Plano De Aula Para Alunos Surdos E Ouvintes Para Comparar A Estrutura Gramatical Da Libras Com A Estrutura Gramatical Da Língua Portuguesa artigos e trabalhos de pesquisa

  • educação de surdos

    auditivos em classes de ouvintes, sendo assim encontramos a Educação Bilíngue. Desde quando o surdo conquistou seus diretos, junto a leis e decretos, a educação bilíngue vem sendo construída de forma concreta e viável ao surdo e ao ouvinte. Com o Decreto n.5.626, de 22/12/05 os profissionais na área de educação de surdos conseguiram efetuar seus trabalhos com mais eficiência e clareza. A presença do Segundo Professor Bilíngue em sala de aula é uma grande vitória na educação do surdo, pois o mesmo tem domínio...

    1974  Palavras | 8  Páginas

  • ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS AUDITIVAS NO ENSINO REGULAR E A AQUISI O DA L NGUA PORTUGUESA

    ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS AUDITIVAS NO ENSINO REGULAR E A AQUISIÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA Ana Angélica Wilske[1] Vilisa Rudenco Gomes[2] 1 INTRODUÇÃO Este artigo tem como tema a aquisição e a compreensão da LIBRAS (Língua brasileira de Sinais) no processo de ensino de alunos surdos. Partindo do pressuposto que as aulas sejam ministradas em LIBRAS, a escolha deste tema se justifica pela necessidade de compreender como o professor atua em sua prática pedagógica, uma vez que, além de ser...

    1902  Palavras | 8  Páginas

  • Ideias para ensinar português para alunos surdos

    português para alunos surdos Ronice Müller de Quadros Magali L. P. Schmiedt Capa: Victor Emmanuel Carlson Projeto Gráfico: Lagoa Editora Impressão: Gráfica Pallotti (Porto Alegre/RS) Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Centro de Informação e Biblioteca em Educação (CIBEC) Quadros,Ronice Müller de. Idéias para ensinar português para alunos surdos / Ronice Muller Quadros, Magali L. P. Schmiedt. – Brasília : MEC, SEESP, 2006. 120 p. 1. Educação de surdos. 2. Ensino...

    24174  Palavras | 97  Páginas

  • libras

    Tema 01Nesta aula, você estudará:• O contexto histórico da educação de surdos no mundo e no Brasil./• As principais abordagens de ensino na educação de surdos./• As concepções socioantropológica e clínico-patológica da surdez e dos sujeitos surdos./• A verdade sobre os mitos envolvendo a língua de sinais. Percurso Histórico da Educação de Surdos:A Origem dos Mitos e Concepções Retroceder na história é sempre uma ótima oportunidade para mudar as lentes da visão naturalizada construída a partir...

    9115  Palavras | 37  Páginas

  • Libras

    AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM Ao longo da história da educação de surdos no Brasil sempre houve uma preocupação exacerbada com o desenvolvimento da linguagem. As propostas pedagógicas sempre foram calcadas na questão da linguagem. Essa preocupação com a questão da linguagem, não menos importante que quaisquer outras na área da educação, tornou-se quase que exclusiva, perdendo-se de vista o processo educacional integral da criança surda. Há várias razões para tal fato, dentre elas, o fato das crianças...

    8539  Palavras | 35  Páginas

  • Libras

    Lei n° 10.436, de 24 de Abril de 2002 Fica reconhecida como meio legal de comunicação e expressão A LINGUA BRASILEIRA DE SINAIS- LIBRAS e outros recursos de expressão a ela associados porem não poderá substituir a modalidade escrita da língua portuguesa. Deve ser garantido o atendimento e tratamento adequado às pessoas com deficiência auditiva. Fica garantido a inclusão do ensino de LIBRAS nos cursos de fonoaudiologia, educação especial e magistério. DECRETO N°5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE...

    3156  Palavras | 13  Páginas

  • libras em contexto

    Libras em estudo: ensino-aprendizagem 1 Libras em estudo: ensino-aprendizagem 2 Libras em estudo: ensino-aprendizagem Neiva de Aquino Albres (Organizadora) Libras em estudo: Ensino-aprendizagem Vanessa Regina de Oliveira Martins Edna Aparecida Mercado Mônica Conforto Gargalaka Roseli Reis da Silva Elizabeth Aparecida Andrade Silva Figueira (Autoras) 3 Libras em estudo: ensino-aprendizagem © 2012 by Neiva de Aquino Albres Todos os direitos desta edição reservados...

    52102  Palavras | 209  Páginas

  • Ava libras

    Etapa 02 O ensino de Libras já nos primeiros anos da educação escolar de uma criança surda é muito importante, pois esse aluno esta em uma fase em que tem uma grande capacidade para assimilar e aprender com facilidade o conteúdo ensinado, aproveitando essa fase pode já inserir a linguagem que será tão útil na vida desses indivíduos, formando uma criança bilíngue. É fato comprovado que crianças deficiência que tem o conhecimento da língua de sinais, tem uma facilidade infinitamente superior no aprendizado...

    1102  Palavras | 5  Páginas

  • Atps lingua brasileira de libras

    Universidade Anhanguera – UNIDERP Centro de Educação a Distância ATPS –Língua Brasileira de Sinais (Libras) Disciplina: PEDAGOGIA Tutor presencial:Profº. Sandra Rosa Silva Tutor à distância: Priscila dos Santos Beck Ângela Mara Silvério - RA 369681email:anjinhas28@yahoo.com.br Eliene Pereira dos Santos – RA e-mail: lili.pereirasantos@hotmail...

    5527  Palavras | 23  Páginas

  • Libras exercícios respondidos

    1) O que são língua de sinais? a) É uma língua de modalidade gestual-visual porque utiliza, como meio de comunicação, movimentos gestuais e expressões faciais que são percebidos pela visão para captar movimentos, principalmente das mãos.  2) Os sinais são formados segunda a combinação dos seguintes componentes: a)  Ponto de articulação, movimento, expressões faciais, expressões corporais e configuração das mãos. 3) Em que ano aconteceu o Congresso de Milão? a)...

    10925  Palavras | 44  Páginas

  • Projeto sobre ensino da língua portuguesa como L2 para surdos em turmas regulares

    Curso de Letras-Libras Layla Lahire Nascimento da Costa O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA COMO L2 PARA SURDOS EM TURMAS REGULARES Belém/PA 2014 Layla Lahire Nascimento da Costa O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA COMO L2 PARA SURDOS EM TURMAS REGULARES Projeto de Pesquisa desenvolvido durante a disciplina Metodologia da Pesquisa, como avaliação referente ao 1º ano – noturno em questão no curso de Graduação em Licenciatura Plena em Letras-Libras da Universidade...

    2348  Palavras | 10  Páginas

  • libras

    MODULO 02: Linguagem, Língua e Língua de Sinais  Linguagem é um sistema de comunicação natural ou artificial, humano ou não. Dessa forma, qualquer tipo de  comunicação é considerado como linguagem assim como: a linguagem corporal, as expressões faciais, a maneira de nos vestirmos, a linguagem de outros sinais, os sinais de trânsito, a música, a pintura enfim todos os meios de comunicação.     O conceito de língua é mais restrito. Língua é um tipo d elinguagem e define-se como um sistema abstrato...

    5666  Palavras | 23  Páginas

  • libras

    Duração: 97 minutos Sinopse: Uma professora de educação física surda (Maltin) não percebe quando um de seus alunos (McGinley) esconde uma moeda, rara e roubada, em sua bolsa. Logo depois, o rapaz morre na explosão de seu carro e um policial corrupto (Sheen), que sabia do roubo, começa a perseguí-la, tentando reaver a moeda. Desesperada, a professora pede a ajuda a um amigo (Sweeney) do aluno morto, que passa a protegê-la e decide denunciar o caso ao F.B.I.  Título: Querido Frankie/Dear Frankie Direção: ShonaAuerbach ...

    6378  Palavras | 26  Páginas

  • Libras

    conhecimento básico da LIBRAS para que o futuro professor possa utilizá-lo em um trabalho de inclusão escolar, ou seja, no ensino a alunos surdos matriculados em salas de aula regulares. Analisar, criticamente, as questões relativas à educação de surdos. II OBJETIVOS ESPECÍFICOS Compreender, historicamente, conceitos e práticas relacionados à educação da pessoa surda. Desenvolver habilidades necessárias para a compreensão e aquisição da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), em nível básico. ...

    10513  Palavras | 43  Páginas

  • libras

    CURSO DE LETRAS – LICENCIATURA EM LINGUAS INGLESA E PORTUGUESA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS BELO HORIZONTE NOV/2013 Desde os primórdios da humanidade, a surdez tem sido objeto de polêmica e incompreensão. Até hoje a surdez se constitui um desafio tanto para educadores, linguistas, profissionais da área médica como para própria família. E a história revelou muitos conflitos no processo de compreensão da surdez que já foi considerada como maldição, loucura e...

    3114  Palavras | 13  Páginas

  • LIBRAS

     PROJETO “Libras é Legal” “Investir um maior esforço na identificação e nas estratégias de intervenção precoce, assim como nos aspectos vocacionais da educação inclusiva.” Declaração de Salamanca - 1994 1- TEMA : Libras é Legal 2- DELIMITAÇÃO : Salas da Creche ao 5º ano da Escola Municipal Cristalino 3- OBJETIVO GERAL: Melhorar a comunicação entre surdos e ouvintes. Assegurar os direitos individuais e sociais das pessoas surdas, superar preconceitos e sensibilizar a comunidade escolar,...

    1472  Palavras | 6  Páginas

  • Libras

    Libras em estudo: tradução/interpretação 1 Libras em estudo: tradução/interpretação 2 Libras em estudo: tradução/interpretação Neiva de Aquino Albres Vânia de Aquino Albres Santiago (Organizadoras) Libras em estudo: tradução/interpretação Marcus Vinícius Batista Nascimento Ana Claudia dos Santos Camargo Silvia Maria Estrela Lourenço Regina Maria Russiano Mendes Renata de Sousa Santos Ester Barbosa Fidelis (Autores) 3 Libras em estudo: tradução/interpretação ...

    66820  Palavras | 268  Páginas

  • Introdução aos Estudos da Libras

    INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS SOBRE LIBRAS Muitas pessoas acreditam que a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) é o português nas mãos, na qual os sinais substituem as palavras. Outras pensam que é linguagem como a linguagem das abelhas ou do corpo. Muitas pensam que são somente gestos iguais ao das línguas orais. Entre as pessoas que acreditam que é uma língua, há algumas que creem que é limitada e expressa apenas informações concretas e que não é capaz de transmitir ideias abstratas. ...

    7850  Palavras | 32  Páginas

  • Libras

    LIBRAS e a Cultura Surda Na Antiguidade os surdos eram considerados incapazes por algumas sociedades. Adorados pelos Egípcios por servirem de mediadores entre Deuses e Faraós, sacrificados pelos Espartanos por colocar em risco uma sociedade guerreira, os surdos eram rotulados como pessoas sem raciocínio por não possuírem linguagem. Começou-se a se pensar na educação dos surdos a partir do século XVII.  Alguns professores dedicaram-se à educação dos surdos, eles divergiam quanto ao método mais indicado...

    1837  Palavras | 8  Páginas

  • Alfabetização em libras/blinbuismo

    contato com a LIBRAS, podemos observar a sua grandeza de conhecimento na aprendizagem do Surdo, constatamos a dificuldade que os mesmos encontram na comunicação e/ou linguística,desta forma a LIBRAS é instrumento fundamental para desenvolvimento e inserção do deficiente auditivo na sociedade, enfim, o trabalho desenvolvido pelos profissionais da área educacional e entidades que trabalham em prol do reconhecimento e cumprimento da legislação, no que se refere à obrigatoriedade da LIBRAS na grade curricular...

    3667  Palavras | 15  Páginas

  • Libras

    Atividade Colaborativa Aula Tema 02 Passo 1 CAPÍTULO III DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE LIBRAS E DO INSTRUTOR DE LIBRAS Art. 4º A formação de docentes para o ensino de Libras nas séries finais do ensino fundamental, no ensino médio e na educação superior deve ser realizada em nível superior, em curso de graduação de licenciatura plena em Letras: Libras ou em Letras: Libras/Língua Portuguesa como segunda língua. Parágrafo único. As pessoas surdas terão prioridade nos cursos de formação previstos...

    2973  Palavras | 12  Páginas

  • ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA NAS SÉRIES INICIAIS PARA ALUNOS SURDOS: UM LEITOR EM FORMAÇÃO

    ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA NAS SÉRIES INICIAIS PARA ALUNOS SURDOS: UM LEITOR EM FORMAÇÃO Luciana Aparecida Guimarães de Freitas1 RESUMO Este artigo tem como objetivo apresentar práticas pedagógicas no ensino de Língua Portuguesa, como segunda Língua, para o aluno surdo nas séries iniciais. Busca-se, ainda, com este ensaio, contribuir para a formação de professores da área da surdez. Para isso, essas práticas serão apresentadas como um relato de experiência de trabalho docente realizado...

    4694  Palavras | 19  Páginas

  • Ensino de língua portuguesa para surdos

    Especial ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA SURDOS Caminhos para a Prática Pedagógica Heloísa Maria Moreira Lima Salles Enilde Faulstich Orlene Lúcia Carvalho Ana Adelina Lopo Ramos Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos Brasilia 2004 Ensino de língua portuguesa para surdos : caminhos para a prática pedagógica / Heloísa Maria Moreira Lima Salles ... [et al.] . _ Brasília : MEC, SEESP, 2004. 2 v. : il. . _ (Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos) 1. Educação especial...

    30931  Palavras | 124  Páginas

  • Perguntas e respostas sobre libras

    mundo por meio de experiências visuais, manifestando sua cultura principalmente pelo o uso da LIBRAS. 2- Explique o Parágrafo único do capítulo I do decreto 5626/2005 R É feito um exame chamado audiograma nele é detectado o grau de surdez da pessoa. 3- Como disciplina curricular obrigatória ou optativa, explique o Capitulo II quanto a inclusão da LIBRAS nos cursos superiores. R O curso de Libras deve ser inserido como disciplina obrigatória nos cursos destinados à educação e no curso de...

    1239  Palavras | 5  Páginas

  • Libras

    LEI Nº 10.436, DE 24 DE ABRIL  DE 2002. Art. 1o É reconhecida como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais - Libras e outros recursos de expressão a ela associados. Parágrafo único. Entende-se como Língua Brasileira de Sinais - Libras a forma de comunicação e expressão, em que o sistema lingüístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, constituem um sistema lingüístico de transmissão de idéias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas...

    6748  Palavras | 27  Páginas

  • libras

    Especial ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA SURDOS Caminhos para a Prática Pedagógica Heloísa Maria Moreira Lima Salles Enilde Faulstich Orlene Lúcia Carvalho Ana Adelina Lopo Ramos Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos Brasilia 2004 Ensino de língua portuguesa para surdos : caminhos para a prática pedagógica / Heloísa Maria Moreira Lima Salles ... [et al.] . _ Brasília : MEC, SEESP, 2004. 2 v. : il. . _ (Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos) 1. Educação especial...

    33917  Palavras | 136  Páginas

  • Libras

    1) O que são língua de sinais? (A) É uma língua de modalidade gestual visual porque utiliza, como meio de comunicação, movimentos gestuais e expressões faciais que são percebidos pela visão para captar movimentos, principalmente das mãos.  (B) É uma língua de modalidade oral auditiva, que utiliza como meio de comunicação movimentos gestuais e expressões faciais que são percebidos pela visão para captar movimentos. ( C) É uma língua de modalidade gestual visual porque utiliza simples gestos...

    9775  Palavras | 40  Páginas

  • aps de libras

    doenças intoxicações trauma físico etc. Os surdos utilizam de uma comunicação espaço-visual como principal meio de conhecer o mundo em substituição á audição e a fala. Os surdos brasileiros utilizam a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), e pessoas que conhecem esta língua tornam –se um bilíngue cultural, contudo o surdo é um bilíngue- bicultural no sentido que convive diariamente com 2 línguas e 2 culturas. Segundo a legislação vigente, a LIBRAS constitui um sistema linguístico de transmissão...

    1314  Palavras | 6  Páginas

  • A contribuição da libras na formação psicopedagogica

    A CONTRIBUIÇÃO DA LIBRAS NA FORMAÇÃO DO PSICOPEDAGOGO NO CONTEXTO ESCOLAR Evanita Almeida Sampaio¹ Maria Marcia da Silva² Maria Waldivane do E. Santo Bento³ Resumo Este estudo demonstra a relevância da contribuição da libras na formação do psicopedadagogo no contexto escolar...

    4540  Palavras | 19  Páginas

  • Surdez e surdos

    AVALIAÇÃO LIBRASLíngua Brasileira de Sinais ALUNA: RAQUEL DE TOLEDO MONDECK R.A 56839 VALERIA DE OLIVEIRA R.A 57347 DOCENTES RESPONSÁVEIS: Marília Ignatius Nogueira Carneiro – DLE Beatriz Ignatius Nogueira - DLE Clélia Maria Ignatius Nogueira – professora convidada Maringá – PR 2012 Capitulo 4 SURDEZ E SURDOS O pensamento...

    2857  Palavras | 12  Páginas

  • inserção da libras na educação basica

    como objetivo principal analisar a possibilidade da inclusão da Libras como parte integrante da Grade Curricular da Educação Básica, considerando a viabilidade de transformar a escola inclusiva em escola bilíngue, Língua Portuguesa e Libras, e consequentemente os possíveis caminhos para a efetivação dessa disciplina com o intuito de favorecer o desenvolvimento, aprendizado e socialização do aluno surdo. Com a inclusão do aluno surdo nas escolas de ensino regular, questiona-se a possibilidade de realizar...

    10408  Palavras | 42  Páginas

  • O bilinguismo na educação de surdos

    BAHIA – UNEB DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO – CAMPUS I PEDAGOGIA – ANOS INICIAIS NAIANA SANTOS CARVALHO SURDEZ E BILINGUISMO: PERSPECTIVAS, POSSIBILIDADES E PRÁTICAS NA EDUCAÇÃO PARA SURDOS SALVADOR 2010 NAIANA SANTOS CARVALHO SURDEZ E BILINGUISMO: PERSPECTIVAS, POSSIBILIDADES E PRÁTICAS NA EDUCAÇÃO PARA SURDOS Monografia apresentada como requisito parcial para obtenção de graduação em Pedagogia Anos Iniciais do Departamento de Educação da Universidade do Estado da Bahia, sob orientação...

    34607  Palavras | 139  Páginas

  • Problematizando a Ciências no currículo da escola de surdo

    ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO DE SURDOS Sandra Margarida Fioravante PROBLEMATIZANDO A CIÊNCIAS NO CURRÍCULO DA ESCOLA DE SURDO Santa Cruz do Sul, janeiro de 2008 Sandra Margarida Fioravante PROBLEMATIZANDO A CIÊNCIAS NO CURRÍCULO DA ESCOLA DE SURDO Trabalho de conclusão apresentado ao Curso de Pós-Graduação em Educação de Surdos - Especialização - da Universidade...

    10033  Palavras | 41  Páginas

  • Brincar com oludico nas salas de aula

    referentes à educação dos alunos com necessidades especiais. A presente série trata da Educação de alunos com Deficiência Auditiva. MARILENE RIBEIRO DOS SANTOS Secretária de Educação Especial Ministério da Educação e do Desporto Esplanada dos Ministérios, Bloco L, 6º andar, sala 600 CEP 70047-901 - Brasília - DF Fone (061) 410-8651 - 226-8672 Fax (061) 321-9398 Sumário Geral Volume III Fascículo 7: A Língua Brasileira de Sinais Introdução Estrutura Lingüística da LIBRAS Aquisição da Linguagem por...

    20879  Palavras | 84  Páginas

  • O SURDO NA EDUCAÇÃO SUPERIOR

    o surdo e a educação superior Tânia Mara de Almeida Soares Professor Elton Cantacini Curso Tradução e Interpretação da Língua de Sinais CENSUPEG Data Resumo Este texto tem o propósito de auxiliar na inclusão do surdo na Educação superior, abordando os principais temas levantados por acadêmicos surdos e as reflexões desencadeadas. São poucos ainda os surdos que chegam à educação superior e segundo pesquisas, isto se deve ao fato do surdo não ter acesso aos conhecimentos da língua...

    3750  Palavras | 15  Páginas

  • Questões de LIBRAS

    aos surdos como: Deficiente auditivo.   Surdo-mudo. Diferente Sinalizante. Surdo. Os principais níveis de descrição da LIBRAS são:   Sintático, semântico, pragmático e quirológico. Semântico, quirológico, sintático e dinâmico. Semântico, pragmático, sintático e dinâmico. Sintático, pragmático, socrático e quirológico.   Sintático, metodológico, oral-auditivo e audio-visual. A respeito dos sujeitos que dominam e usam a LIBRAS, são: ...

    4200  Palavras | 17  Páginas

  • Lingua Brasileira de Sinais

    Pergunta 1 Na história da educação dos surdos acompanhamos três períodosdistintos que foram influenciados pela visão social sobre o surdo e a surdez culminando em práticas pedagógicas que refletiam a relação do surdo com a sociedade. Analise as afirmativas abaixo e relacione os tipos de atendimento educacional oferecido aos surdos e a visão correspondente a eles. I - Ênfase na deficiência, atividades terapêuticas, individualizadas, sequenciadas e treino de habilidades funcionais fora das unidades...

    1595  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo DE LIBRAS

    Libras Devido à Lei 10.436/02, a Língua Brasileira de Sinais foi reconhecida como a língua utilizada pela comunidade surda, portanto, a aprendizagem dessa língua favorece a inclusão do sujeito surdo, promovendo a circulação da LIBRAS nos diversos setores da sociedade contribuindo para a aceitação da diferença do outro, ou seja, uma sociedade inclusiva. Além disso, com a lei, a disciplina de LIBRAS será obrigatória nos cursos de licenciatura e fonoaudiologia e opcional nos demais. Essa disciplina...

    3968  Palavras | 16  Páginas

  • libras

    alguns alunos uma intensa mescla das duas línguas, em que se observa o emprego de estruturas lingüísticas da língua de sinais brasileira e o uso indiscriminado de elementos da língua portuguesa, na tentativa de apropriar-se da língua alvo. Emprego, muitas vezes, desordenado de constituintes da L1 e L2, como se pode notar: • justaposição intensa de elementos da L1 e da L2; • estrutura da frase ora com características da língua de sinais brasileira, • ora com características gramaticais da frase...

    6396  Palavras | 26  Páginas

  • LIBRAS

    Federal de Santa Catarina Licenciatura em Letras-Libras na Modalidade a Distância IDAVANIA MARIA DE SOUZA BASSO KARIN LILIAN STROBEL MARA MASUTTI METODOLOGIA DE ENSINO DE LIBRAS – L1 Florianópolis 2009 1 INTRODUÇÃO UNIDADE I – Situando o campo da metodologia de ensino de línguas - metodologia de ensino - metodologia de ensino de línguas UNIDADE II – Alfabetização e o ensino da língua de sinais - o ensino da língua de sinais no processo educacional da criança...

    15706  Palavras | 63  Páginas

  • EDUCA O BIL NGUE PARA SURDOS

    educação de surdos tem sido objeto de várias discussões. O projeto Educação Bilíngue para surdos contempla crianças surdas nas séries iniciais do Ensino Fundamental tem como objetivo conhecer o bilinguismo como proposta educacional, constituindo a língua de sinais como primeira língua e a língua portuguesa como segunda. Os estudos baseados em Quadros, Karnopp, Skliar apontam para essa proposta como sendo a mais adequada para o ensino das crianças surdas, tendo em vista que considera a língua de sinais...

    8642  Palavras | 35  Páginas

  • O ENSINO DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS

    O ENSINO DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS A PARTIR DA EDUCAÇÃO INFANTIL COMO GARANTIA DA REAL INCLUSÃO DE CRIANÇAS SURDAS SILVA, Raquel Almeida Bernardino LOPES, Luís Fernando RESUMO Levando em consideração o incentivo atual de inclusão da criança surda no meio social que a mesma habita, este trabalho trata da construção da linguagem nesta criança, destacando a importância do aprendizado da LIBRAS com uma possibilidade de efetiva inclusão. A Língua Brasileira de Sinais-LIBRAS utiliza uma ...

    6406  Palavras | 26  Páginas

  • Lingua Brasileira de Sinais

    conceito de língua é mais restrito. Língua é um tipo de linguagem e define-se como um sistema abstrato de regras gramaticais.     As línguas podem ser orias-auditivas ou espaço-visual. As línguas são tidas como orais-auditivas quando a forma de recepção não-agrafa  (não-escrita)  é a audição e a forma  de reprodução (não-escrita) é a oralização. Temos como exemplo a língua portuguesa.  As línguas espaço-visuais são naturalmente reproduzidas por sinais manuais. Neste caso temos a língua brasileira...

    2919  Palavras | 12  Páginas

  • libras

    TECNOLOGIA DO AMAPÁ CURSO DE REDES DE COMPUTADORES Ensino da língua brasileira de sinais MACAPÁ 2014 BRUNO MARCELO PEREIRA DAYAN HAGE FERNANDES FRANCISCO DA SILVA MARTINS GABRIEL SANTOS BARBOSA MARCUS COSTA DA SILVA Ensino da língua brasileira de sinais Trabalho apresentado ao professor José Lúcio Coimbra Júnior da disciplina de Comunicação e Libras, do curso de Tecnologia em Redes de Computadores. MACAPÁ ...

    1837  Palavras | 8  Páginas

  • Atividade de libras

    de aula regular, com alunos surdos e ouvintes e a presença de um interprete, qual o papel do interprete e do professor regente em sala de aula. Sabemos que para o aluno ouvinte será utilizada na Língua Portuguesa e para os alunos surdos será utilizada a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), porém sabemos na inexistência da autosuficiência em professor bilíngüe, capaz de atuar em concomitância com as duas línguas ao mesmo tempo. Para que se tenha em sala de aula com alunos surdos e alunos ouvintes...

    1549  Palavras | 7  Páginas

  • CONTEÚDO E LÍNGUA

    PEDAGÓGICA INCLUSIVA LIBRAS EM EXTENSÃO Neliane Santos da Silva Professora. Esp. em: Pedagogia Escolar/ Psicopedagogia Educacional. FUNDAMENTOS TEÓRICOS INTRODUTIVOS A EDUCAÇÃO DE SURDOS Entende-se que LIBRAS, é a língua de sinais usada pelos surdos brasileiros. “A Lei nº 10.436 de 24 de abril de 2002, reconhece e oficializa a língua de sinais brasileira, juntamente com o Decreto nº 5. 626 de 22 de dezembro de 2005”. Segundo essa Lei, parágrafo único: Entende-se como Língua Brasileira de Sinais...

    1889  Palavras | 8  Páginas

  • AQUISIÇÃO DA LÍNGUA DE SINAIS E DA LÍNGUA PORTUGUESA PELO SURDO

     AQUISIÇÃO DA LÍNGUA DE SINAIS E DA LÍNGUA PORTUGUESA PELO SURDO1 Sandra dos Santos RESUMO A pessoa surda deve aprender as duas línguas, sendo a primeira de sinais na comunidade surda e como a segunda a oral. Para isso, a criança deve ter contacto com as duas formas lingüísticas e deve sentir a necessidade de aprender e usar ambas, tendo esse conhecimento...

    5452  Palavras | 22  Páginas

  • Libras

    DISCIPLINA: PRÁTICA DE ENSINO – DIVERSIDADE E LÍNGUA DE SINAIS BRASILEIRA APOSTILA TEÓRICA PROFESSORA: CIBELE CECCONI SOUSA-SOUSA SÃO PAULO – 2014 LÍNGUA DE SINAIS BRASILEIRA – LIBRAS LIBRAS, ou Língua de Sinais Brasileira, é a língua materna dos surdos brasileiros e, como tal, poderá ser aprendida por qualquer pessoa interessada pela comunicação com essa comunidade. Como língua, esta é composta de todos os componentes pertinentes às línguas orais, como gramática, semântica, pragmática...

    8179  Palavras | 33  Páginas

  • HISTÓRIA DAS LIBRAS

    HISTÓRIA DA LIBRAS A LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) tem sua origem na Língua de Sinais Francesa. As Línguas de Sinais não são universais. Cada país possui a sua própria língua de sinais, que sofre as influências da cultura nacional. Como qualquer outra língua, ela também possui expressões que diferem de região para região (os regionalismos), o que a legitima ainda mais como língua. No século XVII surge a língua de sinais e a sua utilização no processo de ensino. O abade L'Epée foi um dos...

    4756  Palavras | 20  Páginas

  • Prova AV Topicos em Libras Surdez

    CEL0284_AV_201010020447 » TÓPICOS EM LIBRAS:SURDEZ E INCLUSÃO Tipo de Avaliação: AV Aluno: 201010020447 - FARLEY COSTA FONSECA Professor: LUIZ CARLOS SOUZA DAMIAO FERREIRA DA SILVA Nota da Prova: 4,0 Nota de Partic.: 1,5 Turma: 9052/AQ Data: 17/06/2015 18:56:14 a 1 Questão (Ref.: 201010632824) Pontos: 0,5 / 1,5 Com base na aula 3, discorra sobre políticas linguísticas e sua importância na Educação de surdos. Resposta: É importante para os surdos que nas escolas tenha a presença de interpretes para que possa...

    1227  Palavras | 5  Páginas

  • Aa - libras

    porque ele pode ser considerado um retrocesso na educação de surdos? Foi um congresso internacional que aconteceu em 1180, e reuniu educadores de surdos, na qual chegaram a oito resoluções, sendo uma destas, o consenso de que o melhor método para ensinar os surdos era o oralismo, proibindo assim o uso da língua gestual na escola; foi considerado um retrocesso por que esta não era a melhor opção para o surdo, e fora decidida apenas por ouvintes, posteriormente se descobriu que a melhor forma era a que...

    1551  Palavras | 7  Páginas

  • Libras problema lexical

    AMBIGUIDADE LEXICAL PARA A INTERPRETAÇÃO ENVOLVENDO A LÍNGUA PORTUGUESA E LIBRAS Jorge BIDARRA1 Tânia Ap. MARTINS 2 Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE jorge.bidarra@unioeste.br martitania@hotmail.com Resumo: As diferenças entre a Libras e a Língua Portuguesa, tanto no que se refere às estruturas morfossintáticas, quanto à realização das palavras, individualmente ou em contexto, impõem aos intérpretes e alunos surdos muitos desafios. Enquanto em Português as marcas morfológicas...

    9138  Palavras | 37  Páginas

  • libras

    Introdução • Nas aulas anteriores, você viu que a língua de sinais representa uma conquista histórica para a comunidade de pessoas surdas. • Durante muito tempo, os surdos foram privados de se expressarem através da língua de sinais, sob o pretexto de que seu aprendizado prejudicaria a fala oral. INTRODUÇÃO Em decorrência de uma história de lutas em comum, de uma língua em comum e da própria experiência visual de mundo partilhada pelos surdos, você aprendeu que a surdez se tornou...

    702  Palavras | 3  Páginas

  • Apostila pratica Libras

    CARLOS MOURÃO LIBRAS ´ INTRODUÇÃO À LIBRAS INTRODUÇÃO À LIBRAS PROF. CARLOS MOURÃO APRESENTAÇÃO A Língua Brasileira de Sinais é um idioma... é uma língua. Essa é uma afirmação que pode hoje parecer óbvia ou até redundante. Mas aqueles que se aproximarem do fascinante universo das línguas de sinais e do convívio com seus usários, pouco a pouco compreenderão a longa história de lutas e conquistas dessa minoria linguística até o reconhecimento legal que formaliza a Libras como língua natural dos...

    4032  Palavras | 17  Páginas

  • Libras

    LIBRAS - LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS Jorcélia Gonçalves Pariz Prof. Paula Graziela de Jesus Centro Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Curso de Licenciatura em Pedagogia (PED 9801) - Socialização 11/12/2010 RESUMO A língua brasileira de sinais foi desenvolvida a partir...

    2156  Palavras | 9  Páginas

  • Atps libras

       UNIVERSIDADE ANHANGUERA POLO DE JUAZEIRO DO NORTE CEARÁ 20/11/2012 CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS ( LIBRAS) ACADEMICOS * ADAILDA SEVERO DA SILVA RA: 399030 * LINEUDO DE FRANÇA PEREIRA RA: 401738 * RAIMUNDA LIRA FERREIRA RA: 395801 * ROSANGELA ALVES DA SILVA ...

    3814  Palavras | 16  Páginas

  • Planos de aula para surdos

    O ensino da língua portuguesa para o aluno surdo no contexto da sala de aula comum Flávia Pieretti Cardoso1 Maria Sylvia Padial Nantes2 Resumo O objetivo deste artigo é mostrar como as estratégias de ensino da Língua Portuguesa, na modalidade escrita, usadas no Atendimento Educacional Especializado-AEE, podem ser utilizadas pelos professores da sala de aula comum em que haja a inclusão de alunos surdos. Fez-se um relato da história da educação de surdos, dos aspectos sobre linguagem e surdez...

    6635  Palavras | 27  Páginas

  • libras

    CURSO DE PEDAGOGIA – DISCIPLINA: LIBRAS Academico(a): TRABALHO PARCIAL 1. Organize um resumo, com no máximo 15 linhas, do primeiro capítulo, salientando os aspectos que você considera mais importantes. Este capítulo apresenta alguns termos importantes que devem ser entendidos para que se utilize a terminologia correta ao referirmos a pessoas com surdez. A inclusão é um princípio da Educação Especial, esta surgiu dos princípios de Normalização e de Integração. O princípio da Normalização...

    2242  Palavras | 9  Páginas

  • O ensino da língua portuguesa para surdos

    O ensino da Língua Portuguesa para surdos Um projeto educacional de qualidade para Surdos deve enfocar como premissas básicas o acesso a língua de sinais, na infância, como primeira língua e o ensino da língua portuguesa como segunda língua. Para que esse objetivo seja atingido, faz-se necessária a atuação de educadores bilíngües (surdos e ouvintes), como interlocutores no processo de aquisição da linguagem. Estes pressupostos oportunizarão o avanço acadêmico dos alunos surdos, em condições...

    896  Palavras | 4  Páginas

  • Lingua Brasileira de Sinais

    dos Surdos" devido suas grandes contribuições para língua de sinais. Entre seus feitos encontram-se a criação da primeira escola pública para surdos. Em 1799, o Instituto Nacional de Surdos-Mudos em Paris, fundado por L'Épée, começou a ser financiado pelo governo. Mais tarde foi renomeado para Instituto St. Jacques. Os seus métodos de educação espalharam-se pelo mundo, inclusive no Brasil. A língua de sinais brasileira teve sua origem na língua de sinais Francesa quando Ernest Huet, ex-aluno do Instituto...

    1639  Palavras | 7  Páginas

tracking img