Há Diferença Entre O Conceito Kantiano De Modernidade Apresentado Ao Falar De Iluminismo E O Conceito Que Normalmente Temos De Modernidade Qual É A Diferença artigos e trabalhos de pesquisa

  • Modernidade e Pos-Modernidade

    JORCINEI DA SILVA JARCEM ATIVIDADE 02 RIO BRILHANTE – MS NOVEMBRO/2013 JORCINEI DA SILVA JARCEM ATIVIDADE 02 Trabalho apresentado ao Profº José Moacir da Disciplina de Filosofia e Ética do Curso de Graduação em Administração Pública (Bacharelado), Pólo de Rio Brilhante, da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. UFMS RIO BRILHANTE - MS 05 DE NOVEMBRO...

    1849  Palavras | 8  Páginas

  • texto ILUMINISMO OU BARBÁRIE A CRISE DA CIVILIZAÇÃO MODERNA

    Rouanet, Sergio Paulo, Iluminismo ou barbárie , in Mal estar na modernidade, S. Paulo, Cia das Letras,1993, pp 9-45. 1 I ILUMINISMO OU BARBÁRIE A CRISE DA CIVILIZAÇÃO MODERNA Todos dizem que a modernidade está em crise. É um lugar-comum, mas como outros lugarescomuns este pode ser até verdadeiro, desde que se entenda bem o alcance do diagnóstico. O que existe atrás da crise da modernidade.é uma crise de civilização. O que está em crise é o projeto moderno de civilização, elaborado pela...

    17492  Palavras | 70  Páginas

  • Pos modernidade

    PÓS-MODERNIDADE vs. MODERNIDADE – A QUESTÃO DA RACIONALIDADE Postmodernity vs. Modernity – the issue of rationality Resumo A pós-modernidade não pode ser compreendida como a nova forma do autismo na filosofia. Depois do monólogo do sujeito moderno, parece que hoje em dia temos o monólogo do indivíduo pós-moderno. Porém, afirmando a diferença, a pósmodernidade ajuda a pensar algo novo na filosofia. Ajuda a sair do deserto do pensamento metafísico, no qual não aparecem coisas novas, mas se repetem as...

    6571  Palavras | 27  Páginas

  • A Constru O Estetica E Teorica De Personagens No Iluminismo Alem O Lessing Moses Mendelssohn M

    TRISTAN TORRIANI A CONSTRUÇÃO ESTÉTICA E TEÓRICA DE PERSONAGENS NO ILUMINISMO ALEMÃO: LESSING, MOSES MENDELSSOHN, MOZART E KANT Tese de Doutorado apresentada ao Departamento de Filosofia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas sob a orientação do Prof. Dr. Oswaldo Giacoia Junior. Este exemplar corresponde à redação final da Tese defendida e aprovada pela Comissão Julgadora em 08 / 11 / 2004 BANCA Prof. Dr. Oswaldo Giacoia Junior (orientador) Profa. Dra...

    124905  Palavras | 500  Páginas

  • Pos modernidade

    A IDENTIDADE CULTURAL NA PÓS-MODERNIDADE Stuart Hall Livro na íntegra (totalmente escaneado) (Do livro: A identidade cultural na pós-modernidade, DP&A Editora, 1ª edição em 1992, Rio de Janeiro, 11ª edição em 2006, 102 páginas, tradução: tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro) 1. A IDENTIDADE EM QUESTÃO A questão da identidade está sendo extensamente discutida na teoria social. Em essência, o argumento é o seguinte: as velhas identidades, que por tanto tempo estabilizaram o...

    7776  Palavras | 32  Páginas

  • Job De Pos Modernidade

    presente trabalho irá debruçar-se em torno do seguinte assunto Sociedade Transparente: Reflexões sobre a pós-Modernidade em Gianni Vattimo1, em sua obra reflecte acerca do pensamento de Nietzsche e Heidegger tendo como foco a discussão pós-moderna, e relacionando-se a problemática Nietszcheana do eterno retorno à problemática Heideggeriana da ultrapassagem da metafísica. Contudo, em Vattimo a modernidade pode caracterizar-se de facto por ser dominada pela ideia de História do pensamento como iluminação progressiva...

    3479  Palavras | 14  Páginas

  • TRADIÇÃO E MODERNIDADE

    TRADIÇÃO E MODERNIDADE Adriano Duarte Rodrigues, Universidade Nova de Lisboa Considerar a oposição entre tradição e modernidade é já uma herança moderna, uma vez que é em relação ao processo de ruptura inaugurado pela modernidade que os ideais em relação aos quais ela se demarca são definidos como tradicionais, tal como é em relação aos ideais da tradição que os projectos de ruptura em relação a esses ideais são definidos como modernos. O facto de a modernidade se definir a si própria como...

    6423  Palavras | 26  Páginas

  • Dicionario de Conceitos

    Brasil) Silva, Kalina Vanderlei Dicionário de conceitos históricos / Kalina Vanderlei Silva, Maciel Henrique Silva. – 2.ed., 2ª reimpressão. – São Paulo : Contexto, 2009. Bibliografia ISBN 978-85-7244-298-5 1. História – Dicionários 2. História – Estudo e ensino I. Silva, Maciel Henrique. II. Título. 05-3069 Índices para catálogo sistemático: 1. Conceitos históricos : Dicionários 903 2. Dicionários : Conceitos históricos 903 CDD-903 Editora Contexto ...

    187433  Palavras | 750  Páginas

  • Crise da modernidade

    CRISE DA MODERNIDADE * Principais ícones da Modernidade para Bauman em “A sociedade individualizada”: 1) A fábrica fordista, que reduzia as atividades humanas a movimentos esteriotipados, rotineiros, planejados, mecânicos e inquestionáveis, mantendo afastada toda espontaneidade e iniciativa individual; * Bauman caracteriza esta fase como “Modernidade Sólida” justamente devido a referência às grandes indústrias e fábricas resultantes da Revolução Industrial, cujo nome ele batiza de “sociedade...

    3418  Palavras | 14  Páginas

  • Iluminismo, historismo e democracia

    Iluminismo, historismo e democracia Luiz Rogério Fernandes Estudante de Serviço Social 2º período – PUC – Coração Eucarístico Resumo Os ideais iluministas vieram elucidar um anseio do homem em encontrar uma maneira pacífica de conviver. Emergem conceitos de universalismo, autonomia e liberdade como bases para a construção de uma sociedade igualitária que não discriminasse a subjetividade humana. Existiria uma universalidade que não agride as diferenças culturais, étnicas...

    1522  Palavras | 7  Páginas

  • Filosofia

    ATIVIDADE 1 1. Com base no texto apresentado, qual o motivo prático que levou os gregos a inventarem a filosofia, uma forma de saber que pretende ser neutra, objetiva, universal, única, distinta da religião e do senso comum? R- Por terem sido o primeiro povo que, ao tentar resolver seus problemas, o fez como se estivesse resolvendo os problemas de todos os seres humanos, de todos os povos, para todo os tempos , o que torna os gregos os inventores da filosofia. 2. Procure descrever o que...

    1024  Palavras | 5  Páginas

  • A indentidade cultural na pós-modernidade - resumo

    objetivo era analisar as conseqüências dessa fragmentação. Duplo deslocamento ocasiona a crise da identidade: deslocamento do indivíduo no mundo social em que vive e deslocamento de si mesmo. Existiam três concepções de indentidade: a) sujeito do Iluminismo b) sujeito sociológico c) sujeito pós-moderno. ILIMINISTA: concepção individualista do sujeito; indivíduo centrado, dotado de razão, consciente de sua ação; é o centro do “eu”. SOCIOLÓGICO: o centro do “eu” passou a ser formado na relação...

    1636  Palavras | 7  Páginas

  • Fichamento identidade cultural na pos modernidade

    Fichamento HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade; tradução de Tomaz Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro. – 10°. ed. – Rio de Janeiro: DP&A, 2005. No capítulo 1 do livro “A Identidade cultural na Pós-Modernidade”, Stuart Hall busca avaliar se estaria ocorrendo uma crise com a identidade cultural, em que consistiria tal crise e qual seria a direção da mesma em momento pós-moderno. Este livro é escrito a partir de uma posição basicamente simpática à afirmação de que as identidades...

    5283  Palavras | 22  Páginas

  • Identifique as grandes características de cada período histórico da Filosofia

    filósofos desse período foram importantíssimos para o desenvolver do pensamento, dentre eles o que mais se destacou foi Tales de Mileto. Já no período Socrático ou Antropológico, sua grande característica era buscar a essência de cada coisa, procurava o conceito e não só a opinião de cada um sobre nós mesmos, coisas, ideias, valores; Suas principais figuras foram Platão e Aristóteles. O período Helenístico ou Greco-romano surgiu depois do declínio político. Dava-se ênfase a felicidade e como as pessoas...

    664  Palavras | 3  Páginas

  • filosofia

    características de cada período histórico da filosofia, tendo por base a ideia de que os antigos são fisiocêntricos, os medievais são teocêntricos e os modernos são antropocêntricos. IDADE ANTIGA (SÉC. V A.C – IV D.C) Durante o período da Filosofia Antiga temos o homem, servo da natureza, voltado a descobrir a origem do mundo e as causas das transformações da natureza. Nela, pensar era apenas observar ociosamente, contemplar a natureza, sendo o trabalho considerado indigno, atividade apenas dos escravos. ...

    731  Palavras | 3  Páginas

  • Pós modernidade

    ós Modernidade: que tempos são estes? Adriano D. Quadrado 1 Resumo: O artigo estuda a teoria acerca da pós-modernidade e visita alguns dos principais autores que escreveram sobre o tema. Partindo da oposição do período atual com o período moderno, o estudo entende que vivemos tempos paradoxais, tempos de aparente ruptura, que se definem como a negação do que antes havia, mas que também conservam características da era anterior. O artigo discute a idéia de que hoje não temos mais modelos e...

    9654  Palavras | 39  Páginas

  • Fichamento do livro geografia e modernidade

    Página Parágrafo INTRODUÇÃO 09 01 aproximadamente três anos, um debate sobre a reforma do ensino secundário francês relançou uma antiga discussão em torno do papel e da importância da manutenção da geografia no currículo do ensino básico. (...) A geografia nunca teria produzido resultados suficientes para fazê-la figurar ao lado das disciplinas “verdadeiramente” científicas; ela pretende integrar quase todos os ramos do saber, mas na verdade não ultrapassa o patamar das relações banais entre...

    19081  Palavras | 77  Páginas

  • AD-/3

    momento, o homem passa de simples coadjuvante para ser Senhor sobre a natureza, usando-a a seu favor. Através dessa nova forma de pensar desenvolve seu saber nas artes, ciências, politica, etc... 2. Em que medida poderíamos dizer que hoje em dia pessoas que vivem de modo antigo, de modo medieval, ou de modo moderno? Faça-o com exemplos. Ainda Hoje, encontramos pessoas que vivem de modo antigo, mas não na sua totalidade, as pessoas não se preocupam mais em saber a verdade e a origem das ...

    639  Palavras | 3  Páginas

  • a historia da filosogia

    reconhecer que, sendo todos os seres humanos, seres conscientes e racionais, todos têm igualmente o direito ao pensamento e à verdade, são principais características: A Filosofia do renascimento, Racionalismo, empirismo, Iluminismo. 2. Em que medida poderíamos dizer que hoje em dia pessoas que vivem de modo antigo, de modo medieval, ou de modo moderno? Faça-o com exemplos. - Podemos dizer, que nos dias atuais, muitos de nós vivemos sim na idade antiga. Na medida em que questionamos o mundo ao...

    728  Palavras | 3  Páginas

  • Modernidade, Pós-modernidade e Educação: Como começar segunda-feira de manhã?

    Modernidade, Pós-modernidade e Educação: Como começar segunda-feira de manhã? Sérgio Augusto Freire de Souza Professor do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras da Universidade Federal do Amazonas, Mestre em Letras pela UFAm e Doutor em Lingüística pela Universidade Estadual de Campinas –UNICAMP. “A educação é movimento e ordem, sistema e contestação. O saber que existe solto e a tentativa escolar de prendê-lo num tempo e num lugar. A necessidade de preservar na consciência...

    11158  Palavras | 45  Páginas

  • Outeriral- Adolescencia e Modernidade

    Capitulo 14 Adolescência: modernidade e pós-modernidade Não sou nenhum Spinoza para fazer piruetas no ar Tchekhov Outro título possível... A metamorfose ambulante de Pedrinho Skywalker em Gotham City Enunciado.... O enunciado básico desta...

    18124  Palavras | 73  Páginas

  • Modernidade e identidade

    uma ideologia, isto é, um trabalho sobre idéias conhecidas como entidades dotadas de substância própria, com um desenvolvimento independente e submetidas tão-somente às suas próprias leis. (Karl Marx) Na modernidade, a ênfase na razão e no aprimoramento do conhecimento pretendeu avançar no domínio da natureza como forma de contribuir para o progresso da sociedade, por isso, nesse período a educação teve um papel bastante relevante. Goergen (2005, p.59) afirma...

    19395  Palavras | 78  Páginas

  • historia da filosofia

    da cristologia de Santo Agostinho.4 Este ponto de vista encontra resistência entre alguns teólogos que alegam que ele representa um desafio para a trindade. Um desses teólogos é Carl Baaten que disse: "Se podemos falar de Deus, que é realmente Deus à parte de Cristo, na verdade não razão para a doutrina da Trindade. Algum tipo de unitarianismo vai fazer o trabalho."5 PPaul F. Knitter, em sua defesa, como cristão teocêntrico, disse que isso depende de como a unidade entre Deus e Jesus Cristo é...

    1964  Palavras | 8  Páginas

  • Exercício ad 2

    de mundo, de novos valores e ideais, onde o ser humano pode transformar o mundo. Conceito de Deus = natureza, Surgimento da política e do pensamento crítico. A filosofia contemporânea ainda está em desenvolvimento, um terreno desconhecido, onde “o velho morreu e o novo ainda não consegue nascer” (Gramsci), ou seja uma instabilidade e tudo pode acontecer. 2. Em que medida poderíamos dizer que hoje em dia pessoas que vivem de modo antigo, de modo medieval, ou de modo moderno? Faça-o com...

    654  Palavras | 3  Páginas

  • : Filosofia e ética

    1) Com base no texto apresentado, qual o motivo prático que levou os gregos a inventarem a filosofia, uma forma de saber que pretende ser neutra, objetiva, universal, única, distinta da religião e do senso comum? Uma forma de resolver os problemas de todos os seres humanos, de todosos povos e para sempre, trazendo em si uma forma ravional de agir um conceito que servisse para todos em qualquer época. 2) Procure descrever o que se entende por filosofia no senso comum. Pergunte a algumas...

    932  Palavras | 4  Páginas

  • S. Hall - A identidade cultural na pós-modernidade

    Hall, Stuart – “A identidade cultural na pós-modernidade”. Tradução: Tomaz T. Silva e Guacira L. Louro. 11. ed., 1. Reimp. – Rio de Janeiro: DP&A, 2011. Título original: “The question of cultural identity”, em: S. Hall, D. Held e T. McGrew – “Modernity and its futures”. Politic Press / Open University Press, 1992. “As velhas identidades que por tanto tempo estabilizaram o mundo social, estão em declínio. Novas identidades estão surgindo, deixando o indivíduo moderno fragmentado. A “crise de ...

    8391  Palavras | 34  Páginas

  • Filosofia

    UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL Curso Bacharelado em Administração Pública - CESA Disciplina: Filosofia e Ética 1 – Com base no texto apresentado, qual o motivo prático que levou os gregos a inventarem a filosofia, uma forma de saber que pretende ser neutra, objetiva, universal, única, distinta da religião e do senso comum? No século V a.C os gregos vinham de grande contato com outras civilizações em torno de diversos motivos, entre eles as vitorias em guerras, condições que favorecem o surgimento...

    819  Palavras | 4  Páginas

  • o que é filosofia

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DISCIPLINA: FILOSOFIA E ÉTICA ALUNA: RUBIVÂNIA ALVES DA SILVA SANTOS ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM ATIVIDADE I 1. Com base no texto apresentado, qual o motivo prático que levou os gregos a inventarem a filosofia, uma forma de saber que pretende ser neutra, objetiva, universal,única , distinta da religião e do senso comum? Resp: Os gregos inventaram a filosofia com a pretensão de tentar...

    1415  Palavras | 6  Páginas

  • Fichamento: A identidade cultural na pós-modernidade

    HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 7. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. "As velhas identidades, que por tanto tempo estabilizaram o mundo social, estão em declínio, fazendo surgir novas identidades e fragmentando o indivíduo moderno, até aqui visto como um sujeito unificado. A assim chamada ‘crise de identidade’ é vista como parte de um processo mais amplo de mudança, que está deslocando as estruturas e processos centrais das sociedades modernas e abalando os quadros de referência...

    3911  Palavras | 16  Páginas

  • FILOSOFIA E ÉTICA

    questões: 1. Identifique as grandes características de cada período histórico da filosofia, tendo por base a ideia de que os antigos são fisiocêntricos e os modernos são antropocêntricos. 2. Em que medida poderíamos dizer que hoje pessoas que vivem de modo antigo, de modo medieval, ou de modo moderno? Faça-os com exemplos. Modo antigo: atualmente encontra-se os Índios Xavantes vivem m em tribos, habita o leste do estado brasileiro do Mato Grosso, mais precisamente nas reservas...

    559  Palavras | 3  Páginas

  • Atividade Aula 3

    antes o trabalho era visto como castigo devido ao pecado original, agora o trabalho começa a ser visto como algo positivo, como único meio pelo qual alguém pode se tornar humano e se tornar livre. 2. Em que medida poderíamos dizer que hoje em dia pessoas que vivem de modo antigo, de modo medieval, ou de modo moderno? Faça-o com exemplos. Pode-se dizer que pessoas que vivem do modo como os filósofos do período antigo, são aquelas que questionam a todo momento determinadas atitudes de algumas...

    979  Palavras | 4  Páginas

  • Identifique as grandes características de cada período histórico da filosofia, tendo por base a ideia de que os antigos são fisiocêntricos,

    moderno, caracterizado por uma “volta” ao pensamento clássico, mas sem desconsiderar o pensamento medieval. O renascimento voltando-se para o Homem e a ciência moderna, impulsionada a desconstruir os paradigmas da época marcam o pensamento moderno. A Modernidade se caracteriza pelo antropocentrismo por colocar o Homem no centro, o grande objeto de seu estudo e parte importante da natureza. Trata-se do indivíduo e não da coletividade. A ciência ganha o método cartesiano, isto é, passa a possuir uma...

    768  Palavras | 4  Páginas

  • A igreja e a pós-modernidade

    O conceito de pós-modernidade ainda é um tema controvertido. Fala-se em hipermodernidade, alta modernidade ou modernidade tardia, modernidade radicalizada, modernidade líquida. A compreensão comum, entretanto, é que a chamada pós-modernidade inclui a modernidade e não pode ser compreendida sem ela. A modernidade designa um fenômeno muito complexo que se manifesta com força na segunda metade do século 18, a partir da Revolução Industrial - capitalismo, ciência e técnica, urbanismo, desenvolvimento...

    6284  Palavras | 26  Páginas

  • Períodos históricos da filosofia

    dimensão, ou seja, “antropocêntrica”, que começa a colocar o ser humano no centro da natureza, podendo usá-la e dominá-la. Filosofia Moderna: do Século XV/XVI, período da Renascença, passando pelos Séculos XVII e XVIII, e alcançando o período do Iluminismo, Século XVIII e metade do Século XIX. Enquanto na Idade Média, Deus era o criador e preservador da criação e a causa contínua de todos os processos naturais, na Idade Moderna, as leis naturais assumiram cada vez mais este papel. Assim, o ser humano...

    1217  Palavras | 5  Páginas

  • Da Antiguidade ao Iluminismo

    Da Antiguidade ao Iluminismo Costuma-se dividir a história ocidental em três períodos: Antiguidade, Idade Média e Idade Moderna. Quanto à nossa contemporaneidade, ou seja, o momento em que vivemos agora, ainda não um consenso de como chamá-la. Alguns usam o termo pós-modernidade, enquanto outros usam a expressão modernidade tardia. É provável que, somente em uma próxima era histórica, tenhamos um nome oficial para esta era em que vivemos. Na Antiguidade, as relações humanas alcançavam uma dimensão...

    3225  Palavras | 13  Páginas

  • AD 01

    em dia pessoas que vivem de modo antigo, de modo medieval, ou de modo moderno? Faça-o com exemplos. Resposta: O senso de fraternidade descoberto no modo antigo, antes mesmo que no Cristianismo, foi um pouco esquecido, uma vez que nossa sociedade caminha cada vez mais para o individualismo. Ainda existem muitas pessoas vivendo do modo medieval, com fortes tendências de religiosidade e teologia e a grande maioria no modo moderno onde a liberdade se torna o ápice dessa geração. 3. diferença...

    753  Palavras | 4  Páginas

  • Filosofia

    supervisão. Destaque também, é Santo Agostinho que dirá com todo vigor que fora da Igreja não salvação; o campo da política deixa de ser a principal comunidade, tornando-se a Igreja a principal comunidade, culminando a separação política e moral, tendo início e fim com Deus. Filosofia moderna – Do século XV/XVI, período da Renascença, passando pelos séculos XVII e XVIII, e alcançando o período do Iluminismo, século XVIII e metade do século XIX ,tendo como idéia que o Homem pela sua razão e natureza...

    1685  Palavras | 7  Páginas

  • Pós-Modernidade

    OPORTUNIDADE Uma análise da pós-modernidade, e da reação da Igreja1 Em que época vivemos? Algumas expressões são bem conhecidas de todos nós, como: “é o fim do mundo!”, ou “o mundo de hoje está perdido, no meu tempo as coisas eram diferentes!”. Será mesmo? O que realmente seria diferente no mundo de hoje do mundo de uns 30 anos atrás com respeito ao homem, ao pecado? Temos que abolir um mito! O mito que tem sido uma tendência em toda história humana: o mito de que nossa época...

    7102  Palavras | 29  Páginas

  • pós modernidade

    princípios morais já existentes. Qualquer autoridade que ele possua é derivativa, em vez de ser inerente. McGrath, entretanto, lembra que esta tese que enaltece a pessoa e obra de Cristo vai de encontro com a visão pós-moderna que teve a sua gênese no iluminismo, a qual coloca como rainha de todas as ciências a razão humana. A fim de mostra que Jesus não é apenas uma ideia, mas sobre tudo uma pessoa que carrega sobre se todos os valores necessários para que uma cosmovisão seja sustentada, McGrath apresenta...

    4271  Palavras | 18  Páginas

  • Educação e pós modernidade

    Educação e Pós-Modernidade: impasses e perspectivas 1 Alfredo Veiga-Neto 2 I O título talvez seja pretencioso demais. Como, num espaço tão pequeno, articular uma discussão rigorosa e minimamente útil sobre questões tão intrincadas, atuais e polêmicas? Como não perder de vista a clareza e, ao mesmo tampo, ser fiel aos principais autores que vêm se ocupando com a descrição e a problematização da Contemporaneidade? Diante de tantas dificuldades, não me resta outra alternativa senão fazer ...

    3829  Palavras | 16  Páginas

  • Tarefa 2

    e responda. 1. diferença entre o conceito kantiano de modernidade, apresentado ao falar de Iluminismo, e o conceito que normalmente temos de modernidade? Qual é a diferença? Com certeza. A modernidade para nós é estar atualizado, estar na moda. Porém de acordo com o conceito Kantiano, a modernidade é o esclarecimento (ou seja, a modernidade) é a saída do homem de sua menoridade, da qual ele mesmo é o responsável” Kant (1988), apud Assmann (2009). Ainda segundo este conceito, a menoridade é ser...

    970  Palavras | 4  Páginas

  • historia da filosofia

    mística, além do entendimento do homem comum, através do pensar e do raciocinar o homem e capaz de traçar seu próprio destino rumo ao conhecimento, buscando combater a influencia da igreja e da tradição 2. Em que medida poderíamos dizer que hoje em dia pessoas que vivem de modo antigo, de modo medieval, ou de modo moderno? Faça-o com exemplos. Filosofia antiga. Se observarmos a filosofia antiga podemos perceber que hoje muitos de nos ainda vivemos na idade antiga, na medida em que questionamos o...

    565  Palavras | 3  Páginas

  • Identidade e Diferença

    impossível falar de qualquer tipo de manifestação cultural, sem entrarmos no conceito de identidade e diferença. Ter ou não determinado tipo de cultura implica em termos determinados hábitos, crenças, costumes e tradições previamente estabelecidos. Estes são adquiridos ao longo da vida e é por eles que construímos a nossa identidade. Esse conceito, que será abordado no trabalho a seguir, é pré-requisito ao entendimento do tema. Neste trabalho, abordaremos o tema identidade e diferença, fazendo uma...

    2850  Palavras | 12  Páginas

  • Modernidade x Pós Modernidade

    PEDAGOGIA – DOCÊNCIA E GESTÃO DOS PROCESSOS EDUCATIVOS COMPONENTE CURRICULAR: PESQUISA E PRÁTICA PEDAGÓGICA ZULENE DE ARAUJO COELHO MODERNIDADE X PÓS-MODERNIDADE Juazeiro, 16 de Julho de 2012. ZULENE DE ARAUJO COELHO MODERNIDADE X PÓS-MODERNIDADE Relatório apresentado como complementação de atividades da disciplina de Pesquisa e Prática Pedagógica pela Universidade Estadual da Bahia. Professor: Clóvis Eduardo de Souza...

    5298  Palavras | 22  Páginas

  • PÓS-MODERNIDADE

    PÓS-MODERNIDADE Bem, chegamos a nossa última aula desse bimestre e também a última aula em que nos dedicaremos a tratar especificamente da filosofia. Até aqui, como não poderia deixar de ser, nós estudamos as bases da filosofia, seus pensadores iniciais e fundamentos que ainda influenciam muito a forma como enxergamos o mundo. Hoje nós daremos um salto muito grande no tempo. Passaremos da filosofia antiga para os dias de hoje. Abordaremos um tema muito complicado (por ser muito novo), mas muito...

    3495  Palavras | 14  Páginas

  • filosofia e ética

    Curso: Administração Pública Disciplina: FILOSOFIA E ÉTICA atividade – página 35 1. Com base no texto apresentado, qual o motivo prático que levou os gregos a inventarem a filosofia, uma forma de saber que pretende ser neutra, objetiva, universal, única, distinta da religião e do senso comum? Observa que a Filosofia nasceu da necessidade de pensar e explicar a realidade, a natureza e as ações humanas de forma distinta do que se fazia na época. Reconhecendo que os acontecimentos naturais e...

    1386  Palavras | 6  Páginas

  • Filosofia e etica

    ATIVIDADE 1 1) Com base no texto apresentado, qual o motivo prático que levou os gregos a inventarem a filosofia, uma forma de saber que pretende ser neutra, objetiva, universal, única, distinta da religião e do senso comum? 2) Procure descrever o que se entende por filosofia no senso comum. Pergunte a algumas pessoas conhecidas, e verifique qual a diferença com o conceito que os gregos deram à filosofia. 3) Qual a comparação que podemos fazer entre a filosofia e a ciência moderna, que...

    1233  Palavras | 5  Páginas

  • Filosofia, chauí

    interpretação do material disponibilizado, você terá condições de responder às questões abaixo. Volte aos apontamentos, reflita, pondere e responda. 1. diferença entre o conceito kantiano de modernidade, apresentado ao falar de Iluminismo, e o conceito que normalmente temos de modernidade? Qual é a diferença? Segundo Immanuel Kant (1724-1804), a modernidade se caracterizava pela maioridade, ou esclarecimento que se baseava na partida de tomada de decisões e responsabilidades que o homem tinha quando...

    938  Palavras | 4  Páginas

  • Pós modernidade

    PÓS-MODERNIDADE E HISTÓRIA DAS UNIVERSIDADES               MACAPÁ 2014 ACADÊMICOS: ANDERSON MIRA LIMA ANTONIA SILVA LIMA CAMILA GOMES BALIEIRO DARLAN GOMES BALIEIRO ELERSON RODRIGUES COSTA MICHEL ALAN AGUIAR FREITAS PRYCILLA DAYANE FERREIRA DA SILVA RENILSON SILVA MENDONÇA SAMILA DE NAZARÉ SILVA VIEIRA PÓS-MODERNIDADE E HISTÓRIA DAS UNIVERSIDADES   Trabalho apresentado à disciplina de METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO...

    3567  Palavras | 15  Páginas

  • Tica Na Modernidade Em Rela O Com A Tica Do Deve1

    ética na modernidade em relação com a ética do dever? Em nossa reflexão, é perceptível como a ética, já desvencilhada da cultura religiosa modernidade estruturou-se como imaginário do dever e do homogêneo.. que hoje se apresentam como características da modernidade e da crise na . conscientização, de reação, de crítica, de nova valoração e de nova ética, afirma que "a ética deve ser uma ética criativa, capaz de reconstruir pensamentos.. Da Modernidade Técnica a Modernidade Ética. Cristovam Buarque...

    4498  Palavras | 18  Páginas

  • Subjetividade

    marítimas e crises político - culturais que culminaram em profundas críticas à Igreja Católica, que evoluíram para Reforma Protestante (a Igreja Católica responde com a Contra-Reforma e com a Inquisição). 2. Em que medidas poderiam dizer que hoje em dia pessoas que vivem de modo antigo, de modo medieval, ou de modo moderno? Faça-o com exemplos. A Idade Média deixou-nos grande volume de informações sobre o que era considerado comportamento socialmente aceitável. As pessoas que comiam juntas na maneira...

    1719  Palavras | 7  Páginas

  • Modernidade E Identidade Anthony Giddens

    desenvolvimento de seu pensamento. N A questão da modernidade - sua evolução passada e formas institucionais presentes - reaparece como um problema sociológico fundamental com a chegada do século XXI. Embora as conexões entre a sociologia e o surgK mento das instituições modernas sejam reconhecidas muito tempo,! só hoje.vemos que são mais complexas e problemáticas do que pensávamos. Além disso, constata-se atualmente que um requestionamento da natureza da modernidade deve caminhar junto com a reformulação...

    93533  Palavras | 375  Páginas

  • Filosofia e Ética

    dividida em quatro grandes eras: Filosofia antiga - Estuda-se, em Filosofia Antiga, o surgimento da Filosofia e seu desenvolvimento pelos gregos, especialmente, e pelos romanos. Em geral, ela é repartida, tomando-se Sócrates como referência. Assim, o período pré-socrático e o pós-socrático. Corresponde ao período compreendido entre os séculos VI e V a.C. Suas figuras de destaque são Platão e Aristóteles, além de outros de quem se sabe menos, como Tales, Anaximandro, Anaxímenes, Heráclito, Parmênides...

    1744  Palavras | 7  Páginas

  • Atividade de aula 3 - grandes características de cada período histórico da filosofia

    conciliação entre razão e fé, entre Cristo e Aristóteles, o que marcou o período medieval mais do que qualquer outra coisa. FILOSOFIA MODERNA: do Século XV/XVI, período da Renascença, passando pelos Séculos XVII e XVIII, e alcançando o período do Iluminismo, Século XVIII e metade do Século XIX ANTROPOCENTRICOS, pois o homem passa a ser o responsável pelo seu destino, agindo sobre a natureza ao invés de contemplá-la. - a valorização do conhecimento através da ciência, da política, das artes passa a...

    1246  Palavras | 5  Páginas

  • Filosofia

    1) Com base no texto apresentado, qual o motivo prático que levou os gregos a inventarem a filosofia, uma forma de saber que pretende ser neutra, objetiva, universal, única, distinta da religião e do senso comum? Só os povos historicamente importantes apresentam grandes pensadores. A filosofia nascida na Grécia antiga Ali se consolidou tornando-se uma das principais marcas da civilização ocidental. Atenas criou a democracia direta, surgem às artes tragédias e comedias. Em Atenas consolida-se...

    2136  Palavras | 9  Páginas

  • A IDENTIDADE CULTURAL NA PÓS-MODERNIDADE Stuart Hall Fichamento

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL FACULDADE DE DIREITO DE ALAGOAS - FDA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIRETO A IDENTIDADE CULTURAL NA PÓS-MODERNIDADE Stuart Hall Fichamento Maceió 2013 HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11ª edição. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2006. 102 páginas.1 "(...) ‘crise de identidade’ é vista como parte de um processo mais amplo de mudança, que está...

    2829  Palavras | 12  Páginas

  • FICHAMENTO DO LIVRO geografia e modernidade GOMES, P. C. C. Geografia e modernidade. 4 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. p. 175-246.

    GOMES, P. C. C. Geografia e modernidade. 4 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. p. 175-246. ALUNO: JOSÉ QUEIROZ DE MIRANDA NETO Fichamento apresentado à disciplina Teoria Geográfica e Análise Regional, ministrada pelo Prof. Dr Saint Claer Cordeiro da Trindade Júnior. BELÉM-PA 2006. 1 – IDÉIA CENTRAL DA OBRA O “Livro Geografia e Modernidade” percorre momentos fundamentais da relação entre o projeto da modernidade e a construção de uma ciência...

    3290  Palavras | 14  Páginas

  • Iluminismo

    .......................................................................2 1. Introdução ao Iluminsmo..............................................................................3 1.1 Conceito...............................................................................................4 2. Pré-Iluminismo.............................................................................................7 2.1 Isaac Newton.........................................................................

    9012  Palavras | 37  Páginas

  • Resenha - Capítulos I e II - A identidade cultural na pós-modernidade - Stuart Hall

    O fichamento refere-se aos dois primeiros capítulos denominados A identidade em questão e Nascimento de Morte do Sujeito Moderno, partes da obra A identidade cultural na pós-modernidade, da autoria de Stuart Hall. Nela o autor busca investigar as questões que envolvem o conceito de identidade cultural na pós-modernidade, tendo como referência a afirmação de que as identidades modernas estão deslocadas, ou ainda para usar os termos do autor, “descentradas”. Este argumento afirma que após o enfraquecimento...

    1574  Palavras | 7  Páginas

  • RESUMO-A IDENTIDADE CULTURAL NA PÓS MODERNIDADE

    CAPÍTULO 01 – A identidade em questão No livro A identidade cultural na pós-modernidade, o autor discute a questão da identidade, que já vem sendo discutido por causa das velhas identidades que estão em declínio por conta do ritmo constante de mudança das sociedades modernas. Seu propósito é explorar e analisar algumas questões sobre a identidade cultural nesse mundo moderno e avaliar se, de algum modo, existe uma crise de identidade. O livro é escrito desenvolvendo argumentos...

    3351  Palavras | 14  Páginas

tracking img