• as prisoes
    O Autor Loïc Wacquant é professor de sociologia na Universidade de California-Berkeley e pesquisador no Centro de Sociologia Europeia do Collège de France. Foi professor visitante em Paris, Los Angeles, Rio de Janeiro e Nova Iorque. É um dos fundadores do grupo ativista “Raisons d´Agir” e colaborador...
    695 Palavras 3 Páginas
  • Resenha crítica do livro "as prisões da miséria"
    WACQUANT, Loïc. As Prisões da Miséria. Tradução de André Telles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001. 151 p. O livro As Prisões da Miséria, de Loïc Wacquant, trata sobre a expansão do Estado penal e policial na sociedade da década de 2000. Loïc Wacquant nasceu em 1960, em Montpellier, França. É um...
    739 Palavras 3 Páginas
  • RESENHA – PROCESSO PENAL II
     RESENHA – PROCESSO PENAL II “Punir os Pobres: a nova gestão da miséria nos Estados Unidos” (Loïc Wacquant) Goiânia – GO 2013 WACQUANT, Loïc. Punir os Pobres: a nova gestão da miséria nos Estados Unidos [A onda punitiva]. Tradução...
    2827 Palavras 12 Páginas
  • Cortina de Fumaça
    a seletividade penal é uma forma de punição para as classes marginais ao sistema (utilize as teses de seletividade e ordem punitiva de Loïc WacquantPunir os Pobres; Jock Young – A Sociedade Excludente). Justifique. As drogas sempre foram utilizadas e sempre serão, porém sua criminalização e proibição...
    1162 Palavras 5 Páginas
  • As Prisões da Miséria
    RESENHA As Prisões da Miséria O livro As prisões da Miséria, de Loïc Wacquant, trata da expansão do Estado Penal nas sociedades, tomando como base os padrões adotados pelos governos europeus e dos EUA, onde o Estado de Bem Estar Social deixa de existir e dá lugar a um Estado de Punição que criminaliza...
    1032 Palavras 5 Páginas
  • Criminologia
    sociais perdem a função assistencial para transformar-se em aparelhos de vigilância e controle das novas "classes perigosas". O trabalho de Wacquant desvela a nova missão histórica do preceito penal dirigida à "regulação da miséria e ao armazenamento dos refugos do mercado". Pelo meio do modelo...
    1075 Palavras 5 Páginas
  • As duas faces do Gueto
    Análise Sociológica do Livro “As duas faces do gueto”, de Loic Wacquant. O livro de Loic Wacquant, “As duas faces do gueto”, elaborado após uma intensa pesquisa em guetos norte-americanos, analisa de forma sociológica as origens e as características dessas formações urbanas. O autor considera o...
    1869 Palavras 8 Páginas
  • Prisão
    sociólogo Loïc Wacquant, em seu célebre “As Prisões da Miséria”, afirma que o modelo de encarceramento em massa que se grassou globalmente é originário dos Estados Unidos e está inserto no processo de aprofundamento das desigualdades geradas pelo sistema capitalista neoliberal. Para Wacquant, o sistema...
    618 Palavras 3 Páginas
  • Direito
    Fichamento da obra Punir os Pobres por Ingrid Curdo de Direitocadêmica de Direito pela Universidade Federal de Rondônia UNIR/Porto Velho     Fichamento – Loïc Wacquant PUNIR OS POBRES: A nova gestão da miséria nos Estados Unidos Bibliografia básica WACQUANT, Loïc. PUNIR OS POBRES: A nova gestão...
    1917 Palavras 8 Páginas
  • A penalidade neoliberal em ação: Uma resposta aos meus críticos
    julho/dezembro 2013 A penalidade neoliberal em ação: Uma resposta aos meus críticos Neoliberal penality at work: A response to my spanish critics Loïc Wacquant Tradução de: Juliano Gomes de Carvalho Dossiê PENSAMENTO POLÍTICO E CRIMINOLÓGICO Editor-Chefe José Carlos Moreira da Silva Filho ...
    6066 Palavras 25 Páginas
  • Prisões da miséria resumo
    Parte I: Como o "bom senso" penal chega aos europeus Loïc Wacquant aborda profundamente as ações do Estado neoliberal, as quais são praticadas pelos Estados Unidos da América, que é levado como exemplo para o mundo. O autor expressa que o Estado neoliberal visa o livre mercado econômico, ignorando...
    1610 Palavras 7 Páginas
  • A LEGITIMIDADE DO DIREITO PENAL E SUAS IMPLICAÇÕES FUTURAS
    se torna mais complexa, constitui-se na proposta deste trabalho. As bases que norteiam esta reflexão são as obras de Oliveira (2013); Roxin (2008); Wacquant (2007); Zaffaroni (2010). No primeiro momento se verá às críticas ao Direito Penal. Tais críticas atingem em cheio o sistema penal revelando-o como...
    2185 Palavras 9 Páginas
  • Breve ensaio sobre Política Criminal
    induzido por uma parcela favorecida para criar uma sensação de insegurança e tirar o foco da verdadeira função estatal, como pretende Loic Wacquant em seu livro “Punir os pobres”, a adoção de medidas contra a violência deve partir de um estudo individualizado de cada sociedade. Modelos estrangeiros prontos...
    586 Palavras 3 Páginas
  • punir os pobres - ficha
    WACQUANT, Loïc. PUNIR OS POBRES: A nova gestão da miséria nos Estados Unidos. 2ª ed. Col. Pensamento Criminológico. Rio de Janeiro: Editora Revan, 2003, 476 p. I.                    Do Estado caritativo ao Estado penal 1. A criminalização da miséria Notas sobre o tratamento político da miséria...
    449 Palavras 2 Páginas
  • emergencia do rap como movimento de contestação
    principalmente noa anos clinton. me respaldando nas pesquisas de wacquan em "punir os pobres: a nova gestao da miseria nos estados unidos" e possivel considerarmos os anos clinton como um periodo de total abandono e repressao das classes mais pobres. o plano revisionario acabou por provocar uma mudanca drastica no...
    2294 Palavras 10 Páginas
  • tolerancia zero resenho de um livo woeis
    As Prisões da Miséria - Resenha O Autor Loïc Wacquant é professor de sociologia na Universidade de California-Berkeley e pesquisador no Centro de Sociologia Europeia do Collège de France. Foi professor visitante em Paris, Los Angeles, Rio de Janeiro e Nova Iorque. É um dos fundadores do grupo...
    3747 Palavras 15 Páginas
  • As prisões da miséria
    sociais. O sistema penitenciário brasileiro acumula, com efeito, as taras das piores prisões jaulas se assemelhando a “campos de concentrações” para pobres caracterizados por serem estabelecimentos que traduz por condições de vida e de higiene abomináveis caracterizadas pela falta espaço, luz e higiene...
    760 Palavras 4 Páginas
  • A passagem do estado social para o estado penal
    hipossuficientes, mendigos, prostitutas, presidiários, todo tipo de miserável relegado ou abandonado pelo próprio Estado. Em seus estudos, Loïc Wacquant vem sustentando que as políticas de sustentação do novo Estado Penal – a demanda por mais policiamento, o clamor popular pela incriminação de novas...
    7556 Palavras 31 Páginas
  • Resenha - punir os pobres
    Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Resenha do Livro “Punir os pobres: A nova gestão da miséria nos estados unidos” Trabalho apresentado à UNESP, para aprovação no curso de Direito (área de concentração: Criminologia)...
    3471 Palavras 14 Páginas
  • O desacretidado e o desacreditavel:considerações sobre o fazer técnico do assistente social no sistema prisional
    Estado de Direito, passa a reforça seu poder punitivo e controlador sobre os marginalizados. Com essa redefinição, começa a surgir o “Estado Punitivo” (WACQUANT, 1999), onde prevalece o interesse econômico para que o capitalismo satisfaça a sua necessidade de disciplina e domínio da população. Frente a esses...
    3726 Palavras 15 Páginas