• Morfologia igrejas
    . da Piedade AS IGREJAS Partido de Planta Retangular Para entender as transformações tipológicas, a migração de uma idéia para outra, não podem ser buscados critérios cronológicos. Muitas vezes uma idéia mais “adiantada”, no que concerne a um percurso formal, vai ser encontrada mais cedo que outra...
    1769 Palavras 8 Páginas
  • Arquitetura
    parte do repertório da arquitetura paleocristã. - Seguindo a prática romana, os mausoléus geralmente apresentavam plantas baixas centralizadas e serviam de modelo para igrejas posteriores com cúpula. - Um modelo de mausoléu que originou uma igreja é a Igreja de Santa Constança em Roma...
    1219 Palavras 5 Páginas
  • Barroco
    estilo maneirista chão, com naves e capelas de forma retangular ou quadrada, sem nenhum tipo de movimentaçao como plantas curvas ou poligonais. Em todo o Brasil colônia, não chegam a vinte o número de igrejas com plantas barrocas que se afastam do esquema chão tradicional. Estas igrejas se...
    2412 Palavras 10 Páginas
  • Los fundamentos de la arquitectura en la edad del humanismo
    para o edifício sagrado. A partir desse ponto, Wittkower começa a entrar no assunto das transformações arquitetônicas sofridas durante o século XV. As igrejas estavam sendo construídas não mais da maneira tradicional (com coro e transepto), e sim na forma de plantas centrais. Tal fato é...
    1148 Palavras 5 Páginas
  • As igrejas borrominicas
    local. Com a povoação dos missionários veio a criação de igrejas e estas tinham como base a arquitetura Ibérica. Apesar de haver diferenças entre a arquitetura de Portugal e da Espanha e das construções sofrerem influências do local onde são implantadas, todas elas tinham um elemento comum: a planta...
    1445 Palavras 6 Páginas
  • Estilos românico, bizantino e gótico
    externo da catedral à noite...................................................... pág. 12 Fig. 11: Detalhe do tímpano ilustrando o Juízo Final...................................... pág. 12 Fig. 12: Fachada e planta da Igreja de Santa Sofia.......................................... pág.13 Fig. 13...
    2013 Palavras 9 Páginas
  • Arquitetura românica
    respeita às torres. Igreja de S. Miguel, Hildestein. Construída no início do século XI. A planta de duplo coro deriva, em certa medida, da arquitetura carolíngia. Românico na Alemanha A partir do ano de 1171 começou a construção desta imponente catedral na cidade de Worms, Alemanha.  Sua...
    1459 Palavras 6 Páginas
  • Arquitetura Românica
    conjunto que inclui, em Pisa, o batistério, a catedral, e a famosa torre inclinada. A planta em cruz latina, de clara origem paleocristã, prevaleceu nas igrejas, que, além de torres, tinham de três a cinco naves terminadas por uma ou várias absides. Plantas de outros tipos, menos freqüentes, foram...
    1043 Palavras 5 Páginas
  • Barroco e Rococo na Arquitetura
    a la otra y o espectador se ve estimulado a dejar que su vista la recorra sin descanso” Leland M.Roth Os edifícios mais solicitados eram igrejas, construídas segundo uma ampla variedade de plantas baixas, sendo a mais comum a de nave única, cruzeiro com arcos transversos baixos. Foi esse o...
    3178 Palavras 13 Páginas
  • Arquitetura religiosa
    (exceptuando talvez o altar-mor), planta rectangular. Estas eram as características que marcavam os princípios austeros e rígidos da igreja e do poder régio. Alguns eruditos chamam-lhe o Barroco Severo. Neste período, encontramos arquitectos portugueses, nomeadamente João Antunes ou João Nunes Tinoco...
    438 Palavras 2 Páginas
  • gfrd
    contínuo. Arquitetura românica de peregrinação Planta da Catedral de Santiago de Compostela. Cluny e Santiago de Compostela são provavelmente os melhores exemplos de igrejas de peregrinação.A planta é em cruz latina com três a 5 naves abobadadas em pedra. A cabeceira ou charola é...
    920 Palavras 4 Páginas
  • barroco mineiro
    ARQUITETURA RENASCENTISTA: Paradoxo entre Renascimento e Barroco. CARACTERÍSTICAS – PLANTA: As plantas desse período são simétricas e desenvolve-se sobre elementos geométricos puros, podendo ser de uma só nave (no caso das Igrejas Jesuíticas) ou até três naves, como nas outras Ordens...
    377 Palavras 2 Páginas
  • Análise Arquitetônica da Fazenda Descalvados - Cáceres MT
    - Casa de colonos I 06 – Edícula 07 - Casa Grande (dois pavimentos) 08 - Igreja/Capela 09 – Armazém 10 - Casa de colonos II 11 - Casa de colonos III 12 – Telégrafo 13 – Escola 14 - Casa de Colonos IV 15 – Sanitários 8 3.2.1.1 Disposição dos edifícios Pela planta de locação da...
    4078 Palavras 17 Páginas
  • Romanico
    Cristo, a Maria e aos santos, como os cravos que pregaram as mãos e pés de Jesus, ou os espinhos da coroa, ou ainda fios de cabelo da Virgem. Essas igrejas seguiam a planta em forma de cruz latina, com várias nave , geralmente 3 ou 5, em que as naves laterais se prolongavam e passavam por detrás da...
    3866 Palavras 16 Páginas
  • Cúpulas
    completaram o edifício que foi consagrado. lorystephanye.blogspot.com.br Qual a diferença entre abside, domo, cúpula e abóbada? Considere a planta baixa do edifício de uma igreja como uma cruz. então a parte de cima da cruz seria a abside, onde normalmente se coloca o altar, e o corpo da cruz é...
    1061 Palavras 5 Páginas
  • Portifólio Aquiteturas: Paleo-Cristã, Bizantina e Românica
    : pinturas e mosaicos - Construções: basílica, catedral, igreja e capelas - Planta em formato retangular, circular e em transecto Catacumba interior Cripta dos Papas Catacumba de S. Calixto Roma , séc. II Nova Catacumba – Via Latina – Roma , séc. IV Cubículo de FractioPanis Catacumba de...
    586 Palavras 3 Páginas
  • Arquitetura religiosa
    componentes, ou seja, torres e frontispício. Na planta, começava a busca de uma melhor composição. O frontispício, como elemento principal, deveria ser bem proporcionado. A ocorrência de modificações desses frontispícios de igrejas mineiras é o objeto deste trabalho, associando-se, na descrição desses...
    5441 Palavras 22 Páginas
  • A aceleraçao direcional e a dilataçao de bizancio
    alongado era o caminho que o paroquiano percorria até a consubstanciação, simbolizada na abside, Esse modelo foi posteriormente substituído pelas plantas centralizadas circulares, como a dos panteões romanos e as plantas octogonais; inicia-se a construção das igrejas de planta de cruz grega, cobertas...
    2776 Palavras 12 Páginas
  • San Vitale
    exteriormente apenas por finos tijolos de barro e alguns “contrafortes” que marcam alguns vértices do octógono externo da igreja. Protesis Templo de Minerva Médica Comparado com o exterior, o interior da basílica é riquíssimo quando relacionado a arquitetura. A planta da igreja é marcada por...
    692 Palavras 3 Páginas
  • arquitetura
    vãos (clerestório). [editar] Arquitetura românica de peregrinação Planta da Catedral de Santiago de Compostela.Cluny e Santiago de Compostela são provavelmente os melhores exemplos de igrejas de peregrinação. A planta é em cruz latina com 3 a 5 naves abobadadas em pedra. A cabeceira ou...
    1029 Palavras 5 Páginas