• Direito Natural
    Direito Natural e Direito Positivo em Kant e Fichte 283 Revista Filosófica de Coimbra — n.o 41 (2012) pp. 283-294 * Investigador da Alexander von Humboldt-Stiftung. Direito Natural e Direito Positivo em Kant e Fichte Óscar Cubo Ugarte* “O estado não tem o direito nem o poder de ordenar que os cidadãos ...
    4931 Palavras 20 Páginas
  • Kant - Clássicos da Política
    KANT Kant não era aristocrata nem mesmo revolucionário, não teve participação politica de qualquer tipo. Porem sua reputação intelectual era enorme. A Filosofia da Moral e a Dignidade do Individuo Segundo Kant, o conhecimento racional versa sobre objetos ou sobre suas próprias leis. Há dois gêneros...
    1957 Palavras 8 Páginas
  • Kant - educação
    falar em filosofia moderna sem mencionar o nome de Immanuel Kant (1724-1804), em razão da relevância e do impacto do seu pensamento no desenvolvimento do conhecimento ocidental. Fruto da maturidade intelectual de seu autor, em Pedagogia, Kant mostra de que forma o processo da educação possibilita ao homem...
    2221 Palavras 9 Páginas
  • auhdfgpdjd
    frias, ternurentas... Mas sempre presentes em qualquer parte Os donos da Amizade...Segundo o Dicionário de Filosofia, em sentido geral, o termo liberdade é a condição daquele que é livre; capacidade de agir por si próprio; autodeterminação; independência; autonomia. A história desse conceito perpassa...
    38443 Palavras 154 Páginas
  • KANT a liberdade, o indivíduo e a república
    KANT: a liberdade, o indivíduo e a república A filosofia moral de Kant é uma celebração da dignidade individual. Ele vai tentar superar a dicotomia entre empirismo x racionalismo. Suas principais obras foram Critica – da razão pura; da razão prática; e do juízo. A filosofia moral e a dignidade...
    2951 Palavras 12 Páginas
  • Av-4 teoria geral do conhecimento
    meio. ________________________________________ Questão 2: Nota: Não gerada No século XVIII, período histórico conhecido como Iluminismo, Imanuel Kant, também, refletiu sobre a moral. Sobre o tema, ele escreveu: “Conhecer a lei moral não garante a sua prática, pois os homens têm inclinações que os...
    631 Palavras 3 Páginas
  • Kant
    Kant: A sua formação caracteriza as suas obras e pensamento a respeito do indivíduo e a sua ação em sociedade, principalmente, em considerar que a ação do indivíduo deveria ser livre e consciente de modo a tornar-se uma lei universal. Assim o filósofo Immanuel Kant formulou o "imperativo categórico"...
    1276 Palavras 6 Páginas
  • Teoria política: comparação entre kant, burke e hegel
    “Dicionário de Política”). Sendo assim, Burke foi um dos maiores críticos da Revolução Francesa, sobre os argumentos de que os princípios dos revoltosos: liberdade, igualdade e fraternidade, eram inteiramente abstratos e não se deve derrubar uma estrutura, construída por anos de aprimoramento, baseando-se em...
    828 Palavras 4 Páginas
  • Avaliação virtual 3
    nome? Assinale a alternativa correta. Alternativas 1 - Felicidade plena. 2 - Autonomia 3 - Eudaimonia 4 - Heteronomia 5 - Liberdade Sua resposta Sem resposta Questão 3 Nota Não gerada Para Aristóteles essa felicidade permanente é alcançada pela virtude moral. Qual é a virtude...
    624 Palavras 3 Páginas
  • Conceito de direito segundo kant
    DIREITO SEGUNDO KANT: Não importa o conteúdo das relações jurídicas, o que interessa é a forma pela qual a ação foi realizada, o modo pelo qual o Direito promove a coexistência das vontades individuais permitindo assim que cada um faça o que deseja. O Direito deve promover a liberdade ao realizar...
    843 Palavras 4 Páginas
  • Av 3 - filosofia
    Assinale a alternativa correta. Alternativas 1 - Felicidade plena. 2 - Autonomia 3 - Eudaimonia 4 - Heteronomia 5 - Liberdade Sua resposta 3 - Eudaimonia Resposta gabarito Eudaimonia Comentário do gabarito A eudaimonia significa a felicidade permanente...
    820 Palavras 4 Páginas
  • Questionário de avaliação
    nome. Qual é esse nome? Assinale a alternativa correta. Alternativas 1 - Felicidade plena. 2 - Autonomia 3 - Eudaimonia 4 - Heteronomia 5 - Liberdade Sua resposta Sem resposta Questão 3 Nota Não gerada Para Aristóteles essa felicidade permanente é alcançada pela virtude moral. Qual é a virtude...
    579 Palavras 3 Páginas
  • Resenha
    Rolim de Moura – FAROL, sob a orientação do Professor JOSÉ RICARDO TELES FEITOSA. rolim de moura – ro 2013 CLORENCE, M. (Org.). Immanul Kant. In:______. Os grandes filósofos do direito. São Paulo: Martins Fontes, 2002. P. 235-259. 1 CREDEENCIAIS DO ORGANIZADOR Clarence Morris, professor...
    2529 Palavras 11 Páginas
  • Notas kantianas sobre o direito
    que se possa esclarecer e substantivar os argumentos constitutivos do discurso jurídico no estado democrático de direito. No século XVIII, Immanuel Kant promoveu uma revolução copernicana na filosofia ocidental, ao libertá-la do paradigma teológico e metafísico na qual se encontrava prisioneira, desde...
    11346 Palavras 46 Páginas
  • teorias dos fins da pena
    desenvolva. Para fazer parte do contrato o homem abriu mão de parte de sua liberdade em prol do bem comum. E já no séc. XVIII um dos grandes sábios do Direito penal dizia, O conjunto de todas essas pequenas porções de liberdade é o fundamento do direito de punir. Todo exercício do poder que se afastar...
    4393 Palavras 18 Páginas
  • Direito na Visão de Immanuel Kant
    O Direito na Visão de Immanuel Kant O Direito Natural é visto por Kant através do motivo que as pessoas têm para cumpri-lo. Ele entende que a norma básica de conduta moral possui obrigatoriedade que parte da razão pura. As pessoas irão respeitá-la somente por causa da ideia do dever que possuem. á...
    654 Palavras 3 Páginas
  • Resumo de kant
    TRABALHO DE POLÍTICA KANT Immanuel Kant, filósofo alemão, observou de perto a transformação de uma Europa aristocrática e feudal para um novo mundo que ainda trazia muitas dúvidas sobre o que este viria realmente a ser. Mesmo vivendo em um cenário de tantas mudanças, não era um aristocrático e...
    951 Palavras 4 Páginas
  • Resumo textos de kant
    Texto de KANT Páginas 94 a 99. Fundamentação da metafísica dos costumes Kant em sua obra Fundamentação da metafísica dos costumes, tem o objetivo de traçar a moral com a razão. Partindo do critério de uma moral a priori, ou seja, anterior a qualquer experiência, Kant fundamenta a respeito das questões...
    563 Palavras 3 Páginas
  • filosofia do direito
    Filosofia do Direito Texto Para Fichamento KELSEN, Hans. Teoria Pura do Direito. KANT e HABERMAS: Nos dois autores não há como pensar o direito sem considerar como contraponto a moralidade. No caso de Kant para mostrar a derivação. No caso de Habermas para mostrar equiparação. Tanto a moral quanto...
    2644 Palavras 11 Páginas
  • A Legitimidade do Direito
    democracia, o qual deriva do princípio do discurso. Para chegar a tal concepção, Habermas realiza um debate detalhado com a doutrina do direito de Kant, a fim de apontar as possíveis falhas da teoria kantiana e corrigi-las com a teoria do agir comunicativo presente em “Direito e Democracia.” Palavras-chave:...
    6942 Palavras 28 Páginas