolution and importance Sebastião Gusmão Professor Adjunto do Departamento de Psiquiatria e Neurologia da Faculdade de Medicina da UFMG. Coordenador do Centro de Memória da Medicina da Faculdade de Medicina da UFMG. R. Padre Rolim, 921 / 21 30130-090 – Belo Horizonte – MG e-mail: gusmao@medicina. ufmg.br RESUMO Descrevem-se a origem e a evolução da História da Medicina como ramo do conhecimento, e sua importância na formação...

    4773  Palavras | 20  Páginas

  • Resumo do livro história da psicologia moderna capitulo 08

    Resumo: Cap. 8: Psicologia Aplicada: A Herança do Funcionalismo O Funcionalismo sofreu forte influência do Estruturalismo; segundo ocorreu a fase da fundação e evolução do Funcionalismo e, finalmente, a fase da herança dos Funcionalistas. Através dos conhecimentos de Charles Darwin, considerado pela história como o pai da Teoria da Revolução, segundo seu entendimento o homem era um produto de sua evolução, ou seja, na natureza, o processo de seleção natural resulta na sobrevivência dos organismos...

    1598  Palavras | 7  Páginas

  • edward carr

    Anos de Crise" de Edward H. Carr (resenha) Edward H. Carr, autor do livro "Vinte Anos de Crise 1919-1939", é britânico e cresceu em plena era Vitoriana, período de prestígio britânico no sistema internacional, posteriormente presenciando seu declínio. O autor interrompe seus estudos no inicio da I Guerra Mundial e ingressa na carreira diplomática, participando da Conferência de Paz de Versailles junto a delegação de seu país. Anos depois, em 1936, Carr escreve o livro comentado nesta resenha...

    1026  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha do livro 1808

    GOMES, Laurentino. 1808 – Como Uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil. 3 ed. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2009. Laurentino Gomes é paranaense de Maringá, quatro vezes ganhador do Prêmio Jabuti de Literatura com os livros 1808, sobre a fuga da corte portuguesa de D. João VI para o Rio de Janeiro, e 1822, sobre a Independência do Brasil. Sua obra também foi eleita o Melhor Ensaio de 2008 pela Academia...

    2148  Palavras | 9  Páginas

  • 1808 resumo

     RESUMO O texto a seguir procura explicar de forma clara a obra autor Laurentino Gomes “1808: Como Uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil”, procurando mostra as ideias centrais que gira em torno de sua presente obra. UM OLHAR SOBRE 1808 O livro é de conteúdo histórico, tratado pelo jornalista paranaense de Maringá como resultado de dez anos de investigação, segundo ele mesmo afirma ao apresentar logo de...

    2011  Palavras | 9  Páginas

  • Fichamento que é História - Carr

    1. O historiador e seus fatos Carr começa seu livro citando dois autores e suas opiniões sobre história. Carr cita Acton que afirma que “Não podemos ter nesta geração a história definitiva, mas podemos dispor da história convencional e mostrar o ponto a que chegamos entre uma e outra”. (pág.43) e cita Sir George Clarck, que diz que a “história definitiva” poderá ser possível um dia. Carr afirma que quando tentemos responder á pergunta “Que é história?”, nossa resposta reflete na nossa posição...

    9721  Palavras | 39  Páginas

  • O que é historia

    Rio de Janeiro Curso de História Introdução aos Estudos Históricos Professor: Adílio Aluno: Fellipe Castanheira Soares Matrícula: 2011.1.01414.11 Fichamento CARR, Edward Hallet. Que é história. São Paulo, Editora: Paz e Terra, 1996. Capitulo I - O historiador e seus fatos Os historiadores do século XIX se apegavam aos fatos. Ranke frisava que a tarefa do historiador era “apenas mostrar como realmente se passou”. O positivismo, que tratava a história como ciência também contribuiu...

    1098  Palavras | 5  Páginas

  • O que é história? Visão de Carr e Paul Veyne

    UnB Instituto de Ciências Humanas – IH Departamento de História Disciplina de Introdução ao Estudo da História – IEH O que é história? A visão de dois autores distintos sobre história, o que são fatos históricos e de como o historiador seleciona os fatos. Brasília Novembro/2013 Introdução O trabalho a ser apresentado tem como objetivo relacionar a visão de dois autores diferentes sobre o conceito de história, conceitos esses que são muito vastos. A escolha desse tema...

    919  Palavras | 4  Páginas

  • A historia da psicolgia

    nervosismo inadequado e, portanto a causa da insônia. Entretanto, antes de se tornar tão incapacitado, ele havia sido um dos escritores mais prolíficos do século XIX. Seus trabalhos foram publicados em revistas populares, milhares de copias de seus livros foram vendidos e seus sistema de filosofia foi adotado como parte do currículo padrão em praticamente todas as unidades. Aos 35 anos, em uma situação que nos lembra a de Darwin, nosso filosofo desenvolveu palpitações no coração, insônia e problemas...

    4754  Palavras | 20  Páginas

  • O ensino de história

    RESUMO A presente monografia mostra a história ensinada de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais. Traz, a partir de uma vasta pesquisa bibliográfica que o contexto escolar possui uma multiplicidade de ações pedagógicas que valorizam o aluno. As práticas educativas progressistas são pertinentes, pois consideram o sujeito e sua história. A produção do conhecimento se dá a partir de sujeitos históricos. Valorizar as narrativas das histórias de vida dos educandos e dos professores como...

    11859  Palavras | 48  Páginas

  • O que é História

    Fichamento do livro: Que é História? 3ª edição 1982 Edward Hallet Carr Capitulo I. O Historiador e seus fatos: Carr inicia este capítulo evidenciando a impossibilidade de uma história plenamente objetiva. Os fatos históricos jamais falam por si, e sim, são sempre interpretados. Nem mesmo existem fatos consensualmente tidos como importantes, um historiador pode selecionar um evento para estudo que passe totalmente despercebido por outro, ou...

    1357  Palavras | 6  Páginas

  • Análise do livro: Nicolas Carr: O quê a Internet está fazendo com nossos cérebros?

    Análise do livro: Nicolas Carr: O quê a Internet está fazendo com nossos cérebros? Em seu livro Nicholas Carr vem discutindo a forma como a Internet e sua ubiquidade vêm transformando não só a maneira como vemos o mundo, mas também nossos relacionamentos e, em última instância, nossos cérebros. Carr contextualiza o assunto através das várias revoluções ocorridas desde que começamos a viver em comunidade – como os mapas e o relógio – concentrando-se, ainda, nas mudanças relacionadas com o armazenamento...

    1255  Palavras | 6  Páginas

  • FICHAMENTO CARR

    Sobre o capítulo I: O Historiador e Seus Fatos Carr inicia seu primeiro capítulo tentando anular qualquer existência de superficialidade e confusão em relação à pergunta que entitula seu livro “Que é história?” através de um conflito de idéias pertencentes a dois historiadores de épocas distintas. Segundo Acton, história “É uma oportunidade única de registrar, da maneira mais útil para o maior número, a abundância de conhecimentos que o século XIX está em vias de...

    2961  Palavras | 12  Páginas

  • História e o ensino da " história e cultura afro-brasileira": uma breve análise.

    HISTÓRIA E O ENSINO DA “HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA”: UMA BREVE ANÁLISE FERNANDO ROCHA LEILA XAVIER LÍVIA GOMES PEREIRA MARCIENE DAS DÔRES CAETANO WILSON DE SOUSA GOMES “Somos ainda hoje uns desterrados em nossa terra” Sergio Buarque de Holanda (Raízes do Brasil) RESUMO: O presente artigo discute o ensino de história em relação direta com a temática, “ensino de historia e cultura afro brasileira”. Partindo da problemática de um preconceito velado que ainda persiste nas...

    8896  Palavras | 36  Páginas

  • Fichamento Livro: O que é História Texto 2: A Sociedade e o Indivíduo

     2. A sociedade e o indivíduo Carr inicia o segundo capitulo afirmando que “a sociedade e o indivíduo são inseparáveis, eles são necessários e complementares um ao outro e não opostos ”(pág.56). Ainda sobre o tema, ele cita uma frase famosa de Donne: ”Nenhum homem é uma ilha na sua totalidade, cada homem é um pedaço do continente”(pág.56). Segundo Carr a relação que a sociedade tem com o indivíduo afirmando que ” logo que nascemos, o mundo começa a...

    1088  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha de "história repensada", jenkins

    Schio Fichamento do texto “A História repensada” de Keith Jenkins Curitiba – Paraná 2012 KEITH, Jenkins. “A História Repensada”. Tradução: VILELA, Mario. Editora Contexto. Pág. 17-52. Keith Jenkins é um historiador britânico, professor-adjunto de História na University College Chichester, centro de excelência na formação de professores. Além de escrever Re-thinking History (1991), primeiro livro publicado no Brasil, é autor de On “What is History”: From Carr and Elton to Rorty and White...

    2234  Palavras | 9  Páginas

  • Resenha - Edward Carr 20 Anos de Crise - Cap. 3 e 4

    Resenha: Vinte Anos de Crise, E. H. Carr – capítulos 3, O Pano de Fundo Utópico, e 4, A Harmonia de Interesses No período entre guerras, após diversos países estarem enfrentando a decadência de crises econômicas, abriu-se espaço para a aparição de novos vieses políticos que visavam evitar uma nova guerra e estabelecer consensos entre as nações em relação às ações a serem executadas nos âmbitos político, social e econômico. A obra de Edward H. Carr, Vinte Anos de Crise, foi escrita neste contexto...

    875  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento o que é história

    Fichamento Livro: O que é história? Autor: Edward Hallet Carr Título Original: What is history? Ano de Publicação: 1962 Aluno: Douglas de Oliveira Coelho Prefácio à segunda edição. O autor defende uma ideia de otimismo econômico frente as crises e ao pessimismo de escritores e jornalistas europeus “(...) grupos sociais de elite cuja segurança e privilégios foram os mais visivelmente corroídos pela crise (...)” (CARR, O que é história, p.7). O autor mostra também os contextos históricos...

    5776  Palavras | 24  Páginas

  • Resumo vinte anos de crise

    Pri-meira Guerra Mundial, apesar de SUAS DIMENSÕES trágicas, Nao fóruns Suficiente parágrafo dar o golpe de Misericórdia na Ordem Internacional do Século XIX, e Menos AINDA parágrafo Lancar como bases parágrafo UMA nova Ordem. O Livro Vinte Anos de Crise. 1919-1939, de EH Carr, publicado há Momento los that a Inglaterra declarava guerra à Alemanha los setembro de 1939, apresenta hum Balanço Bastante completo e eloqüente Dessa Difícil Transição de UMA Ordem de para outra, EM Opaco Padrões Tradicionais...

    1680  Palavras | 7  Páginas

  • Análise do livro: “A deshonra da República: apreciações gerais a Revolta da Marinha de Guerra Nacional e o governo do vice-presidente Marechal Floriano Peixoto”.

     Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro Instituto de Geografia e História Militar do Brasil Curso de Especialização em História Militar Cristiane Reis Mattos de Oliveira Orientação: Tenente Renato J. P. Restier Junior Trabalho monográfico de conclusão do Curso de Especialização em História Militar Rio de Janeiro Agosto 2011 Índice...........................................................................................................................

    10380  Palavras | 42  Páginas

  • Resenha carr

    Resenha Critica sobre O livro vinte anos de crise, de Edward Hallet Carr. Carr, Edward Hallet, 1892 à 1982. Vinte anos de crise: 1919-1939, uma introdução ao estudo das Relações Internacionais. Tradução de Luiz Alberto Figueiredo Machado. Universidade de Brasília, Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. Editora Brasnia, coleção dos clássicos do IPRI, edição setembro, 2001; contendo 354 páginas. O autor nasceu em 1892, estudou na Universidade...

    2307  Palavras | 10  Páginas

  • Livro sobre a memoria no conceito do historiados le goff

    JACQUES LE GOFF História e memória FICHA CATALOGRÁFICA ELABORADA PELA BIBLIOTECA CENTRAL-UNICAMP L525h Le Goff, Jacques, 1924 História e memória / Jacques Le Goff; tradução Bernardo Leitão ... [et al.] -- Campinas, SP Editora da UNICAMP, 1990. (Coleção Repertórios) Tradução de: Storia e memoria. 1. Historiografia. I. Título. ISBN 85-268-0180-5 20. CDD – 907.2 Índice para catálogo sistemático: 1. Historiografia 907.2 Coleção Repertórios Copyright©1990 Storia e Memória...

    181624  Palavras | 727  Páginas

  • Edward Carr resumo

    RESENHA CRÍTICA Emilyn Almeida Machado VINTE ANOS DE CRISE 1919-1939, por E. H. CARR (CAPÍTULO V) Sendo um grande historiador, Edwad Hallet Carr ficou bastante conhecido no mundo das Relações Internacionais. Estudou na faculdade de Cambridge, e teve como o início de sua carreira a diplomacia, sendo conhecido pelo seu trabalho sobre a união soviética e movendo-se por seus ideais esquerdistas e sua preocupação pelo estudo das relações internacionais, resolveu seguir a carreira acadêmica...

    1501  Palavras | 7  Páginas

  • Fichamento Carr - Vinte Anos de Crise

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA TEORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS I DOCENTE: MARRIELLE MAIA DISCENTE: GIOVANNA BORGES BORTOTTO Fichamento referente ao livro CARR, E. H. Vinte Anos de crise 1919-1939, cap. 1, 3, 4, 5 e 6. CAPÍTULO PRIMEIRO - O Começo de uma ciência O conhecimento é vasto e deve ser sistematizado a fim de ser organizado e compreendido. No caso da "política internacional", como deve ser feita essa sistematização? Visto que o Direito, a Economia, etc têm análises restritas e tendenciosas...

    1348  Palavras | 6  Páginas

  • Trablho de Leonardo vinicius de Souza Camacho, para universidade castelo branco, Resumo do livro, "História e verdade" de Adam. Schaff

    Teoria da História Nome: Leonardo Vinicius de Souza Camacho QUE É HISTÓRIA ? E.H.Carr, nascido em Londres 28 de junho de 1892 morreu em 3 de novembro de 1982. Estudou da Universidade de Cambridge, estabeleceu princípios da história radicais, que rejeitavam as práticas tradicionais. Ficou conhecido primeiramente por seu livroHistória da União Soviética”. Participou da elaboração de partes do Tratado de Versalhes. Durante a conferência de paz, ficou muito ofendido...

    731  Palavras | 3  Páginas

  • História da psicologia moderna (livro)

    Duane P. Schultz Sydney Elien Schultz História da Psicologia Moderna Tradução ADAIL UBIRAJARA SOBRAL MARTA STELA GONÇALVES Revisão Técnica MARIA SÍLVIA MOURÃO rro III p4123499 EDITORA CULTRIX SÃO PAULO r Título do original: - . A Hisfory of Modem Psychology 5’ edição, revista e ampliada. Copyright © 1992, 1987, 1981, 1975 e 1969 by Harcourt Brace Jovanovich, Inc. 1’ edição brasileira, Editora Cultnx, 1981. Créditos de Foto, e Ilustrações Capa:...

    222582  Palavras | 891  Páginas

  • História geral conceito

    Braick Myriam Becho Mota HISTÓRIA DVD do professor BIBLIOTECA DO PROFESSOR • Textos de formação teórica INTRODUÇÃO O fazer história Capítulo 1 A construção da história 1 BIBLIOTECA DO PROFESSOR 1 . 1 Textos de formação teórica O conceito de história e o fato histórico Um dos aspectos metodológicos mais importantes para a tarefa do historiador é a seleção e a organização dos fatos históricos. No texto a seguir, o historiador britânico Edward H. Carr (1892-1982) mostra que os fatos...

    870  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha “vinte anos de crise”, carr

    No livro “Vinte anos de crise”, Carr faz críticas à utopia da harmonia de interesses, supostamente inferidas nas relações dos Estados. Dessa forma, Carr critica à Liga das Nações, pois esta se tornou utópica, visto que ela tinha um discurso moral que fugia da visão realista, ou seja, a conjuntura internacional ia contra o seu discurso moral. A liga das nações afirmava que trataria todos os membros como iguais, no entanto, garantiu às grandes potências maioria no Conselho da Liga. Com o passar dos...

    1075  Palavras | 5  Páginas

  • "O QUE É A HISTÓRIA?" A abordagem de Keith Jenkins

    "O QUE É A HISTÓRIA?" A ABORDAGEM DE KEITH JENKINS Introdução Entender o significado da história consiste, primeiramente, em aceitar que ela é constituída de diferentes discursos a respeito do mundo, e que estes discursos têm como objeto de investigação o passado. Portanto, a história não é o passado, mas um discurso sobre parte dele, e o presente trabalho tem como objetivo dissertar acerca do significado da história. Para isso, a bibliografia básica deste trabalho baseia-se no escrito de Keith...

    2240  Palavras | 9  Páginas

  • O que a internet tem feito com nossas mentes

    NOSSAS MENTES O QUE A INTERNET ESTÁ FAZENDO COM NOSSAS MENTES? COM UMA RESENHA DO LIVRO DE NICHOLAS CARR A GERAÇÃO SUPERFICIAL Valdemar W. Setzer www.ime.usp.br/~vwsetzer Original de 4/3/12 – versão 2.1 de 16/3/12 Índice (acione um item para desviar para ele) 1. Introdução 2. Resumo do livro 2.1 Confissão do autor: como o livro foi escrito 2.2 O efeito distrativo 2.3 A plasticidade do cérebro 2.4 História de algumas tecnologias intelectuais 2.5 Sobre a Internet 2.6 O problema das multitarefas ...

    22971  Palavras | 92  Páginas

  • História

    entrada a 70h partir de 2010) Arquitetura 1º, 2º, 3º e 4º 60h Ciências Contábeis 1º, 2º, 3° 4º , 100 h Direito 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º, 20h 8º, 9º, 10º Engenharia Civil 6º, 7º e 8º 80h Serviço Social 1º, 2º, 3º, 4º 80h * Carga Horária por Semestre: o discente deve completar o número total de horas para ser aprovado CURSO LICENCIATURA CURSOS PERÍODOS História 1º, 2º, 3º, 4º e 5º Matemática 1º, 2º, 3° 4º e * Carga Horária por Semestre: o discente deve completar o...

    2247  Palavras | 9  Páginas

  • Libras

    LITERATURA SURDA Lodenir Becker Karnopp RESUMO Este artigo aborda todos os pontos positivos, citados nas literaturas infantis Cinderela Surda e Rapunzel Surda. Mesmo havendo divergências de opiniões sobre a cultura, direcionada na linguagem dos sinais, é um ponto importante na vida dos surdos. As pesquisas feitas, através desses livros pretendem contribuir, para a discussão da criação de uma literatura surda. Que estão ligadas aos debates, sobre cultura e identidade. Há preconceito pela sociedade...

    830  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo Livro

    Livro - Quem Comeu o meu Hambúrguer? - O Poder dos Seis Sigmas Este livro aborda a estratégia administrativa numa parábola que relata o encontro de dois amigos que iniciaram carreira juntos - um deles recém-demitido de uma empresa de fast food, e o outro, um funcionário bem-sucedido na mesma empresa... 654 Palavras3 Páginas Quem comeu meu hamburguer Quem comeu o meu hambúrguer? Autor: Subir Chowdhury Aluna: Fabiana da Silva dos Santos Turma: 1° Ciências Contábeis Venda Nova do Imigrante, Maio...

    778  Palavras | 4  Páginas

  • Roger Chartier - Livro Entre Práticas e Representações

     RESENHA: A HISTÓRIA CULTURAL: Entre práticas e representações ROGER CHARTIER, Difel,1985. . SUMÁRIO 1. Contextualização............................................................................................ 2. Tema..............................................................................................

    8766  Palavras | 36  Páginas

  • História da Matemática - Análise

    Resumos estendidos págs: 1:14 ISBN: 85-89498-02 © 2004 Editora IME-UERJ. Resumo 0 HISTÓRIA E ESTÓRIAS DA MATEMÁTICA: UMA ENTREVISTA COM HERON NOS DIAS ATUAIS Helena Noronha Cury Carlos Eduardo Mathias Motta Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul curyhn@pucrs.br Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro drummath@yahoo.com Resumo: A partir de uma entrevista imaginária com Heron de Alexandria, os autores criam um ambiente de fantasia, discussão e comparação...

    5532  Palavras | 23  Páginas

  • a historia repensada

    historiográfica, isso levou a história a um impasse que dura desde o começo do século XX; e, de fato, ainda hoje existe pouco de concreto na teoria da história. Não há como negar que muita coisa mudou desde a virada da Escola dos Annales com Marc Bloch e Lucien Febvre de lá pra cá os historiadores passaram a questionar o modo de produção historiográfica, seguiram-se vários outros como Jacques Le Goff e Paul Vayne. Mas, talvez, a maior transformação foi provocada fora da história, pelo filósofo Michel Foucault...

    826  Palavras | 4  Páginas

tracking img