Lei 10436 02 E Decreto 5626 05 artigos e trabalhos de pesquisa

  • atps

    ATIVIDADE COLABORATIVA DE LIBRAS Atividade Colaborativa apresentada à Tutora: Ana Lúcia Fernandez Chavare, demonstrando cumprimento da atividade proposta para o 2º bimestre, da disciplina de Libras. Campinas –2012 AULA TEMA 02: Igualdade de Oportunidade. A inclusão do surdo no ensino regular significa mais do que apenas seu aprendizado e respeitar sua cultura como todo. Estudar na escolar regular. Proporcionar interação por meio da inclusão fazendo valer seus direitos...

    769  Palavras | 4  Páginas

  • Libras contextualização

    Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Disciplina: LIBRAS Aula-tema 05: Aspectos Linguísticos: fonologia e morfologia NOME Havy Raynniere Souza Rocha. RA 2505000703 Atividade de Autodesenvolvimento Anhanguera Educacional ANO Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Disciplina: LIBRAS Aula-tema 05: Aspectos Linguísticos: fonologia e morfologia Atividade de Autodesenvolvimento Trabalho desenvolvido na...

    573  Palavras | 3  Páginas

  • llibras

    FACULDADE ANHANGUERA DE SERTÃOZINHO CURSO DE PEDAGOGIA Disciplina: Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) Aula-tema 05: Aspectos Linguísticos: fonologia e morfologia NOME Fabiana Luiza da Silva RA 4211816504 Atividade de Autodesenvolvimento Anhanguera Educacional 2014/1 Disciplina: Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) Aula-tema 05: Aspectos Linguísticos: fonologia e morfologia Atividade de Autodesenvolvimento Trabalho...

    529  Palavras | 3  Páginas

  • Trabalho Da Lei E Decreto

    Trabalho sobre Lei e Decreto de LIBRAS 1. Assinale a única alternativa incorreta em relação ao Decreto 5626/05: a) O exame de proficiência em tradução e interpretação de Libras – Língua Portuguesa deve ser realizado por banca examinadora de amplo conhecimento dessa função. b) A partir da publicação do Decreto, pelos próximos 10 anos, o MEC ou instituições de ensino superior por ele credenciada para essa finalidade promoverão, anualmente, exame nacional de proficiência em tradução e interpretação...

    1331  Palavras | 6  Páginas

  • Artigo sobre Interprete de LIBRAS em Linhares-ES

    outros. Hoje a FENEIS trabalha com livros desenvolvidos para o ensinamento da LIBRAS – o método LIBRAS em contexto. Com o passar dos anos e os avanços na área educacional e nas áreas legais, no ano de 2002, foi sancionada a lei nº. 10432 do dia 24 de abril, a tão esperada Lei de Libras, que à reconhece como uma Língua, sendo, então a segunda língua do nosso país. Art. 1o É reconhecida como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais - Libras e outros recursos de expressão...

    5437  Palavras | 22  Páginas

  • A aprendizagem de LIBRAS por ouvintes: a indissociabilidade entre teoria e prática constante para sua efetivação

    Fonoaudiologia e formação de professores, intérpretes em vários órgãos públicos, etc. Esses meios de uso da língua dos surdos se acentuaram em medida considerável nos últimos anos devido a criação da lei de LIBRAS nº 10436/02 que promulgou a mesma como língua oficial do Brasil e o decreto 5626/05 que fez a devida regulamentação, segundo Freitas (2008). Neste caso o país passou a ser bilíngue, ou seja, adotou concomitantemente o português e a língua brasileira de sinais nas representações oficiais...

    3777  Palavras | 16  Páginas

  • TRABALHO LIBRAS Trabalhos Feitos

    afastados do convívio social. Quando adultos, eram forçados a fazer trabalhos desprezíveis, viviam isolados e eram considerados ineducáveis. Muitos surdos de famílias nobres eram forçados a ler e a falar para receber reconhecimento como pessoas da lei, conseguir títulos e herança e até então não havia escolas especializadas para surdos. Em 1755, na França, o abade Charles Michel de I’Épée inicia um método de aprendizagem para surdos começando a associar palavras a figuras e ensinando surdos a ler...

    2106  Palavras | 9  Páginas

  • libras

    MÉDICO, CULTURAL E SOCIAL....................................................................................................................................05 1.1 LIBRAS E A CULTURA SURDA...................................................................................05 1.2 ANÁLISE DOS TEXTOS IDENTIDADES SURDAS E SOBRE A LEI 10.436/02.....06 ETAPA 2 2 ESCOLAS REGULARES E O TRABALHO COM DEFICIENTES AUDITIVOS........07 ETAPA 3 3 A INSERÇÃO DE CRIANÇAS SURDAS EM SALA DE AULA...............

    3101  Palavras | 13  Páginas

  • LIBRAS

    Universidade Federal do Maranhão Licenciatura em Ciências Naturais Campus de Grajaú – Ma DISCIPLINA: (LIBRAS)-LEI 10436/02; DECRETO 5626/05 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Grajaú - Ma 2014 Componentes: Amannda Nóbrega Jessilayne Andrade Santana Sousa Railma Rocha Trabalho para obtenção de notas do 6º período. ...

    6249  Palavras | 25  Páginas

  • Leis de Acessibilidade ao Deficiente Físico

    Leis de acessibilidade ao Deficiente auditivo  Lei Federal nr. 6.606 de 07 de dezembro de 1978 Art.1º são as emissoras de televisão em todo o país obrigada a incluir, nas suas programações semanais de filmes estrangeiros, de preferência aos sábados, pelo menos um filme com legendas em português.   http://www.mc.gov.br/legislacao/leis/lei-n-6-606-de-07-de-dezembro-de-1978     Resolução nr. 734/1989 - Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN  • art.54 o candidato à obtenção de carteira...

    1519  Palavras | 7  Páginas

  • UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

    surdos tem de serem respeitados, quando nós professores somos forçados para o nosso bem, e para o bem dessa comunidade, a estudar sobre eles. Agradeço a Deus a oportunidade de estar aprendendo sobre um assunto tão maravilhoso e especial como este. Tive 02 alunos surdos (um surdo mudo e um parcialmente surdo). Fui néscia e não busquei aprender sobre ele e só tive aproveitamento nas aulas de matemática com o que era só parcialmente surdo. Não dei atenção e não tive o cuidado que o outro necessitava, ele...

    2722  Palavras | 11  Páginas

  • A istoria dos surdos e a inclusao das crianças no ensino fundamental

    RESUMO A abordagem desse artigo demonstrara aspecto histórico-cultural, considerando que a relação entre o homem e a sociedade é sempre mediada por produtos culturais humanos. Vivemos momentos históricos marcados pelo surgimento de novas leis direcionadas aos surdos como não deficientes. Pois toda criança de ambos os sexos, independente da raça, cor e religião tem direito fundamental a educação. E assim o Brasil começou a implantar políticas de inclusão para os alunos com necessidades...

    2744  Palavras | 11  Páginas

  • trabalho de libras

    cumprindo as devidas leis de acolhimento de pessoas com surdez. Desenvolvimento Assim como os outros grupos populacionais, os surdos necessitam de meios para acesso às instituições de saúde. Porém, ao chegar a uma instituição de saúde, na maioria das vezes se deparam com a falta de conhecimento de Libras por parte dos funcionários e a não existência de interpretes no local. E um atendimento de qualidade aos surdos e/ou deficientes necessita da comunicação. Existem legislações e decretos que obrigam a...

    1207  Palavras | 5  Páginas

  • Língua brasileira de sinais

    e a Língua de Sinais da França. Apresentou documentos importantes para educar os surdos, mas ainda não havia escola especial. Solicitou então ao imperador D. Pedro II um prédio para fundar uma escola. * 1857 – No dia 26 de setembro, através da Lei 839, assinada por D. Pedro II, fundou-se o então Instituto Nacional de Educação dos Surdos-Mudos, atualmente Instituto Nacional de Educação dos Surdos (INES) no Rio de Janeiro. Huet foi Diretor do Instituto de Surdos de Paris e do INESM. * 1862...

    968  Palavras | 4  Páginas

  • surdos

    Principalmente porque muitas leis estão constantemente votadas e aprovadas pelo Congresso Nacional, para que eles possam darsuporte legal, priorizando principalmente a inclusão e a promoção humana a partir do direito de serdiferente no contexto da sociedade brasileira. Uma conquistamuito importante foi a oficialização da língua brasileira de Sinais no Brasil - Libras, pela Lei 10.436de 24 de abril de 2002 e o Decreto Federal nº 5.626 de 22 de dezembro de 2005 esse decreto foi resultado de movimentos...

    3850  Palavras | 16  Páginas

  • Libras

    eliminavam; na Palestina surgem as primeiras referências aos surdos em LEI HEBRAICA (Talmud). Antiguidade Os Romanos, influenciados pelo povo grego, tinham ideias semelhantes acerca dos Surdos, vendo-o como ser imperfeito, sem direito a pertencer à sociedade. Era comum lançarem as crianças surdas (especialmente as pobres) ao rio Tibre, para serem cuidados pelas Ninfas; O imperador Justiniano, em 529 A.C., criou uma lei que impossibilitava os Surdos de celebrar contratos, elaborar testamentos...

    925  Palavras | 4  Páginas

  • Faculdade De Imperatriz

    afastados do convívio social. Quando adultos, eram forçados a fazer trabalhos desprezíveis, viviam isolados e eram considerados ineducáveis. Muitos surdos de famílias nobres eram forçados a ler e a falar para receber reconhecimento como pessoas da lei, conseguir títulos e herança e até então não havia escolas especializadas para surdos. Em 1755, na França, o abade Charles Michel de I’Épée inicia um método de aprendizagem para surdos começando a associar palavras a figuras e ensinando surdos a ler...

    3311  Palavras | 14  Páginas

  • Libras

    surdo, aprendeu o espanhol, além de ter estudado no Instituto Nacional de Surdos de Paris, onde se formou professor. Em 1855 imigrou para o Brasil a convite de D. Pedro II, com o propósito de fundar uma escola para surdos. Em 1857 D Pedro II, lei 839,26/9/1857, funda o Instituto dos Surdos-Mudos no RJ. Após 100 anos da fundação, passou a denominar INES, com atendimento só para meninos de 7 a 14 anos. Em 1929 o Bispo Dom Francisco de Campos Barreto, fundou o Instituto Santa Terezinha, só para...

    1439  Palavras | 6  Páginas

  • libras

    Constituição brasileira, em seu Artigo 208, fica garantido "O atendimento especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino". A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), lei nº 9394/96, procurando garantir o determinado na constituição estabelece em seu Artigo 58 que, na concepção da lei, a "educação especial" é definida como “a modalidade de educação escolar na rede regular de ensino, para educando portadores de necessidades especiais.” Segundo o...

    3726  Palavras | 15  Páginas

  • Libras

    estudos sobre a língua de sinais utilizada no país foram realizados na década de 1980, por Ferreira-Brito e Felipe. O reconhecimento da Língua Brasileira de Sinais como a língua da comunidade surda brasileira ocorreu em 2002, com a Lei 10436/02, regulamentada pelo Decreto 5626/05, apenas no ano de 2005. Atualmente, conta-se no Brasil com estudos sobre os aspectos gramaticais e discursivos da Língua Brasileira de Sinais, produzidos principalmente pela Universidade Federal de Santa Catarina, pela Universidade...

    3349  Palavras | 14  Páginas

  • libras

    estudos sobre a língua de sinais utilizada no país foram realizados na década de 1980, por Ferreira-Brito e Felipe. O reconhecimento da Língua Brasileira de Sinais como a língua da comunidade surda brasileira ocorreu em 2002, com a Lei 10436/02, regulamentada pelo Decreto 5626/05, apenas no ano de 2005. Atualmente, conta-se no Brasil com estudos sobre os aspectos gramaticais e discursivos da Língua Brasileira de Sinais, produzidos principalmente pela Universidade Federal de Santa Catarina, pela Universidade...

    3349  Palavras | 14  Páginas

  • Estudo Morfológico para Surdos

    ......................................................................24 Lei 10436/02....................................................................................................24 Decreto 5626/05..............................................................................................26 Lei 12319/10....................................................................................................35 Decreto 7611/11.....................................................................

    10463  Palavras | 42  Páginas

  • vida

    estudos sobre a língua de sinais utilizada no país foram realizados na década de 1980, por Ferreira-Brito e Felipe. O reconhecimento da Língua Brasileira de Sinais como a língua da comunidade surda brasileira ocorreu em 2002, com a Lei 10436/02, regulamentada pelo Decreto 5626/05, apenas no ano de 2005. Atualmente, conta-se no Brasil com estudos sobre os aspectos gramaticais e discursivos da Língua Brasileira de Sinais, produzidos principalmente pela Universidade Federal de Santa Catarina, pela Universidade...

    2956  Palavras | 12  Páginas

  • O tradutor e Intérprete de Libras

    “igualdade de condições de acesso e permanência na escola” como um dos princípios para o ensino e garante como dever do Estado, a oferta do atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular de ensino (art. 208). A Lei 10.436/02 e o decreto 5.626/05 foi uma conquista muito importante para a comunidade surda e para o profissional intérprete da Língua de Sinais no Brasil. Art. 1º É reconhecida como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais - Libras e outros...

    5590  Palavras | 23  Páginas

  • Decreto 5626

    Decreto5626 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, o o e tendo em vista o disposto na Lei n 10.436, de 24 de abril de 2002, e no...

    4745  Palavras | 19  Páginas

  • Tendências didáticas contemporâneas no ensino superior

    e inclusivas sobre a formação do docente que ministra aulas de Libras e as implicações dessas influências na prática pedagógica do professor de Libras no Ensino Superior. Por imposição dessas políticas, amparadas pela Lei de Libras nº 10.436/02 regulamentada pelo decreto nº 5.626/05, o sistema educacional federal, estadual, municipal e do Distrito Federal, se vê obrigado a garantir a inclusão do ensino de Libras como parte integrante dos cursos de Licenciatura, Pedagogia, formação de Educação Especial...

    5665  Palavras | 23  Páginas

  • ESCOLAS BILINGUES NO BRASIL

    de fato uma experiência comunicativa. Daí a importância das crianças surdas estarem inseridas nas escolas bilíngues para aquisição e desenvolvimento da Libras. No Brasil, observa-se a tentativa de contemplar essa diversidade na Lei da LIBRAS nº 10.436/02 e Decreto 5626/05, documentos oficiais que trazem pela primeira vez a nomenclatura Surdo, em contraposição a Deficiente Auditivo, conforme os anseios da Comunidade Surda. Nessa visão, os Surdos passam a ser reconhecidos como "pessoas essencialmente...

    737  Palavras | 3  Páginas

  • PROFISSIONAIS E LIBRAS

    Resumo: Este artigo põe em pauta um assunto de extrema relevância no contexto educacional atual, principalmente após uma década de reconhecimento da Língua Brasileira de Sinais, pela Lei 10.436 de 22 de abril de 2002, regulamentada pelo Decreto 5626 de 22 de dezembro de 2005. Este decreto, ao regulamentar a referida lei, determinou a obrigatoriedade da disciplina de Libras nos cursos de formação de professores e no curso de Fonoaudiologia. O presente trabalho constitui-se em um recorte de uma pesquisa...

    6363  Palavras | 26  Páginas

  • Libras

    sinais em âmbito nacional. A Lei Federal 10.436, de 24 de abril de 2002 (BRASIL, 2002), reconhece a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) no país, afirmando que o apoio ao uso e a difusão da mesma sejam garantidos por parte do poder público em geral e das empresas concessionárias de serviços públicos. Em detrimento da urgência em se estabelecer políticas significativas com relação ao reconhecimento da diferença linguística, é estabelecida, ainda, a partir do decreto 5.626 de 22 de dezembro de...

    7339  Palavras | 30  Páginas

  • graduação

    Audição Sonora Impar.​ D) ​Aparelho Auditivo Sonoro Individual.​ E) ​Aparelho de Amplificação Sonora Impar.​ PDGG-5.1-0019 ​Qual lei reconheceu, no Brasil, a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) como meio legal de comunicação e expressão das comunidades surdas? A) ​Lei nº 10098/94​ B) ​Lei10436/02​ C) ​Lei5626/05​ D) ​Lei nº 9394/96​ E) ​Lei nº 8069/90​ PDGG-5.1-0020 ​Observe os três sinais e responda o que significam.​ A) ​Endereço​ B) ​País​ C) ​Avenida​ D) ​Estado​ ...

    1545  Palavras | 7  Páginas

  • Libras

    currículo em todos os níveis de ensino. II. Garantia de Intérpretes de Libras/Língua Portuguesa e do ensino da Libras nos cursos de formação de professores. São direitos conquistados pela comunidade surda pelo decreto: Respostas: a. 10.436/02. b. 12.319/10. c. 5.626/05. d. 9.394/96. e. 5.692/71. Pergunta 1 Respostas: a. 4 b.5 c. 6 d.3 e.8 Pergunta2 Assinale a alternativa, em português, que corresponde corretamente à palavra...

    2460  Palavras | 10  Páginas

  • Consolidaçoes das leis do trabalho

    CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO TÍTULO I INTRODUÇÃO Art. 1º - Esta Consolidação estatui as normas que regulam as relações individuais e coletivas de trabalho, nela previstas. Art. 2º - Considera-se empregador a empresa, individual ou coletiva, que, assumindo os riscos da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação pessoal de serviço. § 1º - Equiparam-se ao empregador, para os efeitos exclusivos da relação de emprego, os profissionais liberais, as instituições de beneficência...

    4277  Palavras | 18  Páginas

  • A história da linguagem de sinais no brasil

    os eliminavam; na Palestina surgem as primeiras referências aos surdos em LEI HEBRAICA (Talmud). Antiguidade Os Romanos, influenciados pelo povo grego, tinham ideias semelhantes acerca dos Surdos, vendo-o como ser imperfeito, sem direito a pertencer à sociedade. Era comum lançarem as crianças surdas (especialmente as pobres) ao rio Tibre, para serem cuidados pelas Ninfas; O imperador Justiniano, em 529 A.C., criou uma lei que impossibilitava os Surdos de celebrar contratos, elaborar testamentos...

    2106  Palavras | 9  Páginas

  • leis

    Enquadramento Legal Legislação de âmbito geral Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro Aprova a revisão do Código do Trabalho. Lei nº 102/2009, de 10 de Setembro Regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho. Lei nº 105/2009, de 14 de Setembro Regulamenta e altera o Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro, e procede à primeira alteração da Lei n.º 4/2008, de 7 de Fevereiro. Portaria nº 987/93, de 06/10 Estabelece a regulamentação das prescrições...

    1828  Palavras | 8  Páginas

  • educação de surdos

    manual e a Língua de Sinais da França. Apresentou documentos importantes para educar os surdos, mas ainda não havia escola especial. Solicitou então ao imperador D. Pedro II um prédio para fundar uma escola. 1857 – No dia 26 de setembro, através da Lei 839, assinada por D. Pedro II, fundou-se o então Instituto Nacional de Educação dos Surdos-Mudos, atualmente Instituto Nacional de Educação dos Surdos (INES) no Rio de Janeiro. Huet foi Diretor do Instituto de Surdos de Paris e do INESM. 1862 – Huet...

    1969  Palavras | 8  Páginas

  • Libras Unidade I UNIP 2014

    experiência, mas diz que se prepara para tirar uma boa nota. “Estou estudando muito, pois já comecei a me preparar para futuro. Ainda estou em dúvida entre informática ou ser professora de libras, mas quero fazer curso superior”, conclui. O decreto 5626/05 trouxe muitas conquistas para a comunidade surda e para a educação bilíngue. A presença de tradutores-intérpretes de Libras e novas formas de avaliação têm por objetivo: Resposta Selecionada: Corretac. Garantir o acesso ao currículo...

    2292  Palavras | 10  Páginas

  • DECRETO PARQUE TECNOLOGICO GAVEA

    Uberlândia - MG, quarta-feira, 20 de abril de 2011 ATOS DO PODER EXECUTIVO ADMINISTRAÇÃO DIRETA LEIS ORDINÁRIAS LEI Nº 10.754, DE 14 DE ABRIL DE 2011. AUTORIZA A DOAÇÃO E O RECEBIMENTO DE ANTECIPAÇÃO DE ÁREA PÚBLICA QUE MENCIONA PARA FINS DE IMPLANTAÇÃO DO PÓLO TECNOLÓGICO DE UBERLÂNDIA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL, Faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º Para fins de implantação do Pólo Tecnológico de Uberlândia, o Município fica autorizado...

    18785  Palavras | 76  Páginas

  • 2013 Daniela Reno A ESCOLA BILINGUE COMO MECANISMO DE VIABILIZACAO DA IGUALDADE DE OPORTUNIDADES AO ALUNO SURDO

    últimos anos diversas Leis e Decretos que vêm regulamentar e nortear, sob a perspectiva da educação inclusiva, a educação da pessoa surda no Brasil. Primeiramente, a Lei nº10.098/00 estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, estabelecendo outras providências. A Lei nº10.436/02 dispõe, direta e exclusivamente, sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras. Finalmente, o Decreto nº5626/05 regulamenta a Libras...

    4307  Palavras | 18  Páginas

  • Questionário Unidade 1 Libras (OPT)

    capacitados para o atendimento em braile e acesso à prova do Enem. e.  Garantir a formação do intérprete em serviço e acesso do professor para a correção das avaliações. Feedback da resposta: Comentário: O decreto 5626/05 regulamenta a lei 10.436/02 e dispõe sobre a educação bilíngue. A lei garante a presença do profissional intérprete de Libras em todos os níveis de ensino, para que o aluno tenha acesso ao currículo. Devido à sua especificidade linguística, a Libras possui gramática diferente da...

    3184  Palavras | 13  Páginas

  • libras no ensino superior

    do estado de goias – ueg, unidade de são miguel do araguaia, para conclusão do curso de licenciatura plena em letras. SÃO MIGUEL DO ARAGUAIA 2013 Resumo A Lei 10.436/02 reconhece oficialmente a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como língua e o Decreto 5626/05 que regulamenta a referida lei, assegura o ensino dessa língua nos cursos de formação de professores. Essa determinação contribuiu para que as Instituições de Ensino Superior (IES) implementassem a disciplina de...

    1820  Palavras | 8  Páginas

  • Lei funcionario publico sc

    LEI N° 6.745, de 28 de dezembro de 1985 Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado. (Última atualização: 29/01/2013) O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, Faço saber a todos os habitantes deste Estado que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: TÍTULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1° - Este Estatuto estabelece o regime jurídico dos funcionários públicos civis dos Três Poderes do Estado e do Tribunal de Contas. NOTA___________________________________________________________________...

    22907  Palavras | 92  Páginas

  • Correntes Filosoficas Na Surdez

    educacional e linguística comprometida com a educação de minorias linguísticas apagadas nos bancos escolares. Mesmo com os dilemas existentes, o Bilinguismo, é adotado pelas comunidades surdas e está assegurada legalmente. No Brasil a lei 10436/02, e o decreto 5626/05, garantem que a pessoa surda possa se comunicar através da língua de sinais e é reconhecida oficialmente como uma língua. Considerações finais A educação do surdo sofreu mudanças ao longo dos séculos. Primeiro pelo descuido e pela...

    3723  Palavras | 15  Páginas

  • Historia da educação de surdos

    discussões e transformações em relação às Políticas Nacionais de Educação é que surgiram as primeiras leis deliberando a respeito da Educação Especial e defensores de uma educação bilíngue onde os alunos surdos teriam acesso a duas línguas: língua de sinais e a língua portuguesa (Lei nº 4024/61, artigos 88 e 89; Lei nº 5692/71, artigo 9º - LDBN e Lei nº 9394/96, capítulo V, artigo 58 – ECA). A divulgação das leis juntamente com os questionamentos realizados no Seminário Nacional de Integração da Pessoa Portadora...

    595  Palavras | 3  Páginas

  • Leis ambientais

    LEIS AMBIENTAIS Constituição Federal – art 225 Política Ambiental Lei 6.938/1981 - Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente. Lei 7.661/1988 - Institui o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro, e dá outras providências. Lei 9.605/1998 - Lei dos Crimes Ambientais - Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências. Decreto Federal n° 3.179/99 - Dispõe sobre a especificação das sanções aplicáveis...

    1855  Palavras | 8  Páginas

  • 13 02 2015

    ANO XVII Nº 3.911 DOURADOS, MS FUNDADO EM 1999 13 PÁGINAS SEXTA-FEIRA, 13 DE FEVEREIRO DE 2015 D E C R E TO S DECRETO Nº 1.576, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015. “Delega poderes ao Secretário Municipal de Administração” O PREFEITO MUNICIPAL DE DOURADOS, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II do artigo 66 da Lei Orgânica do Município, CONSIDERANDO o disposto no art. 38 da Lei Complementar 214 de 25 de abril de 2013; D E C R E TA: Art. 1º - O Prefeito Municipal de Dourados delega ao Secretário...

    14281  Palavras | 58  Páginas

  • LIBRAS

    surdos têm melhores desempenhos escolares e são mais equilibrados mental e emocionalmente que os surdos filhos de pais ouvintes. No entanto, existem contradições acerca do uso da língua de sinais nas classes regulares. A lei 10436/2002 (lei da Libras) regulamentada pelo decreto 5626/2005 estabelece o uso da Libras em classes regulares, bem como a formação de profissionais para que possam garantir uma educação inclusiva, mas a realidade é bem diferente. Para Carvalho, “não basta apenas colocar os deficientes...

    748  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo de Libras

    da Guatemala que proíbe toda e qualquer forma de discriminação contra pessoas com qualquer deficiência. Leis no Brasil – LDB 9394/96 Lei de diretrizes e bases, trata sobre o que deve ser feito para dar educação as pessoas deficientes, lei 10436/2002 reconhece Libras como a língua da comunidade surda, Decreto 5626/2005 inclui a disciplina de Libras em todos os cursos de licenciatura do Brasil, lei 10319/2010 regulamenta a profissão do interprete de língua de sinais. Causas da surdez - pré-natais: fatores...

    588  Palavras | 3  Páginas

  • A criança e o pensamento lógico matemático

     CREDENCIADA PELA PORTARIA N° 430 DE 15/02/2002, PUBLICADO NO DIÀRIO OFICIAL EM 19/02/2002 NUPPE – Núcleo de Pesquisa Pós-Graduação e Extensão DOMINGOS RAMOS JOCILENE SOUZA SANTOS joseane do carmo leite...

    3439  Palavras | 14  Páginas

  • Decreto lei 201/67

    DECRETO LEI Nº 201/67 CRIMES DE RESPONSABILIDADE DE PREFEITOS E VEREADORES O decreto-lei 201, de 27 de fevereiro de 1967 define uma série de condutas que, tipificam os crimes de responsabilidade, passíveis de serem praticados por Prefeitos e Vereadores e suas respectivas sanções. Tais crimes são apurados através de ação penal pública, sendo promovidas pelo Ministério Público Eleitoral. Saliente-se que sua apreciação pelo Poder Judiciário independe de pronunciamento da Câmara Legislativa...

    1629  Palavras | 7  Páginas

  • material concreto

    1970, traz como primeira língua, a Língua de Sinais para o surdo brasileiro e a língua portuguesa como segunda língua. Chegamos então às políticas e discursos atuais que defendem o bilinguismo, com respaldo na lei 10.098/00 de acessibilidade, a lei 10.436/02 regulamentados pelo decreto 5626/05, que oficializa a língua brasileira de sinais, sugere a formação de intérpretes de Libras (Língua de Sinais brasileira), e a inserção da Libras como disciplina obrigatória nos cursos de formação...

    1746  Palavras | 7  Páginas

  • Resumo de aulas

    Resumo das aulas de Libras 02 á 07 Aula 02 Nessa aula explica como é uma Política de Educação Inclusiva e Educação Especial, sobre o ensino AEE e também sobre o decreto Decreto 5626/05 e a Lei nº 10.436/02, que é a educação para pessoas surdas e a libras, onde a escola tem que ser uma escola inclusiva, que tem como proposta não diferenciar estudantes em nenhuma situação de ensino, que acaba tornando a escola um lugar aberto para as diferenças e preconceitos, Sabemos que existem inúmeros desafios...

    905  Palavras | 4  Páginas

  • lei 10,686

    de dezembro de 2010. ATOS DO PODER EXECUTIVO ADMINISTRAÇÃO DIRETA LEIS ORDINÁRIAS LEI Nº 10.686, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2010. ESTABELECE AS DIRETRIZES DO SISTEMA VIÁRIO DO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA, REVOGA OS DISPOSITIVOS LEGAIS QUE MENCIONA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL, Faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1° Esta Lei estabelece as diretrizes do Sistema Viário do Município de Uberlândia. ...

    9866  Palavras | 40  Páginas

  • NBR 5626

    1998 NBR 5626 Instalação predial de água fria ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680 Rio de Janeiro - RJ Tel.: PABX (021) 210 -3122 Fax: (021) 220-1762/220-6436 Endereço Telegráfico: NORMATÉCNICA Copyright © 1998, ABNT–Associação Brasileira de Normas Técnicas Printed in Brazil/ Impresso no Brasil Todos os direitos reservados Origem: Projeto NBR 5626:1996 CB-02 - Comitê Brasileiro...

    30478  Palavras | 122  Páginas

  • Libras

    I - Lei 12. 319/10. Lei que regulamenta a profissão do intérprete da Libras 1.1 O código de ética do intérprete da Libras ........................................ 3 1.2 Formação profissional do intérprete ............................................... 4 2. TAP II – Feneis, Identidade Surda e a Lei 10.436/02 art 1º 2.1 Qual a função da Feneis na política educacional? ........................... 5 2.2 Contextualização da identidade surda e sua cultura na Libras ......... 6 2.3 Conforme a Lei 10.436/02...

    3210  Palavras | 13  Páginas

  • Stj Convers O Anterior A Lei 9032 B

    conseqüencializando-se que, em respeito ao direito adquirido, prestado o serviço em condições adversas, por força das quais atribuía a lei vigente forma de contagem diversa da comum e mais vantajosa, esta é que há de disciplinar a contagem desse tempo de serviço. 4. Sob a égide do regime anterior ao da Lei nº 8.213/91, a cada dia trabalhado em atividades enquadradas como especiais (Decretos nº 53.831/64, 72.771/73 e 83.080/79), realizava-se o suporte fático da norma que autorizava a contagem desse tempo de serviço...

    2799  Palavras | 12  Páginas

  • Trabalho

    meios de comunicação. A partir do século XVIII, a língua dos sinais passou a ser bastante difundida, atingindo grande êxito do ponto de vista qualitativo e quantitativo, e permitindo que os surdos conquistassem sua cidadania. De acordo com a Lei 10.436/02, LIBRAS é uma Língua, própria da comunidade surda. Para se entender e estabelecer uma verdadeira aprendizagem e desenvolvimento do surdo, abordaremos, os meios de comunicação utilizados pelos os surdos: a LIBRAS é a sigla de língua brasileira...

    7152  Palavras | 29  Páginas

  • Questionário Unidade I UNIP libras

    capacitados para o atendimento em braile e acesso à prova do Enem. e.  Garantir a formação do intérprete em serviço e acesso do professor para a correção das avaliações. Feedback da resposta: Comentário: O decreto 5626/05 regulamenta a lei 10.436/02 e dispõe sobre a educação bilíngue. A lei garante a presença do profissional intérprete de Libras em todos os níveis de ensino, para que o aluno tenha acesso ao currículo. Devido à sua especificidade linguística, a Libras possui gramática diferente da...

    1660  Palavras | 7  Páginas

  • RESOLUCAO SEMA 02 2009 LICENCIAMENTO AMBIENTAL CEMITERIOS

    atribuições que lhe são conferidas pelas Leis n° 8.485, de 03 de julho de 1.987, e n° 10.066, de 27 de julho de 1.992, e suas alterações posteriores, pelo Decreto n° 4.514, de 23 de julho de 2.001, e Decreto n° 6.358, de 30 de março de 2.006, Considerando o disposto na Lei Estadual n° 7.109, de 17 de janeiro de 1979 e no seu Regulamento baixado pelo Decreto Estadual nº 857, de 10 de julho de 1979, na Lei Estadual n° 11.054, de 11 de agosto de 1995 e ainda, o contido na Lei Estadual nº 13.806, de 30 de setembro...

    5845  Palavras | 24  Páginas

  • Projetos de Lei

    Projetos de lei dos vereadores, deputados estaduais e federais e senadores Vereadora: Sandra Tadeu Partido: Democrátas Projetos apresentados no exercício de 2014: Projeto de Lei Nº523/2014 Projeto de Lei Nº469/2014 Projeto de Lei Nº378/2014 Projeto de Lei Nº314/2014 Projeto de Lei Nº278/2014 Projeto de Lei Nº202/2014 Projeto de Lei Nº180/2014 Projeto de Lei Nº145/2014 Projeto de Lei Nº126/2014 Projeto de Lei Nº89/2014 Projeto de Decreto Legislativo Nº77/2014 Projeto de Resolução...

    3096  Palavras | 13  Páginas

  • leis tributáras

    JOF/dit Compõem esse Código: LEI N.º 1547 Páginas 04 a 100 COI/DAT/DIT.03.00 2 DE 20 DE DEZEMBRO DE 1989 Institui o Código Tributário Municipal e Normas do Processo Administrativo Fiscal e dá outras providências. LEIS COMPLEMENTARES Lei Complementar nº 01 Páginas 101 e 102 De 21 de novembro de 1991 Altera redação de artigos da Lei 1.547, de 20 de dezembro de 1989 (Código Tributário Municipal), e dá outras providências correlatas. Lei Complementar nº 05 Página 103 De 14 de julho de 1992...

    1123  Palavras | 5  Páginas

tracking img