• Análise Institucional.
    acerca de sua própria vida, o saber acerca de suas reais necessidades, de seus desejos, de suas demandas, de suas limitações e das causas que determinam estas necessidades e estas limitações” (BAREMBLITT: 1996, p.17) Analisar a demanda de um grupo é, portanto, o objetivo principal dos Movimentos...
    5247 Palavras 21 Páginas
  • estagio
    acerca de sua própria vida, o saber acerca de suas reais necessidades, de seus desejos, de suas demandas, de suas limitações e das causas que determinam estas necessidades e estas limitações” (BAREMBLITT: 1996, p.17) Analisar a demanda de um grupo é, portanto, o objetivo principal dos Movimentos...
    5249 Palavras 21 Páginas
  • Transe e Klínica
    ideias esquizoanalíticas de Deleuze e Guattari. (Baremblitt, 2004) Segundo Baremblitt, “As Klínicas são executadas a partir de uma proposta sistemática e formalmente separada, como, por exemplo, incluindo todo um grupo de laboratórioo, e tomando boa parte do tempo de uma sessão. O terapeuta deve...
    7716 Palavras 31 Páginas
  • Psicoterapia de grupo e a psicanálise – Limites e possibilidades.doc transferido com sucesso
    tradução nossa ** “Ideologia, Grupo, Família” - Armando Bauleo Bibliografia de apoio: 1 - “Psicoterapia del grupo” - Marie Langer, Leon Grinberg e Emílio Rodrigué 2 - “GruposTeoria e Técnica” - vários autores – organizado por Gregório Baremblitt 3 - “Questionamos a psicanálise e suas...
    4227 Palavras 17 Páginas
  • Plano de ensino
    Freud. V. 18 p. 89-177 - Editora Imago. Página 2 PLANO DE ENSINO Data de Emissão: 24/02/2014 Complementar Baremblitt, Gregorio F. - Grupos:teoria e técnica - Editora Graal(ISBN: 9788570380562; 8570380569). Baremblitt, Gregorio F. - SaúdeLoucura: Grupos e coletivos - Editora Hucitec...
    1326 Palavras 6 Páginas
  • Pedagogia
    ” (GUIRADO, 1987, p.IX). Por uma “atuação institucional” começam a ser esboçadas diferentes bases teóricas e propostas de intervenção prática. Segundo Guirado (1987), as técnicas de intervenção em grupos nas organizações de saúde, ensino e trabalho, os grupos operativos e, mais tarde, as tentativas de...
    8146 Palavras 33 Páginas
  • análise institucional em serviço social
    efetivação de um fazer profissional que busca o fortalecimento da classe trabalhadora na busca pela sua emancipação humana, política e social. REFERÊNCIAS BAREMBLITT Gregorio F. Compendio de analise institucional e outras correntes: teoria e prática/Gregorio F. Baremblitt. – Rio de Janeiro: Rosa...
    5049 Palavras 21 Páginas
  • Papel do psicologo comunitário
    para a mudança pode ser mais eficaz e harmônica: os grupos adquirem um diálogo alinhado entre si, as decisões não se concentram nas mãos de poucos, enriquecendo as possibilidades de resolução dos problemas e promovendo transformações sociais reais. 1 2 Acadêmico do curso de Psicologia pela UFU...
    3881 Palavras 16 Páginas
  • Despertar nas paixões: contribuição as klínicas do esquizodrama de gregorio baremblitt
    DESPERTAR NAS PAIXÕES Contribuição aos Estudos das Klínicas do Esquizodrama de Gregorio Baremblitt Trabalho de Monografia apresentado como quesito parcial a formação no Curso de Lato Sensu Análise Institucional, Esquizoanálise e Esquizodrama: Clínica de Indivíduos, Grupos, Organizações e Redes Sociais...
    22905 Palavras 92 Páginas
  • Graduação
    , Enrique. Processo Grupal. São Paulo: Martins Fontes, 1988. ZIMERMAN, David e OSÓRIO, Luis Carlos. Como Trabalhamos com Grupos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997. BAREMBLITT, Gregório. Grupos, Teoria e Técnica. Graal/Ibrapsi: Rio de Janeiro, 1982. ...
    1212 Palavras 5 Páginas
  • O que se aprende no grupo
    movimentos ou simplesmente apagar as cores.” Juliana Davini BAREMBLITT, G. Grupos: teoria e técnica, RJ: Edições Graal, 2ª edição, 1986...
    511 Palavras 3 Páginas
  • PSICOTERAPIA DE GRUPO
    Grimber, Langer e Rodrigué. In: Baremblitt, Gregório. (Org.). Grupos: teoria e técnica. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1986. PISANI, Rocco A. Notas históricas In: SANDLER, Paulo César. (Org.). Elementos de análise de grupo: grupos pequenos e intermediários. São Paulo: Casa do psicólogo, 2005...
    3873 Palavras 16 Páginas
  • Reforma Sanitária Brasileira: Dilemas entre o instituinte e instituído
    cujos preços e condições de produção por grandes empresas multinacionais fogem ao controle dos Estados nacionais, e muitos outros mais, são desafios presentes no momento atual da Reforma Sanitária 2- Análise baseada na teoria de Baremblitt Para iniciar a análise do artigo em questão, é...
    11507 Palavras 47 Páginas
  • Psicologia
    , exigindo mudanças reais. Dessa forma, como qualquer profissão inscrita na divisão social e técnica do trabalho o Serviço Social tem também sua utilidade social e deve ser capaz de responder às necessidades sociais. 3. Compreensão sobre a formação e características de um grupo Qualquer...
    1714 Palavras 7 Páginas
  • igreja católica
    Institucionalista (Baremblitt, 1998). O objetivo de conjunto dessas tendências é propiciar e apoiar processos de auto-análise e autogestão dos coletivos sociais: comunidades, grupos, instituições, etc. Utilizamos alguns recursos teórico-técnicos da Análise Institucional. O institucionalismo afirma que a...
    7282 Palavras 30 Páginas
  • Visita domicilar
    (BAREMBLITT, 1998). Não se trata aqui, porém, de negar a validade desse instrumento, e sim de instigar a análise, pois, com esse instrumento, podem ser criadas condições, segundo Félix Guattari, “[...] que permitam aos indivíduos adquirir meios de expressão relativamente autônomos...” (1987, p.55). Os...
    5345 Palavras 22 Páginas
  • Serviço social
    de (re)inventar a própria vida através da escrita. Ou pelo menos, dar passagens às outras formas de vida. REFERÊNCIAS BAREMBLITT, Gregório F. Compêndio de Análise Institucional e outras correntes: teoria e prática. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 1992. DELEUZE, Gilles. Crítica e Clínica. São...
    8470 Palavras 34 Páginas
  • relatório de estágio
    : aproximadamente uma hora. Material: Data-show, folhas de ofício, cola. Descrição da intervenção: A intervenção que se pretende realizar se baseia em quatro momentos. O primeiro que consiste em uma técnica de aquecimento, com o objetivo de preparar o grupo para o ato de dramatizar. O segundo momento refere...
    2918 Palavras 12 Páginas
  • jacob moreno
    participação. BIBLIOGRAFIA BAREMBLITT, Gregório. Grupos Teoria e Técnicas. Editora Graal, 1986. MORENO, J.L. Fundamentos do Psicodrama. São Paulo: Summus, 1983. OSÓRIO, Luiz Carlos. Psicologia Grupal. Editora Artmed, São Paulo, 2006. ...
    2070 Palavras 9 Páginas
  • redes
    cuidado e expõe dezessete teses sobre a teoria do trabalho e as tecnologias de produção do cuidado, onde o trabalho vivo é o elemento central nessa abordagem (MERHY, 1997 e 2002, p. 4652). O trabalho vivo, como dispositivo de formação de fluxos-conectivos, faz uma cartografia no interior dos...
    5993 Palavras 24 Páginas