Interpretação Da Musica Cidadão De Ze Geraldo artigos e trabalhos de pesquisa

  • Análise de Letras de Música: Cidadão

    CEDUC DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA CURSO DE HISTÓRIA TÓPICOS ESPECIAL EM ENSINO DE HISTÓRIA CAMPINA GRANDE 2013 Cidadão- Ramalho Tá vendo aquele edifício moço Ajudei a levantar Foi um tempo de aflição, era quatro condução Duas pra ir, duas pra voltar Hoje depois dele pronto Olho pra cima e fico tonto Mas me vem um cidadão E me diz desconfiado "Tu tá aí admirado ou tá querendo roubar" Meu domingo tá perdido, vou pra casa entristecido Dá vontade de beber ...

    1440  Palavras | 6  Páginas

  • MIGRAÇÃO NORDESTINA: RUPTURAS, ADAPTAÇÕES E CIDADANIA DOCUMENTADOS NA MÚSICA CIDADÃO

    CIDADANIA DOCUMENTADOS NA MÚSICA CIDADÃO Ariton Francisco Soares1 Resumo: A migração nordestina para o sudeste sempre foi alvo de curiosidades e análises por ter causado grande impacto social nos pólos de saída e entrada desses retirantes. Tendo por objetivo colhermos o produto de uma análise do processo histórico da migração, da marginalização, das rupturas e das adaptações sofridas por essas pessoas. Buscamos inspiração e referência teórica na música Cidadão, composta por Lúcio Barbosa...

    6787  Palavras | 28  Páginas

  • Música de Protesto dos Tempos da Ditadura aos dias atuais.

    CENTRO PAULA SOUZA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TATUÍ CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PRODUCAO FONOGRAFICA AGRICIO A. DA COSTA, ALEXANDRE D. LAZZARI, GILNEI DO N. RIBEIRO, LEILA C. A. DOS SANTOS MÚSICA DE PROTESTO – DOS TEMPOS DA DITADURA AOS DIAS ATUAIS Tatuí, SP 2°Semestre/2014 Os artistas brasileiros divorciaram-se do esteticismo da arte como fonte de entretenimento e passaram a usá-la para uma missão mais urgente que pode requerer...

    4338  Palavras | 18  Páginas

  • Estudo sobre a musica Cidadão

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS DO SERTÃO Estudo sobre a musica Cidadão de Lucio Barbosa ALUNA: VANIA CERQUEIRA CURSO: ENGENHARIA CIVIL TURMA: V MATÉRIA: SEMINÁRIO INTEGRADOR I PROFESSOR: GUTEMBERG DA SILVA MIRANDA 15/01/2015 1.0 OBRA ESCOLHIDA Escolhi como tema de meu trabalho a canção Cidadão do compositor Lucio Barbosa. Composta e apresentada pelo próprio compositor em 1976, tendo levado Lucio a sair vencedor no festival Simonense da canção, da cidade de São Simão...

    1542  Palavras | 7  Páginas

  • Musicas Durante a Ditadura Militar Brasileira

    As 15 Melhores Musicas Durante a Ditadura Militar Brasileira Numa época em que a liberdade de expressão é cerceada, nada mais criativo que expressar desejos e anseios através da música. A Ditadura Militar que o Brasil viveu, entre os anos de 1964 e 1985, fez com que músicas se tornassem hinos e verdadeiros gritos de liberdade aos cidadãos oprimidos e sem possibilidade de se expressar como desejavam. Através de letras complexas e cheias de metáforas, elas traduziam tudo o que sentiam. Além...

    1875  Palavras | 8  Páginas

  • A musica de chico buarque na ditadura

    FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA RONISE JACONI A MÚSICA DE CHICO BUARQUE DE HOLLANDA NA DITADURA SÃO BERNARDO DO CAMPO 2011 RONISE JACONI A MÚSICA DE CHICO BUARQUE DE HOLLANDA NA DITADURA Trabalho de conclusão de curso apresentado à Banca Examinadora da Faculdade Interação Americana, como exigência parcial para obtenção da Licenciatura em Letras, sob a orientação da Prof. Rita de Cássia Bordoni...

    7325  Palavras | 30  Páginas

  • Musicas do tempo da Ditadura brasileira

    A música Alegria, Alegria foi lançada em 1967, por Caetano Veloso. Valorizava a ironia, a rebeldia e o anarquismo a partir de fragmentos do dia-a-dia. Em cada verso, revelações da opressão ao cidadão em todas as esferas sociais. A letra critica o abuso do poder e da violência, as más condições do contexto educacional e cultural estabelecido pelos militares, aos quais interessava formar brasileiros alienados. Caminhando (Pra não dizer que falei das flores) é uma música de Geraldo Vandré, lançada...

    767  Palavras | 4  Páginas

  • Analise socio historica das musicas pas

     Análise sócio histórica das músicas do PAS/UnB A Terceira Margem do Rio, de Caetano Veloso e Milton Nascimento Contexto histórico - 1991 É criado o Museu de São Jorge, vila da Calheta, ilha de São Jorge. Janeiro 17 de janeiro - Início da Primeira Guerra do Golfo. Fevereiro 28 de fevereiro - Fim da Guerra do Golfo. Março 26 de março - Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai assinam o Tratado de Assunção, que estabelece o Mercosul. Novembro 26 de novembro - Comunidade Económica Europeia:...

    4773  Palavras | 20  Páginas

  • Analise da musica "para não dizer que não falei das flores"

    GABRIELA FREIRE LOBO ANÁLISE DA MUSICA “PARA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES” SANTA ISABEL-SP 2012 Para não dizer que não falei das flores de Ramalho “Para não dizer que não falei das flores” também conhecida com “Caminhando” escrita por Geraldo Vandré ficou em segundo lugar no festival internacional da canção de 1968, e depois disso, teve sua execução proibida durante anos, pela ditadura militar brasileira. Criou-se assim um hino na resistência, pois a melodia da canção tem um...

    590  Palavras | 3  Páginas

  • Malandragem e Identidade nos quadrinhos de Zé Carioca

    UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE COMUNICAÇÃO JULIO CESAR ROCHA GOMES CONVERSA DE MALANDRO: MALANDRAGEM E IDENTIDADE NACIONAL NOS QUADRINHOS DE CARIOCA. Salvador 2005 JULIO CESAR ROCHA GOMES CONVERSA DE MALANDRO: MALANDRAGEM E IDENTIDADE NACIONAL NOS QUADRINHOS DE CARIOCA Monografia apresentada à Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia como requisito parcial para a obtenção do grau de Bacharel em ComunicaçãoJornalismo. Orientadora: Profª...

    24509  Palavras | 99  Páginas

  • Músicas que tentaram 'mudar' o Brasil entre 1964 e 1985

    Músicas que tentaram 'mudar' o Brasil entre 1964 e 1985 Música: Cálice Chico Buarque e Milton Nascimento, com participação de Gilberto Gil. Trecho marcante: "Como é difícil acordar calado/ Se na calada da noite eu me dano/ Quero lançar um grito desumano/ Que é uma maneira de ser escutado". Contexto: O título da música é um jogo de palavras que mostra a ambiguidade entre "cálice" e "cale-se". Composta em 1973 por Chico e Gil, só pode ser lançada em 1978 por causa da forte censura do...

    1705  Palavras | 7  Páginas

  • Tcc musica e ditadura

    UNINOVE DUCICLEIDE SANTINO DO NASCIMENTO SOUZA RA 910110849 MÚSICAS CENSURADAS NOS ANOS 60 E 70 Música e ditadura (Chico Buarque) SÃO PAULO/SP 2012 (Chico Buarque) Trabalho de Conclusão de Cursos apresentado a UNINOVE, como exigência do Curso de Graduação do curso de História. Professor - Orientador: ÁLVARO GONÇALVES ANTUNES ANDREUCCI SÃO PAULO/SP ...

    8362  Palavras | 34  Páginas

  • Projeto brasil, historia e musica

    SOUSA RUDINEI CÉSAR LANZARINI BRASIL, HISTÓRIA E MÚSICA CURITIBA 2004 RICARDO ALEXANDRE DE SOUSA RUDINEI CESAR LANZARINI BRASIL, HISTÓRIA E MÚSICA PROJETO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO VERSANDO SOBRE O CURSO DE HISTÓRIA DA MÚSICA BRASILEIRA, MINISTRADO AOS ALUNOS DO 5º PELOTÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL...

    23877  Palavras | 96  Páginas

  • Trabalho Brasil Independente II - Tom Zé

    Índice   1.  Apresentação........................................................................03 2.  Sobre Tom .......................................................................04 3.  Sobre a Tropicália................................................................05 4.  Sobre a Capa........................................................................07 5.  Sobre as Músicas.................................................................07 6.  Bibliografia...............................

    3974  Palavras | 16  Páginas

  • Música alienada

    ● Música de protesto (MPB) É justo dizer que a MPB, durante os anos 1960 e 1970, esteve em trincheiras alegóricas. O motivo maior era a resistência contra a ditadura brasileira, endurecida após o decreto do Ato Institucional Nº 5, que suspendia direitos fundamentais do cidadão – entre eles a manifestação de cunho político. A voz contestatória dos artistas canalizada em forma de canções integra a série de reportagens sobre os 50 anos do Golpe Militar. Os nomes dos nossos heróis são muitos –...

    2875  Palavras | 12  Páginas

  • Musica nordestina

    Forró – Parte Viva da Nossa Identidade Geologia – 3.1433.1V Danilo Nascimento Mauricio Gabriel Victor Tadeu Forró: A Música que Expressa a Cultura Nordestina • Influências africanas e europeias no Brasil; • O Batuque; • Origem nordestina; • Ritmo mais tradicional do nordeste; Origem do Nome Forró • "For All"; • Forrobodó. Características do Forró • Sensualidade; • Grande sucesso pelo país; • Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Trio Nordestino, Genival Lacerda, Marinês...

    3071  Palavras | 13  Páginas

  • Influência africana na música brasileira

    INSTITUTO FEDERAL DO AMAPÁ- IFAP CAMPUS LARANJAL DO JARI CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA INFLUÊNCIA DA MÚSICA AFRICANA NA MÚSICA BRASILEIRA MARIA EDUARDA MARTINS DE ARAUJO LARANJAL DO JARI-AP 2014 1. INTRODUÇÃO As matrizes africanas que contribuíram para moldar a cultura e a música brasileira são aqui examinadas. Das congadas ao samba, passando pelos afoxés e blocos afro, a presença de elementos musicais e religiosos provenientes da África é...

    6292  Palavras | 26  Páginas

  • musicas

      A GEOGRAFIA COM RITMO Um dos mais importantes instrumentos didáticos que pode ter seu uso bastante difundido no ensino da Geografia é a música, pois crianças e adolescentes adoram música. Através de atividades musicais, promove-se a socialização e as trocas de aprendizagem. Estimula o aprendizado e tem o poder de despertar a criatividade, além de auxiliar o aluno no desenvolvimento de suas potencialidades, ajudando-a a usar o próprio corpo como meio de comunicação e expressão. A partir dela...

    964  Palavras | 4  Páginas

  • música e comunicação na ditadura militar

     A MÚSICA E A COMUNICAÇÃO NA DITADURA MILITAR Metodologia A Ditadura Militar Censura Principal Órgão de Censura (DIP) Principais Artistas Censurados (Música) Trechos Comparativos Memorial da Resistência de São Paulo Fotos Registro de Artistas (áudio e visual) Considerações Finais Justificativa O Brasil viveu um período de 21 anos sob um regime ditatorial. A Ditadura Militar teve seu inicio em 1964 através de golpe e se estendeu até 1985. Os militares tomaram o poder...

    9532  Palavras | 39  Páginas

  • A musica popular brasileira no tempo da ditadura

    Brasil, o que mais manchou a biografia do nosso país. Este período é marcado pelo despotismo, veto aos direitos estabelecidos pela constituição, opressão policial e militar, encarceramentos e suplício dos oponentes. A censura aos canais de informação, músicas, teatros e tudo que fosse contra o governo ditatorial. Em 13 de Março de 1964, João Goulart prega as necessidades das reformas de base em comício na Central do Brasil, Rio de Janeiro, diante do prédio do Ministério da Guerra. Em discurso de 65 minutos...

    14334  Palavras | 58  Páginas

  • Música brasileira anos 50 a 2012

    FACULDADE DULCINA DE MORAES CURSO ARTES CÊNICAS – NOTURNO CULTURA BRASILEIRA – FABIANO MEDEIROS ALUISIO JANUÁRIO DA SILVA ELAINE RODRIGUES JULIANA MACIEL A MÚSICA BRASILEIRA DOS ANOS 50 ATÉ 2012 Brasília, 30 de junho de 2012. A MÚSICA BRASILEIRA DOS ANOS 50 Os anos 50 foram marcados por grandes avanços científicos, tecnológicos e mudanças culturais e comportamentais. Foi a década em que começaram as transmissões de televisão, provocando uma grande mudança nos meios de comunicação. No campo...

    4030  Palavras | 17  Páginas

  • Projeto de estágio 1º ano

    tempo que o tempo tem” de Marisa Prado e “Os conselhos de Lobinho - Ecologia” de Mário Gomboli, aproveitando o fato de que os alunos da professora Paula gostam de ler histórias infantis. A intenção é de que eles possam vencer suas dificuldades de interpretação de maneira geral e em particular com os problemas de matemática. Utilizando a literatura infantil nas aulas de matemática, proporcionamos possibilidades de torná-la mais atrativa e motivadora. Com essa conexão, as crianças podem articular...

    1422  Palavras | 6  Páginas

  • Ditadura militar no brasil (pós-64) através da música: uma experiência em sala de aula

    1 DITADURA MILITAR NO BRASIL (PÓS-64) ATRAVÉS DA MÚSICA: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA Sarita Maria Pieroli 1 RESUMO O presente artigo tem o objetivo de discutir e analisar a relação música e história nos períodos de 1964 a 1984, quando ocorre o Golpe de Estado, tantas vezes ensaiado e finalmente deflagrado, dando início à ditadura militar e, que ficou no poder até o ano de 1985. A partir deste contexto vamos analisar as manifestações culturais, sociais e políticas deste período através...

    6227  Palavras | 25  Páginas

  • Os festivais e as musicas de protesto

    OS FESTIVAIS E AS MUSICAS DE PROTESTO No início da década de 1960, a TV Tupi de São Paulo produziu um programa chamado “Hora da Bossa”. A apresentação desses programas dotados de novidades musicais era viabilizada por uma época em que vários shows em universidades, barzinhos e rádios aconteciam simultaneamente. Essa efervescência musical inspirou o produtor de TV Solano Ribeiro a realizar o I Festival da Música Popular Brasileira. O torneio, disputado em 1965, foi vencido por Elis ...

    723  Palavras | 3  Páginas

  • Música Popular Brasileira (MPB)

     Trabalho de Artes Música Popular Brasileira (MPB) Nome: Ygor Attila De Lima n° 34 Introdução A música popular brasileira (MPB) é um gênero musical brasileiro. Apreciado principalmente pelas classes médias urbanas do Brasil, a MPB surgiu a partir de 1966, com a segunda geração da Bossa Nova. Na prática, a sigla MPB anunciou uma fusão de dois movimentos musicais até então divergentes, a Bossa Nova e o engajamento folclórico dos Centros Populares de Cultura da União...

    921  Palavras | 4  Páginas

  • história zé ramalho

     Ramalho - história Em 3 de Outubro de 1949, na pequenina cidade de Brejo do Cruz, no sertão da Paraíba nasceu José Ramalho Neto, filho de Antônio de Pádua Pordeus Ramalho e Estelita Torres Ramalho, ele seresteiro e ela professora. Morou em Brejo do Cruz até 1951 quando perdeu seu pai, que morreu afogado em um açude, e ai seu avô, José Alves Ramalho o pegou para criar, é dai que vem a pronúncia Avôhai (Avô e Pai), o próprio nos fala que este nome lhe foi soprado por entidades extra-terrestres...

    1385  Palavras | 6  Páginas

  • A MÚSICA E A CENSURA NA DITADURA MILITAR

    A MÚSICA E A CENSURA NA DITADURA MILITAR Introdução: Para compreendermos algumas informações sobre a música e a censura na época do golpe militar, que foi deflagrado em 1964, havia neste período movimentos políticos sociais como sindicatos, movimentos estudantil, movimentos de trabalhadores onde todos tinham grande representação diante do destino da nação brasileira. Com a chegada da Ditadura Militar estes movimentos se acabaram ou ficaram as escondidas. No ano de 1968, os estudantes ainda...

    1565  Palavras | 7  Páginas

  • Leitura e Interpretação

     Parte I: Interpretação Textual Texto 1: Curiosidades da cultura local Após quase 20 anos de vivência brasileira, ainda hoje me ocorrem dúvidas respeito da cultura do país. Dia desses, dei risada com uma chamada do programa de Amaury Júnior, que pedia para ligar no “fim da noite”. É um conceito um tanto quanto impreciso. Ou sou eu que não consigo entender a noção do tempo na televisão? Sempre que tento sintonizar Ô, Coitado, por exemplo, está passando o Ratinho. O meu seriado favorito...

    1799  Palavras | 8  Páginas

  • Musica nas aulas de Geografia

    Os temas escolhidos se referem às diferenças regionais do Brasil: políticas, sociais, econômicas e principalmente a diversidade cultural brasileira. No decorrer do desenvolvimento do ciclo, os alunos desenvolverão atividades utilizando imagens, músicas, mapas, obras de arte, textos, paródias, desenhos e outros materiais. Os alunos envolvidos no processo deverão realizar pesquisas, ler, desenhar, trabalhar com mapas, pintar, criar legendas, expressar-se oralmente, realizar atividades individuais...

    23489  Palavras | 94  Páginas

  • Música nordestina - baião - luiz gonzaga

    ainda ligadas a tradições populares, formassem uma espécie de ponte entre esses dois universos: o da canção popular dos anos sessenta do século passado e o da música étnica. É exatamente essa característica que possuem os presentes autores que trará as manifestações antes étnicas e folclóricas do Nordeste brasileiro ao campo propriamente da música popular urbana, adaptada aos gostos da classe média e baixa, principalmente no eixo Rio-São Paulo ao final da década de 40 e início dos anos 50 do século XX...

    4233  Palavras | 17  Páginas

  • Edu lobo e carlos lyra: o nacional e o popular na canção de protesto (os anos 60)

    artísticas são analisadas com vistas a captar os vínculos entre o nacional-popular na canção brasileira e o impressionismo (C. Debussy), o cool-jazz (Miles Davis), Rodgers and Hart, Heitor Villa-Lobos (modernismo), Waldemar Henrique. Palavras-chave: música de protesto, nacional-popular, linguagem. ABSTRACT This is a study if the possible connections between the protest song (Edu Lobo, Carlos Lyra) and the CPC discourses in the 1960s. The artistics creations are analysed with a view to pointing...

    14231  Palavras | 57  Páginas

  • O papel da leitura na formação do cidadão

    O PAPEL DA LEITURA NA FORMAÇÃO DO CIDADÃO - por Inajá Martins de Almeida Não consigo ver um cidadão completo, que não saiba ler e interpretar as situações que o rodeiam; em minha concepção, leitura não significa simplesmente o quê os textos nos apresentam, mas qualquer percepção que tivermos no nosso cotidiano: das conversas entre amigos, da fala do professor a nossa frente, da interpretação de um filme – o quê os personagens nos transmitem através da tela – dos homens de Deus nos púlpitos ao ministrar...

    3764  Palavras | 16  Páginas

  • MPB E A POLITICA BRASILEIRA

    HISTÓRICO A música popular brasileira surgiu em um momento de declínio da Bossa Nova, gênero considerado renovador da música brasileira nos anos 50. Nos anos 60, a bossa nova passou por transformações e, a partir de uma nova geração de compositores, o movimento chega ao fim. Na metade dessa década a MPB surge como um acrônimo às músicas não elétricas que surgiram após o fim da Bossa Nova. Os artistas e o público da MPB foram ligados em sua maioria aos estudantes e intelectuais, fazendo com que...

    1127  Palavras | 5  Páginas

  • Geraldo Vandre

    GERALDO VANDRÉ: O MORTO-VIVO DA DITADURA DO BRASIL “Deixo claro que a firmeza do meu canto vem da certeza que tenho de que o poder que cresce sobre a pobreza e faz dos fracos riqueza, foi que me fez cantador”. (Geraldo Vandr? ? em 1968, na introdução da canção “Terra Plana”) Só existem dois mitos na música brasileira: Elis Regina e Geraldo Vandré. Elis com a sua morte precoce, aos 36 anos, e Geraldo Vandré com a sua renúncia à vida, na “volta” do ex ílio em 1973. Geraldo Vandré se transformou...

    3204  Palavras | 13  Páginas

  • Obras do PAS 2013

    Gomes MÚSICAS/ÓPERAS 1. Assim falou Zaratustra, de R. Strauss; 2. A história do soldado, de Strawinsky; 3. Beba Coca Cola, de Gilberto Mendes e Décio Pignatari; 4. Motet em Ré m; de Gilberto Mendes e Décio Pignatari; 5. Suite for Toy Piano - Suíte para piano de brinquedo, de John Cage – para fazer contraponto com a música de brinquedo do Pato Fu (Primavera); 6. Garota de Ipanema, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes – versão original e versão em inglês (Norman Gimbel); 7. Cidadão, de Geraldo...

    633  Palavras | 3  Páginas

  • Ditadura militar

    O presente trabalho analisa e indica trechos de músicas com caráter de protesto no Brasil na época da ditadura militar. A metodologia a ser utilizada é a Análise do Discurso (AD), por acreditar ser capaz de mostrar a ideologia contida nas músicas de protesto e a sagacidade dos autores que incutiam em músicas populares complexidades para tentar burlar a censura que, no Brasil, foi instalada juntamente com os Atos Institucionais. No Brasil, a música popular, provavelmente mais do que qualquer outra...

    13396  Palavras | 54  Páginas

  • Música Popular Brasileira

    1. A história da mpb(música popular brasileira)RodrigoIgorFelipeMarcelo 2. Podemos dizer que a MPB surgiu ainda no período colonial brasileiro, a partir da mistura de vários estilos. Entre os séculos XVI e XVIII, misturou-se em nossa terra, as cantigas populares, os sons de origem africana, fanfarras militares, músicas religiosas e músicas eruditas européias. Também contribuíram, neste caldeirão musical, os indígenas com seus típicos cantos e sons tribais. 3. Na segunda metade do século XIX, surge...

    624  Palavras | 3  Páginas

  • aCENDER AS VELAS DE zÉ kETI

    Nascido em 16 de setembro de 1924 José Flores de Jesus, ficou conhecido como Kéti . Em 1924, foi morar em Bangu na casa do avô, o flautista e pianista João Dionísio Santana, que costumava promover reuniões musicais em sua casa, das quais participavam nomes famosos da música popular brasileira como Pixinguinha, Cândido (Índio) das Neves, entre outros. Filho de Josué Vale da Cruz, um marinheiro que tocava cavaquinho, cresceu ouvindo as cantorias do avô e do pai. Após a morte do avô, em 1928, mudou-se...

    565  Palavras | 3  Páginas

  • Anos 60 - músicas

    o nome Os Reis do Iê, Iê, Iê.  Os Beatles fazem um show histórico no Shea Stadium, em 1965.Eram cerca de 55.000 pessoas. Em 1965 Elis Regina interpreta Arrastão, de Vinícius de Moraes e Edu Lobo, e com isso surge a MPB, ou Música Popular Brasileira, noFestival de Música Popular Brasileira da TV Record.  O programa Jovem Guarda estreia em 1965, apresentado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa. O programa de tevê acaba gerando o movimento com o mesmo nome, onde os jovens tiveram pela...

    559  Palavras | 3  Páginas

  • Musica no FIM da ditadura

    A música popular brasileira no fim da ditadura Podemos dizer que a música popular brasileira teve uma fase áurea durante o regime militar. Se bem que alguns expoentes da área, como Roberto Carlos, flertavam com os militares, o que de melhor foi produzido por aqui na música popular foi daqueles autores que contestavam o regime. Nomes que até hoje marcam a mais alta qualidade da MPB, como Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Edu Lobo, produziram suas obras primas em corajosas manifestações...

    1799  Palavras | 8  Páginas

  • Sentidos E Sujeitos Censura Na Musica Popular

    Sentidos e sujeitos cambiantes: ditadura militar e censura na música popular brasileira Ana Cláudia de Moraes Salles1 Universidade do Estado de Mato Grosso Resumo: Este artigo objetiva analisar discursivamente a música Mulheres de Atenas de Chico Buarque, composta no período de vigência do regime militar brasileiro, visualizando as maneiras que a música, enquanto material simbólico, produz efeitos de sentido diversos para distintas posições-sujeito. Assim, tomando como base a Análise de Discurso...

    5371  Palavras | 22  Páginas

  • O NATAL DO ZÉ

    O NATAL DO TEXTO DE AUGUSTO ROBERTO PRESENTE: COMEÇA O ESPETÁCULO, ENTRAM OS ATORES EM CENA COM A MÚSICA Also Sprach Zarathustra de Richard Strauss ficam de costas pra platéia até o ponto forte da música. Viram-se de frente e dizem. Ator – Boa noite respeitável público. Ator 1 – Boa noite adorável público Ator 2 – Boa noite público de primeira Ator 3 – Boa noite público de segunda Ator – O Grupo Epidaurus tem a honra de apresentar, Ator 1 – Um dos espetáculos mais lindos da terra...

    7087  Palavras | 29  Páginas

  • A influência da musica Indiana na cultura musical brasileira.

    06/02/2015 Pesquisa: A influência da música indiana na cultura musical brasileira. A Música Clássica Indiana inicia sua história em luxuosos palácios das antigas cortes mongóis, sendo tocada apenas para a mais alta realeza Hindu. Sua origem é encontrada nos tratados filosóficos conhecidos como Vedas (uma das mais antigas escrituras da tradição Hindu). Em princípio surge com poucas notas, sendo cantada como Samagana, 3 notas. Suas frases evoluem para uma melodia mais completa, chamada Jatis...

    889  Palavras | 4  Páginas

  • Ditadura e Musica

    manifestação que fosse contrária ao governo imposto no país. Não demorou para a música – enquanto manifestação artístico-cultural de forte teor político – estar entre os principais alvos da censura. Mas nem isso calava a voz dos artistas. Assim se iniciou o protesto à Ditadura Militar, firmou-se como uma forma de protesto para extravasar a liberdade de expressão amordaçada. Palavras chave Ditadura, golpe de Estado, música, censura, repressão, cassação e exílios. A Ditadura que gestou 1964 visava...

    969  Palavras | 4  Páginas

  • Análise da música parque industrial

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE LETRAS E LINGUÍSTICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE LITERATURA II Análise da Canção Parque Industrial de Tom Bruno de Sousa Figueira Retocai o céu de anil/ Bandeirolas no cordão/ Grande festa em toda a nação./ Despertai com orações/ O avanço industrial/ Vem trazer nossa redenção./ Tem garota-propaganda/ Aeromoça e ternura no cartaz,/ Basta olhar na parede,/ Minha alegria/ Num instante se refaz/ Pois...

    2646  Palavras | 11  Páginas

  • A MUSICA NAS SERIES INICIAIS

     FACULDADE KURIOS - FAK CURSO DE HABILIATAÇÃO EM PEDAGOGIA             APRENDENDO ATRAVÉS DA MÚSICA NAS SÉRIES INICIAIS    FRANCISCA ANGÉLICA DE OLIVEIRA                                                                             pacajus – CE 2013        FRANCISCA ANGÉLICA DE OLIVEIRA           APRENDENDENDO ATRAVÉS DA MÚSICA NAS SÉRIES INICIAS           Artigo apresentado à Faculdade Kurios - FAK, como parte dos requisitos necessários à obtenção do título...

    5993  Palavras | 24  Páginas

  • Música na Praça

    PROJETO MÚSICA NA PRAÇA 1 - Considerações iniciais O projeto “Música na Praça” é uma forma simples e eficaz de aproximar a música do público. Afinal “a Praça é do povo como o céu é do condor” como escreveu nosso poeta Castro Alves. O grupo Pixin Bodega, que executará o projeto, acredita que as praças, locais de compartilhamento de prazer, devem ser ocupadas, que as idéias devem ali ser divididas e construídas e que nelas estejam refletidas as identidades das comunidades que habitam seus entornos...

    697  Palavras | 3  Páginas

  • Ze ramalho

    Estas duas músicas tem como objetivo alertar as pessoas e as fazerem refletir a respeito da cidadania. Cidadão RamalhoTá vendo aquele edifício moçoAjudei a levantarFoi um tempo de afliçãoEram quatro conduçãoDuas prá ir, duas prá voltarHoje depois dele prontoOlho prá cima e fico tontoMas me vem um cidadãoE me diz desconfiado"Tu tá aí admirado?Ou tá querendo roubar?"Meu domingo tá perdidoVou prá casa entristecidoDá vontade de beberE prá aumentar meu tédioEu nem posso olhar pro prédioQue eu ajudei...

    1075  Palavras | 5  Páginas

  • Censura no Brasil

    compor obras que possuíssem duplo sentido, tentando alertar aos mais atentos, e tentando despistar a atenção dos militares, que geralmente descobriam que a música se tratava de uma crítica a eles apenas após a aprovação e sucesso entre o público das mesmas. Um dos exemplos mais marcantes do jogo linguístico e musical presentes do período é a música Cálice, composta por Chico Buarque e Gilberto Gil. Além do título da composição ter som idêntico à expressão Cale-se, seus versos poderiam ser confundidos...

    3938  Palavras | 16  Páginas

  • Fazendo música, jogando bola no cantinho do vovô: a comunidade alternativa dos novos baianos em jacarepaguá (1971-1976).(

    UNIVERSIDADE GAMA FILHO CURSO DE HISTÓRIA FAZENDO MÚSICA, JOGANDO BOLA NO CANTINHO DO VOVÔ: A COMUNIDADE ALTERNATIVA DOS NOVOS BAIANOS EM JACAREPAGUÁ (1971-1976) Rio de Janeiro 2004.1 UNIVERSIDADE GAMA FILHO CURSO DE HISTÓRIA FAZENDO MÚSICA, JOGANDO BOLA NO CANTINHO DO VOVÔ: A COMUNIDADE ALTERNATIVA DOS NOVOS BAIANOS EM JACAREPAGUÁ (1971-1976) Trabalho de conclusão de curso, apresentado...

    20395  Palavras | 82  Páginas

  • Música e Ditadura Militar: a linguagem musical em sala de aula

    UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ CAMPUS DE JACAREZINHO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO CURSO DE LICENCIATURA EM HISTÓRIA GIOVANY PEREIRA VALLE MÚSICA E DITADURA MILITAR: A LINGUAGEM MUSICAL EM SALA DE AULA JACAREZINHO 2014 GIOVANYPEREIRA VALLE MÚSICA E DITADURA MILITAR: A LINGUAGEM MUSICAL EM SALA DE AULA Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Estadual do Norte do Paraná como requisito parcial para a obtenção do título de Licenciatura...

    35488  Palavras | 142  Páginas

  • literatura e musica no ensino de História

    Literatura e música no ensino de História: as revoltas republicanas e a história não oficial Resumo A literatura e a música assim como os demais meios de comunicação são representações da realidade, escolhidas e recortadas de acordo com as ideologias de quem as escreve ou daqueles para quem se escreve. No ensino de História, essas mídias podem ser muito uteis para se derrubar certos mitos ou representações ideológicas de determinados fatos. Esse artigo vem desconstruir a história dita “Oficial”...

    3661  Palavras | 15  Páginas

  • KKPKJ

    a na música popular brasileira Resumo: As matrizes africanas que contribuíram para moldar a cultura e a música brasileira são aqui examinadas. Das congadas ao samba, passando pelos afoxés e blocos afro, a presença de elementos musicais e religiosos provenientes da África é marcante na nossa história, como ainda hoje se evidencia nas escolas de samba e nos sambas-enredo. Mas atualmente se constata também uma progressiva desafricanização da música popular brasileira, o que aponta para o fenômeno...

    16749  Palavras | 67  Páginas

  • Show Opinião

    SHOW OPINIÃO: NARA LEÃO, JOÃO D0 VALE E KETI. O TEATRO E A MÚSICA POPULAR EM FAVOR DO PROTESTO. Recírio José Guerino recíriojosé@hotmail.com RESUMO: Este artigo apresenta um estudo sobre o Show Opinião, um espetáculo músico teatral que se destacou como marco no mundo do Teatro musicado, representando os ideais de protesto e resistência democrática frente ao Regime Militar no Brasil; inaugurando o período arte politizada. PALAVRAS- CHAVE: Show Opinião - Arte politizada - Resistência...

    4719  Palavras | 19  Páginas

  • Música em Minas Gerais

    Minas Gerais & Música Márcio Miranda Pontes Muito se pesquisou sobre a música em Minas Gerais nas últimas décadas. Dissertações de mestrado foram produzidas e encontros de Musicologia Histórica e Pesquisa em Música foram realizados tendo seus anais publicados. Assim, hoje, o conhecimento sobre a música mineira é incomparavelmente maior que à época do pioneiro Curt Lange. Com o presente trabalho propomo-nos apresentar um panorama cronológico e institucional da Música em Minas Gerais com ênfase...

    12946  Palavras | 52  Páginas

  • Portfólio de Atualidades - Música Admirável Chip Novo - Pitty

    Apresentação II. Música III. Introdução IV. Desenvolvimento V. Considerações Finais VI. Referências Bibliográficas Ipiaú 2013 Apresentamos este portfólio na disciplina de Atualidades ministradas pela Profª Mirian Nascimento para fins avaliativos. O trabalho realizado nesta unidade é baseado na música “Admirável Chip Novo’’. Priscilla Magalhães e Raiane Nascimento Música Pane no sistema alguém...

    1015  Palavras | 5  Páginas

  • A CENSURA NA MÚSICA BRASILEIRA

    A CENSURA NA MÚSICA BRASILEIRA Acadêmica: Thelma Altvater Professora: Eulália Moraes Resumo: Neste artigo tratou-se dos processos de manifestação cultural no período em que foi instaurada a ditadura militar no Brasil, que vai de 1969 a 1985. Durante este tempo a música foi a principal expressão crítica e intelectual das proibições contidas nos Atos Institucionais, em especial o AI-5. A busca por uma identidade nacional fez com a música brasileira tenha se infiltrado nos segmentos sociais...

    5633  Palavras | 23  Páginas

  • Musica popular brasileira

    aconteceu em 1922, com um pronunciamento do então presidente Epitácio Pessoa. Entretanto, as primeiras radiodifusoras do país inauguraram suas transmissões somente em 1923. Na programação, além dos noticiários, as emissoras começaram a investir na música e nos programas que eram transmitidos “ao vivo” e diretamente aos auditórios, com a participação dos melhores artistas da época. O rádio foi tomando lugar como importante veículo de comunicação e entretenimento da população brasileira. Comerciantes...

    1223  Palavras | 5  Páginas

  • A música capixaba como ferramenta pedagógica no processo de (re)conhecimento da identidade

    FAESA Faculdade de Educação e Comunicação Social Pós-Graduação em Formação Docente A música capixaba como ferramenta pedagógica no processo de (re)conhecimento da identidade. Fábio Flores Marcus Trancoso Marcelo Ferreira Vitória, setembro de 2005 FÁBIO FLORES MARCUS TRANCOSO MARCELO FERREIRA A música capixaba como ferramenta pedagógica no processo de (re)conhecimento da identidade. Trabalho...

    13694  Palavras | 55  Páginas

  • Plano para aula de música - 11 anos

    Interação e diversão do grupo, a expressão individual e em grupo; Conteúdo: Entrada: Música de Entrada e Interação – Trecho da música: Canto do povo de algum lugar (Bendegó) Atividade 1: Roda de andamentos Atividade 2: Música Pim Pam Pam (Oscar Torales) (Adaptação Mayza) Atividade 3: Paisagem sonora Despedida: Relaxamento Descrição das Atividades Propostas: Entrada: Música de Entrada e Interação – Trecho da música: Canto do povo de algum lugar (Bendegó) Trecho: “Todo dia o sol levanta e a gente...

    991  Palavras | 4  Páginas

tracking img