• O julgamento de nuremberg segundo sócrates, platão e os sofistas
    de todas as coisas”, Protágoras, os Sofistas mostraram a Grécia, a retórica como forma de explicar os acontecimentos naturais e humanos. Nota-se no filme Julgamento de Nuremberg, que da formação do julgamento, em que os réus são colocados a frente dos promotores, a retórica é realizada a fim de...
    1069 Palavras 5 Páginas
  • Introdução ao Estudo do Direito
    debatedor. No segundo capítulo, Reboul apresenta um apanhado das perspectivas retóricas dos sofistas, de Sócrates (e de Platão) e de Aristóteles, mostrando distinções entre retórica e dialética, e, entre verossímil e verdadeiro. Também menção dois elementos: a) b) o debate que é realizado...
    11310 Palavras 46 Páginas
  • o julgamento de nuremberg
    acontecimentos naturais e humanos. No filme “Julgamento de Nuremberg” retrata a formação de um julgamento, em que os réus são colocados a frente dos promotores e a retórica é utilizada para se convencer da inocência ou acusação. Como no filme os Sofistas tinham como princípios colocar o homem no...
    1545 Palavras 7 Páginas
  • Historia bacharel
    verdades boas ou más, grandes ou pequenas. Os ensinamentos sofistas se perderam no tempo de modo que é muito raro encontrar a metodologia utilizada pelos mesmos, o pouco que conhecemos é com auxilio da visão de Platão, mesmo sendo uma visão estereotipada, dos sofistas como os grandes charlatões da...
    970 Palavras 4 Páginas
  • Trabalho
    honrosa e mais fácil: em vez de tampar a boca dos outros, preparar-se para ser o melhor possível." (Palavras atribuídas a Sócrates por Platão, ao final do seu julgamento) Artigo da Internet em: http://resenhas.sites.uol.com.br/etica.html Introdução Ascensão e queda da filosofia grega Uma pergunta que...
    4713 Palavras 19 Páginas
  • Filosofia do Direito
    não é profissão, é atividade do homem livre” - O sofista “sabe tudo” e transmite um saber pronto, sem crítica (que Platão identifica com uma mercadoria, que o sofista exibe e vende). Sócrates diz nada saber e, colocando-se no nível de seu interlocutor, dirige uma aventura dialética em busca da...
    2481 Palavras 10 Páginas
  • Filosofia: Um resumo da história
    pelo um júri de 501 cidadãos como prática da época tinha que tomar uma taça de cicuta; Sócrates é o patrono da filosofia considerado o mais sábio de todos os sábios; Platão em suas obras descreve por intermédio dos diálogos o mestre que assume como protagonistas, entretanto trata-se da visão de...
    2231 Palavras 9 Páginas
  • Atps linguagem jurídica e argumentação
    aqueles que podam pagá-los, sendo assim os primeiro professores. Por este motivo foram mal interpretados, sendo acusados por Sócrates e Platão de “prostituição”, já que recebiam algo em troca de ensinamentos. Os sofistas foram também os primeiros a estabelecer uma diferença entre a natureza e a lei...
    2213 Palavras 9 Páginas
  • Ideologia jurídica
    ASCENSÃO7 4. A “DIÁIRESIS” 8 5. A “MAIÊUTICA” 8 6. CONCLUSÃO10 7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS11 INTRODUÇÃO O presente trabalho tem como objetivo apresentar os métodos dialéticos usados pelo filósofo Grego Platão. Para o discípulo de Sócrates, a dialética era o ponto mais alto do conhecimento, por...
    2353 Palavras 10 Páginas
  • questinamentos boas
    O texto expõe uma contradição da educação sofista e da educação proposta por Sócrates. Sócrates foi condenado à morte por 3 crimes: 1-Não acreditar nos costumes e nos deuses gregos; 2- Unir-se a deuses malignos que gostam de destruir as cidades; 3- Corromper jovens com suas ideias...
    1892 Palavras 8 Páginas
  • Filosofia do direito - capitulo 4
    . O método socrático da indagação é justamente a busca por extrair, no seio da multidão opniões divergentes a essência da ideia e da verdade. Ao mesmo tempo rompe como a visão mitodológca- religiosa e como a visão sofista sobre o justo. A busca de Sócrates é extrair o conceito do justo por meio da...
    2301 Palavras 10 Páginas
  • Pensamento político na antiguidade clássica
    . Platão foi o que mais se estendeu em relação a seu mestre. Decidiu registrar sua visão da filosofia de Sócrates, após o impacto de sua morte, para que não fossem perdidas as ideias de seu mestre. Outros discípulos também falaram dele como, por exemplo, Aristófanes e Xenofonte que foram seus...
    1312 Palavras 6 Páginas
  • Homem Cultura e Sociedade
    posses e viveriam numa fraternidade na qual não existiria espaço para a hipocrisia ou a vaidade. Até que ponto as concepções de Platão são as de Sócrates, em nome de quem o discípulo fala em seus diálogos – cujos oponentes usuais são geralmente os sofistas – é uma questão ainda não esclarecida. A...
    5377 Palavras 22 Páginas
  • Trabalho e vida de sócrates
    morte, resolveu registrar seus ensinamentos, para evitar que se perdessem. Trata-se, é claro, da visão de Platão sobre a filosofia de Sócrates e não do pensamento original do próprio filósofo. Sócrates, Platão e Aristóteles Slide 13 – A concepção filosófica de Sócrates pode ser caracterizada como...
    1930 Palavras 8 Páginas
  • Período socrático
    sofistas como de Sócrates, Platão e Aristóteles (e dos posteriores) volta-se para o homem e suas relações. Protágoras, um sofista dirá que "o homem é a medida de todas as coisas; daquelas que são enquanto são; daquelas que não são, enquanto não são". E Górgias, outro sofista, preocupado com o discurso...
    1765 Palavras 8 Páginas
  • O conceito de ética em sócrates, platão e aristóteles
    . São Paulo: Brasiliense, 1985. DURANT, Will – A História da Filosofia, Coleção Os Pensadores, São Paulo, Nova Cultural, 1996. Encyclopedia Britannica, on-line: www.britannica.com . 18/11/99. INDEFINIDO, Lectures in Pilosophy, on-line: http://www-philosophy.ucdavis.edu/-phi001/soclec.htm, 20/11/99 PLATÃO, A República, Editora Calouste Gulbenkian. O Julgamento de Sócrates, in Sócrates, Coleção Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1979....
    4625 Palavras 19 Páginas
  • trabalhos
    , superando a questão da natureza como temática central. Os sofistas são contemporâneos de Sócrates, seu principal adversário, assim como o foram posteriormente Platão e Aristóteles. Apesar disso, Sócrates e os sofistas compartilham, embora com visões diferentes e até mesmo diametralmente opostas, o...
    4993 Palavras 20 Páginas
  • Linguagem juridica
    e interpretação da bibliografia que irá compor o trabalho, sendo construído com base na leitura e interpretação das seguintes obras abaixo descritas: YABIKU, Roger Moko. Ética, Direito e Justiça: Sócrates e Platão contra os sofistas. JusNavigandi, Teresina, ano 16, n. 3104, 31 dez. 2011...
    1130 Palavras 5 Páginas
  • Sócrates e os sofistas
    cultural grega. O interesse pela retórica e pela oratória motivou o desenvolvimento dos estudos de poética e gramática. Sócrates É o pensamento de Sócrates, que marca o nascimento da filosofia clássica, desenvolvida por Platão e Aristóteles. O julgamento e a morte de Sócrates marcaram profundamente...
    1428 Palavras 6 Páginas
  • revisão de filosofia
    alcançar a verdade, os sofistas ensinavam como usar a argumentação para vencer uma discussão política; 3) Sócrates concebia a verdade como um juízo universal, os sofistas acreditavam que a verdade era relativa, ou seja, algo que depende do julgamento de cada sujeito. 17. O que Platão estabelece na...
    2215 Palavras 9 Páginas