• Margaret Mead - sexo e temperamento em três culturas primitivas
    Margaret Mead nasceu em 1901 na Pensilvânia e faleceu em 1978, na cidade de Nova Iorque. Foi colega de Franz Boas e de Ruth Benedict. Fez algum trabalho de campo, sendo a primeira mulher a ir para o terreno. Escreveu diversas obras, entre elas: Sexo e Temperamento em três culturas primitivas, lançado...
    3012 Palavras 13 Páginas
  • Margaret Mead
    Margaret Mead Margaret Mead, 1948 Margaret Mead (Filadélfia, 16 de dezembro de 1901 — Nova Iorque, 15 de novembro de1978) foi uma antropóloga cultural norte-americana. Nasceu na Pensilvânia, criada na localidade de Doylestown por um pai professor universitário e uma mãe activista social. Graduou-se...
    1828 Palavras 8 Páginas
  • Análise e resumo de "Sexo e Temperamento"
     SEXO E TEMPERAMENTO Margaret Mead Introdução No livro intitulado Sexo e Temperamento (1979,2ªed.), de Margaret Mead é retratado como três sociedades primitivas da Nova Guiné moldam o indivíduo de acordo com o temperamento esperado para seu sexo e convívio dentro daquela comunidade e quais as...
    1111 Palavras 5 Páginas
  • Biografia Margaret
    biografia Biografia: Margaret Mead, Pioneira na Pesquisa Transcultural. Nome: Felipe Pereira Silva Prof.ª: Sideli Biazzi Rojas SP-2013 Margaret Mead: Nasceu no dia 16 de dezembro de 1901 na Filadélfia, Pensilvânia. Criada na localidade de Doylestown...
    739 Palavras 3 Páginas
  • Sexo e Temperamento
    Margaret Mead escreveu sobre sexo e temperamento em uma época em que ainda não era muito aceito o conceito de outras sociedades vivendo em contexto diferente do ocidental, sua primeira publicação foi em 1935. O objetivo disso é mostrar que o temperamento de cada sexo não é algo intrínseco a ele, mas...
    407 Palavras 2 Páginas
  • Sexo & temperamento
    30/11/11 "A padronização do temperamento sexual" e "Inadaptado" são capítulos do livro Sexo & Temperamento, escrito por Margaret Mead, tendo sua primeira publicação em 1935. Os capítulos que serão analisados são de número 17 e 18 na quarta edição desse livro, e tem como objetivo mostrar que...
    760 Palavras 4 Páginas
  • atropologia cultural
    filosofia Disciplina: Antropologia Cultural Professor: Raphael Bispo Prova final de Antropologia cultural Questão 1: em um de seus últimos livros, Obras e Vidas: O antropólogo como autor, Clifford Geertz dedica-se a analisar as formas literárias de importantes expoentes da antropologia, como...
    1664 Palavras 7 Páginas
  • Temperamento Comportamental de gênero: nature x nurture
    Temperamento Comportamental de Gênero: nature x nurture. Introdução Como tema da pesquisa levantada em relação à personalidade, escolhemos para o presente trabalho a questão do temperamento que define o comportamento humano, seja ele homem ou mulher. Mas, seria impossível...
    1792 Palavras 8 Páginas
  • Sexo e Temperamento
    Mead, ainda na introdução de Sexo e Temperamento vai colocar a preocupação com a padronização do comportamento dos sexos no que diz respeito ao temperamento, com as suspeitas culturais de que certas atitudes são naturalmente masculinas e outras naturalmente femininas. Ou seja, nossa autora vai questionar-se...
    303 Palavras 2 Páginas
  • blablabla
    teórica e metodológica entre os autores evolucionistas; Lewis Henry Morgan, Edward Burnett Tylore e James Frazer e os norte-americanos; Franz Boas e Margaret Mead. Duas percepções de cultura e de sociedade, autores evolucionista como Morgan defendem que a humanidade tem apenas uma história que se desenvolve...
    1871 Palavras 8 Páginas
  • Raça e Progresso - Boas
     Raça e Progresso, Sexo e Temperamento e Padrão de Cultura O texto de Franz Boas aborda a mistura dos “tipos de raça”. Para ele cada cultura deveria ser vista como única e no seu particular. Outra contribuição de Boas foi à crítica ao determinismo biológico. Em seu texto ele chama atenção para o...
    367 Palavras 2 Páginas
  • Psicologia
     Margaret Mead (Filadélfia, 1901 - New York, 1978) Antropóloga americana. Nascida em uma família de classe alta e de grande cultura, seu pai era um professor de economia na Universidade da Pensilvânia, e sua mãe era socióloga profissional. Desde 1921, ele estudou psicologia e antropologia na Universidade...
    448 Palavras 2 Páginas
  • Genero
    acordo com seus genitais, psicologia ou seu papel na sociedade. Para a maioria das pessoas, homem ou mulher. Ainda que gênero seja usado como sinônimo de sexo, nas ciências sociais e na psicologia refere-se às diferenças sociais, conhecidas nas ciências biológicas como papel de gênero. Historicamente, o feminismo posicionou...
    3418 Palavras 14 Páginas
  • psicologia
    teóricos clássicos que são considerados pioneiros ao abordar temáticas que o feminismo passou a estudar: Bronislaw Malinowski, Gregory Bateson e Margaret Mead. Em ''A vida sexual dos selvagens'', Malinowski abordou a questão da sexualidade, tratando-na como uma força sociológica e cultural que fundamenta...
    2509 Palavras 11 Páginas
  • ANTROPOLOGIA MODERNA - LUIZ MOTA RODRIGUES
    salientar que este trabalho tem como objetivo apresentar pontos comuns e maneiras de pensar de seus autores, no caso, Franz Boas, Ruth Benedict e Margaret Mead onde porventura faço uma dissertação de cada um deles, no que diz respeito às concepções, pensamentos e ponto de vistas. APONTAMENTOS DE FRANZ...
    1783 Palavras 8 Páginas
  • Os Tchambuli
    Eliane Anselmo Resumo Sexo e Temperamento – Os Tchambuli Aluna: Wiara Lainy Félix – Licenciatura 4° Período Mossoró – RN 02-03-2013 Sexo e Temperamento – Os Tchambuli Em Sexo e Temperamento a antropóloga Margaret Mead faz um relato fascinante...
    605 Palavras 3 Páginas
  • Padroes de cultura Ruth Benedict
    Cultura" O livro Padrões de Cultura (1934) foi traduzido para quatorze idiomas e publicado em diversas edições como leitura introdutória em muitos cursos de antropologia em universidades americanas por muitos anos. A ideia central de “Padrões de Cultura” é, na opinião de Margaret Mead “a visão que...
    589 Palavras 3 Páginas
  • Os argonautas do mangue
    VIVOS, X I BALINESE CHARACTER (RE)VISITADO Uma introdução à obra visual de Gregory Bateson e Margaret Mead ETIENNE SAMAIN ANTES DE CONHECER GREGORY BATESON: AS EXPERIÊNCIAS DE CAMPO DE MARGARET MEAD, 17 Samoa (1925-1926): as adolescentes não casadas, 18 Manus (1928-1929): as pequenas crianças...
    688 Palavras 3 Páginas
  • Margareth Mead
    Biografia de Margaret Mead Antropóloga estadunidense nascida em Philadelphia, Pensilvannia, famosa pela forte personalidade e pelo rigor científico. Graduou-se (1923-1929) na Universidade de Colúmbia, em Nova York, onde estudou com o antropólogo Franz Boas (1858-1942), e trabalhou no Museu Americano...
    2486 Palavras 10 Páginas
  • Gênero e diversidade
    personalidade ou padrão de comportamento para cada um dos sexos. Na cultura ocidental, supõe-se que o masculino seja dotado de maior agressividade e o feminino, de maior suavidade e delicadeza. Na década de 1930, a antropóloga americana Margaret Mead (1901-1978) estudou esta questão em outras culturas ...
    1714 Palavras 7 Páginas