Resumo Do Livro Evolucionismo Cultural Celso Castro artigos e trabalhos de pesquisa

  • Evolucionismo cultural

    Evolucionismo Cultural Macapá 2014 Adão Expedito Gomes da Silva Amanda Taynara Palheta Soares Crystal Monise Araújo Mendonça Izabella Barroso Figueiredo Jocildo Silva Lemos Junior Yuri Lima Pinheiro Evolucionismo Cultural O trabalho entregue ao Professor José Maria como requisito para obtenção de nota parcial na disciplina de Introdução á antropologia. Macapá 2014 RESUMO O...

    1531  Palavras | 7  Páginas

  • EVOLUCIONISMO CULTURAL

    EVOLUCIONISMO CULTURAL” PORTO VELHO 2014 ANA PAULA ARAÚJO MACHADO BESSEGATTOEVOLUCIONISMO CULTURAL” I Mapa conceitual e resumo apresentado à disciplina de Antropologia II, do curso de Ciências Sociais, 2º Período, como requisito avaliativo para aprovação nesta disciplina. Orientadora: Prof. Dra. Arneide Bandeira Cemin Porto Velho 2014 O livro Evolucionismo Cultural organizado por Celso Castro contempla...

    880  Palavras | 4  Páginas

  • Evolucionismo cultural - Resumo

    A voz e a escrita Evolucionismo cultural Publicado em Antropologia por ricardosmota em março 29, 2010 Como Evolucionismo Cultural (ou Social) ficou conhecido um conjunto de teses que orientou as pesquisas em antropologia quando esta se estabeleceu como disciplina acadêmica, no séc. XIX. Os seus fundamentos podem ser compreendidos a partir de alguns dos elementos que constituem o período em que está inserido. Se a diversidade cultural – objeto que a antropologia tomou para si – já havia sido...

    3268  Palavras | 14  Páginas

  • Resenha Texto - Evolucionismo Cultural

    Suellen de Souza Pacheco. Evolucionismo Cultural Celso Castro A resenha em questão se refere ao texto de Celso Castro, intitulado Evolucionismo Cultural, Rio de Janeiro: 2005, p. 07-40. Reuni como foco os pensamentos de três autores antropólogos, Lewis Henry Morgan(1818-1881), Edward Burnett Tylor (1832-1917) e James George Frazer (1871-1908). Ao decorrer das páginas podemos ter uma detalhada descrição do estudo e da grande contribuição antropológica dos três ao decorrer de suas vidas...

    624  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha (Edição nº 34) "Evolucionismo cultural: textos de Morgan, Tylor e Frazer", por Fernanda Delvalhas Piccolo (*) Dados do livro resenhado: Título da obra: "Evolucionismo cultural

    A obra organizada por Celso Castro, antropólogo e diretor do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas, reúne textos, escritos entre 1971 e 1908, de três autores clássicos da tradição evolucionista da antropologia: Lewis Henry Morgan (1818-1881), Edward Burnett Tylor (1832-1917) e James George Frazer (1854-1941). Na apresentação do livro, Celso Castro traz o contexto no qual esses textos foram escritos bem como notas biográficas de cada um dos autores, abordando de que maneira surgiu em cada um o interesse...

    1166  Palavras | 5  Páginas

  • Celso castro

    Resenha (Edição nº 34) "Evolucionismo cultural: textos de Morgan, Tylor e Frazer", por Fernanda Delvalhas Piccolo (*)     Dados do livro resenhado: Título da obra: "Evolucionismo cultural: textos de Morgan, Tylor e Frazer" Organizador: Celso Castro Editora: Jorge Zahar Editor Número de páginas: 127 A obra organizada por Celso Castro, antropólogo e diretor do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas, reúne textos, escritos entre 1971 e 1908, de três autores clássicos da tradição evolucionista...

    2864  Palavras | 12  Páginas

  • Resenha do texto - Antropologia cultural de Franz Boas, organização de Celso Castro.

    Celso Castro, professor do Departamento de Sociologia e Política da PUC-Rio, organizador desse livro, inicia a apresentação do texto afirmando que é difícil de acreditar que essa seja a primeira coletânea de Franz Boas publicada no Brasil. Considerando-se a vastidão da obra de Boas e a sua imensa importância enquanto um dos “pais-fundadores” da antropologia moderna, uma tradução para o português era mais do que necessária, principalmente porque torna mais viável o uso dos textos do autor nos cursos...

    1137  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha do texto ''Evolucionismo cultural: textos de Morgan, Tylor e Frazer.'' Organização Celso Castro.

    texto ''Evolucionismo cultural: textos de Morgan, Tylor e Frazer.'' Organização Celso Castro. O livro reúne textos de três autores clássicos do pensamento evolucionista na antropologia: Morgan, Tylor e Frazer, o período em que foi publicado corresponde ao de predominância do evolucionismo no pensamento antropológico. O autor diz, que a intenção dessa seleção é apresentar aos estudantes de antropologia, principalmente aos alunos de graduação, as linhas gerais do evolucionismo cultural, em sua...

    1817  Palavras | 8  Páginas

  • Fichamento: evolucionismo cultural textos de morgan , tylor e frazer organização celso castro

    Fichamento: Evolucionismo Cultural Textos de Morgan , tylor e Frazer Organização Celso Castro Curso de Ciências Sociais Referencia: Evolucionismo Cultural Textos de Morgan,Tylor e Frazer Organização: Celso Castro Tradução: Maria Lúcia De Oliveira Jorge Zahar Editor OBS{ fichamento apenas da apresentação, p. 04 à 20. } Introdução: A apresentação geral,se dispõem a apresentar a intenção da seleção e a utilização dos textos de três autores clássicos do pensamento evolucionista...

    3215  Palavras | 13  Páginas

  • Evolucionismo cultural

    LINHAS GERAIS DO EVOLUCIONISMO  O Evolucionismo já era tratado desde a Antiguidade quando o livro de Gênesis tratava sobre a criação do homem e seu pecado original. Na antiguidade as teorias sobre evolução e futuro do homem e tratado na teoria do progresso circular. Já na Idade Média a questão da evolução e tratado em duas situações: o pessimismo e a teoria da evolução social em espiral. O inicio das teorias evolucionistas esta no próprio método cientifico e na filosofia. O iluminismo foi que...

    2695  Palavras | 11  Páginas

  • Evolucionismo cultural

    O Evolucionismo Cultural foi a primeira grande escola da antropologia. Acreditavam que os seres humanos caminhariam de um único modo na evolução. Ou seja, os evolucionistas diziam que havia apenas uma linha de desenvolvimento para toda a humanidade em geral. Buscavam suas respostas através do método comparativo e não pelo estudo etnográfico. Diziam que o objeto a ser estudado não deveria ser uma ou outra sociedade ou cultura, mas sim a totalidade da cultura humana no tempo e no espaço...

    981  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo Evolucionismo Cultural

    Fluminense Instituto de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Antropologia Disciplinas: Teoria Antropológica Clássica Professor: Júlio César Tavares Acadêmico: Juliana Silva Matos Evolucionismo Cultural. Textos de Lewis Morgan, Edward Tylor e James Frazer. Esta obra organizada por Celso Castro (doutor em Antropologia Social pelo Museu Nacional da Universidade federal do Rio de Janeiro – UFRJ e atualmente exerce as funções de diretor do CPDOC, professor titular do CPDOC e diretor...

    2286  Palavras | 10  Páginas

  • EVOLUCIONISMO CULTURAL E PARTICULARISMO HISTORICO

    1 EVOLUCIONISMO CULTURAL E PARTICULARISMO HISTÓRICO. DUAS CORRENTES DE UMA MESMA ANTROPOLOGIA Tamires Teixeira dos Santos1 Resumo Compreendendo a Antropologia pela etimologia da palavra chega-se a anthropos e logos ou logia, palavras do Grego que remetem a ideia de Homem, pensamento ou razão, sendo assim da-se o nome de antropologia a ciência do campo das humanidades que visa compreender o ser humano em seu âmbito social, físico e biológico tendo em vista o condicionamento que a cultura ...

    2409  Palavras | 10  Páginas

  • o conceito de areas culturais

    D ifusionismo O difusionismo se desenvolveu, na Antropologia, como uma violenta resposta aos pressupostos teóricos do evolucionismo. Data do início do séc. XX a comunicação das posturas mais radicais dessa corrente. O primeiro teórico a engajar - se na resi stência contra o evolucionismo foi o médico, psicólogo e antropólogo britânico William Halse Rivers Rivers ( 1864 - 1922) , e cujos discípulos: William James Perry (1887 – 1949) e Grafton Elliot Smith (1871 - 1937)...

    2252  Palavras | 10  Páginas

  • Antropologia Cultural

    No livro “Antropologia Cultural”, Celso de Castro faz uma coletânea de textos de Franz Boas para apresentar as ideias e colaborações do antropólogo alemão para a fundação da antropologia moderna. Segundo o próprio organizador, o livro tem como objetivo divulgar a obra de Boas em português para que as graduações possam utilizá-la de forma “que se amplie o conhecimento sobre um dos mais importantes antropólogos de todos os tempos”, pois até então não havia nenhum livro traduzido deste autor no Brasil...

    936  Palavras | 4  Páginas

  • Antropologia cultural

    ANTROPOLOGIA CULTURAL APRESENTAÇÃO E AS LIMITAÇÕES DO MÉTODO COMPARATIVO DA ANTROPOLOGIA APRESENTAÇÃO - CELSO CASTRO1 Na condição de tradutor e organizador da primeira obra de Boas no Brasil, Celso Castro o coloca na situação de “um dos fundadores da moderna antropologia” ou “um dos mais importantes antropológicos de todos os tempos” (p. 7). Ao constatar a falta de publicações em nosso país sobre autor, diante de sua relevância, o organizador utiliza o espaço da apresentação para descrever...

    2210  Palavras | 9  Páginas

  • Evolucionismo Biol Gico E Antropologia Evolucionista

    Evolucionismo Biológico Destruindo Paradigmas No século XVIII, três pilares sustentavam a biologia. Com origem nos pensamentos dos filósofos gregos, o Essencialismo de Platão (todos os seres vivos possuem uma essência imutável) Scala naturae de Platão (há uma complexidade crescente nos seres vivos até alcançar o ser humano) e a Teleologia de Aristóteles (tudo existe para uma causa ou um fim). Todos esses paradigmas seriam quebrados por novas descobertas e teorias. A principal teoria responsável...

    1691  Palavras | 7  Páginas

  • Antropologia cultural - franz boas - resenha

    Oeste Gestão do curso de Direito Curso: Ciência Jurídica Disciplina: Antropologia Acadêmica: Hinahime Referência(s): BOAS, Franz. Antropologia Cultural. Org. Celso Castro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.109p. RESENHA Antropologia: criticas e pensamentos de Franz Boas Antropologia Cultural O livro é uma coletânea de artigos e textos de conferências, completos por si mesmos onde se percebe varias criticas de Franz e suas 'ideologias'. Parte destes textos...

    1165  Palavras | 5  Páginas

  • Antropologia cultural

    [pic] INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DEPARTAMENTO DE ANTROPOLOGIA CULTURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FCA 218. Antropologia Cultural PROFESSOR: Octavio Bonet Horário: Segunda-Feira 18 às 21:40 H. Licenciatura Noturrna. 2010.01 PROGRAMA: O objetivo do curso é introduzir ao aluno às noções e os problemas que fundamentam a Antropologia Cultural. Primeiramente serão apresentados os grandes núcleos temáticos que conformam o campo da antropologia para se atingir...

    556  Palavras | 3  Páginas

  • Evolucionismo cultural

    Evolucionismo Cultural CASTRO, Celso. 2005. “Apresentação”. In: _ (org) Evolucionismo cultural. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, pp. 07-40 O autor procura demonstra no texto as linhas gerais do evolucionismo cultural, a partir dos três fundadores da antropologia. O Morgan apresentou em 1858 um sistema de parentesco com suas leis consanguinidade e descendência, classificando a característica de um povo a todos os outros como comuns. Em seguida chega a uma conclusão de que havia apenas dois sistemas...

    785  Palavras | 4  Páginas

  • Evolucionismo Cultura - Apresentação

    Introdução à Antropologia Resenha do capítulo “Apresentação” da Onbra EVOLUCIONISMO CULTURAL de Celso Castro O capítulo de apresentação da obra Evolucionismo cultural reúne uma sínteses das principais ideias de três autores Lewis Henry Morgan, Edward Burnett Tylor e James George Frazer e apresenta as os principais preceitos da teoria e do método do Evolucionismo cultural. Morgan foi um dos principais fundadores da antropologia americana, realizou diversos trabalhos de campo e missões à tribos...

    949  Palavras | 4  Páginas

  • s pra ajudar a entender

    DO EVOLUCIONISMO CLÁSSICO AO PARTICULARISMO HISTÓRICO NA ANTROPOLOGIA: principais ideias Andressa Nunes Soilo1 Resumo: O presente ensaio visa apresentar sucintamente principais ideias e relações entre o pensamento evolucionista cultural clássico do século XIX e a escola do particularismo histórico proposto por Franz Boas no início do século XX a partir dos livrosEvolucionismo Cultural: textos de Morgan, Tylor e Frazer” (2005) e “Franz Boas – Antropologia Cultural” (2004) de Celso Castro. Tais...

    3182  Palavras | 13  Páginas

  • Resenha do livro “a era do rádio” de lia calabre

    Flávio Silva Resenha do livro “A Era do Rádio” de Lia Calabre O livro “A Era do Rádio” de Lia Calabre, transporta os leitores ao tempo da primeira transmissão radiofônica até o surgimento da televisão. Utilizando-se de datas, tabelas informativas, algumas imagens e uma linguagem simples e agradável, dá ao leitor a impressão de ser uma história relatada pela autora como um avô contaria para o seu neto. Dividido em capítulos, o livro tem em sua introdução um resumo histórico da transformação...

    686  Palavras | 3  Páginas

  • O EVOLUCIONISMO CULTURAL POSTERIOR A ERA DAS NAVEGAÇÕES

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ISADORA ARAÚJO MENEZES AVALIAÇÃO DE ANTROPOLOGIA I O EVOLUCIONISMO CULTURAL POSTERIOR A ERA DAS NAVEGAÇÕES Como as conquistas de novos territórios entre os séculos XV e XVII transformaram as civilizações Uberlândia 2014 Durante a Renascença, numa Europa que vivenciava um momento de transição cultural e mental e quando surgia uma nova visão sobre o mundo e sobre o próprio homem, deu-se início a Era das Navegações. As...

    907  Palavras | 4  Páginas

  • Franz boas e o particularismo histórico e cultural

    Franz Boas – Particularismo Histórico e Cultural Escrever qualquer apresentação de Franz Boas, ainda que brevemente, não está entre as tarefas mais simples. Considerado um dos fundadores da moderna antropologia americana, Franz Uri Boas, nascido em Minden (Prussia/Alemanha) em 1858, naturalizado norte-americano no inicio do século XX, deslocou certas questões antropológicas colocadas em sua época. Dentre alguns dos pontos centrais de suas críticas, está o deslocamento do então conceito...

    1865  Palavras | 8  Páginas

  • evolucionismo cultural

     Otélio Felisberto Matusse 2o Ano Antropologia Cultural Evolucionismo Cultural Docente Dr.: Jorge Chona Universidade Pedagógica Faculdade de Educação Física e Desporto Maputo, Novembro 2013 Evolucionismo Cultural Evolucionismo cultural é conhecido como o processo de evolução da humanidade (grupos sociais) oriundo da produção de objectos e costumes que os ajudasse a conviver com os diferentes tipos de ambientes. As distintas sociedades evoluiriam todas...

    2053  Palavras | 9  Páginas

  • effi

    obra estrangeira, mencionar a língua da versão original e o nome do tradutor (se tratar de tradução) -RESUMO DO CONTEÚDO DA OBRA: a) Assunto tratado e ponto de vista adotado pelo autor (perspectiva teórica), b) Resumo que apresenta os pontos essenciais do texto e seu plano geral. Exemplos de resenhas – Família e envelhecimento", por Rosângela Digiovanni (*)    Dados do livro resenhado: Título da obra: Família e envelhecimento Organizadora: Clarice Ehlers Peixoto Editora: Fundação...

    7743  Palavras | 31  Páginas

  • boas 1

    BOAS, Franz. Antropologia cultural. Org. Celso Castro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004. 109 p.   Celso Castro, professor do Departamento de Sociologia e Política da PUC-Rio, organizador e tradutor desse volume, inicia a apresentação do livro afirmando que é difícil de acreditar que essa seja a primeira coletânea de Franz Boas publicada no Brasil. Considerando-se a vastidão da obra de Boas e a sua imensa importância enquanto um dos "pais-fundadores" da antropologia moderna, uma tradução para...

    2674  Palavras | 11  Páginas

  • Antropologia - evolucionismo

    Universidade Federal da Paraíba Bacharelado em Ciências Sociais Fundamentos do Pensamento Antropológico Professora: Márcia Longhi Seminário: Evolucionismo Social Grupo: Beatriz Carlos Augusto da Silva Felipe Lima Soares Genildo Muniz dias Neto Mauro Marolla Filho João Pessoa Abril-2012 Introdução O século XVIII foi marco de profundas transformações sócio-políticas na Europa...

    3837  Palavras | 16  Páginas

  • O que é etnocentrismo? resumo da obra de everardo p. guimarães rocha

    MARCELO ADRIANO CASADO O QUE É ETNOCENTRISMO? RESUMO DA OBRA DE EVERARDO P. GUIMARÃES ROCHA CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DE MACEIÓ - CESMAC MACEIÓ – AGOSTO DE 2010 MARCELO ADRIANO CASADO O QUE É ETNOCENTRISMO? RESUMO DA OBRA DE EVERARDO P. GUIMARÃES ROCHA Trabalho solicitado pelo Professor Jorge Vieira com o objetivo de aperfeiçoar o aprendizado da matéria Antropologia Cultural, segundo período do curso de Comunicação Social, habilitação em Publicidade e Propaganda. CENTRO DE...

    2726  Palavras | 11  Páginas

  • livros lfg

    São Paulo: Editora Juarez de Oliveira, 2004. MAZZUOLI, Valerio de Oliveira (coord.). Coletânea de Direito Internacional, 4ª ed., revista e ampliada, São Paulo: RT, 2006.     Bibliografia de Direito Penal - indicadas pelo Prof. Luiz Flávio Gomes Livros básicos: Direito Penal - v. 1 - Parte Geral - Introdução, de LUIZ FLÁVIO GOMES; Direito penal, Teoria constitucionalista do delito (RT, 2005), v. 3 da Coleção; Culpabilidade e Penas (vol. 7 da Coleção) (RT, 2005). Outras obras indicadas (últimas...

    5175  Palavras | 21  Páginas

  • Espanhol

    humana e a diversidade cultural. Etnocentrismo e colonialismo. O conceito de homem nos séculos XVIII e XIX. A Antropologia no quadro das ciências, seus objetivos e suas noções diretrizes. Tópicos: a) Os precursores de uma ciência do homem; b) Civilização, cultura e sociedade: ideologias nacionais e conceitos antropológicos; c) A descoberta do outro: “sociedades primitivas”, colonialismo e imperialismo; d) As primeiras teorias: evolucionismo social e mudanças culturais; e) Culturalismo e relativismo...

    848  Palavras | 4  Páginas

  • homem e sociedade

    OBJETIVO DA MATÉRIA Analisar e interpretar a realidade social em suas dimensões antropológicas. Possibilitar uma compreensão crítica do ser humano em sua relação com a herança cultural e as constantes transformações da sociedade. Caracterizar a Antropologia como uma ciência que inicia com a compreensão biocultural do Homem, desenvolvendo posteriormente a concepção de cultura como construção simbólica. AO ESTUDAR ESTA MATÉRIA O ALUNO DEVE SER CAPAZ DE: Identificar os aspectos...

    1615  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo Inserção Internacional até item 1.2.2

    regnam à infância política em nome de valores culturais ou benefícios de aparente estabilidade”(10). A harmonia entre os povos depende da convivência de diferenças culturais e da equalização de interesses não coincidentes. “As relações internacionais compreendem três categorias de agentes: a diplomacia, o governo com sua política e a sociedade com suas forças (11)”, que se influenciam reciprocamente. Segundo Jean Baptiste Duroselle, em seu livro Todo Império perecerá, o processo decisório...

    1668  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo literatura

    Resumo Literário Trovadorismo Limites:   1189 ou 1198 ("Cantiga da Ribeirinha", de Paio Soares de Taveirós) 1434 (nomeação de Fernão Lopes para o cargo de cronista do reino) Contexto histórico:   Sistema feudal, baseado na relação senhor-vassalo. Pensamento teocêntrico Poesia: Cantigas de amor: A mulher pertence a uma classe superior à do trovador. O amor é espiritualizado, platônico. Linguagem elaborada  Cantiga de amigo: O "eu" lírico é feminino. A mulher pertence...

    3354  Palavras | 14  Páginas

  • Repensar a questão racial no brasil: uma alegoria histórico-cultural

    UNIVERSIDADE DE UBERABA INESSA ROSA DE AMORIM LARICE LEMES CAIXETA REPENSAR A QUESTÃO RACIAL NO BRASIL: Uma alegoria histórico-cultural UBERLÂNDIA 2012 INESSA ROSA DE AMORIM LARICE LEMES CAIXETA REPENSAR A QUESTÃO RACIAL NO BRASIL: Uma alegoria histórico-cultural Trabalho apresentado à disciplina de Antropologia Jurídica como requisito essencial para aprovação nesse componente curricular do Curso de Direito da Universidade de Uberaba. Professor: Júlio C. de Oliveira ...

    5038  Palavras | 21  Páginas

  • nao sei

    Revista ANTHROPOLÓGICAS, ano 9, volume 16(2): 229-236 (2005) RESENHAS CASTRO, Celso (org.). 2005. Evolucionismo cultural: Textos de Morgan, Tylor e Frazer. (Coleção Antropologia Social) Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 128 p. Peter Schröder1 Por que ler os velhos mestres? Especialmente em tempos ‘pós’(modernos, estruturalistas, feministas, etc.). Não seria mais ‘econômico’ ir diretamente às ‘revisões’ atuais dos clássicos, em particular quando se trata de autores e escolas consideradas ...

    790  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo do livro “antropologia para quem não vai ser antropólogo”

    Resumo do Livro “ANTROPOLOGIA PARA QUEM NÃO VAI SER ANTROPÓLOGO” 1. I. O que é? Como surgiu? 2. 1. O que é Antropologia? O estudo das Ciências Sociais é motivo de grandes questionamentos quanto a sua utilidade. Afinal, o desconhecido de tal matéria é praticamente geral, mesmo entre os estudantes. Além de que existe um grande pensamento equivocado em relação ao protótipo do antropólogo, onde ele é visto como alguém da selva, em busca de aventuras e de desvendar histórias. E muitas pessoas também...

    1710  Palavras | 7  Páginas

  • Pequeno resumo do livro raça e história

    Resumo do livro “Raça e História” Capitulo 1 – Raça e Cultura * “nada no estado atual da ciência permite afirmar a superioridade ou inferioridade intelectual de uma raça em relação a outra” * Gobineau – quem a história fez de pai das teorias racistas – não acreditava na desigualdade entre raças por caráter quantitativo, mas sim por caráter qualitativo. “Para ele, as grandes raças primitivas que formavam a humanidade nos seus primórdios – branca, amarela, negra – não eram só desiguais em...

    710  Palavras | 3  Páginas

  • Paper sobre a Bienal Internacional do Livro

     Curso Técnico em Hospedagem Planejamento e Organização de Eventos Professora: Evanir Morais Estudo de Casos Bienal Internacional do Livro de São Paulo Nome: Jéssica Alane Tenório de Araújo. Baturité, 20 de fevereiro de 2014. Sumário Introdução-------------------------------------------------------------------------3 Desenvolvimento-----------------------------------------------------------4 à 8 Conclusão------------------------...

    1720  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo da apostila do laraia

    Resumo da apostila de Roque de Barros laraia Segundo,Edward Tylor (1832-1917) cultura é todo um complexo que inclue conhecimento, crenças, arte,moral, leis, costumes ou qualquer outra capacidade ou hábitos adquiridos pelo homem como membro de uma sociedade. com efeito essa idéia estava ganhando consistência antes de John Locke (1632-1704) escrever que a mente humana, não é mais que uma caixa vazia, por ocasião do nascimento, dotado apenas da capacidade, ilimitada de obter conhecimento através de...

    1013  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo "espaço e cultura"

    O capitulo “Espaço e cultura” do autor Vicent Berdoulay, do livro “Olhares geograficos modos de ver e viver o espaço” Aborda a relação de cultura e espaço, e a formação da geografia cultural em volta dessa discussão. O autor dentro de uma noção de espaço, forma uma analise do termo cultura, que seriam as praticas ou costumes de uma sociedade. Através de um olhar geográfico ele discute como tais modos de vida tem influência sobre o espaço, sua relação com o meio e como se adapta ao mesmo. Uma questão...

    848  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo dos capítulos 1 e 2 do livro o que é etnocentrismo

    Resumo dos cap. 1 e 2 do livro: O que é etnocentrismo Etnocentrismo é um uma ideia que foi criada a partir das diferenças de cultura e sociedade entre povos, tendo como principais motivos religião, organização social e costumes culturais. A primeira reação ao ter contato com uma sociedade com costumes e religião diferente, é negar que a outra sociedade está correta, pois se eu fui criado assim passei minha vida toda acreditando em algo de tal jeito aqueles que fazem de forma diferente estão...

    747  Palavras | 3  Páginas

  • Antropologia

    os hábitos, as crenças, os conhecimentos, as produções artísticas, as leis e a moral) e; a questão da metodologia que pode ser baseado no evolucionismo ou relativismo cultural. No evolucionismo, as ideias de evolução Darwinista ocorrem também nas culturas e tem um caminho único para seguir, se concentra na Europa e há hierarquia entre elas. No relativismo cultural a produção também se concentra na Europa, mas, há esforço para entender as outras culturas, que são consideradas hierarquicamente iguais...

    1681  Palavras | 7  Páginas

  • evollucionismo

    Aspectos do Evolucionismo Antropológico em O Processo Civilizatório de Darcy Ribeiro Glauber Rabelo Matias   Resumo: Proponho neste artigo, discutir aspectos do pensamento evolucionista antropológico de Darcy Ribeiro (1922-1997), enfocando seu trabalho O Processo Civilizatório (1975a). Procuro demarcar suas diversas recepções e interpretações, aproximações e distanciamentos, acerca de estudos clássicos de antropologia, fundamentalmente as perspectivas de Lewis Henry Morgan (1877), Edward Burnett...

    7184  Palavras | 29  Páginas

  • RESUMO DO REALISMO AO PRE MODERNISMO RECUPERACAO DAYANE

    UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DE BACABAL DEPARTAMENTO DE LETRAS CURSO DE LETRAS RESUMO DO REALISMO AO PRÉ-MODERNISMO (RECUPERAÇÃO) Bacabal 2014 DAYANE DA COSTA SILVA 0117E122 RESUMO DO REALISMO AO PRÉ-MODERNISMO (RECUPERAÇÃO) Resumo apresentado ao curso de Letras do CESB_UEMA como requisito de recuperação da disciplina Literatura Brasileira – o Realismo ao Pré-Modernismo. Orientador: Profº. Valderi Ximenes ...

    1161  Palavras | 5  Páginas

  • AS CONTRIBUIÇÕES DE JOSUE DE CASTRO NO ESTUDO PARA O COMBATE A FOME

    JOSUE DE CASTRO NO ESTUDO PARA O COMBATE A FOME Tito Galvanin Neto (Especialização/UEL) Maria José de Rezende (Orientadora) Palavras-chave: Insegurança Alimentar; Desigualdades Sociais; Método Geográfico. INTRODUÇÃO Neste trabalho foi pesquisada a questão da fome à luz de Josué de Castro1 , tem-se por objetivo fixar esforços na intenção de compreender o seu pensamento dedicado na luta contra a fome. O interesse em estudar a questão da fome através da leitura de Josué de Castro foi o...

    4083  Palavras | 17  Páginas

  • Conceitua O De Antropologia E Evolucionismo Cultural

    Antropologia foi demonstrando ainda mais seu aperfeiçoamento no decorrer do século XIX. Tendo grande contribuição de Edward Tylor através de sua representação do Evolucionismo Social, analogicamente relacionado ao evolucionismo de Darwin, porém de caráter antropológico e não, biológico. No decorrer destas correntes do Evolucionismo Cultural, ainda no século XIX, Lewis Morgan também contribuía para o avanço antropológico seguindo a tendência evolucionista, Morgan designou três grandes divisões dos períodos...

    1714  Palavras | 7  Páginas

  • Antropologia franz boas

    aiafr oc-ublrtausrilaeliro e resistência cultural 355 Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 10, n. 22, p. 355-357, jul./dez. 2004 BOAS, Franz. Antropologia cultural. Org. Celso Castro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004. 109 p. Nicole Isabel dos Reis* Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Brasil Celso Castro, professor do Departamento de Sociologia e Política da PUC-Rio, organizador e tradutor desse volume, inicia a apresentação do livro afirmando que é difícil de acreditar que...

    1094  Palavras | 5  Páginas

  • Resumo de antropologia

    RESUMO DE ANTROPOLOGIA JURÍDICA Resumo sobre o Evolucionismo Cultural, Funcionalismo e Estruturalismo, solicitado pela docente Viviane Nascimento, da disciplina de Antropologia Jurídica, baseado nos escritos do autor Gonzaga de Mello. Vitória da Conquista, 28 de maio de 2012. O Evolucionismo Cultural A ideia de evolucionismo, normalmente vem acompanhada pela lembrança de Darwin, que sempre pensamos como sendo o idealizador da teoria principal sobre esse assunto. No entanto, assim como ele...

    3519  Palavras | 15  Páginas

  • Antropologia juridica

    manifestação cultural que estabelece múltiplas relações com tudo aquilo que constitui a sociedade e a cultura. Nesta ótica, Marcellino (2007) aponta que o lazer pode ser compreendido conceitualmente como, Cultura vivenciada (praticada, fruída ou conhecida), no tempo disponível das obrigações profissionais, escolares, familiares, sociais, combinando os aspectos tempo/espaço e atitude [...];o tempo a ser privilegiado para a vivência de valores que contribuam com mudanças de ordem moral e cultural [...];...

    2174  Palavras | 9  Páginas

  • Ano03n06 Maria Laura Viveiros De Castro Cavalcantii

    i Departamento de Antropologia Cultural e Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Brasil cavalcanti.laura@gmail.com Maria Laura Viveiros de Castro Cavalcantii sociologia&antropologia | rio de janeiro, v.03.06: 411 –440,  novembro, 2013 drama, ritual e performance em victor turner Na obra de Victor Turner, o tema do ritual se ergue como um elemento propulsor a ligar e religar suas diferentes fases e interesses multifacetados...

    11229  Palavras | 45  Páginas

  • Artigo Franz Boas Simples

    FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO CIÊNCIAS SOCIAIS TEORIA ANTROPOLOGICA II CRITICAS TEORICO-METODOLÓGICAS DE FRANZ BOAS Alessandra Rodrigues Resumo: Este trabalho, de forma elementar, pretende abordar as contribuições de Franz Boas para a antropologia. Tendo como base teórica sua coletânea de textos organizado por Celso Castro, “Antropologia Cultural”, refletiremos sobre as criticas teórico-metodológicos à Antropologia evolucionista ao difusionismo e as teorias raciais – Determinismo biológico...

    974  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo Etnocentrismo

    Matheus Güntzel de Moura e Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Educação das relações étnico-raciais Resumo do livro: “O que é etnocentrismo” 1 PENSANDO EM PARTIR Etnocentrismo inicialmente é caracterizado pelo estranhamento do outro, por colocar a nós mesmo, nossa cultura e nossos valores no centro das concepções e manter um certo distanciamento daquilo que se afasta das nossas noções corriqueiras. A questão central da análise é tentar entender porque ocorrem essas “distorções”...

    1886  Palavras | 8  Páginas

  • Desenvolvimento e Meio Ambiente - Edna Castro

    CASTRO, Edna. Desenvolvimento e Meio Ambiente. IN: VARGAS, João Tristan; FARIA, Dóris Santos (Orgs.). Módulo Interdisciplinar Sociedade, Natureza e Desenvolvimento. Ciclo de Formação Interdisciplinar – pré-impressos. 1ª ed. Santarém, Pará: UFOPA, 2010, p. 16-41. RESUMO Em meados do século XVIII acontece a grande transformação no meio produtivo. Pois o sistema feudal agora vira a ser substituído pelo novo sistema, o capitalista. Neste mesmo período o movimento Iluminista ganha vez e surge...

    2204  Palavras | 9  Páginas

  • Resenha

     RESENHA CRÍTICA Nome: Claudinei Lima Dias Curso: Bacharelado em Teologia Data: 02/06/2012 Disciplina: Antropologia Cultural DAMATTA, Roberto, Relativizando: uma introdução à Antropologia Social, Petrópolis Vozes, 1981. Roberto Augusto Damatta, nasceu em Niterói em 29 de julho de 1936, antropólogo brasileiro, casado com Celeste Leite, tem oito netos, graduado e licenciado em História pela Universidade Federal Fluminense, é professor-doutor pela Universidade de Notre Dame (EUA), doutor...

    4442  Palavras | 18  Páginas

  • RESUMO DO LIVRO DE CANA

    RESUMO DO LIVRO DE CANAÃ Canaã é um livro de Graça Aranha publicado no Brasil pela primeira vez em 1902. O romance aborda a imigração alemã no estado do Espírito Santo, por intermédio do conflito entre dois personagens principais, Milkau e Lentz, que representam diferentes linhas filosóficas discutindo ideologias diferentes: Milkau, imigrante alemão estabelecido no Espírito Santo, representa o otimismo, a crença de que o amor pode reconstruir o mundo, a confiança no futuro do Brasil. Lentz, também...

    684  Palavras | 3  Páginas

  • Celso Furtado E O Brasil

    meios próprios de expressão.” CELSO FURTADO Maria da Conceição Tavares (Organizadora) Francisco de Oliveira – José Luís Fiori – Juarez Guimarães Maria Regina Nabuco – Tânia Bacelar – Wilson Cano CELSO FURTADO E O BRASIL cia entre o que somos e o que esperávamos ser”. Esta mágoa, que compartilho com paixão, decorre de nosso sentimento comum quanto à situação da nação em matéria de destruição das forças produtivas e da própria desorganização da sociedade. Este livro é composto de ensaios escritos...

    58776  Palavras | 236  Páginas

  • Difusionismo

    usado para investigar inovações, traçando rotas até presumidos pontos de partida, localizando assim sua origem em culturas distintas e mapeando a história da cultura humana; veio em resposta ao evolucionismo e foi caracterizado pela anti- unilinearidade, ou seja, não admitia a reta constante e ascendente cultural defendida pelos evolucionistas. A hipótese difusionista sustenta que os diversos povos terrestres receberam influências dos vizinhos e dos diversos contactos que estabeleceram ao longo da História...

    3911  Palavras | 16  Páginas

  • Livro

    RESUMO do Livro: O que é arte de Jorge Coli Ao comentar sobre a hierarquia dos objetos Jorge Coli afirma que um objeto não é mais arte que outros, por ter sido levado a consideração de algum crítico que segundo seus critérios de julgamento não atingiram um nível elevado suficientemente para ser considerado uma obra de arte. Comenta acerca de um carpinteiro que pode apreciar ou criticar a qualidade um móvel baseado no conhecimento concreto que se tem sobre como é fabricado um bom mobiliário, as chances...

    574  Palavras | 3  Páginas

tracking img