Leo Huberman artigos e trabalhos de pesquisa

  • Quiz Sobre Os Textos Do Leo Huberman

    SOCIAL QUIS SOBRE OS TEXTOS DE LEO HUBERMAN Ana Paula Moura Mota Inscrição: 15095991 MANAUS – 2015 Quiz sobre os textos do Leo Huberman Questão 1- O QUE É CAPITALISMO? QUAIS SUAS CARACTERÍSTICAS? R-O capitalismo é um meio de produção que visa o lucro, e todo o dinheiro adquirido é distribuído entre empresários e investidores de empresas. Sua principal característica é o lucro. Questão 2- Quem é o Leo Huberman? R-Leo Huberman nasceu dia 17 de outubro de 1903, em Neeark...

    1761  Palavras | 8  Páginas

  • Resumo leo huberman

    RESUMO: FEUDALISMO Leo Huberman , em seu livro A História da Riqueza do Homem, coloca que a sociedade feudal consistia em três classes- Sacerdotes, guerreiros, trabalhadores, sendo que o homem que trabalhava produzia para ambas as outras classes. Segundo o autor, esse trabalho era agrícola e realizado em áreas chamadas Feudos. Um feudo consistia em uma aldeia e várias centenas de áreas de terras agricultáveis nas quais o povo da aldeia devia trabalhar. Cada propriedade feudal...

    774  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo- a história da riqueza do homem - leo huberman

    THUANE SALGADO DE OLIVEIRA A HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM Leo Huberman Trabalho apresentado como exigência Parcial de avaliação da disciplina Acumulação Capitalista DSS- 5101, Turma 01309 do curso de Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina, ministrada. Prof. Ricardo Lara Florianópolis, 2012.2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO[->0] SOCIO ECONOMICO DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL Acumulação capitalista ...

    793  Palavras | 4  Páginas

  • Huberman resumo crítico

    a nota parcial do 1º semestre do curso de Direito. LAURO DE FREITAS 2013 RESUMO CRÍTICO “HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM” (LEO HUBERMAN) PARTE I – DO FEUDALISMO AO CAPITALISMO. CAPITULO I – SACERDOTES, GUERREIROS E TRABALHADORES. Em “Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores”, primeiro capítulo do livro História da Riqueza do Homem escrito por Leo Huberman, conhecemos sobre o sistema feudal, a importância do trabalho servil e a relação entre servos e senhores, homem e terra. A produção...

    643  Palavras | 3  Páginas

  • Huberman - História da Riqueza

    necessário esse breve contexto para justificar citações e comentários no decorrer deste trabalho embasado na obra de Leo Huberman: História da Riqueza do Homem (1936). Desta forma aponta-se a seguir os eixos formadores da atual economia de acordo com a narração do supracitado jornalista e escritor marxista. 1 A Origem do Dinheiro O dinheiro, segundo Huberman, pode adquirir dois aspectos: o de capital e o de não capital. O sentido capitalista do dinheiro só ocorre quando...

    2092  Palavras | 9  Páginas

  • economiaLeo Huberman

    Associar as transformações internas com a relação aos movimentos mais globais. Resumo dos capítulos estudados em sala do livro :História da riqueza do homem (Leo Huberman) PARTE 1 Do feudalismo ao capitalismo: Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores Leo Huberman inicia seu livro expondo os meios pelos quais se produzia na idade média, por volta do século X e XII. Para tal, o autor descreve em linhas gerais as principais características da sociedade feudal...

    10495  Palavras | 42  Páginas

  • Huberman, leo

    Autor Leo Huberman (17 de outubro de 1903 em Newark, New Jersey - 9 de novembro de 1968) foi um escritor socialista norte-americaoa. Em 1949, ele fundou e Monthly Review co-editado com Paul Sweezy [1] Ele era o presidente do Departamento de Ciências Sociais em New College, da Universidade de Columbia;. Editor de trabalho do jornal PM, eo autor da história popular, os livros do homem Mercadorias Wordly e nós, o povo. [2] O mais novo dos onze filhos de Joseph e Fannie Kramerman-Huberman ele nasceu...

    584  Palavras | 3  Páginas

  • Fichamento 1º capítulo- a história da riqueza do homem de Leo Hubberman

    Livro: História da Riqueza do Homem Autor: Leo Huberman Capítulo 1: Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores “A sociedade feudal consistia dessas três classes – sacerdotes, guerreiros e trabalhadores, sendo que o homem que trabalhava produzia para ambas as outras classes, eclesiástica e militar” (p.11-12) “A maioria das terras agrícolas da Europa ocidental e central estava dividida em áreas conhecidas como “feudos”. Um feudo consistia apenas de uma aldeia e as várias centenas de acres de terra...

    535  Palavras | 3  Páginas

  • RESUMO DO CAPITULO XIV AO XVI DO LIVRO HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM, DE LEO HUBERMAN

    RESUMO DO CAPITULO XIV AO XVI DO LIVRO HISTORIA DA RIQUEZA DO HOMEM DE LEO HUBERMAN Parte II DO CAPITALISMO AO...? CAPÍTULO XIV De Onde vem o Dinheiro? O capitulo 14 inicia demonstrando a diferença entre dinheiro que é capital e o que não é considerado capital. Quando compramos roupas para usar, o dinheiro empregado não é capital, porém se comprarmos a mesma roupa e posteriormente vender por um preço maior, o dinheiro se torna capital. Outro exemplo, quando o camponês vendia a lã de suas...

    5191  Palavras | 21  Páginas

  • Resumo dos capítulos i e ii: leo huberman – “história da riqueza do homem”

    Gilson Nisiyama de Moraes Leo Huberman – “História da Riqueza do Homem” Resumo do Capítulo I O autor começa desmentindo as imagens da sociedade medieval, e conseqüentemente do modo organizacional da época que era o feudalismo, convencionadas pelos livros ambientados na época. Fica esclarecido que a Idade Média é marcada pela servidão, pobreza e escassez de recursos para a massa trabalhadora, onde o camponês além de trabalhar para o seu sustento era obrigado a servir o senhor feudal, a igreja...

    844  Palavras | 4  Páginas

  • Analise dos Capítulos XIV, XV e XVI do livro "A História da Riqueza do Homem" de Leo Huberman e do filme: "Daens - Um Grito de Justiça".

    Analise dos capítulos XIV, XV e XVI do livro “A História da Riqueza do Homem” de Leo Huberman e do filme: “Daens – Um Grito de Justiça”. Ao decorrer da leitura destes três capítulos o ator nos explica basicamente o que significa o capital para nos explicar o capitalismo e como a Europa reuniu capital em seu processo de expansão econômica. Também é possível observar o início do processo de industrialização em meados dos séculos XV/XVI quando se começou a reunir capitais enormes, não de formas...

    921  Palavras | 4  Páginas

  • Leo Huberman. História da Riqueza do Homem (Fichamento)

    UFPE – Universidade Federal de Pernambuco Licenciatura em História 2013.2 – 1º Período Cadeira: História do Brasil Colonial / Professora: Ana Maria Aluno: Thiago Henrique Leo Huberman. História da Riqueza do Homem (Fichamento) “Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores” [...] Além desses pregadores e lutadores existia, na Idade Média, um outro grupo: os trabalhadores. A sociedade feudal consistia dessas três classes sacerdotes guerreiros e trabalhadores, sendo que o homem que trabalhava produzia...

    1400  Palavras | 6  Páginas

  • Fichas de leitura Leo Huberman cap 8 ao 13

    ................. 5 CAPÍTULO XII – Deixem-nos em Paz ........................................................................... 6 CAPÍTULO XIII – A Velha Ordem Mudou ................................................................... 7 HUBERMAN, Leo. A História da Riqueza do Homem. 17ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1981. CAPÍTULO VIII – HOMEM RICO. P. 93-106. P. 93-94 P. 95-96 P. 97-98 P. 99 P. 100-101 P. 104 P. 105 Os reis da Idade Média recorriam, frequentemente...

    2105  Palavras | 9  Páginas

  • Dinheiro, revolução e movimentos sociais – leo huberman

    Dinheiro, Revolução e Movimentos Sociais – Leo Huberman Nem todo dinheiro é considerado capital, o dinheiro só se torna capital quando é usado para comprar mercadorias, força de trabalho, entre outros, para depois vender por um preço elevado com o objetivo de conseguir lucros. Como exemplo tem-se o caso de um cambista que compra um ingresso para uma peça de teatro num preço, e depois vende por outro maior. O dinheiro pago pelo comprador não é capital, ele não espera lucrar com essa transação, porém...

    2199  Palavras | 9  Páginas

  • Leo hubernam

    Leo huberman - História da Riqueza do homem Resumo de capítulos, e partes comentadas. Capítulo 1 – O primeiro capítulo do livro trata da economia e a forma de vida na idade média Ou sociedade feudal, onde eram divididas as classes sociais em sacerdotes, guerreiros e trabalhadores, onde o homem que trabalhava para todas as outras classes eclesiástica e militar. Os feudos tinham praticamente estruturas semelhantes. Sendo que as vezes o mesmo senhor feudal possuía vários feudos. A estrutura;...

    2036  Palavras | 9  Páginas

  • fichamento a história da riqueza do homem

    HUBERMAN, Leo. Historia da riqueza do homem. 21. ed. rev. LTC editora S/A: São Paulo, 1986. p. 01-117 A Capítulo I – Sacerdotes, guerreiros e trabalhadores No capitulo mostra a divisão da época feudal tendo como principais classes sociais: Sacerdotes, guerrilheiros e trabalhadores. Naquela época as terras, conhecidas como feudos eram subdivididos: uma parte para o senhor e a outra parte para os arrendatários (servos, trabalhadores, camponeses). Esses feudos começaram a ser divididos em faixas...

    1848  Palavras | 8  Páginas

  • A História da Riqueza das Nações

    Huberman, Leo – História da Riqueza do Homem, páginas 85 a 153 1 SUMÁRIO 1. “Homem Rico” ...................................... ............................................................... 2 2. “Homem Pobre, Mendigo, Ladrão” ................................................................... 5 3. Precisam-se de Trabalhadores – Crianças Podem Candidatar-se ................... 8 4. Ouro, Grandeza e Glória........................................................................................

    7002  Palavras | 29  Páginas

  • Resumo Informativo A Riqueza da Historia do Homem

    CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Dimas Esteves Nogueira A HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM Prof. Dr. Fernando Lira (Orientador) Caraguatatuba 2013 2 RESUMO HUBERMAN, LEO. A história da riqueza do homem. Local: Zahar Editores , 1981. “O autor apresenta nesta obra uma análise de períodos históricos, da Idade Média ate o surgimento do nazi-facismo, e é considerado uma referencia moderna dos estudos por trás da mudanças econômicos da humanidade....

    515  Palavras | 3  Páginas

  • A historia da riqueza do homem

    História da riqueza do homem (Leo Huberman) Resenha PARTE 1 Do feudalismo ao capitalismo: Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores Leo Huberman inicia seu livro expondo os meios pelos quais se produzia na idade média, por volta do século X e XII. Para tal, o autor descreve em linhas gerais as principais características da sociedade feudal, assim como seu funcionamento. Dessa forma ele destaca que: “A sociedade feudal consistia dessas três classes sacerdotes guerreiros e trabalhadores, sendo...

    4599  Palavras | 19  Páginas

  • A História da Riqueza do Homem

    TEORIA GERAL DO ESTADO Resenha: A História da Riqueza do Homem Capítulo VII "Aí vem o Rei” Por volta do século X, como demonstra Leo Huberman, inexistia o sentimento nacionalista tão comum e natural como nos dias atuais. Em tal época, praticamente o mundo inteiro se comunicava em apenas uma língua, o Latim. Os centros universitários reuniam pessoas de vários pontos da Europa, nesses locais, todos se entendiam segundo uma língua comum. Entende-se que no período em questão, não havia as fronteiras...

    716  Palavras | 3  Páginas

  • O campones rompe amarras

    Docente: Olivia SALVADOR – BA 2012 HUBERMAN, Leo. 1903-1968. História da Riqueza do Homem / Leo Huberman. Tradução de Waltesir Dutra. Atualização e Revisão Técnica Márcia Guerra – 22ª Edição, Revista e Ampliada Rio de Janeiro; Ltc 2010. Editora Guanabara. 1986. Capítulo 5, páginas 33 a 40, total de páginas 295. O Camponês Rompe Amarras O livro a História da Riqueza do Homem é de autoria do jornalista e escritor político norte-americano Leo Huberman, co-fundador da Revista Monthy Review que...

    808  Palavras | 4  Páginas

  • Historia e riqueza do homem

    HUBERMAN, Leo. História da riqueza do homem. 21. ed. rev. LTC: Rio de Janeiro, 1986. p. 02-153. 1/14 1ª parte – Do feudalismo ao capitalismo Sacerdotes, guerreiros e trabalhadores. 1 – Resumo: No capitulo 1 o autor fala sobre a sociedade feudal que era divida em três classes - os sacerdotes, guerreiros e trabalhadores “... sendo que o homem que trabalhava produzia para ambas as outras classes, eclesiástica e militar.” (p.03). Os feudos “... consistia apenas de uma aldeia e várias centenas...

    7201  Palavras | 29  Páginas

  • A historia da riqueza do homem

    HUBERMAN, Leo. História da riqueza do homem. 21. ed . rev. LTC: Rio de Janeiro, 1986. |A | |Parte 1– Do feudalismo ao capitalismo Cap. 1-Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores Na época da Idade Média, a sociedade feudal se dividia em três classes: os guerreiros, os sacerdotes e os trabalhadores, sendo o trabalhador responsável por produzir para as outras duas classes. Por não apresentar fábricas e usinas, o trabalho era na terra, ou seja, trabalho agrícola. Na maior parte do território da Europa...

    6051  Palavras | 25  Páginas

  • Resumo História da Riqueza do Homem Leo Huberman

    desejo pelo lucro dá. No socialismo existe a cordial concorrência entre os grupos de trabalho. - A crise de 29 não afetou o mundo socialista. [1] “quando o ano de 1789 chegou, cerca de um terço das terras da França estava em suas mãos” p. 148. HUBERMAN, Leo. História da Hiqueza do Homem. ed. 21º. Rio de Janeiro: LTC, 1986. ...

    4028  Palavras | 17  Páginas

  • historia da riqueza do homem

    Comentário do cap. ‘A Semente Que Semeais.. Outro Colhe’ do livro ‘A Historia da Riqueza do Homem’ de Leo Huberman No capitulo 16, do livro de ‘A Historia daRiqueza do Homem’ o autor destaca a diferença de classes entre trabalhadores e capitalistas. As melhorias existentes so beneficiavam uma minoria, enquanto agrande massa sofria com péssimas condições de trabalho e condições de vida precárias. Com a chegada das maquinas e o surgimento do capitalismo industrial, o quedeveria significar uma...

    795  Palavras | 4  Páginas

  • História da riqueza do homem, leo huberman cap i ao vi

    HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM – LÉO HUBERMAN CAP I A VI Capítulo I – Sacerdotes, guerreiros e trabalhadores A sociedade feudal consistia três classes — sacerdotes, guerreiros e trabalhadores, sendo que o homem que trabalhava produzia para ambas as outras classes, eclesiástica e militar. A maioria das terras agrícolas da Europa ocidental e central estava dividida em áreas conhecidas como “feudos”. Um feudo consistia apenas de uma aldeia e as várias centenas de acres de terra arável que a circundavam...

    3910  Palavras | 16  Páginas

  • Adm-historia da riqueza do homen

    Options HelpFale ConoscoDireitos AutoraisProcurarPolítica de Privacidade:: Inicial :: Administração / Economia História da Riqueza do Homem - Leo Huberman [RESENHA] História da Riqueza do Homem - Leo Huberman [RESENHA] Página 1 de 2 A presente resenha visa como um todo fazer a analise da segunda parte da obra de Leo Huberman, A Historia da Riqueza do Homem. Nela esta contida de forma sucinta como se tem o desenvolvimento do sistema capitalista, onde anteriormente na...

    3001  Palavras | 13  Páginas

  • dddd

    haverá uma atividade de filme que consiste em assistir a um filme e ler um texto. Atividade 1. Assistir o filme "Germinal", de Claude Berri. 2. Ler o texto "A semente que semeias, outro colhe" cap. XVI de "A história da riqueza do homem" de Leo Huberman. 3. Fazer um relatório escrito em equipe, em que consiste: CAPITULO XVI — “A Semente Que Semeais, Outro Colhe...”. I- Introdução: Objetivo do relatório (relação com o filme e o texto); O contexto acontece com a revolução industrial...

    1172  Palavras | 5  Páginas

  • Economia

    alternativos com a finalidade de complementar o texto do autor HOSBAWN, o olhar dos outros: os patrões franceses (vistos pelos operários (1880, 1914) escrito por PERROT Michele, e precisam de trabalhadores crianças de dois anos podem candidatar-se, de HUBERMAN, Leo. Desenvolvimento De acordo com o autor, durante a revolução industrial, a revolucionaria cidade de Manchester entre outras chegaram a decuplicar a sua população entre 1760, 1830, por conta do algodão. As manufaturas de algodão foi um subproduto...

    773  Palavras | 4  Páginas

  • Resumo sobre mercantilismo e fisiocratismo

    Bibliografia História da riqueza do Homem, Leo Huberman Este livro, considerado um clássico da história moderna, abrange desde a Idade Média até o nascimento do nazi-fascismo. A história da Europa em uma visão crítica, focada na relação “ecosocial”. Huberman escreveu este livro magistral, cujo objectivo é explicar a História pelo estudo da teoria económica e, ao mesmo tempo, explicar a Economia através do estudo da História. Huberman estreita-se por estas duas áreas do conhecimento humano...

    1048  Palavras | 5  Páginas

  • Administração habilidade humana

    Técnica. O nosso trabalho visa apresentar o assunto, Administração a vida do povo na idade média e sua evolução ao longo dos séculos. Administração ser uma habilidade humana. Abordei conceitos, como era administrar na visão de Huberman, Fayol, Taylor e Emersom. Na visão de Leo Huberman:O desenvolvimento das instituições econômicas. Na visão de Henry Fayol: A técnica científica. Os princípios de Taylor e os princípios preconizados do engenheiro Harrigton Emersom, Surgiram teorias da administração...

    988  Palavras | 4  Páginas

  • ATPS TEORIAS DA ADMINISTA O

    complexos, os problemas das empresas eram diversificadas e ajudaram a quebrar paradigmas da Administração. Na História da Riqueza do Homem, Leo Huberman observa que a formação da riqueza ao longo da história ocorreu por diversas influências socioeconômicas. Referências Bibiográficas  HUBERMAN, Leo. A história da riqueza do homem. <http://forumeja.org.br/d/files/Leo%20Huberman%20- %20Historia%20da%20Riqueza%20Do%.pdf> CAETANO, Jéssica L. N. Organizações mecanicistas x Organizações flexíveis <https://docs...

    535  Palavras | 3  Páginas

  • Trabalho economia e mercado

    4ºFeitaLeia o trecho extraído de Léo Huberman, A história da riqueza do homem: “Hoje em dia, poucas pessoas abastadas guardam cofres cheios de ouro e prata. Quem tem dinheiro não o deseja guardar, mas sim movimentá-lo, buscando um meio lucrativo de investimento. [...] Hoje há mil e uma maneiras de se aplicar capital, na tentativa de obter mais capital. Mas logo no início da Idade Média, tais portas não estavam abertas aos ricos. Poucos tinham capital para aplicar, e os que o possuíam pouco emprego...

    2162  Palavras | 9  Páginas

  • Historia e Economia

    as divisões de tarefas criou uma dependência entre todos e o fluxo do dinheiro trouxe uma maior mobilidade das propriedades. Antes as necessidades eram supridas com o fruto do trabalho dos próprios camponeses, se precisavam de móveis fabricavam (HUBERMAN, 1986, p. 53), não existiam lojas para comprar estes artigos de necessidade, mas com a evolução com o uso do dinheiro os artesãos tiveram a oportunidade de abrir lojas sem muito investimento. E vender móveis fabricados por eles, para começar um negócio...

    1058  Palavras | 5  Páginas

  • A semente que semeais

    Revolução Industrial nos fornece um quadro de enorme progresso na produção de algodão, ferro, carvão e de outras mercadorias. De um lado a melhoria de vida para poucos. De outro, milhares de pessoas morrendo de fome. Interessante a colocação de Leo Huberman, que, se um marciano tivesse caído em uma ilha da Inglaterra, naquela época, acharia os habitantes loucos, por ver de um lado as condições dos trabalhadores e de outro a condição de poucos, vivendo como reis. Acredito que, se ele caísse hoje, sua...

    588  Palavras | 3  Páginas

  • gestao de qualidade total

    produtos , equipamentos e serviços), devem ser continuamente aprimorado. Por outro lado, a preocupação com a otimização do processo está presente hoje na Gestão da Qualidade. A HISTORICIDADE CONTROLE DE QUALIDADE E SUAS ERAS: Segundo Leo Huberman (1995) Em1830,as indústrias já aviam se estabelecido por todos os países europeus e principalmente nos EUA, e mais tardiamente na América latina, o sistema utilizados nestes anos era o alto numero de Mao de Obra e um supermodelo de propaganda de...

    3163  Palavras | 13  Páginas

  • MERCADOR DE VENEZA

    capuz vermelho, o que facilitava sua identificação e propiciava ações discriminatórias. O filme nos traz uma ambiguidade sobre a essência do ser humano onde se confrontam intolerância, usura e vingança a amizade, paixão e justiça. De acordo com Huberman (1981), as primeiras cidades surgiram na Idade Média, no que hoje é a Holanda e a Itália, como consequência do crescimento do comércio. Onde houvesse um encontro entre duas estradas, uma foz de rio, um declive de terra ou até fora das muralhas do...

    1027  Palavras | 5  Páginas

  • admministraçao

    A ADMINISTRAÇÃO SER UMA HABILIDADE HUNMANA E OS ACONTECIMENTOS SOCIAIS QUE OCASIONARAM O SURGIMENTO DAS TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Conforme Huberman (1981, p.5), nesta primeira idéia do autor se fixa no período feudal onde a produção agrícola era desempenhada em propriedades delineadas e cada uma era administrada pelos seus senhores, ou senhor onde se localizava uma casa grande ou mesmo um castelo tipo medieval, e as terras não eram continuas, e sim dispersas em faixas. Já naquela época os camponeses...

    861  Palavras | 4  Páginas

  • Fichamento Leo Hubberman História da riquexa do homem

    RECIFE/2013 HUBERMAN, Leo. HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM. Ano 1986, editora LCT. Capitulo 1: Sacerdotes, guerreiros e trabalhadores. (pp.12-25) “A sociedade feudal consistia dessas três classes — sacerdotes, guerreiros e trabalhadores, sendo que o homem que trabalhava...

    3480  Palavras | 14  Páginas

  • Germinal - análise sociológica

    Introdução Este relatório tem por finalidade analisar o filme ‘’Germinal’’, que baseia-se na obra de Émile Zola e relacioná-lo aos textos ‘’ A semente que semeais, outro colhe ‘’, extraído de ‘’ A história da riqueza do homem, de Leo Hubbermann e ‘’ Invisível’’, de Vladimir Safatle estabelecendo uma analogia com a exploração capitalista e modo de vida dos trabalhadores durante a Revolução Industrial. Ficha técnica Título do filme: O Germinal Direção: Claude Berri Elenco principal: Miou...

    1921  Palavras | 8  Páginas

  • Resenha sobre o livro A História da Riqueza do Homem

    Resenha sobre o livro A História da Riqueza do Homem Leo Huberman nasceu em Newark, Nova Jersey em 1903. Estudou na New York University e School of Economics, em Londres. Foi professor aos dezoito anos e presidente do Departamento de Ciências Sociais do New College, da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos no ano de 1938. Escritor marxista e co-fundador da revista Monthly Review publicou inúmeras obras, como “A História da Riqueza do Homem” e “A Riqueza das Nações”, ambas de 1936;...

    1486  Palavras | 6  Páginas

  • Formação do estado liberal

    EVOLUÇÃO AO ESTADO SOCIAL: TRANSFORMAÇÕES NAS RELAÇÕES JURÍDICAS PRIVADAS NO SÉCULO XIX. RESUMO O século XIX pode ser considerado como um período de intensas transformações sociais, econômicas, políticas e jurídicas. Afirma Huberman[1], como reflexo daquele momento histórico: "O desenvolvimento do comércio e indústria, e a revolução dos preços, tornaram o dinheiro mais importante do que os homens [...]." O grande progresso econômico, apoiado no sistema capitalista de produção...

    7460  Palavras | 30  Páginas

  • ACUMULAÇÃO DE CAPITAL DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

    povoamento foram ocupados por pessoas que estavam em busca de terras novas, riqueza onde pudessem fugir dos problemas religiosos, políticos e sociais que a Inglaterra enfrentava, havia também criminosos e pessoas voluntarias (ARRUDA,1942). Segundo Huberman para as pessoas irem para a América era necessário levarem certa quantia de objetos. Abaixo consta quantidade e a descrição do que era preciso levar e seus respectivos valores em dólares. Tabela 1. Roupas a serem levada para a América do Norte ...

    5133  Palavras | 21  Páginas

  • O que é trabalho "resumo do livro "

    políticas. Sua principal questão encontra-se no primeiro capítulo deste livro “O homem nasce livre, e por toda parte encontra-se acorrentado”. Neste sentido, Rousseau inicia questionando o que leva o Resumo do livro história da riqueza do homem de leo huberman Resumo do Livro História da Riqueza do Homem - Explica a história pelo estudo da teoria econômica e ao mesmo tempo faz o contrário, ou seja, explica a economia através do estudo da História. Tem formato didático: é de fácil leitura. Era amigo...

    950  Palavras | 4  Páginas

  • revolução francesa

    nos trabalhos de Voltaire, Diderot e dos enciclopedistas. O laissezfaire no comércio e indústria teve sua contrapartida no ‘domínio da  razão’  na  religião  e  na  ciência.”   HUBERMAN, Leo. História da Riqueza do Homem. 21ª ed. Rio de Janeiro, Editora Guanabara, 1986, p. 149. Essa Burguesia, descrita por Leo Huberman, foi responsável por uma das principais transformações políticas e sociais, que teve um impacto duradouro na história do país onde ocorreu e, mais amplamente, em todo o continente...

    2955  Palavras | 12  Páginas

  • O Fim do Feudalismo

    adormecida durante a Idade Média, ressurge durante este período com seu formato solidificado nas chamadas revoluções burguesas que ocorreriam ao final do século XVI. Esta análise baseia nas ideias expressadas no livro: A História da Riqueza do Homem, de Léo Hubbermann, cuja explanação clara e de fácil compreensão, nos remete a um universo econômico histórico revelador, exemplificando o período não como sendo estanque e divisor, mas sim como sendo gradual e progressivo. Diversas análises durante os anos...

    1833  Palavras | 8  Páginas

  • Trabalho O Elo Mais Fraco

    Costa Suelen Rocha Franco Sueli Torres Melo Vitória Belém Caligiorne HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM: o elo mais fraco Belo Horizonte 2014 1. INTRODUÇÃO O presente trabalho é sobre o capítulo 20, do livro de Leo Huberman (2010) História da riqueza do homem, o elo mais fraco, sendo possível visualizar a existência das crises do capitalismo e seu processo cíclico. Hubermann (2010) aponta as diversas causas das crises, segundo opiniões e teorias diversas de economistas...

    1348  Palavras | 6  Páginas

  • Fichas Hist ria da Riqueza do Homem

    Número de matrícula: 199005 HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM FICHAS 1 a 7 Disciplina: Economia Política Professor: Francisco Rossal de Araújo Porto alegre, Rio Grande do Sul 30 de março de 2015. História da riqueza do homem; Huberman, Leo – 21º edição – Rio de Janeiro: Guanabara, 1986; Capítulo 1: Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores O trabalho na Idade Média; o sistema agrícola; o servo e o senhor; a situação da nobreza, do clero e da realeza. A sociedade feudal consistia de...

    6683  Palavras | 27  Páginas

  • História da Riqueza do Homem

         HUBERMAN, Leo. História da Riqueza do Homem. Zahar Editores, 1981. História da Riqueza do Homem                                                     Leo Huberman foi um jornalista dos Estados Unidos, e escritor marxista,  co-fundador da revista Monthly Review e chefe do Departamento de Ciências  Sociais do New College da Universidade Columbia. No capítulo aqui referido o autor fala sobre o feudalismo, a organização desta sociedade, e a influencia da igreja...

    1482  Palavras | 6  Páginas

  • Teoria da administração

    pelos precursores da administração e as contribuições dadas às empresas daquela época. No início do desenvolvimento são relatados alguns fatos relacionados com o histórico da evolução humana contidos no livro A História da Riqueza do Homem, de Leo Huberman (1936). 2 DESENVOLVIMENTO 2.1 OS PRIMÓRDIOS A administração praticada atualmente conserva reminiscências do passado legadas por inúmeros filósofos, físicos, economistas, estadistas, guerreiros, que, ao longo dos anos, deram a sua contribuição...

    5316  Palavras | 22  Páginas

  • Fundamentos da administração com enfase nas tarefas

    ferramenta de desenvolvimento das organizações. Leo Huberman expõe-se o início do sistema capitalista, socialista e outros. Seu texto retrata como foi o desenvolvimento econômico e as transformações sofridas pela sociedade e como isso afetou diretamente a vida do homem e na economia do país. Verificamos que foi um processo de adaptação bem difícil, mas foi necessário que acontecesse para que ao longo do tempo fosse aperfeiçoado. Ainda analisando a obra de Huberman, vemos como foi importante a ajuda de vários...

    893  Palavras | 4  Páginas

  • Trabalho de História Econômica Geral e do Brasil – Sociedade pré-capitalista e formação do capitalismo

    Trabalho de História Econômica Geral e do Brasil – Sociedade pré-capitalista e formação do capitalismo Uma abordagem baseada nos textos de Hilário Franco Jr.; Fernand Braudel e Leo Huberman (História da Riqueza do Homem) A Sociedade pré-capitalista e formação do capitalismo Introdução Para que se possa estudar a sociedade pré-capitalista e o desenvolvimento do capitalismo a partir dessa, é preciso entender que no meio das ciências sociais existe...

    1669  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo a historia da riqueza do homem

    RESUMO – A HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM Capítulo 1 No livro “A História da Riqueza do Homem” de Leo Huberman havia três classes na sociedade feudal: sacerdotes, guerreiros e trabalhadores,dos quais o servo era responsável pelo sustento destes outros dois, sendo também o responsável pelo plantio das terras, a ceifa e a colheita dos grãos, os arrendatários trabalhavam suas terras bem como as do senhor, os camponeses eram abarrotados de imposições e o senhor feudal tinha obrigações para com o...

    4711  Palavras | 19  Páginas

  • Resumo- A história da riqueza do homem

    RESUMO – A HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM Capítulo 1   No livro “A História da Riqueza do Homem” de Leo Huberman havia três classes na sociedade feudal: sacerdotes, guerreiros e trabalhadores,dos quais o servo era responsável pelo sustento destes outros dois, sendo também o responsável pelo plantio das terras, a ceifa e a colheita dos grãos, os arrendatários trabalhavam suas terras bem como as do senhor, os camponeses eram abarrotados de imposições e o senhor feudal tinha obrigações para com o...

    5064  Palavras | 21  Páginas

  • Historia da riqueza do homem

    19 “Eu Anexaria os Planetas, se Pudesse...” 31 20 O Elo Mais Fraco 33 21 A Rússia tem um Plano 34 22 Desistirão Eles do Açúcar? 35 SERVIÇO SOCIAL – FUNDAMENTO HISTÓRICO E TEÓRICO METODOLÓGICO DE SERVIÇO SOCIAL I | ECONOMIA | HUBERMAN; Leo. História da Riqueza do Homem. 21ª Ed. revista. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos Editora S.A, 1986. | Parte I DO FEUDALISMO AO CAPITALISMO 1 Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores [...] Isto constitui um fato importante...

    3869  Palavras | 16  Páginas

  • A Imprecisão Weberiana da moral protestante sobre o espírito capitalista

    dinâmica 5 em crescimento, bancos rapidamente se desenvolveram, assim como feiras e transações em cheques das mais diversas formas e nas mais diversas filiais dos bancos em toda Europa, claro, sempre restringidos em grandes centros urbanos, segundo Leo Huberman, em sua obra “A História da Riqueza do Homem”, diz na página 32, “As feiras, ao contrário, eram imensas, e negociavam mercadorias por atacado, que provinham de todos os pontos do mundo conhecido”, fazendo menção à comparação com os mercados locais...

    2403  Palavras | 10  Páginas

  • Teorias da administração

    Geral da Administração. Analisasse os dados sobre a administração ser uma habilidade humana e sobre os acontecimentos que ocasionaram o surgimento da teoria da administração, analisasse também os acontecimentos históricos, falando um pouco do que Leo Huberman quis dizer com a historia da riqueza do homem, sem deixar de mencionar as principais contribuições dos precursores da administração, Taylor e Fayol, e para finalizar abordamos a respeito das razoes que fizeram surgi as abordagens humanísticas,...

    2908  Palavras | 12  Páginas

  • História da riqueza do homem

    História da Riqueza do Homem (A história européia em uma visão crítica, pautada no materialismo dialético. O historiador Leo Huberman estuda desde a Idade Média até o nascimento do nazi-fascismo, neste livro que é considerado um clássico da história moderna). Resumo Aí vem o rei! Se tal livro tivesse sido escrito no século X ou XI, teria sido na língua que melhor conheciam, o latim, pois todos os escritos antigos são nessa língua, tida como universal e erudita. Na época, as crianças não...

    1455  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha finalizada

     História da Riqueza do Homem Leo Huberman A presente resenha visa como um todo fazer a análise do capitulo dezessete da obra de Leo Huberman, A História da Riqueza do Homem. Nela está contida de forma sucinta como se tem o desenvolvimento das doutrinas impostas por alguns economistas da época. Onde nos é mostrada de forma clara e real as transformações sofridas pela sociedade num todo a partir das mudanças econômicas, mostrando assim como uma sistema de negócios pode diretamente...

    1212  Palavras | 5  Páginas

  • A indústria nos tempos modernos: comparação dos modos de produção ontem e hoje

    européias diminuiriam drasticamente a importação de produtos industrializados e agrícolas dos Estados Unidos. Huberman explica: “[...] A crise de 29 foi o súbito desenvolvimento anterior. A seqüência de mais lucros, mais acumulação [...] O fator básico era que o sistema capitalista depende de expansão permanente se quiser continuar, [...] e quando não pode se expandir começa a se retrair.” (HUBERMAN, Leo, 1966). Com a diminuição das exportações, os estoques das indústrias norte-americanas se entupiram de...

    1763  Palavras | 8  Páginas

tracking img