Resumo Do Livro Filosofia Da Religião artigos e trabalhos de pesquisa

  • RESUMO DO LIVRO FILOSOFIA E CIÊNCIAS DA NATUREZA

    METODOLOGIA CIENTÍFICA RESUMO DO LIVRO FILOSOFIA E CIÊNCIAS DA NATUREZA Palmas, 2013. UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS – CAMPUS PALMAS ENGENHARIA DE ALIMENTOS DISCIPLINA: Discente: Weyda Pâmela Beckman Sielski Docente: Guilherme Benko de Siqueira Palmas, 2013. FILOSOFIA E CIÊNCIAS DA NATUREZA O livro tem por finalidade de oferecer ao leitor...

    732  Palavras | 3  Páginas

  • filosofia da religiao

     Filosofia da religião A necessidade do Ser Humano de tentar explicar o absoluto levou, além de outras matérias, também, a filosofia a estudar a religião. A filosofia da religião é uma área da filosofia que se ocupa, ou tem por objectivo, o estudo da dimensão espiritual do homem desde uma perspectiva filosófica (metafísica, antropológica e ética),analisando a verdadeira essência do problema. Dessa forma, a sua pergunta fundamental é: "O que é a religião?". Este estudo irá concentrar-se no...

    4103  Palavras | 17  Páginas

  • HFO Ci ncia filosofia e religi o

    H.F.R – Prof: Marcos Vinicius Resumo do texto: Ciência, filosofia e religião A busca da verdade é um objetivo comum entre religião, filosofia e ciência. A religião exprime sua verdade de uma forma abstrata, o sentimento da fé. Até o Renascimento a filosofia vivia sobre forte influência da religião. Com a chegada das idéias humanísticas baseadas na razão e no experimento científico e questionando a base social, política e intelectual do homem medieval, esse panorama se modificou...

    1061  Palavras | 5  Páginas

  • Livro

    Livro: Iniciação à Estética – Ariano Suassuna Resumo do Capítulo 8 Teoria Hegeliana da Beleza Aluna: Daiane Maiara da Silva Costa. A Beleza como manifestação da ideia “A Beleza... se define como a manifestação sensível da ideia”; “a unidade da Ideia e da aparência é a essência da Beleza e de sua produção na arte”; Hegel aceita também, como Schelling, o fundamento platônico da explicação da Beleza. Comentário: O pensamento de Hegel se assemelha de certa forma um aprofundamento do pensamento de Schelling...

    644  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo do capítulo A Idade Média e a Filosofia do livro O espírito da Filosofia Medieval de E. Gilson

    MÉDIA E A FILOSOFIA O problema da filosofia cristã Seguindo os passos de Étienne Gilson em sua obra O espírito da filosofia medieval, mais especificamente no que concerne ao último capítulo de seu estudo, a saber, A Idade Média e a filosofia, far-se-á um breve resumo acerca do principal problema que Gilson se propõe: sobre a filosofia na Idade Média e a possibilidade de uma filosofia cristã. Nesse sentido cabe, antes de discorrer à respeito do capítulo A Idade Média e a filosofia, destacar...

    1261  Palavras | 6  Páginas

  • FILOSOFIA E RELIGIÃO

    acreditaria em um Deus que soubesse dançar.” Friedrich Nietzsche O que nasceu primeiro: a filosofia ou a religião? Resposta difícil. O livro que você tem em mãos não pretende oferecer essa resposta. Talvez ajude você a caminhar na busca de mais perguntas; no entanto, serão perguntas maravilhosas, com sentido, necessárias. Como seria bom se toda ciência tivesse a coragem de dialogar com a filosofia, entendendo que não seria um diálogo, como muitas vezes acontece, para procurar o que diz Sócrates...

    4951  Palavras | 20  Páginas

  • Resumo - APRENDER A VIVER

    klahold Professor: Vinícius Resumo da estrutura do livro ‘Aprender a Viver’ de Luc Ferry. Para explicar, no primeiro capítulo, o que é a filosofia, Luc Ferry nos põe que, à constatação humana de sua finitude/limitação, surge uma necessidade de explicação da realidade, de uma cosmologia, que permita ao homem viver bem diante da irreversibilidade e da iminência de sua morte, causadora de medos primitivos. A filosofia opõe-se à religião nesta tarefa: enquanto a religião toma como base uma fides em...

    644  Palavras | 3  Páginas

  • Filosofia E Religi O

    FILOSOFIA E RELIGIÃO Semelhanças, críticas e história Itaberaí - GO 06 de março de 2015 Colégio Estadual Honestino Monteiro Guimarães Itaberaí, 06 de março de 2015. Aluno(s): Matheus E. , Debora, Tamara, Muriel, Emerson, Luisa. Professora: Nilza Freitas Série: 1° ano Sala: 03 Trabalho apresentado à escola Honestino Monteiro, para a disciplina de Filosofia. Professora:...

    3688  Palavras | 15  Páginas

  • Resumo Aula De FILOSOFIA

    Resumo aula de FILOSOFIA Introdução Filosofia Filosofia - Pensamento sistemático sobre todos os temas respeitado a tradição: Religião, Estética, Politica, Economia, Direito, Etc. Só mergulhando na tradição é que podemos ser melhores do que ela. A Filosofia tem um rol variável de pensadores. A Filosofia se revela com o estudo de sua história. Contemporaneamente, Filosofia é fruto de pensadores universitários que dialogam –concordando ou discordando- com um cânone referencial estabelecido. Filosofia...

    752  Palavras | 4  Páginas

  • Filosofia e história

    HISTÓRIA E FILOSOFIA DA RELIGIÃO INTRODUÇÃO A UMA FILOSOFIA DA RELIGIÃO A filosofia da religião tenta esclarecer a possibilidade e a essência formal da religião na existência humana. Em outras palavras, estuda a consciência do homem e de sua autocompreensão a partir do absoluto enquanto atingível pela inteligência. O ato filosófico não fundamenta a existência humana, mas tenta esclarecê-la, assim também a filosofia da religião não fundamenta, nem inventa a religião, mas tenta esclarecê-la...

    2538  Palavras | 11  Páginas

  • Crítica da religião

    ARTES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA WELLINGTON DE LUCENA MOURA A CRÍTICA DA RELIGIÃO NA OBRA “DIFERENÇA DA FILOSOFIA DA NATUREZA DE DEMÓCRITO E DE EPICURO” DE KARL MARX. João Pessoa 2003 2 WELLINGTON DE LUCENA MOURA A CRÍTICA DA RELIGIÃO NA OBRA “DIFERENÇA DA FILOSOFIA DA NATUREZA DE DEMÓCRITO E DE EPICURO” DE KARL MARX. Monografia apresentada à Universidade Federal da Paraíba como requisito para obtenção do grau de Bacharel no curso de Filosofia. ORIENTADOR: Prof. Dr. Antonio...

    11135  Palavras | 45  Páginas

  • Direito e religião

    relação entre direito e religião na origem das leis nos povos antigos Skárlett Régis de Moura, Tarcísio Vilton Meneghetti, Josemar Sidinei Soares (orientador) Curso de Direito,Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI, Grupo de Pesquisa em Filosofia do Direito – Grupo PAIDÉIA Resumo Introdução O presente resumo tem como objetivo tratar sobre a origem das leis no livro A Cidade Antiga. Para entender as Leis é essencial estudar a influência que ela sofre da religião, tendo em vista que em...

    871  Palavras | 4  Páginas

  • O q é religiao

    Danilo Souza Moreira RA 00121134 Resumo e questões do livro O que é religião Em tempos antigos, era impensável alguém que não fosse religioso, que não acreditasse quase que cegamente em Deus e na Igreja. No entanto, isso, como dito no começo, isso foi em tempos antigos. A ciência, a tecnologia, a razão como um todo, ocupou este espaço e direciona a vida da maioria da população hoje em dia. Hoje, a religião é a apenas mais um fator na vida das pessoas, e avulso, que não pesa em nenhuma decisão...

    857  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo do livro Não se desespere

     Resumo do livro Não se desespere Autor – Mario Sergio Cortella Cada pessoa encara a vida de uma forma única, algumas a sentem como uma alegria, outras como um peso, têm ainda os que a acham difícil ou que tudo é diversão. Diante de suas características individuais, cada um se adapta a vida que tem, a maioria buscando vivê-la da melhor forma e seguir em frente. Mario Sergio Cortella aborda temas do cotidiano dos homens, oferecendo momentos de paz interior, de afastamento das preocupações do...

    815  Palavras | 4  Páginas

  • Trabalho de filosofia da religião

    Trabalho de filosofia da religião: A crítica da religião em Marx Mauricio Simonetti Citação onde o autor trata da religião: “Um ser só se considera autônomo, quando é senhor de si mesmo, e só é senhor de si, quando deve a si mesmo seu modo de existência. Um homem que vive graças a outro, se considera a si mesmo um ser dependente. Vivo, no entanto, totalmente por graças a outro, quando lhe devo não só a manutenção da minha vida, como também o fato de que além disso criou a minha vida, é a fonte...

    2194  Palavras | 9  Páginas

  • filosofia

    RESUMO: WARBURTON, Nigel.Uma breve história da filosofia.Trad. Port. Rogério Bettoni. Porto Alegre: L&PM, 2012, P. 34-45. SANTO AGOSTINHO: SOMOS MARIONETES DE QUEM? Agostinho foi um filósofo bastante conhecido no período medieval. Nasceu em Tagaste, no norte da áfrica e ficou conhecido como santo agostinho devido ao seu modo de pensar. Passou toda sua adolescência cometendo loucuras e atos ilícitos, e depois dos trinta anos tornou-se cristão. Daí,começaram suas indagações sobre...

    802  Palavras | 4  Páginas

  • A Consolação da filosofia

    A consolação da filosofia Pensador francês se inspira nos gregos antigos e no budismo para orientar a busca da felicidade Ruth de Aquino Comente a matéria Leia os comentários Envie a um amigo Imprimir Existem imbecis felizes e gênios infelizes, segundo André Comte-Sponville, um dos mais respeitados filósofos e ensaístas da atualidade. Ideal seria escolher uma terceira via: a dos sábios, que não se apóiam na esperança como muleta. Esperar não é saber, diz o pensador...

    1511  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo informativo

    PROTESTANTE (Resumo das idéias do Texto) A sociologia da religião que Max Weber traça o quadro de nascimento e desenvolvimento da modernidade. Para o pensador alemão, a modernidade se caracteriza pelo processo de racionalização. E embora a razão tenha trazido para o homem a capacidade de dominar o mundo, especialmente através da ciência e da técnica, trouxe também conseqüências negativas, a perda de sentindo e a perda de liberdade. 1.1. A ÉTICA PROTESTANTE E O ESPÍRITO DO CAPITALISMO O livro “A ética...

    635  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo livro pequeno pr ncipe Trabalhos de Pesquisa Djgelooks

    Monografias & Notas de Livros Estou pesquisando sobre... Navegar pelos tópicos Fazer o upgrade Lthayane Lthayane Menu Ver Trabalhos Pesquisar trabalhos Documentos Salvos Trabalhos Consultados Trabalhos Que Enviei Configurações Conta Perfil Sair Fazer o upgrade Pesquisar trabalhos Biologia Ciências Ciências Sociais Diversos Filosofia Geografia História Negócios e Publicidade Política Português e Linguagem Psicologia Religião 1. Página Inicial > 2. Português e Linguagem 3. > 4. Resumo livro pequeno príncipe...

    682  Palavras | 3  Páginas

  • História Medieval no Livro Didático

    FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS / HISTÓRIA HISTÓRIA DA IDADE MÉDIA OCIDENTAL Professor Igor Salomão Teixeira Análise do livro didático “História para Ensino Médio: História Geral e do Brasil” Kimberley Roberta Follador Porto Alegre 2013 APRESENTAÇÃO Para análise didática do período da Idade Média foi selecionada a décima impressão feita em 2004 da primeira edição do livro de único volume História para Ensino Médio:...

    4376  Palavras | 18  Páginas

  • Resumo Estética cap 10

    Livro: Iniciação à Estética – Ariano Suassuna RESUMOS CAPÍTULO VII E VIII CAPÍTULO 7 A BELEZA SEGUNDO A ESTÉTICA IDEALISTA ALEMÃ Schiller e a Reconstrução da Estética No pensamento kantiano, nota-se que a beleza exalta a gosto particular de cada um. Se a Beleza é construída pelo espírito do contemplador, os objetos não são mais belos nem feios. No pensamento kantiano, não existem elementos para considerar essa variação ilegítima: o sujeito diz que, ao ouvir a música sentimental...

    724  Palavras | 3  Páginas

  • O homem primitivo e sua religião

    Resumo do capítulo 1 O homem primitivo e sua religião O autor inicia o texto afirmando que não existem povos por mais “primitivos” (ele usa essas palavras) que sejam sem religião nem magia. Afirma também que em todas as sociedades primitivas estudadas foram detectados os domínios do Sagrado e do Profano, ou seja, da magia, religião e o da ciência. Ele cita Edward B. Tylor, falando que a teoria desse cara apresenta o pressuposto de que o animismo (crença em seres espirituais) é a essência...

    605  Palavras | 3  Páginas

  • Psicologia da Religião - Merval Rosa

    EVOLUÇAO DA EXPERIÊNCIA RELIGIOSA A Religião da Infância - A Religião da Adolescência e Mocidade A Religião do Adulto - A Religião da Velhice. BELO HORIZONTE 2014 LEONARDO VINICIUS DE OLIVEIRA CAMPANHA Adulto - A Religião da Velhice. Resumo do capítulo 3 do livro Evolução da Experiência Religiosa...

    1415  Palavras | 6  Páginas

  • resumo de ciencia e fé de Galileu

    de Economia Resumo do livro Ciência e Fé de Galileu Galilei Correnpondente a disciplina Evolução das Ideias Sociais ministrada pelo professor Armando Lírio Belém-Pa 09/10/2013 Resumo de Ciencia e fé de Galileu...

    2496  Palavras | 10  Páginas

  • A filosofia e a religião

    INSTITUTO TEOLÓGICO GAMALIEL A Filosofia da Religião (Filosofia da Religião sob o Ponto de Vista Teológico) NOME DO ALUNO: JULIO CESAR MARTINS NÚMERO: 6935 Orientador: Profº. Pastor FLÁVIO NUNES DE SOUZA BRASÍLIA-DF 2011 JULIO CESAR MARTINS NÚMERO: 6935 A Filosofia da Religião (Filosofia da Religião sob o Ponto de Vista Teológico) Monografia apresentada ao Instituto Teológico...

    12119  Palavras | 49  Páginas

  • APRESENTA O FILOSOFIA E TICA

    Boa noite FILOSOFIA E ÉTICA NA ADMINISTRAÇÃO APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Regras do Jogo ALEXANDRE GONÇALVES PEREIRA, MESTRE REGRAS COMPORTAMENTAIS Comportamento adequado ao ambiente universitário: - Celulares: desligados ou no vibral call; - Tenha disciplina; respeito à hierarquia, cordialidade e coleguismo. (Proibida toda a forma de comportamento desrespeitoso para com colegas, professores e funcionários) - Confira frequentemente suas faltas para evitar problemas no final do semestre. Lembre-se:...

    644  Palavras | 3  Páginas

  • A Filosofia Antiga O Per Odo Que Corresponde Ao Seu Surgimento

    A filosofia antiga é o período que corresponde ao seu surgimento, no século VI A.C. e à queda do Império Romano. Essa época é chamada assim porque os pensadores gregos começaram a questionar sobre a racionalidade humana e tentaram encontrar explicações para entender a sua própria natureza. Para facilitar, será feito um breve resumo da filosofia antiga. Para os gregos, a palavra filosofia possuía um significado bastante intenso: era caracterizada pela constante busca da sabedoria. O saber era considerado...

    7928  Palavras | 32  Páginas

  • RESUMO DOS 3 PRIMEIROS CAPÍTULOS DE "CONVITE À FILOSOFIA" MARILENA CHAUÍ

    RESUMO DOS 3 PRIMEIROS CAPÍTULOS DO LIVRO CONVITE À FILOSOFIA “CHAUÍ” A realidade existe fora de mim, posso percebê-la e conhecê-la tal como é, sei diferenciar realidade de ilusão A frase “ela ficou maluca” contém essas mesmas crenças e mais uma: a de que sabemos diferenciar razão de loucura e maluca é a pessoa que inventa uma realidade existente só para ela. Assim, ao acreditar que sei distinguir razão de loucura, acredito também que a razão se refere a uma realidade que é a mesma para todos,...

    2289  Palavras | 10  Páginas

  • Filosofia e fe crista

    Filosofia e fé crista Introdução ao Resumo Venho através deste, expor o resumo daquilo que achei mais relevante no (livro filosofia e fé cristã) de Colin Brown que procura neste livro traçar um panorama do pensamento filosófico dos últimos mil anos e mostrar como as várias correntes filosóficas influenciaram o clima do pensamento atual. A filosofia Medieval A filosofia não começou na idade média, mas a Idade Média é um ponto determinante para começar um relato sobre filosofia e fé cristã...

    7108  Palavras | 29  Páginas

  • Filosofia Medieval

    Filosofia medieval Introdução Podemos chamar de Filosofia Medieval a filosofia que se desenvolveu na Europa durante a Idade Média (entre os séculos V e XV). Como este período foi marcado por grande influência da Igreja Católica nas diversas áreas do conhecimento, os temas religiosos predominaram no campo filosófico. Na Idade Média, ocorreu um intenso sincretismo entre o conhecimento clássico e as crenças religiosas. De fato, uma das principais preocupações dos filósofos medievais foi a de fornecer...

    1616  Palavras | 7  Páginas

  • Emanuel kant e sua influência à filosofia.

    Emanuel Kant e sua influência à filosofia. Elaine Fontes Resumo: A necessidade de entender e procurar explicar todos os fatores que ocorrem no mundo, para que tudo faça sentido e tenha uma conotação lógica, é antiga e reflete na eterna e incessante busca que o homem fez, faz e sempre há de fazer pelo conhecimento. Emmanuel Kant foi um desses homens sedentos pelo saber lógico. Sua teoria baseava-se no  idealismo transcendental: todos nós trazemos formas e conceitos a priori (aqueles que não...

    2230  Palavras | 9  Páginas

  • O nascimento da Filosofia

    O NASCIMENTO DA FILOSOFIA Resumo Os primeiro filósofos gregos basearam-se na religião e nos mitos, mais tarde essa teoria, o pensar dos filósofos foi mudando. Esse artigo vai apresentar informações sobre essas mudanças ao longo do tempo e como a Filosofia surgiu. A metodologia usada foi à pesquisa de capítulo em livro, realizada por aluno do 1º ano do Ensino Médio. Os resultados encontrados revelaram evidenciam que a Filosofia atualmente esta baseada nos estudos científicos e na razão. Este...

    1037  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo do livro do crepúsculo dos ídolos ou a filosofia a golpes de martelo

    Filosofar com o Martelo-Friedrich W. Nietzsche Essa obra foi escrita em 1888, publicado no ano seguinte, no ultimo livro de Nietzsche.O título é uma parodia indireta de “ Crepúsculo dos Deuses” de Wagner Pomposo.A obra inicia com 44 máximas e sátiras , com diversos questionamentos.E a obra e divida em 10 capítulos. “Crepúsculo dos Ídolos” é uma introdução e um resumo da filosofia nietzschiana. O Problema de Sócrates • Qual e o valor da vida • E necessário ter alguma enfermidade, para saber o...

    867  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo - a cidade antiga, de fustel de coulanges

    Resumo – A CIDADE ANTIGA, de Fustel de Coulanges Nome: André Luiz Moreira Pereira Prontuário n° 15130022 Semestre: 1° Turma: B Disciplina: História do Direito Tema: Resumo – A CIDADE ANTIGA, de Fustel de Coulanges LIVRO PRIMEIRO No capítulo I, o autor versa sobre o respeito da alma e da morte, mostrando que desde épocas remotas e mesmo antes da filosofia, os homens já possuíam ideias a respeito de sua natureza, alma e os mistérios da morte, bem como uma segunda existência para além...

    5586  Palavras | 23  Páginas

  • Filosofia da religião

    INTRODUÇÃO A filosofia, de uns tempos para cá, viu-se na necessidade de estudar o fato religioso. Com o advento da filosofia imanentista, a transcendência ao absoluto que sempre foi admitida como uma realidade natural no homem, começa a ser questionada. Surgem diferentes posicionamentos a seu respeito: desde a sua negação por completo, como à sua absolutização, chegando-se a afirmar que é um fato evidente, inquestionável. Infelizmente, até o presente momento, fez-se pouca filosofia sobre a religiosidade...

    16319  Palavras | 66  Páginas

  • GLOBALIZAÇÃO E RELIGIAO

    UNIP GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA GLOBALIZAÇÃO E RELIGIAO JAQUELINE DA SILVA SOUSA – B933BB – 0; KARLA CRISTINA BARBOSA CUNDARI – T147JJ – 6; MARIA ROSANGELA DA CONCEIÇÃO – B96063-9 PS1P30 / Q30 BRASILIA - DF 27 DE NOVEMBRO DE 2013. ORTIZ RENATO - GLOBALIZAÇÃO E RELIGIAO Religião e Globalização A globalização é um grande desafio para a religião. A contribuição que eu procuro dar hoje consiste em convidar todas...

    2425  Palavras | 10  Páginas

  • II Colóquio de Filosofia da Religião - UEVA

    II Colóquio de Filosofia da Religião Filosofia, Religião e Secularização. Uma síntese do colóquio por: PEDRO LUCAS ABREU Aluno do 1º período do Curso de Filosofia. Apresentação do Colóquio A secularização pode ser considerada como traço construtivo da Modernidade como época final da Metafísica. Desse modo, a secularização é a chave de leitura do discurso sobre o fenômeno religioso na transição do moderno ao contemporâneo em Filosofia. Concebida como liberação da civilização...

    6616  Palavras | 27  Páginas

  • Resumo Do Livro Feitas Para Servir Teses Joovitorpinheiro

    24/05/2015 Resumo do livro ''Feitas para servir'' ­ Teses ­ Joovitorpinheiro Obtenha o aplicativo <br />móvel gratuito Continue no Trabalhos Feitos para Computador > Continue no Trabalhos Feitos para Computador > Tenha acesso ao TrabalhosFeitos.com ­ Complete o Seu Registro Agora. Trabalhos Feitos ­ Trabalhos Premium e Grátis, Monografias & Notas de Livros Estou pesquisando sobre...   Navegar pelos tópicos Fazer o upgrade TANKODZER TANKODZER Menu Ver Trabalhos  Voltar Pesquisar trabalhos Documentos Salvos...

    845  Palavras | 4  Páginas

  • filosofia

    Filosofia Medieval Filosofia Medieval é a forma como denominamos a filosofia que aconteceu na Europa, entre os séculos V e XV, no que historicamente é conhecido como a idade média, por isso de chamar de medieval, para fazer alusão a época em que ela aconteceu. Uma grande característica deste período é a interferência da Igreja Católica em todas as áreas do conhecimento, e por esse motivo tornou-se comum encontrarmos tanto temas religiosos como os próprios membros da igreja fazendo parte dos filósofos...

    2642  Palavras | 11  Páginas

  • Filosofia

     Trabalho de Filosofia ( Leonardo Boff ) Escola José Mariano Aluna: Vitória Natália Oliveira Magalhães 3º Ano A - Manhã Biografia Genézio Darci Boff, hoje conhecido como Leonardo Boff, nasceu na cidade de Concórdia, em Santa Catarina, no dia 14 de dezembro de 1938, descendente de imigrantes italianos de Veneto, que desembarcaram no Rio Grande do Sul em fins do século XIX. Seus estudos primários e secundários foram realizados no município catarinense de...

    1288  Palavras | 6  Páginas

  • Filosofia

    Disciplina: Filosofia e Formação Ementa: A disciplina de Filosofia e Formação do Ensino Fundamental e Médio debaterá a importância da autonomia do pensar na leitura e ponderação da realidade tecida ao longo do tempo e do amplo espaço no mundo passado, presente e futuro. Filosofia e Formação para a 6º, 7º, 8º, 9º séries do Ensino Fundamental II e para o 1º, 2º e 3º série do Ensino Médio: Objetivo geral: Introduzir ao aluno do nível fundamental e médio de ensino no estudo da filosofia, ao mesmo...

    2100  Palavras | 9  Páginas

  • Resumo do capítulo RELIGIÃO, RITUAIS E MITOS do livro ANTROPOLOGIA: Ciência do homem / Filosofia da cultura. Autor: Mércio Pereira Gomes

    Resumo do capítulo RELIGIÃO, RITUAIS E MITOS do livro ANTROPOLOGIA: Ciência do homem / Filosofia da cultura. Autor: Mércio Pereira Gomes TRABALHO DE ANTROPOLOGIA ANTROPOLOGIA E RELIGIÃO Se Deus existe ou não é questão que a Antropologia não ousa enfrentar, quanto mais responder. Como já disse Durkheim, o sociólogo francês que tanto contribuiu para os estudos sobre a religião, "toda religião é verdadeira". A Antropologia da Religião é uma especialidade da...

    3870  Palavras | 16  Páginas

  • religiao

    UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE ENICE MARIA BISPO DOS SANTOS RESUMO DO LIVRO AS CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES São Paulo 2014 ENICE MARIA BISPO DOS SANTOS Tia: 31306535 RESUMO DO LIVRO AS CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES Trabalho apresentado à disciplina Ciências da Religião sob orientação do Prof. Ricardo Bitun São Paulo 2014 PREMISSA Hoje assistimos, nas mais diferentes disciplinas, a um processo crescente de especialização...

    1424  Palavras | 6  Páginas

  • Criticas a religiao de Karl Marx

    SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO..................................................................................... 04 2 A VIDA DE KARL MARX...................................................................04 3 KARL MARX E SUA RELAÇÃO COM A RELIGIÃO.................. 06 4 OBRAS....................................................................................................11 5 CONCLUSÃO........................................................................................12 6 REFERÊNCIAS...

    3550  Palavras | 15  Páginas

  • Resumo

    A seguir veremos dois textos retirados de um mesmo livro (O Mundo de Sofia ), destaque a partir de suas características o Resumo e a Resenha. 1º O livro "O Mundo de Sofia", do escritor norueguês, Jostein Gaarder, conta a história de uma adolescente que leva uma vida aparentemente normal, até que um fato curioso começou a tirar o seu sossego, cartas misteriosas, com algumas perguntas estranhas começaram a aparecer em sua casa. O conteúdo das cartas traziam conhecimentos filosóficos sobre os filósofos...

    1673  Palavras | 7  Páginas

  • filosofia

     O POSITIVISMO A frase “Ordem e Progresso” é um exemplo de influência do positivismo no Brasil. Veja o resumo do positivismo. A primeira corrente da Sociologia foi o positivismo. Ela foi a primeira teoria a organizar alguns princípios do homem e da sociedade tentando explicá-los cientificamente. O principal representante e criador desse movimento foi o filósofo Auguste Comte. O positivismo é visto como uma corrente conservadora, pois procurava justificar a nova sociedade que estava surgindo tendo...

    883  Palavras | 4  Páginas

  • O Principe - A RELIGIÃO COMO INSTRUMENTO DE MANIPULAÇÃO

    CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX Andressa de Oliveira Santos Aretusa Nilo dos Santos O PRÍNCIPE NICOLAU MAQUIAVEL A RELIGIÃO COMO INSTRUMENTO DE MANIPULAÇÃO Resenha apresentado como exigência da atividade integrada do curso de Direito, 1º período do centro Universitário Metodista Isabela Hendrix. Professor solicitante: José Aparecido de Oliveira. Trabalho orientado por: Manoel Francisco Tavares. Introdução O objetivo...

    2021  Palavras | 9  Páginas

  • Resumo do livro "O que e ética?"

     Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo **Filosofia** Resumo do livro “O que é a ética?” Os problemas da Ética No início do livro, o autor busca entender quais os problemas do estudo da ética, a divisão didática deste estudo em dois campos: nos problemas gerais e nos problemas específicos, frisando que é uma divisão acadêmica já que na vida real não existe separação...

    2917  Palavras | 12  Páginas

  • Livro

    Capítulo 1 – A Filosofia de Ellen G. White Ellen White elaborou muitos pensamentos filosóficos, entretanto, possuía algum receio quanto à filosofia e os filósofos porque a maioria deles apresentava teorias especulativas que eram opostas à Bíblia segundo sua interpretação. A seção deste capítulo, intitulada “Pontos de vista de Ellen White sobre filosofia”, mostra sua atitude para com a filosofia de sua época e das épocas anteriores. Enquanto desacreditava aquilo que chama de falsa filosofia, tinha muitas...

    591  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo crítico filme alexandria - sob a ótica dos principais conhecimentos humanos

    nos anos 355 a 415 da nossa era, descrevendo o conflito da religião, filosofia e política no decadente império romano, e a violenta expansão da religião cristã, representando o cristianismo em todos os seus sádicos e controversos detalhes, tendo como centro do enredo filosofa Hipátia, professora de filosofia da academia de Alexandria e seu escravo Davus, que abara de se converter ao cristianismo, mas que questiona a todo o tempo sua religião e suas ações. O filme inicia com uma breve representação...

    1524  Palavras | 7  Páginas

  • JUNG - A filosofia da religião

    A FILOSOFIA DA RELIGIÃO EM CARL GUSTAV JUNG Lilian Wurzba[2] Resumo: Nas discussões acadêmicas no campo da filosofia da religião, sejam obras, sejam Congressos, quase nada, ou melhor, nada encontramos sobre Carl Gustav Jung. Por quê? Talvez porque suas ideias e teorias ainda encontrem-se envoltas pelas névoas da incompreensão. Alvo de inúmeros e divergentes adjetivos - ocultista, materialista, religioso, ateu, herético, místico, charlatão, filósofo, cientista, anticientista, entre outros -, Jung...

    5796  Palavras | 24  Páginas

  • Resumo de “ascenso de las letras inglesas”, capítlo 1 do livro “una introducción a la teoria literaria”

    AMORIM RESUMO DE “ASCENSO DE LAS LETRAS INGLESAS”, CAPÍTLO 1 DO LIVRO “UNA INTRODUCCIÓN A LA TEORIA LITERARIA” Piritiba 2012 SAMARA SILVA RESUMODE “ASCENSO DE LAS LETRAS INGLESAS”, CAPÍTLO 1 DO LIVRO “UNA INTRODUCCIÓN A LA TEORIA LITERARIA” Trabalho solicitado pelo professor José Francisco da Silva Filho, dadisciplina Teoria Literária em LE e LM, como avaliação parcial do 2º Semestredo Curso Licenciatura em Língua Espanhola e Suas Literaturas. Piritiba 2012 RESUMO DE “ASCENSO...

    933  Palavras | 4  Páginas

  • Origem e Nascimento da Filosofia

    Origem da Filosofia A Filosofia, vista e entendida como aspiração ao conhecimento lógico, racional e sistemático é uma fato tipicamente grego, pois ela possui certas características, apresenta certas formas de pensar e de exprimir os pensamentos, estabelece certas concepções sobre a realidade, o pensamento e a ação. Vem do grego Philo e Shopia que significam, respectivamente, amizade e sabedoria, portanto, a palavra Filosofia quer dizer amizade pela sabedoria, amor e respeito pelo saber. Pitágoras...

    647  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo do livro o que é ética

    FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSO DE DIREITO PIAGET LUCIANO RODRIGUES VALENTE RESUMO DO LÍVRO – O QUE É ÉTICA BELÉM – PA 2013 LUCIANO RODRIGUES VALENTE RESUMO DO LÍVRO – O QUE É ÉTICA Trabalho apresentado ao curso de direito da Faculdade pan amazônica como requesito parcial de avaliação da disciplina Ética e Instituições jurídicas sob a orientação do professor Everson Oliveira BELÉM – PA 2013 OS PROBLEMAS DA ÉTICA De acordo com o autor a grande problemática é principalmente...

    1702  Palavras | 7  Páginas

  • Filosofia

     Filosofando sobre filosofia Filosofando sobre Filosofia Analise e Interpretação de Texto RESUMO: A Filosofia se tornou uma Disciplina Importante nas Universidades, após passar alguns anos sendo uma matéria para seminaristas, fazendo uma ponte para a teologia, na década de 90 a (Lei nº nº 9.394/96), acrescentou novamente esta Disciplina ao conteúdo escolar, com o intuito de que o estudante deveria “dominar os conteúdos de Filosofia e Sociologia necessários ao exercício da cidadania”...

    1929  Palavras | 8  Páginas

  • Resumo o mundo de sofia

    A CARTOLA Sofia recebeu mais um envelope, só que desta vez era um amarelo. Nele vinha escrito: "Curso de Filosofia. Maneje com cuidado.". Ela saiu correndo até o seu esconderijo, onde começou a ler a carta. Sofia lê sobre preferências pessoais pôr diversos tipos de assuntos. Quando ela começou a ler, viu que era tudo sobre Filosofia, explicando tudo desde o começo da Filosofia. Sofia começou a conversar com sua mãe e começou questiona-la sobre as coisas que ela havia lido na carta. Sua...

    3972  Palavras | 16  Páginas

  • resenha crítica do livro "até que ponto, de fato, nos comunicamos?"

     O livro “Até que ponto, de fato, nos comunicamos?” foi escrito por Ciro Juvenal Rodrigues Marcondes Filho, sociólogo, jornalista, professor titular da ECA-USP, doutorado pela Universidade de Frankfurt (Alemanha), com pós-doutorado pela Universidade de Grenoble (França). O autor tem grande importância no desenvolvimento de estudos sobre comunicação e além das obras sobre comunicação o autor também discute temas relacionados a política, psicanálise e filosofia. Nesta obra supracitada...

    941  Palavras | 4  Páginas

  • Filosofia asiática

    Jul 26 Filosofia Asiática Breve história Início da Dinastia Shang pensamento foi baseado em ciclicidade. Esta noção provém daquilo que o povo da Dinastia Shang podia observar à sua volta: dia e noite ciclo, as estações do ano avançou de novo e de novo, e até mesmo a lua aumentava e diminuía até que a mesma se tornava novamente. Assim, esta noção, que se manteve relevantes em toda a história chinesa , reflete a ordem da natureza. Em contraposição, ele também marca...

    4342  Palavras | 18  Páginas

  • Resenha do Livro Psicologias Capitulo I e II

    Resenha do Livro Psicologias Resumo do capitulo I e II do livro psicologias Abordando alguns aspectos históricos e científicos, dentro dos contextos teóricos e sociais, o livro psicologias aborda vários aspectos vistos sobre a ótica da psicologia, definindo exatamente o uso do termo psicologia em vários sentidos, o livro também a psicologia dentro contexto histórico e cientifico, definindo assim a sua origem. A persuasão, por exemplo, é definida como uma forma de psicologia, usada para tentar...

    1167  Palavras | 5  Páginas

  • A religião na perspectiva de freud

    A religião na perspectiva de Freud 1 Resumo: Este trabalho tem por objetivo mostra o fenômeno religioso na perspectiva do pai da psicanalise Freud, que defende a religião e a neurose ter ritos semelhantes. O psicanalista também fala da religião como uma “neurose universal” nas quais todos estão envolvidos, devido os traumas que são carregados. Palavras-chave: Freud; religião; neurose; psicanálise; “Enquanto o homem se mantém fiel a Deus, Freud o vê sujeito à imaturidade, à consciência ilusória...

    1158  Palavras | 5  Páginas

tracking img