• RESENHA DO LIVRO - OFÍCIO DE MESTRE
     FACULDADES MONTENEGRO UNIVERSIDADE AMERICANA ASSUNCIÓN - PY MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO RESENHA DO LIVRO: OFÍCIO DE MESTRE IMAGENS E AUTO - IMAGENS AUTOR – MIGUEL GONZALEZ ARROYO TRABALHO APRESENTADO Á DISCIPLINA FORMAÇÃO DOCENTE, COMO REQUISITO DE AVALIAÇÃO...
    2023 Palavras 9 Páginas
  • Resenha do texto “Diversidade” De Miguel Arroyo
    Resenha do texto “Diversidade” De Miguel Arroyo De acordo com o currículo Lattes, possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1970), mestrado em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (1974) e doutorado...
    1070 Palavras 5 Páginas
  • 06444585937
    PONTA GROSSA ABRIL/2013 Miguel Arroyo vem trazer em seu livro a crise de identidade profissional do professor. Ele pergunta se nos currículos de formação e de educação básica nos tem sido garantido o direito a conhecer a nossa própria história. Ele nos propicia a refletir...
    566 Palavras 3 Páginas
  • arroyo
    filiações teóricas, ideológicas, filosóficas? Pois bem, vamos tentar elucidar parte dessas perguntas a partir de uma apreciação que fazemos da leitura de seu mais recente livro e por termos o privilégio de partilharmos com Miguel parte de algumas de suas experiências no campo da educação, muito...
    3418 Palavras 14 Páginas
  • Resenha Crítica
    atender a toda a necessidade da população estudantil e carente (apesar de que Miguel Arroyo apresenta-nos que a população estudantil da EJA é carente de: instrução, de escolarização e de diploma). E que a política da EJA não pode ser condicionada o direito ao trabalho com a educação, pois se for assim estaremos formando subcidadão e não cidadão. ...
    1018 Palavras 5 Páginas
  • Estrutura do sistema de ensino federal, estadual e municipal
    1 RESUMO DE LIVROS - ARROYO, Miguel G. Oficio de Mestre: Image ARROYO, Miguel G. Oficio de Mestre: Imagens e Auto-|Imagens. Petrópolis, Rio de Janeiro. Vozes,2000. A educação escolar é um campo propício a modas. Nossas práticas se orientam por saberes e artes aprendidas desde o berço da...
    3127 Palavras 13 Páginas
  • Comparaçoes sobre max weber emileduarkim
    política no campo educacional bem como a circulação das ideias pedagógicas. No interior da luta pelos educadores nasceram entidades como Associação Nacional da E educação (ANDE), Associação de pós Graduação em E educação (ANPED), Centro de Estudos, Educação e Sociedade (CEDES), fortaleceu a...
    1491 Palavras 6 Páginas
  • Atividades
    casos, transcendentes, que orientam a ação humana para o máximo de harmonia, universalidade, excelência ou perfectibilidade, o que implica a superação de paixões e desejos irrefletidos. (HOUAISS, 2001) Miguel Gonzalez-Arroyo: Professor titular emérito da Faculdade de Educação da UFMG. Foi secretário...
    20213 Palavras 81 Páginas
  • RESENHA: O significado da infância”, Miguel Arroyo
    Resenha No texto “O significado da infância”, Miguel Arroyo afirma que a infância estar em permanente construção e, há alguns anos atrás era entendida de forma diferente, errônea comparando-se com as definições atuais. O autor menciona diferenças vividas nessa fase da vida em ambientes rurais e...
    360 Palavras 2 Páginas
  • Os educandos e seus direitos
    | ARROYO, Miguel Gonzáles. Indagações sobre currículo: educandos e educadores: seus direitos e o currículo. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007. Diogo de Castro Alcântara Analisando o livro do autor Miguel Gonzáles Arroyo, tendo a intender e pode perceber que a...
    2115 Palavras 9 Páginas
  • Onipotência juvenil
    Resumo do capítulo 6 do livro “A escola tem futuro?”. O capítulo 6 do livro “A escola tem futuro?” discorre uma entrevista com Miguel Arroyo. Essa entrevista busca com a experiência de Arroyo no campo da Educação, entender as possibilidades existentes para o futuro na escola. Ele descreve como vê...
    464 Palavras 2 Páginas
  • Educação e diversidade
    realizada, apresentamos a entrevista com Boaventura de Sousa Santos, concedida à Júlia F. Benzaquen, sobre A Universidade Popular dos Movimentos Sociais, seguida da resenha do livro de Miguel G. Arroyo, Currículo, território em disputa, escrita por André Marcio Picanço Favacho. Entrevista e resenha...
    2870 Palavras 12 Páginas
  • A questão da diversidade
    A Universidade Popular dos Movimentos Sociais, seguida da resenha do livro de Miguel G. Arroyo, Currículo, território em disputa, escrita por André Marcio Picanço Favacho. Entrevista e resenha abordam as principais reflexões de dois brilhantes intelectuais sintonizados com a dinâmica do nosso tempo...
    3061 Palavras 13 Páginas
  • Resenha sobre a Região Amazonica
    válidos os modos de viver, trabalhar e proceder das culturas populares e indígenas; e não valoriza os ideais e as visões de mundo dos grupos sem poder. (WEIGEL, 2006, p. 59) O texto cinco, por uma educação do campo de, Miguel Gonzalez Arroyo; Roseli Salete Caldare, Mônica Castagna Molina...
    2802 Palavras 12 Páginas
  • A FORMAÇÃO DOS DOCENTES PARA ATUAR NA EDUCAÇÃO DO CAMPO
    seu contexto. A fundamentação teórica foi construída a partir do ideário de pesquisadores e estudiosos da educação do campo, dentre outros, a saber: Roseli Salete Caldart autora e colaboradora do caderno: Como se formam os sujeitos do campo? E do livro: educação em movimento. Miguel Gonzalez Arroyo...
    1045 Palavras 5 Páginas
  • Por uma educação do campo
    problematização das lutas sociais no Brasil. 59 Entrelaçando - Revista Eletrônica de Culturas e Educação Caderno temático: Cultura e Educação do Campo N. 3 p. 45-60, Ano 2 (Nov/2011). ISSN 2179.8443 Referências ARROYO, Miguel Gonzalez. A educação básica e o movimento social do campo. In: ARROYO...
    6090 Palavras 25 Páginas
  • Análise dos capítulos 15 e 16 do livro ofício de mestre, de miguel arroyo
    profissional”, Miguel Arroyo inicia mostrando a visão tradicionalmente negativa tida sobre os professores, em especial os da Educação Básica. São vistos como profissionais despolitizados, alienados, sem consciência de classe, sem compromisso político, desmobilizados. Isso marca o imaginário social, a...
    876 Palavras 4 Páginas
  • Educação de jovens e adultos
    EDUCAÇÃO DE JOVENS-ADULTOS: ”UM CAMPO DE DIREITOS E DE RESPONSABILIDADES PUBLICA” MIGUEL GONZALEZ ARROYO INTRODUÇÃO: CITAÇÃO: Pode-se tornar um campo desprofissionalizado. De campanhas e de apelos á boa vontade e á improvisação. Um olhar precipitado rios dirá que talvez tenha sido esta uma das...
    1328 Palavras 6 Páginas
  • Bruno Doc
    BUFFA, Ester; ARROYO, Miguel; NOSELLA, Paolo. Educação e Cidadania: Quem educa o cidadão? 10ª ed. São Paulo, Cortez, 2002. 95p. ESTER BUFFA - doutora em educação pela Université René Descartes,Paris V, Sorbonne. Professora titular aposentada de História da Educação – Universidade Federal de São...
    344 Palavras 2 Páginas
  • Resumo
    Disciplina: Estágio de Observação do Ensino de Jovens e Adultos Texto (Miguel Arroyo) “A educação de jovens e adultos em tempos de exclusão” A educação de jovens e adultos é uma modalidade de ensino, amparada por lei e voltada para pessoas que não tiveram acesso, por algum motivo...
    424 Palavras 2 Páginas