O Que Diferencia A Moeda De Outros Ativos Existentes Na Economia artigos e trabalhos de pesquisa

  • ECONOMIA

    INTRODUÇÃO À ECONOMIA LISTA 5 1. O que você entendeu por liquidez? Liquidez está associado a duas situações do quotidiano financeiro. Tanto se refere à capacidade, rapidez ou facilidade com que um activo é convertido em dinheiro, como à quantidade existente de dinheiro na economia ou, pelo menos, a sua percepção. Na primeira situação, pode-se dizer que um determinado produto financeiro tem mais liquidez que outro se, em caso de pedido de resgate ou desmobilização, a liquidação do valor ali...

    1102  Palavras | 5  Páginas

  • Economia e PIB no Brasil

    DISCIPLINA: INTRODUÇÃO A ECONOMIA TUTORA: Rosimeire Vicentina da Silva TURMA: Uberlândia 02 ALUNO (A): Fernanda Nunes de Castro Atividade : 1. O que você entendeu por liquidez? R: O termo liquidez é usado para definir a capacidade de um investimento se transformar rapidamente em dinheiro vivo. 2. O que diferencia a moeda de outros ativos existentes na economia? A capacidade de ser mais líquida que outros ativos, ou seja a facilidade que esse ativo tem de ser trocado por outros bens e serviços...

    756  Palavras | 4  Páginas

  • Introdução a economia

    Liquidez é a facilidade com que um ativo pode ser convertido no meio de troca da economia, ou seja, é a facilidade com que ele pode ser convertido em dinheiro. O grau de agilidade de conversão de um investimento sem perda significativa de seu valor mede a sua liquidez. Um ativo é tanto mais liquido quanto mais fácil for transformá-lo em dinheiro vivo, ou seja, a liquidez pode ser entendida como a medida de interesse que o mercado tem em negociar esse ativo. Ela pode variar conforme o tipo de investimento...

    1285  Palavras | 6  Páginas

  • Economia geral e política

    1) O que diferencia fundamentalmente a abordagem dada na contabilidade social e aquela dada na teoria macroeconômica? R: A contabilidade social trabalha com informações efetivas, a partir das quais são calculados os valores do produto nacional, do consumo, do investimento e dos demais agregados macroeconômicos. A Macroeconomia tem uma visão ex ante (antes de que o produto seja obtido, e que as variáveis tenham sido determinadas), tratando do problema da determinação do nível de renda e do emprego...

    987  Palavras | 4  Páginas

  • Conceito economia

    CONCEITOS BÁSICOS DE ECONOMIA Professor:César Augusto Moreira Bergo Data: Maio 2011 Conceitos Básicos de Economia Conceito de Economia: “Ciência que estuda as formas de comportamento humano resultantes da relação existente entre as ilimitadas necessidades a satisfazer e os recursos que, embora escassos, se prestam a usos alternativos.” 2 Conceitos Básicos de Economia Microeconomia Conceito: "Estuda o comportamento de consumidores e produtores e o mercado no qual interagem....

    1392  Palavras | 6  Páginas

  • Economia

    qual um ativo pode ser convertido em caixa. Ouro é um ativo relativamente líquido; uma instalação fabril não o é. Na realidade, a liquidez possui duas dimensões: facilidade de conversão versus perda de valor. Qualquer ativo pode ser convertido em caixa rapidamente, desde que se reduza suficientemente o preço. Acho que os meus bens são todos ilíquidos. 2. Propomos que você faça uma tabela da evolução do M1, M2, M3 e M4 do Brasil de 2000 a 2006. O que você achou? 3. O que diferencia a moeda de outros...

    2963  Palavras | 12  Páginas

  • Questionário de economia

    desigualdade de renda registrou queda em 2012, apesar de o desempenho da economia ter sido considerado fraco. O Produto Interno Bruto (PIB) aumentou 0,9% no ano passado, enquanto a renda per capita das famílias cresceu, em média, 7,9%. 2)O turismo pode ser considerado um bem supérfluo? Justifique sua resposta. Não, o turismo não pode ser considerado um bem supérfluo ele é considerado um dos setores de serviços na economia que gera um grande volume de empregos, renda e investimentos através de...

    1431  Palavras | 6  Páginas

  • Trabalho de economia

     Trabalho de Economia Resolução das páginas 75,76 e 91 Maria Marta Santana e Dayvson Reis Páginas 75 e 76 1. Que problemas microeconômicos e macroeconômicos têm sido destacados pelos noticiários nos últimos dias? Na microeconomia destacam-se o aumento do preço da gasolina que pode chegar a mais de 4 reais em alguns lugares e também o aumento de 70% do preço da passagem no transporte público de 2000 ate 2014, que...

    1770  Palavras | 8  Páginas

  • Economia

    Revista de Economia Política, vol. 22, nº 1 (85), janeiro-março/2002 Resenhas Introdução à Economia: Princípios de Micro e Macroeconomia N. Gregory Mankiw Rio de Janeiro, Ed. Campus, 1999 Cada época tem seus modismos. O ensino da economia vive hoje sob a hegemonia dos chamados novos keynesianos, que, alguns, diga-se de passagem, colocam em dúvida se são, na verdade, legitimamente keynesianos. Com o ocaso da escola novo-clássica das expectativas racionais, em parte fruto da ascensão...

    4480  Palavras | 18  Páginas

  • Economia

     VT Trabalho de Economia Professora: Regina Gadioli Alunos: Joice Mendonça de Jesus ( 600262456) ...

    1448  Palavras | 6  Páginas

  • Economia

    CAPITULO 1 1 – Dê o Conceito de Economia? do grego oikonomía (óikos= casa; nómos= lei), que significa a administração de uma casa, ou do Estado. 2 – O QUE É ECONOMIA? é a ciência social que estuda a produção, distribuição, comercialização e o consumo dos bens e serviços que são utilizados para satisfazer as necessidades humanas. 3 - Quais são as bases do estudo da Ciência Econômica? • escolha; • escassez; • necessidades; • recursos; • produção; ...

    6820  Palavras | 28  Páginas

  • economia

    R: A Curva de Possibilidade de Produção (CPP) mostra como o produto potencial de uma economia (ou produto de pleno emprego) pode ser repartido nos diferentes produtos e, assim, o trade-off entre produções distintas, ou seja, dada produção atual, o quanto a sociedade tem que abrir mão de determinado bem para poder produzir, e conseqüentemente consumir, mais do(s) outro(s) bem(ns). 3. Analisando-se uma economia de mercado, observa-se que os fluxos real e monetário conjuntamente formam o fluxo circular...

    7472  Palavras | 30  Páginas

  • Economia

    Problema fundamental da ciência economia Escassez dos recursos produtivos e desejos ilimitados da sociedade. Sociedade: necessidade biológica, proteção, sociais, status, auto realização. Fatores/ insumo produtivos- terra trabalho, capital TERRA: todo ambiente físico possível de transformação: SOLO, SUB-SOLO, RIOS, MARES FLORESTAS, ETC. CAPITAL: Mais caro fator produtivo, PREDIOS, ESTRADAS, MÁQUINAS, NÃO É CAPITAL FINANCEIROS, INVESTIMENTO REAL: acumulação de máquinas, para produção de bens...

    5317  Palavras | 22  Páginas

  • moeda e bancos

    2 MOEDA E BANCOS Sandro Wollenhaupt Apresentação Este capítulo tem a finalidade levar o aluno a conhecer as origens da moeda como instrumento de troca, o papel da moeda em um sistema econômico, os principais conceitos, os agregados monetários e as inter-relações entre oferta e demanda de moeda. 2.1 Origens da moeda Nem sempre o dinheiro existiu. Na verdade, no início dos tempos, não havia dinheiro em nenhum lugar do mundo. As pessoas trocavam as coisas de que precisavam. Se alguém ...

    3504  Palavras | 15  Páginas

  • Introdução a economia

    Respostas das Questões para Revisão 1.) Conceitue e aponte as principais diferenças entre os enfoques da Macroeconomia e da Microeconomia. R: Macroeconomia estuda a economia como um todo, analisando a determinação e o comportamento de grandes agregados (renda, produto nacional, nível geral de preços, emprego e desemprego, estoque de moeda e taxa de juros, balança de pagamentos, taxa de câmbio). No estudo destes agregados, a Macroeconomia tradicional, baseada na tradição keynesiana (também conhecida...

    8325  Palavras | 34  Páginas

  • Economia

    1) Moeda: histórico e funções seus efeitos 2) O multiplicador bancário 5) A experiência inflacionária brasileira e o combate à 3) Instrumentos de política monetária: a fixação inflação de encaixes mínimos, as operações de mercado 6) Os principais planos de estabilização no Brasil: os aberto e a fixação de taxas de redesconto e planos Cruzado e Real 7) O regime de metas de inflação restrição ao crédito. MOEDA: HISTÓRICO E FUNÇÕES 1. O que distingue a moeda dos demais ativos da...

    8356  Palavras | 34  Páginas

  • O lado monetário da economia

    O LADO MONETÁRIO DA ECONOMIA 1. MOEDA: CONCEITO E FUNÇÕES Moeda pode ser definida como um objeto de aceitação geral, utilizado na troca de bens e serviços, que tem poder liberatório (capacidade de pagamento) instantâneo. Sua aceitação é garantida por lei (ou seja, a moeda tem “curso forçado” e sua única garantia é a legal). As principais funções da moeda são as seguintes: a) meio ou instrumento de troca. Num sistema econômico baseado na especialização e divisão do trabalho, é imprescindível...

    3703  Palavras | 15  Páginas

  • Conseitos da economia

    – É tomada quando a medida econômica tem como objetivo gerar um aumento de despesas publica, assim tendo um aumento na demanda, aumento de oferta e ou redução de impostos. O BANCO CENTRAL por sua vez, reduz a alíquota de juros tentando aquecer a economia interna. POLITICA FISCAL EXPANCIVA – É usada quando a uma influencia de demanda agregada em relação à produção, aumento da produção excessivo formando estoques, levando empresas a reduzir o seu quadro de funcionários, aumento do desemprego. Quais...

    10622  Palavras | 43  Páginas

  • Ativo e mensuração

    Ativo e Mensuração Introdução Os profissionais da contabilidade sempre estão preocupados em gerar informações que surtam efeito ao serem utilizadas pelos seus usuários, e desta forma tem como ponto de preocupação, dentre outros, o Ativo. No ativo estão aplicados os recursos indispensáveis para o desenvolvimento do empreendimento, disponíveis para os gestores desenvolverem as atividades da empresa. Hoje em dia existe uma grande preocupação entre os gestores em possuírem um ótimo sistema de...

    3189  Palavras | 13  Páginas

  • Economia

    APOSTILA DE ECONOMIA E MERCADO Professora: Leila Dutra adaptada pela Professora Claudia C. Vieira Barbosa [pic] INDICE INTRODUÇÃO UNIDADE I 1. INTRODUÇÃO À ECONOMIA 1. – Conceito de economia 2. _ Evolução do Pensamento Econômico 3. – O problema fundamental da economia 4. – Quatro perguntas fundamentais 5. – A curva de possibilidades de produção 6. – Os fatores de produção 7. – O sistema econômico 1. TEORIA ELEMENTAR DA DEMANDA 1. – Curva de...

    21841  Palavras | 88  Páginas

  • Resumo Introdução à economia

     Introdução à economia – Gregory Mankiw 1. Demanda A oferta e a demanda são as forças que fazem a economia funcionar, são elas que determinam a quantidade produzida de cada bem e o preço pelo qual o bem será vendido. Se quiser saber como a economia será afetada por qualquer acontecimento ou política, você precisa pensar, primeiro, nos impactos provocados sobre a oferta e a demanda. A lei da demanda: com tudo o mais mantido constante, quando o preço de um bem aumenta, a quantidade demandada...

    14418  Palavras | 58  Páginas

  • ECONOMIA

    Universidade Metodista de Piracicaba Regime Especial de Economia para Direito Ana Paula Romano – RA 0701391 Professor: Valdir Iusif DainezPiracicaba/SP 2014 Universidade Metodista de Piracicaba Plano de Estudos – Regime Especial de Economia para Direito I) Ler o Livro. Singer, Paul. Aprender Economia, SP: Editora contexto, capítulos 1 e 2. A parir da leitura acima, responder as seguintes questões: Defina produtos elásticos e inelásticos e explique como se determinam seus preços...

    1189  Palavras | 5  Páginas

  • Economia política

    AS ORIGENS E AS PROPRIEDADES DA MOEDA MOEDA: É um conjunto de ativos financeiros (papel-moeda, depósitos bancários, cheques de viagem, etc.) com uma característica especial que a diferencia de outros ativos. Como todo ativo financeiro, a moeda permite obter outros recursos, mas, diferentemente dos demais ativos financeiros, ela tem uma propriedade especial: ela pode ser usada para transações de compra e venda. O uso da moeda para transações a torna facilmente aceita como meio de pagamento; essa...

    1937  Palavras | 8  Páginas

  • macro e micro economia

    posicionamento da sociedade no que concerne o ambiente capitalista e consumista, equiparando com as ações sociais que realizada pelas empresas. MICRONOMIA MACROECONOMIA A economia tem como conceito ser: “Ciência que estuda as formas de comportamento humano resultantes da relação existente entre as ilimitadas necessidades a satisfazer e os recursos que, embora escassos, se prestam a usos alternativos.” (MOREIRA, César Augusto B., 2011). E propõe soluções para as dificuldades vigentes...

    4179  Palavras | 17  Páginas

  • Economia para administração

    Economia para Administração “Apostila” Organizado pelo Professor MSc. George Wilson Aiub Aplicado ao Curso de Administração Disciplina de Economia Apostila de Economia para Administração Esta Apostila foi organizada pelo Prof. George Wilson Aiub a partir do conteúdo de diferentes fontes bibliográficas referenciadas. Como em Pinho e Vasconcellos (1998) procurando formular questões que abordam diferentes impactos da economia sobre os negócios: Por que a expansão da moeda e do crédito pode...

    46427  Palavras | 186  Páginas

  • Modulo De Economia

    Otto Nogami Economia © 2008 – IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores e do detentor dos direitos autorais. N774 Nogami, Otto / Economia. / Otto Nogami — Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2009. 224 p.   ISBN: 978-85-7638-770-1 1. Economia. 2. Macroeconomia. 3. Microeconomia. 4.Análise econômica Financeira I. Título CDD 330 Todos os direitos reservados. IESDE Brasil S.A Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482. CEP: 80730-200...

    59216  Palavras | 237  Páginas

  • Dicionario economia

    Termo usado para definir a forma com que os recursos de um portfólio, ou carteira, serão alocados entre as várias classes de ativos ou entre diferentes ativos. Com exemplo, podemos alocar uma carteira entre ativos de renda variável e renda fixa. Alocação de Recursos Expressão utilizada para referência à escolha dos ativos que comporão as carteiras. Trata-se da seleção dos ativos que serão parte integrante de uma carteira de investimentos e em que quantidade. Análise de crédito É o procedimento...

    25855  Palavras | 104  Páginas

  • Historia da moeda

    desenvolveram processos de conservação dos produtos, garantindo primeiramente um excedente como garantia e depois como troca dentro do seu grupo e com outros grupos. Neste ambiente, eram relativamente fácil encontrar grupos com excedentes, e outros grupos demandando esses excedentes, esta situação gerou uma troca de produtos que não se diferencia de uma compra/venda. “Esta ocorrência de dupla coincidência levava a uma operação rudimentar de troca em que a compra não se distinguia da venda. A troca...

    3351  Palavras | 14  Páginas

  • Economia monetária

    pode acontecer com o sistema de contratos de uma economia capitalista moderna se: (a) a sua unidade de conta oficial é submetida a um processo inflacionário crônico; (b) se, verificadas as condições do item (a), o governo proíbe a assinatura de contratos indexados ou que utilizem unidades de contas não oficiais? A) Caso a unidade de conta oficial de uma economia seja submetida a um processo inflacionário crônico, essa unidade de conta (moeda) perde, em um primeiro momento, uma de suas funções:...

    2438  Palavras | 10  Páginas

  • Alcançando sucesso financeiro através das diversas aplicações existentes no mercado atual

    ALCANÇANDO SUCESSO FINANCEIRO ATRAVÉS DAS DIVERSAS APLICAÇÕES EXISTENTES NO MERCADO ATUAL Cristiano Gomes da Silva cristianogsilva10@hotmail.com RESUMO Atualmente, muitos são os investimentos disponíveis no mercado. Hoje em dia, as pessoas, cada vez mais cedo, pretendem fazer investimentos para futuro e assim poder garantir um acúmulo de patrimônios, podendo levar uma vida mais tranquila no que se refere a dinheiro e bens. Você sabe como aplicar o seu dinheiro? Você sabe quais são os...

    5006  Palavras | 21  Páginas

  • Conceito de ativos

    CONCEITO DE ATIVOS Disciplina: Contabilidade Geral# Docente: Profº. Samir Discente: Anderson Schurings Haddad Jackeline Carrijo Dourado Dourado Lenilda Moreira Maxilene Paula Selma Teixeira Joílson Gregório CUIABÁ -MT 2012 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 2 DESENVOLVIMENTO 4 2.1 O Conceito Clássico 4 2.2 Conceito 4 2.3 Tipos de ativos 5 2.3 Ativo financeiro 6 2.4 Características de Ativos 7 2.4.1 Características, funções, qualidades e finalidades dos Ativos. 8 2.5 Avaliação...

    3221  Palavras | 13  Páginas

  • Economia

    NOÇÕES DE ECONOMIA MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Ministro de Estado Embaixador Celso Amorim Secretário-Geral Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães FUNDAÇÃO ALEXANDRE DE GUSMÃO Presidente Embaixador Jeronimo Moscardo INSTITUTO RIO BRANCO (IRBr) Diretor Embaixador Fernando Guimarães Reis A Fundação Alexandre de Gusmão, instituída em 1971, é uma fundação pública vinculada ao Ministério das Relações Exteriores e tem a finalidade de levar à sociedade civil informações...

    202927  Palavras | 812  Páginas

  • Manual de economia

    NOÇÕES DE ECONOMIA MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Ministro de Estado Secretário-Geral Embaixador Celso Amorim Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães FUNDAÇÃO ALEXANDRE DE GUSMÃO Presidente Embaixador Jeronimo Moscardo INSTITUTO RIO BRANCO (IRBr) Diretor Embaixador Fernando Guimarães Reis A Fundação Alexandre de Gusmão, instituída em 1971, é uma fundação pública vinculada ao Ministério das Relações Exteriores e tem a finalidade de levar à sociedade civil informações...

    186135  Palavras | 745  Páginas

  • Economia

    Economia (introdução) Economia (introdução) Carlos Magno Mendes Cícero Antônio de Oliveira Tredezini Fernando Tadeu de Miranda Borges Mayra Batista Bitencourt Fagundes Copyright © 2007. Todos os direitos desta edição reservados ao DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO (CAD/CSE/ UFSC). Nenhuma parte deste material poderá ser reproduzida, transmitida e gravada, por qualquer meio eletrônico, por fotocópia e outros, sem a prévia autorização, por escrito, do autor. E61 Economia (introdução)...

    39432  Palavras | 158  Páginas

  • economia

    Economia(introdução) (introdução) Economia Carlos Magno Mendes Cícero Antônio de Oliveira Tredezini Fernando Tadeu de Miranda Borges Mayra Batista Bitencourt Fagundes Copyright © 2007. Todos os direitos desta edição reservados ao DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO (CAD/CSE/ UFSC). Nenhuma parte deste material poderá ser reproduzida, transmitida e gravada, por qualquer meio eletrônico, por fotocópia e outros, sem a prévia autorização, por escrito, do autor. E61 Economia (introdução)...

    38853  Palavras | 156  Páginas

  • Introdução a economia

    Economia (introdução) Economia (introdução) Carlos Magno Mendes Cícero Antônio de Oliveira Tredezini Fernando Tadeu de Miranda Borges Mayra Batista Bitencourt Fagundes Copyright © 2007. Todos os direitos desta edição reservados ao DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO (CAD/CSE/ UFSC). Nenhuma parte deste material poderá ser reproduzida, transmitida e gravada, por qualquer meio eletrônico, por fotocópia e outros, sem a prévia autorização, por escrito, do autor. E61 Economia (introdução)...

    43001  Palavras | 173  Páginas

  • Demanda e oferta de moeda, síntese e modelos básicos

    Afonso Piva e Carlos Henrique A DEMANDA DE MOEDA: UMA SÍNTESE DAS PRINCIPAIS VERSÕES E A OFERTA DE MOEDA: UMA INTRODUÇÃO AOS MODELOS BÁSICOS Trabalho entregue como requisito para conclusão da disciplina de Economia Monetária, sob orientação do Prof. Msc. Marcos Dozza. . PALMAS – TO, 14 DE OUTUBRO DE 2010. JUSTIFICATIVA Fazer uma síntese das principais versões teóricas sobre a demanda de moeda ou, mais especificamente, sobre os motivos...

    3073  Palavras | 13  Páginas

  • Estudo da moeda

    INTRODUÇÃO 1- Período onde não existia moeda. → Como as trocas de mercadorias eram realizadas? As trocas de mercadorias eram efetuadas diretamente no sistema de trocas denominado escambo. As bases das suas atividades eram: ♦ As necessidades existentes nestas sociedades eram limitadas, abrangendo alimentação e sobrevivência no ambiente de vida. Portanto, para satisfazer suas necessidades, as atividades econômicas desenvolvidas eram rudimentares, baseadas na exploração da natureza;...

    6074  Palavras | 25  Páginas

  • Ativo e Suas Avaliações

    TOMAZI MYRNA MODOLON LIMA RAFAEL GERMANN HENDLER THALES GUSTAVO DE MATTIA PROCESSO INTERDISCIPLINAR ORIENTADO: ATIVO E SUA AVALIAÇÃO CRICIÚMA 2013 ANA PAULA CAMPOS BRUNA DA SILVA TOMAZI MYRNA MODOLON LIMA RAFAEL GERMANN HENDLER THALES GUSTAVO DE MATTIA PROCESSO INTERDISCIPLINAR ORIENTADO: ATIVO E SUA AVALIAÇÃO Trabalho referente ao Processo Interdisciplinar Orientado (PIO), entregue para obtenção de nota parcial...

    3905  Palavras | 16  Páginas

  • DEMANDA POR MOEDA

    183 DEMANDA POR MOEDA: ALGUMAS FORMULAÇÕES TEÓRICAS Pichai Chumvichitra Doutor em Economia pela Universidade de São Paulo. Pós-Doutorado pela Universidade de Cardiff Endereço Postal: Curso de Pós-Graduação em Economia-CAEN Av. da Universidade 2700- 2º Andar Bairro Benfica, CEP: 60.000 Tel: (85) 281 37 22 Fax. (85) 243 68887 Fortaleza Ceara e-mail: caen@ufc.br 2 Resumo Esse trabalho traz várias resenhas teóricas sobre o tema de demanda por moeda dentro da sua definição...

    6100  Palavras | 25  Páginas

  • Estudo da moeda

    International Universities Economia Monetária: Estudo da moeda Ana Maria Valadares, Fabíola Antunes e Roberta Rangel. Trabalho de pesquisa sobre Economia Monetária: Estudo da moeda apresentado à disciplina de Economia ao professor Antônio Gonçalves do 6º período de Administração do turno noturno no campi Botafogo. Rio de Janeiro 2014 1 Índice 1. Introdução 3 2. Sistema monetário 4 2.1. Breve história da moeda 4 2.2. Funções da moeda 5 2.3. Classificação...

    3556  Palavras | 15  Páginas

  • Moeda

    MOEDA Moeda é o conjunto de ativos de uma economia que as pessoas usam regularmente para comprar bens e serviços de outras pessoas Nas praças de maior comércio (Roterdã, Amsterdã, …) nascem as letras de câmbio – os certificados representativos de depósitos existentes, a primeira manifestação de papel moeda. Com o passar do tempo, não há tanto ouro e prata para que o efeito representativo do depósito da moeda se sustente, ou seja, as reservas tornam-se insuficientes para representar os ativos econômicos...

    1411  Palavras | 6  Páginas

  • Economia Politica

    Economia Política – Faculdade de Direito Notas de aula RETIRANTES, de Candido Portinari, 1944. O Quadro RETIRANTES, de Candido Portinari, mostra a necessidade que o povo brasileiro tem de abandonar sua terra em busca de uma vida melhor em outra parte do país. Isso é e uma metáfora de nossa história: nós somos um povo errante, faminto por uma vida decente, por emprego e renda e, também, por justiça social e respeito. Nosso povo ainda caminha pela vida sem obter o que tanto procura e, acima...

    33445  Palavras | 134  Páginas

  • Simulado - introdução à economia fgv

    Simulado – Introdução a Economia Questão 1 Para que uma política de preço máximo seja eficaz, é preciso estabelecê-lo em um nível abaixo do de equilíbrio. De acordo com uma política de preço máximo, sua fixação abaixo do preço de equilíbrio de mercado provocará... a) uma escassez, o que levará muitas empresas a oferecerem descontos, pressionando o preço a voltar ao equilíbrio. b) um excedente, o que levará muitas empresas a oferecerem descontos, pressionando o preço a voltar ao equilíbrio...

    1484  Palavras | 6  Páginas

  • Papel Moeda

     Fichamento do texto: O Papel da Moeda em Marx e Keynes, Costa Val, Vanessa da - Mestre em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia – UFU-2006. Doutoranda em Economia pelo Cedeplar/UFMG. Linhares, Lucas - Mestre em Economia pelo Cedeplar/UFMG-2007. Economista do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais – Depto de Planejamento, Programas e Estudos Econômicos. Fichamento De acordo com Mollo, a ortodoxia e a heterodoxia economica estão classificadas...

    1115  Palavras | 5  Páginas

  • fernando nogueira da costa economia monetc3a1ria e financeira capc3adtulo 2

    para estudar economia é que você pode falar sobre dinheiro mesmo não tendo nenhum.” 2.1. Introdução Este é um capítulo de apresentação de conceitos básicos necessários para o entendimento das teorias monetárias. Normalmente, a introdução ao estudo da moeda constitui o primeiro capítulo de livro-texto. Mas, aqui, nossa opção foi dar, inicialmente, visão panorâmica ao nosso leitor, desde o ponto-de-partida até onde queremos chegar. Os “marinheiros de primeira viagem”, no estudo de Economia Monetária e...

    8664  Palavras | 35  Páginas

  • Economia Monetária

    Virtual Atividade de Avaliação a Distância Disciplina: Economia Monetária Curso: Professor: Nome do aluno: Data: Orientações: Procure o professor sempre que tiver dúvidas. Entregue a atividade no prazo estipulado. Esta atividade é obrigatória e fará parte da sua média final. Encaminhe a atividade via Espaço UnisulVirtual de Aprendizagem (EVA). 1) Ao estudar a criação e destruição de meios de pagamento na economia, verificamos que os bancos comerciais possuem grande influência...

    1755  Palavras | 8  Páginas

  • Trabalho economia unip 1°semestre moeda

    A74789-0 MOEDA UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP CAMPINAS - 2011 DÉBORA MOREIRA DE OLIVEIRA - RA: A97JIB-4 JAMES HENRIQUE DE OLIVEIRA SOUZA – RA: A75BEH-3 THAMIRES FRANCIANE DINIZ - RA: A74789-0 MOEDA TRABALHO APRENSENTADO PARA AVALIAÇÃO DE PROVA BIMESTRAL DE ECONOMIA, ORIENTADO PELO PROFESSOR LUIZ AYABE. [pic] UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP CAMPINAS - 2011 SÚMARIO MOEDA Moeda é o meio através do qual são efetuadas as transações monetárias. É todo ativo que constitua...

    1773  Palavras | 8  Páginas

  • ORIGEM DA MOEDA, DAS OPERAÇÕES COMERCIAIS E DA COBRANÇA DE JUROS NOS EMPRÉSTIMOS

     ATIVIDADE 1: ORIGEM DA MOEDA, DAS OPERAÇÕES COMERCIAIS E DA COBRANÇA DE JUROS NOS EMPRÉSTIMOS São Paulo 2012 ATIVIDADE 1: ORIGEM DA MOEDA, DAS OPERAÇÕES COMERCIAIS E DA COBRANÇA DE JUROS NOS EMPRÉSTIMOS Atividade Estruturada apresentada ao Centro Universitário Estácio Radial como requisito parcial para a obtenção do grau na disciplina Matemática Financeira GST0054 do Curso de Gestão Financeira. ...

    10608  Palavras | 43  Páginas

  • Apostila economia politica

    de Salles Abreu 41133692 Tiago Sales Fustinoni X Resumo da Apostila Economia Política Professor Álvaro L. Bado São Paulo 2011 Sumário Sumário2 Dez Princípios da Economia3 Como Pessoas Tomam Decisões3 Como Pessoas Interagem4 Como funciona a economia como um todo6 O problema Econômico6 O Indivíduo e a Sociedade6 Produção e Distribuição8 Três Soluções Para o Problema Econômico8 A Economia Pré-Mercado10 A Organização Econômica da Antiguidade11 A Sociedade Econômica na...

    23301  Palavras | 94  Páginas

  • FUNDAMENTOS DE ECONOMIA 4a Ed MANUEL ENRIQUEZ GARCIA MARCO A

    15:39:00 Marco Antonio Sandoval de Vasconcellos Manuel Enriquez Garcia Professores do Departamento de Economia da FEA-USP FE 4a ed_c.indb 3 22/8/2011 15:39:00 Sobre os Autores Marco Antonio Sandoval de Vasconcellos é bacharel, mestre e doutor em Economia pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP). É professor do Departamento de Economia da FEA/USP e dos cursos de especialização, MBA e pós-graduação lato sensu da Fundação Instituto de Pesquisas...

    108643  Palavras | 435  Páginas

  • Moedas e Bancos

    Disciplina de Economia RESUMO “MOEDAS E BANCOS” E EXERCÍCIO São Luís – MA 2011 Evolução histórica da moeda A moeda é uma criação social muito antiga que se aperfeiçoa em função da necessidade de intermediar as relações de troca. Podemos dividir a evolução da moeda em cinco estágios: 1° estágio – pré-economia monetária ou escambo: corresponde “as relações de trocas esparsas e esporádicas; 2° estágio – moeda mercadoria: quando as formas da moeda surgem como...

    1171  Palavras | 5  Páginas

  • Intrdução a economia monetaria

    MONETÁRIA A moeda tem um papel fundamental em nossa sociedade, e seu estudo é um dos tópicos mais interessantes abordados no estudo econômico. A teoria monetária aborda seus impactos na economia, e abrange um conjunto de instituições e instrumentos que cumprem funções importantes, tais como: • A transferência de recursos entre unidades superavitárias e unidades deficitárias; • A promoção do desenvolvimento; • Aumento da liquidez de ativos reais; • A mudança de características dos ativos financeiros; ...

    2027  Palavras | 9  Páginas

  • Conceito de economia

    ACONCEITO DA ECONOMIA A palavra economia vem do grego oikos (casa) e nomos (norma, lei). Seria administração da casa ou administração da coisa pública. A economia pode ser definida como ciência social que estuda como o indivíduo e a sociedade decidem utilizar os recursos produtivos escassos, na produção de bens e serviços, de modo a distribuí-los entre as várias pessoas e grupos da sociedade, com a finalidade de satisfazer às necessidades humanas. Como umas das ciências sociais (ciência política...

    1990  Palavras | 8  Páginas

  • Moeda e cambio

    Moeda e Câmbio Introdução Devido à dificuldade de haver uma coincidência de interesses no comércio internacional de bens e serviços, os comerciantes demandaram a criação de um instrumento de troca que não fosse a própria mercadoria. As moedas, a partir daí, começaram a ter paridade entre si, sendo um meio facilitador do comércio como um todo. Cambiar é trocar por definição. O mercado utiliza este conceito agregado ao de moeda (como um meio de troca). O câmbio é expresso em unidades de uma...

    7015  Palavras | 29  Páginas

  • Resumo do livro Manual de Economia da USP

    Introdução a teoria monetária. A moeda tem um papel fundamental em nossa sociedade, e seu estudo é um dos tópicos mais interessantes abordados no estudo econômicos. A economia de mercado é inconcebível sem esse conjunto de instituições e instrumentos que esta em constante transformação e caracterizam-se pelo seu dinamismo, as instituições incluem o Banco Central, os bancos e demais instituições financeiros governamentais e privados. A moeda tem três funções: Meio de troca, unidade de conta, reserva...

    1156  Palavras | 5  Páginas

  • 5 LEP14_O papel da moeda

    O Papel da Moeda em Marx e Keynes Vanessa da Costa Val1 Lucas Linhares2 Resumo A temática monetária em Marx pode ser considerada uma parte inacabada da sua obra teórica. Por seu turno, na economia keynesiana a moeda se torna parte integrante do processo econômico, sempre recebendo atenção especial. No sentido de explorar discussões acerca da moeda nas obras dos autores supracitados, o objetivo deste trabalho é apresentar as características essenciais da teoria monetária de Marx e Keynes com o intuito...

    11378  Palavras | 46  Páginas

  • Economia Marxista

    Ciências Sociais Curso de Ciências Econômicas Economia Marxista I MAYARA CRISTINA CHAVES CANTANHEDE Conceitos Definidos por Marx Contribuição a Crítica da Economia Política e O Capital Volume I São Luís 2013 MAYARA CRISTINA CHAVES CANTANHEDE Conceitos Definidos por Marx Contribuição a Crítica da Economia Política e O Capital Volume I Trabalho Avaliativo da disciplina de Economia Marxista I do Curso de Ciências Econômicas da Universidade...

    8581  Palavras | 35  Páginas

  • A importância do título público federal como instrumento de política monetária, mecanismo de financiamento do défict público e como ativo no mercado financeiro

    Como Ativo no Mercado Financeiro Trabalho apresentado à Universidade Estácio de Sá como requisito parcial para finalização da disciplina Mercados Financeiros e Monetários. ORIENTADOR: Prof. Luiz Ferreira Xavier Borges Rio de Janeiro 2007 2 RESUMO Este trabalho tem por objetivo analisar resumidamente o papel dos títulos públicos federais como instrumento de política econômica utilizado pelo Banco Central do Brasil com a finalidade de influir na liquidez da economia e na...

    2080  Palavras | 9  Páginas

  • APOSTILA ECONOMIA

    ADMINISTRAÇÃO APOSTILA DE ECONOMIA Prof. J. Aurélio Vilas Boas, MSc. ECONOMIA 1 DEFINIÇÃO E OBJETO DA ECONOMIA 1.1 – Introdução Os indivíduos, considerados isoladamente, têm uma série de necessidades individuais que precisam ser satisfeitas para garantir sua sobrevivência. Como exemplos dessas necessidades, temos o ato de respirar e o de se alimentar, que, neste caso, são de natureza biológica. Entretanto, como o ser humano vive em sociedade, em contato com outras pessoas, surgem outros tipos de necessidades...

    23938  Palavras | 96  Páginas

tracking img