• Ética aristotélica
    , este trabalho pretende compreender, de modo preliminar, a ética aristotélica em si mesma, isto é, sem a intermediação de teorias éticas elaboradas noutros períodos históricos, verificando as relações entre finalidade, vida comunitária, perfeição e autossuficiência humana, atendo para os meandros que...
    5307 Palavras 22 Páginas
  • Judiciario
    pode ser uma vida fundada no prazer, mas uma existência que se volte para o bem. A ética embora, não tenha surgido de maneira sistemática com Platão, porém é com este apoiado no pensamento socrático que se dar inicio as especulações acerca da práxis humana em vista de um fim.             A ética...
    904 Palavras 4 Páginas
  • ética
    fim, a ética é produto da ação educacional na vida do homem, por meio da academia e da tradição da polis. Analogia entre a ética platônica e a aristotélica A ética como um todo analisa o comportamento humano frente a um fim determinado. Platão e Aristóteles determinam o fim da...
    787 Palavras 4 Páginas
  • Etica na pesquisa cientifica
    uma base para as respostas da humanidade e para os sempre-crescentes dilemas e controvérsias que a ciência e a tecnologia apresentam para a vida humana e para o meio ambiente, declara o seguinte: [...]”. (ESBOÇO da Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos). A abordagem ética...
    5201 Palavras 21 Páginas
  • Nutricionista
    ética, no sentido de direcionar as pesquisas científicas, a fim de proporcionar ao homem uma vida mais digna e mais sadia, ao mesmo tempo em que impeça o uso indiscriminado da ciência. Ressalta o surgimento da Bioética como o meio mais hábil a conciliar desenvolvimento científico e garantias...
    5349 Palavras 22 Páginas
  • ÉTICA FINALISTA
    aristotélico sob o título de ‘Ética’ não seria uma ética ou teoria moral, mas uma teoriada felicidade”. Mas, até que ponto a abordagem de Tugendhat não é realizada sob o ponto de vista kantiano? Isto é, em que medida essa consideração de que a moralidade é usada como meio para a realização humana...
    4461 Palavras 18 Páginas
  • ÉTICA E CIDADANIA APLICADA AO DIREITO
    como fruto da razão prática, e considera a justiça como uma virtude. Ressaltaremos ainda a forma como Aristóteles elaborava seus escritos, colocando sempre o homem como o foco principal de seus estudos, o autor afirmava que a finalidade da vida humana seria o alcance do ‘’bem supremo’’, e que a ética...
    2735 Palavras 11 Páginas
  • Aristóteles - a ética a nicomaco, as virtudes e a amizade
    , são os vícios. Este, se mantém firme no justo meio (meio termo). A virtude moral é uma virtude ética adquirida pelo hábito. A educação é o modo correto de adquiri-lo, daí a necessidade de praticar ações conforme a virtude e por escolha voluntária por toda a vida e não somente em alguns momentos...
    1634 Palavras 7 Páginas
  • A Ética em Aristóteles
    vida para atuar segundo sua própria natureza, e não sob o enxurro (excesso), da necessidade ou do acaso; e) Filosofia prática – consiste em buscar o fim e os meios da atividade inerente ao homem, contém, ainda, três partes, quais sejam: 1) Às regras da vida individual ou ÉTICA; 2) Às regras da...
    2017 Palavras 9 Páginas
  • principio da responsabilidade
    continuidade da humanidade, como, igualmente, o espaço dos resultados possíveis da ação humana no futuro.. É por meio destas limitações que Jonas (2006) discursa a necessidade de uma nova ética para o presente e o futuro, tendo como fins o futuro que não se conhece, incluindo neste contexto, o direito...
    5327 Palavras 22 Páginas
  • História do Parlamento Cearense
    com a moral: os fins justificam os meios. O ‘realismo político’, ou seja, a busca de resultados a qualquer preço, subtrai os atos políticos à qualquer avaliação moral, entendendo esta como restrita à vida privada, dissociando o indivíduo do coletivo. Esta concepção sobre a relação ética e...
    3934 Palavras 16 Páginas
  • tgyrty
    HOME PROGRAMA CONCEITOS TEXTOS DICIONÁRIO DÚVIDAS PROVAS UFMG LINKS V i r t u d e e f e l i c i d a d e e m A r i s t ó t e l e s Para que se compreenda a ética aristotélica, é necessário inicialmente fazer uma distinção entre dois tipos de ética: a ética do fim e a ética do...
    1349 Palavras 6 Páginas
  • Artigo
    e de sua tendência a produzir esta coisa ela tira seu valor. A ética aristotélica é nitidamente teleológica. Aristóteles interpreta a ação humana segundo a categoria de meio e fim. O fim ao qual tende uma ação particular não pode ser senão um meio em vista de um fim ulterior, mas é necessário...
    13552 Palavras 55 Páginas
  • Homem e cultura
    orientar para Aristóteles pelo fim último do homem, qual seja, a felicidade. Por tal compreendia-se a atividade humana representada pela vida teórica ou contemplação guiada pela razão, que expressaria características elevadas do homem. Atividade humana representada pelo prazer e pela riqueza...
    6744 Palavras 27 Páginas
  • Bio ética
    conduta bons em si, ou em virtude de se adaptarem a um modelo moral concreto. O primeiro implica um valor final, ou summum bonum, desejável por si próprio, e não apenas como um meio de chegar a um fim. Na história da ética, há três modelos principais de conduta: a felicidade ou prazer; o dever...
    1400 Palavras 6 Páginas
  • A PHRÓNESIS ARISTOTÉLICA E A ÉTICA DAS VIRTUDES
    agir, ou a felicidade são os bens éticos do indivíduo, fim ao qual todo indivíduo deve aspirar. Como toda ciência prática, a ética deve determinar a essência do fim a ser alcançado, a essência do agente e das ações e meios para realizá-las. Em outras palavras deve definir a felicidade (eudaimonía), a...
    1379 Palavras 6 Páginas
  • Apresentaçao de filosofia
    histórico, porém, qualquer ação individual tem um significado político, tomando-se a política em sentido amplo, isto é, algo que permeia toda a nossa vida. Trata-se de recolocar a questão da ética no contexto das relações políticas e de reformular a relação entre meios e fins. Para o pensamento liberal...
    6949 Palavras 28 Páginas
  • Amizade em Aristóteles
    . “Agir bem”, para o homem grego, é levar á maturidade suas capacidades naturais, em outras palavras, agir bem é alcançar o fim ao qual ele é destinado. Tanto para Sócrates, como para todos os gregos, uma questão domina todo o campo da ética, a do bem supremo da vida humana, a Eudaimonia, ou...
    17387 Palavras 70 Páginas
  • Filosofia
    homem. A Pessoa humana Toda crítica kantiana às éticas materiais tem por finalidade reivindicar o respeito às pessoas, enquanto fins em si mesmas e portadoras de direitos inalienáveis. Os direitos da pessoa jamais podem ser subordinados em vista de um fim que transforme a pessoa em meio. “Age...
    3549 Palavras 15 Páginas
  • Resumo Justiça: Princípio e Virtude
    modernas dos esquemas éticos sustentarão o texto, apoiando na historicidade e na temporalidade da existência humana. A historicidade que é uma dimensão que constitui a existência humana pessoal e, de certa forma, é intrínseca á ordem social. O homem nasce em meio a um conjunto de realidade ética...
    4558 Palavras 19 Páginas