Philippe Aries Historia Social Da Criança E Da Familia artigos e trabalhos de pesquisa

  • Ariés, philippe - história social da criança e da família

    História Social da Criança e da família Philippe Ariès A leitura da obra de Philippe Ariès nos permite ter contato com uma produção historiográfica notadamente datada. A primeira edição brasileira é a tradução de uma versão francesa de 1973, um resumo do estudo original publicado em 1960. Esta versão de 1973 ganhou também o acréscimo de um prefácio do autor, no qual ele traz um balanço das repercussões e críticas que seu trabalho despertou. A década de 1960 foi um período de...

    787  Palavras | 4  Páginas

  • Sobre Philippe Aries

    Cadernos de História da Educação – v. 11, n. 1 – jan./jun. 2012 269 PHILIPPE ARIÈS: A PAIXÃO PELA HISTÓRIA Philippe Ariès: Passion for History Raquel Discini de Campos1 RESUMO O artigo mapeia a trajetória pessoal e intelectual de Philippe Ariès (1914-1984), um dos mais influentes historiadores franceses do século XX. Analisa o caminho pouco acadêmico trilhado por ele ao longo da vida, bem como a consagração tardia ocorrida no campo historiográfico internacional. Situa a produção bibliográfica...

    8537  Palavras | 35  Páginas

  • Historia social da criança e da familia

    INTRODUÇÃO História social da criança e da família do autor Philippe Ariés, relata a pouca importância que a criança recebia no seio da família no século no século XII. Contudo, o autor nos mostra uma representação e contribuição de origem sagrada, representado pela a família desse século, era como se a vida em família de um homem fosse somente um simples ofício. Philippe Ariés ressalta que a temática abordada neste foi uma constante preocupação ao longo de sua vida historiadora e medievalista...

    1390  Palavras | 6  Páginas

  • A infância na história: breves considerações

    A INFÂNCIA NA HISTÓRIA: BREVES REFLEXÕES Adriana Aparecida Rodrigues (FAFIPA), e-mail: drikarodrigues66@hotmail.com, Adão Aparecido Molina (Orientador), e-mail: aamolina@ig.com.br. Faculdade Estadual de Educação, Ciências e Letras de Paranavaí/ Colegiado do curso de História – Paranavaí-PR. Área e sub-área do conhecimento CNPQ: Educação: 7.08.00.00-6 Fundamentos da educação: 7.08.01.00-2 Palavras-chave: História, Transformações sociais, Infância. Resumo: Os estudos sobre a infância...

    1508  Palavras | 7  Páginas

  • Philippe ariés

    Philippe Ariès, filho de um engenheiro, nasceu no ano de 1914, em Blois, na região central da França, e viveu a maior parte de sua vida em Paris. Sua família, originária da região vinícola de Bordeaux, conservava antigos laços com a Martinica. Isto redundou na convivência cotidiana com velhas negras, ex-escravas ou filhas de escravos. Porém, segundo o mesmo, as relações sociais de sua família “se conformavam ao modelo do Ancien Régime, onde cada um devia permanecer na classe em que nascera...” Ariès...

    859  Palavras | 4  Páginas

  • a criança idade media

    A Criança, a Infância e a História por Eduardo Rodrigues da Silva Sobre o autor* Atualmente, a criança parece se situar como um sujeito que detêm seu espaço na sociedade, um indivíduo exigente, questionador, possuidor de mercado consumidor, leis, programas televisivos e ciências dedicadas a elas. Mas, a idéia de infância é extremamente moderna. Num percurso histórico, percebe-se que o conceito de infância vem sofrendo modificações. Corazza[1] apud Oliveira sinaliza que “(...) as crianças...

    4714  Palavras | 19  Páginas

  • O TRAJE DA CRIANÇA NA IDADE MÉDIA

    UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE DESIGN E MODA CURSO DE MODA LINDA LARA DE OLIVEIRA NEOTTE O TRAJE DA CRIANÇA NA IDADE MÉDIA CIANORTE 2013 LINDA LARA DE OLIVEIRA NEOTTE O TRAJE DA CRIANÇA NA IDADE MÉDIA Trabalho apresentado a disciplina Estudo da Indumentária e da moda II do curso de bacharelado em Moda da Universidade Estadual de Maringá. Professor: Prof...

    1828  Palavras | 8  Páginas

  • historia da educacao

    Gabriela Amicci Maia Phillipe Àries e a história da infância Trabalho apresentado na disciplina História da Educação I, ministrada pelo Prof. Dr. Carlos Monarcha. Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Faculdade de Ciências e Letras Campus de Araraquara Curso de Pedagogia Setembro – 2014 Apresentação: ...

    864  Palavras | 4  Páginas

  • historia da infancia

    SÍNTESE Objetivo deste trabalho é refletir sobre algumas idéias do historiador Philippe Ariès que aponta que o sentimento de amor pelas crianças foi por muito tempo sufocado, despercebido, chegando até a não existir. Sua tese foi elaborada através de pesquisas de fonte historiográfica a iconografia religiosa e leiga da Idade Média, apontando que a noção de infância se deu somente no século XVIII, juntamente com transformações ocorridas na sociedade. Já os autores Moysés Kuhlmann JR, Jacques Gélis...

    2467  Palavras | 10  Páginas

  • Resenha a historia da criança e da familia

    RESENHA A História Social da Criança e da Família. Monica Aimi[1] Em seu livro A História Social da Criança e da Família, Philippe Ariès traz os seguintes temas: O sentimento da infância; as idades da vida; a descoberta da infância; os trajes das crianças; os jogos e as brincadeiras; do despudor a inocência; os dois sentimentos da infância; a vida escolástica; jovens e velhos escolares na idade média; as idades dos alunos; os progressos da disciplina; as pequenas escolas;...

    2011  Palavras | 9  Páginas

  • historia da infância

    Resumo da obra de Phippe Ariés "História do social da criança e da familía. Philippe Ariés com sua obra publicada em 1960 "história social da crinça e da familia" nos traz uma grande contribuição para o estudo da especifícidade da criança no decorrer dos séculos XII ao XVII. Ariés afirma que a infância tomou diferentes conotações dentro do imaginário do homem em todos os aspectos sociais, culturais, políticos e econômicos, de acordo com cada periodo histórico. No seculo XII a infância era ignorada...

    995  Palavras | 4  Páginas

  • História da Educação

    Fichamento do texto Infância de Philippe Ariès. Resumo: A concepção de criança que temos atualmente nem sempre foi o mesmo por todo o período da existência da humanidade. Segundo Philippe Ariès, mudanças quase que invisíveis ocorreram em relação ao tratamento e a forma dos adultos face à criança. A análise feita pelo autor problematiza como o conceito da infância se deu nas construções sociais de diferentes períodos históricos, na Idade Antiga, na Idade Média, na Idade Moderna e por fim na...

    982  Palavras | 4  Páginas

  • A criança e a Família

    PLANEJAMENTO DE ENSINO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO Disciplina: Estudo da Família Aluna: Sandera Helena da Silva Moffati Data: 04/11/2013 Fichamento 1 Referência: ARIÉS, Philippe. História Social da Criança e da Família. 2. ed. Tradução de Dora Flaksman. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1981 .Pp. 154 a 189 Resumo: Como sabemos o sentimento de infância só surgiu após a Idade Média. O historiador francês Philippe Ariès relata as transformações da sociedade em relação ao sentimento de infância...

    1216  Palavras | 5  Páginas

  • História social da criança e da família.

    História Social da Criança e da Família. ARIES, Phillipe. * Para Philippe Aries a sociedade tradicional não “existia” a criança, de imediato ela era misturada aos adultos, com o trabalho e responsabilidade dos mesmos. * A duração da infância era reduzida a seu período mais frágil (...) de criancinha pequena ela se transformou imediatamente em homem jovem, sem passar pelas etapas da juventude(pág. x) * Nessa época a única diferença que havia entre crianças e adultos era somente a...

    638  Palavras | 3  Páginas

  • Historia da infancia

    HISTÓRIA DA INFÂNCIA: REFLEXÕES ACERCA DE ALGUMAS CONCEPÇÕES CORRENTES Rita de Cássia Luiz da Rocha1  UNICENTRO, Guarapuava-Paraná Resumo: O objetivo deste trabalho é refletir sobre algumas idéias do historiador Philippe Ariès, que, através de pesquisa realizada utilizando como fonte historiográfica a iconografia religiosa e leiga da Idade Média, aponta que a construção do sentimento de amor pelas crianças foi, durante muitos séculos, despercebido, sufocado, chegando mesmo a não existir....

    6121  Palavras | 25  Páginas

  • Historia da criança e da família

    R E S E N H A S ARIÉS, Philippe. História Social da Criança e da Família. 2. ed. Tradução de Dora Flaksman. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1981. hilippe Ariès nasceu em 24 de junho de 1914, na França, e conclui seus estudos de História na Sorbonne. É considerado pela crítica como um dos melhores historiadores contemporâneos no campo de estudo de comportamento e atitudes humanas. A obra resenhada é considerada a mais importante do autor que foi traduzida para o Português por...

    2125  Palavras | 9  Páginas

  • Infância Aries

    Fichamento de texto. Apresentação objetiva da ideia do autor. A- Resumo: No texto infância do autor Philippe Ariès trata-se da evolução das atitudes dos adultos para com as crianças nos períodos da Idade Antiga, Idade Media e Idade Moderna. O modo de ser dos adultos para com as crianças mudou muito no decorrer do tempo. Essas mudanças ocorreram lentamente sem que os contemporâneos pudessem perceber o que estava acontecendo. Nos dias de hoje os acontecimentos ocorrem de uma forma um pouco diferente...

    1084  Palavras | 5  Páginas

  • Uma breve reflexão sobre a infância na história e na educação

    infância na história e na educação A discussão sobre a infância continua a ser assunto passível de estudo e discussão, pois as relações e aprendizados deste período afetam a todos em diversos aspectos da vida e se fazem notar em variados meios de comunicação e também nos meios científicos onde o tema suscita discussões e estudos uma vez que não se encontrou ainda um consenso sobre o tema. De acordo com Kramer (2007, p. 13) a infância pode ser vista e entendida por um lado como categoria social e da história...

    729  Palavras | 3  Páginas

  • Criança e Infância

    1) O que é infância? A ideia de infância foi uma transformação social e histórica, e, segundo Philipp Ariès, surgiu apenas por volta de século XIII. Durante a Idade Média, as pessoas não sabiam data de nascimento e as fases que atualmente separam nossa vida em: infância, adolescência, puerilidade, etc, eram termos eruditos de tratados pseudocientíficos. “A vida era a continuidade inevitável, cíclica, uma continuidade inscrita na ordem geral e abstrata das coisas, mais do que na experiência real...

    1067  Palavras | 5  Páginas

  • história social da criança e da familia

    século XVI o sentimento de infância era ignorado. As crianças eram tratadas com muita liberdade e brincadeiras abusivas. Não existia respeito e nem acreditava na inocência da criança, os adultos permitiam qualquer assuntos diante dela: linguagens grosseiras, ações e situações indecentes. Elas ouviam e viam de tudo. Era comum e corriqueiro naquela época, os adultos associar a criança com brincadeiras em torno de temas sexuais, acreditavam que as crianças eram muito pequenas e não entendiam os gestos e...

    1136  Palavras | 5  Páginas

  • a contribuição do serviço social nos direiro do idoso

    A Infância após a Idade Média História Social da Infância e da Família segundo Philippe Àries A concepção de infância que conhecemos hoje vem evoluindo e se desenvolvendo desde o século XV; foi no fim desse século que começaram a acontecer as mudanças. Até então, o que denominamos de primeira infância (três ou quatro anos), a criança era acompanhada pelos pais e tinha seus momentos de criança, isoladamente ou brincando e jogando com outras crianças. Logo depois, passam a jogar e brincar...

    643  Palavras | 3  Páginas

  • Serviço social

    [pic] ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS: FAMÍLIA E SOCIEDADE Belo Horizonte 2012 ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS SERVIÇO SOCIAL 1ª SÉRIE FAMÍLIA E SOCIEDADE Com base no texto Novos Arranjos Familiares: inquietações sociológicas e dificuldades jurídicas de Maria das Graças Lucena de Medeiros, podemos inferir pontos importantes a respeito da discussão sobre a família brasileira na atualidade. De acordo com a autora, a partir da década de 90 os chamados...

    657  Palavras | 3  Páginas

  • Infância, Philippe Arìes

    1. Resumo No texto Infância, Philippe Arìes apresenta a concepção de infância em diferentes períodos históricos: Idade antiga: gregos e romanos, Idade Média (V-XV) e Idade moderna (XVI-XVIII). No primeiro período, segundo Arìes, a criança acabada de nascer passava por uma espécie de processo de adoção, no qual a criança não era aceita como um simples acréscimo natural, independente da vontade consciente dos homens, destinadas a desaparecer, se não fosse reconhecido mediante uma decisão ponderada...

    969  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha do livro de philippe ariès história social da infância e da família

    Resenha do livro de Philippe Ariès "História Social da Infância e da Família" 1º O SENTIMENTO DA INFÂNCIA 1 As Idades da Vida Assim que uma criança nasce, passado um tempo, já começa a falar suas primeiras palavras, aprende a dizer seu nome, nome de seus pais e a sua idade. Mas no século XVI ou XVII, as exigências de identidade civil ainda não eram tão impostas desse modo. Achamos normal uma criança responder a sua idade corretamente quando questionada. Acontece que em certos lugares, como...

    6433  Palavras | 26  Páginas

  • Historia social da criança e da familia

    201102092711 SIMONE MACEDO MARQUES – 201102101348 SIMONE LOPES DOS SANTSOS ... – 201102101346.. RAPHAEL F. DE L. ROMEIRO – 201102101354 NADILENA NARA – 2011.... RESUMO DE “HISTÓRIA SOCIAL DA CRIANÇA E DA FAMÍLIA” (PHILIPPE ÁRIES) “A história das mentalidades é sempre, quer admita ou não, uma história comparativa e regressiva. Partimos necessariamente do que sabemos sobre o comportamento do homem de hoje, como de um modelo ao qual comparamos os dados do passado – com a condição de,...

    811  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento phillipe aries

    Philippe Ariès (Blois, 21 de julho de 1914 - Paris, 8 de fevereiro de 1984) foi um importante historiador da família e infância. Ariès escreveu vários livros sobre a vida diária comum, como O texto de Phillipe Aries “Da Família Medieval a Moderna”, pertencente ao livro “Historia Social da Criança e da Família” trata basicamente das transformações no âmbito privado durante a transição do medieval ao moderno. O capítulo começa com os costumes relacionados à educação da criança na...

    675  Palavras | 3  Páginas

  • Aries

    ARIÈS. Philippe. Os Dois Sentimentos da Infância. IN.: ______. História Social da Criança e da Família. 2 ed. Rio de Janeiro: Guanabarra, 1981, p. 156 – 164. Na obra desenvolvida por Áries é efetivado um retrato da condição de infância, se é que seja possível afirmar uma condição de infância na Sociedade Medieval. Nesta sociedade o sentimento de infância não existia, ou seja, não significava o mesmo que afeição pelas crianças, à consciência da particularidade infantil, a particularidade que distingue...

    832  Palavras | 4  Páginas

  • HISTORIA DAS MENTALIDADES

    PARÁ CURSO DE PEDAGOGIA MARIA DE FÁTIMA SOARES NASCIMENTO HISTÓRIA DAS MENTALIDADES MARITUBA – PA 2010 MARIA DE FÁTIMA SOARES NASCIMENTO HISTÓRIA DAS MENTALIDADES Trabalho apresentado à disciplina Fundamentos Teóricos e Metodológicos dos Estudos Sociais, como requisito para obtenção de nota no curso de Pedagogia, do Instituto Superior de...

    2474  Palavras | 10  Páginas

  • Philippe Ariès

     História Social da Criança. Segundo Philippe Ariès, a infância é entendida como um período da vida muito diferente da idade adulta é uma invenção construída ao longo da era moderna. A família noi menos ainda o adolescente. A vida na Idade Média era vivida em público e a noção de intimidade não tinha lugar, a a⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪⨪...

    1593  Palavras | 7  Páginas

  • Novos arranjos de familias

    Direito de Família. O presente trabalho, inserido no GT POPULAÇÃO E GÊNERO do XIII ENCONTRO NACIONAL da ABEP de 2002, remete-se à análise das configurações familiares sob a ótica de Gênero, Teoria Crítica Contemporânea que vem impulsionar a revisão dos paradigmas sociológicos da atualidade. Dentro do Tema "NOVOS ARRANJOS FAMILIARES: Inquietações Sociológicas e Dificuldades Jurídicas", pretendemos levantar pontos discursivos , a partir de um esboço sobre a evolução da família focando...

    961  Palavras | 4  Páginas

  • Resenha crítica - “a concepção de infância na visão phillipe ariès e sua relação com as politicas públicas para a infância”.

    Graças S. Dias. “A concepção de infância na visão Phillipe Ariès e sua relação com as politicas públicas para a infância”. Revista Eletrônica de Ciências Sociais, História e Relações Internacionais. v.01, n.01. 2008 Resenhado por Ana Bezerra de Chantal Neta e Maria Aparecida Alves acadêmicas em Pedagogia - JK Philippe Ariès foi um importante historiador e medievalista francês da família e infância, no estilo de Georges Duby. Ariès escreveu vários livros sobre a vida diária comum. Seu...

    672  Palavras | 3  Páginas

  • RESENHA do Livro: ARIÈS, Philippe. Um Historiador Diletante.

    RESENHA do Livro: ARIÈS, Philippe. Um Historiador Diletante. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994. Sobre o autor: Philippe Ariès nasceu em 24 de junho de 1914, na França, conclui seus estudos de História na Sorbonne e faleceu em 1984. Uma de suas obras mais famosas chama-se “A História Social da Criança e da Família”, e fala sobre história da infância e da família moderna. Também escreveu inúmeros outros livros, dentre eles destacam-se: “História da Morte no Ocidente - Da Idade Média aos...

    6133  Palavras | 25  Páginas

  • familia e escola

    CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE FACULDADE CENECISTA DE CAPIVARI-FACECAP -PEDAGOGIA- A FAMÍLIA E A ESCOLA: A IMPORTÂNCIA DO ENVOLVIMENTO FAMILIAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL -PEDAGOGIA- A FAMÍLIA E A ESCOLA: A IMPORTÂNCIA DO ENVOLVIMENTO FAMILIAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL “É através da educação que a pessoa vai se aprimorando da herança...

    12780  Palavras | 52  Páginas

  • Psicologia da criança de 0 a 6 anos

    Psicologia da criança de 0 a 6 anos. Questões de Estudo Palácios, J. Desenvolvimento cognitivo durante os dois primeiros anos de vida. In: COOL, C. et all (orgs) Desenvolvimento psicológico e educação: psicologia evolutiva. V.1. Porto Alegre: Artmed, 2004., V.!. Cap.3, p.71-91. 1- a) Nos quatro primeiros meses( que envolve subestágio 1 e 2), repetem se os esquemas primários centrados no próprio corpo, então a criança vai levar a mão à boca e chupá-la, chupar por exemplo o peito da...

    2554  Palavras | 11  Páginas

  • Estágio supervisionado em serviço social

    A HISTÓRIA DA CRIANÇA - DA IDADE MÉDIA AOS TEMPOS MODERNOS O SURGIMENTO DO SENTIMENTO DA INFÂNCIA Marcelo Uchoa “Sentimento da infância corresponde a uma consciência da particularidade infantil “. Este texto apresenta as idéias desenvolvidas por Ariès sobre a concepção da infância ao longo dos tempos. Partindo da Idade Média, o autor analisa como a criança era vista pela sociedade medieval que a ignorava enquanto criança e o surgimento e posterior desenvolvimento de certos sentimentos...

    1136  Palavras | 5  Páginas

  • história do direito

    O Tempo Social; Rev. e a nova história. Tempo Social; Rev. Sociol. USP, de 1997. A R 1997. Gilberto Freyre e a nova história PETERBURKE RESUMO: O ponto de partida deste artigo é uma série de semelhanças entre a ‘nova história’ associada aos Annales e a história social, psico-história ou antropologia histórica de Gilberto Freyre; semelhanças que vão desde um interesse pela cultura material (alimentação, vestimenta e habitação) até um interesse pelas mentalidades e pela história da infância...

    5199  Palavras | 21  Páginas

  • Família e sociedade

     Universidade Anhanguera UNIDERP Serviço Social Anne de Nazaré Luna Bessa RA: 377428 Eliana Socorro dos Santos Oliveira RA: 377437 Ghislane Manuela da Silva Cruz RA: 377445 Maria de Nazaré da Silva Caldeira RA: 377459 Família e Sociedade Mosqueiro, 2012 1ª Etapa: Mudanças do Núcleo Familiar ao longo da História “Segundo Medeiros (ano 2002, págs 1-13), a qual debate sobre os Novos Arranjos Familiares: inquietações sociológicas e dificuldades...

    1415  Palavras | 6  Páginas

  • Historia social da infância e da família

    História Social da Infância e da família Àries, P. (1973). História Social da Infância e da família. (D. Flaksman, Trad.) Rio de Janeiro: Zahar. O livro, fonte de pesquisa essencial para aqueles interessados na história infantil, é dividido em três partes: a primeira discute o próprio nascimento da concepção de infância (O Sentimento da Infância), a segunda analisa as condições e mudanças da vida escolar (A Vida Escolástica), e a terceira, por sua vez, vai discutir as diferentes configurações...

    4681  Palavras | 19  Páginas

  • História social da infância e da família

    ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. 2. ed Rio de Janeiro: LTC, 1981, p. 99-122. Comenta a ausência de conceitos sobre a infância na sociedade medieval, assim como discrimina este fato a escassez de afeto e estima às crianças, e descreve as alterações sofridas pela instituição escolar, como resposta ao surgimento de novas concepções de infância entre os séculos XVI e XVII. Durante todo o texto, Philippe Áries fornece princípios para que se possa problematizar a infância...

    1285  Palavras | 6  Páginas

  • A concep o de inf ncia em uma perspectiva de constru o social

    INFÂNCIA EM UMA PERSPECTIVA DE CONSTRUÇÃO SOCIAL Suzane da Rocha Vieira Gonçalves Gabriela Medeiros Nogueira Este texto tem como objetivo apresentar e discutir a concepção de infância, aqui compreendida como uma construção social. Para a realização das discussões realizadas neste artigo, procuramos estudar os principais teóricos que, ao longo dos tempos, vêm estudando a infância e problematizando este conceito. Nesse sentido, destacamos os estudos de Ariès, Kuhlmann Jr., Corsaro, Narodowski, Sarmento...

    4066  Palavras | 17  Páginas

  • "Fichamento "história da educação

    de Educação Licenciatura em Pedagogia Aluno: Marcos José Siqueira de Lima 1º Período – Pedagogia História da Educação no Mundo Ocidental A. Professora : Irma Rizzini Ficha de Leitura Título : Historia da Vida Privada -vol. 3: Da Renascença ao Século das Luzes - organização Roger Chartier ; Phillipe Tradução Hildegard Feist. Texto : A individualização da criança — Jacques Gélis, Editora e ano de lançamento: São Paulo : Companhia das Letras, 2009. Resumo O...

    810  Palavras | 4  Páginas

  • Analise critica do tema família

     Introdução Este trabalho aborda o tema família, suas múltiplas estruturas e definições. Embasado nas diferenças entre a família medieval e a contemporânea em relação a afetividade e educação, enfocando as transformações que sofreram desde sua organização. Mostra também esta instituição, como uma construção social, organizada de forma a proteger alguns grupos da sociedade da Idade Média, com intuito de adquirir bens e propriedades, ocasamento não...

    1551  Palavras | 7  Páginas

  • A HISTÓRIA SOCIAL DA CRIANÇA NO BRASIL

    ARTIGO Por: Cibele Galvão Santos Mestre em Educação e professora FAESPE gsantoscibele@gmail.com A HISTÓRIA SOCIAL DA CRIANÇA NO BRASIL O cenário educacional brasileiro, nos dias atuais, apresenta uma rede complexa de concepções, conceitos e teorias em relação a criança como sujeito que aprende. De acordo com o que foi abordado em sala de aula é possível perceber que a concepção de criança é historicamente construída, não linear e ocorre por meio da ação do homem em seu meio. Hoje a infância...

    720  Palavras | 3  Páginas

  • COMO CONTRIBUIR NA AUTONOMIA DA CRIANÇA

    FAU – Faculdade de Auriflama Aparecida de Jesus Olhier Gabriela Queiroz COMO CONTRIBUIR NA FORMAÇÃO DA AUTONOMIA DA CRIANÇA a Auriflama 2011 Aparecida de Jesus Olhier Gabriela Queiroz COMO CONTRIBUIR NA FORMAÇÃO DA AUTONOMIA DA CRIANÇA Trabalho de conclusão de curso apresentado ao curso de pedagogia da FAU – Faculdade de Auriflama sob a orientação metodológica da professora Kelly Beatriz do Prado. Auriflama 2011 A minha mãe, meu maior exemplo de vida, por ter me...

    10776  Palavras | 44  Páginas

  • Família e sociedade

    SUPERVISIONADAS: Família e Sociedade – Etapa 1 BELO HORIZONTE 2012 UNIVERSIDADE ANHANGUERA ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS: Família e Sociedade – Etapa 1 Trabalho apresentado ao curso de graduação em Serviço Social ...

    888  Palavras | 4  Páginas

  • Familia contemporanea

    INSTITUIÇÃO família 4 1.2 OS TIPOS DE família E OS ARRANJOS EXISTENTES EM NOSSA SOCIEDADE. 6 1.3 ANALISE SOBRE UM ARRANJO DE família EXISTENTE NA SOCIEDADE CONTEMPORANEA 8 INTRODUÇÃO No decorrer da história assistimos à várias mudanças no âmbito familiar, tanto em seu interior quanto na sua relação com a sociedade. Philippe Àries, por exemplo, em sua obra “História Social da Criança e da Família” (1981), refaz, através de um estudo minucioso, a trajetória da Família Medieval à Família Moderna...

    2773  Palavras | 12  Páginas

  • concepção de criança, infância e linguagens

    Pedagogia Linguagem, Escrita e Criança Lilane Maria de Moura Chagas Aluna: Liana Zenita de Sousa Turma: 03308 Concepção de Criança, Infância e Linguagens Tanto a concepção de criança quanto a de infância, assim como a construção de qualquer conceito subjetivo, são elaboradas a partir da visão de mundo de uma sociedade, sendo assim um produto histórico e cultural (FRANCO, 2006). Portanto, não há como elaborar um só conceito sobre o que seja criança e infância. Estas concepções se...

    872  Palavras | 4  Páginas

  • relatorio Philippe Aries

    História Social da Criança e da Família A Descoberta da Infância O texto “A Descoberta da Infancia” de Philippe Ariès, relata a evolução da imagem da infância nas artes entre os séculos XI ao XVIII. No inicio do século XI as crianças quando retratadas eram caracterizadas por homens em miniatura, onde so eram diferenciados de adultos pela sua estatura, mas o decorrer dos séculos evoluiu para uma criança representada através de um anjo, que tinha corpo de um adolescente, e sem seguida um menino...

    540  Palavras | 3  Páginas

  • resumo do texto a história da infância phillipe aries.

    Fundamentos psicossociais da educação infantil. Profº Luciana. Ana Carolina Moreira da silva 3 ped , A. Historia social da criança e da família. Philippe Áries. No período do século xii ao xvii , foi um tempo de muitas transformações históricas, A infância tomou grandes importâncias seja no aspecto social, cultural, político e econômico . no século xii, a criança era vista como substituível , como ser produtivo e útil para a sociedade pois a partir dos sete anos já era inserida na vida...

    674  Palavras | 3  Páginas

  • O conceito de infância no decorrer da história

    O CONCEITO DE INFÂNCIA NO DECORRER DA HISTÓRIA CELINA BEREGULA* Resumo: O presente trabalho teve como objetivo principal analisar a infância do ponto de vista histórico, promovendo assim, uma compreensão a cerca da mudança de paradigma no que diz respeito ao conceito de infância no decorrer da história. Palavras Chave: Infância.Conceito. Paradigma. Mudança.História. Abstract: This study aimed to analyze the infancy of historical perspective, thus promoting an understanding about the paradigm...

    2033  Palavras | 9  Páginas

  • Historia da vida privada

    História da vida privada: dilemas, paradigmas, escalas Ronaldo Vainfas Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia/Universidade Federal Fluminense 1. História da vida privada: definições, hesitações Publicada em 1974 sob a organização de JacquesLe Goff e Pierre Nora, a trilogia Faire de L'Histoire (LeGoff & Nora, orgs. 1976), hoje clássica, ficou conhecida como o "manifesto da Nova História" à moda francesa. Entreos artigos então proponentes de "novos problemas"...

    10163  Palavras | 41  Páginas

  • Pensamento de àries

    Pensamento de Àries Na história de um período tão longo, a infância foi desconhecida,a criança não era tratada como sujeito de direitos, ela não tinha infância. A infância era tratada como um período de transição, logo ultrapassado e cuja lembrança também era logo perdida. "Um adulto em miniatura" assim eram retratadas as crianças na era medieval sem nenhuma das características da infância, apenas o seu tamanho se distinguia dos adultos, ela era tão insignificamente, tão mal vista que se sua morte...

    1807  Palavras | 8  Páginas

  • Livro O Homem Perante A Morte Philippe Aries

    BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Philippe Aries O HOMEM PERANTE A MORTE Título original: L’Homme devamt La Mort Tradução de Ana Rahaça Tradução portuguesa © de P. E. A. Capa: estúdios P. E. A. Editions du Seuil. 1977 Direitos reservados por Publicações Europa-América. Lda. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida ou transmitida por qualquer forma ou por qualquer processo, electrónico, mecânico ou fotográfico, incluindo fotocópia, xerocópia ou gravação, sem autorização prévia e escrita do...

    133649  Palavras | 535  Páginas

  • o acolhimento das crianças em creches

    Marçal C. Araújo Santo Antonio de Pádua/RJ Agosto/2013 A Infância e a Políticas Publicas para a Educação Infantil O acolhimento das crianças em creches Márcia Marçal C. Araújo Santo Antonio de Pádua A gosto/2013 Introdução Desde anos de 1980, a educação destinada às crianças de 0 a 6 anos, vem conquistando reconhecimento na esfera legal/jurídica, política e cultural com a Constituição Federal/1988. Esse processo vem demandando...

    2299  Palavras | 10  Páginas

  • Crianças abandonadas no brsial: um prolbela social ou político?

    CRIANÇAS ABANDONADAS NO BRASIL: UM PROBLEMA SOCIAL OU POLÍTICO? SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 DESENVOLVIMENTO 3 CONCLUSÃO 4 REFERÊNCIAS INTRODUÇÃO O presente trabalho acadêmico tem como objetivo compreender os elementos sociais e políticos envolvidos no processo de abandono de crianças no Brasil. Iniciaremos com uma breve contextualização das primeiras ações...

    1516  Palavras | 7  Páginas

  • As fases de desenvolvimento da criança

     A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA NAS FASES DE DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Camilla Cardinelli Braga1 Cássia Fernanda Soares dos Santos Graziele Luciana da Silva Janayna Neves Mota Pâmella Suellen Martins Silva Sironi Claudio Oliveira Thaisa Katia Leal Amorim Orientadora: Gilmara de Cássia Machado2 Resumo: A presente pesquisa teve como objetivo, explorar a importância da escola no processo de desenvolvimento infantil, fundamentado na complexidade das fases que...

    4461  Palavras | 18  Páginas

  • A CONTRIBUIÇÃO DO JOGO E DAS BRINCDEIRAS NA VIDA DAS CRIANÇAS E SUAS FAMILIAS

    BRINCDEIRAS NA VIDA DAS CRIANÇAS E SUAS FAMILIAS1 Cristina Wetter da Rosa2 O texto do autor Phillippe Aries, do livro Historia Social da Criança e da Família traz em seu quarto capítulo, uma Pequena contribuição à história dos jogos e das brincadeiras. Ele nos trás o diário do médico Heroard, onde o mesmo relata como era a vida de uma criança, o Delfim o futuro Luís XVIII.. Os fatos relatados aconteceram no sec. XVII, fala do que brincava e em qual etapa do desenvolvimento essa criança estava. Nessa...

    1550  Palavras | 7  Páginas

  • História da infancia no brasil

    HISTÓRIA DA INFÂNCIA NO BRASIL Em todas as etapas históricas, a partir do momento em que um homem e mulher decidem morar juntos, criar um mundo novo, uma nova família é constituída e nela os filhos se incorporarão para ter a alegria de nascer e crescer ate a maturidade. Ao nascer o ser humano não esta pronta para a vida, necessitando dos cuidados dos pais para a sua sobrevivência, passando pela infância e adquirindo ao poucos a herança cultural do grupo em que vive. A infância...

    731  Palavras | 3  Páginas

  • pedagogia - história da docência

    Fichamento do texto A maquinaria escolar. Conteúdo abordado na aula da número 04 – O professor e a constituição do modelo escolar. O texto A maquinaria escolar, aborda as condições sociais, políticas e históricas que permitiram que a escola fosse concebida como uma instituição capaz de abrigar a universalidade. Para isso, verifica-se o surgimento de instâncias fundamentais que favoreceram e legitimaram a escola nacional, tal qual a definição de um estatuto da infância. A palavra maquinaria...

    948  Palavras | 4  Páginas

  • Família e escola: uma combinação indissociável

    FACULDADE PIO DÉCIMO NÚCLEO DE PESQUISA PÓS-GARDUAÇÃO E EXTENSÃO CURSO: PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL TURMA: T FAMÍLIA E ESCOLA: UMA COMBINAÇÃO INDISSOCIÁVEL Trabalho elaborado por, Valeria e Vanessa para a disciplina Relações Familiares e Aprendizagem, ministrada pela professora Nielsa da S. Maia de Souza. Aracaju/Se, 08 de Janeiro de 2011 SUMÁRIO INTRODUÇÃO.....................

    1729  Palavras | 7  Páginas

tracking img