Goffman Erving A Representação Do Eu Na Vida Cotidiana artigos e trabalhos de pesquisa

  • Resenha de "a representação do eu na vida cotidiana", de erving goffman

    GOFFMAN, Erving. A Representação do Eu na Vida Cotidiana – Petrópolis, Vozes: 2011. No livro “A Representação do Eu na Vida CotidianaErving Goffman utiliza-se de metáforas da ação teatral para analisar como os indivíduos se comportam em situações de interação social na vida cotidiana. Como no teatro, os indivíduos atuam de maneira a tentar convencer de uma impressão que ele deseja que os outros tenham dele, para tanto diversas técnicas são utilizadas. É justamente destas formas de sustentação...

    2142  Palavras | 9  Páginas

  • A representação do eu na vida cotidiana

    A representação do eu na vida cotidiana-  Erving Goffman                                                                                                                                      Raquel Lopes Já pensou em analisar as interações através de conceitos teatrais? Erving Goffman, em seu livro “A Representação do Eu na Vida Cotidiana”  apresentado através de teorias do teatro as interações, em vários aspectos, estabelecidas entre os atores e a platéia. Goffman começa seu livro se referindo...

    2576  Palavras | 11  Páginas

  • Resenha do Livro de Erving Goffman, A representação do Eu na vida cotidiana

    Resenha do Livro de Erving Goffman, A representação do Eu na vida cotidiana No livro “A Representação do Eu na Vida Cotidiana”, Erving Goffman utiliza metáforas e teorias teatrais para analisar como os indivíduos se comportam em determinadas situações do dia-a-dia em relação ao contato com outros indivíduos. Assim como no teatro, as pessoas buscam agir de certa maneira ou até mesmo “atuar” no intuito de tentar alcançar a impressão desejada que os outros tenham dele, podendo-se utilizar diversas...

    1652  Palavras | 7  Páginas

  • erving goffman

     4. Comente e explore a seguinte frase: “Erving Goffman’s sociological work is centered around theories of social interaction derived from his empirical work in different settings. He analyses the relationship between interpersonal meanings and social structure, paying attention to both the symbolic value of what is said and done and the more abstract forms of social life.” Erving Goffman A abordagem de Goffman, essencialmente dramatúrgica, sustenta-se numa densa teoria de papéis, seja privilegiando...

    1133  Palavras | 5  Páginas

  • A representação do eu na vida cotidiana

    Analise sobre, A representação do Eu na vida Cotidiana Rodrigo Juscelino Nascimento dos Santos Graduando em Administração Bacharelado/UFS. Universidade Federal de Sergipe – UFS – São Cristóvão/SE – Brasil Av. Marechal Rondon, S/N Jardim Rosa Elze – CEP: 49100-000 06 de Fevereiro de 2015 Resumo O presente Artigo “A representação do eu na Vida Cotidiana” aborda analise da vida social do indivíduo, suas ações e funções, Erving Goffman estabelece a partir de suas análises que o indivíduo exerce...

    2241  Palavras | 9  Páginas

  • goffman

    Revista Foco PAPÉIS SOCIAIS, HARMONIA E CONFLITO NO AMBIENTE EMPRESARIAL: REFLEXÕES SOCIOLÓGICAS A PARTIR DA OBRA DE ERVING GOFFMAN Cristiano das neves Bodart1 RESUMO A partir da obra “A representação do Eu na vida cotidiana”, de Erving Goffman, são realizadas algumas reflexões sociológicas em torno das representações sociais realizadas no ambiente empresarial. Objetiva-se colaborar para a compreensão desse jogo de representações que envolvem empresários, colaboradores e clientes inseridos...

    4312  Palavras | 18  Páginas

  • resumo da introdução do livro “A Representação do Eu na Vida Cotidiana” de Erving Goffman

    UFRJ- Ciências Sociais – 2009.1 Disciplina: Introdução à Sociologia Resumo: GOFFMAN, Erving – A Representação do Eu na Vida Cotidiana O objetivo deste trabalho é apresentar um resumo da introdução do livro “A Representação do Eu na Vida Cotidiana” de Erving Goffman. Erving Goffman inicia a introdução com uma situação banal: a aproximação de um individuo de um grupo. A aproximação implica uma série de questionamentos que tem como intuito obter informação a respeito dessa nova figura. Essa...

    1624  Palavras | 7  Páginas

  • apresentação do goffman

    GOFFMAN: CONTRIBUIÇÕES PARA SOCIOLOGIA DA SAÚDE De: Everado Duarte Elaborado por: Diego Marafiga ERVING GOFFMAN ( 1922 – 1982)  Autor e obra Goffman inovou, tanto teórica como metodologicamente, nos estudos socioantropológicos.    Interacionismo simbólico. Contato com estudos sobre teatro e cinema. PRINCIPAIS OBRAS A representação do eu na vida cotidiana (1959)  Manicômios,  Estigma prisões e conventos (1961). ( 1963). A REPRESENTAÇÃO DO EU NA VIDA COTIDIANA  Nesta obra...

    952  Palavras | 4  Páginas

  • Erving goffman e as instituições totais

    Psicologia Social V Aluna: Lívia Halfeld Erving Goffman e as Instituições Totais Erving Goffman (1922-1982) foi um cientista social e escritor canadense, formado pela Universidade de Toronto em 1945, e pós-graduado na Universidade de Chicago em 1953, onde estudou Sociologia e Antropologia Social. Tornou-se um conhecido sociólogo pelo estudo das interações humanas, tendo seu nome relacionado ao de George Mead por ambos conceberem a psicologia social uma abordagem sociológica. Representante...

    1029  Palavras | 5  Páginas

  • Edifício master e a representação do eu na vida cotidiana.

    Edifício Master e a representação do eu na vida cotidiana. O documentário “Edifício Master”, dirigido por Eduardo Coutinho, nos mostra as singularidades das personalidades de vários dos seus moradores. É no urbanismo de Copacabana que se encontra o prédio “Edifício Master” com os seus 276 apartamentos distribuídos por seus 12 andares. Utilizando-se de um rotéiro onde foca, através de entrevistas pessoais, como os moradores dos respectivos apartamentos concebem a sua própria personalidade...

    503  Palavras | 3  Páginas

  • goffman

    GOFFMAN, Erving. A Representação do Eu na Vida Cotidiana – Petrópolis, Vozes: 2011. O autor desenvolveu pesquisas na linha da sociologia interativa e cultural, iniciadas por Weber ,também teve grande influência de Shutz. Goffman vai se utilizar do teatro para analisar interações sociais com o foco na micro interação, a interação de um pequeno grupo num dado momento e em um determinado espaço, a relações face a face. Assim como no teatro o ator tenta convencer de sua atuação, através de suas ações...

    1086  Palavras | 5  Páginas

  • A REPRESENTAÇÃO DA IDENTIDADE INDIVIDUAL PROTESTANTE BRASILEIRA NA PÓS-MODERNIDADE

    A REPRESENTAÇÃO DA IDENTIDADE INDIVIDUAL PROTESTANTE BRASILEIRA NA PÓS-MODERNIDADE PAULO CRISTIANO DA SILVA Toda pessoa enquanto ser social age e interage dentro da dinâmica das relações sociais de uma maneira interdependente no dizer de Norbert Elias. Isto significa que ela, ao aceitar o jogo social, se predispõe a se submeter às regras sociais. Passa a absorver crenças, idéias e internalizar e mesmo incorporar habitus socialmente estabelecidos. Neste processo de sociabilidade ela constrói...

    2438  Palavras | 10  Páginas

  • Análise do conto de Machado de Assis “Pai contra mãe” à luz dos sociólogos: Marx, Durkheim, Weber, Bourdieu e Goffman.

    novembro de 2012 Professora: Diana Mandelert Aluna: Larissa Baruque Pereira Disciplina: Sociologia da Educação: questões atuais Análise do conto de Machado de Assis “Pai contra mãe” à luz dos sociólogos: Marx, Durkheim, Weber, Bourdieu e Goffman. O conto de Machado de Assis “Pai contra mãe” descreve uma das instituições mais marcantes da sociedade do século XIX: a escravidão, forma de relação social de produção essencial para a manutenção da economia brasileira à época. Além disso, nos...

    1865  Palavras | 8  Páginas

  • Paradgma Sociologica na análise da vida quotidiana

    José Machado Pais Análise Social, vol. XXII (90), 1986-1.°, 7-57 Paradigmas sociológicos na análise da vida quotidiana * I. SOCIOLOGIA DA VIDA QUOTIDIANA: UMA INTRODUÇÃO Kepler es el primero que no impone a los datos métricos de las posiciones estelares la ideia preconcebida de una forma - el círculo - que razones puramente subjectivas de los pensadores habían aventajado en la atención. Comprendió que la misión de la astronomia es, precisamente, partir de los datos para buscar Ia...

    26007  Palavras | 105  Páginas

  • As unidades de medidas restritivas e privativas de liberdade como instituição social: contribuições teóricas apreendidas de GOFFMAN, BOURDIEU, BERGER & BERGER E FOUCAULT.

    As unidades de medidas restritivas e privativas de liberdade como instituição social: contribuições teóricas apreendidas de GOFFMAN, BOURDIEU, BERGER & BERGER E FOUCAULT. José Maria Baldino Sullyvan Garcia da Silva Maria José Pereira de Oliveira Dias RESUMO Entender a instituição social onde jovem cumpre penas restritivas de liberdade é de fundamental importância para a sociedade contemporânea. Nesta perspectiva, como arcabouço teórico recorreu-se às contribuições de Bourdieu, Berger...

    5067  Palavras | 21  Páginas

  • Goffman

    lectivo de 2011/2012 Recensão Crítica Manicómios, Prisões e Conventos de Erving Goffman Recensão para a disciplina de Teorias Sociológicas II Leccionada pela docente Dr.ª Paula Guerra Porto, 21 de Maio de 2011 Índice Temático * Introdução * Informações acerca do autor da Obra * Observação e esclarecimento acerca dos temas presentes na obra * Confrontação teórica do Autor com Erving Goffman e Michel Foucault * Considerações Finais * Referências Bibliográficas ...

    5529  Palavras | 23  Páginas

  • Longa trajetória de vida nas ruas: os estigmas

    PSICOLOGIA AMANDA DE FATIMA ALMEIDA DAS GRAÇAS LONGA TRAJETÓRIA DE VIDA NAS RUAS: os estigmas Belo Horizonte 2012 AMANDA DE FATIMA ALMEIDA DAS GRAÇAS LONGA TRAJETÓRIA DE VIDA NAS RUAS: os estigmas Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Psicologia do Instituto...

    13610  Palavras | 55  Páginas

  • Resumo interação social e vida cotidiana

    INTERAÇÃO SOCIAL E VIDA COTIDIANA 2012 Credenciais do teórico trabalhado Referências Bibliográficas: • Giddens, Anthony, Sociologia, 6ª edição. Os padrões de intenção social: Fernando Loureiro - pt.scribd.com I- RESUMO DO TEXTO ESTUDADO O que é interação social? Interação social é o processo pelo qual agimos e reagimos em relação aqueles que estão ao nosso redor. Um exemplo de interação social...

    1457  Palavras | 6  Páginas

  • Apresentação de uma pensão na vida de todos os dias

    Pensão na Vida de Todos os Dias. Trabalho realizado por: Célia Lima Fátima Silva José António Gonçalves Márcia Alves Maria José Cunha CET Técnicas e Gestão Hoteleira Relações Interpessoais [pic] 03 de Dezembro de 2012 Índice Apresentação de uma Pensão na Vida de Todos...

    2859  Palavras | 12  Páginas

  • Slides - Introdução, Capítulos I e VI - A Representação do Eu na Vida Cotidiana, Erving Goffman

    A Representação do Eu na Vida Cotidiana Erving Goffman INTRODUÇÃO CAPÍTULO I CAPÍTULO VI - Representações - A Arte de Manipular a Impressão Capítulo I - Representações - Crença no Papel que o Indivíduo está Representando Fachada Realização Dramática Idealização Manutenção do Controle Expressivo Representação Falsa Mistificação Realidade e Artifícios Capítulo VI - A Arte de Manipular a Impressão - Atributos e Práticas Defensivas 1-Lealdade Dramatúrgica 2-Disciplina...

    5252  Palavras | 22  Páginas

  • Goffman

    A “representação do eu” e as políticas do cotidiano The presentation of self in everyday life foi o primeiro livro de Goffman, publicado a partir de sua tese de doutorado defendida na Universidade de Chicago (Communication conducts in an Island community, de 1953). O livro foi um sucesso de vendas desde sua primeira edição, vendeu mais de dois milhões de exemplares e foi traduzido em dezessete idiomas. No Brasil, é reeditado ininterruptamente desde 1975, sendo que em 2005 já alcançava sua 13ª edição...

    1286  Palavras | 6  Páginas

  • resenha de Representação do Eu na Vida cotidiana, de Erving Goffman

    Resenha de “A representação do eu na vida cotidiana” No início do texto, Goffman apresenta a ideia inicial de que em cada apresentação de um indivíduo a outro ocorre um processo em que cada um procura obter informações mútuas, no intuito de formar uma expectativa geral do comportamento do indivíduo analisado. Essa análise e coleta de informações é usada para criar uma gama de ações que se espera daquele indivíduo. Através dessa análise, o indivíduo também percebe como deve se comportar para que...

    734  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo do livro de Goffman

    livro de “A representação do eu na vida cotidiana” No capítulo I do livro “A representação do eu na vida cotidiana”, o autor Goffman, tenta analisar como os indivíduos se comportam na sociedade e para isso ele faz uma comparação com a vida teatral. Ele afirma que assim como no teatro os indivíduos atuam para tentar convencer os outros agentes a terem a impressão desejada sobre ele, é justamente esta representação que Goffman mostra nesta obra. A regra geral desta representação é ter a certeza...

    685  Palavras | 3  Páginas

  • Mead e Gofman

    O Interacionismo Simbólico de Mead e Goffman George Herbert Mead e Erving Goffman foram dois dos mais importantes autores do interacionismo simbólico. Mead dialoga a respeito do conceito de self e seu estudo encontra similaridades teóricas nas obras de Goffman. Nesta corrente de pensamento, as interações entre os indivíduos ocorrem a partir de ações particulares, e são, também, por ela estimuladas. Todas as ações são direcionadas a partir de uma interação mútua, pois cada pessoa comanda uma ação...

    1717  Palavras | 7  Páginas

  • Analise do filme edificio master

    exaltante e outros emotivos. Ao analisarmos o filme a parti da teoria de Erving Goffman, percebemos que tal obra estar marcada pela representação do “eu”, uma vez que o cineasta buscava interlocutores com historias distintas que as relatava a partir de suas memórias, sejam elas de sofrimento, alegria, traição e solidão. De acordo com Erving Goffman, o termo representação, parte da percepção da vida social como um palco, e o filme comprova a cada instante tal afirmação. Em um dos relatos...

    628  Palavras | 3  Páginas

  • Resenha do livro Estigma

    Resenha Crítica Erving Gossman, Estigma – Notas sobre a Manipulação d Identidade deteriorada, 1980, Zahar Editores, p. 107 – 118 1 Credenciais do Autor Erving Goffman foi um cientista social e escritor canadense, estudou nas universidades de Toronto e do Chicago. Na universidade de Chicago,estudou sociologia e Antropologia Social. Em 1958, passou a integrar o corpo docente da Universidade da Califórnia em Berkeley, tendo sido promovido a Professor Titular em 1962. Ingressou na Universidade...

    1152  Palavras | 5  Páginas

  • 2012 03 06 21 51 55 teoria sociologica contemporanea ufpe 05

    pendem entre um e outro lado.Neste módulo, reunimos alguns dos autores eurocêntricos prestigiosos que tendem a valorizar mais claramente a agência – a liberdade de escolha voluntária, a análise estratégica individual e ou coletiva e a experiência de vida– que a estrutura, isto é, as coerções jurídicas, políticas, econômicas e culturais exteriores ao indivíduo. Leitura introdutória para discussão no forum (Corcuff. Cap.3: Das interações às estruturas: p.87-124) Fenomenologia, interacionismo e etnometodologia...

    1995  Palavras | 8  Páginas

  • Goffmam

     Indivíduo e sociedade Erving goffman Tendo como base o primeiro livro de Goffman, ‘A representação do eu na vida cotidiana. A relação de individuo e sociedade é abordada pelo autor através das interações sociais entre indivíduos, sendo resaltada por ele a “micro-interação”, ou seja, aquela que se caracteriza entre um pequeno grupo num determinado momento e espaço. Para ele, o conhecimento sobre um indivíduo possibilita uma analise prévia do que se pode esperar dele, e o que ele...

    564  Palavras | 3  Páginas

  • estigma

    ESTIGMA A vida em sociedade engendra expectativas normativas, as quais as pessoas devem se enquadrar. Para um grupo especial de pessoas a adaptação às normas impostas pelo meio social, pode causar muitos transtornos. As pessoas as quais me refiro são as portadoras de características que as diferem do modelo estabelecido para a categoria que seriam inseridas na sociedade, segundo um modelo preestabelecido. As questões envolvendo os portadores de estigmas sejam aqueles mais característicos, como deformidades...

    2403  Palavras | 10  Páginas

  • A narrativa na vida cotidiana e a construção do eu

    trabalho tem como objetivo, propor uma reflexão acerca da narrativa em seu contexto social e a constante influência que tem o discurso na construção do eu. Além dessa proposta, também temos a intenção de salientar uma questão levantada por Ervin Goffman: Tocar na questão do estuda da fala correlacionado com o seu contexto social e seus atributos. Como diz Bruner, (1996): “O que as pessoas fazem nas narrativas não é por acaso, nem estritamente determinado por causa e efeito; o que elas fazem é motivado...

    6315  Palavras | 26  Páginas

  • Política Social

    GOFFMAN, Erving. A Representação do Eu na Vida Cotidiana. Tradução: Maria Célia Santos Raposo. 15ª Ed. Petrópolis – RJ: Vozes, 2008. A obra em estudo é o livro: A Representação do Eu na Vida Cotidiana do escritor canadense Erving Goffman, cientista político e professor de antropologia e sociologia social. Segundo a ficha técnica, o livro já foi publicado no Brasil no ano de 1975, onde fez parte da Coleção Antropologia, sob orientação de Roberto Augusto da Matta e Luiz Castro Faria. Entretanto...

    4287  Palavras | 18  Páginas

  • Relatório do filme um estranho no ninho de milos forman, 1975 com recortes de manicomios, prisões e conventos erving goffman

    Estranho no Ninho de Milos Forman, 1975 Com recortes de Manicomios, prisões e conventos Erving Goffman Por Zorayda Pinheiro Damasceno Soares Curso de Psicologia – 6º Período Professor: Alexandre Vasilenskas Macaé, março de 2012 INTRODUÇÃO   A Obra de Erving Goffman, Manicômios Prisões e Conventos, nos proporciona um panorama que permite vislumbrar de forma crítica a vida dos indivíduos internados em instituições fechadas, definindo inicialmente o que seriam...

    1958  Palavras | 8  Páginas

  • Redes Sociais e As Mudanças No Comportamento Social.

    Contribuições de Erving Goffman para os Estudos Lingüísticos1  Cleudemar Alves Fernandes  Abstract This paper has the objetive to present the theories of Erving Goffman that contribute to linguistic analysis. In this perspective, an effort was made in order to include most of Golffman’s works pointing out the central issues that deal with discourse analysis in social interaction. These theoretical considerations, besides approaching specific issues of Social Psychology and Sociology,...

    6192  Palavras | 25  Páginas

  • associaçãoo do filme bicho de sete cabeças e manicômios Erving Goffman

    Este ensaio tem o objetivo de associar o filme “Bicho de sete cabeças” com a obra de Erving Goffman “Manicômios, prisões e conventos”. Ambos os trabalhos, discorrem sobre as instituições manicomiais, (o livro trata também de outras instituições como prisões e conventos) e sobre o modo que estas instituições se transformam em locais onde os direitos civis e a liberdade individual dos internos, muitas vezes não são respeitados, pois geralmente são locais onde há autoridade abusiva e punitiva, impedindo...

    1261  Palavras | 6  Páginas

  • O papel do coletivo na formação (e crise) das personalidades

    Oliva Augusto. | | São Paulo 2012 | Sumário Introdução: 2 Justificativa: 2 Desenvolvimento do Trabalho: 3 Enredo: O brilho eterno de uma mente sem lembranças. 3 Simmel e a sociedade moderna: 4 Dubar e as crises de identidade: 7 Goffman e construção do “eu”: 9 Conclusão 12 Bibliografia: 13 Observação: Professora, não contabilizei a capa nem o sumário dentro daquele limite de doze páginas de desenvolvimento do trabalho, pois eu poderia não os ter incluído de forma a aumentar...

    5524  Palavras | 23  Páginas

  • Resenha crítica: Os estabelecidos e os Outsider - Norbert Elias

    manter contato com os recém-chegados da zona 3, o “loteamento”, exatamente pelo fato de serem recém-chegados, de serem outsiders na terra daqueles estabelecidos.[3]   Fato é que essa configuração social mostrará sua influência em inúmeros aspectos da vida daqueles grupos, tais como em sua organização familiar, índices de criminalidade, relação entre os vizinhos, entre outras, passando a ser considerada essencial na análise desenvolvida no livro. Insta salientar que, a princípio, o objetivo dos autores...

    2935  Palavras | 12  Páginas

  • ABCD

    espetáculo da vida cotidiana “As máscaras são expressões controladas e ecos admiráveis do sentimento, ao mesmo tempo fiéis, discretas e supremas”. (George Santayana) Teatro, foi um nome que a vida não recebeu, com a devida acepção da palavra, mas bem que poderia ter recebido, já que é nela que o homem provido de fantasias, marcação de cenário, roteiro e de máscaras, apresenta cotidianamente o seu espetáculo. A preposição foi abordada implicitamente por Erving Goffman no livro “ A representação do eu...

    1264  Palavras | 6  Páginas

  • GOFFMAN, Erving. ESTIGMA: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4ª ed.

    GOFFMAN, Erving. ESTIGMA: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4ª ed. Brasil: Zahar Editores, 1980. Lucas Borges Rodrigues1 O capitulo 4 do livro, Goffman, Erving. "Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada” trata, de estigmas e como a sociedade e o próprio estigmatizado reage em situações em que abordam esse tema. O capitulo 4 “O EU E SEU OUTRO” se divide em três partes, a primeira parte: “Desvios e Normas”, a segunda parte: “O desviante Normal” e a terceira...

    827  Palavras | 4  Páginas

  • Divinização x submissão da mulher na propaganda.

    uma dialética: ao mesmo tempo em que a mulher se estabelece no poder, a imagem vinculada na mídia nem sempre as mostra como são, mostrando-as apenas como objetos. GASTALDO estudou conceitos elaborados por GOFFMAN, um grande pesquisador do tema, e relatou que: “Em Gender advertisements, Goffman, a partir de uma perspectiva etológica, analisa um conjunto de 508 anúncios publicitários publicados no início dos anos de 1970, explorando o modo como as imagens representam a relação entre homens e mulheres...

    1932  Palavras | 8  Páginas

  • Reveillon em Minas

    Bibliografia obrigatória: GOFFMAN, Erving (1975). “A Representação do Eu na Vida Cotidiana” – Introdução e Capítulo I. Petrópolis, Editora Vozes. BERGER, Peter (1994). “A Sociedade no Homem”. In: Perspectivas Sociológicas: uma visão humanística. Petrópolis, Editora Vozes – Cap. 5. 9ª Aula: Dramaturgia Social – 09/09 Discussão em sala com o Prof. Claudio Beato Cotidiana” – Introdução e...

    1012  Palavras | 5  Páginas

  • Qual a representação social do uso do crack em nossa sociedade,ou seja,como a população compreende esse problema 2 considerando a drogasdição uma das expressões da questão social e sendo a questão social objeto de

    identidade social. 1- Aspectos gerais da violência e da criminalidade A violência e a criminalidade estão dentre os fatores que mais geram medo e insegurança para os indivíduos em nossos dias, seja porque estão presentes na vida cotidiana – especialmente nos centros urbanos, ou porque os noticiários sobre a violência têm abrangido boa parte dos meios de comunicação escritos, falados e online. Seja como for, temos que lidar com o fenômeno no dia a dia, por experiência direta ou...

    17534  Palavras | 71  Páginas

  • resumo estigma

    Estigma: uma análise sobre a situação da pessoa estigmatizada Erving Goffman foi Sociólogo e escritor canadense. Obteve o grau de Bacharel Pela Universidade de Toronto em 1945, de Mestrado e Doutorado pela Universidade de Chicago, onde estudou Sociologia e Antropologia Social. Em 1958 passou integrar o corpo docente da Universidade da Califórnia em Berkeley, tendo sido promovido a Professor Titular em 1962. Ingressou na Universidade da Pensilvânia em 1968, atuando como professor de Antropologia...

    1711  Palavras | 7  Páginas

  • Perguntas bourdieu e focault

    de certa forma o somos.Pode-se exemplificar isso em uma trecho de ‘’a representação do eu na vida cotidiana (Erving goffman); ’’o senhor não sabe ,nem podemos determinar cientificamente se eu vou roubar seu dinheiro ou talheres.Mas por inferência não farei tais coisas,e,por inferência o senhor me recebera como hospede.’’ Neste trecho ele exemplifica que mesmo sem conhecer o hospede pessoalmente o senhor acredita na representação que ele faz deste papel ,e por isso não teme o roubo. Nossas ações transmitem...

    563  Palavras | 3  Páginas

  • tudo

    m pouco para lá da metade do documentário Boca de Lixo, de Eduardo Coutinho, um dos personagens, seu Enock, dirá: "O lixo faz parte da vida. O final do serviço é o lixo. E é dali que começa… O final do serviço diz que é a limpeza da casa, ir jogando fora o que se desprezou, o que se reciclou, o que findou ali. Mas ele (o lixo) continua ali e dali ele continua pra mais longe ainda…" Aquilo que não serve mais, que foi rejeitado pela cidade, que perdeu a utilidade para nós, o "final do serviço",...

    937  Palavras | 4  Páginas

  • Do Conflito Uni O

    Do conflito à união: como o espírito underground mantém o Heavy Metal Márcio José F. de Lima Rodrigues. Introdução e metodologia: como cheguei ao estudo do Heavy Metal Esta etnografia é um resultado da soma da minha vida pessoal com a minha própria vida acadêmica. Prestei o vestibular para ciências sociais devido ao documentário do antropólogo canadense Sam Dunn, intitulado “Metal: a Headbanger’s Journey”. Nele me fascinei com a antropologia, poder estudar várias culturas diferentes, e principalmente...

    2954  Palavras | 12  Páginas

  • Etnografia em um clube das mulheres

    entre alternâncias de mulheres na apresentação, os dançarinos vão tirando aos poucos cada peça de roupa, até enfim ficarem somente de cueca. Assim o strip-tease é conduzido, de preliminares até o ato sexual, em um misto de ficção e realidade. Segundo Goffman o interesse primordial do personagem consiste em saber se no momento da interação os espectadores acreditam ou não acreditam na cena que está sendo exibida. O que dá legitimidade ao espetáculo é a interação dos personagens no palco, que une...

    1889  Palavras | 8  Páginas

  • REPRESENTAÇÕES SOCIAIS E ESTRATÉGIAS DE VIDA EM ESPAÇOS

    REPRESENTAÇÕES SOCIAIS E ESTRATÉGIAS DE VIDA EM ESPAÇOS URBANOS DEGRADADOS * Publicado na revista Forum Sociológico 15/16 II Série 2006 pp. 227-241 Leda Patrícia da Costa Barbio** Resumo: No presente artigo expõe-se um estudo exploratório realizado a n ível da problemática da exclusão social. É um estudo no qual se analisa esta problemática segundo uma abordagem qualitativa e compreensiva. Procura compreender a ligação entre a exclusão social e os espaços degradados e estigmatizados...

    6892  Palavras | 28  Páginas

  • A Preservacao E Ameaca A Face E As Estrategias NATALIA

    cúmplices, no que diz respeito à comunicação; e oponentes, quanto à conquista desse mesmo público”. Dessa forma, as entrevistas tendem ora para o contrato ora para a polêmica, constituindo-se em um excelente objeto de análise. 1. O conceito de face Goffman foi um grande estudioso da interação social. Segundo ele, todos os indivíduos são atores, que atuam para viver em sociedade e, desse modo, em todo e qualquer encontro social, cada pesAnais do XIII CNLF. Rio de Janeiro: CiFEFiL, 2009, p. 1521 Ca...

    2598  Palavras | 11  Páginas

  • A importância dos clássicos na sociologia moderna

    sensibilidade social e de uma capacidade de condensação excepcional. Embora essas sejam características para identificar clássicos, elas podem se encaixar perfeitamente em autores contemporâneos. Como, por exemplo, Erving Goffman, que criou uma obra sensacional: “A representação do eu na vida cotidiana”. O debate em relação à verdadeira importância dos clássicos para a sociologia não parece nem um pouco perto do fim, destacando, mais uma vez, o caráter de grande dificuldade da sociologia em chegar a consensos...

    1654  Palavras | 7  Páginas

  • A reconfiguração do eu no trabalho em equipe

    TRABALHO EM EQUIPE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA DA CIDADE DE OLINDA – PE. Paula Maria da Veiga Pessoa Portela[1] Denilson Marques[2] Resumo Nas dinâmicas cotidianas de relações interpessoais, os sujeitos assumem determinados papéis na busca de ser aceito pelos outros que experienciam da mesma peça, como personagem principal desta relação. Em consonância com o exposto, voltamos nosso trabalho na expectativa...

    4598  Palavras | 19  Páginas

  • O teatro dos bóias-frias. repensando a antropologia da performance, de John C. Dawsey

    competência previlegia o estudo da gramáticas que compõe as manifestações culturais enquanto focando na performance demonstra-se elementos estruturalmente “arredios”. O autor utilizará Turner também para examinar um “contrateatro” da vida cotidiana; tentará compreender a vida social a partir dos momentos de suspensão de papéis. Este teatro de canaviais e carrocerias de caminhões presente na realidade dos bóias-frias se mostrará um lugar privilegiado para pensar as interfaces da antropologia e da performance...

    1775  Palavras | 8  Páginas

  • A construção da identidade social

    social é o que possibilita o reconhecimento social da pessoa, mas também pode ser motivo de estigma. Por isso, o presente artigo analisa o processo de construção da identidade social dos indivíduos, tendo como referenciais teóricos centrais Cuche e Goffman. De um modo geral, a identidade social é construída individualmente e coletivamente. Dependendo da situação, podemos afirmar ou negar. Mas isso não depende exclusivamente da boa vontade ou do interesse pessoal de cada pessoa em dizer quem ele é...

    4511  Palavras | 19  Páginas

  • Monografia sobre " a representação dos atendentes no universo globalizado do call center

    UNIVERSIDADE FERERAL DO CEARÁ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS A REPRESENTAÇÃO DOS ATENDENTES NO UNIVERSO GLOBALIZADO DO CALL CENTER ROSANGELA MARIA DA SILVA ARAUJO Fortaleza-ce 2010 A REPRESENTAÇÃO DOS ATENDENTES NO UNIVERSO GLOBALIZADO DO CALL CENTER Monografia apresentada ao Curso de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará, para obtenção do...

    21904  Palavras | 88  Páginas

  • processo de cronstruçao da identidade

    social é o que possibilita o reconhecimento social da pessoa, mas também pode ser motivo de estigma. Por isso, o presente artigo analisa o processo de construção da identidade social dos indivíduos, tendo como referenciais teóricos centrais Cuche e Goffman. De um modo geral, a identidade social é construída individualmente e coletivamente. Dependendo da situação, podemos afirmar ou negar. Mas isso não depende exclusivamente da boa vontade ou do interesse pessoal de cada pessoa em dizer quem ele é...

    4511  Palavras | 19  Páginas

  • Skp Trabalo da ADM

    Édison Gastaldo edisongastaldo@yahoo.com.br Professor no Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da UFRRJ e Pesquisador do CNPq na área de Antropologia. Autor dos livros "Pátria, Chuteiras e Propaganda" (AnnaBlume/Unisinos, 2002), "Erving Goffman, desbravador do cotidiano" (Tomo Editorial, 2004) e "Nações em Campo" (com Simoni Guedes, Intertexto, 2006.: Uma versão prévia deste artigo foi apresentada ao Grupo de Trabalho “Recepção: processos interpretativos, usos e consumos midiáticos”...

    5722  Palavras | 23  Páginas

  • Moradores de Rua Teorias

    dormirem na rua, de não terem comida, de não terem nada assegurado nas suas vidas. Para eles cada dia era uma incerteza. Alguns ainda viveram em lugares com ratos, onde chovia e onde era impossível realizar as refeições. As pessoas em situação de rua são como estranhos que não participam do cenário social. O papel da “não-pessoa” que exercem obriga a uma relação de desrespeito e discrepância frente aos indivíduos atuantes. Goffman alerta para os princípios de organização da sociedade, os quais se baseiam...

    3633  Palavras | 15  Páginas

  • Resenha do Livro Estigma de Erving Goffman

    Trabalho apresentado ao Prof. Ms. Dr. Clodson, como requisito para nota parcial da avaliação de aprendizagem da disciplina de Sociologia. Parnaíba – Piauí (2013) GOFFMAN, E. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4ª ed. Rio de Janeiro: LTC, 1988, 158p. Erving Goffman (Mannville, Alberta, 11 de Junho de 1922 – Filadélfia, 19 de Novembro de 1982) foi um cientista social e escritor canadense. Estudou nas universidades de Toronto e de Chicago, na qual estudou...

    1832  Palavras | 8  Páginas

  • RESENHA ESTIGMA NOTAS SOBRE A MANIPULA O DA IDENTIDADE DETERIORADA

    Disciplina 1 – Diversidade, diferença e desigualdade Erving Goffman nasceu no Canadá, em 1922, e estudou nas universidades de Toronto e de Chicago. Seus estudos dentro da teoria social envolviam a preocupação em analisar as interações sociais a partir do conceito de dinâmica social, o que culminou com sua pesquisa sobre interação simbólica que está presente no livro ESTIGMA - NOTAS SOBRE A MANIPULAÇÃO DA IDENTIDADE DETERIORADA, que foi lançado em 1963. Goffman observava que o desempenho dos papéis sociais...

    1123  Palavras | 5  Páginas

  • Estratégias metadiscursivas

    Sociolingüística Interacional (GOFFMAN, 2002; BATESON, 2002; GUMPERZ, 2002 e das estratégias textual-discursivas de construção do sentido (RISSO & JUBRAN, 1998; RISSO, 2000; JUBRAN, 2002; KOCH, 2004). PALAVRAS-CHAVE: Metadiscurso; Footing; Entrevista de televisão. INTRODUÇÃO A pesquisa sobre o texto falado tem ganhado, cada vez mais, interesse dos lingüistas. São diversos os pontos de vistas sobre os processos que envolvem a interação face a face. Nesse sentido, os trabalhos de Goffman (2002), Bateson (2002)...

    6110  Palavras | 25  Páginas

  • pedagogia

    IDENTIDADE E ESTIGMA NO CONTEXTO DA ESCOLA INCLUSIVA: UMA LEITURA A PARTIR DE ERVING GOFFMAN MAGALHÃES, Rita de Cássia Barbosa Paiva - UECE DIAS, Ana Maria Iório - UFC GT: Educação Especial / n. 15 Agência Financiadora: FUNCAP-CE “Fazia um mês que chegara ao colégio. Um mês de duro aprendizado que me custara suores frios. Tinha também ganho o meu apelido; chamavam-me de Doidinho. O meu nervoso, a minha impaciência mórbida de não parar em nenhum lugar, de fazer tudo às carreiras, os meus...

    6544  Palavras | 27  Páginas

tracking img