O Que São Impostos Cumulativos E Não Cumulativos Explique artigos e trabalhos de pesquisa

  • tributos cumulativos e nao cumulativos

    Trabalho Legislação Tributaria Imposto Cumulativo e Não Cumulativo Senac Largo Treze – Sto Amaro. Amanda Ap. de Carvalho Do Carmo n º 01 Trabalho sobre Imposto Cumulativo e Não Cumulativo. Muito se diz sobre imposto, taxas e contribuições, mas em qual caso se aplique o impostocumulativo e não cumulativo”. Vamos primeiramente através de pesquisa entender a Historia sobre os impostos. Primeira vez que escutamos sobre imposto e justamente quando começamos a...

    1895  Palavras | 8  Páginas

  • Cumulativo e Não Cumulativo

    Regime Cumulativo O Regime Cumulativo é caracterizado pela incidência de Pis/Pasep e Cofins a cada operação de venda. Dessa forma, a venda de um produto será tributada pelo importador ou fabricante pela venda, e também será tributada no distribuidor pela revenda, e também será tributada no comerciante varejista pela nova operação de venda, e assim, até que o produto seja consumido. Assim, considera-se a tributação de forma CUMULATIVA, a cada operação. Lei 9.718, de 27 de novembro de 1998...

    1268  Palavras | 6  Páginas

  • Pis e cofins não cumulativo

    1. TEMA Contabilidade Tributária. 2. OBJETIVO Compreender e explorar os métodos utilizados para apuração dos tributos de PIS e COFINS não cumulativos, com o propósito de levar as organizações às informações necessárias para o cumprimento da Legislação pertinente, evitando-se riscos junto à fiscalização e contingenciamentos por processos de identificação interna (auditoria). 3. PROBLEMA A complexidade tributária acarretando uma enorme dificuldade para compreensão dos departamentos diretamente...

    2804  Palavras | 12  Páginas

  • Imposto sobre valor acrescentado

    Caraterísticas ← É um imposto geral sobre o consumo (Indireto) pois incide sobre todas as transações onerosas de bens prestação de serviços aquisições intracomunitárias e importações. ← É plurifásico – é liquidado em todas as fases do circuito económico desde o produtor ao retalhista ← Não tem efeitos cumulativos é neutro – o pagamento do imposto é fracionado pelos vários intervenientes do circuito económico através do método do crédito do imposto. Método do crédito do imposto ← Este método...

    1847  Palavras | 8  Páginas

  • IMPOSTOS NÃO-CUMULATIVOS

    TRABALHO COMPLEMENTAR IMPOSTOS NÃO-CUMULATIVOS ICMS – IMPOSTO SOBRE OPERAÇÕES RELATIVAS À CIRCULAÇÃO DE MERCADORIAS E SOBRE PRESTAÇÃODE SERVIÇOS DE TRANSPORTE INTERESTADUASL E INTERMUNICIPAL E DE COMUNICAÇÃO. O ICMS é um imposto que tem seu sujeito ativo o Estado (esfera estadual), porém possui algumas características nacionais, pois algumas questões são resolvidas entre os estados em comum acordo, ou sofre interferência direta do senado federal. Para que o ICMS seja cobrado, as operações...

    1396  Palavras | 6  Páginas

  • Tributação PIS/COFINS em empresa: Comparativo entre regime cumulativo x não-cumulativo.

    Federal de 1988. PIS – Contribuição ao Programa de integração Social. COFINS – Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social. CSLL – Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido. IRPJ – Imposto de Renda da Pessoa Jurídica. LALUR - Livro de Apuração do Lucro Real. RIR - Regulamento do Imposto de Renda. SUMÁRIO INTRODUÇÃO Um dos fatores mais importantes para atividade financeira da empresa é o planejamento tributário. É imprescindível que o gestor...

    3463  Palavras | 14  Páginas

  • Pis e cofins não cumulativos e cumulativos

    APAS - Associação Paulista de Supermercados PIS e COFINS Não Cumulativos e Cumulativos Versão 2.1 – Atualizada até 31/12/2011 INDICE ITEM TITULO 1 2 3 4 5 6 Introdução Abrangência 2.1 Não Cumulativo - Calculo dos Tributos 2.2 Cumulativo – Calculo dos Tributos 2.3 Nomenclatura utilizada para tributação das mercadorias Receitas de mercadorias não tributadas no varejo 3.1 Produtos de perfumaria, de toucador ou de higiene pessoal 3.2 Águas, refrigerantes e cervejas ...

    5041  Palavras | 21  Páginas

  • PIS N O CUMULATIVO

    PIS NÃO-CUMULATIVO TIRANDO DÚVIDAS E SOLUCIONANDO PROBLEMAS Plantão Tributário Fisco e Contribuinte PIS NÃO-CUMULATIVO 1 - OBJETIVO DA NÃO-CUMULATIVIDADE A finalidade da nova sistemática de incidência do PIS é torná-lo um tributo não-cumulativo, de forma idêntica ao que ocorre com o IPI e o ICMS. Para atingir esse objetivo a legislação tributária instituiu créditos fiscais sobre a aquisição de mercadorias e insumos, bem como sobre diversos custos e despesas que poderão ser diminuídos do valor a...

    3304  Palavras | 14  Páginas

  • PIS e COFINS não cumulativo

    E COFINS NÃO CUMULATIVO UNISAL – CAMPUS LICEU CAMPINAS/SP 2013 DIOGO BUENO SOSSAI PIS E COFINS NÃO CUMULATIVO Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado à Universidade Salesiana do Estado de São Paulo – UNISAL, a fim de obter o título de graduação em Direito. Orientador:Prof.. Ms. José Henrique Farah UNISAL – CAMPUS LICEU CAMPINAS/SP 2013 UNISAL – CAMPUS LICEU PIS E COFINS NÃO CUMULATIVO ...

    9140  Palavras | 37  Páginas

  • PIS-COFINS Não-Cumulativos e a Constituição Federal

    1 INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS TRIBUTÁRIOS IBET-CUIABÁ Ronaldo Luiz Costa PIS-COFINS Não-Cumulativos e a Constituição Federal ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO TRIBUTÁRIO CUIABÁ 2011 2 INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS TRIBUTÁRIOS IBET-CUIABÁ Ronaldo Luiz Costa PIS-COFINS Não-Cumulativos e a Constituição Federal ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO TRIBUTÁRIO Trabalho de Conclusão de Curso entregue ao Instituto Brasileiro de Estudos Tributários de Cuiabá/MT, como exigência para...

    12689  Palavras | 51  Páginas

  • Impostos

    ICMS, IPI, PIS E COFINS * ICMS - imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestação de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação – * de competência estadual; * incide sobre a circulação de mercadorias e prestação de serviços, não obstante há situações de isenção e de não-incidência para determinados tipos de produtos, conforme legislação específica; * é considerado um imposto por dentre uma vez que o seu valor está...

    4172  Palavras | 17  Páginas

  • Apuração do pis e cofins não-cumulativo no setor comercial. trabalho conclusão do curso

    Curso de Ciência Contábeis Apuração do PIS e COFINS não-cumulativo no setor comercial Campinas 2010 Apuração do PIS e COFINS não-cumulativo no Setor Comercial Monografia apresentada, como exigência parcial para a obtenção do grau de Bacharel em Ciência Contábeis, na Faculdade Anhanguera de Campinas III, sob a orientação do prof. Sr. Alessandre Ferreira. Campinas 2010 Apuração do PIS e COFINS não-cumulativo no setor comercial Trabalho de Conclusão de Curso apresentado...

    9757  Palavras | 40  Páginas

  • Tributos Não Cumulativos no Brasil com Ênfase no PIS Cofins

    A não cumulatividade dos tributos é uma forma que o governo usa para não onerar o valor das mercadorias, até chegar ao consumidor final, assim a empresa paga o tributo na venda, mas obtém crédito nas compras, conforme a legislação permitir, é considerada como uma diminuição da carga tributária, diferentemente do regime em cascata, que onera consideravelmente o custo final da produção pois incide em todas as fases existentes. Naturalmente todos os tributos cobrados no Brasil são importantes...

    15531  Palavras | 63  Páginas

  • Impostos e taxas sobre vendas

    Impostos e taxas sobre vendas 1. Introdução A cumulatividade de impostos existe, em maior ou menor grau, em todos os sistemas tributários do mundo. No entanto, nenhum país que pretenda ter uma participação relevante na economia global pode permitir a prática da tributação cumulativa. Até mesmo países com participação insignifcante no comércio internacional, como os menos desenvolvidos do continente africano, já entenderam os malefícios dessa prática e estão ...

    1762  Palavras | 8  Páginas

  • Pis e cofins não cumulativo

    1. Considerações Iniciais 1.1. Introdução Pis e cofins são duas contribuições com destinações, origens históricas e econômicas diferentes ambas incidentes sobre o faturamento, entretanto as leis 10.637/02 e 10.833/03 tornaram semelhantes às normas de ambas as contribuições. O PIS (programa de integração social) e o cofins (contribuição para financiamento da seguridade social) a princípio ambas incidem de forma cumulativa no sobre o faturamento, porém com a Lei 9.718/98 alterou-se...

    2445  Palavras | 10  Páginas

  • APS Impostos

    entidades é importante também entender o quadro econômico e jurídico mais amplo dentro do qual operam,bem como algumas característica de sua gestão. 1.2 Formas de controles de estoque existentes (May a Dani escreveu bastante sobre este assunto eu não sei o que mais acrescentar) 1.3 Formas de apuração do resultado com mercadoria e do custo dos produtos vendidos(May este item vi que a Dany aça melhr a correção do Borges e que ela quis aproveitar .Pulei para o próximo.... 1.4 Aplicação da Contabilidade...

    543  Palavras | 3  Páginas

  • diferença do regime cumulativo e nao cumulativo

    O IPI e o ICMS são conhecidos como tributos que incidem sobre a circulação de bens e serviços. A não-cumulatividade visa justamente evitar o efeito "cascata" da tributação destes impostos. Quando há um ciclo econômico composto de várias etapas, a incidência de um imposto em uma operação servirá como base de cálculo do imposto incidente na etapa posterior, e assim sucessivamente, gerando a cumulatividade da tributação. Portanto, a sistemática da não cumulatividade concebida para o IPI e o ICMS...

    707  Palavras | 3  Páginas

  • pis-cofins-regime-cumulativo-x-regime-nao-cumulativo

    PIS - COFINS: Regime Cumulativo X Regime Não-Cumulativo Renato Vilela Faria* Avalie este artigo Com a edição da Lei nº 10.637/02, de 30 de dezembro de 2002, e da Lei nº 10.833, de 29 de dezembro de 2003, foi instituído o regime não-cumulativo de apuração das contribuições ao PIS e à COFINS. Com efeito, a partir das respectivas datas, a totalidade das receitas auferidas pela Sociedade, excluídas determinadas receitas expressamente relacionadas pelas referidas leis, passou a sujeitar-se...

    2611  Palavras | 11  Páginas

  • IPI - Princípio da não cumulatividade

     Trabalho Individual Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) – Princípio da não-cumulatividade 1. Legislação A não-cumulatividade do IPI está prevista constitucionalmente no art. 153, §3º, II “será não-cumulativo, compensando-se o que for devido em cada operação com o montante cobrado nas anteriores”. O Código Tributário Nacional, por sua vez, esclarece: "Art. 49.O imposto é não-cumulativo, dispondo a lei de forma que o montante devido resulte da diferença a maior,...

    1633  Palavras | 7  Páginas

  • impostos

    -8- 2 – IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES INCIDENTES SOBRE COMPRAS E VENDAS DE MERCADORIAS -2013 Veja os impostos e as contribuições mais importantes sobre compras e vendas quanto submeter às provas de concurso. IMPOSTOS ICMS – Imposto dobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e de Comunicação. . Imposto de competência estadual. . Incide sobre a circulação de mercadorias e sobre a prestação de serviços de transportes interestadual...

    1224  Palavras | 5  Páginas

  • Pis/pasep e cofins não cumulativo

    INTRODUÇÃO A não-cumulatividade das contribuições, instituídas a partir do ano de 2002, e às desonerações setoriais empreendidas a partir do ano de 2004, tornaram a legislação que as rege por demais complexas. No quadro da arrecadação federal do ano de 2010, que atingiu a cifra de quase oitocentos e vinte e seis bilhões de reais, a COFINS e o PIS têm uma participação da ordem de 33,8%. Além do aumento na arrecadação, a sistemática não cumulativa criou distorções setoriais, o que exigiu a edição...

    1212  Palavras | 5  Páginas

  • Não cumulatividade de PIS COFINS

    14 ~dro Guilherme Lunardelli 4.dvogado, Mestre e outor pela PUC/SP, "ofessor da PUC/SP ogeae, do lbet e da ~corsi V-Law. Não Cumulatividade do PIS e da Cofins. Apropriação de Créditos. Definição de Critérios Jurídicos Pedro Guilherme Accorsi Lunardelli A sistemática da não cumulatividade das contribuições ao PIS e à Cofins foi instituída no cenário jurídico nacional quando da promulgação da Emenda Constitucional n° 42, de 2003, que inseriu o parágrafo 12 ao art. 195 da...

    13669  Palavras | 55  Páginas

  • Impostos no Brasil

    TRABALHO DE PESQUISA OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS Obrigações acessórias ou deveres instrumentais são as obrigações que as empresas tem de cumprir por serem empresas,  estão determinadas no Código Tributário Nacional – CTN e não destingue o porte  oi tipo da empresa . Ex.: apresentação de declarações, preenchimento de guias, escrituração de livros, A RAIS anual, formulários virtuais, emissão de Notas Fiscais etc. Obrigações acessórias que devem ser apresentadas por esfera de governo: Esfera Federal ...

    1582  Palavras | 7  Páginas

  • NÃO CUMULATIVIDADE DO PIS E DA COFINS

    Lato Sensu Em Direito Tributário NÃO CUMULATIVIDADE DO PIS E DA COFINS Pós-Graduandos: Cristovam Dionísio Erasmo Feitosa Nova Lima 2012 Pós-Graduandos: Cristovam Dionísio Erasmo Feitosa NÃO CUMULATIVIDADE DO PIS E DA COFINS Trabalho em dupla da...

    4060  Palavras | 17  Páginas

  • Impostos federais

    SUMÁRIO 1. Introdução 2. Aspectos gerais sobre os tributos 2.1. Conceitos e espécies de tributos 2.2. Tributos Cumulativos x Não Cumulativos 3. PIS e COFINS 3.1. Considerações gerais e legislação aplicável 3.2. Sistemática de apuração 3.3. Base de cálculo das contribuições 3.4. Exclusões admitidas 3.5. Isenção, Não incidência e Imunidade 3.6. Alíquotas 3.7. Recolhimento 3.8. Encargos decorrentes do recolhimento em atraso 3.9.. Penalidades decorrentes da omissão da receita e outras irregularidades ...

    6880  Palavras | 28  Páginas

  • IMPOSTOS RESIDUAIS

    IMPOSTOS RESIDUAIS 1. Previsão Legal A competência residual ou remanescente encontra guarida em dois dispositivos do texto constitucional: ao art. 154, I, e ou art. 195, § 4º. A temática afia-se ao poder de instituir o tributo diverso daqueles já existentes. Daí se falar em competência residual, na acepção “daquilo que resta, de algo genuinamente restante ou residuário”. Assim, diz-se residual a competência (atribuída à União) atinente aos outros impostos que podem ser instituídos sobre situações...

    1944  Palavras | 8  Páginas

  • CREDITOS DE PIS E COFINS NAO CUMULATIVOS

    COFINS NÃO-CUMULATIVOS CURITIBA 2010 CRÉDITOS DE PIS E COFINS NÃO-CUMULATIVOS CURITIBA 2010 Francisco Junior Teixeira CRÉDITOS DE PIS E COFINS NÃO CUMULATIVOS Trabalho de conclusão de curso apresentado à Faculdade de Ciências Jurídicas da Universidade Tuiuti do Paraná como requisito parcial para conclusão do curso de Direito. Orientador: Prof.° Francisco Fernando Bittencourt de Camargo CURITIBA 2010 TERMO DE APROVAÇÃO Francisco Junior Teixeira CRÉDITOS DE PIS E COFINS NÃO CUMULATIVOS Este...

    10884  Palavras | 44  Páginas

  • ASPECTOS DESTACADOS DO PRINCÍPIO DA NÃO-CUMULATIVIDADE DO DIREITO TRIBUTÁRIO BRASILEIRO

    do princípio à proteção dos direitos fundamentais da não-cumulatividade do direito tributário brasileiro. Aborda inicialmente a definição e importância do direito tributário na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Para isso, apresentamse princípios constitucionais orientadores, trazendo à tona a lei e a doutrina para a definição e aplicação do Princípio em estudo. No segundo momento, considerando que o poder de tributar não deve ser visto como um poder e sim como conjunto de ...

    6813  Palavras | 28  Páginas

  • Impostos sobre vendas e compras

    IMPOSTOS SOBRE VENDAS e COMPRAS IPI Imposto s/ Produtos Industrializados (União – Gov. Federal) Alíquota varia de acordo com o produto. ICMS Imposto s/ Circulação de Mercadorias (Estados e Distrito Federal) Incide também sobre entrada de mercadoria importada. ISS Impostos s/ Serviço de Qualquer Natureza (Municípios e Distrito Federal) Alíquotas variam de acordo com as legislações municipais e natureza do serviço. IVVC Imposto s/ Vendas a Varejo de Combustíveis (Municípios e Distrito...

    674  Palavras | 3  Páginas

  • Pis e cofins não cumulativo

    TRIBUTÁRIO, pis E COFINS NÃO-CUMULATIVA Local _______ 2012 NOME _______ PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO, pis E COFINS NÃO-CUMULATIVA Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade ________ para conclusão do curso de _________. Orientador: ________________ Local ________ 2012 NOME ________ PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO, pis E COFINS NÃO-CUMULATIVA ...

    4607  Palavras | 19  Páginas

  • Imposto Atual

    Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) Segundo OLIVEIRA (2009; p. 129): A atual Constituição Federal atribuiu aos Estados e ao Distrito Federal a competência para regulamentar o ICMS, observando as normas gerais previstas pela Lei Complementar. Nº 87/96 e pelos convênios firmados entre os estados. É por essa razão que cada Estado brasileiro possui seu próprio regulamento para esse imposto, determinando o prazo de recolhimento e o documento a ser utilizado na sua arrecadação....

    731  Palavras | 3  Páginas

  • IPI, NÃO CUMULATIVIDADE E IMPORTAÇÃO POR PESSOA NÃO CONTRIBUINTE DO IMPOSTO

    IPI, NÃO CUMULATIVIDADE E IMPORTAÇÃO POR PESSOA NÃO CONTRIBUINTE DO IMPOSTO RESUMO O presente trabalho analisa primeiramente as características do IPI, com base em sua regra-matriz de incidência. Posteriormente, discorre a respeito da não-cumulatividade, buscando entender sua sistemática e as implicações econômicas de tal princípio. Ao final, tece crítica ao posicionamento já consolidado pela jurisprudência de que incide IPI na importação por pessoa não contribuinte habitual...

    5160  Palavras | 21  Páginas

  • Identificação de impactos e impactos cumulativos

    JESSYCA ANIELLE RISALTE DE ARAÚJO JOÃO ANGELO SILVA NUNES JULIANA DA SILVA BONATO PRISCILA REGINA DA CRUZ ROSA IDENTIFICAÇÃO DE IMPACTOS E IMPACTOS CUMULATIVOS RONDONÓPOLIS - MT OUTUBRO/2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO – UFMT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS – CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E TECNOLÓGICAS – ICAT CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL – EAA Docente: MARIA A. PERES DE OLIVEIRA Trabalho apresentado como parte das exigências do curso de Engenharia Agrícola e...

    7093  Palavras | 29  Páginas

  • Não-cumulatividade e harmonização fiscal

    MAURÍCIO DE NASSAU ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PÚBLICO (CONSTITUCIONAL, ADMINISTRATIVO E TRIBUTÁRIO) NÃO-CUMULATIVIDADE E HARMONIZAÇÃO FISCAL Libório Gonçalo Vieira de Sá Monografia da disciplina Harmonização Fiscal e Fundamentos da Tributação do Curso de Especialização em Direito Público (Constitucional, Administrativo e Tributário). Turma 2 Recife - 2007 Libório Gonçalo Vieira de Sá NÃO-CUMULATIVIDADE E HARMONIZAÇÃO FISCAL Monografia apresentada ao Programa de PósGraduação lato sensu...

    4794  Palavras | 20  Páginas

  • imposto sobre serviços de qualquer natureza

    Solon Sehn PIS/PASEP E COFINS PARTE I REGIME CONSTITUCIONAL DAS CONTRIBUIÇÕES NATUREZA JURÍDICA: (a) Classificação tripartite ou trinária: GERALDO ATALIBA (impostos, taxas e contribuições); PAULO DE BARROS CARVALHO, ROQUE CARRAZZA, SACHA CALMON NAVARRO COÊLHO, OCTAVIO CAMPOS FISCHER, GILBERTO DE ULHÔA CANTO (impostos, taxas e contribuições de melhoria); (b) classificação quinquipartite ou quinária: LUCIANO AMARO, MISABEL DERZI, MARÇAL JUSTEN FILHO, HUGO DE BRITO MACHADO, MARCIAL...

    4951  Palavras | 20  Páginas

  • Planejamento Tributários - Questões a cerca de Impostos - Respondidas

    1 PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO QUESTÕES RESPONDIDAS a cerca de IMPOSTOS atualização Dez/2011 2 1 - Quais as diferenças entre sonegação e elisão fiscal?........................... 06 2 - Quantas são as finalidades de um planejamento tributário? Cite cada uma delas utilizando de alguns exemplos:.................................................. 28 3 - Existem quantas espécies de elisão fiscal? Cite cada uma delas e dê exemplos de cada..........................................

    5616  Palavras | 23  Páginas

  • Impostos

    PÚBLICA O que são os impostos. Imposto é uma quantia em dinheiro paga para o Estado brasileiro e aos estados e municípios por pessoas físicas e jurídicas. É um tributo que serve para custear parte das despesas de administração e dos investimentos do governo em obras de infraestrutura (estradas, portos, aeroportos, etc.) e serviços essenciais à população, como saúde, segurança e educação. Os principais impostos cobrados no Brasil: Impostos federais IRPF – Imposto de Renda Pessoa Física...

    1145  Palavras | 5  Páginas

  • Roteiro pis e cofins cumulativo

    FISCOSoft Impresso VIII.2 - Venda de desperdícios, resíduos ou aparas Publicado em nosso site em 01/07/2009 PIS/Pasep e COFINS - Regime Cumulativo Roteiro de Procedimentos Roteiro - Federal - 2009/4059 Sumário Introdução I - Conceitos e Histórico I.1 - As Contribuições Sociais I.2 - Instituição do PIS e do PASEP I.3 - Objetivos do PIS e do PASEP I.4 - Fundos do PIS/PASEP I.5. Instituição da COFINS I.6. Objetivos da COFINS II - Modalidades III - Regimes IV - Fato gerador e periodicidade ...

    10456  Palavras | 42  Páginas

  • imposto sobre produstos industrializados

    ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE IMPOSTO SOBRE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS BOA VISTA, RR 2014 PÂMELA PRISCILLA DA COSTA CARVALHO IMPOSTO SOBRE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS Trabalho apresentado para obtenção de nota parcial, do semestre 2014.1 na disciplina de Legislação Tributária, sob orientação da professora: Karla Cuellar. BOA VISTA, RR 2014 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 4 2. IMPOSTO SOBRE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS (IPI) 5 2.1 HISTÓRICO...

    2870  Palavras | 12  Páginas

  • Impostos Incidentes sobre Receita

    IMPOSTOS INCIDENTES SOBRE RECEITA E LUCRO Ailton Nestor de Souza Junior Graduando em Engenharia de Produção na UFERSA ailtonjr19@gmail.com David Edson Macedo Palhares Graduando em ciência e tecnologia na UFERSA davidpalharess@gmail.com Francisco Gouveia Muniz Neto Graduando em Engenharia de Produção na UFERSA munizdmlpu@gmail.com Ivanilson Martins da Silva Segundo Graduando em ciência e tecnologia na UFERSA segundodc_@hotmail.com Thiago Rocha Fernandes Graduando em ciência e tecnologia...

    3290  Palavras | 14  Páginas

  • O PRINCÍPIO DA NÃO-CUMULATIVIDADE

    O PRINCÍPIO DA NÃO-CUMULATIVIDADE - O DIREITO À COMPENSAÇÃO PERIÓDICA DE ICMS NAS OPERAÇÕES PRÓPRIAS E DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA - PARECER. CONSULTA Propõe-me a consulente, por intermédio de seu eminente advogado, Dr. Francisco Eduardo Gerosa Cilento, a seguinte questão: "Há possibilidade de compensação do ICMS devido por substituição com créditos decorrentes das próprias operações (ICMS próprio), créditos existentes em consonância com o art. 33 do Convênio ICM...

    3279  Palavras | 14  Páginas

  • Impostos Direto e Indireto

    Órgão: PetrobrasProva: Contador BETA A obrigação tributária que NÃO pode ser objeto de repercussão indica que ela decorre de um imposto 02 a) aderente. b) direto. c) indireto. d) misto. e) superveniente. Q174728 Ano: 2008 Direito Tributário   Conceito de Tributo e Espécies Tributárias Banca: FGV Órgão: Senado FederalProva: Consultor de Orçamento Analise as seguintes afirmativas:  I. Em um regime federativo como o brasileiro, um Imposto sobre o Valor Adicionado deveria ser instituído idealmente em nível estadual...

    1955  Palavras | 8  Páginas

  • Resumo Sobre Esp Cies Tribut Rias Impostos

    MARIA FERNANDA SOUZA CARVALHO ESPÉCIES TRIBUTÁRIAS - IMPOSTOS 1 – IMPOSTOS MUNICIPAIS (E TAMBÉM DO DISTRITO FEDERAL) – ART. 156 DA CF/88) a) IPTU = Imposto sobre propriedade predial e territorial urbana Fato gerador: propriedade imóvel urbana. Objetivo: imposto somente para fins arrecadatórios. Progressividade: finalidade extrafiscal (estimular algum comportamento no contribuinte) – art. 182, §4º, inciso II da CF/88. b) ITBI = Imposto sobre transmissão de bens imóveis inter vivos1 Fato gerador:...

    967  Palavras | 4  Páginas

  • Conceito dos principais impostos incidentes em uma empresa brasileira

    RESUMO O presente trabalho aborda os impostos incidentes sobre as empresas brasileiras. Atualmente os impostos são a maior fonte de arrecadação aos cofres públicos no Brasil. Isso acontece porque tanto as pessoas jurídicas como as físicas, são obrigadas a pagar impostos sobre seu patrimônio. O foco deste artigo será nos principais impostos que uma empresa brasileira é obrigada a pagar para o governo. O intuito é mostrar as principais características de cada imposto, como a alíquota aplicada, base de...

    1792  Palavras | 8  Páginas

  • Imposto sobre produtos industrializados

    Imposto sobre Produtos Industrializados Salvador 2013 Imposto sobre Produtos Industrializados Trabalho sobre o tributo denominado IPI, Imposto sobre Produtos Industrializados, realizado como atividade na disciplina Contabilidade Geral II, ministrado no curso de graduação em Ciências Contábeis . Salvador 2013 O Caduceu considerado símbolo do equilíbrio moral e da boa conduta. Segundo a mitologia grega foi presente do deus Apolo dado a Mercúrio, deus do comércio. Uma vez que a atividade...

    1825  Palavras | 8  Páginas

  • Impostos Estaduais

    Curso de Direito 5º e 6º semestres Prof. Fernando Sergio Sacconi IMPOSTOS ESTADUAIS Os tributos Estaduais estão previstos na Constituição federal. Art. 155. Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir impostos sobre: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993) I - transmissão causa mortis e doação, de quaisquer bens ou direitos; II - operações relativas à circulação...

    1768  Palavras | 8  Páginas

  • Impostos em espécie - atividade

    Everson S. Borges ..: Impostos em Espécie - aula 04 ATIVIDADE OBRIGATÓRIA A DISTÂNCIA (AD) Atividade 1 Incide o ICMS em todos os fornecimentos de materiais destinados às obras de construção civil, quer sejam realizados por lojas ou pelas construtoras? Atividade 2 Para o aproveitamento dos créditos do ICMS, quais os limites conferidos ao legislador para disciplinar o regime da não-cumulatividade? Resposta atividade 1: Para efeitos tributários, e com base nos serviços de construção...

    1722  Palavras | 7  Páginas

  • O imposto sobre o valor acrescentado ou agregado

    O imposto sobre o valor acrescentado ou agregado (IVA) é um imposto aplicado na União Europeia que incide sobre a despesa ou consumo e tributa o "valor acrescentado" das transações efectuadas pelo contribuinte. Índice[esconder] * 1 Objecto * 2 Taxas aplicáveis * 3 Isenções do IVA * 4 Exclusões ao IVA * 5 Histórico/Desenvolvimento do IVA * 6 Ver também * 7 Declaração Recapitulativa * 8 Referências * 9 Ligações externas | [editar] Objecto O IVA incide sobre a generalidade das...

    15544  Palavras | 63  Páginas

  • imposto de exportação

    Carlos Eduardo Garcia Ashikaga Advogado e Consultor Tributário Especialista em Comércio Exterior na Importação e na Exportação 6ª Edição São Paulo 2011 Copyright © 2011 Editora: Yone Silva Pontes Assistente editorial: Ana Lúcia Grillo Diagramação: Flavia A. Vanderlei, Nilza Ohe e Paulino dos Santos Ilustração de capa: Fernanda Napolitano Revisão: Alessandra Alves Denani Impressão e acabamento: Graphic Express Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (Câmara...

    2917  Palavras | 12  Páginas

  • Pis não cumulativo

    PIS foi criado pela Lei complementar 0770 para beneficiar os trabalhadores, O PIS definido posteriormente pelo CMN como as Receitas Brutas definidas pela legislação do imposto renda,sobre prestação de serviços que não era considerado faturamento, embora houvesse a duplicata de serviços, repique que era calculado com base no imposto de renda, devido também pelos prestadores de serviços. Mas tarde o PIS passou a ser arrecadado pela secretaria da receita federal e passou por varias reforma legais:...

    2653  Palavras | 11  Páginas

  • A VANTAGEM ECONÔMICA DA NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS NA BASE DE CÁLCULO DO PIS E DA COFINS NA ÁRE

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CHRISTIANE GONÇALVES DA SILVA A VANTAGEM ECONÔMICA DA NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS NA BASE DE CÁLCULO DO PIS E DA COFINS NA ÁREA DE COMPRAS DE UMA EMPRESA PETROLÍFERA RIO DE JANEIRO 1 2013 CHRISTIANE GONÇALVES DA SILVA A VANTAGEM ECONÔMICA DA NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS NA BASE DE CÁLCULO DO PIS E DA COFINS NA ÁREA DE COMPRAS DE UMA EMPRESA PETROLÍFERA Projeto de Monografia apresentado como requisito parcial para aprovação na disciplina Seminário...

    3224  Palavras | 13  Páginas

  • impostos sobre

    Débora Pinheiro de Brito Fabiana da Silva Barbosa Kezia Fleuri Maria das Dores T. da Silva Brandão Monique Mendes IMPOSTOS INCIDENTES NO MACARRÃO E MOLHO DE TOMATE Goiânia 2014 Débora Pinheiro de Brito Fabiana da Silva Barbosa Kezia Fleuri Maria das Dores T. da Silva Brandão Monique Mendes IMPOSTOS INCIDENTES NO MACARRÃO E MOLHO DE TOMATE Trabalho apresentado à FABEC – Faculdade Brasileira de Educação e Cultura, para obtenção...

    2139  Palavras | 9  Páginas

  • Impostos Estaduais

    Impostos Estaduais 1. Imposto sobre transmissão causa mortis e doação, de quaisquer bens ou direitos: A CF outorga a competência à lei complementar (art. 155, § 1º, I) pararegular os impostos: a) se o doador tiver domicilio ou residência no exterior; b) se o de cujus possuía bens, era residente ou domiciliado ou teve o seu inventário processado no exterior. Confere também à lei complementar art. 146, III, a competência para estabelecer normas gerais em matéria de legislação tributária...

    2525  Palavras | 11  Páginas

  • FICHAMENTO DO LIVRO “CURSO DE DIREITO TRIBUTÁRIO” 24ª ED., DE HUGO DE BRITO MACHADO: CAPÍTULO 4, ITEM 2 “IMPOSTOS SOBRE OPERAÇÕES RELATIVAS À CIRCULAÇÃO DE MERCADORIAS E PRESTAÇÕES DE SERVIÇO – ICMS”

    24ª ed., de Hugo de Brito Machado: capítulo 4, item 2 “Impostos sobre operações relativas à circulação de mercadorias e prestações de serviço – ICMS” Florianópolis 2013 O presente trabalho tem por intuito fichar o capítulo 4, item 2 “Impostos sobre operações relativas à circulação de mercadorias e prestações de serviço – ICMS”, do livro “Curso de Direito Tributário” 24ª ed., de autoria de Hugo de Brito Machado. 2. Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias...

    2937  Palavras | 12  Páginas

  • Impostos na Logistica

    IMPOSTOS   IMPOSTOS FEDERAIS LANÇAMENTO 1 – Ofício: O Fisco realiza a união de informações e faz o cálculo onde é repassado ao contribuinte efetuar o pagamento do tributo. 2 – Declaração: o contribuinte leva as informações e o Fisco realiza o cálculo para fornecer o valor ao contribuinte pagar o tributo. 3 – Homologação: o contribuinte junta as informações, realiza o cálculo e o Fisco só homologa o lançamento para o pagamento do Imposto de Importação (II)  Fato ...

    2103  Palavras | 9  Páginas

  • Impostos

    DO IMIGRANTE ADMINISTRAÇÃO JULIANA DA SILVA GILLES IMPOSTOS VENDA NOVA DO IMIGRANTE 2013 JULIANA DA SILVA GILLES IMPOSTOS Trabalho apresentado à Faculdade Venda Nova do Imigrante, como requisito parcial para obtenção do grau de Bacharel em Administração. Orientadora: Profª Dra. Raquel Rebuli VENDA NOVA DO IMIGRANTE 2013 Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) O IPI tem como fato gerador a industrialização...

    923  Palavras | 4  Páginas

  • Impostos

    IMPOSTO EXTRAFISCAIS EXPORTAÇÃO   Segundo a Constituição Federal (art. 153, II), o Imposto de Exportação é de competência exclusiva da União.   Tem como fato gerador a saída de produto nacional ou nacionalizado do território nacional.   Uma de suas características é a cobrança com função fiscal e regulatória, não só na medida em que se presta a arrecadação, mas também de acordo com a variação de suas alíquotas, à disciplina do fluxo de exportação.   O imposto de exportação não se sujeita...

    992  Palavras | 4  Páginas

  • Imposto

    transmissões "causa mortis", são os herdeiros ou legatários, conforme o caso; nas doações, os donatários. São pessoalmente responsáveis pelo pagamento do imposto o sucessor de qualquer título e o cônjuge meeiro, quanto ao devido pelo "de cujus" até a data da partilha ou adjudicação, limitada essa responsabilidade ao montante do quinhão, do legado ou da meação; o espólio, quanto ao devido pelo "de cujus", até a data da abertura da sucessão. São solidariamente obrigados pelo...

    868  Palavras | 4  Páginas

  • IVA - Imposto sobre o Valor Acrescentado

    realizado no âmbito da disciplina Simulação Empresarial I, o IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) irá ser o tema abordado nas próximas páginas. Posto isto, o IVA caracteriza-se como: Imposto geral sobre o consumo: incide sobre a despesa ou consumo de bens materiais e serviços; Imposto plurifásico: incide sobre todas as fases do circuito económico, desde a produção ao retalho; Imposto não cumulativo: cada contribuinte aplica este imposto sobre o valor dos bens transmitidos ou serviços prestados mas...

    1003  Palavras | 5  Páginas

  • Ipi - imposto

    Imposto sobre produtos industrializados O Imposto sobre Produtos Industrializados, cuja sigla é IPI, é um imposto federal, ou seja, que somente a União pode instituí-lo ou modificá-lo, sobre produtos industrializados no Brasil. Está previsto no Art.153, IV, da Constituição Federal. Suas disposições estão descritas através do Decreto 7212 de 15/06/2010, que regulamenta a cobrança, fiscalização, arrecadação e administração do Imposto sobre Produtos Industrializados. É um imposto seletivo e não-cumulativo...

    906  Palavras | 4  Páginas

tracking img