• análise texto Le Goff
    MEMORIA, JACQUES LE GOFF Le Goff é, juntamente a March Block, é um dos repercusores da escola de annales, com origem no século XX na França, que rompia com o ideal metódico da historia dos grandes feitos e dos documentos oficiais, o positivismo. Iam além da visão positivista...
    561 Palavras 3 Páginas
  • reações sociais e serviços sociais no brasil
    diferentes. A Ciência Política é o conhecimento; é a disciplina que estuda os acontecimentos, as instituições e as idéias políticas, tanto em sentido teà 3312 Palavras 14 Páginas Resumo de livro: le goff, jacques. história e memória. RESUMO DE LIVRO: LE GOFF, Jacques. História e Memória...
    4221 Palavras 17 Páginas
  • historia e memoria
     RESENHA CRÍTICA Le Goff, Jacques. História e Memória. Campinas – SP: UNICAMP, 1990. O AUTOR Jacques Le Goff, destacado historiador medievalista ligado a Escola dos Annales, autor de vasta produção historiográfica, foi responsável pela Escola dos Annales em sua terceira geração na...
    3236 Palavras 13 Páginas
  • Entre História e Memória: A Campanha em Defesa da Escola Pública em São Paulo em meados do século XX e a participação do movimento estudantil
    monumento. A partir de Le Goff, Brandão trabalhou com a tese de que as memórias, assim como os monumentos, resultam de um esforço que sempre funciona de “para impor ao futuro – voluntária ou involuntariamente – determinada imagem de si próprias” . Explicitando sua postura metodológica diante das fontes...
    616 Palavras 3 Páginas
  • Resenha crítica da obra de le goff, jacques. história e memória
    CESI – Centro de Ensino Superiores de Imperatriz Disciplina: Ensino Prático de História e Memória Professora: Nice Aluna: Andressa Nascimento Teixeira Curso: História 2° período RESENHA CRÍTICA Le Goff, Jacques. História e Memória. Campinas – SP: UNICAMP, 1990. CREDENCIAIS DO AUTOR...
    3304 Palavras 14 Páginas
  • Le gof
    memória coletiva sirva para a libertação e não para a servidão dos homens” (LE GOFF, 2003, p. 471). Resenha: LE GOFF, Jacques. História e memória. Tradução de Bernardo Leitão. 5º Ed. Campinas: Editora da UNICAMP. A memória coletiva faz parte das grandes questões das sociedades desenvolvidas e das...
    7797 Palavras 32 Páginas
  • História Oral
    relação às vezes ambígua, e é bom ressaltar, a ambigüidade era recíproca. Na resenha bastante crítica que faz do livro de J. Le Goff “A Civilização do Ocidente Medieval”19 na revista Esprit, Marrou declarou que era (e é) um grande livro que precisava ser levado a sério. E continua de minha parte 11 A...
    5948 Palavras 24 Páginas
  • Mestrado
    RESENHA ABREU, Maurício. Sobre a memória das cidades. In: Revista Território, ano 111, n. 4, jan./jun. 1998, p. 5 – 26. Deivid Francisco da Silva O autor Maurício de Almeida Abreu foi professor titular...
    1304 Palavras 6 Páginas
  • Bloch, Marc - Apologia da História
    ) Resenha A obra: História e Memória - visão geral A Memória e a História por vezes parecem ser simbióticas, envolvendo-se em torno de um objeto, de uma pessoa, de um fato, de uma temporalidade, todavia o que as distingue fundamentalmente? A obra História e Memória de Jacques Le Goff (responsável...
    4895 Palavras 20 Páginas
  • Fotografia e historiografia
    Resenha Fotografia e Historiografia Integrando o projeto de pesquisa “Memórias do Contemporâneo: narrativas e imagens do fotojornalismo do Século XX”, o Artigo intitulado – Genevieve Naylor,fotógrafa: impressões de viagem (Brasil, 1941-1942), Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 25...
    443 Palavras 2 Páginas
  • CADERNOS DE HISTÓRIA
    . LE GOFF, Jacques. “Passado/Presente”, “Antigo/moderno”, “Progresso/Reação”, “Documento/ Monumento”. In: Memória-História: Enciclopédia Einaudi, v. 1. Lisboa: Casa da Moeda, 1984. MARQUES, Reinaldo, PEREIRA, Vera Lúcia. O artesanato da memória na literatura popular do Vale do Jequitinhonha. s/r...
    27554 Palavras 111 Páginas
  • Heliogabalo - Artaud
    Agamben) Sexo & Poder em Roma (Paul Veyne) Os Intelectuais na Idade Média (Jacques Le Goff) A Verdade e as Formas Jurídicas (Michel Foucault) A Invenção das Ciências Modernas (Isabelle Stenger... O Fim das Certezas (Ilya Prigogine) O Declínio do Poder Americano (Immanuel Wallerstei...
    1868 Palavras 8 Páginas
  • Memória e história da Enfermagem
    febril dos vestígios do seu passado, tanto remoto como recente. No entanto, como fenômeno coletivo, a memória também guarda um caráter seletivo. Para Pierre Nora apud LE GOFF (1990), a memória coletiva é “o que fica do passado no vivido dos grupos ou o que os grupos fazem do passado”, ou seja...
    5710 Palavras 23 Páginas
  • resenha do livro apologia da história, march block
    Resenha Referência Bibliográfica: Estudo de Obra (Obra Completa) BLOCH, Marc. Introdução à História. Lisboa: Europa-América. S/d. “Aprendendo a Convencer” “Este Livro inacabado é um ato completo de história.” (BLOCH: 2001,34), palavras de Jacques Le Goff no prefácio da Edição Francesa...
    3491 Palavras 14 Páginas
  • Apologia da história
    de historiadores que lançou a ‘Revista dos Annales’ (1929), na França, composto por: Lucien Febvre, Marc Bloch, Fernand Braudel, Georges Duby, Jacques Le Goff e Emmanuel Le Roy Ladurie. As principais idéias e diretrizes da Revista, segundo Peter Burke, em seu livro: “A Revolução Francesa da...
    3707 Palavras 15 Páginas
  • História da família
    explicação para sabermos de quem estamos falando como Thompson, Hobsbawn, Le Goff, Bloch, entre tantos outros. São nomes de pessoas que se consagraram por seu trabalho, e sempre que são citadas acendem nossa memória e sabemos da bagagem que há por trás dessas palavras. (Giovanni) Levi certamente é um...
    1744 Palavras 7 Páginas
  • história
    cultural. Trad. Jefferson Camargo. São Paulo: Martins Fontes, 1992. LE GOFF, J. História e memória. Trad. Bernardo Leitão et alii. Campinas: Unicamp, 1990. LEFEBVRE, H. A vida cotidiana no mundo moderno. Trad. Alcides João de Barros. São Paulo: Ática, 1991. LE GOFF. Jacques. As raízes medievais da...
    2257 Palavras 10 Páginas
  • apologia da historia
    Historiador’; tradução: André Telles, Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2002. BURKE, Peter, “A Revolução Francesa da Historiografia: A Escola dos Annales (1929/1989)”, São Paulo, Ed. Unesp, 1991. LE GOFF, Jacques, “Documento / Monumento”, In História e Memória, São Paulo, Editora Unicamp, 1990...
    3869 Palavras 16 Páginas
  • Teoria da história
    das outras, tiveram Febvre e Bloch e Braudel a capitaneá-las, é despersonalizada, caracterizando-se por uma maior fragmentação intelectual, que pode ser entendida como derivada de um contexto de “crise” da disciplina e das ciências humanas, em geral. Le Goff (1990) já apontava para essa dupla...
    3851 Palavras 16 Páginas
  • Resenha pinski
    de fontes disponíveis para serem pesquisadas pelo historiador. Foi apenas nas décadas de 1960 e 1970, e a partir da publicação do livro Fazer história em 1974, organizado por Jacques Le Goff e Pierre Nora, que o impresso, jornais e revistas, passaram, de fato, a ser objeto de pesquisa. Da mesma...
    2086 Palavras 9 Páginas