Resumo Da Lei 10436 De 2002 Trabalhos Escolares e Acadêmicos Prontos

  • A aprendizagem de LIBRAS por ouvintes: a indissociabilidade entre teoria e prática constante para sua efetivação

    A aprendizagem de LIBRAS por ouvintes: a indissociabilidade entre teoria e prática constante para sua efetivação¹ Jair Cunha dos Santos² RESUMO A aprendizagem em LIBRAS por pessoas ouvintes se torna cada dia mais evidente graças ao aumento do uso dessa língua em diversos ambientes da vida social...

      3777 Palavras | 16 Páginas  

  • GESTÃO ESCOLAR E INCLUSÃO: COMO ACONTECE NOS DIAS ATUAIS

    Ana Teresinha Cabral Maria Dulcicleide Braga Leite Resumo: Presente artigo esta voltando para o que dez respeito a uma gestão escolar inclusiva. De forma a abordar as caracteristica principais que favorece...

      1888 Palavras | 8 Páginas  

  • o movimento social em prol de uma educação inclusiva

    Talyta Costa Serra Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI Pedagogia/Licenciatura (Ped 0773/1) – Prática de Pesquisa 15/06/2013 RESUMO Incluir e adaptar a língua Brasileira de sinais (libras) no ensino regular, no Brasil, é de grandes avanços. Criar praticas pedagógicas de inclusão...

      1473 Palavras | 6 Páginas  

  • Contribuições de vigotski para a educação de surdos

    para a Educação de Surdos. 2012. 33 páginas. Monografia (Especialização em Educação Especial) - Universidade Norte do Paraná, Londrina, 2012. RESUMO O TEMA CONTRIBUIÇÕES DE VIGOTISKI PARA A EDUCAÇÃO DE SURDOS, DESCRITO NESTA MONOGRAFIA DE ESPECIALIZAÇÃO TEM COMO PRIORIDADE APONTAR A NECESSIDADE...

      8420 Palavras | 34 Páginas  

  • A libras como disciplina no ensino superior

    avaliativo. Belém - Pará 2012 ROSSI, Renata Aparecida. Revista de Educação. A libras como disciplina no Ensino Superior. Vol. 13. Nº 15. Ano 2010. Resumo O artigo trata da discussão sobre o processo inclusivo, abordando o pensamento segregatórias incutida na sociedade, apontando assim, os costumes e...

      1815 Palavras | 8 Páginas  

  • UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

    fonoaudiologia, orientação familiar para o trabalho e qualificação profissional, artes plásticas, dança, língua de sinais, etc. 2. Faça um quadro resumo das abordagens pelas quais passou a educação de surdos. Oralistas, Comunicação Total e Bilíngüe. A fase oralista foi a primeira e o processo pretende...

      2722 Palavras | 11 Páginas  

  • O Papel do intérprete de libras em sala de aula

    O PAPEL DO INTÉRPRETE DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS NA SALA DE AULA Célia Regina Antunes Mauro 1 Ana Luiza de Lima Guimarães 3 RESUMO: Este trabalho insere-se na linha de pesquisa Inclusão, envolvendo a temática da postura do intérprete na sala de aula. Apresenta os seguintes objetivos: Compreender...

      1243 Palavras | 5 Páginas  

  • INCLUSÃO DA LÍNGUA DE SINAIS COMO GRADE CURRICULAR NO ENSINO MÉDIO.

    INCLUSÃO DA LÍNGUA DE SINAIS COMO GRADE CURRICULAR NO ENSINO MÉDIO. Resumo Este trabalho tem como finalidade dar um parecer no âmbito do que seria a verdadeira inclusão de alunos surdos em sala de aula regular...

      2861 Palavras | 12 Páginas  

  • pedagogia

    RORAIMA 2013 MARA ARAUJO ABADE ACESSIBILIDADE DE DEFICIENCIA AUDITIVA RORAIMA 2013 SUMARIO RESUMO.......................................................................................................4 INTRODUCAO..................................

      2447 Palavras | 10 Páginas  

  • UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

    fonoaudiologia, orientação familiar para o trabalho e qualificação profissional, artes plásticas, dança, língua de sinais, etc. 2. Faça um quadro resumo das abordagens pelas quais passou a educação de surdos. Oralistas, Comunicação Total e Bilíngüe. A fase oralista foi a primeira e o processo pretende...

      2722 Palavras | 11 Páginas  

  • A história do surdo

    fonoaudiologia, orientação familiar para o trabalho e qualificação profissional, artes plásticas, dança, língua de sinais, etc. 2. Faça um quadro resumo das abordagens pelas quais passou a educação de surdos. Oralistas, Comunicação Total e Bilíngüe. A fase oralista foi a primeira e o processo pretende...

      2827 Palavras | 12 Páginas  

  • a lingua de sinais para deficientes auditivos

    Monografia julgada e aprovada: Prof. Orientador:_______________ Membro da Banca______________ BRASÍLIA – D.F. 2010 RESUMO Esta pesquisa tem como objetivo verificar como o deficiente auditivo aprende, se ele passa pelas mesmas fases de uma criança ouvinte e evidenciar...

      5691 Palavras | 23 Páginas  

  • pedagogia

    Leite Souza – RA: 4571873690 Maria Elza de Abreu Scaramal – RA: 3885739260 Vanessa Scavazini – RA: 5322981353 Santa Bárbara d´Oeste / SP 2012 RESUMO Descrição da surdez sobre as perspectivas médicas, cultural, social e educacional, mostrando as diferentes maneiras de interagir com surdos e enfatizando...

      5886 Palavras | 24 Páginas  

  • Libras variações linguisticas

    Regulamenta a lei a lei numero 10436 de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a língua brasileira de sinais-libras, e o artigo 18 da lei 10098 de 19 de dezembro 2000. Lei 10436 de 24 de abril de 2002 Inclui a língua brasileira de sinais no ensino público e particular no país. Lei 10098 de 19 de dezembro...

      296 Palavras | 2 Páginas  

  • Educação em libras

    nascimento A IMPORTÂNCIA DA LÍNGUA DE SINAIS NA EDUCAÇÃO DO SURDO NA ESCOLA REGULAR. Adriana Costa do Nascimento* Carmem da Silva Mascarenhas* RESUMO Este artigo tem como objetivo evidenciar a importância da língua de sinais na educação dos surdos em classes regulares. Para a realização desta...

      6108 Palavras | 25 Páginas  

  • Estudo Morfológico para Surdos

    “Vivemos um tempo sem delicadezas, no qual tornamo-nos ouvintes incapazes de escutar nossos silêncios.” (Ricardo Kubrusly; Apud Silva) 6 RESUMO Este trabalho irá mostrar um pouco da educação dos surdos desde os primórdios até hoje. Falará um pouco sobre as abordagens educacionais e cultura ...

      10463 Palavras | 42 Páginas  

  • ANALISE SOBRE ACESSIBILIDADE ESCOLAR, DIREITOS A EDUCAÇÃO E ORGANIZAÇÃO ESCOLAR: “QUAL A ESCOLA IDEAL PARA O NOSSO FUTURO”.

    aspectos, para se tornar uma ciência construída a partir do conhecimento profundo da natureza humana.” Johann Heinrich Pestalozzi. SUMARIO RESUMO....................................................................................05 INTRODUÇÃO...................................................

      10895 Palavras | 44 Páginas  

  • Decreto de libras 5626

    24 de abril de 2002, a lei que reconhece a Língua Brasileira de Sinais como meio legal de comunicação entre surdos. A Lei 10436/02 enfatiza a necessidade de que a Língua Brasileira de Sinais – Libras seja objeto de uso corrente nas comunidades A Lei10436, de 24 de abril de 2002, instituiu a Língua...

      415 Palavras | 2 Páginas  

  • aula

    LEI 10436, DE 24 DE ABRIL DE 2002 E DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. LEI 10436, DE 24 DE ABRIL DE 2002 E DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. Sirlane Franco de Carvalho Nunes*. A lei 10436/02 é a lei que regulariza e reconhece a Libras como um sistema linguístico, com a sua própria...

      953 Palavras | 4 Páginas  

  • A istoria dos surdos e a inclusao das crianças no ensino fundamental

    ENSINO FUNDAMENTAL RESUMO A abordagem desse artigo demonstrara aspecto histórico-cultural, considerando que a relação entre o homem e a sociedade é sempre mediada por produtos culturais humanos. Vivemos momentos históricos marcados pelo surgimento de novas leis direcionadas aos surdos...

      2744 Palavras | 11 Páginas  

tracking img