Poema Porque Sophia Mello Breyner Analise artigos e trabalhos de pesquisa

  • Sophia Mello

    SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN I - Introdução O trabalho tem como principal objetivo a análise de dois textos poéticos de autores do Séc. XX, neste caso concreto, de Sophia de Mello Breyner Andersen. Neste âmbito, serão referidos aspetos biográficos que nos ajudarão a compreender o perfil poético da autora e identificados temas e motivos poéticos predominantes na sua obra. Numa fase final, será feita a análise de dois poemas XXXXXXX Finalmente, procuraremos fazer...

    2515  Palavras | 11  Páginas

  • Sophia

    Escola Secundária das Caldas das Taipas Os poetas do Séc.XX Sophia de Mello Breyner Andresen Índice I- INTRODUÇÃO……………………………………………………………………………………………….pág.3 II - NOTAS BIOGRÁFICAS………………………………………………………………………………...pág.4 1– Vida obra…………………………………………………………………………………………….............pág.4 2 – Perfil poético……………………………………………………………………………………….pág.5 3 – Temas e motivos poéticos……………………………………………………………………pág.5 4- Linguagem e estilo………………………………………………………………………………..pág.7 III-FORMA JUSTA………………………………………………………………………………………………...

    2835  Palavras | 12  Páginas

  • Sophia de Mello Breyner Andresen

    ontrato de leitu Sophia de Mello Breyner Andresen biográf cosSophia De ascendência dinamarquesa pelo lado paterno, de Mello Breyner Andresen nasceu a 6 de Novembro de 1919, no Porto. Durante a infância e a Adolescência viveu no Porto e na Granja. Iniciou o curso de Filologia Clássica na Universidade de Lisboa, mas não o concluiu. biográfc os Mais tarde, casou-se com o jornalista e político Francisco Sousa Tavares, do qual teve cinco filhos. Estes foram a...

    656  Palavras | 3  Páginas

  • Análise do Poema "As pessoas sensiveis"

    d 12 Sílabas métricas Porque não tinham outra f 6 Sílabas métricas O dinheiro cheira a pobre e cheira c 11 Sílabas métricas A roupa e 2 Sílabas métricas Que depois do suor não foi lavada g 10 Sílabas métricas Porque não tinham outra ...

    617  Palavras | 3  Páginas

  • Sophia

    SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN [pic] [pic] Índice Bibliografia 3 Temas mais frequentes na sua poesia 6 Poesia 10 Poemas não incluídos na Obra Poética 11 Prémios 12 Análise do poema 14 Análise: 15 Bibliografia: 17 Internet: 17 Bibliografia Poetisa e contista portuguesa, nasceu no Porto, no seio de uma família aristocrática, e aí viveu até aos dez anos, altura em que se mudou para Lisboa. De origem dinamarquesa por parte do pai, a sua educação decorreu num...

    2241  Palavras | 9  Páginas

  • sophia de mello breyner

    Sophia de Mello Breyner Andresen Biografia: - Nasceu no ano 1919, no Porto, onde ficou até completar o décimo aniversário, ai mudou-se para Lisboa onde entrou no curso de filosofia clássica, que não chegou a completar. - Em Lisboa casou-se com Francisco Sousa Tavares, que era advogado e jornalista. - Teve 5 filhos, entre eles, Miguel de Sousa Tavares o conhecido escritor. Os filhos motivaram-na a escrever contos infantis. - A escritora portuguesa foi sócia fundadora de " Comissão Nacional...

    1745  Palavras | 7  Páginas

  • porque

    Este poema está inserido numa das linhas temáticas da poesia de Sophia de Mello Breyner Andersen a qual denuncia as injustiças e desigualdades sociais. O próprio título “Porque” reforça, através da anáfora, a ideia desenvolvida ao longo do poema. Deste modo, parece haver um diálogo entre o sujeito poético e um “tu”, que aparece no primeiro e último versos da primeira estrofe, assim como no último verso das estrofes seguintes. Porque os outros se mascaram mas tu não Porque os outros usam a virtude ...

    861  Palavras | 4  Páginas

  • Análise de Poemas sobre Cidadania

    1. Introdução Este trabalho foi-nos proposto pela professora Elisabete Afonso, no âmbito da disciplina de Língua Portuguesa. Com a intenção de ser exposto no dia da Escola, trata de uma recolha de poemas que se enquadram no tema “ Poesia e Cidadania”. Cidadania é o conjunto de direitos e deveres ao qual um indivíduo está sujeito em relação à sociedade em que vive. São objectivos do trabalho: - Desenvolver o gosto pela poesia; - Promover a cidadania e os direitos humanos como valores universais; ...

    1908  Palavras | 8  Páginas

  • Porque, de Sophia de Mello Breyner Andresen

    Porque Sophia de Mello Breyner Andresen Autora Sophia de Mello Breyner Andresen, nasceu no Porto, a 6 de Novembro de 1919. É filha de Maria Amélia de Mello Breyner e de João Henrique Andresen. Foi uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX. Foi a primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa, o Prémio Camões, em 1999. Morreu a 2 de Julho de 2004, em Lisboa, com 84 anos Poema Porque os outros se mascaram mas...

    646  Palavras | 3  Páginas

  • Sophia de Mello breyner Anderson

    Sophia De Mello Breyner Andresen Analise Aos Poemas: “Cidade” e “Praia” Trabalho Realizado por: Ana Catarina C. F. Freitas Nº 4 Pedro M. Alves Nº 30 Rui C. Roxo C. Gaspar Nº31 “Cidade” De Sophia de Mello Breyner Andresen A Cidade, rumor e vaivém sem paz das ruas, B A Ó vida suja, hostil, inutilmente gasta, B C Saber que existe o mar e as praias nuas, C Montanhas sem nome e planícies mais vastas C A Que o mais vasto desejo, D E eu estou em ti fechada e apenas vejo ...

    605  Palavras | 3  Páginas

  • Sophia de Mello Breyner Andresen

    SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN Nascida no Porto, Sophia de Mello Breyner Andresen viveu a sua infância entre esta cidade, Espinho e Miramar, marcando-a o mar e as imagens da miséria. O mar é o elemento da natureza que mais lhe é familiar, sendo a estética do aquático uma constante na sua lírica: (…) a beleza natural é uma actualização do Belo que a poesia procura igualmente alcançar e realizar, e porque a arte poética de Sophia toma a natureza como principal fonte de inspiração. (…) A natureza...

    1472  Palavras | 6  Páginas

  • análise do poema mar de sophia de mello breyner

    Análise do poema "Mar" Este poema, o “Mar” faz parte da obra “In Poesia I” de Sophia de Melho Breyner Andreson. É perfeitamente evidente que toda a poesia de Sophia de Melho Breyner, estabelece uma relação entre o sujeito-poético as coisas e o mundo. A palavra assume-se como um agente de transfiguração da realidade que revela o divino e o terreno, como podemos verificar neste poema, quando evoca o mar e os astros. O sujeito-poético, como já foi referido anteriormente, conserva e reforça continuamente...

    585  Palavras | 3  Páginas

  • Antologtia de poemas do séc xx

    Ano letivo 2012/2013 Língua Portuguesa 10ºano Professora Ana Petrov 06/04/2013 Antologia Poética Trabalho realizado por: Raquel Fonseca nº2 10º1 Índice: Introdução……………………………………………………………………………………………………………………3 “Porque” de Sophia de Mello Breyner………………………………………………………………………………………..4 “Pedra Filosofal” de António Gedeão………………………………………………………………………………………………………6 “Autopsicografia” de Fernando Pessoa……………………………………………………………………………………………………..8 “Depus a Máscara” de...

    3382  Palavras | 14  Páginas

  • Contos Exemplares Sophia De Mello Breyner Andreson

    castanholas e a cantar os seus poemas, as pessoas em resposta davam-lhe comida ou dinheiro, mas rapidamente o mandavam embora. Numa tarde Búzio foi à casa de uma menina tocar as suas castanholas e cantar os seus poemas dando-lhe a empregada pão. Quando a menina o viu a ir embora em direção ao mar, começou a segui-lo para o observar. Este começou a falar com o mar, a menina não se lembra do que disse, mas eram palavras brilhantes. O conto tem o nome de “Homero” porque este era um grande poeta grego...

    2079  Palavras | 9  Páginas

  • poemas

     Introdução:  Os Poemas do século XIX são vistos como "um ato de brasilidade", pois abandonaram aos poucos o tom lusitano em favor da fala brasileira, ressaltando o nacionalismo. A literatura nesse período expressa sua ligação com a política e com o Romantismo, os sentimentos começam a tomar o lugar da razão como instrumento de análise do mundo, e a vida passa a ser encarada de um ângulo bem pessoal, em que sobressai um intenso desejo de liberdade. Essa ânsia de libertação que nasce...

    1267  Palavras | 6  Páginas

  • Biobibliografia de Sophia de Mello Breyner Andresen

    Agrupamento de Escolas Ibn Mucana 2011/2012 Biobibliografia de Sophia de Mello Breyner Andresen Língua Portuguesa Nelson Conceição Nº 24 7º D 27 de Dezembro de 2011 Professora - Teresa Miranda Índice Introdução___________________________________________________________ 3 Biografia____________________________________________________________ 4 Bibliografia__________________________________________________________ 5 Cavaleiro da Dinamarc...

    619  Palavras | 3  Páginas

  • Poemas camonianos

    Ler uma imagem ● Ler analitica e intertextualmente um poema; ● Redigir itens de resposta curta ou extensa; ● Ler expressivamente/ declamar / dramatizar um poema; ● Expor oralmente as conclusões do trabalho realizado anteriormente. Avaliação: Pretende-se avaliar:  Criatividade - 60%  Competência do oral - Expressão Oral: Capacidade e segurança da expressão oral - 140%  Competência da leitura- • Profundidade e correção da análise do poema - 200% • Correção da expressão escrita Explicitação...

    5898  Palavras | 24  Páginas

  • sophia mello breyner

    Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu a 6 de Novembro de 1919 no Porto.2 3 Sophia era filha de Maria Amélia de Mello Breyner e de João Henrique Andresen. Tem origem dinamarquesa pelo lado paterno. O seu bisavô, Jan Heinrich Andresen, desembarcou um dia no Porto e nunca mais abandonou esta região, tendo o seu filho João Henrique comprado, em 1895, a Quinta do Campo Alegre, hoje Jardim Botânico do Porto.4 Como afirmou em entrevista, em 1993,5 essa quinta "foi um território fabuloso com uma grande...

    849  Palavras | 4  Páginas

  • Sophia de mello breyner

    Sophia de Mello Breyner Andresen Introdução Neste trabalho fomos incutidas a falar sobre Sophia de Mello Breyner Andresen e a analisar o seu poemaPoema” pertencente à obra “Geografia” publicado em 1967. Com este trabalho pretendemos descobrir e dar a descobrir um pouco mais da vida e da obra da autora que é amplamente conhecida no público geral, porém a sua vida contém diversos factos interessantes que não são do conhecimento geral de toda a gente. Vida da autora O nome Breyner deriva...

    781  Palavras | 4  Páginas

  • Analise sobre poema

    uma análise de poema na perspectiva de Emil Staiger Ana Paula Klauck* Resumo: O artigo faz um levantamento das considerações de Emil Staiger acerca do estilo lírico, destacando a forma como os aspectos sonoros e semânticos se unem para configurar a unidade do poema. O texto faz alusões relacionadas às teorias de Staiger quanto à disposição anímica, ao tempo do poema e à proximidade proporcionada pelo estilo lírico, além de aplicar tais estudos do autor em um poema de Sophia de Mello Breyner...

    4897  Palavras | 20  Páginas

  • Sophia de Mello Breyner Andresen

    Sophia de Mello Breyner Andresen ÍNDICE 1 - NOTAS BIOGRÁFICAS 2 2 - PERFIL E TEMAS POÉTICOS 2 3 - LINGUAGEM E ESTILO 3 4 - ALGUMAS OBRAS 4 5 - PRÉMIOS 4 6 - BIBLIOGRAFIA E WEBGRAFIA 5 2 1 - NOTAS BIOGRÁFICAS Sophia de Mello Breyner Andresen, nascida no Porto a 6 de Novembro de 1919 e falecida em lisboa, a 2 de Julho de 2004, foi uma famosa e importante escritora portuguesa. Foi uma das mais importantes poetisas do século XX e foi a primeira escritora...

    1318  Palavras | 6  Páginas

  • TRABALHO PORT POEMAS

    1. INTRODUÇÃO Os poemas se tratam do Romantismo que aconteceu no século XIX, que caracterizou uma visão do mundo contrária do racionalismo, e o iluminismo e focou no nacionalismo. Além da literatura, o romantismo também surgiu nas Artes com as Artes Modernas, nas Músicas com Beethoven. O romantismo também teve sua parte em Portugal sua primeira geração foi de 1825 a 1840. Seus principais autores são Almeida Garrett, Alexandre Herculano, Antônio Feliciano de Castilho. A segunda geração, ultra-romântica...

    3947  Palavras | 16  Páginas

  • Sophia De Mello Breyner Andresen

    Trabalho realizado por: Fábio Figueiredo Nº 13 Sophia de Mello Breyner Andresen (Porto, 06 de novembro de 1919 - Lisboa, 2 de julho de 2004) foi um poeta e escritor Português premiado. Sophia, como ela é muitas vezes referida em Portugal, nasceu no Porto numa família aristocrática rica. Ela herdou o sobrenome " Andresen ' de seu avô paterno, um comerciante dinamarquês. Ela recebeu uma rígida educação católica, e continuou a ser uma crente fervorosa até o fim de sua vida. Depois de passar...

    588  Palavras | 3  Páginas

  • Análise aos poemas

    TAREFA 3 1 – Nos poemas de Miguel Torga, de Sophia Breyner e de Vitorino Nemésio, aparece bem vincado a nova concepção de tempo. Nemésio no poema A Tempo, apresenta-nos uma noção de divisão entre o absoluto eterno que une a vida estando ligada à concepção antiga e a um outro tempo caracterizado pela solidão e pela transitoriedade. No poema de Torga, Tempo, é nos dado por si só, uma representação da concepção moderna de tempo. No entanto, o tempo surge como definição de angústia” apenas possível...

    752  Palavras | 4  Páginas

  • Entrevista a sophia de mello breyner

    Entrevista a Sophia de Mello Breyner Andersen Comecemos pela pergunta mais básica de sempre... Quando e onde nasceu? Nasci a 6 de Novembro de 1919, no Porto e foi aí que vivi a minha infância e a minha juventude. Em poucas palavras, como caracteriza a sua infância? A minha infância decorreu num ambiente muito católico, o que influenciou muito a minha personalidade. Com que idade começou a escrever os seus primeiros versos? Acho que desde sempre tive uma grande paixão por palavras visto...

    541  Palavras | 3  Páginas

  • Sofia de mello

    Sophia de Mello Breyner Temáticas O Jogo dos Quatro Elementos primordiais • Busca a beleza poética e o fascínio ou a meditação para celebrar a vida e tudo o que existe como manifestação do absoluto; • Na poesia de Sophia Andresen é evidente a relação privilegiada com a natureza. É nos quatro elementos primordiais – terra (natureza, fauna e flora), água (mar, espuma, praia), ar (vento, brisa, sopro) e fogo (sol e luz) – que a poetisa procura a relação pura e justa do ser humano com a...

    891  Palavras | 4  Páginas

  • A Saga- Conto de Sophia de Mello Breyner Andersen

    Introdução Eu vou apresentar o conto "A saga". Primeiro vou apresentar uma breve biografia da autora, depois um pequeno resumo e análise do conto e , por último vou explicar o título e relacionar o conto com uma imagem e com a atualidade e apresentar a minha opinião pessoal. Sophia de Mello Breyner Andersen -Nasceu no Porto, no dia 6 de Novembro de 1919. -Estudou Filologia Clássica na Universidade de Lisboa, que foi onde passou maior parte da sua vida. -Faleceu em Lisboa, no dia 2 de Julho...

    875  Palavras | 4  Páginas

  • tou aqui.

    Português Análise do poema “As pessoas sensíveis” Sophia de Mello Breyner Andresen Introdução O poema que nós vamos apresentar é “ As pessoas sensíveis” de Sophia Mello Breyner Andresen. Poetisa portuguesa, que nasceu a 6 de Novembro de 1919, na cidade do Po and that made the trip easier. Sophia de Mello Breyner Andresen Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu na cidade do Porto, em 1919, viveu em Lisboa, onde estudou e tirou o curso de Filologia Clássica e faleceu no dia 2 de Julho de 2004. Sophia de...

    1381  Palavras | 6  Páginas

  • debo5s

    Ficha Biobibliográfica de José Carlos Ary dos Santos 7 Ficha Biobibliográfica de Sophia de Mello Breyner Andresen 8 Poemas Poema -“Este é o tempo” - Texto de Análise Poema -“ Os putos” - Texto de Análise Música Música “Pedra Filosofal” - Texto de Reflexão Imagens significativas Conclusão Bibliografia Avaliação e comentários...

    2562  Palavras | 11  Páginas

  • Poetas 2

    13 Miguel Torga 15 Biografia 15 Obras 17 “Inocência” 18 Sophia De Mello Breyner Andersen 19 Biografia 19 Caracterização da obra 20 Obras: 22 “DE UM AMOR MORTO” 26 António Gedeão 27 Biografia 27 Obras 30 História da ciência e da educação 30 Poesia 31 Ficção 31 Teatro 31 Ensaio 31 “Amor sem tréguas” 32 Florbela Espanca 33 Biografia 33 Obras publicadas 34 “Alma perdida” 35 Mia Couto 36 Biografia 36 Obras 37 Prémios: 38 SAUDADE 39 Análise do poema 1: 40 “DE UM AMOR MORTO” 42 Conclusão 43 Bibliografia 44...

    8739  Palavras | 35  Páginas

  • obras de sophia de mello bryner

    "Poesia Busto de Sophia de Mello Breyner no Jardim Botânico do Porto. Poesia (1945, Cadernos de Poesia, nº 1, Coimbra; 3.ª ed. 1975) O Dia do Mar (1947, Lisboa, Edições Ática; 3.ª ed. 1974) Coral (1950, Porto, Livraria Simões Lopes; 2.ª ed., ilustrada por Escada, Lisboa, Portugália, 1968) No Tempo Dividido (1954, Lisboa, Guimarães Editores) Mar Novo (1958, Lisboa, Guimarães Editores) Livro Sexto (1962, Lisboa, Livraria Morais Editora; 7.ª ed. 1991) O Cristo Cigano (1961, Lisboa, Minotauro...

    582  Palavras | 3  Páginas

  • manuais

    Soneto É uma composição de 14 versos agrupados em duas quadras e dois tercetos. É a forma poética mais conhecida, sendo usada desde o século XVI. Mais informação sobre o texto poético na página 192/193. Leitura e análise do poema página 195. “Escada sem corrimão”: É uma composição poética, constituída por quatro estrofes. Cada estrofe apresenta quatro versos, logo são quadras. Obedece ao seguinte esquema rimático: ABAB / CBCB / DBEB / FBFB. Por isso, predomina a rima cruzada. Os...

    1773  Palavras | 8  Páginas

  • Biografia Sophia de Mello Breyner

    «As Pessoas Sensíveis», Sophia de Mello Breyner Andresen Biografia – Sophia de Mello Breyner Andresen Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu a 6 de novembro de 1919 no Porto e faleceu no dia 2 de julho de 2004, aos 84 anos, em Lisboa. Sophia de Mello Breyner, uma dos mais reconhecidos autores da poesia contemporânea do séc. XX, estudou Filologia Clássica na Universidade de Lisboa e, em 1940, publicou os seus primeiros versos, nos Cadernos de Poesia. Casou-se com Francisco Sousa Tavares, com...

    1998  Palavras | 8  Páginas

  • a fada oriana

    "A FADA ORIANA" de Sophia de Mello Breyner Andresen  ANÁLISE DA OBRA “A FADA ORIANA” -  5º ANO,  DE SOPHIA DE MELLO BREYNER, DE ACORDO COM AS INDICAÇÕES DO PLANO NACIONAL DE LEITURA. SOPHIA DEIXO AQUI O GUIÃO DE ANÁLISE PARA QUE OS COLEGAS E LEITORES SE DIVIRTAM COM ESTE CONTO. Etapas da leitura 1.ª Etapa: Apresentação do Livro/Leitura • Apresentar o livro de forma sugestiva, chamando a atenção para as imagens, para as personagens e situações, despertando a curiosidade pelo enredo. • Ler...

    3645  Palavras | 15  Páginas

  • Conto de Sophia Mello Andresen

    Conto: Saga de Sophia de Mello Breyner Andresen Sofia de Melo Breyner Andresen  Nasceu no Porto a 6 de Novembro de 1919 Morreu a 2 de Julho de 2004 Tirou o curso de Filologia Clássica na Faculdade de Letras. Foi uma das mais importantes poetisas do século 20. Recebeu o importante prémio literário da língua portuguesa: Prémio Camões em 1999 Começou por escrever contos infantis para os seus filhos. Os temas das suas obras são baseados na natureza e no mar. Recolhi alguns dos seus mais...

    612  Palavras | 3  Páginas

  • Poetas do século xx

    realizado este trabalho? 3 Que tipo de poesia é esta? Trata-se de poesia lírica ou épica? 3 Quem são os seus autores? 3 O que escrevem sobre este tema? 3 Soldados-poetas, familiares desolados ou meros sonhadores? 4 Poetas e poemas escolhidos e respectiva análise: 4 Partidas ou regressos 4 Lamento de uma mãe para um filho soldado nas colónias 4 Quotidiano 1 Caderneta Militar 1 Ainda 1 Morte 2 A Mina 2 Menina dos Olhos Tristes 1 Conclusão: 2 Fontes: 2 Introdução Entre...

    2325  Palavras | 10  Páginas

  • Expressão oral de ingles (comboios)

    meters per second) Outro slide The train was one of the greatest inventions of humanity for ever, and that made the trip easier. Sophia de Mello Breyner Andresen Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu na cidade do Porto, em 1919, viveu em Lisboa, onde estudou e tirou o curso de Filologia Clássica e faleceu no dia 2 de Julho de 2004. Sophia de Mello Breyner Andresen é considerada uma das poetisas e escritoras de livros para crianças mais importantes da Literatura Portuguesa. Possui uma obra...

    520  Palavras | 3  Páginas

  • Dissertação contos exemplares

    1 Adrienne Kátia Savazoni Morelato A transfiguração do corpo e do mito no desenho da escrita feminina através de Contos Exemplares de Sophia de Mello Breyner Andresen Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Câmpus de Araraquara, para a obtenção do título de Mestre em Estudos Literários Área de Concentração: Teoria da Poesia Orientador (a): Prof.a Dr. A Guacira Marcondes Machado Leite Araraquara...

    48686  Palavras | 195  Páginas

  • Sophia de Mello Breyner Andresen

    Sophia de Mello Breyner Andresen “Foi uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX” Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu no Porto em 6 de Novembro de 1919, numa família aristocrática de ascendência dinamarquesa. Por ser aristocrata, beneficiou de uma educação cultural e artisticamente privilegiada e orientada por princípios católicos. Passou grande parte da sua infância e juventude no seu jardim familiar e na praia da Granja. Daqui surgiu o encantamento pela natureza e em...

    505  Palavras | 3  Páginas

  • Antologia Poética

    maravilhosas obras que os poetas escrevem e que nos transmitem algo. No âmbito da disciplina de Português, este trabalho consiste numa antologia poética, com poemas seleccionados por mim, com a finalidade de demonstrar as minhas preferências no campo da poesia. Tentei diversificar autores e temáticas, mas tive como objectivo pessoal colocar poemas com que me identificasse de alguma forma. Ser poeta Ser poeta é ser mais alto, é ser maior Do que os homens! Morder como quem beija! É ser mendigo...

    1936  Palavras | 8  Páginas

  • contrato de leitura

    Ano Letivo: 2013/2014 Português POR DELICADEZA Daniela Couto nº9 12ºB Biografia da Autora Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu a 6 de novembro de 1919 no Porto, onde passou a infância. Entre 1936 e 1939 estudo Filologia Clássica na Universidade de Lisboa. Publicou os primeiros versos em 1940, nos Cadernos de Poesia. Casada com Francisco Sousa Tavares, passou a viver em Lisboa. Teve cinco filhos. Participou ativamente na oposição ao Estado Novo e foi eleita,...

    1001  Palavras | 5  Páginas

  • Portugues

    quero que a memória delas não vá à deriva, não se perca"6 Está presente em Sophia também uma ideia da poesia como valor transformador fundamental. A sua produção corresponde a ciclos específicos, com a culminação da actividade da escrita durante a noite: "não consigo escrever de manhã, (…) preciso daquela concentração especial que se vai criando pela noite fora.".7 A vivência nocturna da autora é sublinhada em vários poemas ("Noite", "O luar", "O jardim e a noite", "Noite de Abril", "Ó noite"). Aceitava...

    1192  Palavras | 5  Páginas

  • Antologia Poética

    Por que ler, hoje poesia do século XIX? Ler poemas antigos, além de enriquecer o vocabulário também, faz com que o leitor, tenha um senso crítico do que se falava antigamente e quais eram os temas tratados nas obras do século XIX. Também é importante realçar a ideia de que a leitura das poesias do século XIX retratava como os homens tratavam o amor, o que era aceitável e o que não era aceitável. Diferente do amor de antigamente hoje contemporaneamente o amor é uma coisa banal, que se pensa que...

    3615  Palavras | 15  Páginas

  • Poemas de Lingua Portuguesa

    Auto-retrato……………………………………………………………Pág.4 Antologia Poética………………………………………………………Págs.5,6,7,8,9,10,11,12 Um Poema Analisado………………………………………………….Pág.13 Um Poema meu………………………………………………………...Pág.14 Funcionamento da Língua………………………………………………Págs.15,16,17,18,20,21,22,23,24 Bibliografia……………………………………………………………...Pág.25 Prefácio Este Portfolio irá conter poemas de Camões e de poetas do século XX. Um auto-retrato, funcionamento da língua e um poema escrito por mim. Auto-retrato Não é muito fácil  auto...

    4807  Palavras | 20  Páginas

  • Modos de Viagem na Literatura Portuguesa

    épica, presente n'Os Lusíadas de Camões; as fraturas da viagem épica e a viagem de caráter incerto na obra Mensagem de Fernando Pessoa; a viagem pela cidade, no poema “O sentimento dum ocidental” de Cesário verde; a viagem para dentro de si, em Mário de Sá Carneiro; e as reflexões sobre as viagens em Mar Novo, de Sophia de Mello Breyner Andrensen. Os Lusíadas é uma epopeia que tem como ação central a viagem de Vasco da Gama, além de uma série de narrativas secundárias que contam a história de...

    1348  Palavras | 6  Páginas

  • Antologia Poética - Portugal

    Camões: Biografia Poemas e respectivos comentários - Portugal, Tão Diferente de seu Ser Primeiro -Comentário - Que Vençais no Oriente tantos Reis -Comentário - Para que quero a Glória Fugitiva? - Comentário - Trocou Finita Vida por Divina, Infinita e Clara Fama - Comentário - O Capitão Ilustres, e Assinalado, Dom Fernando de Castro - Comentário Poemas de autores do séc. XX ...

    8735  Palavras | 35  Páginas

  • amor

    Joaquim Pessoa Sophia de Mello Breyner Andresen Mia Couto Eduardo Pitta António Mega Ferreira Manuel Alegre Fernando Pessoa Teixeira de Pascoaes Bibliografia Conclusão Introdução No âmbito da disciplina de português foi-nos solicitado um trabalho que contivesse 10 poemas de autores contemporâneos. Recorri a apenas dois meios de pesquisa websites e antologias da minha Irmã. Para este trabalho decidi escolher um tema, para que de certa forma todos os poemas estivessem ligados...

    1677  Palavras | 7  Páginas

  • Poetas contemporaneos

    Sentimentos Índice Página: A Escolha…………………………………………………………………3 Poemas: Esperança Miguel Torga………..…………………………………………………….4 Inocência Miguel Torga………………………………………………………………5 Liberdade Miguel Torga………………………………………………………………6 Ausência Sophia de Mello Breyner Andresen……………………………………….7 Um dia a solidão José Gomes Ferreira……………………………………………………….8 Poema do Silêncio José Régio..…………………………………………………………..……9 Ciúmes Almada de Negreiros…………………………..…………………………11 Loucura Florbela...

    1734  Palavras | 7  Páginas

  • cavaleiro da dinamarca

    ESTUDO DE «O CAVALEIRO DA DINAMARCA» INTRODUÇÃO A obra O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner Andresen, é uma narrativa infanto-juvenil que procura traçar o percurso de um Cavaleiro dinamarquês que, deixando a sua família, enceta uma peregrinação à Terra Santa. A narrativa conta-nos as peripécias dessa viagem, bem como o seu regresso ao lar. SOBRE A AUTORA Responde às questões: Onde nasceu a autora? Esta obra é uma narrativa infanto-juvenil. Que outros tipos de obras escreueU...

    1254  Palavras | 6  Páginas

  • Recrutamento e Seleção

     ÍNDICE Apresentação 2 Poemas de Camões e Justificação 2 De poetas do Séc. XX e Justificação 2 Poetas de expressão portuguesa ou de literatura e Justificação Camões Julga-me a gente toda por perdido Julga-me a gente toda por perdido, Vendo-me tão entregue a meu cuidado, Andar sempre dos homens apartado E dos tratos humanos esquecido. Mas eu, que tenho o mundo conhecido, E quase que sobre ele ando dobrado, Tenho por baixo, rústico, enganado Quem não...

    1040  Palavras | 5  Páginas

  • Trabalho

    Introdução Neste trabalho vou falar sobre a vida de Sophia de Mello Breyner Andresen e uma das suas obras. Escolhi este tema porque acho a autora interessante. Vou explicar o que se passou durante a sua vida e quais as obras que fez durante a sua vida. Onde nasceu Sophia de Mello Breyner Andresen? Como foi a sua vida? Vida de Sophia de Mello Breyner Andresen Escritora Portuguesa natural do Porto, nasceu em 1919, foi aí que passou a sua infância e a juventude. Têm particular importância as localidades...

    6031  Palavras | 25  Páginas

  • Leituras contartuais

    Portuguesa ANDRADE, Eugénio - As Palavras Interditas ANDRADE, Eugénio - Poemas portugueses para a juventude (CL - 10º) ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner - Contos Exemplares ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner - Ilha (CL - 10º) ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner - Mar (CL - 10º) ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner - Musa (CL - 10º) ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner - No tempo perdido (CL - 10º) ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner - Obra Poética ANTUNES, António Lobo - Explicação dos Pássaros ANTUNES...

    2850  Palavras | 12  Páginas

  • Entrevista

    Sofia de Melo Breyner Andresen[1] GOSE • GCSE • GCIH (Porto, 6 de Novembro de 1919 — Lisboa, 2 de Julho de 2004) foi uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX. Foi a primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa, o Prémio Camões, em 1999. Índice[esconder] * 1 A Vida * 2 Caracterização da obra * 3 Obras * 3.1 Poesia * 3.2 Ficção * 3.2.1 Contos * 3.2.2 Contos Infantis * 3.2.3 Teatro * 3...

    1726  Palavras | 7  Páginas

  • aptqwer

    satisfez. E é porque as tuas ondas desfeitas pela areia Mais fortes se levantam outra vez, Que após cada queda caminho para a vida, Por uma nova ilusão entontecida. E se vou dizendo aos astros o meu mal É porque também tu revoltado e teatral Fazes soar a tua dor pelas alturas. E se antes de tudo odeio e fujo O que é impuro, profano e sujo, É só porque as tuas ondas são puras. Análise do poema "Mar" Este poema, o “Mar” faz parte da obra “In Poesia I” de Sophia de Melho Breyner Andreson. ...

    656  Palavras | 3  Páginas

  • Análise do manual escolar do 2º Ano da Caminhos

    usados nas escolas – vermelho, amarelo e verde (ex: pp 34 e 35). Imagem São poucas as fotos reais utilizadas, atendendo à quantidade de imagens constantes do manual, algumas têm uma dimensão desproporcional ou reduzida, dificultando a sua análise (ex: p.23). A restante ilustração é colorida e expressiva. A imagem, na maior parte dos casos, é bastante fidedigna ao texto, retirando por vezes o seu efeito surpresa, mas permitindo a antecipação do seu conteúdo (ex: p.20). O facto de encontrarmos...

    1148  Palavras | 5  Páginas

  • projeto Camoes

    componentes da lírica de Camões Reconhecer a estrutura do texto épico e suas características temáticas 4-PÚBLICO ALVO: Alunos do 2º ano do Ensino Médio 5-RECUSROS EMPREGADOS Materiais impressos a) Sonetos de Camões b) Materiais impressos de análise do livro Outros recursos: a) Vídeos retirados do site www.youtoube.com ,que retratam a vida de Luiz Vaz de Camões b) Música Monte Castelo Legião, de Grupo Legião Urbana. 6-PERIODO DE REALIZAÇÃO DO PROJETO: Doze a quinze aulas. ...

    4137  Palavras | 17  Páginas

  • lidia

    quase objetos de novo, embora se perceba um ressentimento à espera, não se atrevia a tocar-lhes, deitava-se pesando o menos possível na esperança que a almofada ou os lençóis não a sentissem e pode ser que se distraiam e não sintam, não devem sentir porque nenhum – Como estás Cristina? desde há semanas, tirando as folhas num capricho do vento e as bocas de regresso um instante, o que me incomodam as bocas, o diretor da Clínica – Ando a pensar dar-lhe uns dias de licença na condição de tomar os comprimidos ...

    4600  Palavras | 19  Páginas

  • fghj

    Shophia de Mello Breyner Andersen Trabalho realizado por: Jorge Ferreira nº15 e Sara Nunes nº24 Disciplina de Português Módulo 2-Lírica Camoniana e Poesia Contemporânea do século XX 1 Ìndice 1. Vida e obra da poeta; 2. Texto mais importante sobre a autora; 3. Alguns poemas da poeta; 4. Apresentação do poema “quando”; 2 Vida e obra da poeta Sophia de Mello Breyner nasceu a 6 de novembro 1919 no Porto, onde passou a sua infância e a juventude; Têm particular...

    797  Palavras | 4  Páginas

  • Análise de Poesia Contemporânea

    lúcido... Tão pálido... Tão lúcido!... Camilo Pessanha Imagens que passais pela retina Imagens que passais pela retina Dos meus olhos, porque não vos fixais? Que passais como a água cristalina Por uma fonte para nunca mais!... Ou para o lago escuro onde termina Vosso curso, silente de juncais, E o vago medo angustioso domina, _ Porque ides sem mim, não me levais? Sem vós o que são os meus olhos abertos? _ O espelho inútil, meus olhos pagãos! Aridez de sucessivos desertos... Fica...

    5066  Palavras | 21  Páginas

  • Antologia Poética

    Índice: Introdução/ O que é a poesia? ; . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Pág.3 Poemas escritos por poetas portugueses; . . . . . . . . . . . . . pág.4, 5, 6, 7, 8 e 9. Analise do poema escolhido; . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . pág. 10, 11, 12 Poema de canção; . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . pág. 13, 14, 15 Poemas de amigos; . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . pág. 16 Conclusão . . . . . . . ....

    2873  Palavras | 12  Páginas

tracking img