Normas Codificadas São Aquelas Que Constituem Um Corpo Orgânico Sobre Certo Ramo Do Direito Como O Código Civil artigos e trabalhos de pesquisa

  • Classificação das normas

    Classificação das Normas Jurídicas Quanto à imperatividade: •  D e i m p e r a t i v i d a d e a b s o l u t a o u impositivas, também chamadas absolutamente cogentes ou de ordem pública. São as que ordenam ou proíbem alguma coisa de modo absoluto. " •  Exemplo: art. 1526 do CC: A habilitação será feita pessoalmente perante o oficial do Registro Civil, com a audiência do Ministério Público. Quanto à imperatividade: •  De imperatividade relativa ou dispositivas, que não ordenam nem proíbem...

    914  Palavras | 4  Páginas

  • direito empresarial e trabalista, gestao de pessoas e responsabilidade social e ambiental

    hierarquia, as normas podem se classificar em (DINIZ, 2003, p. 383): a1) normas constitucionais; a2) leis complementares; a3) leis ordinárias, leis delegadas, medidas provisórias, decretos legislativos e resoluções; a4) decretos regulamentares; a5) normas internas (despachos, estatutos, regimentos etc.); a6) normas individuais (contratos, testamentos, sentenças etc.). b) Quanto à natureza de suas disposições, as normas podem ser: substantivas eadjetivas: b1) substantivas: são normas que definem...

    1295  Palavras | 6  Páginas

  • Normas jurídicas

    Introdução “As normas são fenômenos necessários para a estruturação existencial do homem, e são essenciais para a organização da sociedade onde vivem. São os mandamentos dirigidos à liberdade humana no sentido de restringi-la em prol da coletividade, pois esta liberdade não pode ser onímoda, o que levaria o caos. Elas traçam diretrizes do comportamento humano na vida social, para que cada um tenha o que lhe é devido ... garantindo a paz e a ordem da sociedade” (Diniz, pág. 361) As normas jurídicas, de...

    1687  Palavras | 7  Páginas

  • 2. Normas Jurídicas – leis

    2.1 Conceito Normas Jurídicas são regras de conduta impostas pelo ordenamento jurídico. São comandos gerais, abstratos e coercíveis, ditados pela autoridade competente. 2.2 Sanção, coerção e coação da lei Sanção – É o ato de punir por uma norma infringida, quem não obedece ao comando primário das normas jurídicas. Sanção jurídica uma consequência jurídica estatuída numa norma que se impõe a quem infringir determinada regra. É uma consequência desfavorável normativamente prevista para o...

    2245  Palavras | 9  Páginas

  • trabalho sobre Normas Jurídicas

    Resumo sobre Normas Jurídicas As normas são fenômenos necessários para a estruturação existencial do homem, e são essenciais para a organização da sociedade onde vivem. São os mandamentos dirigidos à liberdade humana no sentido de restringi-la em prol da coletividade, pois esta liberdade não pode ser onímoda, o que levaria o caos. Elas traçam diretrizes do comportamento humano na vida social, para que cada um tenha o que lhe é devido, garantindo a paz e a ordem da sociedade. Assim a Norma Jurídica...

    5556  Palavras | 23  Páginas

  • Introd. estudo do direito

    RESUMO AULA 7: A NORMA JURIDICA 1. A Norma Jurídica. A norma jurídica é um comando, um imperativo dirigido às ações dos indivíduos – e das pessoas jurídicas e demais entes. É uma regra de conduta social; sua finalidade é regular as atividades dos sujeitos em suas relações sociais. A norma jurídica imputa certa ação ou comportamento a alguém, que é seu destinatário. Ao se dirigir ao destinatário, a norma jurídica proíbe e abriga, onde aquele que deve cumprir estará diante de uma proibição...

    1742  Palavras | 7  Páginas

  • Principios do direito

    UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP FONTES DO DIREITO BRASÍLIA 2010 ALLYSON VANGEL NUNES E SILVA DELANO PEREIRA SILVA ELEANDRO ESTEVO DA COSTA FABIO DUARTE KÁSSIA RAQUEL LEINK SIMONE APARECIDA RODRIGUES ALVES THIAGO RENAN FONTES DO DIREITO TRABALHO SOLICITADO PELA DISCIPLINA DE INTRODUÇÃO DO DIREITO NA ADMINISTRAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIVERSIDADE PAULISTA. ORIENTADORA: PROFª. CLARISSE DROVAL BRASÍLIA ...

    7583  Palavras | 31  Páginas

  • Direito Constitucional

    1-O que se entende por norma jurídica? “Os juristas de modo geral,vêem a norma ,primeiramente como proposição ,idependente de quem a estabeleça ou para quem ela é dirigida.Trata-se de uma proposição que dita como deve ser o comportamento , isto é ,uma proposição de dever ser.Promulgada a norma ela passa a ter vida própia ,conforme o sistema de normas no qual esta inserida.A norma pode até ser produto de uma vontade mas sua existência como diz Kelsen ,independe dessa vontade.Como se trata...

    7281  Palavras | 30  Páginas

  • Introdução ao estudo de Direito

    Curso: Direito Disciplina: Introdução ao Direito 01 - O que se entende por norma jurídica? A Norma Jurídica é um comando, um imperativo dirigido ás ações dos indivíduos e das pessoas jurídicas e demais entes. É uma regra de conduta social; sua finalidade é regular as atividades dos sujeitos em suas relações sociais. A Norma Jurídica imputa certa ação ou comportamento a alguém que é seu destinatário. NUNES, Rizzatto. Manual de Introdução á Ciência do Direito. 9 ...

    5947  Palavras | 24  Páginas

  • Dicotomia Direito Público

    DICOTOMIA DO DIREITO PÚBLICO X DIREITO PRIVADO DIREITO PÚBLICO E PRIVADO Em tese, o nosso ordenamento jurídico não comporta divisões, pois é um conjunto coeso e harmônico de regras que possuem características próprias e que é cada uma à sua maneira, importante para a aplicação do Direito. A divisão do Direito em Público e Privado serve apenas para facilitar o aprendizado das disciplinas, proporcionando uma visão geral da frondosa árvore jurídica. A discriminação destes ramos não é exaustiva...

    10485  Palavras | 42  Páginas

  • Apostila teoria geral do direito

    UNIDADE 01 Introdução à Ciência do Direito: denominação, caráter propedêutico, enciclopédico e epistemológico. O conhecimento científico: conceito, características, fundamentação filosófica. I – TEORIA GERAL DO DIREITO versus INTRODUÇÃO À CIENCIA DO DIREITO 1 – DENOMINAÇÃO A Teoria Geral do Direito é ramo do conhecimento que estuda a realidade jurídica, buscando seus elementos na Filosofia do Direito e nas ciências jurídicas auxiliares. Mas, para os fins aqui propostos TGD tem o mesmo...

    6215  Palavras | 25  Páginas

  • NORMA JURIDICA

    Unidade 1 – VALIDADE DA NORMA JURÍDICA E O PROCESSO LEGISLATIVO WEBAULA 1 Olá, tudo bem com você? Eu sou a professora Janaina Vargas Testa, mestranda em Direito Negocial, advogada e professora. Estamos juntos, neste estudo, para iniciar uma reflexão sobre um assunto introdutório do direito: as normas jurídicas. Vamos pensar sobre a classificação e validade das normas. Mas, o que isso significa? Significa que as normas podem ser classificadas sob diversas formas e com base em diversos critérios...

    6168  Palavras | 25  Páginas

  • fontes do direito

    Fontes do Direito: noções gerais. Fontes materiais. Fontes formais estatais, não-estatais e supra-estatais. I – FONTES DO DIREITO 1 - Noções Gerais Fonte em sentido comum é o lugar de onde brota água. Aplicável ao Direito, fonte jurídica diz respeito ao nascedouro do direito. 2 – Classificação A classificação tradicional divide as fontes do direito em materiais e formais. Fontes materiais ou reais são aquelas que apontam para sua gênese, são fontes de produção. São os fatos...

    2772  Palavras | 12  Páginas

  • Norma jurídica

    Leia mais… 3 Votes A NORMA JURÍDICA (Por Vilmar Antonio da Silva) Norma é uma regra de conduta, podendo ser jurídica, moral, técnica, etc. Norma jurídica é uma regra de conduta imposta, admitida ou reconhecida pelo ordenamento jurídico. Norma e lei são usadas comumente como expressões equivalentes, mas norma abrange na verdade também o costume e os princípios gerais do direito. (Dicionário Jurídico Soibelman) Caros acadêmicos. Este material foi escrito por mim, Professor Vilmar, baseando-me...

    1696  Palavras | 7  Páginas

  • Direito cap ix, x e xi -trabalho.doc

    UNIDADE IX – DIREITO E JUSTIÇA 9.1 Noções Nesta unidade vamos fazer uma abordagem a respeito do Direito e a Justiça. Inicialmente, apreciaremos as idéias sobre a teoria de justiça, sua forma, divisão e, correlacionaremos ainda às concepções a cerca do Direito, Justiça e Equidade. Finalizaremos esta unidade com os conceitos de Justiça Social. 9.2 Teorias de Justiça Justo é aquilo que é adequado e correto. A idéia de justiça pode ser vista como a reunião de valores éticos e...

    4054  Palavras | 17  Páginas

  • Direitos humanos

    ESTUDO DO DIREITO ORGANIZADOR: TÚLIO ANDERSON RODRIGUES DA COSTA ================================================================= Apresentação da disciplina É matéria de iniciação que fornece ao estudante as noções fundamentais para a compreensão do fenômeno jurídico. Visa fornecer ao iniciante uma visão global do Direito, que não pode ser obtida através do estudo isolado dos diferentes ramos da árvore jurídica. As indagações de caráter geral, comuns às diversas áreas, são abordadas...

    6790  Palavras | 28  Páginas

  • Sociologia do direito

    Fontes Materiais De acordo com Dimitri Dimoulis[7], fontes materiais são os fatores que criam o direito, dando origem aos dispositivos válidos, sendo assim, todas as autoridades, pessoas, grupos e situações que influenciam a criação do direito em determinada sociedade. Nesse sentido, por fonte material indicam-se as razões últimas da existência de determinadas normas jurídicas ou mesmo do próprio direito, sendo a busca de tais causas mais filosófica do que jurídica. A idéia de fonte material liga-se...

    3809  Palavras | 16  Páginas

  • Normas jurídicas

    Tema: Norma Jurídica 1. Norma jurídica é um comando, em imperativo dirigido as ações dos indivíduos e das pessoas jurídicas e demais entes. É uma regra de conduta social; sua finalidade é regular as atividades dos sujeitos em suas relações sociais. A norma jurídica imputa certa ação ou comportamento a alguém que é seu destinatário. 2. Classificação das normas jurídicas com relação será imperatividade com base na força obrigatória, as normas podem ser: A) Normas imperativas ou normas de ordem...

    10323  Palavras | 42  Páginas

  • Introdu O Ao Direito Civil

    Introdução ao Direito Civil Ramo do Direito Privado porque regula relações particulares. Direito Objetivo: São as normas jurídicas, as leis, que devem ser obedecidas rigorosamente por todos os homens que vivem na sociedade que adota essas leis. O descumprimento dá origem a sanções. Direito Subjetivo: Interesse protegido pela lei, mediante o recolhimento da vontade individual. Histórico CC/1916 1875 – Tratado de Freitas – esboços da CC 1511/1889 – Proclamação da República 1916 – CC – Estado...

    3365  Palavras | 14  Páginas

  • A Norma Jurídica

    Introdução ao Estudo do Direito Pesquisa: A norma jurídica e suas características ________________, ___________ de 201_. Pesquisa apresentada à disciplina de Introdução ao Estudo do Direito, da Universidade _______________, para fins de avaliação parcial, sob orientação do Prof. Dr. _______________. Discente: _______________ – Curso de Direito – Matrícula ________. 1 – Origem da norma Desde o nascimento...

    2469  Palavras | 10  Páginas

  • Fontes do direito - introdução à conclusão

    INTRODUÇÃO O presente tema, Fontes do Direito, é o objeto desta nossa dissertação, embora nos tenha cabido ministrar a aula sobre o assunto, porque constitui o conhecimento das fontes o embasamento necessário para o próprio trabalho exegético. Com efeito, do entendimento que for construído sobre a matéria, dependerão todas as possíveis conclusões no que pertine aos meios através dos quais se exterioriza o Direito e às atividades exegéticas/criadoras de seus intérpretes. Impende-nos pedir, na...

    7458  Palavras | 30  Páginas

  • Introdução ao Estudo do Direito

    DO DIREITO: Professor Alexandre Romualdo O QUE É DIREITO? 1 - INTRODUÇÃO: Caro aluno, Todos os dias de nossas vidas nos deparamos com direitos e deveres. A todo o momento ouvimos que “todo cidadão tem direito à educação”, ou, “eu tenho direito de reclamar o defeito do produto que eu comprei”, ou, ainda, “o direito civil estuda as relações entre as pessoas individualmente”, etc. Mas o que é Direito? A que nos referimos quando pensamos em Direito? Você consegue definir o que é Direito? Vamos...

    7496  Palavras | 30  Páginas

  • Direito Natural e Direito Positivo

    DIREITO NATURAL E DIREITO POSITIVO SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. Direito Natural 5 1.1 Definição 5 1.2 Características 6 1.3 Principais Defensores 7 2. Direito Positivo 10 2.1 Definição 11 2.2 Características 12 2.3 Principais Defensores 13 CONCLUSÃO 15 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 16 INTRODUÇÃO O presente trabalho...

    3269  Palavras | 14  Páginas

  • Norma Juridica e Ordenamento Juridico

    NORMA JURÍDICA e ORDENAMENTO JURÍDICO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO I – 2015/1 - PROF. MSC. SIDNEY DA SILVA RÊGO TEORIA DA NORMA JURÍDICA CONCEITO: comando imperativo dirigido às ações dos indivíduos (PF, PJ e demais entes). Regra de conduta social, com a finalidade de reger as atividades dos sujeitos e de suas relações sociais. A norma jurídica opera (funciona) com 3 modais deônticos: PROIBIDO; OBRIGATÓRIO; PERMITIDO. TEORIA DA NORMA JURÍDICA MODAIS DEÔNTICOS: EXEMPLOS: proibido, obrigatório...

    3056  Palavras | 13  Páginas

  • Espécies e fontes da norma jurídica

    Estudo do Direito AULA 7 – Espécies e fontes da norma jurídica Primeira parte: exposição do conteúdo 1. O problema das fontes do direito: - De que fontes provém o direito brasileiro? (o estudo das espécies de normas está vinculado ao problema das fontes do direito. Será que o direito nasce das leis escritas, promulgadas pelo Estado? Dos usos e costumes? Das decisões dos Tribunais? Da reflexão dos juristas? Do direito natural? O positivismo tentou reduzir o problema das fontes do direito ao Estado...

    3899  Palavras | 16  Páginas

  • Princípios e Normas Jurídicas

    PRINCÍPIOS E NORMAS JURÍDICAS CONCEITO Os princípios - Comando maior Os princípios são, dentre as formulações deônticas de todo sistema jurídico, os mais importantes a serem considerados não só pelo aplicador do Direito, mas por todos aqueles que, de alguma forma, ao sistema jurídico se dirijam. Assim, estudantes, professores, cientistas, operado¬res do Direito — advogados, juízes, promotores públicos etc. —, todos têm que, em primeiro lugar, levar em consideração os princípios norteadores...

    19258  Palavras | 78  Páginas

  • Introdução ao estudo do direito - parte 1

    INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO UNIDADE I IMPORTÂNCIA E OBJETIVO DA MATÉRIA. LINGUAGEM JURÍDICA (SENTIDOS PRINCIPAIS -ACEPÇÕES DA PALAVRA DIREITO). INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO. EVOLUÇÃO DA HISTÓRIA DO DIREITO. CIÊNCIA DO DIREITO. FILOSOFIA DO DIREITO (MORAL E ÉTICA). SOCIOLOGIA DO DIREITO. DIREITO COMPARADO. DIREITO POSITIVO E DIREITO NATURAL. FONTES DO DIREITO. DIREITO OBJETIVO E DIREITO SUBJETIVO. NORMAS DE CONDUTA E NORMAS JURÍDICAS. RAMOS DO DIREITO. DIREITO PÚBLICO E DIREITO PRIVADO. CODIFICAÇÃO...

    37429  Palavras | 150  Páginas

  • Direito constitucional - resumo detalhado

    OBJETO: DIREITO CONSTITUCIONAL  NATUREZA: Direito Público Interno: trata da organização básica do Estado e o alicerce sobre o qual se ergue o próprio Direito  CONCEITO: é ramo do direito público que estuda a sistematização daorganização jurídica fundamental do Estado  ORIGEM: A idéia de Constituição escrita é uma criação coletiva apoiada em precedentes históricos e doutrinários, tais como Pactos Forais, Cartas de Franquia, Contratos de Colonização, Leis Fundamentais do Reino, Pacto Social, etc  EVOLUÇÃO:...

    8766  Palavras | 36  Páginas

  • O CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO: CARACTERÍSTICAS E PRINCÍPIOS DAS ELABORAÇÕES DE 1916 E 2002

    O CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO: CARACTERÍSTICAS E PRINCÍPIOS DAS ELABORAÇÕES DE 1916 E 2002 RESUMO Este artigo possui como principal objetivo a divulgação das principais características dos códigos civis de 1916 e 2002; assim como os contextos históricos e as formulações dos projetos desses códigos em suas elaborações. São abordados no corpo do artigo, temas como a codificação e a decodificação, princípios gerais dos códigos, a ótica constitucional do código, entre outros. As pesquisas mostraram...

    4426  Palavras | 18  Páginas

  • Introdução ao direito

    CURSO DE DIREITO Texto sobre PRINCÍPIOS E NORMAS JURÍDICAS Primeiro Período Carga horária: 80 h. Disciplina: INTRODUÇÃO AO DIREITO Professor: MSc. Romualdo Neiva Gonzaga PRINCÍPIOS E NORMAS JURÍDICAS CONCEITO Os princípios - Comando maior Os princípios são, dentre as formulações deônticas de todo sistema jurídico, os mais importantes a serem considerados não só pelo aplicador do Direito, mas por todos aqueles que, de alguma forma, ao sistema jurídico se dirijam...

    19292  Palavras | 78  Páginas

  • Direito e serviço social

    LEITES DESAFIO DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES - DIREITO E LEGISLAÇÃO [pic] Uruguaiana 2011.06.05 ALYNE MOREL DE ALMEIDA - RA: 241614 ANA CRISTINA DE SOUZA FERNANDES – RA: 191999 CARLOS ROBERTO TRINDADE RODRIGUES – RA: 191425 ITÁLIA-MAR LUCHO RANGEL – RA: 241632 JOSÉ CLEVERSON TEIXEIRA PUSS – RA: 241641 TIAGO MAIRES RANGEL – RA: 241633 REGINA MERCEDES GOMES LEITES – RA: 238740 DESAFIO DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES – DIREITO E LEGISLAÇÃO Trabalho...

    7743  Palavras | 31  Páginas

  • Teoria do Direito de ideologia à vícios de inconstitucionalidade

    Teoria do Direito Temas a estudar: • Ideologia • Status de Jellinek • Estado Democrático de Direito como ideologia estatal • Fontes do Direito • Sistemas Jurídicos • até ponto em que paramos em sala de aula Obs. – este resumo não supre a necessidade de estudos por livros. Pesquisem os temas na bibliografia. A prova será com consulta e deverá ser reflexiva. Irei analisar o raciocínio jurídico, através de conceitos ministrados em sala de aula. 1 Ideologia – O que é ideologia? • Termo polissêmico...

    6735  Palavras | 27  Páginas

  • Normas jurídicas

    Único de Saúde); direitos da criança e do adolescente e a reforma Código Civil(2002). As cláusulas pétreas (não podem ser alteradas por emendas constitucionais), e são normas previstas no texto, consideradas irrevogáveis. Entre elas estão o sistema federativo do Estado; o voto direto, secreto, universal e periódico; a separação dos Poderes; e os direitos e as garantias individuais. A Constituição deve regular e pacificar os conflitos e interessesda sociedade. Para tanto, regras são estabelecidas para...

    3981  Palavras | 16  Páginas

  • A codificação do Direito

    codificação do Direito Texto extraído do Jus Navigandi http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=3549   Adriane Stoll de Oliveira advogada em Porto Alegre (RS), pós–graduanda em Direito de Família e Sucessões pela Universidade Luterana do Brasil Sumário: 1. A Codificação do Direito. 2. Conceito de Código. 3. Os Códigos Antigos. 3.1. O Código de Hamurábi (2000 a. C.). 3.2. O Pentateuco – Legislação Mosaica. 3.3. A Lei das XII Tábuas. 3.4. O Código de Manú. 3.5. O Código de Justiniano...

    11999  Palavras | 48  Páginas

  • Direito constituconal esquematizado

    Henrique Schaumann, 270, Cerqueira César — São Paulo — SPCEP 05413-909 PABX: (11) 3613 3000 SACJUR: 0800 055 7688 De 2ª a 6ª, das 8:30 às 19:30 saraivajur@editorasaraiva.com.br Acesse:www.saraivajur.com.br Filiais AM AZONAS/RONDÔNIA/RORAI M A/ACRE Rua Costa Azevedo, 56 – Centro Fone: (92) 3633-4227 – Fax: (92) 3633-4782 – Manaus BAHI A/SERG IPE Rua Agripino Dórea, 23 – Brotas Fone: (71) 3381-5854 / 3381-5895 Fax: (71) 3381-0959 – Salvador BAURU (SÃO PAULO) Rua Monsenhor Claro, 2-55/2-57...

    28622  Palavras | 115  Páginas

  • Direito

    Mauro Miranda Brito Unidade: Código: GES A29 Turma: Créditos: 03 Carga Horária: 60 h Disciplina: FUNDAMENTOS DE DIREITO Objetivo: Pretende-se como objetivo principal à transmissão de conhecimentos que permita a formação de um profissional ético e com visão sistêmica das do direito e da legislação do país, com análise crítica e capaz de compreender os elementos constitutivos do ordenamento jurídico, dos Poderes Públicos e da vasta ramificação do direito, de maneira a permitir ao aluno...

    1716  Palavras | 7  Páginas

  • Garantias constitucionais e o direito penal

    CONSTITUCIONAIS E O DIREITO PENAL Barueri 2011 2 ELISETE VITALE MODELLI GARANTIAS CONSTITUCIONAIS E O DIREITO PENAL Trabalho de Conclusão de curso para obtenção do título de pós-graduação em Direito Penal apresentado à Universidade Paulista – UNIP Orientador: Prof. Alexandre Sanches Cunha Barueri 2011 3 ELISETE VITALE MODELLI GARANTIAS CONSTITUCIONAIS E O DIREITO PENAL Trabalho de Conclusão de curso para obtenção do título de pós-graduação em Direito Penal apresentado...

    25529  Palavras | 103  Páginas

  • Normas Juridicas

    Normas Jurídicas Imperatividade da Norma A imperatividade representa em geral, uma forma de regular comportamento. Ela equilibra o sistema normativo tornando determinado comportamento legitimo ou não diante daquele. a norma jurídica contém uma ordem, um comando e é nisso que consiste a característica da imperatividade. Normas Congentes ou de Imperatividade Absoluta: São regras de caráter absoluto, que estabelecem normas de observância obrigatória pelo indivíduo. Normalmente existe sanção...

    1997  Palavras | 8  Páginas

  • história do direito

    independência absoluta. A universidade é dotada de personalidade própria, governando-se a si própria e organizando o seu ensino. Embora seja verdade que ela esta colocada ao serviço da comunidade cristã, da Igreja de Roma como aceitação de um ideal ou norma de vida. Com o fortalecimento do poder real, desde o séc. XIII em diante, perderá a sua independência administrativa e depois doutrinal. As novas universidades que então surgem apresentam ab initio uma subordinação ao poder real.  Estatutos...

    8429  Palavras | 34  Páginas

  • Direito

    16)      Quais são as características da lei? Além de justa, a lei deve ser geral, isto é, estabelecida de modo permanente para um número indeterminado de atos e cometimentos; e obrigatória, ou seja, conter um mandado, positivo ou negativo, revestido de uma sanção. Portanto, em toda lei distinguem-se duas normas: a primária, que proíbe ou autoriza uma conduta, e a secundária, que estabelece a sanção para quem infringe a primeira. Em razão de seu conteúdo, a lei pode ser substantiva ou processual...

    2915  Palavras | 12  Páginas

  • Historia do Direito

    ............................ 7 1.2 DIREITOS NACIONAIS E REGIONAIS............................................................................................... 8 1.2.1 França e Alemanha................................................................................................................... 10 1.3 INÍCIO DA LEGISLAÇÃO................................................................................................................ 122. PERÍODO DO DIREITO LEGISLATIVO .........................

    8843  Palavras | 36  Páginas

  • DIREITO

    lei realizada pelo aplicador do direito constitui exemplo de interpretação autêntica. (B) Na interpretação extensiva, rompe-se com os limites do que está previsto na norma, operando-se a sua integração. (C) A lei nova que estabeleça disposições gerais ou especiais a par das já existentes não revoga a lei anterior. (D) A incapacidade relativa de uma das partes pode ser arguida pela outra como exceção pessoal. (E) A capacidade e a obrigação de prestar fatos constituem exemplos de atributos da personalidade...

    2245  Palavras | 9  Páginas

  • Fontes da norma processual

    FONTES DA NORMA PROCESSUAL Fontes de direito em geral Chamam-se fontes formais do direito os meios de produção ou expressão da norma jurídica. Tais meios são a lei (em sentido amplo, abrangendo a constituição), os usos-e-costumes, o negócio jurídico. O direito não se confunde com a lei, nem a esta se reduz aquele. Em nosso direito, contudo, adota-se o princípio do primado da lei sobre as demais fontes do direito; assim, entende-se que tais outras fontes somente produzem normas jurídicas com...

    2745  Palavras | 11  Páginas

  • Desafio de direito e legislação

    ANHANGUERA EDUCACIONAL POLO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS EAD KELIANE DA SILVA NEGROMONTE DESAFIO DE APRENDIZAGEM DIRETO E LEGISLAÇÃO São José dos Campos 2011 ANHANGUERA EDUCACIONAL POLO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS EAD KELIANE DA SILVA NEGROMONTE RA: 2070145234 DESAFIO DE APRENDIZAGEM DIREITO E LEGISLAÇÃO Trabalho apresentado à Universidade Anhanguera como exigência Parcial da disciplina de Direito e Legislação sob supervisão do professor EAD Me. Munir Sayegh e da Professora Tutora Presencial...

    12789  Palavras | 52  Páginas

  • Direito civil - Parte Geral

    CURSO DE DIREITO - 2º PERÍODO 2014/I APOSTILA DE DIREITO CIVIL Parte Geral Aplicação da Lei no tempo e no espaço Introdução ao Direito Civil Das Pessoas Dos Bens NORMA JURÍDICA  1 – CONCEITO DE NORMA JURÍDICA: Preceito obrigatório imposto pelo Estado para regular a conduta dos homens em sociedade.   2 – CARCATERÍSTICAS DA NORMA a) Imperatividade b) Autorizamento c) Bilateralidade d) Generalidade - CLASSIFICAÇÃO DAS NORMAS QUANTO...

    6191  Palavras | 25  Páginas

  • Direito

    Hermenêutica e Aplicação do Direito Carlos Maximiliano INTRODUÇÃO A Hermenêutica Jurídica tem por objeto o estudo e a sistematização dos processos aplicáveis para determinar o sentido e o alcance das expressões do Direito. É tarefa primordial do executor a pesquisa da relação entre o texto abstrato e o caso concreto, entre a norma jurídica e o fato social, isto é, aplicar o Direito. Do exposto ressalta o erro dos que pretendem substituir um a palavra pela outra; almejam, ao invés de Hermenêutica...

    7395  Palavras | 30  Páginas

  • direito civil

    GUSTAVO TEPEDINO 167 NORMAS CONSTITUCIONAIS E DIREITO CIVIL* Gustavo Tepedino** “Qual o objetivo do Direito? O que seria de nós se não fôssemos obcecados pela pessoa humana? Se não tivéssemos uma preocupação constante, todos os dias de nossas vidas, pelo homem, por sua felicidade, pela sua dignidade, pela satisfação de suas necessidades, pela superação dos obstáculos de direito e de fato que impedem o pleno desenvolvimento da pessoa humana? O que seria de nós, juristas? Haveríamos...

    2604  Palavras | 11  Páginas

  • direito

    conceitos do direito empresarial Características do direito empresarial Relação entre Direito Empresarial e outros ramos de direito O que são actos comerciaisClassificação dos actos comerciais Papel da empresa e nesse contexto abordar Empresa como centro de realização da actividade económica Empresa como centro de relações públicas Empresa e responsabilidade social “Empresa” elemento de desenvolvimento económico-social Direito Empresarial Conceito de Direito Empresarial Direito Comercial...

    3344  Palavras | 14  Páginas

  • APONTAMENTO DIREITO ADMINISTRATIVO

    DIREITO ADMINISTRATIVO APONTAMENTOS Este documento foi produzido para uso pessoal, a partir de aulas e revisão bibliográfica, durante um período de 7 meses. MULUNGO, Valdares Neldo JULHO DE DIREITO 2015 vmulungo@gmai.com ADMINISTRATIVO APONTAMENTOS A construção do saber científico é dinâmica, após noções de Direito, estudadas na disciplina de Introdução à Direito, chegada a vez de estudar o direito que é aplicado na administração pública, o Direito Administrativo. O Direito Administrativo é...

    13190  Palavras | 53  Páginas

  • Criacao e evolucao do direito

    Indíce Sentidos da expressão “fontes de direito” 3 Fonte 3 Histórico 3 Instrumental 3 Sociológico 4 Orgânico 4 Técnico-jurídico ou dogmático 4 Fontes de Direito na Legislação Moçambicana 5 Fontes de direito 5 Tipos de fonte de direito 5 Imediatas 5 Mediatas 5 Imediatas 5 Lei 5 Características da Lei 5 Sentidos da noção da lei 5 Costume 6 Espécies de costume 6 Mediatas 7 Jurisprudência 7 Doutrina. 7 Classificação das fontes de direito 7 A Lei: Sentidos da palavra 8 Os Assentos...

    2475  Palavras | 10  Páginas

  • Noções Essenciais de Direito

    Livro: Noções Essenciais de Direito (Capítulo 01 ao 07) Campo Grande – MS Sumário Introdução ...................................................................................................... 05 Capítulo 01 Introdução ao Estudo de Direito .................................................................... 06 Distinção entre Moral e Direito ...................................................................... 06 Os diversos usos da palavra Direito ...............................

    5492  Palavras | 22  Páginas

  • Direito Constitucional

    DO DIREITO CONSTITUCIONAL 1.Natureza e conceito O Direito é fenômeno histórico-cultural, realidade ordenada, ou ordenação normativa da conduta segundo uma conexão de sentido. Consiste num sistema normativo. Como tal pode ser estudado por unidades estruturais que o compõem, sem perder de vista a totalidade de suas manifestações. O Direito Constitucional pertence ao setor do Direito Público. Distingue-se dos demais ramos do Direito Público pela natureza específica de seu objeto e pelos princípios...

    2289  Palavras | 10  Páginas

  • Inicio e evolução do Direito

    Historia do Direito. História do direito é o ramo da história social que se ocupa da análise, da crítica e da desmistificação dos institutos, normas, pensamentos e saberes jurídicos do passado. Ela é uma disciplina obrigatória nos cursos de Direito e possui uma autonomia disciplinar. A rigor, não há que se falar em história do direito, com um caráter universalizou. Adotando-se uma perspectiva sócio-antropológica e mesmo historiográfica, o que encontramos são tradições culturais particulares que...

    2144  Palavras | 9  Páginas

  • Ramos do direito

    1 - INTRODUÇÃO O Direito é um complexo de normas reguladoras da conduta humana, com força coativa. Sim, a vida em sociedade seria impossível sem a existência de um certo número de normas reguladoras do procedimento dos homens, por estes mesmos julgadas obrigatórias, e acompanhadas de punições para os seus transgressores. A punição é que toma a norma respeitada. De nada adiantada a lei dizer, por exemplo, que matar é crime, se, paralelamente, não impusesse uma sanção àqueles que matassem. A coação...

    6985  Palavras | 28  Páginas

  • Direito

    EaD UNITINS – INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO – FUNDAMENTOS E PRÁTICAS JUDICIÁRIAS INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PERÍODO Aline Martins Coelho Publio Borges Alves PALMAS-TO/ 2005 1 EaD UNITINS – INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO – FUNDAMENTOS E PRÁTICAS JUDICIÁRIAS APRESENTAÇÃO No estudo de Introdução ao Estudo do Direito pretendemos direcionar você, do curso de Práticas Judiciárias, para a compreensão das idéias fundamentais da ciência normativa. Para isso, iniciaremos...

    20412  Palavras | 82  Páginas

  • Livro- Novo curso de direito civil - parte geral

    Volume I — Parte Geral (Abrangendo os Códigos Civis de 1916 e 2002) NOVO CURSO DE DIREITO CIVIL — V. I Pablo Stolze Gagliano Rodolfo Pamplona Filho 1ª edição — mar. 2002 2ª edição — out. 2002 3ª edição — abr. 2003 4ª edição — jul. 2003 5ª edição — mar. 2004 5ª edição, 2ª tiragem — fev. 2005 5ª edição, 3ª tiragem — mar. 2005 6ª edição — maio 2005 6ª edição, 2ª tiragem — jan. 2006 7ª edição — fev. 2006 8ª edição — jun. 2006 8ª edição, 2ª tiragem — nov. 2006 9ª edição — 2007 10ª...

    209354  Palavras | 838  Páginas

  • Direito Administrativo

    Curso Teórico de Direito Administrativo para o ICMS-SP Profº. Cyonil Borges – aula 01 AULA 1: CONCEITO E FONTES DO DIREITO ADMINISTRATIVO Oi Pessoal, Que bom vê-los aqui em nosso curso. Temos muito trabalho pela frente. Essa aula é das mais chatinhas, afinal é nosso costume pularmos a parte histórica das coisas, não é verdade? No curso de Direito, a regra é as pessoas odiarem o bla-bla-blá de filosofia, antropologia, sociologia. Acontece, galerinha, que os fundamentos do Direito é que nos dão ...

    12908  Palavras | 52  Páginas

  • Introdução ao estudo do direito - paulo dourado gusmão.

    Para uma área ser reconhecida como ciência é preciso de um objeto de estudo que seja imutável. 1-Ciência do direito: estudo metódico das normas jurídicas com o objetivo de descobrir o significado objetivo das mesmas e de construir o sistema jurídico, bem como de estabelecer as suas raízes sociais e históricas¹. O objeto, são as normas jurídicas, que se encontram na realidade histórico- social, ou na realidade cultural, que se encontram as obras de arte, literárias, cientificas, etc. É a ciência...

    7100  Palavras | 29  Páginas

  • O novo código civil brasileiro em suas coordenadas axiológicas

    novo Código Civil brasileiro em suas coordenadas axiológicas: José Camacho Santos RESUMO. O Direito Civil, na esteira da Constituição, ancora-se em valores ético-sociais, e não mais no espírito liberal que grassava no Século das Luzes. O individual não pode pôr em risco o bem-estar geral. As linhas axiológicas, por enunciarem fundamentos e objetivos da República, condicionam a hermenêutica dos diplomas infraconstitucionais, dando azo àquilo que se denomina constitucionalização do Direito Civil...

    12454  Palavras | 50  Páginas

  • Direito Comercial e Die

    DIREITO COMERCIAL E DIREITO FINANCEIRO Sumário Introdução 4 Direito Comercial 5 Direito Financeiro 7 Conclusão 8 Bibliografia 9 Introdução Este trabalho apresentará estudos acerca do Direito Comercial, também interpretado como Direito Empresarial, e sobre o Direito Financeiro, objetivando seus conceitos e áreas abrangentes. Os seguintes aspectos representam suma importância tanto para a Receita Pública (Direito Tributário...

    1553  Palavras | 7  Páginas

tracking img