• administraçao
    Unidade 2  A Razão  Capítulo 3  A razão: inata ou adquirida?  * INATISMO OU EMPIRISMO?  De onde vieram os princípios racionais (identidade, não-contradição, terceiro-excluído e razão suficiente)? De onde veio a capacidade para a intuição (razão intuitiva) e para o raciocínio (razão discursiva)...
    958 Palavras 4 Páginas
  • Os Vários Aspectos da Razão
    DO AMAZONAS CAMPUS LÁBREA RAZÃO EM SEUS VÁRIOS ASPECTOS LÁBREA- AMAZONAS DEZEMBRO/2013 RENATA DA SILVA NUNES RAZÃO EM SEUS VÁRIOS ASPECTOS Trabalho de pesquisa apresentado...
    1880 Palavras 8 Páginas
  • Razão Inata ou adquirida
    A RAZÂO: INATA OU ADQUIRIDA A vida como ser racional deixa algumas indagações, como por exemplo: como adquirimos ou já nascemos com a capacidade de raciocínio. Então a filosófia nos oferece duas possiveis respostas: o inatismo e o empirismo O inatismo revela que o conhecimento está dentro de cada...
    651 Palavras 3 Páginas
  • Razão: Inata ou Adquirida?
    Razão: Inata ou Adquirida” A razão: inata ou adquirida? 1. O inatismo é a corrente de pensamentos filosóficos segundo a qual o ser humano nasce dotado da razão. 2. Para a Filosofia, o empirismo consiste no conjunto de pensamentos que afirmam que a razão não é inata, e sim adquirida gradativamente...
    1146 Palavras 5 Páginas
  • razão
    A razão: inata ou adquirida? Inatismo ou empirismo? Durante séculos, a filosofia ofereceu duas repostas a essas perguntas. A primeira ficou conhecida como inatismo, e a segunda, como empirismo. O inatismo afirma que, ao nascermos, trazemos em nossa inteligência não só princípios racionais, mas também...
    1507 Palavras 7 Páginas
  • nutriçao
    A RAZÃO: INATA OU ADQUIRIDA? Inatismo ou Empirismo. De onde vieram os princípios racionais? De onde veio a capacidade para a intuição e para o raciocínio? Nascemos com eles? Ou nos seriam dados pela educação e pelo costume? Seriam algo próprio do ser humano, constituindo a natureza deles, ou seriam...
    462 Palavras 2 Páginas
  • O que é razao Inata ou adquirida na filosofia?
    os princípios racionais, mas também algumas idéias verdadeiras, que, por isso, são idéias inatas. O empirismo, ao contrário, afirma que a razão, com seus princípios, seus procedimentos e suas idéias, é adquirida por nós através da experiência. Em grego, experiência se diz: empeiria – donde, empirismo...
    273 Palavras 2 Páginas
  • Razão
    CAPÍTULO 1 – A RAZÃO Os vários sentidos da palavra razão Utilizamos a palavra razão em nosso cotidiano de diversas formas para falarmos de certeza, lucidez, motivo e causa. Fica de exemplo a célebre frase do filósofo francês Pascal: “O coração tem razões que a razão desconhece”. Nesta frase...
    1744 Palavras 7 Páginas
  • Filosofia
    O que é a razão? A razão é uma estrutura vazia, uma forma pura sem conteúdos. Essa estrutura é que é universal, a mesma para todos os seres humanos, em todos os tempos e lugares. Essa estrutura é inata, não é adquirida através da experiência. A razão é do ponto de vista do conhecimento. Kant, a estrutura...
    482 Palavras 2 Páginas
  • Ensaio sobre o entendimento humano
    porque o homem pode adquirir todo conhecimento sem a ajuda de impressões inatas, e, podem atingir certeza sem nenhum princípios originais; e que esse argumento de consentimento universal não prova o inatismo. As ideias inatas não são impressas na mente, porque não são conhecidas por crianças nem...
    1035 Palavras 5 Páginas
  • teoria x experiencia: SER CONTRA A EXPERIÊNCIA
    ser classificadas ou como racionalistas (palavra derivada do vocábulo latino ratio, que significa razão) ou como empiristas (do grego empeiria, experiência). A solução racionalista considera que só a razão pode conhecer verdadeiramente as coisas. Os empiristas, ao contrário, consideram que todos os nossos...
    723 Palavras 3 Páginas
  • Nem os princípios nem as ideias são inatas
    História. 2º Ano de História. Professor: Álvaro Disciplina: M. P. H II Acadêmico: Leonardo F. dos Reis. Nem os Princípios Nem as Ideias são Inatas Não há Princípios Inatos na Mente. Alguns homens têm uma opinião estabelecida em que o entendimento comporta certos princípios inatos, certas...
    691 Palavras 3 Páginas
  • Sei lá
    Razão: Inata ou Adquirida ? Coreografia: Um de frente para o outro (em frente á sala) L1- O Inatismo revela que o conhecimento esta dentro de cada um, já nascemos com o uso da razão. L2- A visão inatista defende que os seres humanos nascem programados biologicamente para falar, assim como os pássaros...
    402 Palavras 2 Páginas
  • a razão
    3-3     A RAZÃO: INATA OU ADQUIRIDA? Durante séculos, a Filosofia ofereceu duas respostas para explicar de onde vieram os princípios racionais, a capacidade para a intuição e para o raciocínio, se nascemos com eles ou se teriam sido dados pela educação e costume, ou até se seriam adquiridos através...
    1321 Palavras 6 Páginas
  • Taylon
    1 - Essa parte Locke diz que a maneira com que conseguimos conhecimentos já é prova que a mente não é inata. Diz que dá opinião de certos homens a mente é inata, ou seja, da opinião. Diz que é mentira a hipótese do inatismo quando o homem recebe certas respostas em seu ser primeiro. Diz que conseguiríamos...
    393 Palavras 2 Páginas
  • Imunologia
    poderá atacar elementos do próprio organismo. Neste caso, uma falha no reconhecimento das suas próprias células ou outras estruturas é a principal razão. São casos, obviamente patológicos, chamdos de doenças autoimunes como o Lúpus Eritematoso Sistêmico, por exemplo. Como os microorganismos apresentam-se...
    2435 Palavras 10 Páginas
  • Razão Inata ou adquirida - Resumo
    A razão: inata ou adquirida? Inatismo ou empirismo? De onde vieram os princípios racionais? De onde veio a capacidade para a intuição e para o raciocínio? Nascemos com eles? Ou nos seriam dados pela educação e pelo costume? Seria algo próprio dos seres humanos, constituindo a natureza deles, ou seriam...
    939 Palavras 4 Páginas
  • Psicologia do Trabalho
    RACIONALISMO: Um grupo de filósofos achava que já nascemos com a capacidade de raciocinar. O Inatismo foi uma das correntes filosóficas que defendeu a razão como inata, isto é, uma aptidão que temos desde o nascimento. Para essa corrente filosófica, já trazemos, ao nascer, em nossa capacidade intelectual, tanto...
    566 Palavras 3 Páginas
  • o problema do inatismo e empirismo
    ou impressões sensíveis sobre o real, elaborando-se e desenvolvendo-se a partir desses dados. Os empiristas rejeitam, portanto, a noção de ideias inatas ou de um conhecimento anterior à experiência ou independente desta. Após Aristóteles, a maioria dos filósofos do período helênico – período da história...
    3684 Palavras 15 Páginas
  • tlggomes
    fundamentado nos princípios da investigação da confiança e da revelação, sustentados por uma informação que não vêm da experiência e é elaborado somente pela razão. Os racionalistas consideram que só é verdadeiro o conhecimento que for logicamente necessário e verdadeiro. Em pontos gerais é uma definição de raciocínio...
    589 Palavras 3 Páginas