Os Prefixos E Sufixos São Morfemas artigos e trabalhos de pesquisa

  • morfemas

    Morfemas são as partes de uma palavra, é a menor partícula significativa da língua portuguesa. Quando analisamos uma palavra morfologicamente, ou seja, quando analisamos a sua forma, podemos separar as partes desta palavra, seus morfemas. Chamam-se morfemas: RAIZ, RADICAL, DESINÊNCIA, VOGAL TEMÁTICA, TEMA e AFIXOS. Em uma palavra como SOL temos apenas um morfema, mas já na palavra ensolação, podemos encontrar três: en+sol+ação. Neste caso, SOL seria a RADICAL da palavra, EN seria o PREFIXO e AÇÃO...

    1482  Palavras | 6  Páginas

  • Classificação dos morfemas

    “Classificação dos morfemas” de Valter Kehdi, responda: 1. Quais os tipos de morfemas do português? Radical, afixos (prefixos e sufixos), desinências nominais (de gênero e de número), desinências verbais (modo temporal e número pessoal) e vogal temática (nominal e verbal). 2. Comente sobre as duas diferenças entre prefixos e sufixos? 1 - Diferença Os prefixos são antepostos ao radical enquanto os sufixos são pospostos a ele. 2 - Diferença-O acréscimo de um prefixo não contribui para...

    659  Palavras | 3  Páginas

  • prefixos e sufixos

    refixos e Sufixos    PREFIXOS E SUFIXOS Existem elementos que servem para formar outras palavras, a partir de um radical comum: são os prefixos e os sufixos. São muito importantes, pois formam as palavras derivadas. Os afixos (assim se chamam os prefixos e os sufixos) são portadores de importante parcela do significado de uma palavra. Com tais elementos podemos alterar o significado inicial de uma palavra. Em português, usamos afixos que vieram do latim, do grego e outros que são da própria língua;...

    2354  Palavras | 10  Páginas

  • Derivação Sufixal: Os sufixos formadores de substantivos

    Derivação Sufixal: Os sufixos formadores de substantivos Por Adriana Vasileva O estudo apresentado trata os processos de derivação sufixal e principalmente para os sufixos formadores de substantivos. O objeto desse estudo é esclarecer os diferentes casos em que ocorrem os processos de sufixação e entender a importância na gramática portuguesa. Todos os exemplos usados são tirados do livro Inveja de Zuenir Ventura. 1. Introdução Na linguística...

    1307  Palavras | 6  Páginas

  • Morfemas do Português

    Morfemas do Português- Valter Kehdi O autor inicia seu livro dizendo que a língua é o resultado de evoluções ocorridas ao longo dos séculos, podendo ser enfocada de dois pontos de vista diferentes: fixadas no estado atual, com preocupações marcadamente descritivas ou procurar compreender o processo evolutivo, acompanhando-a desde as mais antigas fases até hoje, que se torna tanto realizável quanto mais se dispor de documentos escritos da língua em questão. ...

    1528  Palavras | 7  Páginas

  • Morfemas do Portugues

    Morfemas do Português, de Valter Kehdi, Ática Depreensão dos morfemas Análise dos elementos formadores da palavra Falávamos Falava Falava Falara Fala Chora Classificação dos morfemas Radical O radical corresponde ao elemento irredutível e comum às palavras de uma mesma família. FERRO / FERREIRO / FERRADURA Cuidado: evita-se a designação raiz, por estar vinculada à perspectiva diacrônica (ver p. 27) Afixos Morfemas que se anexam ao radical para mudar-lhes o sentido: FAZER...

    744  Palavras | 3  Páginas

  • principais sufixos e prefixos em ingles

    inglês, assim como em português, temos o recurso do prefixo (prefix, em inglês), e em ambas as línguas, sua definição e seu uso é bem semelhante. Para começar, um prefixo é uma forma de afixo (affix). Afixos são morfemas, ou seja, partículas que são adicionadas às palavras para modificá-las. As duas outras formas de afixo são o sufixo (suffix) e o infixo (infix), aplicadas ao final e meio das palavras, respectivamente. Naturalmente, prefixo é o morfema que transforma o significado de determinada palavra...

    501  Palavras | 3  Páginas

  • prefixos e sufixos latinos e gregos

    RAFAELA VILALBA GALEANO PREFIXOS E SUFIXOS LATINOS E GREGOS CAMPO GRANDE, 29 DE OUTUBRO DE 2014. RAFAELA VILALBA GALEANO PREFIXOS E SUFIXOS LATINOS E GREGOS CAMPO GRANDE, 29 DE OUTUBRO DE 2014. PREFIXOS Os prefixos são morfemas que se colocam antes dos radicais basicamente a fim de modificar- lhes o sentido; raramente esses morfemas produzem mudança de classe gramatical. Os prefixos ocorrentes em palavras portuguesas se originam do latim e do grego, línguas em que funcionavam como preposições...

    1650  Palavras | 7  Páginas

  • Prefixos e sufixos

    Página PrincipalResumos de LivrosTrabalhos ProntosContatoPágina Principal Biblioteca Português Prefixos e Sufixos Não Encontrou? Pesquise Aqui! Prefixos e Sufixos Escrito por SOS Estudante.com Prefixos gregos Exemplos Prefixos latinos Exemplos Sentidos a-,an- ateu, anarquia des-,in- desnecessário, infeliz negação anfi- anfíbio ambi- ambivalente duplicidade apo- apogeu ab- abjurar afastamento...

    567  Palavras | 3  Páginas

  • Prefixos e Sulfixos da Língua Inglesa

    PREFIXOS E SUFIXOS DA LÍNGUA INGLESA Luciano Rodrigues Lima Professor Titular da Universidade do Estado da Bahia Professor Adjunto da Universidade Federal da Bahia APRESENTAÇÃO A língua inglesa, derivada do tronco indo-europeu, do ramo teutônico, é flexional, isto é, forma novas palavras através dos processos de prefixação e sufixação. O estudo dos afixos (prefixos e sufixos), uma vez que os infixos são quase inexistentes em inglês, a não ser na linguagem coloquial ou poética, reveste-se...

    1639  Palavras | 7  Páginas

  • Tipos de Morfemas

    Morfemas Aditivos Como o próprio nome o indica, os morfemas aditivos são segmentos que se ligam a um núcleo, ou seja, a um radical. Em nossa língua, são os morfemas mais produtivos. De acordo com Evanildo Bechara, em sua Moderna Gramática Portuguesa (2001), os morfemas aditivos são representados por: 1. prefixos: anteposição à base lexical: pôr-repor; quieto-inquieto 2. sufixos, interfixos e desinências: posposição à base lexical 3. infixos: intercalação no interior da estrutura da base 4. circunfixos:...

    730  Palavras | 3  Páginas

  • Morfema

    que é um morfema? Morfema é a menor partícula com significado existente de uma palavra, e que se reunida a um radical lhe confere um sentido diferente do anterior. Os morfemas podem ser classificados em dois grupos: Morfemas Gramaticais e Morfemas Lexicais. Os morfemas gramaticais são aqueles que possuem um significado interno à sua estrutura, são os afixos, preposições, artigos, conjunções e indicam gênero, número e tempo verbal da palavra. Por exemplo: Correr, Corrida, Corrimão. O morfema lexical Cor é...

    585  Palavras | 3  Páginas

  • PREFIXOS

    PREFIXOS LATINOS Prefixos Significados Exemplos AB- ABS afastamento; separação abuso,abster-se, abdicar AD- A aproximação; tendência; direção adjacente, adjunto, admirar, agregar AMBI duplicidadeambivalência, ambidestro ANTE posição anterior antebraço, anteontem, antepor BENE- BEN- BEMbem; muito bom benevolência, benfeitor, bem-vindo, bem-estar BIS- BI duas vezes bisavô, biconvexo, bienal, bípede, biscoito CIRCUM- CIRCUN ao redor; movimento em torno circunferência,circum-adjacente CONTRA...

    1052  Palavras | 5  Páginas

  • Morfemas

    4-C O vocábulo é definido por morfológico ou formal. As unidades formais são unidades livres, presas ou dependentes. Formas livres: Constituem uma seqüência que pode funcionar isoladamente como comunicação suficiente. ex: luz, cachorro, etc. Formas presas: Seqüência que só funciona ligada a outras. ex: o 'pro' de proscrever; o 'in' de infeliz; etc. Formas dependentes: É uma forma que não é livre, porque não pode funcionar isoladamente como comunicação suficiente, mas também não é presa...

    508  Palavras | 3  Páginas

  • MORFOLOGIA 2

    das palavras em seus diferentes usos e construções. A morfologia trata das estruturas internas das palavras e dos seus constituintes significativos mínimos ou morfemas, sendo o Morfema a menor sequência de sons com significado. As palavras, ao contrário do que possa parecer, não correspondem às menores unidades gramaticais da língua. Estas são a associação do significante do signo linguístico (expressão sonora) e do significado de cada uma delas. MORFOLOGIA No âmbito...

    1166  Palavras | 5  Páginas

  • Neologismos na lingua escrita

    falada e que posteriormente são introduzidos na escrita de acordo com a necessidade de cada falante que as formam a partir de um morfema lexical ou radical e um afixo. Como as línguas são vivas, se renovam a cada dia contribuindo assim para a criação de novas palavras no léxico as quais se denominam neologismo. Esse ampliamento da língua ocorre principalmente por mecanismos como a derivação e a composição de palavras, além do empréstimo. Na comunicação brasileira são constantes as criações neológicas...

    995  Palavras | 4  Páginas

  • Estrutura E Formacao De Palavras1

    suicidadãos Principais MorfemasPrefixoSufixo • Radical Morfemas que constituem a palavra Língua frases significado significante palavras fonemas Fonemas = menores unidades sonoras de uma palavra. Ex: fixo - /f/ /i/ /k/ /s/ /o/ Unidades de ordem morfológica Ex: pedr a em pedr ado pedr eira (...) pedr egulho Classificação dos morfemas 1- Radical – base significativa da palavra. Palavras que contêm um núcleo significativo comum – pertencem à mesma família – são chamadas COGNATAS. Ex: lua...

    988  Palavras | 4  Páginas

  • ESTRUTURA E FORMAÇÃO DAS PALAVRAS

    menores, chamadas de elementos mórficos.   Exemplo: gatinho – gat + inho Infelizmente – in + feliz + mente   ELEMENTOS MÓRFICOS Os elementos mórficos são: Radical; Vogal temática; Tema; Desinência; Afixo; Vogais e consoantes de ligação.   RADICAL O significado básico da palavra está contido nesse elemento; a ele são acrescentados outros elementos.   Exemplo: pedra, pedreiro, pedrinha.   VOGAL TEMÁTICA Tem como função preparar o radical para ser acrescido pelas desinências...

    1460  Palavras | 6  Páginas

  • Dicas sobre estrutura dos vocábulos

    revisão do assunto proposto. 1º DESAFIO a.( ) Morfemas são as menores unidades significativas sobre as quais se estruturam os vocábulos. b.( ) Os fonemas e as sílabas são, portanto, os elementos estruturais chamados morfemas. c.( ) Radical e raiz, em morfologia, referem-se ao mesmo elemento mórfico. d.( ) Cognatos são os vocábulos que procedem do mesmo radical ou raiz. RESPOSTAS & COMENTÁRIOS a) J Certo. Os vocábulos são formados por morfemas: elementos mórficos ou estruturais que agregam ...

    1438  Palavras | 6  Páginas

  • ESTRUTURA DA PALAVRA

    Sociólogo Herbert de Sousa afirmou que “não basta estancar” o quadro de miséria no país, mas é preciso revertê-lo. “É preciso reverter isso, senão aqui será um pais invivível”,afirmou inventando uma palavra nova para descrever a situação. Folha de São Paulo, 10/5/1995. O sociólogo criou um neologismo, uma palavra nova: invivível. Consultando o exemplo 1 essa palavra realmente não faz parte de nosso idioma. Se fizesse, deveria aparecer,pela ordem alfabética,antes de invocação. Apesar de invenção...

    1701  Palavras | 7  Páginas

  • Prefixos e Sufixos

    Prefixos e sufixos Através do estudo da morfologia de uma língua, pode-se perceber a flexibilidade da mesma. Através dos afixos, podemos criar novas palavras e mudar o sentido destas. A vantagem de se estudar a morfologia, é que mesmo sem saber o significado da palavra, pode-se identificar a classe gramatical da mesma, o que facilita bastante a compreensão textual.  AFFIXATION: É a adição de prefixos e sufixos. Ex: pleasure - unpleasure, war – anti-war Os Sufixos têm a função de modificar...

    959  Palavras | 4  Páginas

  • FICHAMENTO

    STEINBERG, Martha. São Paulo: Ática, 1985. Morfologia Inglesa – Noções Introdutórias. 1- Noções Introdutórias “Na morfologia de um idioma averiguamos as formações ou unidades, que são os componentes carregados de significado. Os fonemas, que apenas distinguem significados, numa sequência própria de cada idioma, encadeiam-se para formar os morfemas.” “Os morfemas, por sua vez, formam palavras, que se combinam em frases; estas, em sentenças, que compõem parágrafos, que no seu conjunto são um discurso.”...

    1052  Palavras | 5  Páginas

  • Estudo dirigido

    1.De acordo com o texto “ Classificação de Morfemas “ de Valter Hehdi, responda: 01-Quais os tipos de morfemas/morfes do português? Há duas distinções dos morfemas: o léxico e o gramatical. O lexical é quando se refere ao mundo psicológico. O radical é o seu único morfema; já o gramatical se refere ao sistema da língua a que pertence. Está dividido em vogal temática e afixos. 02-Comente sobre as duas diferenças entre prefixos e sufixos. Sufixo são os afixos que vem depois do radial, sendo nominais...

    737  Palavras | 3  Páginas

  • Estudos Linguísticos II

    Estudos Linguísticos II - Profª. Márcia Regina Marchezan - UNIGRAN MORFEMAS LEXICAIS Aula 06 Caro(a) aluno (a), A sexta aula está começando. O avanço em busca de informações para serem transformadas em conhecimentos está se processando, não é mesmo? Percebe que está vencendo etapas dia a dia? Nesta aula, o foco de nossos estudos estará voltado para os Morfemas Lexicais e para o Léxico da Língua Portuguesa. Veremos os constituintes imediatos dos vocábulos e o que estuda a Morfonologia...

    1707  Palavras | 7  Páginas

  • Morfologia

    Classes morfológicas capa . acima . mapa C lassificar morfemas e palavras é uma tarefa complexa que talvez nunca chegue a um resultado satisfatório. Para começar, é preciso entender que as classificações não são boas em si, mas quando adequadas a um determinado fim. Uma boa classificação para uma finalidade não invalida outra, igualmente boa, que atende outra necessidade. Estudando os morfemas e palavras da língua portuguesa, encontramos vários pontos de vista que poderiam gerar classificações...

    5419  Palavras | 22  Páginas

  • Estrutura e formação das palavras

    ou palavras cognatas. Afixos São morfemas que se agregam ao radical modificando seu sentido básico. Quando são colocados antes do radical, chamam-se prefixos; quando são colocados depois do radical, chamam0se afixos. Veja: Em tard ecer prefixo radical sufixo ...

    581  Palavras | 3  Páginas

  • Estrutura

    in + explic + ável negação significado possibilidade Morfemas unidades mínimas de significação, forma as palavras. RADICAL contém o significado básico da palavra. Ex. dúvida , duvidosa, indubitável, duvidinha AFIXOS São morfemas que se juntam ao radical para , a partir dele, formar novas palavras. PREFIXOS Quando aparecem antes do radical. Ex. Relembrar SUFIXOS Quando aparecem após o radical. Ex. duvidOSA DESINÊNCIAS São morfemas que se juntam ao final das palavras para indicar as flexões...

    532  Palavras | 3  Páginas

  • Prefixos e Sufixos

    PREFIXOS E SUFIXOS 1. Laparotomia: é uma manobra cirúrgica que envolve uma incisão através da parede abdominal para aceder á cavidade abdominal. É também conhecida como celiotomia. Em uma laparotomia diagnóstica, a natureza da doença é desconhecida, e a laparotomia é necessária para identificar a causa. Na laparotomia terapêutica, uma causa foi identificada (por exemplo: úlcera péptica, câncer de cólon) e o procedimento é requerido para a sua terapia. Geralmente, somente a laparotomia diagnóstica...

    1520  Palavras | 7  Páginas

  • Resenha - o homem da areia

    categoria gramatical. EX. adjetivo belo>substantivo beleza ≠ adjetivo feio>substantivo *feieza. Há também muitas formações recorrentes. EX. sutileza; tristeza. 10.1_Elementos constitutivos: Bases→morfemas lexicais e Afixos→morfemas gramaticais. Existem palavras constituídas apenas de morfemas gramatical ou funcional (pronomes, conjunções, preposições, artigos). Não constituem bases para formação de novas palavras. Podem apenas receber afixos flexionais (eles, elas). •Base: Forma da qual...

    950  Palavras | 4  Páginas

  • Morfologia

    nome de morfemas. CLASSIFICAÇÃO DOS MORFEMAS O morfema govern é comum a todas as palavras observadas anteriormente, ou seja, é o radical. Radical - morfema comum às palavras que pertencem a uma mesma família de significado; é a parte da palavra responsável pela sua significação principal. As palavras que pertencem a uma mesma família, chamamos cognatos. Os morfemas capazes de mudar o sentido do radical a que são anexados recebem o nome de afixos. Existem dois, os prefixos (colocados...

    2282  Palavras | 10  Páginas

  • morfologia

    básico. E a ele são acrescentados os demais elementos. Essência da palavra Livr = radical da palavra Terr = radical Serr = radical Livro Terra Serra Livreiro Terreiro Serrote Livraria Terraço Serragem Livrinho Afixos São elementos que se juntam ao radical pra formar novas palavras. Prefixos: É o afixo que...

    715  Palavras | 3  Páginas

  • Morfologia

    e palavra-marcação. Por um lado, morfologia examina o que significa relação- navios entre as palavras e as formas de que estas ligações estão indicados. em a morfologia, outro examina como gram- reiationships matemáticos entre as palavras são marcada. Idiomas diferentes [Foco nos dife- diferentes relações palavra, e eles fazem usar df diferentes padrões de marcação. fluxo...

    4693  Palavras | 19  Páginas

  • Celulas

    divididas em unidades menores, a que damos o nome de elementos mórficos ou morfemas. Vamos analisar a palavra "cachorrinhas": Nessa palavra observamos facilmente a existência de quatro elementos. São eles: cachorr - este é o elemento base da palavra, ou seja, aquele que contém o significado. inh - indica que a palavra é um diminutivo a - indica que a palavra é feminina s - indica que a palavra se encontra no plural Morfemas: unidades mínimas de caráter significativo. Obs.: existem palavras que...

    1890  Palavras | 8  Páginas

  • Sufixo e prefixos em inglês

    PREFIXOS E SUFIXOS A morfologia ocupa um lugar importante no inglês técnico e científico. Muitas palavras são formadas pelo acréscimo de uma partícula antes (prefix) ou depois (suffix) de sua raiz (root). Formação de palavras por sufixação e prefixação (Palavras Cognatas) Formação de palavras por sufixação I – Sufixos formadores de substantivos 1. Os sufixos mais comuns que formam substantivos de verbos são –er, -or e – ar, que significam “a pessoa ou a coisa...

    2134  Palavras | 9  Páginas

  • Vocábulos

    Vocábulo gramatical Morfema gramatical é o instrumento gramatical que representa um contexto semântico específico interno à enunciação. Possuem significação interna à estrutura gramatical. Os morfemas gramaticais são os artigos, os afixos, as preposições, as conjunções, além de indicar o gênero, o número, os tempos verbais (morfemas flexionais). Exemplo: Observando o vocábulo casa e suas variações, pode-se identificar os morfemas gramaticais do seguinte modo: o morfema lexical do vocábulo “casa”...

    1055  Palavras | 5  Páginas

  • Lingüística aplicada ao português: morfologia

    Lingüística Aplicada ao Português: Morfologia. Silva, Maria Cecília Perez De Souza e / Koch, Ingedore Grunfeld Villaça. Lingüística Aplicada ao Português: Morfologia, 7.ed.--São Paulo: Cortez, 1994. 72 p. O livro “Lingüística Aplicada ao Português”: Morfologia é subdividido em cinco capítulos, sendo que, o resumo consta a partir do capítulo 2. Princípios da Análise Mórfica. A obra tem como objetivo básico, nos apresentar uma compreensão significativa...

    2845  Palavras | 12  Páginas

  • microeconomia

    Palavras simples (não se dividem em unidades menores, ou seja, não têm prefixos ou sufixos). Exemplo: bela, simples, modo, moda, cabelo, preso. 4. Palavras compostas (palavras formadas a partir de duas ou mais palavras). Exemplo: planalto, guarda-chuva, pé-de-moleque. Estrutura das palavras, vamos relembrar? As palavras são constituídas por morfemas, que são as pequenas unidades significativas que compõem uma palavra. Cada um dos morfemas tem nome e função na estrutura da palavra. Radical: o principal ...

    1329  Palavras | 6  Páginas

  • Estrututa e formação de palavras

    ESTRUTURA – FORMAÇÃO DAS PALAVRAS Prof. Flaverlei A. Silva Morfemas/Elementos Mórficos Co-lateral / Co-seno / Co-tangente / Co-operar • Morfemassão as unidade mínimas significativas da palavra. (do grego morphé = forma) Radical – afixo – desinência – vogal temática – vogal e consoante de ligação. • Radical – É o corpo da palavra, seu esqueleto. Tem o significado básico. A ele são acrescentadas outras partes. Lat-eral co-lat-eral lat-eralidade Moral-ista; moral-ismo;...

    1465  Palavras | 6  Páginas

  • Formação das Palavras

    Pág. 03 2. Morfemas Pág. 04 3. Prefixos e sufixos Pág. 05 4. Processos de formação das palavras Pág. 07 5. Conclusão Pág. 09 6. Bibliografia Pág. 09 Introdução A Morfologia é o estudo da estrutura, da formação e da classificação das palavras. A peculiaridade da morfologia é estudar as palavras olhando para elas isoladamente e não dentro da sua participação na frase ou período. As palavras são compostas por unidades...

    1752  Palavras | 8  Páginas

  • Raiz ou Radical

    sem o prefixo ou sufixo. É a parte invariável do vocábulo. O radical irmana as palavras da mesma família e lhes dá uma base comum de significação. É o termo tradicionalmente usado para designar o que antes se denominava morfema lexical. As outras formas resultam da ligação ao radical de certos elementos que podem ser uma desinência, um afixo, seja este um sufixo ou um prefixo, ou uma vogal temática. A essas unidades mínimas de significação foi dada acima a denominação conjunta de morfemas gramaticais...

    1756  Palavras | 8  Páginas

  • Morfologia, formação de palavras

    O morfema e a palavra Valor e função dos morfema Já nos referimos à oposição que permite estabelecer uma primeira grande divisão dos morfemas: os lexicais, denominados lexemas; e os gramaticais, denominados gramemas. O lexema é uma unidade mórfica que implica significados, distribuição e peculiaridades. É um pressuposto para a ocorrência de prefixos e sufixos; semanticamente, comporta significados que o relacionam com uma realidade extralingüística.  Os gramemas, cujo número é limitado...

    1237  Palavras | 5  Páginas

  • morfossintaxe

     FACULDADE NOSSA CIDADE LETRAS INGLÊS/PORTUGUÊS TURMA: 2º/3° PERÍODO: MATUTINO ALINE DA SILVA ALMEIDA Valter Khedi Morfemas do Português Carapicuíba - SP Maio/2014 Aline Da Silva Almeida RA: 10656 Resumo: Valter Khedi Morfemas do Português Trabalho apresentado à disciplina Morfossintaxe, do curso de Letras, da FNC – Faculdade Nossa Cidade, sob a orientação do Professor mestre:...

    1635  Palavras | 7  Páginas

  • BIOLOGIA

    mórfica os seguintes elementos: a) Prefixo, radical b) Sufixo, radical c) Radical, sufixo d) Prefixo, radical, sufixo. e) Radical, vogal de ligação, sufixo. 10) Dentre as alternativas abaixo, assinale aquela em que ocorrem dois prefixos que dão ideia de negação: a) Impune, acéfalo. b) Pressupor, ambíguo c) Anarquia, decair. d) Importar, soterrar e) Ilegal, refazer. 11) Assinale a alternativa em que todas as palavras são formadas pelo prefixo da palavra “imigrante”: a) Importação...

    924  Palavras | 4  Páginas

  • morfologia

    Morfologia O termo morfologia vem da palavra morfema. Morfema, de acordo com a definição do dicionário Aurélio, é o elemento que confere o aspecto gramatical ao semantema, relacionando-o na oração e delimitando sua função e seu significado. Semantema, por sua vez, é o elemento que encerra o significado de uma palavra. Exemplo: agrad-, no caso de agradar, agradável, agradecido, agrado, agradavelmente. É definido também como o “radical” da palavra, a raiz, a parte imutável da palavra. Logo...

    1390  Palavras | 6  Páginas

  • estrutura e formação de palavras

    ESTRUTURA DAS PALAVRAS As palavras são compostas por unidades e podem ser decompostas emelementos menores, chamados de morfemas ou elementos mórficos. Cada elemento mórfico (ou morfema) recebe um nome especial e exerce uma função específica na estrutura da palavra. 1 RADICAL Radical é o elemento responsável pelo significado básico das palavras. É um elemento que normalmente não se altera. Quando várias palavras possuem o mesmo radical, são chamadas de cognatas ou palavras damesma família...

    1238  Palavras | 5  Páginas

  • flexao e derivação

    outra já existente por acréscimo de afixos (prefixos e sufixos). O tema abordado “Flexão e derivação” foram desenvolvidos baseados nas ideias e teorias de autores como Carlos Alexandre, Câmara Júnior, Evanildo Bechara, Ingedore Koch, Maria Cecília entre outrosque facilitou o processo de leitura e compreensão do tema proposto. Câmara Jr. (1985, p.92) define o processo derivacional como sendo a “estrutura de um vocábulo, na base de outro por meio de um morfema que não corresponde a um vocábulo e introduz...

    2528  Palavras | 11  Páginas

  • morfologia

    MORFOLOGIA DA LÍNGUA PORTUGUESA Em linguística, Morfologia é o estudo da estrutura, da formação e da classificação das palavras. O termo morfologia vem da palavra morfema. Morfema, de acordo com a definição do dicionário Aurélio, é o elemento que confere o aspecto gramatical ao semantema, relacionando-o na oração e delimitando sua função e seu significado.  Semantema, por sua vez, é o elemento que encerra o significado de uma palavra. Exemplo: agrad-, no caso de agradar, agradável...

    1741  Palavras | 7  Páginas

  • INTERFACE MORFOLOGIA E SINTAXE EM TENETEHÁRA

    língua 2.2. Prefixos absolutivos e nominativos 2.2.1. Contextos de ocorrência dos prefixos absolutivos 2.2.2. Contextos de ocorrência dos prefixos nominativos 2.3. Função dos prefixos {ze-} e {mu-} 2.3.1. Contextos de co-ocorrência dos prefixos {ze-} e {mu-} 2.4. Morfemas de tempo 2.5. Morfemas de negação 2.6. Resumo do capítulo CAPÍTULO 3 INERGATIVIZAÇÃO E TRANSITIVIZAÇÃO EM TENETEHÁRA 3.1. O fenômeno da Inergatividade 3.2. Inergatividade em Tenetehára 3.3. Estatuto do prefixo causativo...

    15933  Palavras | 64  Páginas

  • Glossário

     Glossário da Obra: ROCHA. Luiz Carlos de Assis. Estruturas Morfológicas do Português. 2. Ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2008 Estudos da morfologia – Definir as novas palavras que os falantes podem formar, ou mais, especificamente, as regras através das quais as palavras são formadas. A morfologia e os estudos linguísticos – É um ramo autônomo da linguística, com regras especificas, não coincidentes...

    4461  Palavras | 18  Páginas

  • prefixo e sufixos

    ensino fundamental, e o trabalho com listas de prefixos e sufixos, em uma forma completamente descontextualizada é observada na maioria dos exemplares. Alguns livros ainda exemplificam e trabalham a parte morfológica quando tratam dos sufixos. Tendo em vista que o conhecimento dos afixos é um recurso que visa aprimorar a capacidade leitora e de produção textual do estudante, o seguinte trabalho tem como proposta trabalhar os prefixos e sufixos mais utilizados na Língua Portuguesa através de...

    963  Palavras | 4  Páginas

  • Morfologia

    8 Edmon Neto de Oliveira Morfologia – Processo de formação de palavras – Radicais, prefixos e sufixos e-Tec Brasil – Português Instrumental META OBJETIVOS 124 Abordar os aspectos morfológicos da língua. Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: 1. identificar os processos de formação de palavras; 2. identificar significados de radicais, prefixos e sufixos de origem grega e latina. Caro aluno, conhecer os processos de formação das palavras possibilita compreendê-las...

    3928  Palavras | 16  Páginas

  • estrutura e formações das palavras; noçoes léxicas

    = in + feliz + mente  ELEMENTOS MÓRFICOS Os elementos mórficos são: 1. Radical; 2. Vogal temática; 3. Tema; 4. Desinência; 5. Afixo; 6. Vogais e consoantes de ligação. RADICAL  O significado básico da palavra está contido nesse elemento; a ele são acrescentados outros elementos. Exemplos: pedra, pedreiro, pedrinha.  Palavras que contêm um núcleo significativo comum – pertencem à mesma família – são chamadas COGNATAS. Exemplos: lua luar lunático enluarada VOGAL...

    1349  Palavras | 6  Páginas

  • Resumo sobre formação de palavras

    é definida como uma unidade acentual, um conjunto marcado por um só acento tônico. Mas, existem unidades acentuais que não são palavras, portanto esse critério fonético revela-se parcial e insuficiente para definir o termo palavra. Ex. proposto: com o chinelo (a expressão apresenta apenas um acento tônico, mas não é apenas uma palavra). Palavra e homonímia: Homonímias são as formas lingüísticas de mesma estrutura fonológica, porém inteiramente distintas quanto ao ponto de vista significativo....

    2276  Palavras | 10  Páginas

  • Prefixos E Sufixos Em Ingl S

    Prefixos e Sufixos em Inglês A morfologia ocupa um lugar importante no inglês técnico e científico. Muitas palavras são formadas pelo acréscimo de uma partícula antes (prefixo) ou depois (sufixo). 1. Os sufixos mais comuns que formam substantivos de verbos são –er, -or e – ar, que significam “a pessoa ou a coisa que faz”. Exemplo: - programmer (programador) – do verbo “to program” - navigator (navegador) – do verbo “to navigate” - liar (mentiroso) – do verbo “to lie” - worker (trabalhador) – do...

    1113  Palavras | 5  Páginas

  • atividade estruturada morfologia

    1- Tomando por base os conceitos, aponte de que forma as palavras abaixo são estruturadas, se por flexão ou por derivação. É interessante que você possa analisar e descrever cada uma delas. Cantamos: flexão de número marcada por MOS, 3º pessoa plural. Incomum: derivação prefixal cujo radical da palavra é COMUM e foi acrescentado o prefixo de negação IN. Tristíssimo: derivação por sufixo. Radical TRIST + sufixo ISSIMO que indica grau superlativo. Coelha: flexão de gênero. Radical COELH...

    524  Palavras | 3  Páginas

  • as estruturas das palavras

    em unidades menores, a que damos o nome de elementos mórficos ou morfemas. Vamos analisar a palavra "cachorrinhas": Nessa palavra observamos facilmente a existência de quatro elementos. São eles: cachorr - este é o elemento base da palavra, ou seja, aquele que contém o significado. inh - indica que a palavra é um diminutivo a - indica que a palavra é feminina s - indica que a palavra se encontra no plural Morfemas: unidades mínimas de caráter significativo. Obs.: existem palavras...

    788  Palavras | 4  Páginas

  • Trabalho morfossintaxe

    o morfema, até a unidade maior, a palavra. a) Historia – Os estudos gregos latinos influenciaram a gramática da língua portuguesa, assim como outras línguas neolatinas, na Grécia Clássica a Morfologia era utilizada para analise lógico das proposições, buscando uma precisão entre som e palavra e sua formação, sendo o ponto de partida a palavra, divididas em unidades mínimas de significados que são os morfemas. b) Estrutural: Morfemas não são nem os fonemas (som) nem as sílabas, são unidades...

    787  Palavras | 4  Páginas

  • O Desenvolvimento Da Consci Ncia Morfol Gica Em Crian As De Cinco Anos

    1988; Rosa, 2003) tem incidido sobre a sensibilidade da criança a dois processos: morfologia derivacional e morfologia flexional. No primeiro caso, investiga-se a habilidade da criança em lidar com a formação de palavras pelo acréscimo de prefixos ou sufixos a um morfema-base ou ainda com a decomposição de palavras derivadas até chegar às palavras primitivas. No segundo caso, é estudada a sensibilidade da criança às flexões em género e número dos substantivos e às flexões de número, pessoa, modo e tempo...

    8836  Palavras | 36  Páginas

  • Morfologia

    das palavras. A peculiaridade da morfologia é estudar as palavras, olhando para elas isoladamente e não dentro da sua participação na frase ou período. A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição. Estrutura e Formação das palavras Estrutura das palavras: Estudar a estrutura é conhecer os elementos formadores das palavras. Assim compreendemos...

    1219  Palavras | 5  Páginas

  • Principais prefixos de origem grega e latina usados na língua portuguesa

    Principais prefixos de origem grega e latina usados na língua portuguesa Os prefixos são morfemas que se colocam antes dos radicais basicamente a fim de modificar-lhes o sentido; raramente esses morfemas produzem mudança de classe gramatical. Os prefixos ocorrentes em palavras portuguesas se originam do latime do grego, línguas em que funcionavam como preposições ou advérbios, logo, como vocábulos autônomos. Alguns prefixos foram pouco ou nada produtivos em português. Outros, por sua vez, tiveram...

    676  Palavras | 3  Páginas

tracking img