Resenha Memória E Identidade Social artigos e trabalhos de pesquisa

  • Memória e identidade social

    RESENHA POLLAK, Michael. Memória e identidade social. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 5, a. 10, 1002, p. 200-212. Tradução Monique Augras. O texto de Michael Pollak apresenta a ligação entre memória e identidade social, baseado nas histórias de vida. A memória parece ser um fenômeno individual, mas segundo HALBWACHS, a memória deve ser entendida como fenômeno coletivo e social. A memória possui marcos invariáveis e imutáveis, que vem e vão, nos relatos de uma história de vida, mesmo...

    522  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha História Oral

    Centro de Ciências Humanas e Sociais – CCH Licenciatura em História - EAD Unirio/Cederj AD1 – Primeira Avaliação à Distância - 2014.2 Disciplina: História e Documento Coordenação: Professora Ana Maria Mauad Nome: Matrícula: Pólo: Miguel Pereira Caro (a) aluno (a): Essa é a sua primeira avaliação à distância. Você deverá realizar uma resenha do texto: Portelli, Alessandro. “ A filosofia e os fatos: narração, interpretação e significado nas memórias e nas fontes orais, IN:...

    1526  Palavras | 7  Páginas

  • resenha do médio solimões

    do Pará Instituto de Filosofia e Ciências Humanas Faculdade de Ciências Sociais Docente: Discente: Disciplina: Turma: 012020 Turno: Noite Resenha do artigo lembrança da historia: memoria social, ambiente e identidade na várzea do médio Solimões. De Deborah de Magalhães e Edna Ferreira. Belém 29/04/2014 Resenha do artigo: a lembrança da historia: memoria social, ambiente e identidade na várzea do médio Solimões, de Deborah de Magalhães e Edna Ferreira. ...

    591  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha

    Aluna: Patrícia dos Santos de Lima Matrícula: 2011735319 Turismo e Patrimônio; II Período Resenha do texto: Estado, cultura popular e identidade nacional Renato Ortiz começa o texto citando a identidade brasileira em confronto com a cultura brasileira, que geralmente é um problema para o país, pois os “intelectuais”, elitizados, criaram uma imagem para o país sendo que a cultura, o popular cria outra totalmente diferente daquilo que era pra ser. No século XIX, a elite brasileira quer ser...

    560  Palavras | 3  Páginas

  • resenha linguagem

    obra se trata de fazer uma contribuição sobre o entendimento de determinados aspectos da linguagem, e os demais entendimentos segundo Vygotsky e Bakhtin. A autora Maria Juracy Toneli Siqueira, tem entre suas principais obras: Identidade de Gênero e A Constituição da Identidade Masculina e Um olhar sobre o amor no ocidente Adriano Henrique Nuemberg atua em linhas de pesquisas de Políticas Públicas e pessoas com deficiência e Psicologia e formação de professores. Segundo os autores utilizamos vários...

    668  Palavras | 3  Páginas

  • A memória partilhada

    RESENHA A MEMÓRIA PARTILHADA Resenha de: Bosi, Ecléa. (2003). O Tempo Vivo da Memória: Ensaios de Psicologia Social. São Paulo: Ateliê Editorial. N este livro de admirável sensibilidade humana, Ecléa Bosi explora o campo de experiência pessoal com os eventos do dia-a-dia, registrados na lembrança, contados para outrem. Não é a memória que se tranca em simesma, mas a que partilha seus conteúdos quando há um ouvido disponível e atento, e que os define, no próprio ato de contar. Há uma história...

    4030  Palavras | 17  Páginas

  • TURISMO CULTURAL E PATRIMÔNIO: A MEMÓRIA PANTANEIRA DO CURSO DO RIO PARAGUAI.

     TURISMO CULTURAL E PATRIMÔNIO: A MEMÓRIA PANTANEIRA DO CURSO DO RIO PARAGUAI. Síntese: Álvaro Banducci Jr., autor do texto, conta a expedição científica "Cáceres-Porto Murtinho", de 1999; onde seis pesquisadores, embarcam em uma viagem pelo rio Paraguai, em uma pequena lancha usada para a prática do turismo de pesca, com capacidade para vinte passageiros, entre tripulação e turistas. Pretendiam encontrar possíveis evidências de destruição das margens do rio, indícios de danos a mata e de deterioração...

    1590  Palavras | 7  Páginas

  • As memórias pantaneiras do Rio Paraguai

    Oliveira. Matrícula: 13217130065 Resenha do Texto: As memórias Pantaneiras do Rio Paraguai Com base nos estudos de Álvaro Banducci Jr, o artigo trata sobre o impacto da costa fluvial no Rio Paraguai, abrangendo as cidades Cárceres (MT) e Porto Murtinho (MS). Com a viagem dos pesquisadores para as margens do Rio Paraguai, eles tinham por principal objetivo fazer o estudo e o mapeamento das zonas de degradação nas margens do Rio Paraguai. Esta resenha tem por objetivo ressaltar a pesca como...

    1836  Palavras | 8  Páginas

  • Resenha Negros do Tapuio

    RESENHA PLÍNIO DOS SANTOS, Carlos Alexandre B. 2007. Negros do Tapuio: estudo etnográfico de uma comunidade quilombola do semi-árido piauiense. In: Prêmio territórios quilombolas: 2ª Edição. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário (NEAD Especial; 5).(pp. 82 – 128).  Negros do Tapuio: estudo etnográfico de uma comunidade quilombola do semi-árido piauiense. In: Prêmio territórios quilombolas: 2ª Edição. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário (NEAD Especial; 5).(pp. 82 –...

    835  Palavras | 4  Páginas

  • MARCUS, George. Identidade passadas presentes e emergentes: requisitos para etnografia sobre a modernidade no final do século XX ao nível mundial

    Resenha Democratização citando o nilsom e o George marcusehttp://www.jstor.org/discover/10.2307/41616086?uid=3737664&uid=2134&uid=2&uid=70&uid=4&sid=21104107357423 MARCUS, George. Identidade passadas presentes e emergentes: requisitos para etnografia sobre a modernidade no final do século XX ao nível mundial. Revista de Antropologia Vol. 34, 1991, pp. 197-221. Disponível em: http://www.jstor.org/discover/10.2307/41616086?uid=3737664&uid=2134&uid=2&uid=70&uid=4&sid=21104107357423 . Acesso...

    704  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha Michel Pollak

    Resenha Michel Polak No artigo de Michel Pollak (1948-1992) “Memória e Identidade Social” é grande expoente das Ciências Sociais na França e os documentos utilizados pelo autor vem tratar do problema que envolve a ligação entre memória e identidade social no âmbito das histórias de vida, através da oralidade. O autor neste texto vem abordar questões ora relacionadas aos problemas da memória, ora aos problemas da identidade na França, como elementos de construção social. O autor cita em suas...

    2208  Palavras | 9  Páginas

  • Resenha

    Resenha A autora Terezinha Oliveira aborda no texto Origem e memória das universidades medievais a preservação de uma instituição educacional, os dois olhares voltados para as universidades medievais, onde em um primeiro lugar a universidade é vista como lugar de construção e preservação dos saberes, e em segundo lugar esta instituição é considerada um patrimônio onde as memórias desse local devem ser preservadas. Essas duas visões estão ligadas devido o sentido de ser algo histórico e memorável...

    827  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha

    Abordagem ou problematização de documentos orais? Resenha feita sobre o dossiê Os Combates da Memória: escravidão e liberdade nos ar-quivos orais de descendentes de escravos brasileiros escrito por de Hebe Mattos publica-do pela Revista Tempo, Niterói, v. 3, n. 6, p. 119-138, 1998. Disponível em http://www.historia.uff.br/tempo/artigos_dossie/artg6-8.pdf Bibliografia: http://www.skoob.com.br/autor/2312 Abordagem ou problematização de documentos orais? Hebe Maria Mattos, a autora desse...

    880  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha do livro: O que é patrimônio histórico

    Resenha crítica sobre o livro: O livro “O que é patrimônio histórico” define a questão da preservação do acervo do patrimônio natural, cultural, artístico e da população de determinada região. A preservação consiste sobre valores e interesses diferenciados, a busca da preservação dependem do entendimento em relação ao seu valor histórico e social. PATRIMÔNIO CULTURAL: A concepção relatada de Patrimônio Cultural, apresentada pelo francês VarineBoham, divide didaticamente em...

    2106  Palavras | 9  Páginas

  • Resenha sobre a obra de eclea bosi

    RESENHA: Cultura de Massa e Cultura Popular: Leituras de Operárias BOSI, Eclea. Cultura de Massa e Cultura Popular: Leituras de Operárias: 13 ed./ Apresentação de Dante Meira Leite. Prefácio de Otto Campeava. Petrópolis, Vozes, 2009, p. 29 – 117.   Eclea Bosi Possui graduação em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1966), mestrado em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (1970) e doutorado em Psicologia Social pela Universidade de...

    531  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha E o Cerebro Criou o Homem

     UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ INSTITUTO DE CULTURA E ARTE DESIGN DE MODA NOEMI DE SANTIAGO LIMA RESENHA DO LIVRO “E O CÉREBRO CRIOU O HOMEM” ANTÓNIO R. DAMÁSIO FORTA LEZA 2014 “ Tem de existir uma razão para se escrever um livro. Este foi escrito para recomeçar”, afirma o autor Antônio R. Damásio, que vê sua obra E o cérebro criou o homem como uma junção e atualização de suas próprias ideias. Damásio nos mostra um conjunto de hipóteses...

    975  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha: patrimônio cultural: consciência e preservação

    RESENHA: PATRIMÔNIO CULTURAL: CONSCIENCIA E PRESERVAÇÃO PELEGRINI, Sandra C.A, Patrimônio Cultural: consciência e preservação, São Paulo, Editora Brasiliense, 135 p., 2009. (*) O livro “Patrimônio Cultural: consciência e preservação” escrito por Sandra Pelegrini vem bem de encontra a preocupação atual de levar aos bancos escolares as ferramentas necessárias ao conhecimento da necessidade de preservação do patrimônio cultural. Discorrendo e discutindo detalhadamente as propostas...

    1178  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha turismo cultural e patrimônio: a memória pantaneira no curso do rio paraguai

    TURISMO CULTURAL E PATRIMÔNIO: A MEMÓRIA PANTANEIRA NO CURSO DO RIO PARAGUAI Álvaro Banducci Jr. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Brasil RESENHA Por: REGINA CELI LOPES LOURENÇO Aluna: CEDERJ Curso: TECNÓLOGO DE GESTÃO EM TURISMO (2° PERÍODO) A viagem de pesquisadores pelo rio Paraguai tinha como meta, encontrar possíveis evidências de degradação das margens do rio, observando a dimensão dos impactos causados, como...

    1112  Palavras | 5  Páginas

  • RESENHA CRÍTICA DO LIVRO Cultura brasileira e identidade nacional

    RESENHA CRÍTICA ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. 5. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. 1 CREDENCIAIS DO AUTOR             Nasceu em Ribeirão Preto (SP) em 1947. Estudou na Escola Politécnica (USP) entre 1966 e 1969. Formou-se em Sociologia e Antropologia pela Universidade de Paris VIII e doutorou-se em Sociologia e Antropologia pela École des Hautes Études em Sciences Sociales.             Foi professor da Universidade de Louvain (1974-1975), da UFMG (1977-1984) e...

    1930  Palavras | 8  Páginas

  • resenha Milton Santos

    CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS GESTÃO DO TERRITÓRIO ALESSANDRO DOZENA NOITE RESENHA “O LUGAR E O COTIDIANO”, MILTON SANTOS. IGOR CÉSAR BARBOSA DANTAS Natal – RN Agosto – 2013 Resenha crítica SANTOS, Milton, 1926-2001. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção / Milton Santos. - 4. ed. 2. reimpresso. - São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006...

    1586  Palavras | 7  Páginas

  • Resenha demandas sociais e história do tempo presente

    Resenha descritiva; Demandas Sociais e história do tempo presente A Historiadora Marieta de Moraes Ferreira em "Demandas sociais e história do tempo presente" esclarece a resistência que a história do tempo presente teve para ser aceita como objeto de pesquisa acadêmica e como esse tema desafia historiadores no contexto ético e político. A comunidade científica junto com a Anpuh (Associação Nacional dos Professores Universitários de História) pode se envolver diretamente no debate, se sim...

    642  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha encontrada do mil platos

    MANA 4(2):143-167, 1998 RESENHAS DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Félix. 1995-1997. Mil Platôs. Capitalismo e Esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34. 715 pp. Ovídio Abreu Filho Prof. de Antropologia, UFF Em 1997, publicado seu quinto volume, concluía-se a edição brasileira de Mil Platôs, de Gilles Deleuze e Félix Guattari, que se iniciara em 1995. O intervalo entre a edição original dessa obra, que é de 1980, e a de sua tradução completa para o português não deixa de revelar as dificuldades...

    12971  Palavras | 52  Páginas

  • Resenha demandas sociais e história do tempo presente

    Resenha descritiva; Demandas Sociais e história do tempo presente A Historiadora Marieta de Moraes Ferreira em "Demandas sociais e história do tempo presente" esclarece a resistência que a história do tempo presente teve para ser aceita como objeto de pesquisa acadêmica e como esse tema desafia historiadores no contexto ético e político. A comunidade científica junto com a Anpuh (Associação Nacional dos Professores Universitários de História) pode se envolver diretamente no debate, se sim...

    642  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha critica patrimonio historico

    RESENHA CRÍTICA A resenha crítica apresentada sobre o livro “O que é Patrimônio Histórico”, de Carlos A. C. Lemos, apresentam de início, conceitos didáticos e divisão metódica, com muita propriedade pelo autor, onde é observado um cronograma das diferentes faces onde está inserido o Patrimônio Histórico. No decorrer das suas páginas se observa uma nítida crítica construtiva, e alerta as autoridades governamentais sobre o descaso, ou melhor, a falta de estrutura e interesses políticos, que se sobrepõem...

    1499  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha Fischer

    Resenha sobre o texto MÍDIA, MÁQUINAS DE IMAGENS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS FISCHER, Rosa Maria Bueno – UFRGS GT: Didática / n. 04 Agência Finaciadora: Sem Financiamento O texto de Fischer aborda a relação entre mídia e a temática pedagógica escolar. A autora começa exemplificando três situações cotidianas em meios urbano ou rural, que alteram as práticas cotidianas de trocas de experiências, saberes, formas de se inscrever no convívio social, escrever, pensar, falar e ver o mundo. Retrata jovens...

    711  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha: entre eucaliptos e jequitibas

    JUARA DEPARTAMENTO DE PEDAGOGIA VANDERLINO DE JESUS FERREIRA RESENHA: ENTRE EUCALIPTOS E JEQUITIBÁS JUARA/MT/13/10/2011 ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DO ESTADO DE CIÉNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITARIO DE JUARA DEPARTAMENTO DE PEDAGOGIA VANDERLINO DE JESUS FERREIRA RESENHA: ENTRE EUCALIPTOS E JEQUITIBÁS Resenha acadêmica realizado como exigência parcial para obtenção de nota na disciplina de...

    1279  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha crítica

    ANGELITA XAVIER DOS SANTOS RESENHA CRÍTICA MÍDIA: O ASSUNTO DO MOMENTO Resenha Crítica apresentado ao Instituto Pró Saber, como requisito parcial para obtenção de nota na disciplina Tópicos Especiais em Trabalho e Educação, no curso de Especialização em Gestão Escolar. Orientador: Prof (a) Selma de Oliveira Água Branca-AL 2012 RESENHA CRÍTICA FISCHER, Rosa Maria Bueno. Mídia, máquianas de imagens e práticas pedagógicas...

    1125  Palavras | 5  Páginas

  • RESENHA do livro stuart hall

    Salete dos santos Vale Resenha do livro: A identidade Cultural na pós-modernidade de Stuart hall São Paulo 2014 UNIESP – faculdade Santa Izildinha Salete dos santos Vale Resenha do livro: A identidade Cultural na pós-modernidade de...

    2251  Palavras | 10  Páginas

  • Resenha sobre Policarpo Quaresma Parte I

    Resenha sobre Triste Fim de Policarpo Quaresma O livro “Triste Fim de Policarpo Quaresma”, de Lima Barreto, nos faz conhecer a história de um personagem que lutou pelos seus ideais e interesses, criticando o nacionalismo exagerado, nos trazendo à tona uma nova perspectiva de construção da identidade nacional brasileira. Policarpo é descrito pelo autor como um indivíduo solitário e sistemático, pequeno, magro, portador de "pincez-nez", sempre de fraque e cartola. Funcionário público do arsenal...

    747  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha crítica Homi Bhabha

    que essa resenha é reproduzida só em introdução, capitulo III e capitulo IV. Na introduçãoo autor procura abranger sobre tudo que ele referiu no texto, começando por alegar que a existência atual está marcada por uma sensação de sobrevivência de viver com no prefixo pós, pós-modernidade, pós feminismo, pós colonialismo, argumentando que “o além não é um novo horizonte, nem um abandono do passado”.(Bhabha;pg19) Bhabha procura compreender a identidade do mundo moderno, a articulação social de diferença...

    1337  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha sobre o filme o curioso caso de benjamim button"

    a proporção que poderia tomar esta resenha e a possibilidade de perceber a construção cultural da identidade do idoso ficou visivel ao correr do filme. Elementos importantes para a identidade do idoso citados pela autora Elisabeth F. Mercadante no texto “ Velhice: a identidade estigmatizada", ocorre a todo o o tempo. O filme possibilita reflexão sobre analise, feita no texto, do que é presente no corpo dos jovens como atividade, produtividade, memória, beleza e força; e as qualidades opostas...

    706  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha gastronomia alemã em londrina

    [pic] Filipe Luís da Silva Lins – 2013100478 Centro Universitário IBMR Gastronomia – Comunicação – Resenha GASTRONOMIA E PATRIMÔNIO CULTURAL DE LONDRINA MEMÓRIA DA GASTRONOMIA DE IMIGRANTES ALEMÃES RESUMO: Entendemos como patrimônio cultural, a herança e identidade da cultura de um povo. A gastronomia vem juntando interesse crescente a seu respeito, sendo notadamente objeto de estudo de diversas áreas como a antropologia, história...

    965  Palavras | 4  Páginas

  • resenha sobre o filme uma cidade sem passado

    FERDERAL DO MARANHÃO CURSO DE PEDAGOGIA ALUNA: GRAZIELA SERRA AMORIM DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO PROF.ª: MARIA DAS DORES CARDOSO FRAZÃO RESENHA SOBRE O FILME: UMA CIDADE SEM PASSADO O filme passa-se na Alemanha de 1970. O filme começa com a própria personagem principal fazendo à narrativa. Isso dá a impressão de que ela mesma busca recuperar de sua memória o acontecimento mais importante de sua vida. O período em que personagem principal chamada Sonja narra à história e mostra os locais em que...

    653  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha do filme Narradores de Javé

     RESENHA DO FILME NARRADORES DE JAVÉ O filme brasileiro "Narradores de Javé", que foi lançado em 2003 e dirigido por Eliane Caffé, é uma sequência de narrativas. O drama começa com o personagem Zaqueu (Nelson Xavier) narrando a história dos moradores do Vale do Javé para os seus colegas, já que ele era morador dessa região. O vilarejo, localizado no sertão nordestino, irá ser inundado devido a construção de uma hidrelétrica, e para evitar tal fato, os moradores decidem documentar através...

    562  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha de orientação vocacional: perspectiva e desafios

    trabalho é uma resenha de três textos, a saber, O papel da Orientação Profissional na Escolha Profissional do Adolescente, de Taís Evangelho Zavareze. O segundo texto sendo O Processo de Orientação Vocacional frente ao século XXI: perspectivas e desafios, de Josemberg M. de Andrade; Girlene R. de Jesus Maja Meira; Zandre B. de Vasconcelos e o terceiro sendo Orientação Profissional de Adolescentes: O difícil momento da escolha, de Denise D’ Aurea Tardeli. O objetivo desta resenha será uma abordagem...

    1121  Palavras | 5  Páginas

  • Resenha- Dialética da Malandragem

    RESENHA CRÍTICA DA “DIALÉTICA DA MALANDRAGEM” DE ANTÔNIO CÂNDIDO Antônio Cândido, em sua crítica “Dialética da Malandragem”, traz à tona a tese do primeiro malandro da literatura brasileira, aliás, o povo brasileiro vive e conhece bem a cultura do “levar vantagem em tudo”. Para esse fim, Antônio Cândido toma como objeto de sua crítica a consagrada obra do escritor Manoel Antônio de Almeida, “Memórias de um Sargento de Milícias”. Antônio aponta também em sua crítica a dificuldade de periodização...

    822  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha crítica "Eu, o Supremo"

    FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS Resenha: Eu o Supremo, de Augusto Roa Basto. Karina Cabral Silveira, nº USP 7620384 Resenha crítica: Eu o Supremo. BASTOS, Augusto Roa. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1977. A obra de Augusto Roa Bastos, Eu o Supremo, retrata minuciosamente o governo e o cotidiano do general José Gaspar Rodríguez de Francia, a partir da perspectiva das memórias deste. Faz-se necessário apresentar brevemente essa figura...

    1696  Palavras | 7  Páginas

  • Resenha do Livro - Representações Sociais - Investigações em Psicologia Social de Serge Moscovici

    RESENHA DO LIVRO REPRESENTAÇÕES SOCIAIS: INVESTIGAÇÕES EM PSICOLOGIA SOCIAL DE SERGE MOSCOVICI. Review of the book “Representações Sociais: Investigações em Psicologia Social” by Serge Moscovi Neuza Batista dos Santos - Email: nbsantos@uem.br Universidade Estadual de Maringá - Centro de Ciências Exatas. Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática. Av. Colombo 570, Bloco F-67. Fone 44-30114827 RESUMO Esta resenha analisa o conteúdo da obra Representações sociais:...

    2576  Palavras | 11  Páginas

  • resenha critica

    MEMÓRIA O autor aborda, neste capítulo, os diferentes conceitos sobre a "memória" e as respectivas funções no meio social. Introduz o capítulo referindo-se a memória "como propriedade de conservar certas informações", ligada às funções psíquicas, através das quais o homem pode "atualizar impressões ou informações passadas"(p.423). Cita também os diversos sistemas de educação da memória que existiram nas várias sociedades e em diferentes épocas: as mnemotécnicas. Entre os autores citados, merece...

    2016  Palavras | 9  Páginas

  • Resenha do texto de Silvia Duarte e Hélio Rainho: Instituto de Cultura e Cidadania Primeiro Passo: de Movimento Cultural a Movimento Social

    Universidade Federal Fluminense Faculdade de Direito Disciplina: Teoria Geral do Estado Resenha do texto de Silvia Duarte e Hélio Rainho: Instituto de Cultura e Cidadania Primeiro Passo: de Movimento Cultural a Movimento Social Os autores Silvia Valeria Borges Duarte - mestrando do Programa de Pós Graduação em Sociologia e Direito da Universidade Federal Fluminense - e Hélio Ricardo Rainho - jornalista, ator e pesquisador – realizaram uma análise do desenvolvimento do Instituto de Cultura e...

    671  Palavras | 3  Páginas

  • CARVALHO, José Murilo (2003). “Nação Imaginária: memória, mitos e heróis”. In: NOVAES,A. (org). A crise do Estado-nação. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

     UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DISCIPLINA: TEORIA GERAL DO ESTADO DOCENTE: CLOVES ARAÚJO DISCENTE: FONTE: CARVALHO, José Murilo (2003). “Nação Imaginária: memória, mitos e heróis”. In: NOVAES,A. (org). A crise do Estado-nação. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. RESENHA A relação entre Estado- nação é bem diversa, podendo haver um Estado que engloba várias nações, ou nações com mais de...

    987  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha do texto a (in)sustentabilidade das cidades-vitrine de fernanda sánchez.

    Resenha de A (in)sustentabilidade das cidades-vitrine de Fernanda Sánchez Por Juliana Miranda Gondim Foi sob a pressão da economia, da tecnologia, de um capitalismo desenfreado, da comunicação e de informações contínuas que surgiu, o que Koolhaas chamou da autêntica cidade moderna. Essa cidade apresenta uma arquitetura global, universal e não relacionada a determinadas condições de lugar, ou seja, é uma cidade genérica e sem identidade. O capitalismo está sempre em busca de novos produtos...

    1046  Palavras | 5  Páginas

  • Nos jardins do tempo: Memória e história na perspectiva de Pierre Nora

    Resenha do texto: Nos jardins do tempo: memória e história na perspectiva de Pierre Nora. Um problema que envolve atualmente a questão da memória é a grande quantidade de informações que são reproduzidas atualmente, ou seja, vivemos em um mundo hoje, que é marcado pelo processo de globalização, onde os meios de comunicação trazem noticias a todo instante. Nesta análise, segundo Pierre Nora, a história passa a ser mais dinâmica, rápida, a duração do fato é a duração da noticia. Nesse sentido o...

    954  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha capítulo XII e capítulo final do livro doze lições sobre a história ANTOINE PROST

    UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO RESENHA SOBRE O CAPÍTULO XII E CONCLUSÃO DO LIVRO DOZE LIÇÕES SOBRE A HISTÓRIA. RESENHA SOBRE O CAPÍTULO XII E CONCLUSÃO DO LIVRO DOZE LIÇÕES SOBRE A HISTÓRIA. RIO DE JANEIRO 2014 Antoine Prost nasceu em 29 de outubro de 1933 em Lons-le-Saunier na França, é um importante historiador e pesquisador na área...

    1706  Palavras | 7  Páginas

  • Estados Unidos Forma O Da Na O Resenha

    Resenha KARNAL, Leandro. Estados Unidos: a formação da nação, 4. ed. São Paulo: Contexto, 2007, 112p. (Coletânea: Repensando a História). ISBN: 978-85-7244177-3. A formação americana comparativamente Fábio Py Murta de Almeida* O livro Estados Unidos: a formação da nação, do doutor Leandro Karnal, professor adjunto de História da América da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) é indicado aos cursos introdutórios de História dos Estados Unidos, História da América e História Contemporânea...

    1518  Palavras | 7  Páginas

  • resenha casaco de marx

    RESENHA STALLYBRASS, PETER. O casaco de Marx: roupa, memória, dor. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2008. 3ª edição. p. 7- 38 Anna Carolina Chies1 O capítulo A vida social das coisas: roupas, memória, dor do livro O casaco de Marx: roupa, memória, dor do autor Peter Stallybrass aborda o processo de humanização das roupas, sendo elas as memórias e até mesmo a presença daqueles que já morreram. Stallybrass começa o capítulo falando sobre como lidou com a morte do amigo Allon. Ele conta que a...

    1660  Palavras | 7  Páginas

  • Resenha ExperienciaDeVidaMCJosso

    PERES, Lúcia Maria Vaz; MANCINI, Flávia Griep; OLIVEIRA,Valeska Maria Fortes de. “Experiências de vida e formação”, de Marie-Christine Josso. Resenha. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 2, n.2, p. 152-156, ago./dez. 2009. 152 Resenha JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. São Paulo: Cortez, 2004. 285 p. Dra. Lúcia Maria Vaz Peres lvperes@terra.com.br Dnda. Flávia Griep Mancini mancini_fg@yahoo.com.br Dra. Valeska Maria Fortes de Oliveira guiza@terra.com.br @ Nosso ponto...

    2576  Palavras | 11  Páginas

  • RESENHA DO LIVRO: ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA, DE JOSÉ SARAMAGO

    RESENHA DO LIVRO: ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA, DE JOSÉ SARAMAGO MACAPÁ 2012  JOZIVALDO COSTA DA SILVA RESENHA DO LIVRO: ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA, DE JOSÉ SARAMAGO Resenha apresentada como instrumento avaliativo da disciplina Literatura Portuguesa II, na Universidade do Estado do Amapá, ministrada pelo professor...

    1178  Palavras | 5  Páginas

  • A literatura do sertão de Canudos vai além de "Os Sertões": Memórias do povo sertanejo.

     UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRÉ-PROJETO DE DISSERTAÇÃO A literatura do sertão de Canudos vai além de “Os sertões”: Memórias do povo sertanejo LITERATURA, MEMÓRIA E REPRESENTAÇÕES IDENTITÁRIAS Orientadores: Prof. Drª. Elvya Shirley Ribeiro Pereira Prof. Dr. Adeítalo Manoel Pinho AUTORA Geilvannette Alves Barreto Rodrigues UNIDADE/ORGÃO Departamento de Letras e Artes Programa de Pós-graduação...

    1731  Palavras | 7  Páginas

  • RESENHA CRÍTICA DO LIVRO LENDO OBJETOS: A RECONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO HISTÓRICO DO MUSEU DO CEARÁ ,AUTOR: MARCOS PASSOS UCHÔA DA SILVA

    UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ CURSO: LICENCIATURA EM HISTÓRIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO AÇÃO EDUCATIVA EM MUSEUS PROFESSORA: LUIZA RIOS TURMA: 78 RESENHA CRÍTICA DO LIVRO LENDO OBJETOS: A RECONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO HISTÓRICO NO MUSEU DO CEARÁ MAIK ANDERSON GOMES DE OLIVEIRA FORTALEZA – CEARÁ 2014 O livro Lendo Objetos: A Reconstrução do Conhecimento Histórico no Museu do Ceará, Autor: UCHÔA, Marcos Uchôa da Silva Passos...

    1847  Palavras | 8  Páginas

  • Resenha Verdade e Função Social da História

    INTEGRADAS IPIRANGA – UNIDADE CHACO VERDADE E FUNÇÃO SOCIAL DA HISTÓRIA JOSIELISON FERDINEI DA COSTA RIBEIRO – LHN04 Trabalho apresentado como atividade avaliativa na disciplina História e seus Conceitos, no Curso de Licenciatura Plena em Historia, na Faculdade Integrada Ipiranga. Prof. MSc. Maria Martins. BELEM – PA, Maio – 2014 Referências: PROST, Antoine. Verdade e Função Social da História. In. Prost, Antoine. Doze lições sobre a História. Belo...

    732  Palavras | 3  Páginas

  • resenha um defeito de cor

     Resenha: “Um defeito de cor”, Ana Maria Gonçalves A palavra “Serendipidade” é o ponto-chave que dá início a narrativa da obra “Um defeito de cor” de Ana Maria Gonçalves. No prólogo Gonçalves nos apresenta o significado da palavra serendipidade é “usada para descrever aquela situação em que descobrimos ou encontramos alguma coisa enquanto estávamos procurando outra, mas para a qual já tínhamos que estar, digamos, preparados. Ou seja, precisamos ter pelo menos um pouco de conhecimento sobre...

    761  Palavras | 4  Páginas

  • resenha captálismo parasitario

    Resenha CAPITALISMO PARASITÁRIO: E OUTROS TEMAS CONTEMPORÂNEOS Review PARASITIC CAPITALISM: AND OTHER CONTEMPORARY THEMES Adriano Machado Oliveira Mestre em Educação pela UFSM. Unidade de Licenciaturas Universidade Federal do Tocantins (UFT) Araguaína – TO – Brasil Endereço: Campus de Araguaína Av. Paraguai, s/n Setor Cimba – Araguaína – TO CEP: 77814-970 E-mail: psic.adriano_oliveira@yahoo.com.br A presente obra “Capitalismo Parasitário: e outros temas contemporâneos” constitui-se...

    1485  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha História da Psicologia no Brasil - Origens ncioais

    Resenha - História da Psicologia no Brasil - Origens Nacionais - Sonia Alberti Em meados do século XIX , inicia- se no Brasil discursão á respeito do que seria psicologia, mais com base em literaturas de Canguilhem (1958) e de outros autores, levaram a considerar movimentos do campo cientifico na psicologia, " como legitimo". Desta forma aprofundaram-se estudos da psicologia no Brasil. O estudo em questão abordava o saber " in statu nascendi", com tambem temas dominantes como, racionalidades, jogo...

    519  Palavras | 3  Páginas

  • resenhas

     resenhas de museologia 03 Textos das resenhas produzidos pela turma de Museologia 03 em 2006/2. Dados migrados de www.museologando.blogspot.com, que foi "reutilizado". terça-feira, 5 de agosto de 2008 Caderno 03/Texto 07 - Museologia, Identidades, Desenvolvimento Sustentável: estratégias discursivas. A paisagem cultural no mundo contemporâneo se configura pela complexidade, pela fragmentação e pela constante movimentação. Os conceitos de sociedade, cultura e nação, que antes eram vistos...

    6242  Palavras | 25  Páginas

  • Resenha: Michel de certeau

    prática historiográfica e suas abordagens ao longo do tempo. Certeau também apresenta o interesse pelo “outro” define uma perspectiva epistemológica e um método: trata-se da procura pela “compreensão” do que não é inteligível dentro de um certo discurso social e histórico. O capítulo VII, possui como tema: “Uma variante: A Edificação Hagiográfica”; e, para realizar uma melhor análise sobre o tema, é importante definir claramente o conceito de “hagiografia”, termo este, relacionado a um gênero literário...

    630  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha - museus de fora

    UNIVERSIDE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE ANTROPOLOGIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MUSEOLOGIA PROF.ª. DR.ª. MARIA BERNADETE RAMOS FLORES ALUNO: LEONARDO HERMES LEMOS Resenha sobre o livro – Museus de fora: a visibilidade dos acervos de arte contemporânea no Brasil – Autor: Emerson Dionísio G. de Oliveira No livro o autor salienta em não crer que as obras sejam capazes de vencer as barreiras políticas para a comunicação e conservação da maior...

    3482  Palavras | 14  Páginas

  • Resenha de A Filosofia Explica as Grandes Questões da Humanidade

    RESENHA ACADÊMICA São Luís 2014 RESENHA ACADÊMICA Resenha acadêmica apresentada a Maria de Fátima R. dos Santos e Leila Amum Alles Barbosa, professoras das disciplinas Metodologia do Trabalho Científico e Filosofia do curso de Administração da UEMA, para obtenção de nota referente a terceira avaliação. São Luís 2014 BARROS FILHO, C.; POMPEU, J. A Filosofia Explica as Grandes Questões da Humanidade. 1. ed. Rio de Janeiro:...

    2890  Palavras | 12  Páginas

  • Resenha O que faz do brasil Brasil

    UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI- URCA CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS- CESA DEPARTAMENTO DE DIREITO CURSO DE DIREITO JAMYLLE XENOFONTE BEZERRA LOBO RESENHA SOBRE O LIVRO ‘O QUE FAZ O BRASIL, BRASIL?’ CRATO-CE 2015 DAMATTA, Roberto. O que faz o brasil, Brasil?. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 1996. Roberto DaMatta (nascido em 29 de julho de 1936, em Niterói, Estado do Rio de Janeiro), ocupou a catédra Reverendo Edmund P. Joyce. C.S.C., de Antropologia da Universidade de Notre Dame...

    1623  Palavras | 7  Páginas

  • Resenha Corpo e Comunicação - Lúcia Santaela

    RESENHA: SANTAELLA, Lúcia. Corpo e Comunicação. São Paulo: Paulus, 2004. Os processos de transformação pelos quais o mundo vem passando hoje possuem diferentes vertentes de análise e investigação. Política, economia, história, sociologia, antropologia, semiótica são apenas alguns destes vértices pelos quais podemos tentar entender como as dinâmicas sociais se dão hoje, e no meio disso tudo se encontram as artes, e os artistas. Mas independente do foco que se dá à questão, o indivíduo ou ator...

    1344  Palavras | 6  Páginas

tracking img