Quais São As Principais Idéias Defendida Por Mary Parker Follet Representantes Das Teorias De Transição artigos e trabalhos de pesquisa

  • Administração Teoria e Prática no Contexto Brasileiro Capitulo 2 - A Evolução do Pensamento em Administração Cap2 Questionário.

    Administração Teoria e Prática no Contexto Brasileiro Capitulo 2 - A Evolução do Pensamento em Administração Questionário 1. Por que é importante estudar as teorias administrativas e organizacionais? O exercício do administrador e complexo e desafiador ele alimenta-se pelo constante aprofundamento teórico e prático: Onde a teoria serve como fonte de compreensão e/ou previsão de práticas observadas nas organizações. Onde as teorias influenciam a prática, servindo como guia para tomada de decisões...

    1059  Palavras | 5  Páginas

  • Trabalho TGA - Teoria Transitiva

     TEORIAS TRANSITIVAS DA ADMINISTRAÇÂO 1.1 AS ORIGENS DAS TEORIAS TRANSITIVAS DA ADMINISTRAÇÂO As teorias Transitivas surgiram de um conjunto de autores, que a partir da Teoria Clássica de Taylor, Fayol e Ford, começaram a fazer revisões, críticas e reformulações nas bases clássicas da administração, a única coisa em comum que tinha entre eles era da tentativa de aplicar certos princípios da psicologia na teoria administrativa. Criado por Ordway Tead, Mary Parker Follet, Chester Barnard e...

    1436  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento do capítulo “A Escola de Relações Humanas” do livro Teoria Geral da Administração.

    Fichamento do capítulo “A Escola de Relações Humanas” do livro Teoria Geral da Administração, de Fernando Cláudio Prestes Motta e Isabella F. Gouveia de Vasconcelos. MOTTA, Fernando Cláudio Prestes; VASCONCELOS, Isabella F. Gouveia de. A Escola de Relações Humanas. In: Teoria Geral da Administração. 3 ed. revista. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2006. p. 43-62. A Escola Clássica de Administração enfatizava o papel dos sistemas de trabalho no sucesso de uma organização. Para os teóricos...

    1100  Palavras | 5  Páginas

  • Mary follett

    MARY PARKER FOLLETT Mary Parker Follett (Quincy, 1868 — Reino Unido, 1933) foi uma autora norte-americana que tratou de diversos temas relativos à administração, na chamada Escola das Relações Humanas ficando conhecida como a “profetisa do gerenciamento”. Formou-se em filosofia, direito, economia e administração pública e foi autora de três livros. Suas idéias foram muito revolucionárias para sua época, e, em boa parte, continuam sendo até hoje desafiantes. Ela foi capaz de enxergar através do...

    2779  Palavras | 12  Páginas

  • teoria relaçoes huimanas na logistica

    Teoria das relações humanas A Teoria das Relações Humanas, ou Escola das Relações Humanas, é um conjunto de teorias administrativas que ganharam força com a Grande Depressão criada na quebra da bolsa de valores de Nova Iorque, em 1929. Com a "Grande Crise" todas as verdades até então aceitas são contestadas na busca da causa da crise. As novas idéias trazidas pela Escola de Relações Humanas trazem uma nova perspetiva para a recuperação das empresas de acordo com as preocupações de seus dirigentes...

    4135  Palavras | 17  Páginas

  • As Teorias Transitivas Da Administra O

    em Ciências Contábeis - 3º Semestre TGA I – TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO I Profª. Andréa Ambrozio Trabalho: As Teorias Transitivas da Administração São Paulo 2009 5 FASUP – FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO RONALDO DE CASTRO Graduando em Bacharel em Ciências Contábeis - 3º Semestre AS TEORIAS TRANSITIVAS DA ADMINISTRAÇÃO. ORIGENS, OS PENSADORES, POSSIBILIDADES, CONTRIBUIÇÕES E LIMITAÇÕES. Este trabalho tem por finalidade trazer a lume as Teorias Transitivas da Administração, suas origens, possibilidades...

    5135  Palavras | 21  Páginas

  • Vida de mary parker follet

    Mary Parker Follet Mary Parker Follet foi uma escritora americana que nasceu no ano de 1868, em Quincy, no Massschusetts. Possuiu uma vida árdua, especialmente porque era a filha mais velha e teve que estar à frente de sua família quando seu pai morreu. A mãe de Mary Follet era inválida e, por conta de todos esses problemas, teve uma infância conturbada. A escritora norte-americana iniciou sua história de sucesso, quando começou a frequentar a Thayer Academy, bem como a Society for the Collegiate...

    1503  Palavras | 7  Páginas

  • Desenvolvimento da Teoria de Administração Democrática e Balanço da literatura em Gestão Pública

    “Desenvolvimento da Teoria de Administração Democrática e Balanço da literatura em Gestão Pública ” Resenha Crítica Introdução A presente resenha tem como objetivo apresentar de forma sistemática e articulada dos pontos de vista analítico, metodológico e teórico-conceitual, um roteiro sobre os principais autores e suas respectivas obras de gestão pública, reformas do estado e desenvolvimento da teoria de administração democrática. Vale ressaltar...

    2956  Palavras | 12  Páginas

  • Mary Parker Follet: a profetiza do gerenciamento

    ROSA BEATRIZ MEDEIROS DOS SANTOS THIAGO BORGES CASTELO BRANCO DE MAGALH WELLINGTON DIAS DA SILVA Mary Parker Follet: a profetiza do gerenciamento Maceió 2011 Mary Parker Follet: a profetiza do gerenciamento  Biografia e Contribuições acadêmicas   Mary Parker Follet nasceu em Quincy, Massachusetts, em 1868 e faleceu no Reino Unido em 1933. Seus principais ensaios foram reunidos num livro e publicados após sua morte, sob o título Dynamic Administration (Londres...

    2636  Palavras | 11  Páginas

  • Mary parker follet

    Mary Parker Follett - A profetisa do gerenciamento Mary Parker Follett nasceu em Quincy, no ano de 1868, e foi uma autora norte-americana que ficou conhecida como a “profetisa do gerenciamento”. Formou-se em filosofia, direito, economia, serviço social e administração pública. Como cientista política, assistente social nos anos 20, afirmava que ninguém pode nos dar a democracia, devemos aprender a democracia. Ela dizia que ser democrata é aprender como viver com outros seres humanos. Para...

    3818  Palavras | 16  Páginas

  • teoria das relações humanas

    IES - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE JOÃO MONLEVADE Disciplina: TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO Período: 1º Cód.: Professor: Pedro Xavier, Ms. Curso: Administração Assunto:  Texto complementar Relações Humanas Semestre: Ano: 2009  Exercício Nº de questões: Valor: Nome: Nº: NOTA Turma: ÚNICA Turno: NOITE Data: 27/ 04 / 2009 Teoria das Relações Humanas em Administração A teoria das relações humanas tem suas origens nos Estados Unidos, como resultado...

    1853  Palavras | 8  Páginas

  • teoria geral da administração

    desenvolvimento no campo científico foi fundamental para que surgisse a Teoria das Relações Humanas Notadamente destacamos como a principal Ciência responsável para esse surgimento: a) Psicologia do Trabalho b) Sociologia c) Filosofia d) Serviço Social 2.Sinônimo de Psicologia do Trabalho: a) Psicologia Social b) Psicologia c) Psicologia Industrial d) Psicologia Comportamental 3.São temas dominantes para estudo e desenvolvimento da Teoria das Relações Humanas, exceto: a) seleção de pessoal. b)...

    3547  Palavras | 15  Páginas

  • Hist Ria Das Teorias Da Administra O

    NEGOCIAÇÃO 4 2.2 A EVOLUÇÃO DO PROCESSO DE NEGOCIAÇÃO 4 3 TEORIA CIENTIFICA 4 3.1 FREDERICK TAYLOR: 4 ADMINISTRAÇÃO COMO CIÊNCIA 6 3.2 MARY PARKER FOLLET 6 4 TEORIA CLÁSSICA 7 4.1 HENRI FAYOL 7 4.1.1 AS 6 FUNÇÕES BÁSICAS DA EMPRESA 7 4.1.2 CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO 7 4.1.3 FUNÇÕES UNIVERSAIS DA ADMINISTRAÇÃO 7 4.1.4 PRINCÍPIOS GERAIS DE ADMINISTRAÇÃO PARA FAYOL 8 5 TEORIA HUMANISTA 9 5.1 ELTON MAYO 9 5.1.1 EXPERIÊNCIA DE HAWTHORNE 9 6 TEORIA SISTEMICA 12 7 REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS 12 ...

    4423  Palavras | 18  Páginas

  • Introdução á teoria das relações humanas

    A Escola das Relações Humanas e a Teoria das Relações Humanas surgiu nos Estados Unidos como conseqüência imediata das conclusões obtidas na experiência em Hawthorne, desenvolvida por Elton Mayo e seus colaboradores. Foi basicamente um movimento de reação e de oposição à Teoria Clássica da Administração. A Escola das Relações Humanas é o grande contraponto às teorias de Taylor e Fayol, por afirmar que o trabalho é uma atividade grupal e que os indivíduos têm motivações não econômicas (psicológicas)...

    1402  Palavras | 6  Páginas

  • Teoria geral da administração

    Onde está o segredo do sucesso? CAPITAL HUMANO - é o catalisador das mudanças. Sem pessoas de talento e altamente qualificadas não se consegue competir nos dias de hoje. ADMINISTRAÇÃO Teoria das relações humanas   Foi necessário reformular os conceitos rígidos e mecanicistas das teorias anteriores de modo a adequá-los aos novos padrões de vida do povo americano . A abordagem humanística propõe que a ênfase colocada nos métodos de trabalhos e na organização formal e os princípios...

    2134  Palavras | 9  Páginas

  • 7 TEORIA RH Enviado

    Mar. 2010 3 ORIGEM E EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO ESCOLA CLÁSSICA Teoria da administração científica Teoria do processo administrativo ESCOLA BUROCRÁTICA Teoria da Burocracia (Teoria Estruturalista) ESCOLA HUMANISTA  Teoria das Relações Humanas Teoria Comportamental Teoria do Desenvolvimento Organizacional BÁRBARA GUIMARÃES 05 Mar. 2010 4 ESCOLA HUMANISTA: ORIGEM •Crítica à Escola Clássica. ▫Chester Bernard, Mary Parker Follet e Elton Mayo. •Adequação da estrutura organizacional às necessidades...

    1063  Palavras | 5  Páginas

  • Teoria das relacoes humanas

    Evolução do Pensamento Administrativo - UVB Aula 06 A Teoria das Relações Humanas Objetivos da aula: Nesta aula espera-se que o aluno desenvolva habilidades e competências para: • Estabelecer as condicionantes históricas e sociais do surgimento da Teoria das Relações Humanas; • Descrever a sua evolução; • Expor seus princípios; • Discutir a sua atualidade e aplicabilidade. Introdução: A Escola das Relações Humanas A Teoria das Relações Humanas surgiu nos Estados Unidos como conseqüência...

    2580  Palavras | 11  Páginas

  • TGA (teoria Geral da Administração

    As organizações são sistemas que interagem entre si e se relacionam com o ambiente externo direto e indireto/Para entender o ambiente interno das organizações como sistemas complexos que interagem com o ambiente externo, deve-se ter em mente as dimensões das:Características das organizações burocráticas;Fundamentos da abordagem sistêmica;.Os diferentes tipos de metáforas discutidos por Morgan. Normas e regulamentos/Divisão do trabalho/Hierarquia de autoridade/Relações impessoais/Especialização da...

    866  Palavras | 4  Páginas

  • Teoria behaviorista

    Teoria Behaviorista A Teoria Comportamental (ou Teoria Behaviorista) da Administração trouxe uma nova direção e um enfoque dentro da teoria administrativa: a abordagem das ciências do comportamento, o abandono das posições normativas e prescritas das teorias anteriores (Teoria Clássica, Teoria das Relações Humanas e Teoria Burocrática) e a adoção de posições explicativas e descritivas. A ênfase permanece nas pessoas, mas dentro do contexto organizacional mais amplo. Origens da Teoria Comportamental ...

    983  Palavras | 4  Páginas

  • Teoria da administração

    5. Teoria das Relações Humanas Simone Bacellar Leal Ferreira – simone@uniriotec.br UNIRIO Conteúdo 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. Introdução Características das Teorias Anteriores Origem da Teoria das Relações Humanas Funcionalismo Psicologia Dinâmica A Experiência em Hawthorne de Elton George Mayo Grandes Figuras Idéias Centrais Escola de Relações Humanas e Organizações Simone Bacellar Leal Ferreira – simone@uniriotec.br UNIRIO Bibliografia Recomenda Livro Texto: “Administração...

    3060  Palavras | 13  Páginas

  • Teoria de follet

    Mary Parker Follett (Quincy, 1868 — Massachusetts, 1933) foi uma autora norte-americana que tratou de diversos temas relativos à administração, na chamada Escola das Relações Humanas ficando conhecida como a “profetisa do gerenciamento”. Formou-se em filosofia, direito, economia e administração pública e foi autora de três livros. Suas idéias foram muito revolucionárias para sua época, e, em boa parte, continuam sendo até hoje desafiantes. Ela foi capaz de enxergar através do Homo economicus...

    671  Palavras | 3  Páginas

  • Teoria

    ÊNFASE NAS PESSOAS A ESCOLA DAS RELAÇÕES HUMANAS E A TEORIA COMPORTAMENTAL A TEORIA ESTRUTURALISTA Foi desenvolvida a partir dos estudos das limitações e rigidez do modelo burocrático o qual é fundamentado em uma “teoria da máquina” e, a organização é concebida como um órgão estático de peças cujo funcionamento é deterministicamente previsto. Os estruturalistas tentaram compatibilizar as contribuições clássica e humanística da TGA. Foi uma abordagem...

    917  Palavras | 4  Páginas

  • Apostila Teoria Geral Da Administra O

    TGA Coordenação Pedagógica – Cursos Técnicos TEORIA GERAL DA ADMNISTRAÇÃO QI ESCOLAS E FACULDADES CURSOS TÉCNICOS – EIXO GESTÃO E NEGÓCIOS Pág. 1 SUMÁRIO AULA 1............................................................................................................................ 4 1 A ADMINISTRAÇÃO E OS ADMINISTRADORES ........................................................... 4 1.1 Introdução as Organizações ..............................................................................

    24432  Palavras | 98  Páginas

  • Teorias da administração

    FABE – FACULDADE BETIM / MG GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM “PROCESSOS GERENCIAIS” SANDERSON RIBEIRO DOS SANTOS Revisão bibliográfica sobre as principais abordagens teóricas da Administração. Betim, MG 2011 SANDERSON RIBEIRO DOS SANTOS Revisão bibliográfica sobre as principais abordagens teóricas da Administração. Trabalho apresentado como requisito de complementação de horas/aula na disciplina “Administraç” para a conclusão do curso de graduação em Processos Gerenciais Betim...

    6957  Palavras | 28  Páginas

  • teoria humanista

    Teoria Humanista da Administração Cronologia A Teoria das Relações Humanas nasceu na década de 30, com a necessidade de se corrigir a forte tendência à desumanização do trabalho surgida com a aplicação de métodos rigorosos, científicos e precisos, aos quais os trabalhadores deveriam forçosamente se submeter. Elton Mayo é considerado o fundador do movimento das Relações Humanas, também conhecido como Teoria Humanista, que se opôs aos princípios do trabalho de Taylor. Como professor...

    1622  Palavras | 7  Páginas

  • Teorias Transitivas

    parte, a Psicologia Industrial contribui para demonstrar a parcialidade dos princípios da Teoria Clássica. E é visando solucionar esses problemas que surgem teorias de corte humanístico, as quais, ao invés de se focalizar na tarefa (Adm. Científica) e na estrutura organizacional (Teoria Clássica), vão fazer ênfase nas pessoas que trabalham e as formas de se relacionar. Teorias Transitivas Mary Parker Follet (1868-1933) Nasceu em Boston, EUA, formou-se em Filosofia, Historia e Ciência Política...

    3321  Palavras | 14  Páginas

  • Teoria de Taylor, Fayol, Follet, Mayo e Barnard

    Taylor Segundo a teoria de Taylor, o trabalho fabril deveria ser padronizado, onde o operário exercesse uma única função produzindo mais em um menor tempo possível. Os trabalhadores eram selecionados de acordo com as características necessárias para cada tarefa dentro da indústria e eram treinados para desempenhar aquela determinada função. O operário não conhecia todo o processo produtivo do material que fabricavam, conheciam apenas aquela pequena parte ao qual eram destinados a fazer, porém...

    1026  Palavras | 5  Páginas

  • Mary follet

    Na década de 1920, Mary Parker Follet foi a única pesquisadora a entender os limites da Administração Científica de Taylor, defendendo a dimensão criativa dos trabalhadores. No primeiro capítulo de Mary Parker Follet: Profeta do Gerenciamento - que é uma reedição de alguns capítulos de Creative Experience, de 1924 - Follet foi a primeira estudiosa a introduzir o conceito de circularidade na interação dos seres humanos. O que se entende por comportamento circular são a confrontação e o jogo...

    1224  Palavras | 5  Páginas

  • Teoria da administração

     CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO ANA CLECIA OLIVEIRA MOURA – RA 7941714162 ANDERSON SOUZA – RA 7939698402 NEDILSON ROSÁRIO – RA 448306 RONDINELE SANTOS BISPO – RA 8111718897 SILVANA FERREIRA– RA 7377646233 ZARHENA MOURA – RA 7941713941 Profa. Mônica Satolani PORTO SEGURO SETEMBRO/2013 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 PREMISSA DE A ADMINISTRAÇÃO...

    4857  Palavras | 20  Páginas

  • Teoria da burocracia e teoria de transição

    A Teoria da Burocracia As Origens da burocracia A Administração burocrática se originou na Europa no início do século XX, como alternativa ás teorias conhecidas, visto que buscava a racionalidade técnica requerida para projetar e construir um sistema administrativo baseado no estudo exato dos tipos de relacionamentos humanos necessários para expandir a produtividade. As Concepções da burocracia tiveram influência fundamental no estudo da administração pública, que constitui o campo lógico e natural...

    2232  Palavras | 9  Páginas

  • Teoria Geral da Administração

    TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1. Introdução Os teóricos da Administração Científica e da Teoria Clássica de Administração consideravam que o importante era aperfeiçoar os sistemas de trabalho, elaborando os sistemas mais eficientes e racionais possíveis. Acreditava-se que sistemas perfeitos e bem ajustados seriam suficientes para obter os resultados desejados. Enquanto se desenvolvia e avançava as Escolas da Administração de Taylor e Fayol, crescia paralelamente o modelo burocrático de...

    2653  Palavras | 11  Páginas

  • teoria da administração

    1° Teoria Burocrática (1909): Seu criador Max Weber,desenvolveu-se pelos seguintes aspectos: a fragilidade e a parcialidade das teorias Clássica e das Relações Humanas, que não possibilitam uma abordagem global, integrada e envolvente dos problemas organizacionais, a necessidade de um modelo racional,principalmente aos membros integrantes, com o crescente tamanho e complexidade das empresas passam a ser exigidos modelos organizacionais bem mais definidos.Umas das característica: regulamentos o...

    1059  Palavras | 5  Páginas

  • teorias

    desorganizado das empresas e com isso a necessidade de planejamento,surgindo assim às teorias da administração criadas para resolver problemas organizacionais de planejamento, ordem e disciplina.No entanto tais teorias nem sempre são aplicadas na prática,grandes empresas possuem profissionais da área para não cometer erros banais ,porém grande maioria não usa deste artifício e acaba errando no seu planejamento. Escolhi dez teorias das quais a exemplifiquei e destas colocarei quatro com exemplos da pratica...

    724  Palavras | 3  Páginas

  • Teoria das Relações Humanas

    Teoria das Relações Humanas A Teoria Também conhecida como Escola Humanística da Administração. Surgiu nos Estados Unidos como consequência imediata das conclusões obtidas na Experiência de Hawthorne. Foi basicamente um movimento de reação e oposição a Teoria Clássica da Administração, então bastante divulgada tanto no Ocidente como no Oriente. A Teoria afirmar que o trabalho é uma atividade grupal e que os indivíduos têm motivações não econômicas, e sim, psicológicas para a realização...

    2449  Palavras | 10  Páginas

  • AULA 6 Teoria Transitivas

    TEORIAS TRANSITIVAS Mary Parker Follet  Adota a tradição clássica, no que se refere a definição de princípios gerais da Administração, mas destacou-se dos outros clássicos pela sua abordagem psicológica da Administração. TEORIAS TRANSITIVAS Mary Parker Follet (1868 a 1933)  Estudou na Thayer Academy e Society for the Collegiate Instruction of Women - Filiada a Harvard  Graduou-se em Economia, Administração Pública, Direito e Filosofia.  Primeira publicação em 1896, The Speaker of the House...

    518  Palavras | 3  Páginas

  • A Teoria das Rela es Humanas

     Teóricos A Teoria das Relações Humanas, ou Escola das Relações Humanas, é um conjunto de teorias administrativas que ganharam força com a Grande Depressão criada na quebra da bolsa de valores de Nova Iorque, em 1929. Com a "Grande Crise" todas as verdades até então aceitas são contestadas na busca da causa da crise. As novas ideias trazidas pela Escola de Relações Humanas trazem uma nova pespectiva para a recuperação das empresas de acordo com as preocupações de seus dirigentes e começa a tratar...

    621  Palavras | 3  Páginas

  • Teoria de rh

    Autor principal: Georges Elton Mayo Principais autores nacionais:   Aquino (1979)         Lobos (1979)          Chiavenato (1989)       Toledo(1989) Procura                      Planejamento           Suprimento                       Atração Desenvolvimento       Execução                  Aplicação                          Manutenção Manutenção              Controle                    Manutenção                      Motivação Pesquisa                   Correção                  ...

    628  Palavras | 3  Páginas

  • Teoria da administraçao ll

    presente trabalho visa apresentar algumas questões de relevante importância tanto para o futuro administrador quanto para o próprio estudo da Administração como Ciência Social Aplicada. Serão abordados os conceitos de senso comum, ciência aplicada, teoria e paradigma. Além destes conceitos, serão tratados tópicos que dizem respeito ao conhecimento de gestão dos povos Sumérios, Egípcios e Hebreus; a Administração Sistemática na visão de Adam Smith, o estudo dos Tempos e Movimentos, as funções e princípios...

    4678  Palavras | 19  Páginas

  • Slides TEORIA COMPORTAMENTAL

    TEORIA COMPORTAMENTAL Análise e Desenvolvimento de Sistemas – Turma 648 Gabriel Fioroni Quadrado Gustavo José Bispo Lucas Henrique Ramos Paulo Guedes Camargo Raphael Jorge Trindade Silveira TEORIA COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAÇÃO   Acredita-se que ela, propriamente dita, inicia-se com Hebert Alexander Simon, em 1947 com o livro O Comportamento Administrativo, no qual foram apresentadas novas colocações e trazendo novos conceitos ao tratamento do processo de tomada de decisões e aos limites da racionalidade...

    2785  Palavras | 12  Páginas

  • TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES

    TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: UMA VISÃO GERAL DA ADMINISTRAÇÃO E SUAS PERSPECTIVAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES FACULDADE SENAC PROF. MARCIO PERES 1. • TEORIAS ADMINISTRATIVAS Ao longo do tempo, na medida em que foram surgindo problemas na gestão empresarial, várias Teorias Administrativas foram formuladas para atender as necessidades mais relevantes. • De acordo com cada teoria, o significado e o conteúdo da Administração também variou. • Normalmente, cada autor, procura...

    2331  Palavras | 10  Páginas

  • Mary parker follet

    Mary Parker Follet A escritora norte americana não foi tão conhecida em seu tempo e, ainda hoje, passa despercebida por grande parte da população. No entanto, aos que conhecem o seu trabalho e as suas obras, sabem que Mary Paker Follet contribuiu muito para a sociedade, com escritos inigualáveis, principalmente sobre liderança. Autora norte-americana que tratou de diversos temas relativos à administração, na chamada Escola das Relações Humanas ficando conhecida como a “profetisa do gerenciamento”...

    718  Palavras | 3  Páginas

  • ATPS - TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO

    ATPS – TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO INTRODUÇÃO Com o intuito de explicar de forma simples a ciência da administração e seu principal objetivo, ou seja, a busca por bons resultados dentro das organizações, citaremos a seguir o que é a arte de administrar, suas ferramentas básicas e os principais nomes na história que a influenciaram desde a era feudal até o capitalismo, explicando a teoria econômica e ao mesmo tempo a economia por meio da história. No período feudal existiam três classes sociais...

    1448  Palavras | 6  Páginas

  • Gestão com Pessoas

    formas de se organizar, sabendo que não existe uma regra geral e sim formas que melhor se adaptam à determinada empresa e seus gestores. Nisso se dá a importância de se entender e estudar as teorias administrativas e organizacionais. É importante compreender as organizações como um fenômeno social e como toda teoria o caráter normativo e prescritivo propõem modelos e propostas que sugerem uma melhor forma de se organizar , transformando em instrumentos uteis para a pratica organizacional. 2. Como o...

    1682  Palavras | 7  Páginas

  • teoria gerais da Administração

    Teorias administrativas : A evolução em decorrência das necessidades. Conforme visto nos artigos indicados e conteúdo explicado em aula, cada teoria administrativa surgiu conforme as necessidades de cada época. A primeira escola foi a Clássica, responsável pela ênfase nas tarefas, fundada por Frederick Taylor e Henry Ford. Um dos fatores que originou o Pensamento Administrativo Clássico ocorreu no início do Séc. XX, em decorrência da Revolução Industrial, por exigir métodos que aumentassem...

    858  Palavras | 4  Páginas

  • QUESTÕES PARA DISCUSSÃO - Cap. 2 – Livro: Administração – Teoria e Prática no contexto

    1. Pois as teorias administrativas e organizacionais servem como fonte de compreensão e/ou previsão de práticas observadas nas organizações, além de influenciar a prática, servindo como guia para tomada de decisões da administração, e a forma como enxergamos as pessoas, as organizações e o meio em que elas estão inseridas. 2. Escola Clássica – Contexto: Surgimento do Capitalismo. Primeiros estudos sistematizados acerca da administração, dando inicio a sua demarcação como uma nova disciplina...

    989  Palavras | 4  Páginas

  • Mary Parker Follett

    Mary Parker Follett (1868-1933) Foi uma visionária, suas idéias foram muito revolucionárias para sua época, e, em boa parte, continuam sendo até hoje desafiantes. Com suas teorias, deu maior importância às relações individuais dos trabalhadores e analisou seus padrões de comportamento. Follet apresenta três princípios fundamentais sobre situações sociais: 1 - Que a minha resposta não é um ambiente rígido, estático, mas a um ambiente em mutação; 2 - Há um ambiente que está mudando por causa...

    574  Palavras | 3  Páginas

  • respostas

    1. Por que é importante estudar as teorias administrativas e organizacionais? É importante conhecer como as teorias administrativas evoluíram, e como cada uma se adaptava de certa forma à época e local aplicadas, e como de certa forma, cada uma contribuiu em certo aspecto para a evolução. 2. Como o contexto histórico influencia o surgimento de cada uma das escolas de pensamento apresentadas neste capítulo? Dê exemplos. O contexto histórico é apenas mais um dos quais influenciaram no surgimento...

    1917  Palavras | 8  Páginas

  • A TEORIA DAS RELACÕES HUMANAS

    HUMANAS CURSO – TÉCNICO EM SEGURANCA DO TRABALHO COMO SURGIU A PSICOLÓGIA NO TRABALHO A Teoria das Relações Humanas, ou Escola das Relações Humanas, é um conjunto de teorias administrativas que ganharam força com a Grande Depressão criada na quebra da bolsa de valores de Nova Iorque, em 1929. Com a "Grande Crise" todas as verdades até então aceitas são contestadas na busca da causa da crise. As novas ideias trazidas pela Escola de Relações Humanas trazem uma nova perspetiva para a recuperação das...

    1606  Palavras | 7  Páginas

  • EPA TEORIAS DA ADMINISTRACAO

    EPA EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINSITRATIVO Aula 3 . TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO slide 1 © 2013 Pearson. Todos os direitos reservados. Capítulo 2 A evolução do pensamento em administração slide 2 © 2013 Pearson. Todos os direitos reservados. Objetivos de aprendizagem slide 3 1. Compreender o que são as teorias e sua importância para a prática da administração. 2. Identificar práticas seculares administração e organização. 3. Discutir as condições históricas que impulsionaram o surgimento...

    2929  Palavras | 12  Páginas

  • Teoria classica

    Capítulo 2 Teoria Clássica Administrativa Originou-se dos trabalhos do engenheiro Henri Fayol (1814-1925). Tem como característica a ênfase na estrutura da organização para possuir maior eficiência, embora seja o caminho inverso da Administração Cientifica. A Teoria Clássica parte do todo organizacional e da sua estrutura garantindo eficiência a todas as partes envolvidas. Enfatiza seis funções essenciais na estrutura organizacional: Função técnicas; comerciais; financeiras; segurança; contábeis;...

    1360  Palavras | 6  Páginas

  • 8374995784

    QUESTÕES PARA DISCUSSÃO CAPÍTULO 2 1 – Por que é importante estudar as teorias administrativas e organizacionais?    As teorias influenciam a prática, servindo como guia para as decisões da administração; As teorias influenciam a forma como enxergamos as pessoas, as organizações e o meio em que elas estão inseridas; As teorias servem como fonte de compreensão e/ ou previsão de práticas observadas nas organizações. 2 – Como o contexto histórico influencia o surgimento de cada uma...

    1458  Palavras | 6  Páginas

  • Teoria das relações humanas

    Curso: Administração Disciplina: Teoria Geral da Administração I TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS Indaial, maio de 2011 INTRODUÇÃO Com o surgimento da Teoria das relações humanas, abrem-se novos prospectos, assuntos tidos antes como minoritários em valores, passam a ganhar destaque no repertório da administração: O destaque agora se refere à motivação, liderança, comunicação, organização informal, dinâmica de grupo dentre outros. A partir destes a Teoria Clássica passa a ser constantemente...

    3202  Palavras | 13  Páginas

  • Teoria das relações humanas

    Teoria das Relações Humanas A Teoria das Relações Humanas ou conhecida também por Escola das Relações Humanas é um conjunto de teorias administrativas que ganharam força com a Grande Depressão criada na quebra da bolsa de valores de Nova Iorque em 1929. Com a “Grande Crise” todas as verdades até então aceitas são contestadas na busca da causa dessa crise. As novas idéias trazidas pela Escola de Relações Humanas trazem uma nova perspectiva para a recuperação das empresas de acordo com as preocupações...

    1242  Palavras | 5  Páginas

  • Teoria das Relações Humanas

    desenvolvimentos das atividades, gerando “emperramento” nos propósitos a alcançar. 2. A origem das relações humanas Já esta no trabalho 3. Mas o que são “relações humanas”? 4. É a arte do relacionamento humano, que surge quando dois ou mais indivíduos se encontram. Desta forma, num ambiente de trabalho, em que duas pessoas partilham idéias e tarefas, gera-se um convívio que poderá resultar em cooperação, em atritos, comparações, etc. 5. As características das relações humanas ...

    1826  Palavras | 8  Páginas

  • Teoria classica da administração

    qualquer contexto, logo, a principal razão de estuda-la deve se ao fato de estar diretamente ligada ao desempenho das organizações, pois, são elas que fornecem os meios de subsistência, tendo impacto direto com a qualidade de vida das pessoas. As “Teorias da Administração” são conhecimentos organizados produzidos pela experiência prática das organizações que tiveram sua importância ao final do século XIX e início do século XX com a revolução industrial, resultante da transição de métodos artesanais por...

    9943  Palavras | 40  Páginas

  • Teoria das relações humanas

    1. Introdução 2. Características das Teorias Anteriores 3. Origem da Teoria das Relações Humanas 4. Funcionalismo 5. Psicologia Dinâmica 6. A Experiência em Hawthorne de Elton George Mayo 7. Grandes Figuras 8. Idéias Centrais 9. Escola de Relações Humanas e Organizações Introdução Os teóricos da Administração Científica e da Teoria Clássica de Administração consideravam que o importante era aperfeiçoar os sistemas de trabalho, elaborando os sistemas mais eficientes e racionais possíveis...

    2280  Palavras | 10  Páginas

  • teoria da administração

    eram falhos. A falta de padronização dos métodos de trabalho, o desconhecimento por parte dos administradores do trabalho dos operários e a forma de remuneração utilizada foram as principais falhas estudadas por Taylor. Assim, em 1903, ele publica o livro “Administração de Oficinas” onde expõe pela primeira vez suas teorias. Taylor propõe a racionalização do trabalho por meio do estudo dos tempos e movimentos. O trabalho deveria ser decomposto, analisado e testado cientificamente e deveria ser definida...

    1599  Palavras | 7  Páginas

  • teoria geral da administração

    FORTALEZA - UNIFOR Centro de Ciências da Comunicação e Gestão – CCG Curso de Administração TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS Trabalho apresentado para I NP de produção científica sobre Abordagem Humanística da administração: Teoria das Relações Humana, na disciplina Teoria Geral da Administração do Curso de Administração do Centro de Comunicação e Gestão- CCG da Universidade de...

    2928  Palavras | 12  Páginas

  • Teorias administrativas

    TEORIAS DE TRANSIÇÃO Como surgiu? •Necessidade de reconhecer os desejos motivacionais do indivíduo e do grupo; •Possibilidade de integrar a abordagem mecanicista com a abordagem humanística; •Atender melhor o objetivo da administração de conduzir as pessoas, integrando e organizando-as; •Reconhecer organização. a existência de grupos informais na Quais os pensadores? Mary Parker Follett (1868-1933) •Nascida em Massachusetts; •Concentrou seus estudos em Filosofia...

    529  Palavras | 3  Páginas

  • Teoria das relações humanas

    A Teoria das Relações Humanas 10/03/2011 A Teoria das Relações Humanas, ou Escola das Relações Humanas, é um conjunto de teorias administrativas que ganharam força com a Grande Depressão criada na quebra da bolsa de valores de Nova Iorque, em 1929. Essas teorias criam novas perspectivas para a administração, visto que busca conhecer as atividades e sentimentos dos trabalhadores e estudar a formação de grupos. Até então, o trabalhador era tratado pela Teoria Clássica de forma muito mecânica...

    541  Palavras | 3  Páginas

tracking img