• megocio juridico
    José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais. Júlio assume o compromisso de cumprir tal destinação. Pouco tempo depois, os bens recebidos por ele são utilizados para a...
    382 Palavras 2 Páginas
  • caso concreto 9 direito civil
    INTERPRETADO DA FORMA MENOS ONEROSA PARA AS PARTES ,LOGO ENTENDEMOS SER HIPÓTESE DE EMPRESTIMO Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais. Júlio...
    988 Palavras 4 Páginas
  • Direito
    modalidade, segundo o art. 581,caso não haja prazo convencional, presumir-se-lhe-á o necessário para o uso concedido. Portanto, Miguel deveria ter devolvido a lapiseira ao final da aula. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens...
    1020 Palavras 5 Páginas
  • Casos concretos
    que houve foi um empréstimo na forma de comodato. Nessa modalidade, segundo o art. 581,caso não haja prazo convencional, presumir-se-lhe-á o necessário para o uso concedido. Portanto, Miguel deveria ter devolvido a lapiseira ao final da aula. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis...
    1095 Palavras 5 Páginas
  • Direito civil i caso concreto aula 09
    DEVE SER INTERPRETADA DO MODO MENOS GRAVOSO AQUELE QUE A FAZ. A RAZÃO ACISTE A CARLOS ALBERTO. NA DÚVIDA ENTRE DOAÇÃO E EMPRESTOMO SERÁ MAIS FAVORÁVEL O EMPRÉSTIMO. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em...
    914 Palavras 4 Páginas
  • Direito
    ? Sim. Por sinais, gestos,escrita e verbal. 4) Como se deve resolver o conflito entre Carlos Alberto e Miguel, diante das regras de interpretação contidas em nosso Código Civil? Interpretação extensiva Caso 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais...
    731 Palavras 3 Páginas
  • Civil
    modalidade, segundo o art. 581,caso não haja prazo convencional, presumir-se-lhe-á o necessário para o uso concedido. Portanto, Miguel deveria ter devolvido a lapiseira ao final da aula. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens...
    799 Palavras 4 Páginas
  • Direito civil
    Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais. Júlio assume o compromisso de cumprir tal destinação. Pouco tempo depois, os bens recebidos por ele são utilizados...
    1118 Palavras 5 Páginas
  • Civil i - aula 09 - resposta
    art. 113 c.c o uso da boa – fé celebrada no lugar. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais. Júlio assume o compromisso de cumprir tal...
    1001 Palavras 5 Páginas
  • Negócio Juridico
    Alberto e Miguel, diante das regras de interpretação contidas em nosso Código Civil? R, Art. 112 CC. As circunstâncias levam ao empréstimo. Prevalece a intenção daquele que teve diminuída o seu patrimônio. CASO CONCRETO 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina...
    816 Palavras 4 Páginas
  • Caso concreto 1
    jurídico sem a troca de palavras? Resposta: 4) Como se deve resolver o conflito entre Carlos Alberto e Miguel, diante das regras de interpretação contidas em nosso Código Civil? Resposta: Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens...
    956 Palavras 4 Páginas
  • Direito civil 1. aula 9
    PARA O JUDICIÁRIO. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais. Júlio assume o compromisso de cumprir tal destinação. Pouco tempo depois, os bens...
    967 Palavras 4 Páginas
  • Civíl
    ato praticado ? 3) É possível a prática de negócio jurídico sem a troca de palavras? 4) Como se deve resolver o conflito entre Carlos Alberto e Miguel, diante das regras de interpretação contidas em nosso Código Civil? CASO CONCRETO 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para...
    714 Palavras 3 Páginas
  • Caso concreto 9-direito civil
    celebrada no lugar. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Julio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais.Julio assume o compromisso de cumprir tal destinação.Pouco tempo depois,os bens recebidos por...
    1002 Palavras 5 Páginas
  • Caso concreto 9 de Direito Civil
    emprestarem objetos e não darem. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais. Júlio assume o compromisso de cumprir tal destinação...
    1459 Palavras 6 Páginas
  • Civil 1
    uso da boa-fé celebrada no lugar. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Julio edetermina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais.Julio assume o compromisso de cumprir tal destinação.Pouco...
    352 Palavras 2 Páginas
  • Direito - casos concretos
    contidas em nosso Código Civil? Aplicaremos a letra do art. 114 da forma menos onerosa Comodato/doação. Interpretar-se-ão estritamente. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para...
    5168 Palavras 21 Páginas
  • Todos os Casos Concretos de Direito civil 1
    interpretado restritivamente, nos termos do artigo 114 do Código Civil. Toda liberalidade deve ser interpretada do modo menos gravoso àquele que a faz. A razão assiste a Carlos Alberto. Na dúvida entre doação e empréstimo, considera-se ter havido empréstimo. Caso Concreto 2 José Carlos decide doar bens...
    4694 Palavras 19 Páginas
  • Aula direito civil resp
    .” MEADO: considera-se em qualquer mês o seu 15° dia. MESES OU ANOS: expiram no dia de igual número do de início, ou no imediato, se faltar exata correspondência. HORA: contam-se de minuto a minuto. Caso concreto 01: José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para...
    3599 Palavras 15 Páginas
  • Civil 1
    | Caso concreto (1): José Carlos decide doar bens imóveis de sua propriedade para Júlio e determina que tais bens sejam utilizados em atividades de ensino para crianças com necessidades especiais. Júlio assume o compromisso de...
    5964 Palavras 24 Páginas