• Filosofia do cotidiano
    1. O que é o mito do cientificismo? E por que se trata de um reducionismo? O mito de cientificismo criado pelo positivismo,diz que o único conhecimento perfeito é o cientifico.E ele se trata de um reducionismo pois valoriza exageradamente o conhecimento cientifico,excluindo assim outras formas de...
    375 Palavras 2 Páginas
  • Filosofia
    PEDAGOGIA SOLIOLOGIA DA EDUCAÇÃO 1. O que é o mito do cientificismo? E por que se trata de um reducionismo? R: A preocupação positivista de reduzir ao racional redunda no seu oposto, ou seja, na criação de mitos. O positivismo cria mito do cientificismo, segundo o qual o único conhecimento...
    404 Palavras 2 Páginas
  • A filosofia e as ciências
    A Filosofia e as Ciências 1. O que é o mito do cientificismo? E por que se trata de um reducionismo? Mito do cientificismo é a valorização exagerada do conhecimento científico, visto como o único conhecimento perfeito. Porque se preocupa de tudo reduzir ao racional redonda no seu oposto, ou seja...
    396 Palavras 2 Páginas
  • A filosofia e as ciências
    Exercícios 1. O que é o mito do cientificismo? E por que Se trata de um reducionismo? 2. Explique por que a tecnocracia é condição ta alienação. 3. Leia a citação a seguir e estabeleça a relação com a visão cientificista do mundo: "Não é qualquer um que pode dizer a qualquer outro qualquer coisa...
    289 Palavras 2 Páginas
  • O ADVENTO DA MODERNIDADE
    racionalidade crítica contra a fé, a superstição e o dogma religioso; defesa das liberdades individuais e dos direitos do cidadão contra o autoritarismo e o abuso do poder (principal expoente Kant). A natureza se emancipa do mito através da ciência. Sombras nas promessas iluministas Cientificismo...
    794 Palavras 4 Páginas
  • Unidade iii filosofando
    sempre haverá coisas para se ver e dizer. Exercícios 1. O que é o mito do cientificismo? E por que Se trata de um reducionismo? 2. Explique por que a tecnocracia é condição ta alienação. 3. Leia a citação a seguir e estabeleça a relação com a...
    4984 Palavras 20 Páginas
  • memoria
    contradições, presentes no campo teórico, profissional, acadêmico e de formação. Ao ignorar o enfoque da subjetividade, considerando a ciência positiva como a verdade da psique, ela tornou-se prisioneira do mito ou ideologia do cientificismo. Deve-se então recuperar o sentido da psicologia como estudo...
    5224 Palavras 21 Páginas
  • eja e suas tendencias
    lógico – Reducionismo. Educação – EJA. ABSTRACT: The aim is to present the logical positivism of Auguste Comte, especially in its aspect reductionist. Then conduct a study on the teaching-learning process of EJA, and then, pointing to the influence of this philosophical doctrine in this type of...
    3777 Palavras 16 Páginas
  • Traçando um resumo histórico para contextualizar o período que se segue, a primeira guerra mundial e a revolução russa
    são levantadas por psicólogos Em geral, varias filosofias, como os filósofos da linha fenomenológica, se opõem ao positivismo como um todo e tentam superar o reducionismo; ao admitir que o conhecimento verdadeiro é apenas o que pode ser provado e experimentado; e o cientificismo desta tendência...
    2526 Palavras 11 Páginas
  • Estruturalismo
    trabalho de Lévi-Strauss no Brasil e a discussão sobre a corrente estruturalista. As notícias chamaram a atenção pela forma nacionalista e personalista em que foram situadas. A fim de contribuir para atenuar o reducionismo das idéias do pesquisador francês, torna-se importante relacionar alguns...
    3600 Palavras 15 Páginas
  • Modernidade
    -646X 15 homem carrega em menor ou maior proporção. O individualismo acabou matando o individuo. A modernidade acabou se mostrando para poucos, a maioria ainda continua nas trevas; o que é pior é que se trata de trevas num momento de extrema luminosidade. Platão com o seu “Mito da Caverna” já...
    5225 Palavras 21 Páginas
  • Engenharia
    que o mito romano sobre Marte? É importante, então, para os Construtivistas Sociais considerar como afirmações científicas são justificadas. [editar] Análise e reducionismo Análise é a atividade de quebrar uma observação ou teoria em conceitos mais simples a fim de compreendê-los. A análise é tão...
    3966 Palavras 16 Páginas
  • Arte
    circular incapaz de se livrar de postulados. É lógica nos procedimentos, mas não ao nascer. O homem sempre se incomodou com a incerteza. Viver sempre sobressaltado não é boa vida. Ele gosta de sentir-se seguro e, por isso, apela facilmente para narrativas que produzem segurança como mitos...
    16063 Palavras 65 Páginas
  • Teoria geral do conhecimento
    satisfeitos com a sua posição social. CONSEQÜÊNCIAS: O surgimento do cientificismo: exaltação da ciência como forma mais adequada de conhecer, criticar o conhecimento mítico, religioso ou metafísico, por não se fundarem na experiência do fato positivo. O reducionismo ( do cientificismo...
    6795 Palavras 28 Páginas
  • ciencia
    , Darwin's Dangerous Idea, 1995. Índice [esconder] 1 Natureza das afirmações e conceitos científicos 1.1 Empirismo 1.2 Realismo científico e instrumentalismo 1.3 Construtivismo social 1.4 Análise e reducionismo 2 A justificação de afirmações científicas 2.1 Indução 2.2 Falseabilidade 2.3...
    4819 Palavras 20 Páginas
  • filosofia
    , Darwin's Dangerous Idea, 1995. Índice [esconder] 1 Natureza das afirmações e conceitos científicos 1.1 Empirismo 1.2 Realismo científico e instrumentalismo 1.3 Construtivismo social 1.4 Análise e reducionismo 2 A justificação de afirmações científicas 2.1 Indução 2.2 Falseabilidade 2.3...
    4819 Palavras 20 Páginas
  • mltn
    mais reais do que o mito romano sobre Marte? É importante, então, para os Construtivistas Sociais considerar como afirmações científicas são justificadas. Análise e reducionismo Análise é a atividade de quebrar uma observação ou teoria em conceitos mais simples a fim de compreendê-los. A análise é...
    3326 Palavras 14 Páginas
  • Enfermagem
    observações, teorias e mitos, os quais são por si só construídos por interação social. Deste lado, as afirmações científicas são a respeito de uma sobre a outra, e o teste empírico é não mais que algo para verificar a consistência entre diferentes conjuntos de teorias sociologicamente construídas. Esse...
    3207 Palavras 13 Páginas
  • Contabilidade
    a forma de pensar baseada em mitos e dogmas para estabelecer uma nova forma de pensar, uma forma de pensar naturalista baseada no ceticismo. O pensamento dogmático coloca as ideias como sendo superiores ao que se observa. O Pensamento cético coloca o que é observado como sendo superior às ideias...
    10579 Palavras 43 Páginas
  • Filosofia
    mediante o relato das realizações dos deuses e dos antepassados. Virtude = guerreiro belo e bom Coragem, força. Mito hoje O mito do cientificismo : crença cega na ciência como única forma de saber. É preciso superar o mito do cientificismo: existem outros modos de compreensão da realidade...
    598 Palavras 3 Páginas