Perguntas E Respostas Sobre O Livro Senhora De José De Alencar artigos e trabalhos de pesquisa

  • senhora trabalho

    COLÉGIO “STELLA MARIS” “SenhoraJosé de Alencar Santos, 14 de março de 2014. Índice INTRODUÇÃO.......................................................................... 3-4 ESTILO DE EPOCA......................................................................... 5 TIPOS DE ROMANCE..................................................................... 6 JOSÉ DE ALENCAR......................................................................... 7 PERSONAGENS..........

    9046  Palavras | 37  Páginas

  • Senhora

    Análise do livro: O romance “Senhora” de José de Alencar foi publicado pela primeira vez em 1875 e é organizado em quatro partes que definem uma transação comercial, simbolizando metaforicamente o casamento por interesse, a saber: O preço; Quitação; Posse; Resgate. Este é um romance basicamente romântico caracterizado pelo nacionalismo e pela temática brasileira, perceptíveis pela narrativa situada na Corte, atual cidade do Rio de Janeiro, durante o Segundo Reinado, assim, devido a essas menções...

    8689  Palavras | 35  Páginas

  • O aborto retido em “luciola” de josé de alencar

    O ABORTO RETIDO EM “LUCIOLA” DE JOSÉ DE ALENCAR RESUMO As leituras clássicas na maioria das vezes oferecem algo a ser decifrado e explorado. São livros que são estudados por milhares (porque não dizer por milhões) de pessoas todos os anos e no entanto, não perdem o fascínio e o carisma que exercem sobre seus leitores. Assim sendo, esse trabalho é uma tentativa de comparação entre a protagonista (Lucia) da obra Lucíola de José de Alencar e da protagonista (Marguerite Gautier) em A Dama das...

    5391  Palavras | 22  Páginas

  • resumos das obras Iracema Til senhora e 5 minutos

    Literatura Prof. Pedro Síntese das seguintes obras de José de Alencar: CINCO MINUTOS IRACEMA TIL SENHORA O GUARANI Victória Inácio número 22, Primeiro ano E.M Obra “Cinco minutos” A obra Cinco minutos foi o primeiro romance escrito por José de Alencar, publicada em 1856 em forma de folhetins por um jornal do Rio de Janeiro. Então , depois de todos os folhetins publicados , fizeram uma compilação desses formando assim , um livro . Esse livro é escrito em forma de carta a uma prima do autor, a...

    1570  Palavras | 7  Páginas

  • resumo do livro o guarani

    Apresentação do livro O Guarani é um romance escrito por José de Alencar, desenvolvido em princípio em folhetim, de fevereiro a abril de 1857, no Correio Mercantil, para no fim desse ano, ser publicado como livro, com alterações mínimas em relação ao que fora publicado em folhetim. A obra fez de José de Alencar um autor reconhecido. Foi republicada por diversas editoras e, atualmente, encontra-se em domínio público. A obra se articula a partir de alguns fatos: a devoção e fidelidade de Peri...

    4589  Palavras | 19  Páginas

  • Comentários sobre Lucíola

    LUCÍOLA, de José de Alencar Análise Lucíola é o quinto romance de Alencar e o primeiro da trilogia que ele denominou de "perfis de mulheres" (Lucíola, Diva e Senhora). Situa-se entre seus romances urbanos que representam um levantamento da nossa vida burguesa do século passado. A obra, publicada em 1862, é um romance de amor bem ao sabor do Romantismo, muito embora uma ou outra manifestação do estilo Realista aí se faça presente. Trata-se de um romance de "primeira pessoa", ou seja, o narrador...

    11247  Palavras | 45  Páginas

  • Senhora Jos De Alencar RESENHA

    07/03/2015 Resenha: “Senhora”, José de Alencar | Falando em Literatura... Sobre estes anúncios Falando em Literatura… FALANDO EM LITERATURA… LITERATURA, ARTES & AFINS Resenha: “Senhora”, José de Alencar 23 de outubro de 2013 por Fernanda Jiménez Há mulheres assim, a quem um perfume de tristeza idealiza. As mais violentas paixões são idealizadas no exílio. (p.17) É uma pena que livros clássicos da literatura brasileira sejam vistos pelos jovens como chatos, leitura “obrigatória e cansativa” imposta pelos colégios...

    1882  Palavras | 8  Páginas

  • Lucíola - José de Alencar

    Introdução Este trabalho relata a obra de José de Alencar, Lucíola. O livro foi publicado em 1862, Alencar retratava na obra o câncer social da prostituição, problema que os homens do século XIX conheciam, mas preferiam ignorar. Alencar sofreu por não ter a linguagem do Português clássico. Lucíola marcou presença do urbano no Romantismo do Brasil. O trabalho além de abordar assuntos como período literário que, no caso, foi o romantismo, conta também com o contexto histórico, características do...

    2501  Palavras | 11  Páginas

  • José de alencar

    José de Alencar – O pai dos Romances Indianistas e Urbanos Os romances do Romantismo levaram ao leitor da época uma realidade idealizada, com a qual eles se identificaram (escapismo, fuga da realidade, típica característica do Romantismo). Entre eles, o romance indianista foi o que mais fez sucesso entre o grande público, por trazer consigo personagens idealizados, representados por índios. Esses “heróis” caracterizavam uma tentativa dos autores de simbolizar uma tradição do Brasil, o que nem...

    2469  Palavras | 10  Páginas

  • Analise literária do livro luciola

    Escola Estadual Imaculada Conceição Análise Literária Daniele Aparecida Daniele Cantão Dieize Figueiredo João Vitor Kamila Alves Turma:214 Pedro Leopoldo - 2010 -Lucíola- José de Alencar Índice Dedicatória........................................................................................................................4 Introdução..................................................................................

    12089  Palavras | 49  Páginas

  • Iracema - josé de alencar

    IRACEMA Lenda do Ceará JOSÉ DE ALENCAR JOSÉ DE ALENCAR Mecejana (CE) 1829; RJ 1877 -Em 1845, voltou-me o prurido de escritor; mas esse ano foi consagrado à mania, que então grassava, de baironizar. Todo estudante de alguma imaginação queria ser um Byron; e tinha por destino inexorável copiar ou traduzir o bardo inglês. (...). São Francisco - 1862 -1847 volta ao Ceará: cenário de Iracema. “(...) Acabava de passar dois meses em minha terra natal. Tinha-me repassado das primeiras e tão...

    3803  Palavras | 16  Páginas

  • Aspectos da Obra de José de Alencar

    de semestre - Literatura Brasileira III Romantismo Professor Dr. José Alcides Ribeiro Parte I: Aspectos do Romantismo na Literatura Brasileira Nesta primeira parte do trabalho, pretendo criar um panorama sobre o romantismo no Brasil, considerando a relação com o momento histórico, as influências, os primeiros autores, as primeiras obras e as características, baseando-me na leitura de críticos como: Antônio Candido e José Luiz Beraldo, entre outras pequenas obras de apoio às quais citarei...

    2119  Palavras | 9  Páginas

  • exercicios resolvidos sobre literatura brasileira

    Dezembro/2004 LITERATURA BRASILEIRA 16. Assinale a alternativa que contém a afirmação correta sobre Senhora, de José de Alencar: A) O romance atende aos propósitos de representação da realidade brasileira contemporânea ao escritor, de vez que retrata oposições e valores da sociedade burguesa do Rio de Janeiro. B) As personagens Aurélia e Seixas representam o domínio do indivíduo sobre o social, tema fundamental do Romantismo brasileiro. C) O romance não atende aos propósitos de representação...

    2134  Palavras | 9  Páginas

  • Português - Livro : Iracema

    Introdução Este trabalho tem por finalidade apresentar o livro Iracema, organizado em capítulos. Capítulo I: mostra em que movimento da literatura brasileira foi ocorrido. Capítulo II: relata sobre a vida de José de Alencar. Capítulo III: desenvolvimento sobre a obra, Iracema. Capitulo I - Movimento. A obra Iracema de José de Alencar se insere no movimento romântico, romantismo indianista. Romantismo é a arte do sonho...

    2237  Palavras | 9  Páginas

  • jose alencar

    José de Alencar José Martiniano de Alencar nasce no Ceará, em 1829, no final do Primeiro Reinado, de lá saindo para a Corte aos dez anos. No Rio de Janeiro, conclui seus estudos secundários, transferindo-se para São Paulo, onde cursa a Faculdade de Direito. De volta ao Rio, entra em contato com a intelec­tua­lidade literária – nomes como Machado, Manuel Antônio de Almeida – e estréia como escritor no Correio Mercantil aos 25 anos. Imaginoso, empenhado na construção de uma literatura brasileira...

    633  Palavras | 3  Páginas

  • Jose de alencar

    Monografia - José de Alencar, um criador de mulheres maravilhosas FOLHA DE ROSTO Dedico esta monografia a meus familiares, aos colegas de curso, aos professores e a todos aqueles que direta ou indiretamente contribuíram para esta conquista. RESUMO ...

    8547  Palavras | 35  Páginas

  • Roteiro sobre o livro iracema

    l. Antes da Leitura: lendo o livro, antes de ler a história: Título da obra: Iracema Autor: José de Alencar Editora: Martin Claret Edição: 7º Edição Ano:1998/ 2011 Local: Rua Alegrete, 62-Bairro Sumaré-CEP: 01254-010-São Paulo-SP A) Suporte/portador: o livro A partir do momento que o leitor pega um livro na mão é que alguma coisa lhe chamou a atenção no caso a capa do livro, pela a imagem que tem e pelo tipo de letra que é usada na capa; na capa do livro Iracema as imagens são preta e...

    3722  Palavras | 15  Páginas

  • José de alencar

    1 INTRODUÇÃO Este estudo aborda os perfis femininos alencarianos, com o objetivo de analisar os recursos utilizados por José de Alencar para a construção da identidade feminina nas narrativas Lucíola, Iracema e Senhora. O Romantismo valoriza as forças criativas do indivíduo e da imaginação popular e tem como tema recorrente o amor. O ápice das narrativas românticas vincula o destino das personagens à realização amorosa. Opõe-se à arte equilibrada dos clássicos e baseia-se na inspiração...

    13405  Palavras | 54  Páginas

  • José de Alencar-vida e obra

     Introdução Este trabalho tem como objetivo ensinar aos demais alunos um pouco sobre a vida e obra de José de Alencar escritor, poeta e romancista brasileiro. Sumário Nascimento.....................................................................3 Richa com D. Pedro II....................................................3 Escritor consagrado........................................................4 Iracema...........................................................................

    1309  Palavras | 6  Páginas

  • Livro diva José de Alencar

    Biografia José de Alencar José de Alencar (Fortaleza - CE, 1 de maio de 1829 - Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 1877) foi advogado, jornalista, romancista, e dramaturgo. É considerado o principal escritor de ficção romântica da literatura brasileira. Criou uma literatura nacionalista onde evidência uma maneira de sentir e pensar tipicamente brasileiras. Suas obras são especialmente bem sucedidas quando o autor transporta a tradição indígena para a ficção. Tão grande foi a preocupação de José de Alencar...

    1307  Palavras | 6  Páginas

  • Senhora Jose De Alencar

    DADOS DE COPYRIGHT Sobre a obra: A presente obra é disponibilizada pela equipe Le Livros e seus diversos parceiros, com o objetivo de oferecer conteúdo para uso parcial em pesquisas e estudos acadêmicos, bem como o simples teste da qualidade da obra, com o fim exclusivo de compra futura. É expressamente proibida e totalmente repudíavel a venda, aluguel, ou quaisquer uso comercial do presente conteúdo Sobre nós: O Le Livros e seus parceiros disponibilizam conteúdo de dominio publico e propriedade...

    89009  Palavras | 357  Páginas

  • Senhora

    Roteiro Jose chega e fala sobre ele: - Olá, sou José Martiniano de Alencar, nasci dia 1 de maio de 1829 na Messejana e morri no dia  12 de dezembro de 1877 no Rio de Janeiro. Sou filho de um senador, tenho um irmão diplomata, fui casado com Ana Cochrane, pai de  Augusto Cochrane de Alencar, e em 1872 me tornei pai de Mário de Alencar, o qual, segundo uma história nunca totalmente confirmada, seria na verdade filho de Machado de Assis. Em 1856 publiquei o primeiro romance, mas só fiquei conhecido...

    2879  Palavras | 12  Páginas

  • Jose de Alencar e Eça de Queiros

    José de Alencar e Eça de Queiros José de Alencar Vida do autor: José de Alencar (1829-1877) nasceu em Mecejana, Ceará no dia 1 de maio de 1829. Filho de José Martiniano de Alencar, senador do império, e de Ana Josefina. Em 1838 mudam-se para o Rio de Janeiro. Com 10 anos de idade ingressa no Colégio de Instrução Elementar. Com 14 anos vai para São Paulo, onde termina o curso secundário e ingressa na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. m 1847 escreve seu primeiro romance "Os Contrabandistas"...

    2558  Palavras | 11  Páginas

  • resumo do livro cinco minuto

    falas de pensadores, que deem algum embasamento às suas ideias. O júri é o restante da turma, que acompanha com atenção ao julgamento de Deus em plena sala de aula. Fosse um filme sério, Deus Não Está Morto seria palco de um interessante debate sobre a questão da religião e sua influência na civilização, levando em conta não apenas o aspecto da razão mas também a emoção inerente a quem, simplesmente, tem fé. Entretanto, não é este seu objetivo – é apenas a propaganda que vende ao espectador. Ao...

    1435  Palavras | 6  Páginas

  • Livro til - roteiro de investigação

    Bortoloto n° 18 - 2°B - E.M. “ Til ” : José de Alencar – Investigação e Leitura 1. Importância do autor para a literatura brasileira, mencionar o período de sua produção e o que foi mais relevante nessa produção. José Martiniano de Alencar é considerado o maior romancista brasileiro. Em 1854 iniciou como folhetista no Correio Mercantil. Escreveu o livro Til em 1871, baseando-se no interior paulista como o lugar sede da história. José de Alencar se formou em direito no Largo de São Francisco...

    1688  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo pro capítulo do livro senhora

    SENHORA, JOSÉ DE ALENCAR I – INTRODUÇÃO: “Senhora”, último romance publicado em vida por José de Alencar, representa uma das suas obras-primas e umas das preciosidades da literatura brasileira. Trata-se de um romance urbano passado na primeira metade do século XIX e retrata os valores da aristocracia escravista do Segundo Reinado, na sociedade fluminense. A obra é uma crônica de costumes, um retrato da Corte e pode ser considerada precursora do Realismo ou Pré-realista, uma vez que, trata...

    19467  Palavras | 78  Páginas

  • Anota Oes Do Livro A Moreninha

    Fabrício. Exigia que o estudante lhe escrevesse cartas de amor quatro vezes por semana; que passasse na frente da casa dela quatro vezes por dia, entre outras exigências, que causoou a vontade de Fabrício livrar-se dela. D. Ana - Avó de Filipe, é uma senhora de espírito e alguma instrução. Tem sessenta anos, cheia de bondade. Seu coração é o templo da amizade cujo mais nobre altar é exclusivamente consagrado à querida neta, Carolina, irmã de Filipe. D. Violante - Meio estabanada, ela quebra a harmonia...

    3049  Palavras | 13  Páginas

  • Slide A Senhora Jos De Alencar

    Senhora De José de AlencarSenhora é um dos romances do escritor brasileiro José de Alencar. • Foi publicado em 1875. • Na narrativa do livro o autor mostra a hipocrisia da sociedade daquela época. Através do romance entre Aurélia Camargo e Fernando Seixas, ele leva o leitor a refletir a respeito da influência do dinheiro nas relações amorosas e principalmente, sua influência nos casamentos da época. José Martiniano de Alencar • Foi um jornalista, político, advogado, orador, crítico, cronista...

    1442  Palavras | 6  Páginas

  • Senhora - José de Alencar

    SenhoraJosé de Alencar Publicado pela primeira vez em 1875, Senhora  é uma das últimas obras escritas por José de Alencar. Ele explora a temática do casamento como forma de ascensão social, dando início a uma discussão sobre certos valores e comportamentos da sociedade carioca da segunda metade do século XIX. O romance é organizado em quatro partes que definem uma transação comercial, simbolizando metaforicamente o casamento por interesse, a saber: O preço; Quitação; Posse; Resgate. ...

    903  Palavras | 4  Páginas

  • Til, josé de alencar

    Puc, Mackenzie,etc, passam a integrar as mesmas obras em seus exames seletivos. Um dos Novos Livros é o romance regionalista Til do autor José de Alencar (que entrou no lugar de Iracema) e é representante da escola literária Romantismo do Brasil. Esse resumo possui as principais características e informações para complementar seu estudo e análise da obra (mas lembre-se que é fundamental ler os livros para se inteirar mais profundamente com os enredos e estar preparado tanto para questões de primeira...

    6001  Palavras | 25  Páginas

  • o sertanejo (Jose de Alencar)

    ADALGISA DE BARROS POLLYANA GRANGEIRO VALERIA ESCAMES EMILLY EVERLLYN JENIFFER SILVA KAMILA OLIVEIRA GABRIEL AGUIAR O SERTANEJO (JOSE DE ALENCAR) VÁRZEA GRANDE – MT JULHO DE 2014 POLLYANA GRANGEIRO VALERIA ESCAMES EMILLY EVERLLYN JENIFFER SILVA KAMILA OLIVEIRA GABRIEL AGUIAR O SERTANEJO (JOSE DE ALENCAR) Trabalho produtivo do 2º bimestre Disciplina: Português Professora: Gesuina Suzana Série: 2º ano do ensino médio Turma: E Período: Vespertino ...

    2043  Palavras | 9  Páginas

  • resumo livro senhora

    I – INTRODUÇÃO: “Senhora”, último romance publicado em vida por José de Alencar, representa uma das suas obras-primas e umas das preciosidades da literatura brasileira. Trata-se de um romance urbano passado na primeira metade do século XIX e retrata os valores da aristocracia escravista do Segundo Reinado, na sociedade fluminense. A obra é uma crônica de costumes, um retrato da Corte e pode ser considerada precursora do Realismo ou Pré-realista, uma vez que, trata do tema do casamento burguês...

    20665  Palavras | 83  Páginas

  • Til José alencar

    Letícia Vilas Boas Conde Terceiro Ano B Til José de Alencar Colégio Marista de Varginha Varginha – MG 2012 SUMÁRIO 1. BIOGRAFIA DO AUTOR 3 2. RESUMO DA OBRA 4 3. ANÁLISE DA OBRA 8 4. RELAÇÃO COM O ROMANTISMO 10 5. CONTEXTO HISTÓRICO NACIONAL 11 6. QUESTÕES DE VESTIBULARES 12 7. BIBLIOGRAFIA 13 1. Biografia do autor O escritor romancista brasileiro José Martiniano de Alencar nasceu ano de 1829 no Ceará, Se formou como advogado,...

    3306  Palavras | 14  Páginas

  • Resumo do Livro Senhora (José de Alencar)

    Resumo do livro Senhora (José de Alencar) Senhora é uma das obras mais famosas de José de Alencar onde retrata bem as contradições da sociedade urbana brasileira da segunda metade do século XIX. É um admirável romance onde o autor retrata a história de Aurélia Camargo, moça pobre que já havia perdido o irmão e o pai e com incentivo da mãe fica a janela para ver se arrumava algum pretendente. Nesses dias em que passava à janela, se apaixona por Fernando Rodrigues Seixas que em pouco tempo pede-lhe...

    1235  Palavras | 5  Páginas

  • senhora

     Introdução: A obra Senhora de José de Alencar, fala a história de uma garota que chamava-se Aurélia, filha de uma pobre costureira e órfã de pai, que ao completar 19 anos já começa a pensar em casamento, como ela era uma das mais bela de onde vivia tinha muitos pretendentes. Já com a morte da mãe, Aurélia deixa a sua vida de dificuldade quando recebe uma grande herança de seu desconhecido avô, logo quando recebe sua herança já percebe mudanças nas formas em que todos a tratam até por que agora...

    2270  Palavras | 10  Páginas

  • Ana Lise Final Do Livro Senhora

    Mendes Carmona, Gabriel Delage Moura Rooke, Geovane Fonseca de Sousa Santos, Giovanni Salvador Santos, Jonatas Cavalcante. ANÁLISE DO LIVROSENHORA” DE JOSÉ DE ALENCAR Belo Horizonte 2012 Douglas “SENHORA”DE JOSÉ DE ALENCAR Trabalho referente a disciplina de Língua Portuguesa do Curso Técnico Integrado de Informática, do Centro Federal de Educação Tecnológica...

    3884  Palavras | 16  Páginas

  • Exercícios sobre ROMANTISMO

    Exercícios - Romantismo (Respostas ao final) Questão 01)   Leia o seguinte fragmento de I-Juca Pirama, de Gonçalves Dias.   II Em fundos vasos d'alvacenta argila             Ferve o cauim; Enchem-se as copas, o prazer começa,             Reina o festim.   O prisioneiro, cuja morte anseiam,             Sentado está, O prisioneiro, que outro sol no ocaso             Jamais verá!   A dura corda, que lhe enlaça o colo,             Mostra-lhe o fim Da vida escura, que será mais breve ...

    6144  Palavras | 25  Páginas

  • Resumo das principais obras de José de Alencar

    "O gaúcho" - resumo da obra de José de Alencar O Gaúcho narra em terceira pessoa a história de um menino, Manuel Canho, que  admira muito a seu pai, grande conhecedor de cavalos, que é  assassinado. O filho nunca o esquece. Odeia o padrasto e, após a  morte desse, busca vingar o assassinato do pai. Na execução  deste projeto de vingança o gaúcho Manuel Canho vive  peripécias ligadas à Guerra dos Farrapos, mais particularmente a Bento Gonçalves. Depois de vingado, Manuel apaixona-se por  ...

    5117  Palavras | 21  Páginas

  • Avaliação do livro Senhora

     01. A questão central, proposta no romance Senhora, de José de Alencar, é a do casamento. Considerando a obra como um todo, indique a alternativa que esteja errada em relação ao romance: (Valor 1,0) a) O casamento é apresentado como uma transação comercial e, por isso, o romance estrutura-se em quatro partes: preço, quitação, posse, resgate. b) Aurélia Camargo, preferida por Fernando Seixas, compra-o e ele, contumaz caça-dote, sujeita-se ao constrangimento de uma união por interesse. c) O...

    4555  Palavras | 19  Páginas

  • A viuvinha José de Alencar

    objetivo não somente contar os fatos narrados no romance de José de Alencar, mas também considerar as questões nele levantadas. Estas envolvem questões do cotidiano as quais ninguém esta isenta. Questões financeiras são amplamente abordadas neste romance. No intuito de debater estas questões e as semelhantes a estas, nos propusemos a estudar esta historia, para que consigamos chegar num conceito sobre o livro, sobre seu escritor, sobre aquela época onde a literatura focava o romantismo. E de fato...

    2357  Palavras | 10  Páginas

  • sobre os guaranis

     Melhor resposta: Bom, vou te dar um breve resumo: Conta a história de Peri e Cecília, respectivamente um índio e a filha de um fidalgo português da época do Brasil recém-descoberto. Peri, é um índio com características heroicas que, por ter salvado Cecília da morte, ganha a confiança da família dela. Porém a casa do pai da moça é atacada por selvagens, pois o irmão de Cecília acidentalmente mata uma selvagem e Peri faz de tudo para salvá-la, não só disso, mas também do terrível Loredano, um ex-padre...

    3059  Palavras | 13  Páginas

  • Senhora José de Alencar

    Senh ora José de Alencar 1- Biografia do autor José de Alencar (1829-1877) obra 2- Resumo do Enredo • Os títulos das quatro partes em que se divide o romance - O preço, Quitação, Posse e O Resgate-anunciam a problemática contradição entre o dinheiro e o amor que é claramente vista durante a narração da história. Primeira parte O preço Segunda parte - Quitação Terceira parte - Posse Quarta parte – O resgate Personage ns • Aurélia Camargo • Uma mulher diferente de todas as outras...

    1023  Palavras | 5  Páginas

  • TIL - José de Alencar, Exclusão Social: Jão Fera, Brás e Zana.

    Língua Portuguesa TIL - José de Alencar Exclusão Social: Jão Fera, Brás e Zana. Aryelly Paula Bedine 1120107, Nathalia Felipe Delgado 1120212, Yasmine Fialho Linhares, 1120085. Prof. Robson Hasmann. 3º ano Técnico em Eletrônica Integrado. São João da Boa Vista, Abril de 2013. INTRODUÇÃO José de Alencar (1829-1877) nasceu em Massejana, Ceará. Foi advogado, jornalista, deputado e Ministro da Justiça. Considerado o maior romancista do movimento romântico brasileiro, destacou-se por...

    2074  Palavras | 9  Páginas

  • José de alencar senhora

    A Literatura no vestibular - Senhora - Jose de Alencar Senhora - José de Alencar       RESUMO: O tema deste romance – o casamento por interesse – condiciona sua composição. Ele divide-se em quatro partes, que correspondem às etapas de uma transação comercial: O Preço, Quitação, Posse e Resgate. Fernando Seixas, um rapaz pobre, mas ambicioso de subir na escala social, é namorado de Aurélia, moça também humilde e órfão de pai. Passando por apuros...

    8394  Palavras | 34  Páginas

  • Análise do livro "Senhora"

    Universidade do Grande Rio Oswaldo dos Santos Saraiva (Matrícula 3304386) Obra "Senhora" de José de Alencar. Questões históricas e comparativas abordadas. Trabalho de avaliação da disciplina Literatura Brasileira I, ministrada pela Profª Vera Lucia Kauss, para o curso de Letras. RIO DE JANEIRO/ RJ 2013 Sumário Introdução...........................................................

    1654  Palavras | 7  Páginas

  • Romances de José de alencar

    Romances de José de Alencar O ESCRITOR O escritor brasileiro José de Alencar nasceu no Ceará, região nordeste do Brasil, no ano de 1829. Antes de iniciar sua vida literária, atuou como advogado, jornalista, deputado e ministro da justiça. Aos 26 anos publicou sua primeira obra: “Cinco Minutos”. Podemos considerar Alencar como o precursor do romantismo no Brasil dentro das quatro características: indianista, psicológico, regional e histórico. Este autor brasileiro utilizou como tema o índio e...

    1669  Palavras | 7  Páginas

  • senhora

    Análise da obra “Senhora” de José de Alencar Aluno: Victória Zamprogna Série: 2ª série A Disciplina: Literatura Professor: Jocilei Dalbosco Passo Fundo, Abril de 2011. 1 Breve biografia do autor: José Martiniano de Alencar filho, nasceu na cidade de Macejana, no Ceará, em 1º de maio de 1829, e faleceu no Rio de Janeiro, no dia 12 de dezembro de 1877. Filho de Ana Josefina Alencar e seu primo, José Martiniano de Alencar, político liberal e revolucionário...

    1579  Palavras | 7  Páginas

  • senhora josé de alencar

    A Literatura no vestibular - Senhora - Jose de Alencar Senhora - José de Alencar       RESUMO: O tema deste romance – o casamento por interesse – condiciona sua composição. Ele divide-se em quatro partes, que correspondem às etapas de uma transação comercial: O Preço, Quitação, Posse e Resgate. Fernando Seixas, um rapaz pobre, mas ambicioso quer subir na escala social, é namorado de Aurélia, moça também humilde e órfão de pai. Passando por apuros...

    748  Palavras | 3  Páginas

  • Perfil urbano de Jose de Alencar e an lise de Senhora

    Perfil urbano de Jose de Alencar •Nascimento: Ceará • Estudo: Estudou no Colégio de Instrução Elementar no Rio de Janeiro e formou- se pela Faculdade de Direito, no Largo de São Francisco, São Paulo. • Profissões: Advogado, Redator e Literário. • Destaque na Política: Foi eleito deputado pelo Ceará em 1861 pelo partido conservador, sendo reeleito em quatro legislaturas. Exerceu o cargo de Ministro da Justiça durante o período de 1868 a 1870. • Elogio: Foi aclamado por Machado de Assis como chefe...

    2740  Palavras | 11  Páginas

  • Resumo de livro senhora

    SENHORA” Um Romance Romântico Urbano Resumo da Obra Aurélia Camargo ama Fernando Seixas. Ela tem menos dinheiro que ele. Um dia, ele rompe o noivado com ela por causa de um belo dote de outra moça. A vingança de Aurélia foi maligna: ela recebeu uma herança e, através do seu tio Lemos, propõe um negócio a Fernando Seixas – uma desconhecida lhe pagaria um dote superior ao da outra para que case com ela. Ele, naturalmente...

    1266  Palavras | 6  Páginas

  • A senhora

    INDICADAS PELA COPEVE - UFPI RESUMO DAS OBRAS SENHORA José de Alencar COLÉGIO PRO CAMPUS - “A PAZ ESTÁ NA BOA EDUCAÇÃO” - OBRAS INDICADAS - COPEVE - UFPI “A PAZ ESTÁ NA BOA EDUCAÇÃO” SENHORA José de Alencar LOCALIZAÇÃO DA OBRA NO ESTILO DE ÉPOCA Embora apresente alguns elementos característicos do Realismo, Senhora é um romance basicamente romântico, como mostraremos neste primeiro Item. Dos prosadores românticos da literatura brasileira, Alencar sem dúvida avulta como o mais importante...

    6529  Palavras | 27  Páginas

  • José de Alencar

     José de Alencar Nome: Beatriz Melissa Nº 02 Nome: Douglas Luiz Nº 05 Nome: Eliabe Ribeiro Nº 06 Nome: Joyce Victorio Nº 12 2ºC Nome: Josué Bertulino Nº 13 Nome: Pedro Izidoro Nº 20 Nome: Thalita Melo Nº 31 Introdução José de Alencar é um dos maiores representantes do romantismo no Brasil e um dos principais nomes da literatura nacional. O autor ficou marcado por investir...

    3431  Palavras | 14  Páginas

  • Resumo do livro A Senhora, de José de Alencar

    RESUMO A obra Senhora, de José de Alencar é dividida em quatro partes. A primeira delas, nomeada de “O preço do casamento”, começa descrevendo uma jovem moça chamada Aurélia, rica e frequentadora de bailes da alta sociedade. Aurélia, sendo órfã e recebedora de uma grande fortuna, estava sempre acompanhada de sua parenta D. Firmina e acreditava que todos só se interessavam por ela por causa de sua beleza e do seu dinheiro. Em um baile de costume, Aurélia começou a se questionar sobre sua educação e...

    1367  Palavras | 6  Páginas

  • a senhora

    Wikipédia, a enciclopédia livre. Senhora Autor (es) Brasil José de Alencar Idioma português brasileiro País Brasil Brasil Género Romance Editora B. L. Garnier Formato 2 volumes Lançamento 1875 (1a. edição) ISBN 228, Vol. I (1a. edição) 248, Vol. II (1a. edição) Cronologia ÚltimoÚltimo Ao Correr da Pena O Sertanejo PróximoPróximo Wikisource O Wikisource possui esta obra: Senhora (livro) Senhora é um romance urbano do escritor brasileiro José de Alencar, publicado em 1875, na forma de...

    995  Palavras | 4  Páginas

  • Teste de literatura sobre livros paradidáticos

    TESTE COM BASE NO LIVRO “A MEGERA DOMADA” 1- Disserte sobre o livro “A Megera Domada” de William Shakespeare: (0.1) ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________...

    862  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo do Livro A senhora

    1. Introdução Neste trabalho iremos contar sobre o livro Senhora de José de Alencar escrito em 1875. É um romance que é dividido em quatro partes: Preço, Quitação, Posse e Resgate. O livro conta a historia de Aurélia e Fernando que acontece na cidade de Rio de Janeiro. O trabalho é dividido em: enredo, narrador, personagens, tempo, espaço, conflito, clímax e desfecho. 2. Enredo Aurélia era uma moça pobre órfã de pai, era filha da costureira Emília. Aurélia tinha um irmão chamado Fernandinho...

    1522  Palavras | 7  Páginas

  • Senhora de jose de alencar

    Introdução: José Martiniano de Alencar (Fortaleza, no bairro Messejana, 1 de maio de 1829 — Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 1877) foi um jornalista, político, advogado, orador, crítico, cronista, polemista, romancista e dramaturgo brasileiro. Formou-se em Direito, iniciando-se na atividade literária no Correio Mercantil e Diário do Rio de Janeiro. Foi casado com Ana Cochrane. Era filho do senador José Martiniano Pereira de Alencar, irmão do diplomata Leonel Martiniano de Alencar, barão de Alencar, e pai...

    845  Palavras | 4  Páginas

  • resenha critica do livro senhora

    Senhora José de Alencar nasceu em Messejana, Fortaleza, em 1 de maio de 1829 vindo a falecer no Rio de Janeiro, em 12 de dezembro de 1877. Antes de iniciar sua vida literária, atuou como advogado, jornalista, deputado e ministro da justiça. Viveu até os nove anos numa casinha simples no Sítio Alagadiço Novo, quando seu pai, José Martiniano Pereira de Alencar, foi nomeado Senador e a família mudou- se para o Rio de Janeiro. Seu apelido de criança era Cazuza. Aos 26 anos publicou sua primeira...

    654  Palavras | 3  Páginas

  • Luc Ola Jos De Alencar

    QUESTÕES RETIRADAS DE VESTIBULARES ANTERIORES LIVRO LUCÍOLA, José de Alencar 1. (UFSM-RS) No romance Lucíola, de José de Alencar, Lúcia é seduzida ainda mocinha por um homem devasso, num momento em que precisava de dinheiro para salvar familiares doentes. Expulsa do convívio familiar, começa a viver como uma cortesã caprichosa. Sua regeneração moral começa quando se apaixona por Paulo, mas logo é vitimada por uma doença fatal e morre. Entre as heroínas do Romantismo, não é apenas Lúcia que tem como...

    1613  Palavras | 7  Páginas

  • SENHORA - JOSÉ DE ALENCAR

    A. José de Alencar nasceu em 1° de maio de 1829, em Mecejana, CE, e faleceu dia 12 de dezembro de 1877, no Rio de Janeiro, RJ, viveu numa época em que despertavam novas concepções orientadoras dos estudos lingüísticos, que reagiam, no século XIX, à gramática filosófica ou logicista – dominante nos séculos XVII e XVIII – segundo a qual devia haver harmonia absoluta entre a razão e a língua, sendo esta qualquer coisa de estável, de fixa, regulada pela razão universal. É nesse clima de...

    843  Palavras | 4  Páginas

tracking img