Resumo Do Livro O Fingidor Trabalhos Escolares e Acadêmicos Prontos

  • Resumo

    Resumo de português Aluno: Manoel Alves F. Neto Interpretação De Texto Interpretar um texto não é simplesmente saber o que se passa na cabeça do autor quando ele escreve seu texto. Para ler e entender um texto é preciso atingir dois níveis de leitura: Informativa e de reconhecimento. ...

      1566 Palavras | 7 Páginas  

  • Trabalhos milena

    Fernando Pessoa A principal obra de "Pessoa ele-mesmo" é Mensagem, uma coletânea de poemas sobre os grandes personagens históricos portugueses. O livro foi, também, o único a ser publicado enquanto foi vivo. Na obra, Fernando Pessoa expressou por outras palavras a necessidade de provocar, de lutar...

      6619 Palavras | 27 Páginas  

  • livros

    linguagem falada ou a utilização de figuras de estilo como a hipérbole ou outras que assumem o carácter "fingidor" da poesia, de acordo com a conhecida fórmula deFernando Pessoa ("O poeta é um fingidor"). A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor...

      2581 Palavras | 11 Páginas  

  • Nicolau maquiavel

    Esta obra, que tentava resgatar o sentimento cívico do povo italiano, situava-se dentro do contexto do ideal de unificação italiana. “O Príncipe”: O livro “O Príncipe”, completamente escrito em 1513, era dirigido a um príncipe que estava governando um Estado, e o aconselhava sobre como manter seu governo...

      1277 Palavras | 6 Páginas  

  • Rede sociais

    três atos) Época: ATUALIDADE (Ambiente pós-moderno que envolve questão de corrupção, crises nos relacionamentos e crises de identidades) Resumo: A peca apresenta as crises nos relacionamentos entre os membros de uma família pós-Moderna a esposa sai de casa cedo para trabalhar todos os dias...

      1882 Palavras | 8 Páginas  

  • Fernando Pessoa e Mário Cesariny: O rompimento entre o real e o imaginário

    Delgado – UFPA Aésine Brabosa – UFPA RESUMO: Este artigo tem por finalidade apresentar um panorama do surgimento e da história dos movimentos literários Modernismo e Surrealismo, em Portugal...

      3253 Palavras | 14 Páginas  

  • corpo

    culturais relacionados às artes plásticas, literatura e teatro. Neste trabalho estará abordada a parte da literatura deste movimento. O trabalho possui o resumo do contexto histórico, as suas características os principais autores, e alguns dos registros das escolas literárias. ...

      1808 Palavras | 8 Páginas  

  • O que é Leitura

    leitura sejam disponibilizados livros diversos. Esses livros poderão ser da biblioteca, sala de leitura, como também ser trazido de casa por cada criança com o objetivo de ficar na sala para que seja organizada durante o ano as trocas entre as criança (ciranda de livros  ou ciranda de histórias). - Forme...

      2701 Palavras | 11 Páginas  

  • Pesquisa de literatura

    interioridade e de seu próprio arbítrio. A liberdade só poderá ser cerceada por regimes autoritários que proibirem a circulação dos objetos artísticos. Em resumo, todas as normas foram abolidas. Poética, de Manuel Bandeira, é um manifesto dessa nova postura, com seu célebre verso final: “Não quero mais saber...

      2455 Palavras | 10 Páginas  

  • Ciencias contabeis

    negociador é um fingidor profissional. Seus gestos e palavras são construídos e pesados antes de serem exteriorizados com a finalidade de colaborar para a construção de imagens na mente do outro, imagens que lhe convêm, com um propósito definido. (Sebastião de Almeida autor do livro Negociação: Técnicas...

      2747 Palavras | 11 Páginas  

  • Diversos

    Santos Literatura Brasileira Thiago gonçalves Março/2013 Introdução Neste trabalho será elaborado um quadro resumo das literaturas brasileiras; * Nome da literatura (do Trovadorismo ao Neoclassicismo) * Período em que ocorreu * Características de cada...

      2885 Palavras | 12 Páginas  

  • Fernando Pessoa

    Poemas e Análises de Fernando Pessoa, por ele mesmo. AUTOPSICOGRAFIA O poeta é um fingidor Finge tão completamente Que chega a fingir que é dor A dor que deveras sente E os que leem o que escreve, Na dor lida sentem bem, Não as duas que ele teve, Mas só a que eles não têm E assim...

      13082 Palavras | 53 Páginas  

  • As possíveis leituras da heteronimia de fernando pessoa

    desta Alma fechada nos liberta? Sem ver, ouvimos para além da sala De ser: mas como, aqui, a porta aberta? Calmo na falsa morte a nós exposto, O Livro ocluso contra o peito posto, Nosso Pai Rosaecruz conhece e cala.” (Fernando Pessoa em “No Túmulo de Christian Rosenkreutz”) Fernando Pessoa , ...

      5695 Palavras | 23 Páginas  

  • Metodologia dos estudos literários

    pois um poeta é fingidor, imitador e alterador da realidade. O poeta é um fabulador, um criador de histórias: mesmo quando o poeta relata algo que realmente aconteceu, a partir do momento em que a realidade está no texto do poeta, ele é o seu criador porque “o poeta é um fingidor”. Um mau poeta é...

      4668 Palavras | 19 Páginas  

  • Opinião resenha

    eram atores secundários e o papel principal ficava a cargo da mediocridade, a se infiltrar e dominar tudo. Ela ditava que o nosso papel ali era de fingidores: o professor fingia estar ensinando e se interessando pela inteligência de seus alunos, e o aluno fingia estar aprendendo e absorvendo conhecimentos...

      6525 Palavras | 27 Páginas  

  • Resumo livro maquiavel

    Resumo livro de Maquiavel Pág. 45. “Aqueles que desejam conquistar a graça de um príncipe costumam obsequia-lo o mais das vezes com o que possuem de mais valioso ou que possa deleitá-lo de modo especial; por isso os príncipes são frequentemente presenteados com cavalos, armas tecidos de ouro, pedras...

      2881 Palavras | 12 Páginas  

  • 12ºAno

    encontra-se uma frase complexa, porque possui mais do que um verbo principal ou copulativo. Sujeito – O poeta; predicado – é um fingidor; predicativo do sujeito – um fingidor. Texto 3 Compreender (pág. 20) 1. Segundo grau: poeta que não tem a mesma simplicidade de emoções que o anterior; a...

      5883 Palavras | 24 Páginas  

  • Fernando Pessoa

    Fernando Pessoa: Fernando Pessoa (1888-1935) foi poeta português. Um dos mais importantes poetas da língua portuguesa. "Mensagem" foi um dos poucos livros de poesias publicado em vida. Fernando Pessoa ocupou diversas profissões, foi editor, astrólogo, publicitário, jornalista, empresário, crítico literário...

      3066 Palavras | 13 Páginas  

  • poesia

    contemporânea – a poética de José Luís Tavares Contemporary Cape Verdean poetry – the poetics of José Luís Tavares Rubens Pereira dos Santos* Resumo: José Luís Tavares é, atualmente, um dos grandes nomes da poesia cabo-verdiana. Sem desligar-se da rica tradição literária de seu país, os seus versos...

      3273 Palavras | 14 Páginas  

  • O ano da morte de ricardo reis

    PPG-LET-UFRGS – Porto Alegre – Vol. 02 N. 02 – jul/dez 2006 Ricardo Reis: entre a heteronímia e a personagem ficcional Priscilla de Oliveira Ferreira* Resumo: Em O Ano da Morte de Ricardo Reis, José Saramago se apropria do mais clássico dos heterônimos de Fernando Pessoa e insere essa personagem em uma narrativa...

      4548 Palavras | 19 Páginas  

tracking img