• DDDDDD
     questiona a existência de um perfil ou dos referentes para que se. 2. [PDF] INTERPRETAÇÃO NA TEORIA PURA DO DIREITO https://periodicos.ufsc.br/index.php/sequencia/article/viewFile/.../13908‎ de I Reis - ‎2010 - ‎Citado por 3 - ‎Artigos relacionados Resumo: O presente artigo realiza uma aná...
    5840 Palavras 24 Páginas
  • Direito - Filosofia e Teoria do Direito
    sobre a Ciência do Direito. Principais obras: Crítica da Razão Pura, Crítica da Razão Prática, Fundamentos da metafísica dos costumes e Crítica da Faculdade de Juízo. 2 Hans Kelsen: (1881-1973). Expoente Positivismo Jurídico. Principal obra: Teoria Pura do Direito...
    6995 Palavras 28 Páginas
  • Soberania
    . Hans Kelsen (1871-1973), na sua Teoria Pura do Direito, sustenta que a ordem jurídica (direito posto, positivo) é escalonada como uma pirâmide em que as normas superiores são o fundamento de validade das inferiores, desde a norma suprema, que é a Constituição, até as sentenças judiciais e os...
    1393 Palavras 6 Páginas
  • O conceito de Justiça em Thomas Hobbes
    ........................................................................................................................9 CAPÍTULO I - HOBBES, JUSNATURALISMO E JUSPOSITIVISMO ........................17 1.1 Kelsen e a teoria pura do direito.....................................................................................28 1.2 Norberto Bobbio e a interpretação juspositivista de...
    29624 Palavras 119 Páginas
  • A teoria da interpretação jurídica de hans kelsen
    kelseniano; 2. A teoria da interpretação jurídica de Hans Kelsen; 3. Críticas à teoria da interpretação de Kelsen a partir da obra de Friedrich Müller. Considerações finais. Referências. Resumo: O artigo analisa a teoria da interpretação jurídica de Hans Kelsen, apresentada na Teoria Pura do Direito, a...
    8345 Palavras 34 Páginas
  • Beccaria na atualidade
    humanitária é a melhor forma de prevenir outros crimes. BIBLIOGRAFIA BECCARIA, Cesare. Dos Delitos e das Penas. São Paulo: Hunter Books, 2012. ¹DWORKIN, Ronald. O império do Direito, p. 377-492. ²KELSEN, Hans. Teoria pura do direito. Tradução de João Baptista Machado. 8. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009 ³ SIQUEIRA, Adriana. “Direito” de Torturar? 1ed.Teresina: 2009. p.41...
    2114 Palavras 9 Páginas
  • Ciencias
    . 257). [9] Não podemos olvidar aqui de um dos maiores monumentos teóricos que a ciência jurídica já presenciou: KELSEN, Hans . A teoria pura do direito. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000. [10] No original: “[...] malgré la diversité de l’objet des analyses sociologique de Weber et 17...
    6247 Palavras 25 Páginas
  • estudarebom
    , Estado E Justiça Na Teoria Pura Do Direito UNIVAG- CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VÁRZEA GRANDE Disciplina: Filosofia Geral e do Direito Docente: Aristides J. Costa Neto Discente: Gislaine Kelly Anunciação Oliveira Resumo do livro “O que é justiça” Hans Kelsen Cap. Direito, Estado e Justiça na Teoria Pura do...
    925 Palavras 4 Páginas
  • A contribuição de hans kelsen para a ciência do direito
    metodologia interpretativa do direito é que o legislador apesar de ter uma posição que deve ser respeitada a sua intenção nunca pode prever o futuro. É nosso dever enquanto convictos administradores utilizarmos do livro Teoria Pura do Direito não só dando ênfase ao capitulo VIII, mais também inserir no...
    2525 Palavras 11 Páginas
  • Atps de ied
    realizá-la, devem ser seguidos os passos descritos. Lara Vanessa Millon Direito - 1ª Série - Introdução ao Estudo do Direito - História Pág. 5 de 5 PASSOS Passo 1 (Equipe) Pesquisar, em conjunto com sua equipe de trabalho, sobre a teoria pura do Direito, de Hans Kelsen. Focar sua pesquisa...
    1687 Palavras 7 Páginas
  • trabalho
    capítulo I da Teoria Pura do Direito, o autor austríaco explicita o funcionamento da norma jurídica, e explica que nem toda a norma jurídica contém uma sanção. Porém, o ilícito, compreendido como desobediência à norma ou ao Direito como um todo, será punido com uma sanção. Isto porque, mesmo a norma...
    1429 Palavras 6 Páginas
  • trabalho
    conjunto com sua equipe de trabalho, sobre a teoria pura do Direito, de Hans Kelsen. 2 Focar sua pesquisa nos elementos primordiais, segundo Hans Kelsen, para a existência e validade de uma norma jurídica. 3 Utilizar, para essa pesquisa, fontes diversas, tais como livros, revistas jurídicas...
    2000 Palavras 8 Páginas
  • Introdução ao estudo de direito
    Resumo do Capítulo VI – GUSMÃO, Paulo Dourado de. Introdução ao Estudo do Direito. 43ª ed. São Paulo: Forense, 2010. ; baseado nas perguntas elaboradas no terceiro passo da Etapa III e solicitadas na Etapa IV. 1. A Norma Jurídica 2.1 O que é norma jurídica? A Norma Jurídica é...
    1328 Palavras 6 Páginas
  • modelo de resenha
    teórica, gênero, método, tom etc.) e resumo dos pontos essenciais do texto e seu desenvolvimento geral. Exemplo de resenha-resumo de um livro1: Citação O direito como teoria separada de outras ciências sociais KELSEN, Hans. Teoria pura do Direito. São Paulo: Martins Fontes, 1985. A...
    1103 Palavras 5 Páginas
  • Teoria do Ordenamento Jurídico
    . Entre essas, destaca-se a obra ‘Teoria Pura do Direito’ de Hans Kelsen, que se entende aqui como um dos principais interlocutores do jusfilósofo italiano. Foram utilizados também diversos livros de juristas e jusfilósofos que lidaram com os mesmos temas que Bobbio, a partir de outras...
    112507 Palavras 451 Páginas
  • Atps introdução ao estudo direito - anhanguera rondonópolis
    condensada pelo Autor). • KELSEN, Hans. Teoria pura do direito. Trad. João Batista Machado. São Paulo: Martins Fontes, 1991. Passo 2 Ler o capítulo VI do PLT sobre norma jurídica. Bibliografia básica • GUSMÃO, Paulo Dourado de. Introdução ao Estudo do Direito. 43ª ed. São Paulo: Forense...
    1651 Palavras 7 Páginas
  • filosofia
    lei. (O.C. III, p. 891). Esse ponto já indica um certo deslocamento em relação ao registro tradicional das discussões sobre a justiça, aproximando-se da ideia de “igualdade perante a lei”, que Hans Kelsen (1993, p. 59-60) distingue da “igualdade na lei”, em sua teoria pura da justiça. Percebe...
    5263 Palavras 22 Páginas
  • Direito
    personalidade jurídica e do direito subjetivo, por exemplo. Kelsen percebia uma clara distinção entre o que o direito era e o que ele deveria ser; propôs, então, uma cisão entre o direito, a ética e a sociologia. Essa era a raíz do que Kelsen iria propor como uma “teoria pura do direito”. 1. A TEORIA...
    84436 Palavras 338 Páginas
  • Ead estáio - direito agrário ii
    possíveis: - As raízes neo-kantianas da teoria pura do direito - As bases epistemológicas da ciência jurídica contemporânea BILBIOGRAFIA: sugestão - ALEXY, Robert. El concepto y la validez del derecho. Trad. Jorge M. Seña. Barcelona: Editorial Gedisa, 1997. -----SUMÁRIO Capítulo 1. El...
    1016 Palavras 5 Páginas
  • Hans kelsen 1
    Resumo: O presente trabalho objetiva uma análise epistemológica do terceiro capítulo da obra Teoria Pura do Direito, Direito e ciência, do jurista austríaco Hans Kelsen. Através da uma breve exposição dos principais aspectos bibliográficos e das ideias centrais do autor, fazendo referência às suas...
    6733 Palavras 27 Páginas