Marujada Bragantina artigos e trabalhos de pesquisa

  • Os mestre da marujada

    NARRATIVA PROFESSOR: JOSÉ GUILHERME FERNANDES CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LINGUAGENS E CULTURA NA AMAZÔNIA OS MESTRES DA MARUJADA BRAGANTINA: ARTESÕES E MÚSICOS Bragança/PA Agosto de 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE BRAGANÇA DISCIPLINA: ANÁLISE DA NARRATIVA DISCENTE: KLAUBER SANTOS DOS SANTOS JUNIOR OS MESTRES DA MARUJADA BRAGANTINA: ARTESÕES E MÚSICOS Trabalho apresentado à disciplina Análise da Narrativa, como requisito de avaliação orientado pelo professor...

    774  Palavras | 4  Páginas

  • Marujada

    DESENVOLVIMENTO......................................................................................................04 1.1 MARUJADA - ORIGEM ..................................................................................................04 1.2 A MANIFESTAÇÃO ........................................................................................................05 1.3 A MARUJADA DA IRMANDADE .................................................................................05 1.4 RITUAIS DA FESTIVIDADE...

    2593  Palavras | 11  Páginas

  • As danças folcloricas da marujada no municipio de bragança-pa: ontem, hoje e suas tranformações

    FOLCLÓRICAS DA MARUJADA NO MUNICIPIO DE BRAGANÇA-PA: ontem, hoje e suas transformações MARCELY PRICILA ROSA DA SILVA Discente CEDF/UEPA MARIA GORETTI SOUSA LAMEIRA Docente Esp. CEDF/UEPA RESUMO. Este estudo traz como objeto a manifestação folclórica da Marujada do município de Bragança-Pa. Pesquisa que objetiva compreender as transformações do processo de organização das danças folclóricas pertencentes à Marujada a partir da percepção dos integrantes da Irmandade da Marujada de São Benedito...

    11485  Palavras | 46  Páginas

  • ROTEIRO GEOTURÍSTICO Braganaça pa

    vinha da capital do estado. Logo ficou conhecida pelas pessoas que vinhas de outros lugares (passou a ser um espaço de socialização). Próximo à orla da cidade, ele deu uma breve introdução da origem da cidade, onde os primeiros habitantes da Região Bragantina foram os Índios Tupinambás, da grande nação Tupi, denominados de Caetés. A partir do século XVII, os europeus foram fixados no trabalho agrícola, com ênfase às colônias, além da mão de obra de escravos negros, introduzida na segunda metade do século...

    2181  Palavras | 9  Páginas

  • relatorio estagio de observação 4 semestre

    TEATRO MUSEU DA MARUJADA EM BRAGANÇA Apresentação: O Teatro Museu da marujada Bragança, surgiu em 03 de junho de 2001, para que fosse guardada toda lembrança e material, da tão famosa manifestação folclorica típica da região, que desde 03 de setembro de 1798 impera naquela região. As mulheres cuidam da direção e organização da festa, enquanto os homens são músicos e acompanhantes na dança .  Missão e Objetivos do Museu: Realizar pesquisas, promover a cultura da região Bragantina, conservar acervos...

    4671  Palavras | 19  Páginas

  • Regiões Brasileiras

    Danças típicas (marujada, carimbó, cirandas), Festival Folclórico de Parintins, festa religiosa do Círio de Nazaré (Belém). Na culinária é forte a influência indígena. Os pratos típicos que se destacam são: pirarucu de casaca, tacaca, açaí, pato no tucupi e maniçoba. - Principais Cidades da Região Norte: - Estado do Amazonas: Manaus (capital), Coari, Manacapuru, Tefé, Parintins, Tabatinga e Itacoatiara. - Estado do Pará: Belém (capital), Santarém, Altamira, Marabá e Bragantina. - Estado...

    986  Palavras | 4  Páginas

  • Variedades linguisticas

    através de musicas, lendas, culinária e tradições ajudam ate hoje a mantê-las vivas. Além disso, a Região Norte destaca-se devido grandes atrações, como o Festival d Parintins, e o Círio de Nazaré. Tem uma grande variedade de ritmos, como o Carimbó, Marujada e Cirandas. Essa região tem um de seus dialetos conhecido como, “canúa cheia de púpa a prúa”, caracterizando a maneira de como se é pronunciada a vogal “o”, e também pelo uso de “tú” no lugar de ”você”, esse dialeto esta presente em quase toda a...

    1549  Palavras | 7  Páginas

  • Gtryrt

    Cultura: Danças típicas (marujada, carimbó, cirandas), Festival Folclórico de Parintins, festa religiosa do Cirio de Nazaré (Belém). Na culinária é forte a influência indígena. Os pratos típicos que se destacam são: pirarucu de casaca, tacaca, açai, pato no tucupi e maniçoba. · Principais Cidades da Região Norte: - Estado do Amazonas: Manaus (capital), Coari, Manacapuru, Tefé, Parintins, Tabatinga e Itacoatiara.  - Estado do Pará: Belém (capital), Santarém, Altamira, Marabá e Bragantina.  - Estado...

    1753  Palavras | 8  Páginas

  • A origem da marujada

    A Origem da Marujada A Marujada é uma dança de origem amazonense, faz parte do ciclo das festa jesuitas. É um dos entremeios mais apreciados durante essa epoca festiva no Norte e Nordeste do Pais. È dançada por homens e mulheres, coletivamente, toman parte da marujada: o capitão do navio, o piloto, o mar- e- guerrae o embaixador Em Bragança,  teve inicio em 1798 quando os senhores brancos atendendo ao pedido de seus escravos, permitiram a organização de uma Irmandade e a primeira festa em louvor...

    831  Palavras | 4  Páginas

  • ASPECTOS SÓCIO-AMBIENTAIS DAS PESCARIAS DE CAMARÕES DULCÍOLAS (Macrobrachium amazonicum HELLER, 1862 E Macrobrachium rosenbergii DE MAN, 1879) (DECAPODA, PALAEMONIDAE) NA REGIÃO BRAGANTINA

    51 ASPECTOS SÓCIO-AMBIENTAIS DAS PESCARIAS DE CAMARÕES DULCÍOLAS (Macrobrachium amazonicum HELLER, 1862 E Macrobrachium rosenbergii DE MAN, 1879) (DECAPODA, PALAEMONIDAE) NA REGIÃO BRAGANTINA - PARÁ - BRASIL Julliany Lemos Freire¹ Bianca Bentes da Silva² RESUMO Apesar da abundância de espécies nativas de camarões com excelente potencial pesqueiro e boa aceitação comercial como Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862), espécies exóticas a exemplo de Macrobrachium rosenbergii (De Man,...

    6194  Palavras | 25  Páginas

  • Trabalho SAO PAULO

    Camarão, Bolinho de mandioca, Bolinho de Siri, Bolo Coruja,  Bolo de Milho, Bolo de Roda, Camarão a grega, Curau, Cuscuz à paulista, Encapotado, Farofa de Içá, Feijão Gordo, Galinhada, João deitado, Lanche Buraco Quente, Leitão à pururuca, Linguiça bragantina, Mandiopã, Mandioca Frita, Meca santista, Paçoca de Amendoim, Paçoca de Carne Seca, Picadinho, Rosquinha de pinga, Sanduíche de Mortadela, Sequilho de Coco, Sopa de Milho Verde, Taiada, Tainha Assada Recheada, Virado de Ervilha,  Virado de Frango...

    3572  Palavras | 15  Páginas

  • ASPECTOS RELEVANTES DA CULTURA BRAGANTINA: A CONTRIBUIÇÃO DE DOM ELISEU PARA A EDUCAÇÃO DE BRAGANÇA

    RAFAEL DE SOUZA COIMBRA ASPECTOS RELEVANTES DA CULTURA BRAGANTINA: A CONTRIBUIÇÃO DE DOM ELISEU PARA A EDUCAÇÃO DE BRAGANÇA BRAGANÇA-PARÁ 2013 ASPECTOS RELEVANTES DA CULTURA BRAGANTINA: A CONTRIBUÇÃO DE DOM ELISEU PARA A EDUCAÇÃO DE BRAGANÇA INTRDUÇÃO O presente trabalho surge a partir dos estudos da disciplina Cultura Brasileira e da necessidade de levantar aspectos relevantes acerca da cultura bragantina. Tal trabalho se constituiu a partir de entrevistas, visitas técnicas...

    2515  Palavras | 11  Páginas

  • regiao norte

    comuns na região são o arroz, o guaraná, a mandioca, cacau, cupuaçu, coco e o maracujá. A agricultura comercial concentra-se nos seguintes pólos: a área de várzeas no médio e baixo Amazonas, onde o cultivo da juta possui grande destaque; a Região Bragantina, próxima a Belém, onde se pratica a policultura, que abastece a grande capital nortista, e afruticultura. A pimenta-do-reino, cujo cultivo se iniciou com a chegada dos imigrantes japoneses, é outro importante produto da região. Especiaria apreciada...

    8821  Palavras | 36  Páginas

  • Região norte do brasil

    Danças típicas (marujada, carimbó, cirandas), Festival Folclórico de Parintins, festa religiosa do Cirio de Nazaré (Belém). Na culinária é forte a influência indígena. Os pratos típicos que se destacam são: pirarucu de casaca, tacaca, açai, pato no tucupi e maniçoba. • Principais Cidades da Região Norte: - Estado do Amazonas: Manaus (capital), Coari, Manacapuru, Tefé, Parintins, Tabatinga e Itacoatiara. - Estado do Pará: Belém (capital), Santarém, Altamira, Marabá e Bragantina. - Estado de...

    2749  Palavras | 11  Páginas

  • Aspectos da região norte

    amazônicas em prósperos centros econômicos e culturais. Teatro Amazonas na cidade de Manaus. Com folclore próprio, as grandes atrações são o Festival Folclórico de Parintins, o Círio de Nazaré, em Belém/PA, o Çairé, em Santarém/PA e as danças típicas, Marujada, Carimbó e Cirandas, como Samba lelê e outros. Na região estão alguns dos teatros mais belos do Brasil, que são: Teatro Amazonas, localizado em Manaus e o Theatro da Paz, localizado em Belém. Uma mistura da arte barroca, rococó e outras artes além...

    3333  Palavras | 14  Páginas

  • Aspectos culturais da região norte do brasil

    comuns na região são o arroz, o guaraná, a mandioca, cacau, cupuaçu, coco e o maracujá. A agricultura comercial concentra-se nos seguintes pólos: a área de várzeas no médio e baixo Amazonas, onde o cultivo da juta possui grande destaque; a Região Bragantina, próxima a Belém, onde se pratica a policultura, que abastece a grande capital nortista, e a fruticultura. A pimenta-do-reino, cujo cultivo se iniciou com a chegada dos imigrantes japoneses, é outro importante produto da região. Especiaria apreciada...

    7954  Palavras | 32  Páginas

  • Formação e manejo de capineira na zona bragantina

    FORMAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA NA ZONA BRAGANTINA Manoel Waldir Queiróz Gomes¹ RESUMO A implantação da capineira como fator de compensação...

    916  Palavras | 4  Páginas

  • Reaproveitamento de garrafas PET: Sensibilização e Sustentabilidade para a comunidade Bragantina–PA.

    Pró-Reitoria de Extensão Diretoria de Programas e Projetos PROGRAMA / PROJETO DE EXTENSÃO (CONSEP – Resolução 3298 - 07/03/2005) Título: Reaproveitamento de garrafas PET: Sensibilização e Sustentabilidade para a comunidade Bragantina–PA. Coordenador(a): Nádia Sueli Araújo da Rocha Ano: 2012 Av. AUGUSTO CORREA, nº 1 (Núcleo Universitário) — CEP: 66.075-900 — BELÉM - PARÁ - BRASIL Fone: (091) 3201-7127; Fax: (091) 3201-7256...

    2846  Palavras | 12  Páginas

  • Folclore região norte

    quando acontecem movimentos de dança mais sensuais. As mulheres utilizam saias coloridas e blusas rendadas. Já os homens vestem calças de preferência na cor branca. Essa dança também recebe a ajuda de instrumentos como o banjo, cavaquinho e clarinete. Marujada A dança é uma homenagem a São Benedito e acontece em três ocasiões: Natal, dia de São Benedito e no dia 1º de janeiro. Os homens e mulheres que participam recebem o nome de marujos e marujas. Eles bailam pela cidade, reproduzindo o gesto de um barco...

    5740  Palavras | 23  Páginas

  • dados regioes

    Cultura: Danças típicas (marujada, carimbó, cirandas), Festival Folclórico de Parintins, festa religiosa do Cirio de Nazaré (Belém). Na culinária é forte a influência indígena. Os pratos típicos que se destacam são: pirarucu de casaca, tacaca, açai, pato no tucupi e maniçoba. - Principais Cidades da Região Norte: - Estado do Amazonas: Manaus (capital), Coari, Manacapuru, Tefé, Parintins, Tabatinga e Itacoatiara.  - Estado do Pará: Belém (capital), Santarém, Altamira, Marabá e Bragantina.  - Estado...

    4119  Palavras | 17  Páginas

  • Região Norte

    na região são o arroz, o guaraná, a mandioca, cacau, cupuaçu, coco e o maracujá. A agricultura comercial concentra-se nos seguintes pólos: a área de várzeas no médio e baixo Amazonas, onde o cultivo da juta possui grande destaque; a Região Bragantina, próxima a Belém, onde se pratica a policultura, que abastece a grande capital nortista, e a fruticultura. A pimenta-do-reino, cujo cultivo se iniciou com a chegada dos imigrantes japoneses, é outro importante produto da região. Especiaria apreciada...

    7330  Palavras | 30  Páginas

  • REGIÃO NORTE DO BRASIL

    na região são o arroz, o guaraná, a mandioca, cacau, cupuaçu, coco e o maracujá. A agricultura comercial concentra-se nos seguintes pólos: A área de várzeas no médio e baixo Amazonas, onde o cultivo da juta possui grande destaque; A Região Bragantina, próxima a Belém, onde se pratica a policultura, que abastece a grande capital nortista, e a fruticultura. A pimenta-do-reino, cujo cultivo se iniciou com a chegada dos imigrantes japoneses, é outro importante produto da região. Pecuária A paisagem...

    6721  Palavras | 27  Páginas

  • Homem e sociedade

    A Marujada Origem A Marujada,  em Bragança,  teve inicio em 1798 quando os senhores brancos atendendo ao pedido de seus escravos, permitiram a organização de uma Irmandade e a primeira festa em louvor a São Benedito. Em sinal de reconhecimento, os negros foram dançar de casa em casa para agradecer a seus benfeitores. Também conhecida com o nome de Bagre, Marujada é uma das mais belas manifestações religiosas do folclore paraense. Essa dança ocorre, principalmente na Primavera, por ocasião dos...

    599  Palavras | 3  Páginas

  • Danças Folclóricas Pará

    ideia do encontro final. Marujada: Trata-se de um autodramatizado, onde predomina o canto sobre a dança. Há uma origem comum entre a Marujada de Bragança no Pará e a Irmandade de São Benedito. Quando os senhores brancos atenderam ao pedido de seus escravos para a organização de uma Irmandade, foi realizada a primeira festa em louvor a São Benedito. Em sinal de reconhecimento, os negros foram dançar de casa em casa para agradecer a seus benfeitores. A Marujada é constituída quase exclusivamente...

    844  Palavras | 4  Páginas

  • oioi

    danças e as festas religiosas como a Nossa Senhora dos Navegantes, São Benedito entre outros, são muito importantes no folclore da região. Podemos citar como exemplos de danças folclóricas do sul do país: chula, baião, congada, cateretê, pau de fitas, marujada, chimarrita e jardineira. Já com relação as lendas folclóricas, são mais comuns na região: boitatá, lenda doSapé, Negrinho do Pastoreio, Tiaracajú, Saci-Pererê e Curupira. O que é "folclore"? Folclore é o conjunto de todas as tradições, lendas...

    2300  Palavras | 10  Páginas

  • Historia

    permitiam a presença de homens, sendo que às mulheres só eram permitidos papéis de personagens como rainhas e porta-bandeiras. Hoje, em algumas localidades de Minas Gerais já existem mulheres nas guardas e tocando instrumentos.  Marujada Também conhecida com o nome de Bagre, Marujada é uma das mais belas manifestações religiosas do folclore paraense. Essa dança ocorre, principalmente na Primavera, por ocasião dos festejos de São Benedito e é uma espécie de quadrilha dançada em roda, com grande número de...

    605  Palavras | 3  Páginas

  • ciencias

    Alter-do-Chão mistura elementos religiosos e profanos. O bailado constitui-se numa simples marcha. A coreografia é meio complicada, dançada em pares com ritmo bem marcado. O Marambiré é sempre apresentado no festival do Çairé. Marujada  Três apresentações marcam a Marujada: a primeira no dia de Natal, a segunda no dia de São Benedito – 26 de dezembro. E a terceira acontece no dia 1º de janeiro. A festa tem a mesma origem que a irmandade de São Benedito: em 1798, quando os senhores atenderam ao pedido...

    1267  Palavras | 6  Páginas

  • antigo regime

    da festa de Marujada, no Estado do Pará. A Marujada é uma manifestação popular que ocorre no período de 25 de Dezembro até o dia 6 do mês de Janeiro, na cidade de Bragança. Teve inicio por volta do ano de 1798, quando a cultura européua atendendo ao pedido de seus escravos, permitiram a organização de uma festa religiosa em devoção a São Benedito. Assim, pode-se dizer que a Marujada de Bragança simboliza um cortejo em louvor ao padroeiro da cidade, São Benedito. A Marujada é apresentada...

    612  Palavras | 3  Páginas

  • trabalho sobre o brasao de Bragança

    Regimento Republicano. # Relacionando à marujada Trata-se de um auto dramatizado, onde predomina o canto sobre a dança. Há uma origem comum entre a Marujada de Bragança e a Irmandade de São Benedito. Quando os senhores brancos atenderam ao pedido de seus escravos para a organização de uma Irmandade, foi realizada a primeira festa em louvor a São Benedito. Em sinal de reconhecimento, os negros foram dançar de casa em casa para agradecer a seus benfeitores. A Marujada é constituída quase exclusivamente...

    916  Palavras | 4  Páginas

  • FESTAS RELIGIOSAS E PROFANAS: AS FESTAS DE AGOSTO DE MONTES CLAROS/MG

    fazer nessa freguesia. As Festas de Agosto surgiram da iniciativa da própria comunidade, há mais de dois séculos, em homenagem a Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e ao Divino Espírito Santo. A festa é apresentações folclóricas compostas pela Marujada, Caboclada e os Catopés e levantamento de mastros em homenagem aos Santos Padroeiros. Cada um deles corresponde respectivamente às tradições de origem portuguesa, indígena e negra, com danças, música e trajes que representam cada povo. O Sincretismo...

    1286  Palavras | 6  Páginas

  • Danças do norte

    Império Roraimense, a Praça da Bandeira, atual campeã, Além do Equador, Aquarela, Embaixadores da Mecejana, Ouro Verde e Unidos do Beiral. Os movimentos populares são o Círio de Nazaré, o Boi-Bumbá, o mesmo que o Bumba-meu-Boi, o Boi de Reis, a Marujada e o Carimbó. As festas são mais conhecidas na região da capital, Belém do Pará. O Carimbó A mais extraordinária manifestação de criatividade artística do povo paraense foi criada pelos índios Tupinambás que, segundo os historiadores, eram dotados...

    4492  Palavras | 18  Páginas

  • capa de trabalho

    TIPOLOGIA DAS DANÇAS TÍPICAS DO PARÁ GRUPO PARÁFOLCLORICO KANAUÃ – IFPA BELÉM - PA 2014 SUMÁRIO Banguê 3 Batuque Amazônico 3 Carimbó 4 Chula Marajoara 5 Jacundá 5 Lundu 6 Marambiré 7 Maçarico 7 Marujada 8 Obaluaiê 9 Pretinha de Angola 10 Siriá 10 Samba do Cacete 11 Vaqueiro do Marajó 11 Xote Bragantino 12 Referencias Bibliográficas 14 1. Banguê A palavra Banguê significa “engenho de açúcar”, em um dialeto...

    3147  Palavras | 13  Páginas

  • Bumba meu boi

    também, o mandante. Os cantos, que podem ser tirados de improviso. Marujada A Marujada,  em Bragança,  teve inicio em 1798 quando os senhores brancos atendendo ao pedido de seus escravos, permitiram a organização de uma Irmandade e a primeira festa em louvor a São Benedito. Em sinal de reconhecimento, os negros foram dançar de casa em casa para agradecer a seus benfeitores. A Marujada é constituída na maioria por mulheres, cabendo lhes a direção e a organização. Não há...

    1427  Palavras | 6  Páginas

  • Efeitos de Óleos e Graxas na Tratabilidade de Esgotos

    formando filme e impedindo a transferência de oxigênio do ar para a água, e conseqüentemente, aumentando a carga orgânica em corpos d’água – poluição difusa Tratamento de Esgotos Como é tratado o esgoto na RMSP e Região Bragantina ETEs RMSP e Região Bragantina SOCORRO PINHALZINHO PEDRA BELA BRAGANÇA PAULISTA CAPACIDADE NOMINAL TOTAL (L/s) VAZÃO TRATADA TOTAL (L/s) SISTEMA PRINCIPAL 21.000 12.800 SISTEMAS ISOLADOS 1.079 444 VARGEM JOANÓPOLIS ...

    529  Palavras | 3  Páginas

  • FOLCLORE NAS REGI ES BRASILEIRAS

    FOLCLORE NAS REGIÕES BRASILEIRAS Região Sul Danças típicas: congada, cateretê, baião, chula, chimarrita, jardineira, marujada. Festas tradicionais: de Nossa Senhora dos Navegadores, em P. Alegre ; da uva, em Caxias do Sul; da cerveja, em Blumenau ; festas juninas; rodeios. Lendas: Negrinho do Pastoreio, do sapé, tiaracaju do boitatá, do boi- guaçú, do Curupira, do Saci-pererê. Pratos típicos: o churrasco, o arroz-de-carreteiro, a feijoada, o fervido. Bebidas típicas: o chimarrão, feito c/ erva-mate...

    645  Palavras | 3  Páginas

  • Danças Folcloricas

    para o outro, voltando a coreografia inicial nas colunas se retiram. Dança Marujada (retumbão, mazurca) A Marujada, em Bragança, teve inicio em 1798 quando os senhores brancos atendendo ao pedido de seus escravos, permitiram a organização de uma Irmandade e a primeira festa em louvor a São Benedito. Em sinal de reconhecimento, os negros foram dançar de casa em casa para agradecer a seus benfeitores. A Marujada de Bragança apresenta uma variação rítmica muito diversificada, entre elas esta...

    1969  Palavras | 8  Páginas

  • um belo estudante

    em Bragança, deu origem à Marujada, e com ela a mais conhecida e importante dança folclórica da Marujada, o Retumbão. O Retumbão pode ser considerado a dança favorita dos integrantes da Marujada de Bragança. O ritmo seria uma variação do Lundu. Quanto à coreografia, nada tem de semelhante. O ritmo e a forma como é dançado dão-lhe uma característica própria e um isolamento que não permitiu acréscimos de outros ritmos. Tem origem comum à fundação da irmandade da marujada de Bragança, em 1978. A dança...

    1039  Palavras | 5  Páginas

  • Tecnologia

    acompanha os desfiles. Marujada Trata-se de um auto dramatizado, onde predomina o canto sobre a dança. Há uma origem comum entre a Marujada de Bragança no Pára e a Irmandade de São Benedito. Quando os senhores brancos atenderam ao pedido de seus escravos para a organização de uma Irmandade, foi realizada a primeira festa em louvor a São Benedito. Em sinal de reconhecimento, os negros foram dançar de casa em casa para agradecer a seus benfeitores. A Marujada é constituída quase exclusivamente...

    2782  Palavras | 12  Páginas

  • trabalho

    povo desta terra adora a dança animada de rua ou a sua sensualidade dos ritmos calientes como o Lundo. Que percorrem o interior do estado e se ouve de longe a batida forte do carimbo ou arrasta- pé do xote Bragantino e outros ritmos como: SIRIA, MARUJADA, CAIRÉ, TECNO BREGA, GUITARRADA, ARRAIAL, DO PAVULAGEM CALYPSON. DANÇAS FOLCLORE DE BELÉM Marambiré: indumentária é riquíssima. A Rainha e a Princesa trajam vestido comprido , de seda em tons dourados, todo bordado, bem ajustado ao corpo. Usam...

    6655  Palavras | 27  Páginas

  • HISTORIA DE BELEM

    Alter-do-Chão mistura elementos religiosos e profanos. O bailado constitui-se numa simples marcha. A coreografia é meio complicada, dançada em pares com ritmo bem marcado. O Marambiré é sempre apresentado no festival do Çairé. Marujada Três apresentações marcam a Marujada: a primeira no dia de Natal, a segunda no dia de São Benedito – 26 de dezembro. E a terceira acontece no dia 1º de janeiro. A festa tem a mesma origem que a irmandade de São Benedito: em 1798, quando os senhores atenderam ao pedido...

    3744  Palavras | 15  Páginas

  • Sistemas agroflorestais em santa maria do pará

    prioritized by public policies in order to alleviate the problems. Key words: Amazon. Family Agriculture. Socioeconomic Factors. Factor Analysis. LISTA DE FIGURAS Figura 1 Mapa de localização do município de Santa Maria do Pará, microrregião Bragantina, Pará. 22 Figura 2 Nível de escolaridade dos agricultores que adotaram SAF em Santa Maria do Pará. 38 Figura 3 Situação fundiária dos agricultores agroflorestais em Santa Maria do Pará. que estabeleceram sistemas 43 ...

    35013  Palavras | 141  Páginas

  • Folclore da região sul

    danças e as festas religiosas como a Nossa Senhora dos Navegantes, São Benedito entre outros, são muito importantes no folclore da região. Podemos citar como exemplos de danças folclóricas do sul do país: chula, baião, congada, cateretê, pau de fitas, marujada, chimarrita e jardineira. Já com relação as lendas folclóricas, são mais comuns na região: boitatá, lenda do Sapé, Negrinho do Pastoreio, Tiaracajú, Saci-Pererê e Curupira. O que é "folclore"? Folclore é o conjunto de todas as tradições,...

    1015  Palavras | 5  Páginas

  • jefferson

    Desenvolvimento Dança: Região Sul: congada, cateretê, baião, chula, chimarrita, jardineira, marujada. Região Sudeste: fandango, folia de reis, catira, batuque e quadrilha. Região Centro-Oeste:  tapiocas, congada, reisado folia de reis, cururu e tambor. Região Nordeste: frevo, bumba-meu-boi, maracatu, baião, capoeira, caboclinhos, bambolê, congada, carvalhada e cirandas. Região Norte: Obaluaiê, marujada, carimbó, boi-bumbá, ciranda. Festa: Região Sul: Nossa Senhora dos Navegadores, em Porto Alegre;...

    978  Palavras | 4  Páginas

  • Castanhal

    asfaltadas. São Francisco do Pará E Igarapé-Açú - Situados na Micro-região Bragantina e Guajarina, mais precisamente as margens da antiga estrada de Ferro de Bragança distante 20 km e 43 km respectivamente de Castanhal, mantêm bom intercâmbio de comércio servindo-se da Infra-estrutura de Castanhal quando necessitam de serviços mais especializados. Santa Maria do Pará E São Miguel do Guamá - Situados na Micro-região Bragantina e Guajarina distam 40 km e 77 km respectivamente de Castanhal. Pela boa localização...

    654  Palavras | 3  Páginas

  • wendell

    o índio. As manifestações folclóricas Acontecem durante todo o ano, de acordo com o período festivo. Reúne mais de 30 de manifestações. Entre os mais conhecidos destacam-se os de período natalino: Pastoril, Guerreiro, Taieira, Baianas, Reisados, Marujada, Presépio, Cavalhada; das festas religiosas, o Mané do Rosário e Bandos dos Carnavalescos, Cambindas,Negras da Costa, Samba do Matuto, Caboclinhos, Torés de Índio e de Xangô e as Danças de São Gonçalo, Coco Alagoano, Rodas de Adulto. As mais importantes...

    559  Palavras | 3  Páginas

  • Arraial do pavulagem e manifestações culturais: uma proposta de preservação da cultura paraense.

    sua dança se inicia lenta e evolui para passos bem agitados; a “Mazurca”, dança tradicional de origem polaca, feita por pares que formam figuras e desenhos diferentes; a “Marujada” do município de Bragança, dança que nasceu de uma autorização dada a 14 escravos devotos de São Benedito e, logo depois, fundaram a Irmandade Marujada que possui variação rítmica muito diversificada; o “Bangüê”, dança originada pelos descendentes de escravos que conseguiram fugir do domínio português e do trabalho forçado...

    2154  Palavras | 9  Páginas

  • danças tipicas

    musical e coreográfica da Amazônia apresenta um grande elenco de músicas, ritmos e danças, como a dança das pretinhas de Angola, o bangüê, o batuque, o marabaixo, o gambá, o carimbó, o siriá, a chula marajoara, a dança do coco, a ciranda, o lundu, a marujada de Bragança (chorado, retumbão, mazurca, valsa, xote, contra-roda), o marambiré, o obaluaiê, o samba do cacete, a dança dos vaqueiros de Marajó e outras tantas. Isso sem falar no brega e no forró, que são muito populares na região. O Amapá, contagiado...

    2090  Palavras | 9  Páginas

  • Brasil e suas Regiões

    comuns na região são o arroz, o guaraná, a mandioca, cacau, cupuaçu, coco e o maracujá. A agricultura comercial concentra-se nos seguintes pólos: a área de várzeas no médio e baixo Amazonas, onde o cultivo da juta possui grande destaque; a Região Bragantina, próxima a Belém, onde se pratica a policultura, que abastece a grande capital nortista, e a fruticultura. A pimenta-do-reino, cujo cultivo se iniciou com a chegada dos imigrantes japoneses, é outro importante produto da região. Especiaria apreciada...

    11129  Palavras | 45  Páginas

  • Cultura esplanada bahia

    percebendo sua responsabilidade pela valorização e preservação do Patrimônio, fortalecendo a vivência real com a cidadania, num processo de inclusão social. Entre as muitas manifestações culturais existentes em nossa região é possível citar “a marujada, o drama, o reisado, as caretas de lama e as praianas”. Tais manifestações tem até mais de 60 anos de existência porém com o tempo , a falta de incentivo e o desinteresse dos mais novos tudo isso tem se perdido no tempo. Diante de tudo que foi...

    1055  Palavras | 5  Páginas

  • Folclore

    surgiram da imaginação e sabedoria dos povos indígenas da região. São típicas da região as seguintes lendas: Boto Cor-de-Rosa, Iara, Vitória-Régia, lenda da Mandioca e Uirapuru. As festas e danças típicas do norte são: Carimbó, Ciranda, Boi-Bumbá e Marujada. Pratos: caldeirada de tucunaré, tacacá, tapioca, prato no tucupi . Artesanato: cerâmica marajoara, máscaras indígenas, artigos feitos em palha. Região Nordeste ( Maranhão • Piauí • Ceará • Rio Grande do Norte • Paraíba • Pernambuco • Bahia...

    685  Palavras | 3  Páginas

  • HISTÓRIA DE CAMPO LIMPO PAULISTA

    e assentaram vivenda onde hoje está a povoação”, passaram-se exatamente 350 anos, o tempo necessário afim de que Campo Limpo, de bairro pertencente a Jundiaí, onde no século XIX, havia o entroncamento de duas estradas de ferro, a SPR e a E. F. Bragantina, que escoavam para o porto de Santos a produção cafeeira da região, se transformasse na dinâmica cidade que hoje conhecemos. Querendo dar um quadro cronológico das diferentes etapas dessa caminhada para a sua emancipação, poderíamos datar o seu...

    3775  Palavras | 16  Páginas

  • O QUE E FILOSOFIA

    harmonizando e assumindo uma identidade peculiar, a do parintinense. Além do boi-bumbá, Roque Cid organizava o Cordão dos Marujos, manifestação de cunho religioso, trazido do nordeste, que deu origem ao nome da percurssão do boi Caprichoso, a famosa Marujada de Guerra. O nordestino, também, era conhecido como Mestre Roque, por ter como ofício a profissão de pedreiro. Relatos descrevem que muitas construções do bairro São Benedito foram por ele executadas. Alto e magro, era um homem singular, com...

    1024  Palavras | 5  Páginas

  • Timbrado

    Babilônia”. Nosso atual propósito é a valorização do artista regional. O evento SOM DAS 9h, mais recente produção do selo, acontece mensalmente no Clube literário e Recreativo de Bragança Paulista é um evento que tem despontado na Cena Cultural Bragantina como palco para artistas independentes de muito talento. A agência a Memória Rã está cadastrando artistas, bandas e músicos no cenário artístico da região fazendo o agenciamento para apresentações ou lançamentos através da produção direta ou indireta...

    585  Palavras | 3  Páginas

  • A revolta da chibata

    a assistir à cena infamante no convéns das belonaves. Com isto, criaram-se condições de revolta no peito da marujada. Os seus membros não aceitavam mais passivamente esse tipo de castigo. Chefiados por Francisco Dias, João Cândido e outros tripulantes do Minas Gerais (navio capitânia da esquadra) organizaram-se contra a situação humilhante de que eram vítimas. Nos outros navios a marujada também se organizava: o cabo Gregório conspirava no São Paulo (navio), e no Deodoro (navio) havia o cabo André...

    625  Palavras | 3  Páginas

  • alterações biofísicas

    ser cultivados por longo tempo com sucesso, observando-se as devidas práticas de manejo. 3- A avaliação das modificações na paisagem associada a atividades agrícolas envolvendo geoprocessamento em áreas do Nordeste paraense, nas microrregiões Bragantina (período 1985-95) e Tomé-Açu (período 1991-95), mostrou que no tocante a distribuição de classes de uso das terras, as áreas com vegetação secundária representaram o padrão dominante na paisagem sendo que em termos de utilização, as áreas de...

    5344  Palavras | 22  Páginas

  • Agricultura familiar

    regiões de colonização muito similares, como Marabá e a Transamazônica, ambas no sul do Pará (HURTIENNE, 1998). Dessa maneira, pode-se analisar também até que ponto a dinâmica da agricultura familiar nas áreas de colonização antiga, como a Zona Bragantina, onde domina uma vegetação secundária em um sistema de pousio e restos pequenos da mata primária e secundária madura, difere daquela que se instalou em outras áreas da Amazônia há 50 anos (Capitão Poço, Irituia) ou 20 anos (Marabá, Transamazônica...

    20222  Palavras | 81  Páginas

  • Marketing

    Conforme dados fornecidos pela instituição. Entretanto a presente campanha será direcionada aos jovens com faixa etária entre 15 e 19 anos, que estejam concluindo o ensino médio, que sejam pertencentes às classes C D e E e residam em bairros de Bragantina, Baixada Santista, Guaratinguetá, Campinas, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Brasília. E que acima de tudo tenham o objetivo de se preparar para o vestibular e para o exame nacional do ensino médio(ENEM). 3.9.2.2.4 Estratégias de Comunicação ...

    968  Palavras | 4  Páginas

  • vbfg

    Uma localização geográfica particular, uma região ou uma localidade, como quais as pessoas se identificam exemplo: comunidade bragantina, comunidade campineira. Um tipo particular de relação social que é característico e compartilhado pelos membros de uma determinada comunidade. Etnocêntrica são grupos as quais pessoas sentem que pertencem... Aula-tema 05: Regulamentação e Controle Social Dando continuidade à realização da pesquisa sobre a sociedade brasileira, esta tarefa é mais um importante...

    675  Palavras | 3  Páginas

  • trabalho

    Churrasco Marreco com laranja Marreco com maçã joelho de porco cozido Torta de maçã Charque com inhame Bolo de pinhão Chimarrão Danças e festas tradicionais Região Sul: Danças: congada, cateretê, baião, chula, chimarrita, jardineira, marujada. Festas tradicionais: Nossa Senhora dos Navegadores, em Porto Alegre; da Uva, em Caxias do Sul; da Cerveja, em Blumenau; festas juninas; rodeios. Região Sudeste: Danças: fandango, folia de reis, catira, batuque e quadrilha. Festas tradicionais: Carnaval;...

    1016  Palavras | 5  Páginas

  • Engenharia economica

    de produtos alimentício, cadastrada na Razão Social: Distribuidora Sulvape de Produtos Alimentício, é uma empresa representante dos sorvetes Kibon, que atua na área de alimentos. Atua no Vale do Paraíba, Litoral Norte, Vale Histórico e Região Bragantina, atendendo clientes em base de varejo e atacado. Passo 2 A empresa trabalha com uma linha de 69 produtos, distribuídas entre: Pote 2 lt (sabores) Pote5lt (sabores) Pote 900 ml (sabores) Picolé (sabores) Sua meta mensal é medida por litros...

    591  Palavras | 3  Páginas

tracking img