O Discurso Competente Marilena Chaui artigos e trabalhos de pesquisa

O discurso Competente

 O discurso competente Marilena Chauí possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1965), especialização em Licenciatura pela Universidade de São Paulo(1965), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo(1967) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo(1971). Atualmente é professor titular da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase...

570  Palavras | 3  Páginas

Ler documento completo

Livro da Marilena Chauí

Marilena Chaui Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Chaui, Marilena Cultura e democracia : o discurso competente e outras falas I Marilena Chaui. - 12. ed. - São Paulo: Cortez, 2007. Bibliografia. ISBN 978-85-249-1190-3 1. Cultura 2. Cultura popula{ 3. Democracia I. Título. EDEMOCRACIA discurso competente O 06-0583 CDD-306.4 -321.8 E OUTRAS FALAS índices para catálogo sistemático: 1. Cultura: Sociologia...

1666  Palavras | 7  Páginas

Ler documento completo

Marilene Chaui

Marilena ChauiMarilena de Sousa Chaui (São Paulo, 4 de setembro de 1941) é uma filósofa e historiadora de filosofia brasileira. Professora de Filosofia Política e História da Filosofia Moderna da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). É mestre (1967, Merleau-Ponty e a crítica do humanismo), doutora (1971, Introdução à leitura de Espinosa) e livre docente de Filosofia (1977, A nervura do real: Espinosa e a questão da liberdade) pela USP. É casada...

2321  Palavras | 10  Páginas

Ler documento completo

Marilena chaui atualizado

GOMES, 02 GUILHEREME OLIVEIRA SENNA, 16 LUCAS ROSSI OLIVEIRA, 22 MARCELO EDUARDO, 24 MARCO VINÍCIUS MACHADO VIVIANI, 25 FILÓSOFOS BRASILEIROS: MARILENA CHAUI POÁ 2015 ANDRÉ LUÍS PENTEADO GOMES, 02 GUILHEREME OLIVEIRA SENNA, 16 LUCAS ROSSI OLIVEIRA, 22 MARCELO EDUARDO, 24 MARCO VINÍCIUS MACHADO VIVIANI, 25 FILÓSOFOS BRASILEIROS: MARILENA CHAUI Trabalho de aprovação em disciplina apresentado à Etec de Poá como parte dos requisitos para obtenção de menção na disciplina filosofia, sob a...

3582  Palavras | 15  Páginas

Ler documento completo

O discurso competente-Marilena chaui

O DISCURSO COMPETENTE - Marilena Chauí O DISCURSO COMPETENTE Marilena Chauí Como sabemos, a ideologia não é apenas a representação imaginária do real para servir ao exercício da dominação em uma sociedade fundada na luta de classes, como não é apenas a inversão imaginária do processo histórico na qual as idéias ocupariam o lugar dos agentes históricos reais. A ideologia, forma específica do imaginário social moderno, é a maneira necessária pela qual os agentes sociais representam para si...

4812  Palavras | 20  Páginas

Ler documento completo

Síntese Marilena Chauí

 Esta síntese é baseada nas ideias do Capítulo 5 do livro Convite à Filosofia da autora Marilena Chauí, ano de 2004: O ideal científico e a razão instrumental. Todas suas citações estão acompanhadas com a numeração da página, sendo todas pertencentes ao capítulo 5 citado acima. O Propósito desta síntese visa compreender e entender a importância da lógica do pensamento científico contemporâneo, quais são os fundamentos da ciência contemporânea, nos dando características fundamentais...

2958  Palavras | 12  Páginas

Ler documento completo

Chaui

CHAUÍ, Marilena. “Cultura do Povo e Autoritarismo das Elites”, in: Cultura e Democracia: o discurso competente e outras falas, São Paulo, Moderna, 1981[1]. Cultura das elites e cultura do povo. Sentido da conjunção e: 1) Primeiro percurso interpretativo: “a cultura do povo é ou não é uma recusa explícita ou implícita da cultura das elites?” (p.40 - grifo meu) No caso de uma resposta afirmativa, “estaremos diante de duas culturas realmente diferentes que exprimiram a existência de diferenças...

2281  Palavras | 10  Páginas

Ler documento completo

Discurso filosofico e cientifico

O discurso filosófico deve ser vivo e acerca da vida. Reduzi-lo a esquemas lógicos, à pura “abstracticidade” é embalsamar a própria filosofia, obrigá-la a habitar nos livros mais embolorecidos, a fugir da luz e a evitar a praça pública. A filosofia não é a parente pobre de um mundo de saber dominado pela ciência e pela técnica. Por isso não se justifica o seu ar envergonhado, a necessidade de constantemente pedir desculpa pela sua existência e reivindicar a glória de um passado que não regressa....

1543  Palavras | 7  Páginas

Ler documento completo

DISCURSO FILOSOFICO X DISCURSO CIENTIFICO

sustentar certos pontos de vista com razões. Segundo Mouillaud (1997), discurso, como a própria palavra indica, origina-se do latim discurrere, que por sua vez vem do próprio latim currere e significa discorrer, atravessar, expor. É um exposto metódico, algo que flui (noção de continuidade), uma operação mental que se processa através de uma série de operações intermediárias e parciais (noção de descontinuidade). 1. DISCURSO CIENTÍFICO Orlandi (1987) afirma que, do ponto de vista discursivo, as...

1777  Palavras | 8  Páginas

Ler documento completo

Resenha - a ordem do discurso

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. 17. ed. São Paulo: Loyola, 1996. 79 p. Por: Rivaldete Silva /UNIPÊ A Ordem do discurso é uma publicação de 79 páginas baseada na aula inaugural de Foucault no Collége de France, em 1970, ao assumir a disciplina História dos sistemas de pensamento, por ocasião da morte de Jean Hippolite, seu professor e mestre. Nesta obra, o autor inicia suas considerações sobre a produção dos discursos na sociedade, expondo as...

1232  Palavras | 5  Páginas

Ler documento completo

Chaui, marilena

Chaui, Marilena. Cultura e democracia . En: Crítica y emancipación : Revista latinoamericana de Ciencias Sociales. Año 1, no. 1 (jun. 2008- ). Buenos Aires : CLACSO, 2008- . -- ISSN 1999-8104. Disponible en: http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/ar/libros/secret/CyE/cye3S2a.pdf Red de Bibliotecas Virtuales de Ciencias Sociales de América Latina y el Caribe de la Red CLACSO http://www.clacso.org.ar/biblioteca biblioteca@clacso.edu.ar CULTURA Y POLíTICA EN AMéRICA LATINA Cultura e democracia ...

9811  Palavras | 40  Páginas

Ler documento completo

Marilena chaui

 Marilena Chaui Convite à Filosofia Ed. Ática, São Paulo, 2000. Convite à Filosofia _______________________________ SUMÁRIO Introdução [01] Para que Filosofia? Unidade 1: A Filosofi a [02] Capitulo 1: A origem da Filosofia [03] Capítulo 2: O nascimento da Filosofia [04] Capítulo 3: Campos de investigação da Filosofia [05] Capítulo 4: Principais períodos da história...

257273  Palavras | 1030  Páginas

Ler documento completo

Convite a filosofia Marilena Chauí

Marilena Chaui Convite à Filosofia Ed. Ática, São Paulo, 2000. Convite à Filosofia _______________________________ SUMÁRIO Introdução [01] Para que Filosofia? Unidade 1: A Filosofi a [02] Capitulo 1: A origem da Filosofia [03] Capítulo 2: O nascimento da Filosofia [04] Capítulo 3: Campos de investigação da Filosofia [05] Capítulo 4: Principais períodos da história da Filosofia [06] Capítulo 5: Aspectos da Filosofia contemporânea Unidade 2: A razão [07] Capítulo 1: A Razão ...

257302  Palavras | 1030  Páginas

Ler documento completo

Convite Filosofia - Marilena Chaui

Marilena Chaui Convite à Filosofia Ed. Ática, São Paulo, 2000. Convite à Filosofia _______________________________ SUMÁRIO Introdução [01] Para que Filosofia? Unidade 1: A Filosofi a [02] Capitulo 1: A origem da Filosofia [03] Capítulo 2: O nascimento da Filosofia [04] Capítulo 3: Campos de investigação da Filosofia [05] Capítulo 4: Principais períodos da história da Filosofia [06] Capítulo 5: Aspectos da Filosofia contemporânea Unidade 2: A razão [07] Capítulo 1: A Razão ...

257302  Palavras | 1030  Páginas

Ler documento completo

Convite a Filosofia - Marilena Chauí

Marilena Chaui Convite à Filosofia Ed. Ática, São Paulo, 2000. Convite à Filosofia _______________________________ SUMÁRIO Introdução [01] Para que Filosofia? Unidade 1: A Filosofi a [02] Capitulo 1: A origem da Filosofia [03] Capítulo 2: O nascimento da Filosofia [04] Capítulo 3: Campos de investigação da Filosofia [05] Capítulo 4: Principais períodos da história da Filosofia [06] Capítulo 5: Aspectos da Filosofia contemporânea Unidade 2: A razão [07] Capítulo 1: A Razão ...

255765  Palavras | 1024  Páginas

Ler documento completo

Fichamento O que é Ideologia - Marilena Chauí

O QUE É IDEOLOGIA Marilena Chauí =FICHAMENTO DE TEXTO= HISTÓRICO DO TERMO – (Páginas 25 até 32) Parágrafo 1] “O termo ideologia aparece pela primeira vez na França, após a Revolução Francesa (...) em 1801, no livro de Destutt de Tracy (...) Juntamente com (...) Cabanis (...) De Gérando (...) Volney, Destutt (...) pretendia elaborar uma ciência da gênese das idéias, tratando-as como fenômenos naturais que exprimem a relação do corpo humano, enquanto organismo vivo, com o meio ambiente...

3432  Palavras | 14  Páginas

Ler documento completo

Resenha Marilena Chauí

 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS PROFESSOR: MATÉRIA: FORMAÇÃO SOCIAL E ECONÔMICA DO BRASIL ALUNA: CHAUÍ, Marilena Brasil: Mito fundador e a sociedade autoritária. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2000. Cap. 5 Considerando Chaui (2000), a construção que designamos como “mito fundador”, é composta por três fatores: O primeiro é o imaginário mítico, o segundo é oferecido pela história teológica e o terceiro pela...

1266  Palavras | 6  Páginas

Ler documento completo

A formação de leitores críticos e reflexivos nas aulas de língua portuguesa, abordando as contribuições da analise do discurso no desenvolvimento das práticas pedagógicas.

PORTUGUESA: AS CONTRIBUIÇÕES DA ANÁLISE DO DISCURSO PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA ORIENTADORA: Dra. TATIANE DE LUCENA DEIRACI DO NASCIMENTO LINS LÍLIAN CHRISTNA SOUZA RESUMO Este trabalho tem como objetivo refletir sobre a formação de leitores críticos e reflexivos nas aulas de língua portuguesa, abordando as contribuições da analise do discurso no desenvolvimento das práticas pedagógicas, considerando as principais contribuições da teoria da análise do discurso na formação de leitores críticos e...

6658  Palavras | 27  Páginas

Ler documento completo

Resumo do livro "O que é Ideologia" (Marilena Chauí)

RESUMO SOBRE O LIVRO “O QUE É IDEOLOGIA”, DE MARILENA DE SOUZA CHAUÍ INTRODUÇÃO Motivo de frequentes discussões e inúmeras definições, o termo ideologia, desde sua gênese, é encarado por diferentes perspectivas. A ideologia como ideias da classe dominante apresentadas como interesse de toda uma sociedade – justificada pelo Estado e pelo Direito – é o foco principal do livro de Marilena Chauí, “O que é ideologia?”, que compõe a Coleção Primeiros Passos da editora Brasiliense. Dividido em três...

2744  Palavras | 11  Páginas

Ler documento completo

resenha- CHAUÍ

CHAUI, Marilena Convite à filosofia 6° edição. São Paulo. Àtica. 2009 Resenhado por Erisdalva Machado da Silva, acadêmica do 1° período do curso de Licenciatura Plena em Geografia. UESPI Marilena de Souza Chauí (Pindorama, 4 de setembro de 1941) é professora de filosofia e historiadora da mesma. Além de extensa produção acadêmica, ela também publicou livros paradidáticos de Filosofia, voltados, sobretudo para o público jovem ou não. Cursou Filosofia e fez mestrado na Universidade de São Paulo...

795  Palavras | 4  Páginas

Ler documento completo

Moral na política, a atemporalidade do discurso de maquiavel

ANNA CAROLINA DE PINA JAIME NAVES MORAL NA POLÍTICA, A ATEMPORALIDADE DO DISCURSO DE MAQUIAVEL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - UFG GOIÂNIA - GO 2010 ANNA CAROLINA DE PINA JAIME NAVES MORAL NA POLÍTICA, A ATEMPORALIDADE DO DISCURSO DE MAQUIAVEL Artigo Científico apresentado como parte das exigências para conclusão da disciplina de Metodologia do Trabalho Científico do Primeiro...

6512  Palavras | 27  Páginas

Ler documento completo

Ficha de citações . livro:o que é ideologia - marilena chaui

indivíduos, o ciclo de vida, a classe social, o período histórico, a cultura, etc. Numa perspectiva interpessoal cada um de nós transmite e recebe saberes sociais o que implica uma socialização mútua. FICHA DE CITAÇÕES: O QUE É IDEOLOGIA? CHAUI, Marilena de Sousa 1941- O que é ideologia. 1991- 34ª ed. São Paulo. Editora Brasiliense | Citações | Comentários | A IDEOLOGIA ALEMÃ.“Embora Marx tenha escrito sobre a “ideologia em geral”, o texto onde realiza a caracterização da ideologia tem por...

2380  Palavras | 10  Páginas

Ler documento completo

Texto sobre o vídeo o drama burguês - marilena chauí e guerd bornheim

Vídeo: O Drama Burguês. Marilena Chauí e Guerd Bornheim A construção da ideia entre a liberdade e o campo da política, é complexa. Envolve não apenas esses fatores, como toda uma construção de pensamentos e ideais, como o surgimento da esfera pública e sua nova relação com a esfera privada, os ideais de liberdade, de república, a democracia e o surgimento e desenvolvimento da classe burguesa. Portanto, é preciso compreender esses aspectos, na elaboração de uma visão mais clara entre esses elementos...

976  Palavras | 4  Páginas

Ler documento completo

marilena chauí... o que é filosofia?

feitas e aferidas. Na verdade não perguntamos “O que é Verdade?” Mas a sinalizamos quando ela está dentro de uma realidade já estabelecida em nossas crenças, que não são questionadas geralmente. A partir desta premissa, vemos a abordagem, de Marilena Chauí, a respeito dessas crenças não questionadas e, que ela esmiúça demonstrando no livro convite a Filosofia, donde o inquestionável passa para o questionável, usando as perguntas do dia-a-dia, e convertendo-as em questionáveis divagações filosóficas...

1203  Palavras | 5  Páginas

Ler documento completo

marilena chauí... o que é filosofia?

feitas e aferidas. Na verdade não perguntamos “O que é Verdade?” Mas a sinalizamos quando ela está dentro de uma realidade já estabelecida em nossas crenças, que não são questionadas geralmente. A partir desta premissa, vemos a abordagem, de Marilena Chauí, a respeito dessas crenças não questionadas e, que ela esmiúça demonstrando no livro convite a Filosofia, donde o inquestionável passa para o questionável, usando as perguntas do dia-a-dia, e convertendo-as em questionáveis divagações filosóficas...

1203  Palavras | 5  Páginas

Ler documento completo

A verdade - Chauí

Unidade 3 A verdade – 110 – Marilena Chauí _______________________________ Capítulo 1 Ignorância e verdade. A verdade como um valor “Não se aprende Filosofia, mas a filosofar”, já disse Kant. A Filosofia não é um conjunto de ideias e de sistemas que possamos apreender automaticamente, não é um passeio turístico pelas paisagens intelectuais, mas uma decisão ou deliberação orientada por um valor: a verdade. É o desejo do verdadeiro que move a Filosofia e suscita filosofias. Afirmar que a verdade...

10824  Palavras | 44  Páginas

Ler documento completo

Elementos de lógica (marilena chaui)

do termo metal será o conjunto de todos os seres que podem ser designados como metais. Se, porém, tomarmos o termo homem e dissermos que é um animal, vertebrado, mamífero, bípede, mortal e racional, essas qualidades formam sua compreensão. Marilena Chauí _______________________________ – 233 – Se tomarmos o termo metal e dissermos que é um bom condutor de calor, reflete a luz, etc., teremos a compreensão desse termo. Quanto maior a extensão de um termo, menor sua compreensão, e quanto maior...

4164  Palavras | 17  Páginas

Ler documento completo

Discurso do metodo

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Alisson dos Santos Lima Felipe Rocha Ribeiro Resenha Discurso do Metodo São Cristóvão 2013 DESCARTES, Renè. Discurso do Método. Tradução Elza Moreira Marcelina. Brasília: Editora Universidade de Brasília; São Paulo: Ática. 1989. 2 – Credenciais do Autor Renè Descartes é um dos mais importantes autores da modernidade, viveu no século XVII. Constrói um pensamento definitivo para a compreensão da racionalidade e...

1002  Palavras | 5  Páginas

Ler documento completo

Questões sobre os textos de: Marilena CHAUI,Convite à Filosofia, p. 09-33. Maria ARANHA e outros, Filosofando, p. 72-77.

origens do Mundo e do Homem por meio de deuses, semideuses e heróis. * A filosofia pelo contrario busca estudar e explicar como e por que no passado, futuro e presente as coisas são como são a filosofia usa argumentos, estudos e lógica. 7)Segundo Marilena Chauí, quais são as principais condições (3 condições) históricas que explicam o surgimento da Filosofia no ocidente grego? Explicar. 1)Viagens marítimas. onde a filosofia procurava explicar que as coisas não são como o mito dizia, desmistificou a...

863  Palavras | 4  Páginas

Ler documento completo

Fich O que politica chaui

Nome: Emmanuel Corrêa de Oliveira. Fichamento catalográfico. Texto: Marilena Chaui, O que é Política. No inicio do texto a autora chama a atenção para muitos problemas derivados da política como: a aniquilação do espaço público em virtude da propriedade privada, o desterro pelos direitos (sociais, políticos e econômicos). Problemas produzidos e re-produzidos no espaço da esfera pública, espaço do debate de opiniões diferentes, de grupos e classes sociais diferentes. Isto ocorre da obliteração da...

786  Palavras | 4  Páginas

Ler documento completo

O que é ideologia - marilena chauí

Resumo do Livro: Marilena Chauí: O que é ideologia, A Ética de Kant, Brasil: Mito Fundador e Sociedade Autoritária e Convite à Filosofia No livro, “O que é Ideologia”, Marilena Chauí parte de alguns exemplos, passa pelo histórico do termo até chegar à concepção marxista de Ideologia. A autora também mostra a concepção que outros pensadores tinham sobre o tema. Umas das maiores preocupações dos filósofos gregos era a explicação do movimento que para eles significava qualquer alteração de uma realidade...

2726  Palavras | 11  Páginas

Ler documento completo

Ciencias Sociais

relação às ciências naturais. Cultura, um conceito antropológico. O impacto do conceito de cultura sobre o conceito de homem. Diversidade cultural, etnocentrismo e relativismo cultural. CHAUI, Marilena de Souza. Cultura e Democracia: o discurso competente e outras falas. São Paulo: Cortez, 1997. 309p. CHAUI, Marilena de Souza. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 1999. 440p. Como surgiu a cultura? A cultura como uma lente de observação da realidade. Conteúdos A especificidade das...

2133  Palavras | 9  Páginas

Ler documento completo

Resumo do livro o que é ideologia?

Resumo do livro o que é ideologia? Por Edileide Sirino Graduanda da Pontifícia Universidade Católica de Goiás O que é ideologia? A autora Marilena Chauí inicia o livro “o que é ideologia” abordando a definição do que é ideologia e nos apresenta também alguns caminhos pelos quais a ideologia burguesa passou até chegar a seu estágio atual e explica que, para ela, ideologia é um conjunto sistemático e encadeado de ideias de forma que essa ideologia...

2204  Palavras | 9  Páginas

Ler documento completo

Fichamento o que é politica? marilena chaui

CHAUÍ, Marilena. O que é política? In: O esquecimento da Política. Rio de Janeiro: Ed. Agir, 2007. P.P 27 – 53. O que é Política? Hoje, a opinião publica tornou-se a manifestação pública de gostos, preferencias e sentimentos particulares, que outrora pertenciam ao campo da vida privada. Destruição da discussão e do debate públicos sobre projetos e programas de governo e sobre as leis. A privatização das figuras do poder político e do cidadão privatiza o espaço publico. Para falarmos do esquecimento...

835  Palavras | 4  Páginas

Ler documento completo

SOBRE O DISCURSO IDEOLÓGICO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A REPRODUÇÃO DO MODO CAPITALISTA DE PRODUÇÃO

SOBRE O DISCURSO IDEOLÓGICO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A REPRODUÇÃO DO MODO CAPITALISTA DE PRODUÇÃO SUSTAINABLE DEVELOPMENT IDEOLOGICAL DISCOURSE AND THE REPRODUCTION OF THE CAPITALIST MODE OF PRODUCTION SOBRE LO DISCURSO IDEOLOGICO DEL DESARROLLO SOSTENIBLE Y LA REPRODUCCIÓN DEL MODO DE PRODUCCIÓN CAPITALISTA Guilherme Magon Whitacker - Universidade Estadual Paulista - Presidente Prudente - São Paulo - Brasil guilherme_whitacker@yahoo.com.br Resumo Entendemos que as controvérsias...

6763  Palavras | 28  Páginas

Ler documento completo

Filosofia

teorias democráticas. Tendo como base a discussão sobre Democracia em Joseph Schumpeter (através dos capítulos 21 e 22 da obra Capitalismo, Socialismo e Democracia) e a discussão sobre Ideologia em Marilena Chauí (através do capítulo Crítica e Ideologia, da obra Cultura e Democracia: o Discurso Competente e Outras Falas), procurarei discorrer sobre a relação entre desenvolvimento de uma nova teoria democrática e Ideologia, iniciando com uma análise histórica desta relação, passando por uma discussão...

3500  Palavras | 14  Páginas

Ler documento completo

MODELO DE RESENHA CRITICA 1

pelo Prof. Ms. Isac P. Guimarães, na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Feira de Santana-Ba 2015 RESENHA CRÍTICA [RIBEIRO DURHAM, Eunice. Pesquisa. As Universidades Públicas e a Pesquisa no Brasil. São Paulo, 1998 p.1-28]. [CHAUI, Marilena. A universidade pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação. São Paulo. N ° 24 2003 p.1-15]. 1. CREDENCIAIS DOS AUTORES “As universidades Públicas e a Pesquisa no Brasil” Eunice Ribeiro Durham possui graduação em Ciências Sociais...

2026  Palavras | 9  Páginas

Ler documento completo

Universificação do BI

propagandísticas que vão desde a publicidade até a política. Um pouco nessa linha, porém insistindo mais no âmbito do discurso publicitário, está à obra de Vance Packard, A persuasão oculta. CHAUÍ, Marilena. Cultura e democracia; o discurso competente e outras falas. São Paulo, Moderna, 1981. Interessa o capítulo “O discurso competente”, onde a autora mostra como os discursos institucionais-competentes ajudam na formação de um processo de dominação das massas. DUBOIS, Jean et alii. Retórica geral. São...

2164  Palavras | 9  Páginas

Ler documento completo

memória Marilena Chauí

mistério para todos nós e muito subjetivo e particular. O presente trabalho nos mostrará as filosofias que buscam dar sentido e respostas às algumas de nossas dúvidas sobre a memória, tendo como base, o cáp. 3 do livro “Convite à Filosofia” da Marila Chaui e outras teorias, como a Imagética. 2. LEMBRANÇA E IDENTIDADE DO EU A memória é uma evocação, uma forma de trazer à lembrança, algo do passado. É a capacidade humana de reter e guardar o tempo que já se foi, salvando-o da perda total. A lembrança...

5575  Palavras | 23  Páginas

Ler documento completo

Democracia

124717-4 1º SEMESTRE TURMAS: GFIN 1º C CAMPUS: LIBERDADE São Paulo 2012 Se o Brasil fosse um país democrático não seríamos um país com tantas desigualdades. Marilena Chauí  De acordo com Marilena Chaui, a democracia no Brasil ainda precisa ser inventada. ۩. A democracia como ideologia   No centro do discurso político capitalista encontra-se a defesa da democracia. Vimos que as formações sociais totalitárias cresceram à sombra da crítica à democracia liberal, considerada responsável...

6535  Palavras | 27  Páginas

Ler documento completo

Convite à Filosofia - Marilena Chauí

emitir em público sua opinião e de discuti-la com os outros. A política, valorizando o humano, o pensamento, a discussão, a persuasão e a decisão racional, valorizou o pensamento racional e criou condições para que surgisse o discurso ou a palavra filosófica. 4 – Marilena Chauí aponta algumas questões discutidas atualmente pela Filosofia. Explique uma dessas questões e se posicionem nessas discussões. “Perguntaram certa vez a um filosofo: ‘Pra que filosofia?’ E ele respondeu: ‘Para não darmos nossa...

1420  Palavras | 6  Páginas

Ler documento completo

Análise de retrato do brasil, de paulo prado

autor remete ao entendimento de Ideologia de Marilena Chauí, também discutido em aula, pois reconhece dentro de sua argumentação um discurso ideológico acerca da identidade brasileira. Como este discurso se desenvolve e de que maneira ele é responsável pelo resultado final do perfil brasileiro proposto é o foco do próximo tópico. 3. O Retrato e a Ideologia A partir do momento em que as caracterizações do autor frente à sociedade colonial abrem um discurso não mais do povo brasileiro, mas sobre ele...

1791  Palavras | 8  Páginas

Ler documento completo

Convite a Filosofia-Marilena Chauí

1. Em abordagem ao 1 Capítulo da 1ªUnidade do livro: “Convite a Filosofia” (A origem da Filosofia- Marilena Chauí) A autora inicia a abordagem atentando ao fato de nossa vida estar repleta de certezas cotidianas óbvias, as quais são oriundas, muitas vezes, de pré-conceitos, pré-juízos e do senso comum – aquelas coisas que todos sabem. Manifestam-se, vez em quando, em regras implícitas que acreditamos ser do conhecimento de todos. O exemplo que ilustra muito bem essa questão é “não pegar chuva,...

9152  Palavras | 37  Páginas

Ler documento completo

Resumo capítulo 14 marilene chaui, convite a filosofia

Filosofia De Marilena Chaui Ed. Ática, São Paulo, 2000. Unidade 5 A lógica Capítulo 14 O nascimento da lógica É lógico! “É lógico que eu vou!”, “É lógico que ela disse isso!”. Quando dizemos frases como essas, a expressão “é lógico que” indica, para nós e para a pessoa com quem estamos falando, que se trata de alguma coisa evidente. A expressão aparece como se fosse a conclusão de um raciocínio implícito, compartilhado pelos interlocutores do discurso. Ao dizer “É lógico que eu vou...

2236  Palavras | 9  Páginas

Ler documento completo

Fichamento : Democracia e Estado Autoritário de Marilena Chauí

Fichamento do texto “Democracia e sociedade autoritária” Marilena Chauí ______________________________________________________________________ A democracia brasileira é reduzida a um regime político eficaz, baseado na idéia de cidadania organizada em partidos políticos, e se manifesta no processo eleitoral de escolha dos representantes, na rotatividade dos governantes e nas soluções técnicas para os problemas econômicos e sociais. Muito mais do que a mera rotatividade de governos ou a alternância...

1468  Palavras | 6  Páginas

Ler documento completo

O século de péricles- marilena chauí

| CHAUÍ, Marilena. “O Século de Péricles” (In Introdução à história da filosofia: dos pré-socráticos a Aristóteles). São Paulo; Cia das Letras,1998. | 136 | Cita o período que vai de 440 a.c a 404 a.c, conhecido como ‘’século de Péricles’’; período democrático de Atenas, que ocorreu antes da guerra do Peloponeso. Diz também, que as realizações culturais, já haviam iniciado antes de Péricles, que aberturas na cultura e no pensamento das pessoas estavam ocorrendo. | ...

2276  Palavras | 10  Páginas

Ler documento completo

questão democratica

afirmação de que o capital e o trabalho não são contrários nem contraditórios, mas podem e devem colaborar em harmonia para o bem da coletividade. No lugar das classes sociais, propõem (e criam) as corporações de ofício e Convite à Filosofia - Marilena Chauí de categoria, de modo a ocultar a divisão entre o capital e o trabalho. A idéia de Estado Corporativo havia sido elaborada pela Igreja Católica e exposta na bula do papa Leão XIII, Rerum Novarum, escrita contra socialistas e comunistas; ...

8825  Palavras | 36  Páginas

Ler documento completo

Prenda-me se for capaz

A Ideologia da Competência Marilena Chauí. In “O Que é Ideologia” Brasiliense. SP. • A ideologia é um conjunto lógico, sistemático e coerente de representações (idéias e valores) e de normas ou regras (de conduta) que indicam e prescrevem aos membros da sociedade o que devem pensar e como devem pensar, o que devem valorizar e como devem valorizar, o que devem sentir e como devem sentir, o que devem fazer e como devem fazer. Ela é, portanto, um corpo explicativo (representações) e prático (normas...

1164  Palavras | 5  Páginas

Ler documento completo

3514894

E DEMOCRACIA CULTURA DO POVO E AUTORITARISMO DAS ELITES RESENHA CRÍTICA ORLEANS, 25 DE JUNHO ANO 2014 IDENTIFICAÇÃO DA OBRA MARILENA CHAUÍ, Cultura e Democracia, o discurso competente e outras falas. APRESENTAÇÃO DA OBRA Neste trabalho será apresentado o capítulo Cultura do Povo e Autoritarismo das Elites, do livro Cultura e Democracia de Marilena Chauí. O capítulo aborda a diferença entre Cultura do Povo e Cultura Popular, autoritarismo das elites, cultura dominada e cultura dominante...

1498  Palavras | 6  Páginas

Ler documento completo

Resumo da unidade 1 - marilena chauí - convite à filosofia (para direito)

Resenha da Unidade I do livro Convite à Filosofia – Marilena Chauí A partir da leitura e análise desta primeira unidade do livro ‘Convite à Filosofia’, fica clara a importância do pensamento e questionamento filosófico na busca por uma sociedade mais justa e equilibrada. Já na introdução, a autora faz questionamentos extremamente pertinentes no que diz respeito a conceitos de certo e errado, justo e injusto; questiona de maneira implícita conceitos que nos sugerem uma reflexão profunda...

1993  Palavras | 8  Páginas

Ler documento completo

V de Vingança - discurso e fabricação da realidade.

V DE VINGANÇA: discurso e fabricação da realidade1 Pedro Lúcio Monteiro de Mattos2 Juarez Rezende3 RESUMO Os diretores e produtores Andy e Larry Wachowski fizeram um trabalho singular ao adaptar V de Vingança para o cinema. Ainda que com pouca aprovação de seu criador original, Alan Moore, o filme foi capaz de sintetizar uma parte significativa da mensagem principal: a manipulação da realidade vivida por nós. Utilizando-se de metáforas e discursos por vezes muito diretos, V de Vingança atenta...

6798  Palavras | 28  Páginas

Ler documento completo

Linguagem persuasao

fundamentados por cabeças brilhantes desde Demóstenes até Eco entre outros, a importância da arte retórica de Aristóteles, a natureza do signo e suas ideologias de acordo com Suassure e Bakhtin, presente no discurso publicitário, religioso, didático, literário, jornalístico, político e nos discursos do nosso dia-a-dia. Remetendo o leitor a uma reflexão, pois é possível analisar na prática toda a teoria exposta no livro. O texto publicitário é o primeiro a ser comentado, surgindo com ele as fórmulas...

713  Palavras | 3  Páginas

Ler documento completo

kkkk

Arbitrário, porém necessário Emile Benveniste vê que a relação nome-objeto (palavra-coisa) não se dá somente pela arbitrariedade, mas também pela necessidade. O contexto gera a necessidade de nomeação dos objetos. O signo pode indicar o rumo do discurso, inclusive o grau de persuasão. Signo e ideologia Mikhail Bakhtin adverte que a forma que se coloca o signo dentro dos recursos lingüísticos revela ideologias. Em Marxismo e filosofia da linguagem, o teórico soviético afirma que tudo o que é...

806  Palavras | 4  Páginas

Ler documento completo

A cultura popular e contra-hegemônica das favelas cariocas: uma análise crítica do movimento hip-hop

periferia da cidade do Rio de Janeiro, tendo como perspectiva a importância de uma cultura popular para a transformação da sociedade brasileira. Partindo do reconhecimento de que a cultura popular é um “misto de conformismo e resistência”, como afirma Marilena Chauí, entendemos que ela não se constitui plenamente em um movimento de contra-cultura, mas é por vezes permeada pelos valores conservadores hegemonicamente, difundidos. Dessa forma, identificaremos a diversidade de valores e acepções que permeiam...

2044  Palavras | 9  Páginas

Ler documento completo

o valor da cultura no processo de democratizacao de angola

todos nós, uma compreensão do que seja cultura? Batista Mondin, diz-nos que “ o discurso sobre a cultura é actual e urgente nesses tempos em que continuas conquistas científicas tendem a artificializar o próprio homem e a sociedade que o acolhe.” Ou seja, existe uma tendência em quer separar se este o termo, aquilo que é a cultura como se existisse uma cultura dos povos “ plebe” e uma cultura das elites. Marilena Chaui, na sua obra Democracia e Cultura, informa-nos que “ considerar que exista uma...

2822  Palavras | 12  Páginas

Ler documento completo

PPC M DIO 2013 SOCIOLOGIA

sociocultural. Não há razão, pois para ser tratada como uma atividade fora das contingências do currículo escolar. Ela, vem provocar os alunos a indagar sobre “o que são as crenças e os sentimentos que alimentam, silenciosamente, nossa existência” (Chauí, 2004, pág. 09). Dessa maneira, torna-se tarefa do educador romper com este imaginário arraigado no consciente do educando aproveitando-se da curiosidade e da inquietude do mesmo para que este descubra as possibilidades do pensamento sociológico....

1539  Palavras | 7  Páginas

Ler documento completo

Marilena chaui

------------------------------------------------- Marilena Chaui Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Marilena de Souza Chaui | Nome completo | Marilena de Souza Chaui | Nascimento | 4 de setembro de1941 (70 anos) Pindorama (São Paulo) | Nacionalidade |  Brasil | Cônjuge | Michael Hall | Ocupação | Professora / Filósofa | Cargo | Professora da USP | Magnum opus | A Nervura do Real | Página oficial | Currículo Lattes | Marilena de Souza Chaui (Pindorama (São Paulo), 4 de setembro de 1941)...

563  Palavras | 3  Páginas

Ler documento completo

ideologia

DO REAL. O DISCURSO DA IDEOLOGIA É UM CONJUNTO LÓGICO DE PRESCRIÇÕES COERCITIVAS DO SABER E DO AGIR SOCIAL CUJA CORÊNCIA ESTA JUSTAMENTE EM SUAS LACUNAS POIS NÃO EXPLICA TUDO E ESCONDE AS INTENÇÕES PREDOMINANTES. A IDEOLOGIA É UM INSTRUMENTO DO PROCESSO DE DOMINAÇÃO NA MEDIDA EM QUE HOMOGENEIZA AS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS E A DESIGUALDADE ENTRE AS CLASSES SOCIAIS. TRAÇOS DA IDEOLGIA (Marilena Chaui) ANTERIORIDADE:...

621  Palavras | 3  Páginas

Ler documento completo

Fichamento CHAUÍ, Marilena. Introdução à Historia da Filosofia: Dos pré-socráticos à Aristóteles

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA HISTÓRIA NOTURNO – 2012/2 PROF. DR. PAULO PINHEIRO MACHADO ALUNA: Paulo Leonardo de Oliveira Campos CHAUÍ, Marilena. Introdução à Historia da Filosofia: Dos pré-socráticos à Aristóteles, Volume 1 / Marilena Chauí – 2ª ed, rev e ampl. – São Paulo : Companhia das Letras, 2002. Pág. 136 O século de Péricles foi um período não de surgimento da prosperidade da cultura e desenvolvimento de Atenas, mas onde se firmou toda a tendência cultural e intelectual...

3653  Palavras | 15  Páginas

Ler documento completo

Marilena chauí

Marilena Chauí Marilena de Souza Chaui (Pindorama, 4 de setembro de 1941) é uma filósofa e historiadora de filosofia brasileira. É filha do jornalista Nicolau Alberto Chaui, de origem árabe, e da professora Laura de Souza Chaui. Foi casada com o jornalista José Augusto de Mattos Berlinck (1938), com quem teve dois filhos - José Guilherme e Luciana. Atualmente é casada com Michael Hall, historiador e professor da Unicamp. Professora titular de Filosofia Política e História da Filosofia Moderna...

528  Palavras | 3  Páginas

Ler documento completo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!