• Teoria e pratica
    Plano de Aula: Teoria e Prática da Narrativa Jurídica TEORIA E PRÁTICA DA NARRATIVA JURÍDICA Título Teoria e Prática da Narrativa Jurídica Número de Aulas por Semana Número de Semana de Aula 5 Tema Polifonia e intertextualidade na construção do discurso jurídico. Objetivos O aluno...
    1547 Palavras 7 Páginas
  • Direito
    Plano de Aula: Teoria e Prática da Narrativa Jurídica TEORIA E PRÁTICA DA NARRATIVA JURÍDICA Título Teoria e Prática da Narrativa Jurídica Número de Aulas por Semana Número de Semana de Aula 5 Tema Polifonia e intertextualidade na construção do discurso jurídico. Objetivos O aluno deverá...
    1197 Palavras 5 Páginas
  • Direito
    tornar seu discurso mais polêmico ou autoritário. Exemplo: Prometa que estará em casa hoje à noite. // Promete que estará em casa hoje à noite. // Poderia prometer que estará em casa hoje à noite. 6.2. Polifonia e intertextualidade A polifonia na narrativa jurídica Não podemos iniciar uma...
    11376 Palavras 46 Páginas
  • direito
    que a concepção dialógica da linguagem, e assim, o discurso nunca se constrói sobre ele mesmo, mas em vista do outro. É o que Bakhtin (1992) denomina de o grande diálogo da comunicação verbal. Esses conceitos de intertextualidade e polifonia têm sua origem na concepção de dialogismo de Bakhtin...
    11107 Palavras 45 Páginas
  • teoria da rececao
    . Filmes que retomam filmes, quadros que dialogam com outros, propagandas que se utilizam do discurso artístico, poemas escritos com versos alheios, romances que se apropriam de formas musicais, tudo isso são textos em diálogo com outros textos: intertextualidade. No sentido estrito, a palavra texto...
    1303 Palavras 6 Páginas
  • narrativa juridica
    ; Atividades. (04) Quinta-feira 29/08 Polifonia e intertextualidade na construção do discurso jurídico; Atividades. (05) Quinta-feira 05/09 Seleção dos fatos na narrativa jurídica; Atividades. (06); Organização dos fatos na narrativa jurídica; Atividades. (07) Quinta-feira 12/09 Produção da...
    474 Palavras 2 Páginas
  • Teoria r prática da narrativa jurídica
    importância da polifonia no discurso jurídico? Sua resposta será detalhada. No discurso jurídico, indicar vozes que compõe o relato e a fundamentação é importantíssimo. Isto porque, no relato, a responsabilidade da veracidade das informações oferecidas deve ser atribuída a alguém; essa pessoa...
    843 Palavras 4 Páginas
  • Trabalho de narrativa juridica
    outras informações que podemos considerar como relevantes 5-Redija um parágrafo sobre o tema “Escolha Lexical” no discurso jurídico? R: Está diretamente relacionada à estruturação dos textos. A coesão exigida por um texto é fruto, entre outras características, da escolha vocabular ou escolha...
    1065 Palavras 5 Páginas
  • Debaixo da ponte preta
    , 2003. BARROS, Diana Luz Pessoa de; FIORIN, José Luiz; Dialogismo, Polifonia, Intertextualidade. São Paulo: 2. ed. rev., Editora da Universidade de São Paulo, 2003. BRAIT, Beth. Bakhtin, dialogismo e construção do sentido. Campinas, São Paulo: 2. ed. Editora da Unicamp, 1997.   BRAIT, Beth...
    7778 Palavras 32 Páginas
  • a intertulidade
    a polifonia e a intertextualidade, nas quais nos deteremos nesse trabalho, pois se revelam mecanismos de forte influência na construção do sentido textual. Nas palavras de Kristeva (apud KOCH, BENTES e CAVALCANTE, 2008), “qualquer texto se constrói como um mosaico de citações e é a absorção e...
    1887 Palavras 8 Páginas
  • Dialogismo, Polifonia e Enunciação - Diana Luz P. de Barros
    característica essencial da linguagem e seu princípio constitutivo, ainda que muitas vezes mascarado. O dialogismo então seria a condição sine qua non da construção do sentido do discurso. Em resumo, Bakhtin concebe o dialogismo como princípio constitutivo da linguagem e condição de sentido do...
    894 Palavras 4 Páginas
  • Trabalho
    O conceito de polifonia, por outro lado, não se refere somente a textos, como a própria palavra descreve: poli = muitos , diversos; fono = som; voz. É certo que a intertextualidade funciona como uma voz, mas ela é a sua materialização física (fala/escrita). As diversas vozes nem sempre são...
    1193 Palavras 5 Páginas
  • Direit
    5)Relaciona-se com a teoria do discurso.Visa questionar a possibilidade e validade de uma fundamentação racional do discurso , especificamente jurídico, estipulando-lhe algumas regras e formas. 6)Que tem aparência de verdade, semelhante à verdade. A palavra verossimilhança têm a definição de...
    6061 Palavras 25 Páginas
  • Extratexto, intratexto e intertexto: uma proposta de leitura dialógica
    valoração da obra e da relação que mantém com outros discursos literários. Refletindo sobre a variedade de conotações que a intertextualidade pode assumir, este estudo pretende levantar dados diacrônico – históricos, que precedem o termo intertextualidade, e analisar a relação que existe entre o...
    7039 Palavras 29 Páginas
  • Dialogismo resumo
    Fiorin destaca a perspectiva de Bakhtin em relação ao discurso, no qual, o mesmo se constrói através de relações dialógicas onde o sujeito se constitui à medida que vai de encontro ao outro. Ressalta a intertextualidade que consiste no processo de construção, reprodução ou transformação de sentido...
    401 Palavras 2 Páginas
  • Análise do Discurso
    proposta a partir da filosofia materialista que põe em questão a prática das ciências humanas e a divisão do trabalho intelectual, de forma reflexiva. De acordo uma das leituras possíveis, discurso é a prática social de produção de textos. Isto significa que todo discurso é uma construção social, não...
    2197 Palavras 9 Páginas
  • Texto e Discurso
    Texto, contexto, intertexto, polifonia e discurso O texto O homem não se comunica por frases soltas, desconexas; comunica-se por textos. Partindo-se deste princípio, poderíamos definir texto como um conjunto de frases, orações, períodos e parágrafos organizados em torno de um sentido. Esta...
    1718 Palavras 7 Páginas
  • O texto e a construção dos sentidos
    geral; ambiguidade referencial e; encadeamentos por justaposição. A CONSTRUÇÃO DOS SENTIDOS NO TEXTO: INTERTEXTUALIDADE E POLIFONIA Intertextualidade Todo texto revela uma relação radical de seu interior com seu exterior, este que, possui outros textos que lhe dão origem. A intertextualidade é...
    2192 Palavras 9 Páginas
  • A nova Califórnia
    Califórnia” de Lima Barreto”, visa aplicar os conceitos de polifonia e dialogismo, também denominados intertextualidade, presentes nas pesquisas de linguística do russo Mikhail Bakhtin, na análise de um conto do autor brasileiro pré-modernista Lima Barreto. A aplicação dos conceitos é feita em uma nova...
    2392 Palavras 10 Páginas
  • Fichamento
    caráter argumentativo.” (p.72) “O discurso indireto livre constitui também um caso interessante de polifonia. Nele, mesclam-se as vozes de dois enunciadores (na narrativa, personagem (E1) e narrador (E2). Daí deriva a ambigüidade desse tipo de discurso, isto é, a dificuldade de distinguir o ponto de vista (perspectiva) de onde se fala.” (p.73) ...
    591 Palavras 3 Páginas