Qual O Significado Da Elaboração Das Diretrizes E Não De Programas Prontos E Fechados artigos e trabalhos de pesquisa

  • Seguranca Publica Nao E Problema Policia

    PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC/SP JOÃO APARECIDO TREVISAN NETO SEGURANÇA PÚBLICA NÃO É PROBLEMA DE POLÍCIA - POLÍTICAS PÚBLICAS BÁSICAS: ESTUDO DO FUTURO/TRANSVERSALIDADE NA REDE DE PROTEÇÃO ESPECIALIZAÇÃO – POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA SÃO PAULO 2009 PÚBLICAS BÁSICAS: ESTUDO DO FUTURO/TRANSVERSALIDADE NA REDE DE PROTEÇÃO...

    15312  Palavras | 62  Páginas

  • ANÁLISE DE OCORRÊNCIAS DE ACIDENTES DO TRABALHO COM MATERIAL PERFURO CORTANTE NO PRONTO SOCORRO DE UM HOSPITAL EM BELO HORIZONTE

    TACIANA FONSECA ANÁLISE DE OCORRÊNCIAS DE ACIDENTES DO TRABALHO COM MATERIAL PERFURO CORTANTE NO PRONTO SOCORRO DE UM HOSPITAL EM BELO HORIZONTE BELO HORIZONTE MAIO/ 2014 GLEYCE GISELLE NAYANNE SILVA NAYARA EVERTON PEREIRA REGINALDO NASCIMENTO TACIANA FONSECA ANÁLISE DE OCORRÊNCIAS DE ACIDENTES DO TRABALHO COM MATERIAL PERFURO CORTANTE NO PRONTO SOCORRO DE UM HOSPITAL EM BELO HORIZONTE Projeto de Pesquisa, apresentado a Metodologia de Pesquisa...

    5700  Palavras | 23  Páginas

  • Diretrizes cartográficas aneel

    Fl. 1/26 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA – ANEEL SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E ESTUDOS HIDROENERGÉTICOS – SGH DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE SERVIÇOS DE CARTOGRAFIA E TOPOGRAFIA, RELATIVOS A ESTUDOS E PROJETOS DE APROVEITAMENTOS HIDRELÉTRICOS Março /2009 Revisão 1.0 Fl. 2/26 Sumário Lista de Siglas ........................................................................................................................ 3 1 Introdução ............................................

    5091  Palavras | 21  Páginas

  • pedagogico

    professor não é valorizado como deveria, as condições de trabalho são precárias, muitas vezes a diversidade e liberdade de expressão não são respeitadas, comprometendo a qualidade e funcionamento da educação em nosso país. Essa situação não ocorre em casos isolados, mas em todos os estados do Brasil. Dessa forma, fica evidente a necessidade de reaver o atual sistema educacional em busca da qualidade. O significado prático da elaboração das diretrizes e não de programas prontos e fechados reside justamente...

    1575  Palavras | 7  Páginas

  • POLÍTICA URBANA FEDERAL DE REABILITAÇÃO DE CENTROS ANTIGOS DEBATES E DIRETRIZES SOBRE HABITAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL

    UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO POLÍTICA URBANA FEDERAL DE REABILITAÇÃO DE CENTROS ANTIGOS DEBATES E DIRETRIZES SOBRE HABITAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL HELENA ROSA DOS SANTOS GALIZA Niterói 2009 HELENA ROSA DOS SANTOS GALIZA POLÍTICA URBANA FEDERAL DE REABILITAÇÃO DE CENTROS ANTIGOS DEBATES E DIRETRIZES SOBRE HABITAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL Dissertação apresentada Graduação em ao Arquitetura Programa e de Urbanismo ...

    63454  Palavras | 254  Páginas

  • Diretrizes para atuação e formação dos psicólogos do sistema prisional brasileiro

    Ministério da Justiça Departamento Penitenciário Nacional - DEPEN Conselho Federal de Psicologia - CFP Diretrizes para atuação e formação dos psicólogos do sistema prisional brasileiro Brasília 2007 3 República Federativa do Brasil Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Estado da Justiça Tarso Fernando Herz Genro Diretor-Geral do Departamento Penitenciário Nacional Maurício Kuehne Realização: Ministério da Justiça Conselho Federal de Psicologia ...

    31688  Palavras | 127  Páginas

  • A atenção básica como campo de atuação da fisioterapia no brasil: as diretrizes curriculares resignificando a prática profissional.

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO A Atenção Básica como Campo de Atuação da Fisioterapia no Brasil: as Diretrizes Curriculares resignificando a prática profissional. por Marcos Souza Freitas Orientadora: Prof.a Dra. Jane Dutra Sayd Rio de Janeiro 2006 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MEDICINA SOCIAL A Atenção Básica como Campo de Atuação da Fisioterapia no Brasil: as Diretrizes Curriculares resignificando a prática profissional. Marcos Souza Freitas Tese apresentada...

    41705  Palavras | 167  Páginas

  • PROGRAMA DE PROJETO DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL (SGA) DA EMPRESA ITB EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS

    direção planeja atividades, cria métodos, organiza o correto funcionamento dos diversos setores da empresa, garante a circulação de informações, de maneira perfeita, e calculam despesas referentes a diversos processos. Seu objetivo é fazer com que não ocorram falhas na comunicação, ou seja, que a empresa trabalhe com o número correto de colaboradores, identificar onde acontece e o porquê da existência de gastos desnecessários, fatos que podem gerar prejuízos à produção e consequente déficit orçamentário...

    5435  Palavras | 22  Páginas

  • diretrizes

    Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Conselho Nacional de Educação Câmara Nacional de Educação Básica Organização Jaqueline Moll Coordenação Editorial e Revisão Joamara Mota Borges Maria Beatriz Ramos de Vasconcellos Coelho Projeto gráfico e diagramação Allan Patrick da Rosa Plínio Fernandes...

    349551  Palavras | 1399  Páginas

  • diretrizes

    Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Conselho Nacional de Educação Câmara Nacional de Educação Básica Organização Jaqueline Moll Coordenação Editorial e Revisão Joamara Mota Borges Maria Beatriz Ramos de Vasconcellos Coelho Projeto gráfico e diagramação Allan Patrick da Rosa Plínio Fernandes...

    349551  Palavras | 1399  Páginas

  • Elaboração de um software de acordo com a teoria de aprendizagem para auxiliar o professor no processo ensino/aprendizagem na educação infantil

    ANTONYONY DA SILVA SOUSA CARLOS EDUARDO DA SILVA CAMPOS FERNANDO DA SILVA CESCONETO JOÃO RICARDO VIEIRA DE SOUZA ELABORAÇÃO DE UM SOFTWARE DE ACORDO COM A TEORIA DE APRENDIZAGEM PARA AUXILIAR O PROFESSOR NO PROCESSO ENSINO/APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como requisito para obtenção do titulo de Bacharel de Sistemas de Informação pela Faculdade Estácio Atual da Amazônia. Orientador (a): prof. Msc. Wender Antônio...

    14814  Palavras | 60  Páginas

  • UMA ANÁLISE SOBRE OS INSTRUMENTAIS TÉCNICO-OPERATIVOS DO SERVIÇO SOCIAL NO HOSPITAL E PRONTO SOCORRO DR. ARISTÓTELES PLATÃO ARAÚJO NA CIDADE DE MANAUS

    UMA ANÁLISE SOBRE OS INSTRUMENTAIS TÉCNICO-OPERATIVOS DO SERVIÇO SOCIAL NO HOSPITAL E PRONTO SOCORRO DR. ARISTÓTELES PLATÃO ARAÚJO NA CIDADE DE MANAUS. Luana Campelo Viana MANAUS 2013 LUANA CAMPELO VIANA ARAÚJO NA CIDADE DE MANAUS. Projeto de Pesquisa apresentado...

    6297  Palavras | 26  Páginas

  • Monografia programa escola ativa

    atuação do Programa Escola Ativa no município de Amontada abordando sua estratégia metodológica nas classes multisseriadas e enfatizando a contribuição histórica e educacional, assim como os entraves que possam dificultar seu desenvolvimento integral. As escolas multisseriadas eram consideradas como resquício de um período em extinção em decorrência do processo acelerado de urbanização. Os espaços do campo, comumente negligenciados por políticas públicas compensatórias, recebem um programa que procura...

    3737  Palavras | 15  Páginas

  • Diretrizes Curriculares 2013

    Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Básica Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Conselho Nacional de Educação Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica Brasília 2013 Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Conselho Nacional de Educação Câmara Nacional de Educação Básica ...

    338810  Palavras | 1356  Páginas

  • Prática pedagogica-etapa 3

    POLO:TEÓFILO OTONI ALUNO:KARINA GONÇALVES DE SOUZA RA:1084083 PERÍODO:TERCEIRA ETAPA PAVÃO,O5 de junho de 2014. Atividade 1. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional(LDB)divide a educação regular no Brasil em dois níveis básicos e superior.A finalidade da educação básica é assegurar aos alunos a formação indispensável para o exercício da cidadania e fornece-lhes meios para progredir...

    588  Palavras | 3  Páginas

  • Pratica pedagogica

    proceder ao estudo do documento que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM), que pode ser encontrado no site do Ministério da Educação, no endereço http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rceb03_98.pdf. Para facilitar a sua leitura e consequente compreensão do documento, preparamos uma orientação de leitura, a partir da elaboração de algumas questões. De que maneira está organizada a Educação Básica e qual a proposta da não terminalidade para essa etapa da escolaridade...

    792  Palavras | 4  Páginas

  • pratica pedagogica

    Qual o significado prático da elaboração das diretrizes e não de programas prontos e fechados?e) A descentralização de ações e a flexibilidade supõem responsabilidades compartilhadas em todos os níveis da educação. Justifique a afirmação descrita. f) Qual a relação entre as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental, os Parâmetros Curriculares Nacionais e as propostas pedagógicas das unidades de ensino do Brasil? g) De que forma o MEC vai exercer sua função de regulação...

    549  Palavras | 3  Páginas

  • diretrizes para elaboracao do resumo

    Diretrizes para elaboração de resumos,resenhas e artigos Científicos Robinson Tenório 1 Uaçaí de Magalhães Lopes 2 R  ESUMO O presente artigo apresenta e discute algumas diretrizes para a elaboração deresumos, resenhas e artigos científicos, especialmente no que se refere à estru-tura, forma e estilo. Espera-se que tais diretrizes contribuam para a elaboraçãode trabalhos acadêmicos e relatórios de pesquisa na forma de artigo científicopor estudantes de graduação e pó-graduação, que estão...

    1457  Palavras | 6  Páginas

  • Prática de Ensino

    PRÁTICA DE ENSINO Atividade 1 De que maneira está organizada a Educação Básica e qual a proposta da não terminalidade para essa etapa da escolaridade? R= Com base no art. 23 da LDB, A educação básica poderá organizar-se em séries anuais, períodos semestrais, ciclos, alternância regular de períodos de estudos, grupos não-seriados, com base na idade, na competência e em outros critérios, ou por forma diversa de organização, sempre que o interesse do processo de aprendizagem assim o recomendar. ...

    812  Palavras | 4  Páginas

  • PGRCC - Reforma de pronto socorro

    OBRA: PRONTO SOCORRO – HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO OESTE DO PARANÁ - HUOP AV. TANCREDO NEVE, LOTE01, QUADRA 56, BAIRRO SANTO ONOFRE – CASCAVEL/PR. 2014 Sumário I. INFORMAÇÕES GERAIS: ................................................................. 4 I.1. Identificação do Empreendedor: .................................................. 4 I.2. Responsável Técnico pela Obra: ................................................ 4 I.3. Responsável Técnico pela Elaboração do PGRCC:...

    6776  Palavras | 28  Páginas

  • cezarina

    Educação Básica e qual a proposta da não terminalidade para essa etapa da escolaridade? Vamos, proceder ao estudo do documento que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM), que pode ser encontrado no site do Ministério da Educação, no endereço http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rceb03_98.pdf. Para facilitar a sua leitura e consequente compreensão do documento, preparamos uma orientação de leitura, a partir da elaboração de algumas questões. De que maneira...

    1022  Palavras | 5  Páginas

  • O ensino de química no âmbito do programa da educação de jovens e adultos-eja no município de juazeirinho-pb

    acerca de alguns conceitos fundamentais da química e verificar se o ensino desta ciência ne ssa modalidade condiz com o que está disposto nos Parâmetros Curri culares Nacionais – PCN e nas Diretrizes Curriculares para o Ensino de Química, e, também, avaliar a concepção de professores acerca do referido programa em funcionamento na Cidade de Juazeirinho-PB. Para tanto, utilizou-se como método de procedimento o analítico-descritivo e como instrumento de coleta de dados o questionário. Após a sondagem...

    8757  Palavras | 36  Páginas

  • A PRÁTICA EDUCATIVA DO PEDAGOGO EM ESPAÇOS FORMAIS E NÃO FORMAIS

    FERNANDA DE JESUS SAMPAIO FRANCO MARIANE APARECIDA DE ANDRADE A PRÁTICA EDUCATIVA DO PEDAGOGO EM ESPAÇOS FORMAIS E NÃO FORMAIS Crixás – GO. 2012 FERNANDA DE JESUS SAMPAIO FRANCO MARIANE APARECIDA DE ANDRADE A PRÁTICA EDUCATIVA DO PEDAGOGO EM ESPAÇOS FORMAIS E NÃO FORMAIS Trabalho de Curso apresentado em cumprimento parcial às exigências do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da Universidade...

    10498  Palavras | 42  Páginas

  • PIM III CARGILL PRONTO

    pessoas – em pães, sobremesas e bebidas. A empresa segue rigorosos metodos e princípios para que os seus clientes tenham bons produtos para o consumo. Ela possui um Código de Conduta amplamente divulgado entre todos os seus funcionários. Isso requer não apenas o cumprimento das legislações desses países, mas que todas as transações comerciais sejam resultantes de concorrências leais e honestas, e que os negócios sejam conduzidos de forma ética e moral. Ela é uma empresa que trabalha com pensando de...

    3507  Palavras | 15  Páginas

  • A interdisciplinaridade e a formação docente no programa de educação à distância da uft: o curso de biologia em perspectiva

    cacofonia, não ajuda a distingui-la, ou os significados que abarca. Pensando junto com Morim (1994), pode-se afirmar que a interdisciplinaridade é similar a uma esponja... [...] Efetivamente, a esponja absorve pouco a pouco as substâncias que encontra; assim a palavra ‘interdisciplinaridade’ se enriquece de todos os sentidos que lhe outorgam os que empregam a palavra. Tal como a esponja que, uma vez espremida, esvazia-se; a palavra interdisciplinaridade corre o risco de não ter...

    2664  Palavras | 11  Páginas

  • Programas de autocontrole

    Programas de Autocontrole, BPF, PPHO e APPCC para MAPA Profª. Aline Meloni e Profª. Nicolle Fridlund Plugge Aula 02 AULA 02: BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO (BPF) E PROCEDIMENTO PADRÃO DE HIGIENE OPERACIONAL (PPHO) EM INDÚSTRIAS DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL: DEFINIÇÕES, EVOLUÇÃO, ASPECTOS GERAIS E APLICAÇÕES SUMÁRIO 1. Introdução 2. Desenvolvimento 2.1. Histórico 2.2. Evolução legal na área de alimentos: BPF e PPHO 2.3. Evolução regulatória 2.4. Aspectos gerais 2.4.1. Controle sanitário...

    23215  Palavras | 93  Páginas

  • UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - ESTUDO PRELIMINAR

    cada município devem ser respectivamente respeitados na elaboração de cada Unidade. No desenvolvimento dos projetos arquitetônicos deve ser ainda atendidos os condicionantes para acessibilidade em edifícios de caráter público, definidos na NBR 9050/2004 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), bem como a legislação estadual aplicável. É Importante ressaltar que o programa arquitetônico mínimo para elaboração de Unidades de Pronto Atendimento para o ano de 2009, assim como a listagem mínima...

    4546  Palavras | 19  Páginas

  • diretrizes -dengue

    Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue 5.3. Controle vetorial O controle da dengue na atualidade é uma atividade complexa, tendo em vista os diversos fatores externos ao setor saúde, que são importantes determinantes na manutenção e dispersão tanto da doença quanto de seu vetor transmissor. Dentre esses fatores, destacam-se o surgimento de aglomerados urbanos, inadequadas condições de habitação, irregularidade no abastecimento de água, destinação imprópria...

    13505  Palavras | 55  Páginas

  • Conceitos e diretrizes

    CONCEITOS, DIRETRIZES E PROCEDIMENTOS Superintendência de Segurança e Disciplina São Paulo - SP 2012 A segurança na educação Assegurar os direitos dos adolescentes, garantindo-lhes um atendimento socioeducativo de qualidade, e a premissa principal do trabalho que a Fundação CASA tem desenvolvido nos últimos anos. Para atingi-la, não basta tão somente investir em Centro de Atendimentos pequenos e adequados, em projetos pedagógicos inovadores e na descentralização do atendimento e da...

    8212  Palavras | 33  Páginas

  • pratica pedagogica

    De que maneira está organizada a Educação Básica e qual a proposta da não terminalidade para essa etapa da escolaridade? A Educação básica é formada pela Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. A não terminalidade dessa etapa significacomprometer a oportunidade dos cidadãos de consolidar e aprofundar os conhecimentos adquiridos nas etapas anteriores. 1. A que etapa da escolaridade se refere à obrigatoriedade de estudos e de que maneira a nação...

    886  Palavras | 4  Páginas

  • PROJETOS E PROGRAMAS: É POSSÍVEL TER MAIS EDUCAÇAO

    CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA MIRIAN GAVAZZA PROJETOS E PROGRAMAS: É POSSIVEL TER MAIS EDUCAÇÃO? Linhares 2013 MIRIAN GAVAZZA PROJETOS E PROGRAMAS: É POSSIVEL TER MAIS EDUCAÇÃO? Monografia apresentada ao curso de Pós Graduação Lato sensu em Gestão e Organização da Escola da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, como requesito para obtenção do titulo de Especialista em Gestão e Organização da Escola. Orientador: Profª Claudete de...

    6753  Palavras | 28  Páginas

  • Diretrizes Curriculares

    OBJETIVOS das Diretrizes Sistematizar princípios e diretrizes com foco nos sujeitos que dão vida ao Currículo e a Escola Estimular uma reflexão Crítica e Propositiva do PPP Orientar Cursos de Formação Inicial e Continuada de Profissionais da Educação Art. 2º Estas Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica têm por objetivos: I - sistematizar os princípios e as diretrizes gerais da Educação Básica contidos na Constituição, na Lei de Diretrizes e Bases da ...

    6610  Palavras | 27  Páginas

  • Manual de diretrizes

    MANUAL DE DIRETRIZES FARMÁCIA HOSPITALAR 1ª EDIÇÃO “O farmacêutico é o profissional que melhores condições reúnem para orientar o paciente sobre o uso correto dos medicamentos, correlatos, esclarecendo dúvidas e favorecendo a adesão e sucesso do tratamento 'prescrito'”. (Reich, 1996, Carlim, 1996) Publicação do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Goiás- 2010/2011. Expediente DIRETORIA Ernestina Rocha de Sousa e Silva - Presidente Sueza Abadia de Souza Oliveira - Vice-presidente...

    8175  Palavras | 33  Páginas

  • Prática de ensino

    Aluno: Sandro Marcos da Costa Ramos Respostas referentes à atividade 1 da etapa 3. A educação básica poderá organizar-se em séries anuais, períodos semestrais, ciclos, alternância regular de períodos de estudos, grupos não-seriados, com base na idade, na competência e em outros critérios, ou por forma diversa de organização, sempre que o interesse do processo de aprendizagem assim o recomendar. A obrigatoriedade dos estudos refere-se ao ensino fundamental. A União, em colaboração...

    775  Palavras | 4  Páginas

  • Tarefa 2 - UFSJ 2014 - Elaboração e Gestão de Projetos

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DATA: 12 / 11 / 2014 Nome do Aluno: WENDERSON AVELINO BRITTO Disciplina: ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS 1) Que participação tem o avaliador na avaliação de projetos. Ele é racional e segue um método ou interfere no processo avaliativo? Podemos inferir que ao avaliador, compete uma função de suma importância ao mensurar e quantificar o projeto com a ajuda...

    4206  Palavras | 17  Páginas

  • Programa de índio - apredendo e ensinando nas relações etnico-raciais em aulas de ed. física

    PROGRAMA DE ÍNDIO: APRENDENDO E ENSINANDO NAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA COLLOCA, Edson Aparecido – SEESP; NEFEF; SPQMH e.colloca@terra.com.br CARMO, Clayton da Silva – PPGE/UFSCar; NEFEF; SPQMH; SEESP spina002@yahoo.com.br BENTO, Clóvis Claudino – PPGE/UFSCar; NEFEF; SPQMH; SEESP bentocc@bol.com.br COREZOMAÉ, Lennon Ferreira – UFSCar; NEFEF lennon.fc@hotmail.com Eixo Temático: Diversidade e Inclusão Agência Financiadora: CAPES Resumo O incomodo causado pelo modelo esportivista...

    4335  Palavras | 18  Páginas

  • Dobutamina e estreptoquinase pronto socorro

    Agostinho 30190-100 – BELO HORIZONTE – MG Telefone: 3330-9515/33308399 – e-mail: caosaude@mp.mg.gov.br PARECER TÉCNICO JURÍDICO Nº 08/2013 1. Objeto: Consulta. Promotoria de Justiça da comarca de Tombos. Atendimento urgência e emergência de Pronto Socorro municipal. Quadro cardíaco. Estabilização no primeiro atendimento pré-hospitalar. Recomendação Coordenação Estadual de Urgência e Emergência da SES/MG na manutenção em estoque dos medicamentos Dobutamina e Estreptoquinase. Parâmetros. Regulamento...

    2689  Palavras | 11  Páginas

  • Diretrizes para a Sustentabilidade Ambiental em Empreendimentos Habitacionais

    UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL DIRETRIZES PARA A SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL EM EMPREENDIMENTOS HABITACIONAIS Alexandre Amato Nóbile Campinas, SP Agosto / 2003 II Alexandre Amato Nóbile Orientador: Prof. Dr. Mauro Augusto Demarzo Dissertação de Mestrado apresentada à Comissão de pósgraduação da Faculdade de Engenharia...

    97225  Palavras | 389  Páginas

  • Vivência v - exercicio profissional de oragnizações escolares e não escolares

    ESCOLARES E NÃO ESCOLARES Professor Especialista: Francisco Tapajós Sobrinho CAMPUS/PÓLO – Itaituba/ Novo Progresso ANO: 2012 PARFOR/2012 PERÍODO : 11 a 17/07/2012 LOCAL: NOVO PROGRESSO PROFESSOR: FRANCISCO TAPAJÓS SOBRIN HO VIVÊNCIA V – EXERCÍCIO PROFISSIONAL DE ORGANIZAÇÕES ESCOLARES E NÃO ESCOLARES (80h) EMENTA: Sistema educacional. Administração e planejamento educacional. Gestão e coordenação de processos educativos. Elaboração, desenvolvimento...

    45563  Palavras | 183  Páginas

  • Trabalho

    ORIENTAÇÕES:  Caro(a) aluno(a),   Antes de iniciar a leitura dos documentos que tratam das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio, vamos ver o que diz a Lei 9.394/96 em relação a essa etapa da Educação Básica. Em relação ao Ensino Médio, a Lei 9.394/96 estabelece, entre suas finalidades, “a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos”, e “a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando...

    1563  Palavras | 7  Páginas

  • Diretrizes para estudos de pchs

    SUMÁRIO CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO 1.1 1.2 1.3 1.4 OBJETIVO RETROSPECTO SOBRE OS ESTUDOS LEGAIS E PROJETOS DE PCHs ASPECTOS INSTITUCIONAIS E LEGAIS ATUALIZAÇÃO PERIÓDICA DAS DIRETRIZES CAPÍTULO 2 - TIPOS DE PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS 2.1 DEFINIÇÃO DE PCH 2.2 CENTRAIS QUANTO À CAPACIDADE DE REGULARIZAÇÃO 2.2.1 PCH a fio d’água 2.2.2 PCH de acumulação, com regularização diária do reservatório 2.2.3 PCH de acumulação, com regularização mensal do reservatório 2.3 CENTRAIS QUANTO AO SISTEMA DE...

    86544  Palavras | 347  Páginas

  • pratica de ensino 3

    E PLANEJAMENTO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA; DOCUMENTO E LEGISLAÇÃO. Teófilo Otoni 10/2013 Princípios, fundamentos e procedimentos da educação básica. INTRODUÇÃO: A lei de diretrizes e bases é quem organiza o processo, obtendo mudanças significativas na LDB 9394/96 aos níveis de ensino. Hoje a educação é pautada em educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. Mudanças também na composição dos níveis escolares; a educação...

    3851  Palavras | 16  Páginas

  • Tgs sistema aberto e fechado

    Professores Thais Maria Yomoto Ferauche "A Ciência é, e continua a ser, uma aventura. A Verdade da ciência não está unicamente na capitalização das verdades adquiridas, na verificação das teorias conhecidas. Está no caráter aberto da aventura que permite, melhor dizendo, que hoje exige a contestação das suas próprias estruturas de pensamento. Bronovski dizia que o conceito da ciência não é nem absoluto nem eterno. Talvez estejamos num momento crítico em que o próprio conceito de ciência está...

    23354  Palavras | 94  Páginas

  • Guia de elaboração do plano municipal de saude

    GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE Baseado no Livro 2 dos Cadernos de Planejamento do PLANEJASUS Elaborado por: Ângela Maria Blatt Ortiga André Borges Thiele Viviane de Souza Brito da Silva O planejamento é uma função estratégica de gestão assegurada pela Constituição Federal de 1988 e regulamentada pela P ortaria GM nº 3.085 , de 01 de dezembro de 2006 , que regulamenta o Sistema de Planejamento do SUS (Planeja SUS) e pela Portaria GM nº 3.332 , de 28 de dezembro...

    1983  Palavras | 8  Páginas

  • Programa segundo tempo

    UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO-SENSU EM EDUCAÇÃO FÍSICA PROGRAMA SEGUNDO TEMPO: CONCEITOS, GESTÃO E EFEITOS. Pedro Fernando Avalone Athayde BRASÍLIA 2009 PROGRAMA SEGUNDO TEMPO: CONCEITOS, GESTÃO E EFEITOS. PEDRO FERNANDO AVALONE ATHAYDE Dissertação apresentada à Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília, como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Educação Física. ...

    63747  Palavras | 255  Páginas

  • PPC Diretrizes Para Elabora O

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO/ PPC Ouro Preto Junho/2014 Diretrizes para elaboração de Projeto Pedagógico de Curso UFOP SUMÁRIO INTRODUÇÃO.............................................................................................................................. 4 1. APRESENTAÇÃO ...................................................................................................

    5121  Palavras | 21  Páginas

  • As diretrizes curriculares nacionais para o ensino

    As Diretrizes Curriculares Nacionais para o ensino fundamental (DCNs) A análise das DCNs que apresentamos neste artigo está baseada em três documentos elaborados pela Câmara de Educação Básica do CNE em resposta aos PCNs: a Exposição de Motivos ao encaminhamento das DCNs (Brasil, 1997), a Resolução nº 2 de 7/4/1998 (Brasil, 1998a) e o Parecer da CEB nº 4/98 de 29/1/1998 (Brasil, 1998b). A Exposição de Motivos às DCNs começou a circular no CNE em maio de 1997. A análise desse documento...

    1587  Palavras | 7  Páginas

  • Prevenção de acidentes ambientais nas indústrias através do programa de aprovação de produtos químicos

    Leslie Ricardo Pinheiro de Lima – RGM 137.901 PREVENÇÃO DE ACIDENTES AMBIENTAIS NAS INDÚSTRIAS ATRAVÉS DO PROGRAMA DE APROVAÇÃO DE PRODUTOS QUÍMICOS UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS – UBC Mogi das Cruzes - 2007 Leslie Ricardo Pinheiro de Lima – RGM 137.901 CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL PREVENÇÃO DE ACIDENTES AMBIENTAIS NAS INDÚSTRIAS ATRAVÉS DO PROGRAMA DE APROVAÇÃO DE PRODUTOS QUÍMICOS Orientador: Ademir Munhoz Trabalho...

    11980  Palavras | 48  Páginas

  • Programa Detalhado CPA20

    PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional Programa Detalhado da(CPA-20) ANBIMA Série 20 Certificação Profissional ANBID – Série 20 Controle: D.04.09.05 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 03/07/2014 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência de Certificação e/ou Comitê de Certificação e/ou Conselho de Certificação Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) – Versão 9.8 – OBJETIVOS DA CPA-20 A CPA-20 é parte do Programa de Certificação...

    4537  Palavras | 19  Páginas

  • A INCLUSÃO DAS GEOMETRIAS NÃO-EUCLIDIANAS NO CURRÍCULO DA EDUCAÇÃO BÁSICA MARINGÁ 2009

    UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A MATEMÁTICA TALITA SECORUN DOS SANTOS A INCLUSÃO DAS GEOMETRIAS NÃO-EUCLIDIANAS NO CURRÍCULO DA EDUCAÇÃO BÁSICA MARINGÁ 2009 2 TALITA SECORUN DOS SANTOS A INCLUSÃO DAS GEOMETRIAS NÃO-EUCLIDIANAS NO CURRÍCULO DA EDUCAÇÃO BÁSICA Dissertação apresentada ao Programa de PósGraduação em Educação para a Ciência e a Matemática da Universidade Estadual de Maringá...

    29890  Palavras | 120  Páginas

  • Espaços de Uso Comunitário em Programas Habitacionais no Rio de Janeiro: entre o Discurso e a Prática

    Espaços de Uso Comunitário em Programas Habitacionais no Rio de Janeiro: entre o Discurso e a Prática Alice de Barros Horizonte Brasileiro Dissertação apresentada à Coordenação do Mestrado em Arquitetura da Universidade Federal do Rio de Janeiro, como parte dos requisitos necessários para obtenção do Grau de Mestre em Arquitetura (M.Sc.) Aprovada por: Prof. Cristiane Rose de Siqueira Duarte, Dr. – Orientadora FAU/UFRJ Prof. Nabil Georges Bonduki , Dr. – EESC/USP Prof. Mauro César...

    49690  Palavras | 199  Páginas

  • Projeto Metodologia Pronto

    educacional é complexa, pois desenvolvem outros campos e dimensões sociais, econômicas, políticas e culturais, preponderante a desigualdade que ocorre em grande parte da população. Com a acomodação da sociedade e o descaso das ações governamentais a situação não muda. Na contemporaneidade tornou-se necessário que as pessoas preparem-se para assumir novos postos. Conforme o desempenho depende muito da capacidade, recursos humanos para a competitividade e produção nas empresas. A inovação de todo o conhecimento...

    3246  Palavras | 13  Páginas

  • A importância da elaboração do ppa

    A IMPORTÂNCIA DA ELABORAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso Superior em Gestão Pública, do Instituto Federal do Paraná, como requisito parcial de avaliação Orientadora : Telêmaco Borba – Paraná 2011 a importância da elaboração do plano plurianual na administração pública...

    3574  Palavras | 15  Páginas

  • Diretrizes Básicas Do SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO 1

     CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Adrielle Santos de Santana Ribeiro Jéssica Santos de Santana Agapito Joice Miranda de Jesus Lavínia dos Santos Matheus dos Santos Oliveira Souza Patricia Paixão dos Santos Vitória Regina Lima Lopes DIRETRIZES BÁSICAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO. Salvador 2014 Projeto de finalização de curso da disciplina de Sistema de Gestão Integrado como forma de avaliação para obtenção do grau de Técnico em Segurança do trabalho...

    12543  Palavras | 51  Páginas

  • Diretrizes curriculares eja sbc

    PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria de Educação DIRETRIZES CURRICULARES DA EJA Realização: Prefeitura de São Bernardo do Campo Secretaria de Educação Copyright © 2012 – Prefeitura de São Bernardo do Campo Organizador: Departamento de Ações Educacionais Divisão de EJA e Educação Profissional Projeto Gráfico: Ricardo Ferreira de Carvalho Diagramação: Ricardo Ferreira de Carvalho Luiz Edgar de Carvalho Fotos: Arquivos 2009 a 2011 – Divisão de EJA e Educação Profissional ...

    19179  Palavras | 77  Páginas

  • Programa de gerenciamento de riscos

    Transporte e Serviços Ferroviários Ltda./Ferro Forte PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS PGR ANTECIPAÇÃO ________________________________________ ASSINATURA DO PREPOSTO DA EMPRESA Cláudia Paula Data de vigência do documento Índice 1 – Caracterização das empresas 3 2 – Introdução. 4 2.1 – Organograma 5 2.2 – Fluxograma 6 3 – Objetivos 6 3.1 – Objetivo Geral 6 3.2 – Objetivo Específico 6 3.3 – Política de Saúde, Higiene, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente...

    9458  Palavras | 38  Páginas

  • guia de elaboracao do manual de boas praticas para manipulacao de alimentos

    Guia de Elaboração do Manual de Boas Práticas para Manipulação de Alimentos Prefácio Guia de Elaboração do Manual de Boas Práticas para Manipulação de Alimentos P ercebemos um marcante desenvolvimento nos sistemas de produção de alimentos no Brasil nos últimos anos e, paralelamente, o desenvolvimento da atuação do nutricionista nesses serviços. Um dos fatores que contribuem para essa afirmação é a adoção da sistematização dos procedimentos e estruturas dos serviços de fabricação ou manipulação...

    10568  Palavras | 43  Páginas

  • Medicamentos usados no pronto socorro

    EMERGÊNCIA Brasília - DF 2003 5 Ó2001. Ministério da Saúde. É permitida a reprodução total ou parcial desta obra, desde que citada a fonte. Série F. Comunicação e Educação em Saúde Tiragem: 2.ª edição - 1.a reimpressão - 2003 - 100.000 exemplares Elaboração, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Departamento de Gestão da Educação na Saúde Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem Esplanada dos Ministérios...

    29286  Palavras | 118  Páginas

  • Programa de gerenciamento de riscos

    Transporte e Serviços Ferroviários Ltda./Ferro Forte PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS PGR ANTECIPAÇÃO ________________________________________ ASSINATURA DO PREPOSTO DA EMPRESA Cláudia Paula Data de vigência do documento Índice 1 – Caracterização das empresas 3 2 – Introdução. 4 2.1 – Organograma 5 2.2 – Fluxograma 6 3 – Objetivos 6 3.1 – Objetivo Geral 6 3.2 – Objetivo Específico 6 3.3 – Política de Saúde, Higiene, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente 7 ...

    9458  Palavras | 38  Páginas

  • Diretrizes Curriculares (DCE's)

    PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA DIRETRIZES CURRICULARES DA EDUCAÇÃO BÁSICA LÍNGUA PORTUGUESA PARANÁ 2008 Português GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ Roberto Requião SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO PARANÁ Yvelise Freitas de Souza Arco-Verde DIRETOR GERAL Ricardo Fernandes Bezerra SUPERINTENDENTE DA EDUCAÇÃO Alayde Maria Pinto Digiovanni CHEFE DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA Mary Lane Hutner COORDENAÇÃO DAS DIRETRIZES CURRICULARES ESTADUAIS Maria Eneida Fantin ...

    33361  Palavras | 134  Páginas

tracking img