Lei De Diretrizes E Bases Da Educação Nacional Lei 93 94 96 Por Exemplo Educação Infantil Educação Superior Inclusão Educação De Jovens E artigos e trabalhos de pesquisa

  • Trabalho Educação especial

    Procuramos também apresentar as Leis, as Portarias, os Decretos e as Resoluções, que comentam e apontam direitos e adequações necessárias para a inserção na educação de pessoas portadoras de necessidades especiais. E por fim descreveremos o método utilizado no desenvolvimento pedagógico que melhor se encaixa na situação de Wallace, garantindo seu direito de aprendizagem, o convívio no âmbito escolar e em sociedade. Segundo o art. 58 da Lei de diretrizes e bases da educação Nacional, nº 9393 de 20 de dezembro...

    5470  Palavras | 22  Páginas

  • Leis e documentos nacionais e internacionais que estabelecem os direiros das pessoas

    LEIS E DOCUMENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS QUE ESTABELECEM OS DIREIROS DAS PESSOAS Tabalho científico que aborda as Leis, Diretrizes e Documentos Nacionais e Internacionais sobre a questão da inclusão social política do país e resenha crítica do tema, realizada pelo aluno (1º semestre) do Curso de Graduação em Direito, relacionado à disciplina ministrada pela professora Sílvia Letícia Monteiro. BRASÍLIA, 11 DE JUNHO DE 2012. SUMÁRIO 1. Do Constituição Da...

    3633  Palavras | 15  Páginas

  • Ii conferência nacional da educação

    DOCUMENTO-BASE (Volume I) Comissão Organizadora Nacional da CONAE Coordenador-Geral: Francisco das Chagas Fernandes Secretaria Executiva Adjunta - SEA Titular: Arlindo Cavalcanti de Queiroz Suplente: Paulo Egon Wiederkehr Secretaria de Educação Básica - SEB Titular: Carlos Artexes Simões Suplente: Edna Martins Borges Secretaria de Educação Superior - SESU Titular: Renata Perez Dantas Suplente: João Guilherme Lima Granja Xavier da Silva Secretaria de Educação Especial - SEESP Titular: Martinha...

    66085  Palavras | 265  Páginas

  • Banco De Quest Es Concurso De Duque De Caxias A Lei De Diretrizes E Bases N 9

    questões ­- Duque de Caxias 1- Os currículos do ensino fundamental e médio devem ter uma base nacional comum e uma parte diversificada, exigida pelas características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela. Assinale a opção que indica o componente curricular que pertence a parte diversificada do currículo, de acordo com a escolha da escola. a) História do Brasil b) Educação física c) Artes d) Informática e) Matemática 2. Sobre uma avaliação, que contribui para o...

    16006  Palavras | 65  Páginas

  • Documento base PDME Bom Despacho

    Plano Decenal Municipal de Educação (2015-2025) BOM DESPACHO 2015-2025 Plano Decenal Municipal de Educação 2015-2025 - Bom Despacho- MG "Os limites da minha linguagem denotam os limites do meu mundo". Ludwig Wittgenstein 2 Plano Decenal Municipal de Educação 2015-2025 - Bom Despacho- MG Comissão Representativa da Sociedade - PDME 2015-2025 Prefeito Municipal Fernando José Castro Cabral Secretaria Municipal de Educação Simone Márcia dos Santos Mamede Maria Aparecida da Silva Carvalho Representante...

    41127  Palavras | 165  Páginas

  • educação

    MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FUNDAMENTAÇÃO FILOSÓFICA Brasília - 2004 Série: EDUCAÇÃO INCLUSIVA 1. A Fundamentação Filosófica 2. O Município 3 A Escola 4 A Família FICHA TÉCNICA Coordenação Geral Secretaria de Educação Especial/Ministério da Educação Organização Maria Salete Fábio Aranha Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Centro de Informação e Biblioteca em Educação (CIBEC) E24e Educação inclusiva :...

    7597  Palavras | 31  Páginas

  • Educação

    DIREITO A EDUCAÇÃO AO MENOR DEFICIENTE José Amauri Alves de Sousa joseamauriba@yahoo.com.br Trabalho de Conclusão de Curso orientado por Flávia Nogueira Gomes Resumo A característica social da Constituição Federal de 1988 demonstra a inquieta busca pelo bem estar da família, da criança, do adolescente, do idoso, da sociedade em geral, através da proteção ao direito a vida, saúde, educação, alimentação, trabalho, moradia e segurança. Diante de tamanho paternalismo, não seria o menor deficiente quem...

    7434  Palavras | 30  Páginas

  • Estrutura e Organização da Educação Brasileira

     UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE PEDAGOGIA Estrutura e Organização da Educação Brasileira Elder dos Santos Silva RA: 433346 Sâni Manuela RA: Hatany RA: Atividade Prática Supervisionada (ATPS) entregue como requisito para conclusão da disciplina “Estrutura e Organização da Educação Brasileira”, sob orientação do Professor-Tutor à distância Me Djalma... Polo Unieducação 18920 Anápolis 2013 Introdução ...

    5209  Palavras | 21  Páginas

  • O uso da tecnologia na educação

    FACULDADE ANHANGUERA ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA PR PEDAGOGIA ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS PROF. EAD: ME. DJALMA SILVEIRA RIBEIRÃO PRETO –SP - 15/04/13 ESTRUTURA DE SISTEMAS DE ENSINO NO BRASIL A educação depende atualmente, primeiro dos pais. Apesar do Brasil não ter um sistema único de ensino, as crianças são educadas até os seis anos de modo familiar. Podemos ver no artigo 2º das Leis de Diretrizes e Bases: “A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos...

    3179  Palavras | 13  Páginas

  • EDUCAÇÃO INCLUSIVA

     Introdução A educação especial, tanto quanto a educação regular, têm caminhado historicamente no sentido de garantir o seu papel no processo de transformação da sociedade. Mais especialmente, em relação à educação especial, esta busca tem se pautado em diferentes concepções de homem e de mundo que, consequentemente, conduzem a diferentes abordagens do ponto de vista da metodologia, pesquisa, produção tecnológica, terminologia entre outros. Ao reconhecer que as dificuldades enfrentadas nos sistemas...

    2415  Palavras | 10  Páginas

  • LEI DE DIRETRIZES E BASES

    Lei de Diretrizes e Bases - 1996[editar] Com a promulgação da Constituição de 1988, a LDB anterior (4024/61) foi considerada obsoleta, mas apenas em 1996 o debate sobre a nova lei foi concluído. A atual LDB (Lei 9394/96) foi sancionada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso e pelo ministro da educação Paulo Renato em 20 de dezembro de 1996. Baseada no princípio do direito universal à educação para todos, a LDB de 1996 trouxe diversas mudanças em relação às leis anteriores, como a inclusão...

    1847  Palavras | 8  Páginas

  • diretrizes quilombolas

    AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADOS: Ministério da Educação/Secretaria de Educação Continuada, UF: DF Alfabetização, Diversidade e Inclusão (MEC/SECADI), Secretaria de Educação Básica (MEC/SEB) e Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica (CNE/CEB) ASSUNTO: Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola RELATORA: Nilma Lino Gomes PROCESSO Nº: 23001.000113/2010-81 PARECER CNE/CEB Nº: COLEGIADO: APROVADO...

    46109  Palavras | 185  Páginas

  • Inclusão escolar: perspectivas e desafios

    com qualidade em todas as dimensões da vida. A sociedade inclusiva reconhece todas as pessoas como livres, iguais e com direito de exercer a sua cidadania, dando oportunidades para que cada pessoa seja autônoma e auto determinada. Na educação não é diferente. Sua função é desenvolver uma pedagogia centrada na criança, capaz de educar a todas sem discriminação, respeitando suas diferenças; uma escola que dê conta da diversidade das crianças e ofereça respostas adequadas às suas características...

    8350  Palavras | 34  Páginas

  • Educação

    EDUCAÇÃO INCLUSIVA: APONTAMENTOS SOBRE AS LEIS Cristiane Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI Licenciatura em Pedagogia – Educação Inclusiva 30/11/2012 RESUMO Esse paper tem como objetivo apresentar alguns conceitos relacionados à Educação Inclusiva nos dias atuais, por meio de leis específicas como: Constituição Federal de 1988; (ECA- Lei Federal nº 8.069 de 13/07/1990); A Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9394/96), dentre outras. O atendimento educacional...

    3041  Palavras | 13  Páginas

  • politicas publicas na educação especial

     POLITICAS PUBLICAS NA EDUCAÇÃO ESPECIAL. DORA CORREA Resumo: Este artigo tem o propósito de pontuar e apresentar quais as políticas públicas de educação inclusiva , buscando perceber suas contribuições na perspectiva de uma educação inclusiva. )Políticas de inclusão propõem contemplar alunos com necessidades educacionais especiais na escola, uma educação de respeito às diferenças e valorização de suas habilidades. Para tanto,visualizamos tentativas de implementação...

    3432  Palavras | 14  Páginas

  • Educação infantil no brasil

    EDUCAÇÃO INFANTIL NO BRASIL E AS LEIS DE DIRETRIZES Joaquim Nabuco, Junho 2013 Andreza Lidiane Macario Roberta Maria Tahis Mireli Valdirene Joaquim Nabuco, Junho 2013 Sumário Considerações Iniciais O profissional da Educação Infantil vem ao longo da história da educação no Brasil passando...

    2957  Palavras | 12  Páginas

  • Inclusão

    senti instigada a saber mais sobre o que pode ser feito e como pode ser feito uma verdadeira inclusão dentro das escolas, desde a educação infantil, para assim termos uma inclusão social. A inclusão que funciona Mais do que criar condições para os deficientes, a inclusão é um desafio que implica mudar a escola como um todo, no projeto pedagógico, na postura diante dos alunos, na filosofia... Inclusão: "conjunto das pessoas portadoras de deficiência está incluso no conjunto de pessoas", porém...

    2081  Palavras | 9  Páginas

  • Programa Mais Educação

    SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROGRAMA Mais Educação São Paulo {Subsídios para a Implantação} São Paulo - 2014 Prefeitura da Cidade de São Paulo Fernando Haddad Prefeito Secretaria Municipal de Educação Cesar Callegari Secretário Joane Vilela Pinto Secretária Adjunta Ataíde Alves Chefe de Gabinete Assessoria Técnica de Planejamento Antonio Rodrigues da Silva Chefe Diretoria de Orientação Técnica Fernando José de Almeida Diretor Assessoria Técnica de Gabinete ...

    34210  Palavras | 137  Páginas

  • Tcc Diversidade na educação

    IESA-INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR “SANTO ANDRÉ” Jorge Angelo Fiaschi Kalena Beatriz Queiroz Carneiro Luana Ferreira Silva DIVERSIDADE NO AMBIENTE ESCOLAR Santo André 2012 UNIESP IESA-INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR “SANTO ANDRÉ” Jorge Angelo Fiaschi Kalena Beatriz Queiroz Carneiro Luana Ferreira Silva Mara Iglaé Hoffmann Tâmini Roberta Friguetto Vivian Nogueira Ramos DIVERSIDADE NO AMBIENTE ESCOLAR Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto de Ensino Superior de “Santo André”...

    14302  Palavras | 58  Páginas

  • Mais Educação

    SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROGRAMA Mais Educação São Paulo {Subsídios para a Implantação} São Paulo - 2014 Prefeitura da Cidade de São Paulo Fernando Haddad Prefeito Secretaria Municipal de Educação Cesar Callegari Secretário Joane Vilela Pinto Secretária Adjunta Ataíde Alves Chefe de Gabinete Assessoria Técnica de Planejamento Antonio Rodrigues da Silva Chefe Diretoria de Orientação Técnica Fernando José de Almeida Diretor Assessoria Técnica de Gabinete ...

    39425  Palavras | 158  Páginas

  • Estrutura e organização da educação brasileira

    A LDB de 1996 e seus desafios na educação do século 21 CATALÃO - GO 2013 Resumo Não há um sistema educacional brasileiro único, há sim três sistemas diferenciados, um federal, um estadual e um municipal. Esses sistemas integrados fazem com que um sistema interaja com o outro. Os sistemas estadual e municipal são na essência da lei obrigatórios, pois é o que a lei trata como educação básica. Já o sistema federal não é obrigatório, porém é essencial para a formação de novos profissionais nas diversas...

    2491  Palavras | 10  Páginas

  • Lei de diretrizes e base da Educação

    surgimento da primeira LDB, diversas foram as emendas que alteraram o texto regulamentar e legislatório da lei 4.024/61, bem como das subseqüentes, marcando o progresso das diretrizes e bases nacionais da educação. Por conseguinte, alguns projetos de lei foram propostos à Assembléia Constituinte na tentativa de aperfeiçoar a LDB. Deste modo, foram realizadas discussões sobre as necessidades da educação entre professores e demais profissionais da área, tanto do âmbito público quanto privado, norteando assim...

    1843  Palavras | 8  Páginas

  • Legislação do ensino superior e políticas publicas em educação

    Metodologia do Ensino Superior Disciplina: Legislação do Ensino Superior e Políticas Públicas em Educação O FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA X ENSINO SUPERIOR São Paulo 2012 SUMÁRIO 3 3 5 5 8 8 10 12 12 13 14 15 18 19 21 22 1.EDUCAÇÃO BÁSICA E SEU FINANCIAMENTO.................................................. 1.1. FUNDEB.............................................................................................................. 1.1.1 Investimento na educação................

    5486  Palavras | 22  Páginas

  • Monografia educação inclusiva

    deficientes, já agora mais organizados politicamente, têm denunciado, intensivamente, que os direitos reivindicados, proclamados e garantidos nas letras de leis e recomendações internacionais são freqüentemente violados. Com o objetivo de reverter esse quadro, no qual se inserem as minorias em geral, tem-se discutido um novo paradigma: a inclusão de todos. Para tanto, a sociedade precisa assumir mais concretamente o seu papel, criando as condições necessárias para a equalização de oportunidades. ...

    8309  Palavras | 34  Páginas

  • Educação infantil

    BRASIL: EDUCAÇÃO INFANTIL E/É FUNDAMENTAL SONIA KRAMER* RESUMO: Este artigo discute a educação infantil no contexto das políticas educacionais no Brasil. Inicialmente, situa a educação infantil no cenário político nacional e apresenta desafios deste campo. Focaliza, em seguida, a formação de profissionais de educação infantil, um dos maiores desafios das políticas educacionais, e trata da importância das mudanças curriculares do curso de pedagogia. No terceiro item, analisa educação infantil e ensino...

    8565  Palavras | 35  Páginas

  • diretrizes

    Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Conselho Nacional de Educação Câmara Nacional de Educação Básica Organização Jaqueline Moll Coordenação Editorial e Revisão Joamara Mota Borges Maria Beatriz Ramos de Vasconcellos Coelho Projeto gráfico e diagramação Allan Patrick da Rosa Plínio Fernandes...

    349551  Palavras | 1399  Páginas

  • Educação comparada: brasil e paraguai

    Para melhor compreensão dos mesmos são apresentados brevemente os contextos históricos, geográficos, econômicos, políticos, culturais e sociais, nos quais ambos os países estão inseridos. Posteriormente é apresentada a forma como é organizada a Educação no Brasil e em seguida no Paraguai. Expõe-se ainda uma análise comparativa dos sistemas educacionais brasileiro e paraguaio, na qual são destacadas as semelhanças e diferenças encontradas entre estes, avanços entre outros. 1. BRASIL CONTEXTO ...

    14804  Palavras | 60  Páginas

  • A IMPORTANCIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

    CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JUIZ DE FORA ANA PAULA DE ANDRADE TOLEDO A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA Juiz de Fora 2012 ANA PAULA DE ANDRADE TOLEDO A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora, como requisito parcial para a conclusão do Curso de Graduação em Pedagogia. Orientadora: Profª Ms...

    10338  Palavras | 42  Páginas

  • Lei das diretrizes e bases da educação nacional

    A nova Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LEI 9.394/96): DESTAQUES, AVANÇOS E PROBLEMAS A nova LDB: destaques, avanços e problemas. Salvador: Revista de Educação CEAP, ano 5, no. 17, junho de 1997, p. 05 21. Andrea Cecilia Ramal "Esta lei procura libertar os educadores brasileiros para ousarem experimentar e inovar." (Darcy Ribeiro) A Lei 9.394/96 contém as Diretrizes e Bases que vão orientar a educação nacional nos próximos anos. Seus 92 artigos representam um novo momento do ensino...

    6466  Palavras | 26  Páginas

  • diretrizes

    Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Conselho Nacional de Educação Câmara Nacional de Educação Básica Organização Jaqueline Moll Coordenação Editorial e Revisão Joamara Mota Borges Maria Beatriz Ramos de Vasconcellos Coelho Projeto gráfico e diagramação Allan Patrick da Rosa Plínio Fernandes...

    349551  Palavras | 1399  Páginas

  • Lei de Diretrizes Básicas da Educação Nacional

    tecnologia, juntamente com o pedagogo na inclusão digital, esse processo requer transparência para a sociedade, a fim de mostrar como a internet pode ser uma ótima ferramenta no aprendizado, unindo alunos, professores, e comunidades. Com a participação da escola e toda a comunidade terá grandes benefícios, pois nesse meio a inovação do conhecimento é algo primordial. 2 SOBRE A LDB A lei de diretrizes e bases da educação brasileira (LDB 9394/96) é a legislação que regulamenta o...

    1821  Palavras | 8  Páginas

  • Educação

    _______________________________________________________ ____________________________________________________ Dedicatória Dedicamos este trabalho a todos os brasileiros excluídos pelo nosso sistema de educação, e que não tiveram a oportunidade de construir a sua história de forma crítica e participativa, em prol de uma sociedade mais justa e igualitária. Esperamos que, com a conclusão do curso aprendamos a tomar decisões que venham contribuir para as novas...

    9509  Palavras | 39  Páginas

  • Estrutura e Organização da Educação Brasileira

    Resumo Este presente trabalho tem, por finalidade, esclarecer a estrutura de ensino brasileira que padroniza pontos chaves da educação do país, porém, busca atender ao seu multiculturalismo. Serão mostrados os papéis desempenhados pela União, Estados e Municípios; a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996 focando seus pontos de adaptação aos regionalismos da nação e sua tentativa de unificar o sistema de ensino; os níveis e modalidades de ensino com suas particularidades e a conclusão...

    2994  Palavras | 12  Páginas

  • Estrutura e organização da educação brasileira

    Os órgãos responsáveis pela educação, em nível federal, são o Ministério da Educação (MEC) e o Conselho Nacional da Educação (CNE). Em nível estadual, temos a Secretaria Estadual de Educação (SEE), o Conselho Estadual de Educação (CEE), a Delegacia Regional de Educação (DRE) ou Subsecretaria de Educação. E, por fim, em nível municipal, existem a Secretaria Municipal de Educação (SME) e o Conselho Municipal de Educação (CME). Dos Níveis e das Modalidades de Educação e Ensino Da Composição dos Níveis...

    4257  Palavras | 18  Páginas

  • Diretrizes Curriculares 2013

    Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Básica Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Conselho Nacional de Educação Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica Brasília 2013 Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Conselho Nacional de Educação Câmara Nacional de Educação Básica ...

    338810  Palavras | 1356  Páginas

  • Paper - lei de diretrizes e base da esducação

    Leis de Diretrizes e Base da Educação Viviane Batista Vilela da Silva Adriana Loureiro Klein Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Artes Visuais (ART0055) - Prática do Módulo I 07/07/2011 RESUMO O presente trabalho tem por objetivo discorrer sobre a questão da LDB e suas mudanças contribuindo na prática pedagógica, assim como a formação do professor. Trata-se de uma pesquisa, buscando conhecimento sobre a LDB - Leis de Diretrizes e Bases da Educação...

    1938  Palavras | 8  Páginas

  • DIVERSIDADE E INCLUSAO

    CENTRO DE EDUCAÇAO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO – PPGE MESTRADO ANDRÉA KARLA DE SOUZA GONZAGA O PROCESSO DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E A EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA- UFPB João Pessoa- PB 2010 2 ANDRÉA KARLA DE SOUZA GONZAGA O PROCESSO DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E A EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA- UFPB Texto apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade...

    43826  Palavras | 176  Páginas

  • Estrutra e organização da educaçao brasileira

    e [pic] ANHANGUERA EDUCACIONAL – POLO AGUDOS PEDAGOGIA E LICENCIATURA ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA PROFESSORA TUTORA EAD ANDREIA CORRÊA FIGUEIREDO DA SILVA ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA Adriana Regina de Almeida – 409850 Laidd Dayane Queirós Almeida – 420760 Maria Aparecida Rodrigues Reiner –411116 Valéria dos Santos Silva – 437693 AGUDOS/SP ABRIL/2013 SUMÁRIO I - Introdução...........................................................

    2896  Palavras | 12  Páginas

  • Educação

    CONFERÊNCIA DE JOMTIEN E A EDUCAÇÃO PARA TODOS NO BRASIL DOS ANOS 1990 Home ARTIGOS Educação Educação Especial Educação Inclusiva Informática Multiculturalismo Psicanálise Psicopedagogia Sociologia Artigos de Usuários Apresentação Documentos Artigos Livros Links Contato A CONFERÊNCIA DE JOMTIEN E A EDUCAÇÃO PARA TODOS NO BRASIL DOS ANOS 1990 Escrito por Leonardo da Rocha Botega Dom, 18 de Setembro de 2005 03:00 A Conferência de Jomtien e a Educação para Todos no Brasil...

    13234  Palavras | 53  Páginas

  • Inclusão- a evolução de um direito

    Monografia: Inclusão- A Evolução de um Direito RESUMO A pesquisa trata do tema inclusão, desde a Idade Antiga até os dias atuais, em que relata a inclusão social e escolar, visando uma maior integração do deficiente com a sociedade, de maneira onde não haja diferenças, preconceitos, discriminações. As pessoas com deficiência possuem os mesmos direitos e deveres de qualquer cidadão e precisam lutar por eles. Algumas leis já foram criadas para garantir uma vida mais digna e saudável a essas pessoas...

    9449  Palavras | 38  Páginas

  • Lei de diretrizes e bases da educação

    1. Lei de Diretrizes e Bases 4.024 de 1.961 2.1. Introdução a Lei: A trajetória da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional apresenta a LDB, desde a primeira sanção, em 1961 (lei nº 4.024/61) à última, em 1996, (lei nº 9.394/96). Assim, é elucidado o caminho percorrido pela legislação a qual prevê os fundamentos, estruturas e normatização do sistema educacional brasileiro, no intuito de oferecer uma educação igualitária como direito de todos. Foi proposto pelo então Ministro da...

    3893  Palavras | 16  Páginas

  • inclusao

    UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC/ SP CRISTIANA BEATRICE LYKOUROPOULOS INCLUSÃO ESCOLAR DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA: um estudo das propostas e ações políticas e sua apropriação por escolas da rede municipal de ensino de Maceió - AL Mestrado em Educação: História, Política, Sociedade SÃO PAULO 2007 PONTIFÍCIA propostas e ações políticas e...

    45884  Palavras | 184  Páginas

  • Documento Subsidiario EducaCao Especial

    ORIENTAÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA 1 Sumário 1. Introdução 2. Contexto Histórico da construção da Educação Inclusiva no Brasil 3. Mecanismos para a garantia do direito das pessoas com deficiência à Educação Inclusiva 4. Programas e Ações de apoio ao desenvolvimento inclusivo dos sistemas de ensino 5. Documentos orientadores a implementação da Política de Educação Inclusiva 5.1. Notas Técnicas 2012 Nº 02 - Grupo Gestor Interministerial...

    33564  Palavras | 135  Páginas

  • Educação infantil

    297110 WANDA APARECIDA VICENTE MODESTO - RA - 297103 EDUCAÇÃO INFANTIL, ENSINO FUNDAMENTAL E FORMAÇÃO PROFISSIONAL À LUZ DA LDB 9394/96 LUCÉLIA ABRIL DE 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO.............................................................................................02 2. DESENVOLVIMENTO................................................................................03 2.1. Educação Infantil e Ensino Fundamental: organização.........................03 ...

    2946  Palavras | 12  Páginas

  • Educaçao ldb art 43 a 57

    431 LDB E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO SUPERIOR 1 Daniela Gonçalves Ohara2 Beatriz Silva3 Cladecir Alberto Schenkel4 RESUMO A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LBD ou LBDEN) regulamenta a educação no Brasil e nela constam os conceitos que denotam determinada compreensão de educação adotada no país. E como tal, esta traz algumas implicações para a educação superior, seja em aspectos relacionados à organização e ao funcionamento dessas instituições, formas de ingresso, direitos e deveres...

    7913  Palavras | 32  Páginas

  • educação infantil no brasil

    ensino e submetidos a controle social. (Artigo 5º da Resolução nº 5/2009 da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, que fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil) Educação infantil no Brasil: primeira etapa da educação básica A Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica, é oferecida em Educação infantil no Brasil: primeira etapa da educação básica Maria Fernanda Rezende Nunes • Patrícia Corsino • Vital Didonet Maria Fernanda...

    40117  Palavras | 161  Páginas

  • Estrutura e organização da educação brasileira

    Estrutura e Organização da Educação Brasileira – Etapa 1 A educação brasileira está estabelecida e organizada pela Lei de Diretrizes e Bases de nº 9.394 de 1996 (LDB 9.394/96). Esta é a lei em que se podem constatar quais são os órgãos administrativos responsáveis e quais os níveis e modalidades de ensino, por exemplo. A missão dessa lei é contemplar os princípios previstos na Constituição Federal quanto aos aspectos definidores e reguladores do sistema de educação brasileiro. Quanto ao nível...

    3283  Palavras | 14  Páginas

  • a inclusao do aluno surdo na educação infantil no ensino regular

    1 INTRODUÇÃO Uma vez que a Política Educacional vigente, cujo princípio básico é “Educação para todos”, este artigo fundamenta-se na importância de entender sobre o processo de inclusão do aluno surdo da educação básica na rede regular. Pois as escolas de ensino regular têm recebidos vários alunos com necessidades especiais e na maioria das vezes não estão preparadas para a chegada desses alunos, principalmente no que diz respeito à organização deste espaço, quesito fundamental para que o sujeito...

    6623  Palavras | 27  Páginas

  • Ministerio da Educação

    Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Pradime : Programa de Apoio aos Dirigentes Municipais de Educação / Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. – Brasília, DF : Ministério da Educação, 2006. 176p. : il. – (Caderno de Textos ; v.1) ISBN: 85-98171-26-3 1.Educação. I. Título. II. Título: Caderno de Textos. Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Caderno de Textos ...

    52689  Palavras | 211  Páginas

  • A educação na américa latina

    Instituto de Ensino Superior de Santo André IESA / UNIESP 2º ALEN Letras A educação na América Latina Políticas Públicas Santo André 2011 IESA UNIESP A educação na América Latina Políticas Públicas Trabalho apresentado à disciplina de Políticas Públicas, Profª Margarete, como parte das atividades acadêmicas exigidas. Santo André 2011 2 Sumário INTRODUÇÃO .................................................................................................................

    7732  Palavras | 31  Páginas

  • As contradições da educação inclusiva e o neoliberalismo

    CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE UBERABA – CESUBE AS CONTRADIÇÕES DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA E O NEOLIBERALISMO ALUNO: KATIA CILENE DA COSTA ORIENTADOR: MARCELO DE SOUZA SILVA UBERABA AGOSTO - 2005 KATIA CILENE DA COSTA AS CONTRADIÇÕES DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA E O NEOLIBERALISMO Monografia apresentada como conclusão do curso de Especialização em Psicopedagogia Institucional no Centro de Ensino Superior de Uberaba em 2005. Orientador : Marcelo de Souza Silva UBERABA AGOSTO - 2005 A...

    11099  Palavras | 45  Páginas

  • Estrura da educação brasileira

    ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: ESTRUTURA DO SISTEMA DE ENSINO NO BRASIL Adriana Batista RA 381235 – drica_rodrigo@yahoo.com.br Edna de Souza de Oliveira RA 377383 – ednadesouza@live.com Flávia do Carmo Lima RA 368349 – flavia_carmolima@hotmail.com Marcelia Antonia de Souza Alves RA 370186 marcelya_sousa@yahoo.com.br Thamiris da Silva Ramassotti RA 377385 – miih_ramassotti@hotmail.com Valeska Gonçalves Simões Parise RA 381217 – valeskasimoes@hotmail.com ...

    2861  Palavras | 12  Páginas

  • Atps estrutura e organização da educação brasileira

    UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE PEDAGOGIA ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA A ESTRUTURA DO SISTEMA DE ENSINO NO BRASIL Conie Sudré Carnauba RA: 4301787414 Edna Santos Costa RA: 3873770046 Ester Rosa da Silva RA: 3830711913 ...

    1961  Palavras | 8  Páginas

  • Contribuições do fundeb às instituições de educação infantil de montes claros/mg

    GERAIS Programa de Pós – Graduação em Educação CONTRIBUIÇÕES DO FUNDEB ÀS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE MONTES CLAROS/MG Laura Bianca Caldeira Belo Horizonte 2010 Laura Bianca Caldeira CONTRIBUIÇÕES DO FUNDEB ÀS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE MONTES CLAROS/MG Dissertação apresentada ao Programa de Pós – Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Educação. Orientador: Prof. Dr. Hermas Gonçalves...

    63528  Palavras | 255  Páginas

  • Coletânea de Leis Educacionais

    LEIS Constituição Federal 1988 Art. 214. A lei estabelecerá o plano nacional de educação, de duração decenal, com o objetivo de articular o sistema nacional de educação em regime de colaboração e definir diretrizes, objetivos, metas e estratégias de implementação para assegurar a manutenção e desenvolvimento do ensino em seus diversos níveis, etapas e modalidades por meio de ações integradas dos poderes públicos das diferentes esferas federativas que conduzam a: (Redação dada pela Emenda Constitucional...

    9914  Palavras | 40  Páginas

  • Estrutura e Organização da Educação

    ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA A educação é fundamental para formação da personalidade do ser humano, faz com que compreenda seus valores, deveres e direitos sua inclusão na sociedade. Educação é um passaporte para a cidadania, é dever da família e do Estado, ela traz o individuo a formação humana. A atual estrutura e funcionamento da educação brasileira decorrem da aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei nº 9.394/96), que, por sua vez, vincula-se às diretrizes gerais da...

    1039  Palavras | 5  Páginas

  • Estrutura e organização da educação brasileira

    PEDAGOGIA-LICENCIATURA ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA ADRIANA FERNANDES BARBOSA – RA 437969 JESSICA DE OLIVEIRA ESPIRITO SANTO - RA 438354 NELSON BATISTA FUERTADO – RA 437970 NIVEA SILVA PONCIANO- RA 438355 ELABORAÇÃO DE RELATORIO DA ESTRUTURA DO SISTEMA DE ENSINO NO BRASIL Leandra Maria Luna Navarros (Tutor a Distância) PED - C2 ELABORAÇÃO DE RELATORIO DA ESTRUTURA DO SISTEMA DE ENSINO NO BRASIL A educação básica no Brasil, desde a Constituição...

    6691  Palavras | 27  Páginas

  • leis de diretrizes e bases

    ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA EDUCAÇÃO BÁSICA Faremos aqui uma análise geral da realidade da Educação Básica tal como se apresenta na legislação, apresentando os aspectos burocráticos da organização como um conjunto de normas e regulamentos sancionados pelo presidente, governador etc, na forma de leis, decretos, portarias e atos. Esse conceito de burocracia foi descrito pela primeira vez por Max Weber. Em uma burocracia a autoridade é exercida por meio de um sistema de regulamentos e métodos que...

    10661  Palavras | 43  Páginas

  • A gestão na Educação Infantil

    Faculdade Catuaí -2286006604000 A GESTÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL -22669511493500 Cambé 2013 A GESTÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao curso Especialização em Gestão Escolar da Faculdade Catuaí, como exigência parcial para obtenção do título de Especialista em Gestão Escolar. Orientador: Profa. Mestª. Creuza da Costa Mendes Cambé 2013 A GESTÃO NA EDUCACÃO INFANTIL Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Especialização...

    9047  Palavras | 37  Páginas

  • Educação

    Brasileiro da Educação Básica 2012 Anuário Brasileiro da Educação Básica 2012 SUMárIO Apresentação ......................................... 4 Guia de Consulta . .................................. 5 Educação Superior ................................ 33 Alunos ...................................................... 34 w Escolarização 34 w As séries iniciais do Ensino Fundamental e o direito de aprender 35 w Fluxo 36 w Desafios dos anos finais do Ensino Fundamental 37 A Educação Brasileira...

    37367  Palavras | 150  Páginas

tracking img