Punir Os Pobres Loïc Wacquant Trabalhos Escolares e Acadêmicos Prontos

  • as prisoes

    O Autor Loïc Wacquant é professor de sociologia na Universidade de California-Berkeley e pesquisador no Centro de Sociologia Europeia do Collège de France. Foi professor visitante em Paris, Los Angeles, Rio de Janeiro e Nova Iorque. É um dos fundadores do grupo ativista “Raisons d´Agir” e colaborador...

      695 Palavras | 3 Páginas  

  • Resenha crítica do livro "as prisões da miséria"

    WACQUANT, Loïc. As Prisões da Miséria. Tradução de André Telles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001. 151 p. O livro As Prisões da Miséria, de Loïc Wacquant, trata sobre a expansão do Estado penal e policial na sociedade da década de 2000. Loïc Wacquant nasceu em 1960, em Montpellier, França. É um...

      739 Palavras | 3 Páginas  

  • RESENHA – PROCESSO PENAL II

     RESENHA – PROCESSO PENAL II “Punir os Pobres: a nova gestão da miséria nos Estados Unidos” (Loïc Wacquant) Goiânia – GO 2013 WACQUANT, Loïc. Punir os Pobres: a nova gestão da miséria nos Estados Unidos [A onda punitiva]. Tradução...

      2827 Palavras | 12 Páginas  

  • As Prisões da Miséria

    RESENHA As Prisões da Miséria O livro As prisões da Miséria, de Loïc Wacquant, trata da expansão do Estado Penal nas sociedades, tomando como base os padrões adotados pelos governos europeus e dos EUA, onde o Estado de Bem Estar Social deixa de existir e dá lugar a um Estado de Punição que criminaliza...

      1032 Palavras | 5 Páginas  

  • Criminologia

    sociais perdem a função assistencial para transformar-se em aparelhos de vigilância e controle das novas "classes perigosas". O trabalho de Wacquant desvela a nova missão histórica do preceito penal dirigida à "regulação da miséria e ao armazenamento dos refugos do mercado". Pelo meio do modelo...

      1075 Palavras | 5 Páginas  

  • As duas faces do Gueto

    Análise Sociológica do Livro “As duas faces do gueto”, de Loic Wacquant. O livro de Loic Wacquant, “As duas faces do gueto”, elaborado após uma intensa pesquisa em guetos norte-americanos, analisa de forma sociológica as origens e as características dessas formações urbanas. O autor considera o...

      1869 Palavras | 8 Páginas  

  • A penalidade neoliberal em ação: Uma resposta aos meus críticos

    julho/dezembro 2013 A penalidade neoliberal em ação: Uma resposta aos meus críticos Neoliberal penality at work: A response to my spanish critics Loïc Wacquant Tradução de: Juliano Gomes de Carvalho Dossiê PENSAMENTO POLÍTICO E CRIMINOLÓGICO Editor-Chefe José Carlos Moreira da Silva Filho ...

      6066 Palavras | 25 Páginas  

  • Direito

    Fichamento da obra Punir os Pobres por Ingrid Curdo de Direitocadêmica de Direito pela Universidade Federal de Rondônia UNIR/Porto Velho     Fichamento – Loïc Wacquant PUNIR OS POBRES: A nova gestão da miséria nos Estados Unidos Bibliografia básica WACQUANT, Loïc. PUNIR OS POBRES: A nova gestão...

      1917 Palavras | 8 Páginas  

  • Cortina de Fumaça

    a seletividade penal é uma forma de punição para as classes marginais ao sistema (utilize as teses de seletividade e ordem punitiva de Loïc WacquantPunir os Pobres; Jock Young – A Sociedade Excludente). Justifique. As drogas sempre foram utilizadas e sempre serão, porém sua criminalização e proibição...

      1162 Palavras | 5 Páginas  

  • Prisão

    sociólogo Loïc Wacquant, em seu célebre “As Prisões da Miséria”, afirma que o modelo de encarceramento em massa que se grassou globalmente é originário dos Estados Unidos e está inserto no processo de aprofundamento das desigualdades geradas pelo sistema capitalista neoliberal. Para Wacquant, o sistema...

      618 Palavras | 3 Páginas  

  • Prisões da miséria resumo

    Parte I: Como o "bom senso" penal chega aos europeus Loïc Wacquant aborda profundamente as ações do Estado neoliberal, as quais são praticadas pelos Estados Unidos da América, que é levado como exemplo para o mundo. O autor expressa que o Estado neoliberal visa o livre mercado econômico, ignorando...

      1610 Palavras | 7 Páginas  

  • direito

    contundente ao tratar do tema: — É uma coisa muito clara; a pena de prisão é inventada para o controle dos pobres, dos escombros sociais do mundo feudal. A penitenciária foi feita para colocar os pobres controlados ali. As prisões espalharam-se por toda a Europa a fim de conter os grandes contingentes...

      4315 Palavras | 18 Páginas  

  • A LEGITIMIDADE DO DIREITO PENAL E SUAS IMPLICAÇÕES FUTURAS

    se torna mais complexa, constitui-se na proposta deste trabalho. As bases que norteiam esta reflexão são as obras de Oliveira (2013); Roxin (2008); Wacquant (2007); Zaffaroni (2010). No primeiro momento se verá às críticas ao Direito Penal. Tais críticas atingem em cheio o sistema penal revelando-o como...

      2185 Palavras | 9 Páginas  

  • emergencia do rap como movimento de contestação

    principalmente noa anos clinton. me respaldando nas pesquisas de wacquan em "punir os pobres: a nova gestao da miseria nos estados unidos" e possivel considerarmos os anos clinton como um periodo de total abandono e repressao das classes mais pobres. o plano revisionario acabou por provocar uma mudanca drastica no...

      2294 Palavras | 10 Páginas  

  • Breve ensaio sobre Política Criminal

    induzido por uma parcela favorecida para criar uma sensação de insegurança e tirar o foco da verdadeira função estatal, como pretende Loic Wacquant em seu livro “Punir os pobres”, a adoção de medidas contra a violência deve partir de um estudo individualizado de cada sociedade. Modelos estrangeiros prontos...

      586 Palavras | 3 Páginas  

  • punir os pobres - ficha

    WACQUANT, Loïc. PUNIR OS POBRES: A nova gestão da miséria nos Estados Unidos. 2ª ed. Col. Pensamento Criminológico. Rio de Janeiro: Editora Revan, 2003, 476 p. I.                    Do Estado caritativo ao Estado penal 1. A criminalização da miséria Notas sobre o tratamento político da miséria...

      449 Palavras | 2 Páginas  

  • tolerancia zero resenho de um livo woeis

    As Prisões da Miséria - Resenha O Autor Loïc Wacquant é professor de sociologia na Universidade de California-Berkeley e pesquisador no Centro de Sociologia Europeia do Collège de France. Foi professor visitante em Paris, Los Angeles, Rio de Janeiro e Nova Iorque. É um dos fundadores do grupo...

      3747 Palavras | 15 Páginas  

  • As prisões da miséria

    sociais. O sistema penitenciário brasileiro acumula, com efeito, as taras das piores prisões jaulas se assemelhando a “campos de concentrações” para pobres caracterizados por serem estabelecimentos que traduz por condições de vida e de higiene abomináveis caracterizadas pela falta espaço, luz e higiene...

      760 Palavras | 4 Páginas  

  • 2923 11203 1 PB

    Federal, que em uma visão moderna, busca salvaguardar os direitos fundamentais do acusado, demonstra-se que o processo deve ser o contrapeso do poder de punir do Estado. Nesse diapasão, se conclui que a função do direito processual penal hodiernamente é assegurar os direitos e garantias do acusado. El proceso...

      3493 Palavras | 14 Páginas  

  • Resenha - punir os pobres

    Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Resenha do Livro “Punir os pobres: A nova gestão da miséria nos estados unidos” Trabalho apresentado à UNESP, para aprovação no curso de Direito (área de concentração: Criminologia)...

      3471 Palavras | 14 Páginas  

tracking img