• Resumo renascimento
    pela moderna, tomando valores da sociedade romana (saída da idade média para moderna). Renascimento: sociedade urbana, burguesa, moderna, período feudal, clero, nobre, servo (todo lucro era ta igreja neste período a igreja católica é a instituição mais poderosa, influenciava em tudo, período das trevas...
    814 Palavras 4 Páginas
  • flrestan
    no Brasil foi a Revolução de 1930, que fugiu dos padrões por não representar de fato uma revolução apenas da classe burguesa contra a aristocracia “feudal” nem tampouco se realizou em defesa do industrialismo capitalista contra supostas travas nas relações sociais de produção impostas por uma formação...
    757 Palavras 4 Páginas
  • teoria administracao
    legítimo se foi elaborado por uma autoridade detentora do direito legal de fazê-lo. • Já a legitimidade tradicional se dá com base na crença de que a ordem social estabelecida em mitos e tradições é sagrada. Trata-se do caráter divino que encontramos na sociedade medieval, como justificativa do poder...
    3051 Palavras 13 Páginas
  • O pensamento economico
    estas ideias e os principais fatos socioeconômicos que modificaram estas interpretações, especialmente no período da passagem do feudalismo para o capitalismo. O “justo preço” é um critério moral do valor de uma mercadoria, isto é, o justo preço é o considerado moralmente correto para a compra e venda...
    2853 Palavras 12 Páginas
  • filosogia
    XIX, ao cabo da própria sociologia, também porque nesse tempo o direito já esta assentado em bases estáveis, as mesmas que conhecemos até hoje. O capitalismo já se encontra, nesse período, revestido por instituições políticas e jurídicas burguesas, e o direito já apresenta as principais características...
    2397 Palavras 10 Páginas
  • Carlos Alonso Barbosa
    processos de desenvolvimento identificáveis em cada país. A supremacia da história como elemento explicativo é atestada concretamente. Os rumos do capitalismo na Inglaterra do século XVIII, então a maior potência colonial do mundo, e na América Latina do século XX, com sua economia subordinada em âmbito...
    83113 Palavras 333 Páginas
  • SOCIOLOGIA CLÁSSICA
    Europa até 1870. Trouxe consigo a destruição da velha ordem feudal (forma de ordem social, econômica e política da idade média, em que o poder real, era dividido entre os nobres, tomando por base o poderio territorial) e a consolidação do capitalismo (supremacia do capital ou do dinheiro) estruturada sobre...
    652 Palavras 3 Páginas
  • Surgimento e grandes mestres
    Sociologia, que é a partir daí que ela passa a ser considerada uma ciência.  Já Max Weber, escreveu o estudo sobre a ética protestante e o espírito do capitalismo. 1. SURGIMENTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS A sociologia surgiu no século XVIII, em meio duas grandes revoluções: a Revolução Industrial e a Revolução...
    5704 Palavras 23 Páginas
  • Bacharel em direito
    Conservadores Liberais Econômico Liberal Social (socializante) Srs Feudais [Rei] Estado Absoluto (Cent.) Reinos Ideia de SOBERANIA Cidade Estado Impérios Soberania interna: Srs. feudais Civitas Igreja Soberania externa: povo ------------------------------------------------------ ...
    1337 Palavras 6 Páginas
  • Resenha: O manifesto do Partido Comunista
    para gerir todos os interesses dos burgueses. A burguesia era também uma classe revolucionária, pois onde conquistou o poder, destruiu as relações feudais, patriarcais e idílicas, acabando com o sentimentalismo que envolvia as relações familiares e transformando-as em relações monetárias, criando assim...
    1673 Palavras 7 Páginas
  • sistema capitalista
    do Mercantilismo que nasceu o sistema capitalista, triunfante com a Revolução Francesa e com a chamada Revolução Industrial. E com o fim de toda ordem feudal, na Revolução Francesa, os antigos artesãos perderam seus meios de defesa, quando a Revolução extinguiu o seu feudo econômico, as Corporações, que...
    841 Palavras 4 Páginas
  • Fichamento Marx e Engels, Karl e Friedrich. O manifesto comunista.
    em somente duas classes de oposição. A burguesia e o proletariado. Com terras novas sendo descobertas a cada momento depois da surgiu a sociedade feudal com suas organizações bem fechadas sobre as colonias, que foi abandonada pela manufatura que por sua vez também não deu conta de sua função sendo substituida...
    1989 Palavras 8 Páginas
  • Figuras do Estado Moderno
    civil-burguesa pode ser definida, quanto ao seu surgimento, como o resultado social da generalização das relações mercantis e do desenvolvimento do capitalismo. Este processo é um movimento de liquidação da economia doméstica autárquica. Outra perspectiva seria que a partir da divisão entre público e privado...
    2315 Palavras 10 Páginas
  • Linhas gerais sobre a evolução do pensamento econômico
    do feudalismo (Alta Idade Média - séc. V a XI); * 2ª fase: dissolução do feudalismo e início do capitalismo (Baixa Idade Média - séc. XI a XV); * 3ª fase: formação do mercantilismo ou capitalismo comercial (Idade Moderna - séc. XV a XVIII); * 4ª fase: liberalismo (Início da Idade Contemporânea...
    4584 Palavras 19 Páginas
  • Max weber (a sociologia alemã)
    seu ídolo. (seja ele um cantor, ou até mesmo um líder religioso). Ação Racional Baseada em Valores: Não é movido pela tradição, mas por valores de ordem ética e/ou religiosa. Exemplo: Alguém que dá tudo que tem às instituições de caridade, sem se preocupar com o fato de que agindo assim, possa cair na...
    536 Palavras 3 Páginas
  • Sociologia cpa
    Objetivos da sociologia O entendimento da visão social humana. 1.2 Ideais que contribuíram para o surgimento da Sociologia A consolidação do capitalismo (indústria, comercio, e parte financeira). 1.3 A revolução cientifica de Isaac Newton A revolução cientifica foi criada por Alexandre Koyré. Uma...
    2500 Palavras 10 Páginas
  • Marxismo e educação
    enriquecimento das metrópoles. A segunda fase está presente com uma grande onda revolucionaria, destacando a revolução industrial que consolidou o capitalismo e a revolução francesa que colocou no poder a burguesia, destronando a nobreza e o clero. Na biografia de Karl Heinrich Marx, importante pensador...
    6579 Palavras 27 Páginas
  • A Revolução Francesa
    dominantes não perceberam que essa reforma era para salvar a si próprio do regime e quando viram já era tarde. A sociedade Na França existiam duas ordens privilegiadas o clero e a nobreza, que estavam isentas de quase todos os impostos e participavam de cargos públicos importantes eles apoiavam o antigo...
    1670 Palavras 7 Páginas
  • Revoluçao industrial
    DESDOBRAMENTOS SOCIAIS   A produção manual que antecede a industrial conheceu duas etapas bem definidas, dentro do processo de desenvolvimento do capitalismo: O artesanato foi a forma de produção característica da Baixa Idade Média, durante o renascimento urbano e comercial, sendo representado por uma...
    1129 Palavras 5 Páginas
  • A crise no sistema feudal
    III, e às quais denominamos feudalismo. As relações de produção se baseavam no trabalho servil prestado fundamentalmente nas terras dos "senhores feudais": os nobres e os elementos da lata hierarquia da Igreja Católica. O crescimento da população, verificando entre os séculos XI e XIV, foi extraordinário...
    453 Palavras 2 Páginas