Keynesianismo E Estado Do Bem Estar Social São Duas Faces Da Mesma Moeda artigos e trabalhos de pesquisa

  • O estado e seus problemas contenporaneos

    Com base no que vimos nesta Unidade, argumente, em cerca de duas páginas, sobre as seguintes afirmações: a) Keynesianismo e Estado de Bem-Estar Social são duas faces da mesma moeda. b) Cada modelo de Estado de Bem-Estar Social, tal como elaborado por Esping-Andersen, responde a diferentes princípios de justiça e promove a inclusão social de maneira distinta. a) O Keynesianismo propôs uma completa mudança na política econômica de um país, em sua época. Ao invés do deixe fazer, ou seja, cada...

    532  Palavras | 3  Páginas

  • “O estado e os problemas contemporâneos”

    vimos nesta unidade argumente em cerca de duas páginas, sobre as seguintes afirmações: a) Keynesianismo e Estado de Bem Estar Social são suas faces da mesma moeda. b) Cada modelo de Estado de Bem Estar Social, tal como elaborado por Esping-Andersen, responde a diferentes princípios de justiça e promove a inclusão social de maneira distinta. No conceito de Keynesianismo temos que o emprego resulta do dinamismo da economia como um todo, ou seja, o Estado deveria fazer investimentos públicos na produção...

    1575  Palavras | 7  Páginas

  • O estado e os conteporaneos

    4. Com base no que vimos nesta Unidade, argumente, em cerca de duas páginas, sobre as seguintes afirmações: a) Keynesianismo e Estado de Bem-Estar Social são duas faces da mesma moeda. O Estado de Bem-Estar Social pode ser definido como aquele que assume a proteção social de todos os cidadãos, patrocinando ou regulando fortemente sistemas nacionais de Saúde, Educação, Habitação, Previdência e Assistência Social; normatizando relações de trabalho e salários; e garantindo a renda, em caso de...

    2433  Palavras | 10  Páginas

  • o estado e os problemas conteporaneo

    QUESTIONARIO SOBRE O ESTADO E OS PROBLEMAS CONTEPORANEO 4. Com base no que vimos nesta Unidade, argumente, em cerca de duas páginas, sobre as seguintes afirmações: a) Keynesianismo e Estado de Bem-Estar Social são duas faces da mesma moeda. b) Cada modelo de Estado de Bem-Estar Social, tal como elaborado por Esping-Andersen, responde a diferentes princípios de justiça e promove a inclusão social de maneira distinta. 5. Elabore um texto, em uma página, sobre as vantagens e desvantagens ...

    539  Palavras | 3  Páginas

  • O estado e os problemas contemporaneos

    argumente sobre as seguintes afirmações: a) Keynesianismo e Estado Social são duas faces da mesma moeda. R: Segundo o texto KEYNES propôs uma mudança na economia com o planejamento econômico a partir do Estado, ele mesmo deveria fazer investimentos públicos na produção para garantir o pleno emprego, (“se todos trabalhassem haveria renda para que todos consumissem, assim criaria um circulo virtuoso de produção e consumo”.); já o Estado de Bem Estar Social normatiza as relações de trabalho e salários...

    897  Palavras | 4  Páginas

  • O Estado e os Problemas Contemporâneos

    1- Comente, em duas páginas, a relação entre Justiça e Cidadania, tendo em vista o conceito de cidadania de Marshall apresentado nesta Unidade. O termo cidadania sob a ótica de Marshall apresentado no texto, implica na posse de direitos civis- ou seja, direitos relativos à liberdade individual, liberdade de expressão e de pensamento; políticos- direito de participação no exercício do poder político, como eleito ou eleitor; e por último, sociais- que seria o conjunto de garantias legais que...

    618  Palavras | 3  Páginas

  • Papel da moeda na economia

    definir a moeda com sendo Unidade de valor padrão utilizada como instrumento de troca por uma comunidade. É o meio pelo quais os preços são expressos, as dívidas liquidadas, as mercadorias e serviços pagos e a poupança efetuada. A moeda corrente é o dinheiro oficial de um país para todos os tipos de transações. Como o controle da moeda é vital não apenas para o equilíbrio da economia de um país mas também para as relações comerciais entre nações, é criado um sistema monetário internacional. Moeda e crédito...

    2882  Palavras | 12  Páginas

  • O estado e os problemas contemporaneos

    3) Comente em duas páginas, a relação entre justiça e cidadania, tendo em vista o conceito de cidadania de Marshall apresentado nesta unidade A justiça é a busca por uma condição de igualdade entre todos de modo imparcial; respeito pelo direito de terceiros, a aplicação ou do seu direito por ser maior em virtude moral ou material. Cidadania significa o conjunto de direitos e deveres pelo qual o cidadão, o indivíduo está sujeito no seu relacionamento com a sociedade em que vive. Marshall descreve...

    2117  Palavras | 9  Páginas

  • O estado e os problemas contemporâneos

    você leu até agora, comente (no máximo em duas páginas) a afirmação: A existência de grandes contingentes abaixo da linha de pobreza no Brasil não será resolvida apenas com o crescimento econômico do país. O crescimento econômico do Brasil é apenas um dos fatores a ser levado em consideração quando da avaliação da pobreza dos indivíduos. Isso porque, diferentemente do IDH - Índice de Desenvolvimento Humano que mensura o bem-estar social de determinada população - o PIB - Produto...

    2058  Palavras | 9  Páginas

  • Keynesianismo

    1. Introdução O Keynesianismo é uma corrente do pensamento econômico do século XX, inspirada pela obra do economista inglês John Maynard Keynes. Essa corrente defende que, ao contrário do pensamento econômico clássico de figuras como David Ricardo, a economia não tende automaticamente a um equilíbrio. A teoria foi amplamente utilizada e revolucionou a administração das grandes economias. A escola keynesiana se fundamenta no princípio de que o ciclo econômico não é autorregulado como pensam...

    1653  Palavras | 7  Páginas

  • Keynesianismo-fordismo

    Keynesianismo - fordismo e a generalização da Política Social No período do pós-crise de 1929 à 1932 após a Segunda Guerra Mundial trouxe a tona os fundamentos da expansão e a consolidação da Política Social quando o capitalismo entrou na sua fase madura, fase essa em que o capitalismo vai amadurecer as suas condições objetivas e vai se expandir após a Segunda Guerra Mundial. Esse período foi marcado em seus primeiros 30 anos com taxas de lucros muito altos, ganhos de produtividade para as empresas...

    2208  Palavras | 9  Páginas

  • O estado e os problemas contemporaneos

    1) Com base em tudo o que você leu até agora, comente (no máximo em duas páginas) a afirmação: A existência de grandes contingentes abaixo da linha de pobreza no Brasil não será resolvida apenas com o crescimento econômico do país. O Brasil é o quinto país do mundo em extensão territorial, ocupando metade da área do continente sul-americano. Há cerca de 20 anos, aumentaram o fornecimento de energia elétrica e o número de estradas pavimentadas, além de um enorme crescimento industrial. Nada disso...

    3439  Palavras | 14  Páginas

  • Sobre Bem Estar Social - Márcia Pastor; Eliane Cristina Lopes Brevilheri 

    Estado e política social    State and social policy      ∗ Márcia Pastor   Eliane Cristina Lopes Brevilheri∗∗    Resumo:  O  presente  artigo  tem  como  objetivo  promover  reflexões  a  respeito  das  diferentes  configurações  assumidas  pelo  Estado  no  contexto  do  capitalismo  e  das  respostas  dadas  no  enfrentamento  da  questão  social.  Nele  são  abordados o  Estado  Liberal,  a  crise de 1929, o Estado de BemEstar Social, a ofensiva neoliberal a partir dos anos  ...

    7957  Palavras | 32  Páginas

  • O estado e os problemas contemporaneos

    UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E TECNOLOGIA CURSO DE PÓS – GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL DISCIPLINA: O ESTADO E OS PROBLEMAS CONTEMPORÂNEOS 2ª. ATIVIDADE - MÓDULO 02 Jaboatão dos Guararapes, 2011 1) Com base em tudo o que você leu até agora, comente (no máximo em duas páginas) a afirmação: A existência de grandes contingentes abaixo da linha de pobreza no Brasil não será resolvida apenas com o crescimento econômico do país. O...

    5190  Palavras | 21  Páginas

  • Política Social

    Política Social no contexto da crise capitalista Elaine Rossetti Behring Professora da Faculdade de Serviço Social UERJ/CNPq Política Social no contexto da crise capitalista Introdução A política social é uma matéria fundamental na formação profissional dos assistentes sociais. Além de um componente curricular das Diretrizes da ABEPSS de 1996, todas as pesquisas e enquetes sobre inserção no mercado de trabalho mostram as políticas sociais e em especial as políticas de seguridade social – seu ...

    9135  Palavras | 37  Páginas

  • O estado e os problemas contemporâneos

    ATIVIDADES: 4) Com base no que vimos nesta Unidade, argumente, em cerca de duas páginas, sobre as seguintes afirmações: a) Keynesianismo e Estado de Bem-Estar Social são duas faces da mesma moeda. O Keynesianismo é uma teoria econômica pensada por John Maynard Keynes, fundamentada na afirmação de que o Estado é um agente indispensável no controle da economia, devendo realizar investimentos públicos na produção para garantir o pleno emprego. “(…) Keynes advogava o fim da liberdade econômica...

    4300  Palavras | 18  Páginas

  • Monetarismo x keynesianismo

    MONETARISMO X KEYNESIANISMO ESCOLA MONETARISTA Monetarismo é uma teoria econômica que defende que é possível manter a estabilidade de uma economia capitalista através de instrumentos monetários, pelo controle do volume de moeda disponível e de outros meios de pagamento. Foi a principal teoria de oposição ao keynesianismo. Até o século XX, foi respaldado pela "teoria quantitativa do dinheiro" de Irwin Fisher, formalizando-se na equação onde o nível geral de preços...

    1632  Palavras | 7  Páginas

  • Fichamento de citação com comentário do livro: política social – fundamentos e história, capítulo 3- keynesianismo-fordismo e a generalização da política social.

    FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DO BAIXO SÃO FRANCISCO DR. RAIMUNDO MARINHO FACULDADE RAIMUNDO MARINHO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL POLÍTICA SOCIAL I Maceió–AL 2013 MÁRCIA REJANE DA SILVA LINS Fichamento de Citação com comentário do Livro: Política Social – Fundamentos e história, capítulo 3- Keynesianismo-fordismo e a generalização da política social. ...

    3939  Palavras | 16  Páginas

  • RESUMO DO 2º E 3º CAPÍTULO DO LIVRO POLÍTICA SOCIAL: FUNDAMENTOS E HISTÓRIA

    POLÍTICA SOCIAL: FUNDAMENTOS E HISTÓRIA BEHRING, Elaine & BOSCHETTI, Ivanete. Política Social: Fundamentos e História. São Paulo, Cortez Editora, 2ª. Ed.,2007. Neste livro a Política Social é analisada nos vários períodos históricos, desde a sua origem relacionando com a economia, a luta de classes, a política e a cultura. O segundo capítulo associa a origem das políticas sociais aos movimentos de massa social-democratas e a afirmação dos Estados-nação, que vêm do conceito de Estado razão, onde...

    1939  Palavras | 8  Páginas

  • Trabalho social

    Fundamentos de Política Social Elaine Rossetti Behring Fundamentos de Política Social1 Por Elaine Rossetti Behring ∗ Introdução Política social é um tema complexo e muito discutido no âmbito das ciências sociais, em especial da ciência política e da economia política. Também o serviço social brasileiro, a partir de meados dos anos 80, passou a ter uma consistente produção sobre esse tema, que supera largamente as tendências descritivas e pragmáticas do passado, conforme apontava Coimbra...

    11273  Palavras | 46  Páginas

  • Keynesianismo

    keynesiano é umas das escolas com maior significância do pensamento econômico. Iniciando com a publicação de The general theory of employment, interest and Money de Keynes, em 1936, e atualmente possui presença marcante na economia ortodoxa. O Keynesianismo surgiu da escola neoclássica, seguindo a tradição marchalliana. Apesar de Keynes criticar rigorosamente certos pontos da economia neoclássica, que analisou junto com as doutrinas ricardianas sob o título de “economia clássica”, ele usou muitos...

    3730  Palavras | 15  Páginas

  • Liberalismo econômico, Keynesianismo e Marxismo

    econômicas são tomadas por indivíduos e não por instituições ou organizações coletivas. As teses do Liberalismo econômico foram criadas no século XVI com clara intenção de combater o mercantilismo, cujas práticas já não atendiam às novas necessidades do capitalismo. O pressuposto básico da teoria liberal é a emancipação da economia de qualquer dogma externo a ela mesma. Os economistas do final do século XVIII eram contrários à intervenção do Estado na economia. Para eles o Estado deveria apenas...

    2287  Palavras | 10  Páginas

  • Jonh Maynard Keynes (1883-1946) - Estado de bem estar Social

    3.1. Jonh Maynard Keynes (1883-1946) - Estado de bem estar Social. A denominada escola Keynesiana ou Keynesianismo é a teoria econômica consolidada pelo economista inglês Jonh Maynard Keynes[10] em seu livro General Theory of Employment, Interest and Money de 1936, (Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda),   que consiste numa organização político-econômica, oposta às concepções neoliberais, fundamentada na afirmação do Estado como agente indispensável de controle da economia, com objetivo...

    858  Palavras | 4  Páginas

  • Conceito de moeda e processo inflacionário

    1985. O CONCEITO DE MOEDA E PROCESSO INFLACIONÁRIO: A NECESSIDADE DE UMA REVISÃO CONCEITUAL ABRANGENTE* Nelson B. Castan * 1 — Introdução Colocando o nosso propósito sinteticamente, buscamos elaborar e sistematizar elementos que contribuam para a consolidação de uma teoria da inflação enquanto fenômeno essencialmente monetário. Existem vários trabalhos que, embora não concordando integralmente entre si e tampouco conosco, tratam da questão dentro de uma mesma lógica e estrutura conceituai...

    10782  Palavras | 44  Páginas

  • O PAPEL DO ESTADO NA ECONOMIA

    O PAPEL DO ESTADO NA ECONOMIA Tércio Brito Professor- Igor Cieslak Ciências Contábeis (CTB0172) – Prática do Módulo I RESUMO O Estado é uma das mais complexas instituições sociais criadas ao longo da história. É ele o responsável por promover o bem-estar da nação e o responsável por resolver seus conflitos internos e externos. A economia por sua vez é o conjunto de atividades desenvolvidas pelos homens visando a produção, distribuição e o consumo  de bens e serviços necessários...

    1370  Palavras | 6  Páginas

  • Serviço social

    textos sobre Política Social e Seguridade Social  PrimeiroTexto: A NOVA CONDIÇÃO DA POLÍTICA SOCIAL Autora: Elaine Rosseti Behring;  Segundo Texto: A NOVA CONFIGURAÇÃO DAS POLÍTICAS SOCIAIS Autora: Professora Nobuco Kameyana In Estudos de Política e Teoria Social – Praia Vermelha, 2001;  Terceiro Texto: CULTURA DA CRISE E SEGURIDADE SOCIAL Autora: MOTA, Ana Elizabeth da Textos compilados pela profª e assistente social Elizabeth da Luz. ...

    7904  Palavras | 32  Páginas

  • O neoliberalismo e a ofensiva antidemocrática: o fim do estado de bem-estar social

    TIRADENTES CURSO DE SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADO DISCIPLINA: FUNDAMENTOS HISTÓTICOS TEÓRICOS E METODOLOGICOS DO SERVIÇO SOCIAL III Profª: Rosana Marques de Menezes O NEOLIBERALISMO E A OFENSIVA ANTIDEMOCRÁTICA: O FIM DO ESTADO DE BEM-ESTAR SOCIAL Autoras: Vanessa Pereira Menezes Ana Carla Silva Rodrigues RESUMO: O presente artigo expõe uma visão analítica sobre o neoliberalismo como ofensiva antidemocrática. Tendo como objetivo a compreensão do contexto social, econômico, político, ideológico...

    2474  Palavras | 10  Páginas

  • Keynesianismo

    Keynesianismo A Teoria de Keynes é uma teoria econômica criada por John Maynard Keynes (1883 – 1946), um economista britânico. Nela, Keynes explica de forma simples a causa da Grande Depressão. Quando a Grande Depressão chegou, a reação natural das pessoas era acumular seu dinheiro. Sob a teoria de Keynes, esta atitude interrompeu a circulação do dinheiro entre os indivíduos, colocando toda a economia em um estado de paralisação. A recessão e o desemprego foram as principais consequências...

    2145  Palavras | 9  Páginas

  • Keynesianismo

    Keynesianismo John Maynard Keynes Nacionalidade : Britânica Residência: Reino unido Nascimento: 5 de junho de 1883 Local: Cambridge, Inglaterra Morte: 21 de abril de 1946 (62 anos) A escola Keynesiana ou Keynesianismo  é a teoria econômica consolidada pelo economista inglês John Maynard Keynes em seu livro Teoria geral do emprego, do juro e da moeda ( General theory of employment, interest and money ) e que consiste numa organização político- econômica , oposta às concepções liberais, fundamentada...

    1268  Palavras | 6  Páginas

  • Política Social

    Rossetti; BOSCHETTI, Ivanete. Política social: fundamentos e história. São Paulo : Cortez, 2008; p.47-111 (Biblioteca Básica de Serviço Social, v. 2) CNPQ. Elaine Rossetti Behring. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2014. CNPQ. Ivanete Salete Boschetti. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2014. Elaine Rossetti Behring, graduada, mestranda e doutoranda em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de...

    2227  Palavras | 9  Páginas

  • Política social e seguridade social

    Política Social e Seguridade Social Coletânea de textos sobre Política Social e Seguridade Social  PrimeiroTexto: A NOVA CONDIÇÃO DA POLÍTICA SOCIAL Autora: Elaine Rosseti Behring;  Segundo Texto: A NOVA CONFIGURAÇÃO DAS POLÍTICAS SOCIAIS Autora: Professora Nobuco Kameyana In Estudos de Política e Teoria Social – Praia Vermelha, 2001;  Terceiro Texto: CULTURA DA CRISE E SEGURIDADE SOCIAL Autora: MOTA, Ana Elizabeth da Textos compilados pela profª e assistente social Elizabeth...

    8202  Palavras | 33  Páginas

  • pos keynesianismo

    Pós Keynesianismo A economia pós-keynesiana é baseada nas ideias de John Maynard Keynes. Difere da economia keynesiana em diversos aspectos. Os pós-keynesianos enfatizam o papel da moeda e da especulação financeira. Esses autores tentam retomar as origens do modelo keynesiano, enfatizando o papel da demanda agregada e a incerteza dos empresários. Acreditam que a leitura dada à obra de Keynes pelo modelo IS-LM não é a mais correta dado que tem pouco foco no componente da incerteza. Na visão desses...

    2540  Palavras | 11  Páginas

  • As concepções das políticas sociais no estado de bem estar social.

    políticos e civis proclamados pelo Estado Liberal, compreendidos como direitos dirigidos a uma significativa parcela da população, delegou à sociedade, a lutar para seu processo de ampliação. Porém, foi através das organizações de classes trabalhadoras no século XIX, que esses direitos começaram a ganhar forças, e criar condições para que, os direitos sociais fossem constituídos, alegando assim, a insuficiência dos direitos civis e políticos engendrados pelo Estado Liberal. Essas reivindicações foram...

    6335  Palavras | 26  Páginas

  • A Politica Social do Welfare State

    Politica Social e Serviço Social ll A Politica Social do Welfare State ADRIANA VALERIA CHAVES DE SENA A Origem do Welfare State Na disciplina Politica Social e Serviço Social II, temos a oportunidade em realizar o trabalho em grupo com apresentação por meio de seminário, com o tema: A politica social do welfare state, sob a ótica da autora Potyara Pereira. Welfare State, em sua tradução para o português, nossa língua oficial significa Estado de Bem Estar Social, o...

    1765  Palavras | 8  Páginas

  • Moeda nacional

    A VERDADEIRA MOEDA NACIONAL Leonardo Fernando Cruz Basso * 1 — I ntrodução o p resente trabalho foi motivado pelo aparecimento na imprensa de duas afirmações relacionadas à moeda no atual estágio do desenvolvimento capitalista brasileiro: - a e conomia brasileira opera com duas moedas, quais sejam, o cmzado, que p ode ser caracterizado como moeda não remunerada, e a OTN (ou título p úblico equivalente), que pode ser caracterizada como moeda remunerada; - c omo conseqüência do crescente processo...

    2027  Palavras | 9  Páginas

  • Keynesianismo

    Wikipédia possui oPortal de Economia e negócios[->2]| A escola Keynesiana ou Keynesianismo é a teoria econômica consolidada pelo economista inglês John Maynard Keynes[->3] em seu livro Teoria geral do emprego, do juro e da moeda[->4] (General theory of employment, interest and money) [1] e que consiste numa organização[->5] político[->6]-econômica[->7], oposta às concepções neoliberalistas[->8], fundamentada na afirmação do Estado como agente indispensável de controle da economia, com objetivo de conduzir...

    2660  Palavras | 11  Páginas

  • Trabalho Ciências sociais sobre desemprego

    INTRODUÇÃO Os índices de desemprego no século XX têm estado notavelmente instáveis. O auge do desemprego alcançou as nações ocidentais no começo dos anos 30, atingindo, por exemplo, a Grã-Bretanha, que continha 20% da sua população ativa desempregada. Um determinado economista teve seus conceitos baseados na política de diversas nações em seu momento pós-guerra. Ele pensava que o desemprego era acarretado pela falta de poder de compra essencial para adquirir bens, não obtendo nenhum apoio na produção, e tendo...

    2359  Palavras | 10  Páginas

  • Introdução sobre o Estado e os Problemas Contemporâneos

    O Estado e os Problemas Contemporâneos POBREZA, DESIGUALDADE, EXCLUSÃO E CIDADANIA: CORRELAÇÕES, INTERSEÇÕES E OPOSIÇÕES A pobreza, as desigualdades e a exclusão social têm se constituído em objeto de preocupação no mundo contemporâneo, como se pode constatar pela atenção que têm merecido das agências multilaterais de fomento ao desenvolvimento, quais sejam, a Organização das Nações Unidas (ONU) e o Banco Mundial. Até a década de 1970, a tendência geral era considerarmos esses problemas...

    16636  Palavras | 67  Páginas

  • O papel do estado na economia keynes

    poupança 6 Modelo IS-LM 7 Multiplicador 8 Dívida pública 10 História da dívida pública 10 Estabelecimento de limites 11 O New Deal e Keynes 12 O Estado Social 15 O papel do Estado na economia segundo Keynes 15 Benefícios do estado Social 16 Defeitos do Estado social 17 Estado social: o desafio actual 19 Críticas ao Keynesianismo 19 Efeitos da teoria de Keynes no México e América Latina 20 Conclusão 21 Bibliografia 22 Biografia / introdução Keynes e seu crescimento ...

    1787  Palavras | 8  Páginas

  • INTERVENÇÃO DO ESTADO NA ECONOMIA

     Intervenção do Estado na Economia Introdução A intervenção do Estado na economia não é um fenômeno recente na história da humanidade. Desde o mercantilismo o Estado já atuava na área econômica, na medida em que determinava as regras de importação e exportação, os impostos incidentes sobre as atividades produtivas internas, etc. E através desde trabalho vamos apresentar a importância dele na economia se fazendo necessário para estabilizar os preços, o nível de emprego, a renda e outras...

    1281  Palavras | 6  Páginas

  • responsabilidade social e meio ambiente

    atividades desenvolvidas pelos homens visando a produção, distribuição e o consumo de bens e serviços necessários à sobrevivência e à qualidade de vida. Economia Capitalista é a organização das atividades econômicas por meio do mercado, baseada na propriedade privada e na qual a grande maioria das transações é mediada pelo dinheiro. Fundamentos da Economia e seus conceitos A Ciência Econômica é uma ciência social, que estuda o funcionamento da Economia Capitalista, sob o pressuposto do comportamento...

    1373  Palavras | 6  Páginas

  • KEYNESIANISMO-FORDISMO E A GENERALIZAÇÃO DA POLÍTICA SOCIAL

    POLÍTICA SOCIAL KEYNESIANISMO-FORDISMO E A GENERALIZAÇÃO DA POLÍTICA SOCIAL - Behring e Boschetti – • Segunda metade do Séc. XIX até a Primeira Guerra Mundial: Expansão imperialista • Característica: grande expansão do capital, Controle do capital financeiro, imposição de modelos políticos, econômicos e civilizatórios, modos de vida e de pensar, e “justificadas” intervenções armadas. • Fatores que o geraram: evolução tecnológica, crescimento da produção, queda do preço dos produtos...

    2228  Palavras | 9  Páginas

  • Moeda valor e preço

    valor, a tal ponto de ela ter sido chamado por alguns de “a ciência dos valores”. - Se os bens, em sua maioria, são úteis e escassos, atribui-se a eles um valor, decorrente da ameaça de extinção ou destruição deste recurso. Os recursos têm um valor por representarem um papel no mundo, que não será preenchido com seu desaparecimento. - A primeira idéia de valor abrange duas dimensões: uma desvinculada ao social, manifestada nele e por meio dele. A primeira é o valor de uso e a segunda o valor de troca...

    1343  Palavras | 6  Páginas

  • Sintese do livro pau singer, cap 2 "moeda e credito"

    Cap. 02 “Moeda e Crédito” SINGER, Paulo. Aprender Economia. São Paulo: Editora Contexto, 2002. O livro "Aprender Economia" SINGER, Paul nos traz um tema que chama atenção em economia por falar em moeda e crédito. Este assunto é de interesse do público em épocas de variação da moeda e inflação. Especialistas e povos entendem diferentemente o que seja dinheiro. O autor para explicar, recorre às etapas históricas pelo qual o dinheiro passou, até chegarmos aos tempos atuais. Definindo, podemos...

    3444  Palavras | 14  Páginas

  • Comunicação social na saude

    1.Saúde e Doença Conceito de Saúde – estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não simplesmente à ausência de doença (OMS,1948) Conceito de doença segundo Evans & Stoddart (1990) a doença não é mais que um constructo que guarda relação com o sofrimento, com o mal, mas não lhe corresponde integralmente. Quadros clínicos semelhantes, ou seja, com os mesmos parâmetros biológicos, prognóstico e implicações para o tratamento, podem afetar pessoas diferentes de forma distinta, resultando...

    706  Palavras | 3  Páginas

  • Noções de contabilidade Social

    UNIDADE 2 Noções de contabilidade social A Contabilidade Social tem o papel de classificar e medir sistematicamente todas as transações que compõem a vida econômica de uma nação, a fim de dispor informações a respeito da realidade econômica atual e saber onde era necessário aplica os gastos públicos. O sistema mais difundido no mundo é o Sistema de contas nacionais. TÓPICO 1 Contas Nacionais: Tem por objetivo avaliar os principais acumulados econômicos de uma economia, como por exemplo,...

    2700  Palavras | 11  Páginas

  • Ação Social Junto à Criança Adolescente e Terceira Idade_Unidade I 1

    Ação Social Junto à Criança, Adolescente e Terceira Idade Autora: Profa. Daniela Emilena Santiago Colaboradores: Profa. Amarilis Tudela Nanias Profa. Maria Francisca S. Vignoli Profa. Renata Christina Leandro Professora conteudista: Daniela Emilena Santiago Daniela Emilena Santiago é assistente social graduada pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), especialista em Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Psicologia pela Universidade...

    28476  Palavras | 114  Páginas

  • Duas faces da mesma moeda

    CIÊNCIAS SOCIAIS DISCIPLINA: TEORIA E CIÊNCIA POLÍTICA PROFESSOR: PABLO THIAGO CORREIA DE MOURA CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL ALUNA; JACIARA DE LIMA SANTOS TÍTULO DA RESENHA: AS DUAS FACES DE UMA MESMA MOEDA LIVRO: A POLÍTICA SOCIAL DO ESTADO CAPITALISTA (De Vicente de Paula Faleiros, Editora Cortez, 2008) JOÃO PESSOA OUTUBRO, 2012 O autor Vicente de Paula Faleiros, em seu livro: A política social do Estado Capitalista...

    1218  Palavras | 5  Páginas

  • Conceito de marxismo e keynesianismo

    Conceito de Marxismo e Keynesianismo 1 MARXISMO A História das Idéias Socialistas possui alguns cortes de importância. O primeiro deles é entre os socialistas Utópicos e os socialistas Científicos, marcado pela introdução das idéias de Marx e Engels no universo das propostas de construção da nova sociedade. O avanço das idéias marxistas consegue dar maior homogeneidade ao movimento socialista internacional. Pela primeira vez, trabalhadores de países diferentes, quando pensavam...

    1197  Palavras | 5  Páginas

  • Estado

    MEC Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES Diretoria de Educação a Distância – DED Universidade Aberta do Brasil – UAB Programa Nacional de Formação em Administração Pública – PNAP Especialização em Gestão Pública O ESTADO E OS PROBLEMAS CONTEMPORÂNEOS Maria Paula Gomes dos Santos 2009 © 2009. Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Todos os direitos reservados. A responsabilidade pelo conteúdo e imagens desta obra é do(s) respectivo(s) autor(es). O...

    23382  Palavras | 94  Páginas

  • Contrato Social e Estatuto Social

    Pensamento Econômico. Foram escolas que, em grosso modo, criaram teorias e hipóteses sobre a economia dos meados do século XVII até a década de 30. Cada grupo, digamos assim, de pensadores, desenvolveu teorias a partir da economia da época e da base da mesma. Muitos criticavam o sistema vigente (até os dias de hoje), capitalismo. Nessas escolas muitos pensadores ficaram conhecidos como, por exemplo, Adam Smith, David Ricardo, Malthus, Karl Marx, John Maynard Keynes, Alfred Marshall, entre outros. Abaixo...

    3426  Palavras | 14  Páginas

  • Seguridade Social

    SEGURIDADE SOCIAL NO BRASIL COMO VIABILIZAÇÃO DA GARANTIA DE DIREITOS Cláudia Rodrigues de Souza I - INTRODUÇÃO O presente texto trata da trajetória histórica da Seguridade Social, a partir das transformações no mundo do trabalho e as relações sociais, políticas e econômicas desenvolvidas nesse contexto; considerando os avanços alcançados, mas ao mesmo tempo, trazendo algumas reflexões, sobre a...

    3203  Palavras | 13  Páginas

  • QUESTÃO SOCIAL, ESTADO NO CAPITALISMO

    EUFRÁSIO DE TOLEDO” FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL DE PRESIDENTE PRUDENTE QUESTÃO SOCIAL, ESTADO NO CAPITALISMO E AS POLÍTICAS SOCIAIS Beatriz Sierra Coutinho Cilene de Oliveira Souza Ediléia Fernandes dos Santos Joselaine R. Sakai da Silva Presidente Prudente/SP 2004 1 FACULDADES INTEGRADAS “ANTÔNIO AS POLÍTICAS SOCIAIS Beatriz Sierra Coutinho Cilene de Oliveira...

    19716  Palavras | 79  Páginas

  • projeto etico politico do assistente social

    TEORIA SOCIAL E O PROJETO ÉTICO-POLÍTICO DO SERVIÇO SOCIAL Claudia Regina Tenório Monteiro1 pramonteiro@yahoo.com.br RESUMO As reflexões tecidas no presente artigo visam abarcar o desafio posto aos assistentes sociais no atual estágio societário onde as expressões da questão social assumem caráter crítico e expõe a humanidade a condições degradantes de existência. O projeto ético-político posiciona esse profissional a repensar seu fazer e adotar um referêncial crítco que o municie de...

    3322  Palavras | 14  Páginas

  • Poli tica Social no contexto da crise capitalista

    Metropolitano-INTEM Curso: Serviço social Disciplina: Politica Social Professora: Juliana Hilario Maranhão Josinalha Ferreira Pinto Apuiarés 2015 Política Social no contexto da crise capitalista A política social é uma matéria fundamental na formação profissional dos assistentes sociais. Contudo, nem sempre o Serviço Social realizou reflexões mais densas sobre o assunto. A entrada desta matéria no currículo dos assistentes sociais data dos anos de 1970, o que mostra...

    2388  Palavras | 10  Páginas

  • Educação e Sustentabilidade: faces de uma mesma moeda

    EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE – faces de uma mesma moeda Roziliane Oesterreich de Freitas1 RESUMO Qual o papel da educação desenvolvida no espaço da sala de aula com relação a outros setores, como o de extensão acadêmica, nas instituições de educação formadoras dos profissionais que atuarão na sociedade e construirão o país? O pensamento que aqui se desenvolve partiu dessa pergunta, estimulado por outros pensamentos que compõe um processo mais complexo: pensar a sociedade do momento, que...

    2587  Palavras | 11  Páginas

  • Keynesianismo

    1- O keynesianismo surge num momento pós-guerra em que estava acontecendo profundas modificações no mundo da produção, caracterizada por um intenso processo de monopolização do capital, portanto John Maynard Keynes preocupava-se com saídas democráticas da crise em que estava ocorrendo no período de 1929 – 1932, defendia a intervenção do Estado para reativar a produção e rompia parcialmente com os princípios do liberalismo. Os dois pilares do programa keynesiano envolve a geração de emprego dos...

    770  Palavras | 4  Páginas

  • Síntese dos textos o direito à moradia e o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e o princípio da função social da propriedade e a exigência constitucional de proteção ambiental

    O Direito à Moradia e o Direito ao Meio Ambiente Ecologicamente Equilibrado O Princípio da Função Social da Propriedade e a Exigência Constitucional de Proteção Ambiental São Luis de Montes Belos, GO 27 de setembro de 2012 O DIREITO À MORADIA E O DIREITO AO MEIO AMBIENTE ECOLOGICAMENTE EQUILIBRADO O direito à moradia e o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado são direitos fundamentais, reconhecidos como tal nas Constituições nacionais de países como Argentina e Brasil...

    1182  Palavras | 5  Páginas

  • seguridade social

    A escolha da temática “Seguridade Social”, tem o objetivo de demonstrar a importância da seguridade social na atualidade brasileira, tema que grande parte das pessoas desconhece. Também escolhi este tema devido à importância da compreensão para a minha formação no curso de Serviço Social. A partir dos anos 20/30 do século XX, todos os países da América Latina instituíram sistemas de seguridade social, sendo estes heterogêneos e nem sempre é utilizado para se referir ao mesmo...

    1309  Palavras | 6  Páginas

  • Trabalho de política social

    de Behring e Bochetti (20202) os fundamentos sócio-históricos do keynesianismo-fordismo e o processo de generalização das políticas sociais nos países centrais e as particularidades desse processo no Brasil Diante da crise enfrentada pelo sistema capitalista em 1929/30, John Keynes buscou soluções capitalistas para superar essa crise, defendendo a intervenção do Estado na economia para reativar a produção, fazendo com que o Estado se tornasse produtor e regulador, sem abandonar o capitalismo, mas...

    1568  Palavras | 7  Páginas

tracking img